Page 1

A�� XI - Nº

Fecontesp 81.indd 1

82 - M���/J���� �� 2015

02/07/2015 14:37:12


Fecontesp 81.indd 2

02/07/2015 14:37:13


José de Souza Presidente

Editorial

feconteSp promove AtuAlizAção e HomenAgeiA líder SindicAl Em edições anteriores, chamamos a atenção para a situação econômica desconfortante de nosso País. Vislumbramos que chegaríamos à recessão se não fossem tomadas medidas urgentes, infelizmente não ocorreram. Tempestiva e lamentavelmente nossos prognósticos estavam corretos, pois estamos convivendo com altos índices inflacionários, com o desemprego aumentando a cada dia e a sociedade, mais uma vez, sendo obrigada a arcar com os resultados negativos gerados por uma política econômica inadequada, como a que foi adotada nos últimos anos. Em paralelo a esse cenário, São Paulo, orgulhosamente e com amplo sucesso, sediou, no Sindcont-SP, o Fórum Sindicalismo, Política e Cidadania, evento organizado por nossa Confederação Nacional das Profissões Liberais – CNPL. Como reconhecimento ao trabalho que desenvolve em prol do sindicalismo e de nossa sociedade, a Diretoria da Fecontesp concedeu o título “Destaque Dirigente Sindical de 2014” ao corretor de imóveis e presidente da CNPL, Carlos Alberto Schmitt de Azevedo em solenidade também realizada no salão nobre do Sindcont-SP. Queremos também destacar que a Fecontesp está de luto, pois perdeu um dos seus exemplos de trabalho e dedicação, o diretor Luiz Bertasi Filho, no dia 05 de junho de 2015. Também as Entidades Congraçadas da Contabilidade do Estado de São Paulo, perdem um de seus idealizadores e a profissão perde um de seus mais expressivos Ícones. Como consolo, ele nos deixa um enorme legado de boa conduta, de probidade, de respeito e amor ao próximo. Teremos sempre em mente nosso bom amigo, o inesquecível “Peito de Aço”, como carinhosamente foi cognominado por seus colegas do Sindcont-SP, Entidade que presidiu e que era uma de suas paixões. Ressentidos desse duro golpe, pois a vida não para, fomos para a 24ª Convenção dos Profissionais da Contabilidade do Estado de São Paulo - Convecon, na cidade de Santos, onde protagonizamos quatro palestras de altíssimo nível, proferidas por excelentes profissionais, e o sucesso foi total. Renovamos nossos sinceros agradecimentos ao prof. dr. Marcello Árias Danucalov, ao brigadeiro José Augusto Crepaldi Affonso, à professora Luciana Parreira Pinheiro Pereira e à dra. Fátima Zanetti que colaboraram para que pudéssemos atingir o resultado planejado. Comunicamos que a Revista Fecontesp descontinuará temporariamente suas edições, sendo este número o último da série de 82 publicações. Agradecemos respeitosamente a todos que, de alguma forma colaboraram com nossa revista. Boa leitura e Sejamos Felizes

revista fecontesp - maio/Junho de 2015 Fecontesp 81.indd 3

.3 02/07/2015 14:37:13


Representações

eventos relAnçAmento dA frente pArlAmentAr do empreendedoriSmo reÚne contAbiliStAS e AutoridAdeS políticAS pela Frepem e instituições parceiras nos últimos anos, A Frente Parlamentar do Empreendedorismo e entre elas: universalização do Supersimples, Lei de EduCombate à Guerra Fiscal – Frepem foi relançada no dia cação Empreendedora, programa de inovação tecnoló25 de maio, em uma reunião realizada na Assembleia gica e ampliação do prazo para o recolhimento do ICMS. Legislativa do Estado de São Paulo. O presidente da Durante o evento, foi assinado um termo de coopeFederação dos Contabilistas do Estado de São Paulo – ração entre a Frente Parlamentar e o Sebrae-SP. O Fecontesp, José de Souza participou do evento. presidente do Sebrae-SP e da Fiesp, Paulo Skaf, paraSegundo o deputado Itamar Borges, a Frente Parlabenizou o deputado Itamar e os demais membros da mentar buscará nos próximos períodos efetivar políFrepem. “O Brasil precisa desburocratizar e simplificar. ticas públicas já aprovadas. “As atividades da Frente As micro e pequenas empresas são a base da econoParlamentar só se viabilizam com a participação e mia no Estado, são 2,5 milhões de empreendedores apoio dos setores interessados. Os governos estaduem São Paulo. O País está passando por um momento ais e municipais precisam valorizar mais as pequenas difícil, mas que sirva de aprendizado, que possamos empresas. Muitas vezes o parlamento aprova uma poencarar essa situação firmes. Precisamos caminhar lítica, mas ela demora a se efetivar”, afirmou. juntos”, defendeu. O parlamentar elencou diversas conquistas obtidas preSidenteS dAS federAçÕeS do brASil Se reÚnem em SAntA cAtArinA O presidente da Federação dos Contabilistas do Estado de São Paulo – Fecontesp, José de Souza, participou em 15 de maio, do Encontro Brasileiro das Federações Contábeis do Brasil, que foi realizado na sede da Federação dos Contabilistas do Estado de Santa Catarina Fecontesc, em Florianópolis. O objetivo do encontro foi propiciar a troca de experiências entre as entidades e definir alternativas para intensificar a interação com os órgãos públicos e privados na busca por melhores condições do exercício da atividade contábil.

Coordenado pelo presidente da Fecontesc, Tadeu Oneda, o Encontro também contou com a presença dos presidentes das Federações de Minas Gerais, Rogério Marques Noé; do Rio de Janeiro, Luiz Sérgio da Rosa Lopes; e do Paraná, Divanzir Chiminacio, bem como dos diretores da entidade catarinense, Ademir Orsi e Renato Calda. Entre os temas discutidos pelas lideranças contábeis estavam a extinção da profissão de técnico em Contabilidade, ocorrida em 1º de junho de 2015, contribuição sindical, fóruns regionais das entidades e parcerias.

JoSé de SouzA pArticipA do 8º epAc, promovido pelo Sindcont-Sp dos Auditores Independentes do Brasil – Ibracon, Idésio No dia 4 de maio, o presidente da Federação dos Conda Silva Coelho Júnior; do Conselho Regional de Contatabilistas do Estado de São Paulo – Fecontesp, José de bilidade do Estado de São Paulo – CRCSP, Claudio Avelino Souza, participou da abertura oficial do 8º Encontro de Mac-Knight Filippi; e do Ibracon 5ª Seção Regional, Sérgio Profissionais e Acadêmicos de Contabilidade – Epac, Antonio Dias da Silva. Na oportunidade, a vice-presidente que foi realizado entre os dias 4 e 8 de maio pelo Sindida Aescon-SP, Terezinha Annéia, representou o presidencato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP e pela te do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Universidade Cidade de São Paulo – Unicid, no campus Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Tatuapé da instituição de ensino. Pesquisas no Estado de São Paulo – Sescon-SP, Sérgio ApEm seu discurso, Souza afirmou que eventos como probato Machado Júnior. esse vão ao encontro da principal meta da Fecontesp: No evento, Idésio da Silva Coelho Júnior ministrou a paatuar fortemente na promoção da educação, incentilestra “A Responsabilidade do Auditor no Tocante à Frauvando e colaborando com seus sindicatos na área do de”, comentando que o Brasil clama por ética nas contas conhecimento. “Por ser a Contabilidade uma ciência públicas e o trabalho do contador tem que prosperar a evolutiva, torna-se primordial às atividades dirigidas vida das pessoas, empresas e, por consequência, da soao treinamento e a atualização. Um profissional mais ciedade. Após a palestra, houve um show de stand up preparado terá melhores chances em sua atuação e, comedy com o humorista Alexandre Paim. Sozinho no consequentemente, será mais valorizado”. palco, apenas com um microfone, ele conseguiu arranAlém de Souza e Araújo, compuseram a mesa solene car sonoras gargalhadas dos estudantes e lideranças da do 8º Epac o diretor do curso de Ciências Contábeis da classe contábil que lotavam o auditório. Unicid, Wagner Pagliato, e os presidentes do Instituto 4. Fecontesp 81.indd 4

revista fecontesp - maio/Junho de 2015 02/07/2015 14:37:14


Espaço dos Sindicatos

Atuação dos Sindicatos filiados Sindcont-Sp envolve ASSociAdoS e funcionárioS no diA do deSAfio O Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sincont-SP realizou, no dia 27 de maio, a 21ª edição do Dia do Desafio. O evento buscou ajudar seus associados e funcionários com uma sessão de conscientização corporal com duração de 30 minutos, realizada na sede social da Entidade. Para tanto, Alexandre dos Santos, instrutor do Serviço Social do Comércio – Sesc, explicou que os movimentos realizados pelos participantes objetivaram a diminuição do estresse articular, provocado por diferentes situações do dia a dia e também pelo trabalho. A participação do Sindcont-SP no Dia do Desafio foi aprovada pelos Associados que acompanharam a sessão de conscientização corporal. Contabilista associado à Entidade há 37 anos, Antônio Inácio Barbosa também participou de outras edições do evento e acredita que se trata de uma relevante ação para atrair a atenção da classe para a postura corporal e para costumes que proporcionam melhor qualidade de vida, como os alongamentos e a troca do elevador pela escada que já incorporou ao seu dia a dia. Idealizado pela The Association for International Sport for All - Tafisa, o Dia do Desafio tem o apoio da International Sport and Culture Association – Isca e da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura – Unesco para sua realização. No Brasil, a campanha é coordenada pelo Serviço Social do Comércio – Sesc. A instituição é uma das criadoras da campanha Move Brasil, à qual a data foi incorporada em 2013 e que objetiva elevar o número de brasileiros praticantes de atividade física até o ano de 2016. Foto: Vanessa Azevedo I Assessoria de Comunicação do Sindcont-SP

Associados e funcionários do Sindcont-SP participaram da atividade, feita sob orientação de Alexandre dos Santos, instrutor do Sesc

revista fecontesp - maio/Junho de 2015 Fecontesp 81.indd 5

JuceSp inAugurA eScritório em birigui No dia 14 de maio, o município de Birigui recebeu um novo escritório regional da Jucesp - Junta Comercial do Estado de São Paulo. A iniciativa foi da Associação Comercial e Industrial de Birigui – Acib, em parceria com a Prefeitura, o Sindicato dos Contabilistas de Birigui – Sincontabi e o Sindicato das Indústrias do Calçado e Vestuário de Birigui – Sinbi. O objetivo da instalação do escritório é realizar o registro público de empresas, além de receber, protocolar e devolver documentos, proferindo decisões sobre inscrição, alteração e extinção do registro de empresário. O registro na Jucesp é o primeiro passo para o empreendedor iniciar suas atividades. Para atender o público, o escritório conta com quatro funcionários, sendo um cedido pela Prefeitura e os outros três contratados pela Junta. A Jucesp - que tem 25 escritórios regionais e 55 postos de atendimento no Estado - é um órgão subordinado à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, cujo objetivo consiste no registro público de empresas mercantis e atividades afins. Podem se registrar na Junta Comercial: empresários (antiga firma individual), Eireli (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada), sociedades empresariais limitada e anônima, cooperativas, consórcios, grupos e filiais de sociedade estrangeira e empresas públicas. Foto: Ivan Ambrósio I Folha da Região

O novo escritório regional da Jucesp foi uma iniciativa da Associação Comercial e Industrial de Birigui, em parceria com a Prefeitura, o Sincontabi e o Sinbi.

.5 02/07/2015 14:37:14


Notícias Oficiais

Noticiário Contábil Tributário Arbitragem Foi sancionada, no dia 27 de maio de 2015, a Lei nº 13.129, a qual reforma a Lei de Arbitragem, alternativa importante do Poder Judiciário na solução de conflitos com a mediação de uma terceira pessoa. No fim de julho, quando as regras da nova legislação entrarem em vigor, será possível reduzir o tempo do julgamento de algumas causas, sem precisar esperar anos pelas demoradas sentenças no Judiciário. Ficou definido que a arbitragem poderá ser aplicada à administração pública direta e indireta, bem como às grandes empresas. A nova lei prevê ainda o trâmite mais rápido dos processos arbitrais e permite o uso do instituto em demandas de contrato público. Exame de Suficiência é redisciplinado

tuiu a Declaração de Imunidade Tributária, voltada a todas as pessoas físicas e jurídicas estabelecidas no município dispensadas do Imposto Predial e Territorial Urbano – IPTU, Imposto sobre Serviço de Qualquer Natureza – ISS e Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis – ITBI. O documento deverá ser transmitido pelos templos de qualquer culto, bem como os estabelecimentos do ramo industrial, comércio e prestação de serviços dos seguintes produtos: livros, jornais, periódicos e papel destinado a sua impressão; fonogramas e videofonogramas musicais produzidos no Brasil contendo obras musicais ou literomusicais de autores brasileiros ou obras em geral interpretadas por artistas brasileiros, bem como os suportes materiais ou arquivos digitais que os contenham, salvo na etapa de replicação industrial de mídias ópticas de leitura a laser. Carta-conforto

No dia 22 de maio de 2015, o Conselho Federal de Contabilidade publicou no Diário Oficial da União - DOU a Resolução nº 1.486, regulamentando o Exame de Suficiência como requisito para obtenção de registro profissional em Conselho Regional de Contabilidade – CRC. Além disso, a norma determinou que, desde 1º de junho de 2015, não será mais realizado o Exame de Suficiência para a categoria de técnico em Contabilidade, conforme o disposto no § 2º do art. 12 do Decreto-lei nº 9.295/1946, com redação dada pela Lei nº 12.249/2010.

Já estão definidos os procedimentos a serem observados pelo auditor independente quando este for contratado para emitir cartas-conforto em conexão com o processo de oferta de títulos e valores mobiliários. O objetivo das cartas-conforto é auxiliar o coordenador envolvido com a oferta dos títulos e valores mobiliários como parte do processo de diligência, de responsabilidade do coordenador da oferta. As regras foram publicadas no Diário Oficial da União - DOU do dia 22 de maio, por meio da Norma Brasileira de Contabilidade nº 23/2015.

Declaração de Imunidade Tributária

Bancos pagarão mais tributos

A Prefeitura de São Paulo, por meio do Decreto nº 56.141, insti-

No dia 22 de maio de 2015, o governo publicou no Diário Ofi-

6. Fecontesp 81.indd 6

cial da União - DOU a Medida Provisória nº 675, determinando que, dentro de três meses, os bancos terão de pagar mais impostos sobre seus lucros, uma vez que a Contribuição Social sobre o Lucro Líquido – CSLL das instituições financeiras aumentou de 15% para 20%. Por se tratar de uma Medida Provisória, a decisão terá de ser aprovada pelo Congresso Nacional para que não perca a validade. Impostos de veículos As concessionárias e revendedoras de veículos estão obrigadas a informar aos seus clientes o valor dos impostos incidentes sobre a venda do veículo e a situação de regularidade no que diz respeito a furto, multas, taxas anuais, débitos de impostos, alienação fiduciária ou qualquer outro registro que limite ou impeça sua circulação. O objetivo da Lei nº 13.111/2015, que vale tanto para o comércio de novos veículos quanto usados, é fazer com que o comprador saiba quanto, de fato, gastará para poder rodar com o seu carro ou moto. Os clientes devem ser esclarecidos ainda sobre a situação de regularidade do veículo junto às autoridades policiais, de trânsito e fazendária do respectivo Estado onde o veículo for registrado e estiver sendo comercializado. No contrato de compra e venda assinado entre vendedor e comprador são obrigatórias as cláusulas com informações sobre a natureza e o valor dos tributos incidentes sobre a comercialização do veículo, bem como sobre a situação de regularidade em que se encontra o mesmo. O descumprimento da nova legislação pode fazer com que os Revista Fecontesp - Maio/Junho de 2015 02/07/2015 14:37:14


Inadimplência Do total de sete milhões de empresas em atividade no Brasil, 3,8 milhões estão negativadas. O setor mais endividado é o comércio, com 46,3% do total; seguido por serviços, com 43,7%; e indústria, com 9%. Os dados são de um estudo inédito da Serasa Experian, o qual aponta que o número de empresas inadimplentes é superior ao verificado em setembro de 2014, quando foram registradas 3,6 milhões de empresas nesta situação. Atualmente, o valor total da dívida dessas pessoas jurídicas é de mais de R$ 86,4 bilhões, uma média de R$ 22,8 mil por Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica - CNPJ negativado. A região sudeste do País é a que concentra a maioria das empresas inadimplentes: 51,4%. Em segundo lugar aparece o nordeste, com 17,5%; seguido do sul (17,1%); centro-oeste (8,4%); e norte (5,7%). Quase metade das empresas com dívidas possuem quatro dívidas ou mais (49,4%). Em seguida, estão as empresas com apenas uma dívida (29,1%) e os estabelecimentos com duas dívidas (13,0%). As companhias com três dívidas são a minoria (8,3%). A maioria das empresas está devendo para apenas um credor (59%). Do total, 20,6% deve para mais de três credores e 20,3% estão com pagamentos pendentes para dois credores. Revista Fecontesp - Maio/Junho de 2015 Fecontesp 81.indd 7

PIS e Cofins de algumas receitas financeiras foram zeradas Foi publicado no Diário Oficial da União-DOU do dia 20 de maio de 2015 o Decreto nº 8.451, que mantém a alíquota zero de Programa de Integração Social - PIS e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social - Cofins incidentes sobre as receitas financeiras decorrentes de variações monetárias, em função da taxa de câmbio das seguintes operações: de exportação de bens e serviços para o exterior; contraídas pela empresa, inclusive empréstimos e financiamentos; e de cobertura (hedge) realizadas em bolsa de valores, de mercadorias e de futuros ou no mercado de balcão organizado destinadas exclusivamente à proteção contra riscos inerentes às oscilações de preço ou de taxas quando, cumulativamente, o objeto do contrato negociado estiver relacionado com as atividades operacionais da pessoa jurídica e destinar-se à proteção de direitos ou obrigações empresariais. O Decreto ainda autoriza as empresas a alterarem o regime de caixa para competência, e também para efeito de recolhimento de tributos, se a variação de câmbio for acima de 10%. História da Contabilidade O Conselho Federal de Contabilidade – CFC, em parceria com os Conselhos Regionais de Contabilidade – CRCs de todo o Brasil, abriu o concurso “Resgate da Memória Contábil nos Estados”, projeto que pretende reunir, em um livro, 27 trabalhos com os principais fatos históricos da profissão contábil no País. Os profissionais e estudantes de Contabilidade interessados em

Notícias Oficiais

empresários arquem com o pagamento do valor correspondente ao montante dos tributos, taxas, emolumentos e multas incidentes sobre o veículo, existentes até o momento da aquisição do bem pelo comprador. Outra penalidade é a restituição do valor integral pago pelo comprador, no caso de o veículo ter sido objeto de furto.

participar poderão se inscrever até 31 de dezembro de 2015. Os estudantes devem elaborar o trabalho com um profissional da Contabilidade regularmente inscrito em um CRC, que pode ser o professor. Cada Estado formará uma comissão julgadora que avaliará os trabalhos. “O Conselho Regional é o que melhor conhece a história do Estado, e, portanto, pode avaliar o trabalho com maior segurança e melhor critério”, ressalta o vicepresidente de Desenvolvimento Profissional e Institucional do CFC, Zulmir Ivânio Breda. Após a escolha dos trabalhos, pelos CRCs, estes serão enviados à Comissão Nacional que premiará três participantes. Como prêmio, eles poderão participar do 20º Congresso Brasileiro de Contabilidade, quando será lançado o livro com as 27 melhores histórias da Contabilidade. A ficha de inscrição está disponível nos sites dos CRCs, nos quais também consta o Regulamento Geral contendo regras, objetivos, público-alvo, condições de participação e premiação. Balanços Segundo deliberação da Junta Comercial do Estado de São Paulo – Jucesp nº 2/2015, sociedades de grande porte devem publicar seu balanço anual e suas demonstrações financeiras no Diário Oficial da União-DOU e em jornal de grande circulação. Considera-se de grande porte, a sociedade ou conjunto de sociedades sob controle comum que possuam receita bruta superior a R$ 300 milhões ou ativos superiores a R$ 240 milhões por ano. .7

02/07/2015 14:37:15


Fecontesp 81.indd 8

02/07/2015 14:37:15


Fecontesp 81.indd 9

02/07/2015 14:37:15


Fecontesp 81.indd 10

02/07/2015 14:37:16


Fecontesp 81.indd 11

02/07/2015 14:37:16


Reportagem de capa

24ª convecon reúne milhares de contabilistas em Santos Palestras, sorteios, show musical e de mágica, além da confraternização com centenas de colegas de profissão, marcaram a 24ª Convenção dos Profissionais da Contabilidade do Estado de São Paulo – Convecon, realizada na cidade de Santos, no período de 14 a 16 de junho de 2015. O maior evento do setor no Estado reuniu milhares de Contabilistas no centro de convenções Mendes Convention Center. Paralelamente, aconteceu um feira de negócios, na qual grandes empresas e entidades ligadas ao setor apresentaram as novidades e as tendências em produtos e serviços para a profissão. O vice-governador do Estado de São Paulo, Márcio França participou da abertura do evento, no domingo, dia 14, onde estiveram presentes também o deputado federal Arnaldo Faria de Sá; os deputados estaduais Célia Leão e Itamar Borges; o prefeito de Santos, Paulo Alexandre Barbosa; e representantes das lideranças contábeis de todo o País. Compuseram a mesa solene ainda o presidente do CRCSP, Claudio Avelino Mac-Knight Filippi; o vice-presidente de Fiscalização, Ética e Disciplina do Conselho Federal de Contabilidade – CFC, Luiz Fernando Nóbrega; o professor Sergio de Iudicibus; e os presidentes do Instituto dos Auditores Independentes do Brasil - Ibracon nacional, Idésio da Silva Coelho Júnior; da Fecontesp,

O grupo musical Família Lima apresentou o show de abertura da 24ª Convecon

Música e homenagem José de Souza; do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – SindcontSP, Jair Gomes de Araújo; do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo - Sescon-SP, Sérgio Approbato Machado Júnior; da Academia Paulista de Contabilidade – APC Irineu De Mula; da Associação dos Peritos Judiciais do Estado de São Paulo – Apejesp, José Vanderlei Masson dos Santos; e da Junta Comercial do Estado de São Paulo – Jucesp, Sandro Ricciotti Barbosa.

Marcelo Árias Danucalov, que procurou fazer uma abordagem de liderança, sob a perspectiva filosófica.

12. Fecontesp 81.indd 12

Um show da Família Lima, que apresentou um amplo repertório, desde clássicos internacionais até músicas populares e atuais, empolgou a plateia na abertura do evento, com a interpretação de “pais e filhos”, da banda Legião Urbana. Ainda na cerimônia de abertura, o Contabilista Sergio de Iudicibus foi agraciado com a medalha Professor Hilário Franco, outorgada pelo Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo – CRCSP, em reconhecimento aos trabalhos acadêmicos executados

O brigadeiro do Ar José Augusto Crepaldi Affonso apresentou aos Contabilistas a Força Aérea Brasileira

revista fecontesp - maio/Junho de 2015 02/07/2015 14:37:20


Para encerrar as atividades do dia, a professora Luciana Parreira Pinheiro Pereira abordou o tema “O Contabilista como instrumento de prestação de contas à sociedade” e tirou dúvidas dos participantes a respeito. Ela lembrou que é preciso deixar de ver a Contabilidade como um mal necessário, o que só ocorrerá com a apresentação de resultados pelos Contabilistas. “A Demonstração do Resultado do Exercício - DRE consegue apresentar o quanto e como o lucro foi gasto e quanto foi ganho com determinada atividade, o que hoje ainda não é feito. Segundo um levantamento que fiz no meu mestrado, 71% dos hospitais filantrópicos do Estado de São Paulo não divulgam as suas informações contábeis, mesmo tendo meios para fazê-lo”, revelou a palestrante. A última palestra da Federação foi realizada na terça-feira (16), no encerramento da 24ª Convecon, com o tema ‘Ética, sigilo e confidencialidade nas relações de trabalho’, que foi abordado pela doutora Fátima Zanetti. A palestrante utilizou os pensamentos de filósofos antigos e contemporâneos para explicar o que de fato é ética e no que ela interfere no desenvolvimento humano, em especial no tocante às relações de trabalho. “Ética tem a ver com considerar o outro. Tudo o que fazemos é porque existe outro ser na nossa frente. A empatia é uma característica biológica do ser humano, pesquisas apontam que todo mamífero de cé-

O tema ‘Ética, sigilo e confidencialidade nas relações de trabalho’, foi ministrado pela doutora Fátima Zanetti.

Revista Fecontesp - Maio/Junho de 2015 Fecontesp 81.indd 13

rebro grande desenvolve esse potencial, provavelmente para poder criar a sua prole”, afirmou Zanetti. Segundo a palestrante, o mesmo ocorre com a ética: todos nós temos ética, o que acontece é a sua ética ser diferente da de outro indivíduo. “O fato de alguém não seguir os mesmos princípios que a maioria das pessoas não a torna um ser sem ética. Só as crianças e pessoas consideradas incapazes, pela legislação, por problemas biológicos, não possuem ética”, explicou. Para o presidente da Fecontesp, José de Souza, a 24ª Convecon proporcionou, de forma geral, uma oportunidade ímpar de aprofundamento em temas importantes, como o combate à corrupção. “A Federação dos Contabilistas do Estado de São Paulo - Fecontesp foi uma das protagonistas da 24ª Convenção dos Profissionais da Contabilidade do Estado de São Paulo – Convecon, levando mais conhecimento e atualização ao profissional que procura crescer em sua carreira. O tema desta edição da Convecon foi ‘Contabilidade: ciência a favor da transparência’ e, em seu parecer, foi uma excelente escolha, ainda mais no momento pelo qual o Brasil está passando. “Nós, como profissionais da Contabilidade, devemos estar prontos para lidar com situações que peçam transparência nas informações e participar de palestras e debates é o primeiro passo para isso”, enfatizou.

Reportagem de Capa

na área da Contabilidade. “Tive o prazer de escrever com o próprio Hilário Franco, no final dos seus dias, vários trabalhos na área Contábil. Agradeço pelo Conselho ter lembrado do meu nome”, disse o homenageado da noite. Na segunda-feira, tiveram início as palestras técnicas, grande atrativo do evento. Quatro palestras foram promovidas pela Federação dos Contabilistas do Estado de São Paulo – Fecontesp. “A complexidade dos valores e os desafios do mundo corporativo” foi o tema da palestra ministrada pelo filósofo Marcelo Árias Danucalov, que procurou fazer uma abordagem de liderança, sob a perspectiva filosófica. “Ser líder é saber delegar, sem manter o controle de forma disfarçada. E se você exercer o seu trabalho com competência, o seu chefe não precisará te cobrar”, apontou. O brigadeiro do Ar José Augusto Crepaldi Affonso apresentou aos Contabilistas a Força Aérea Brasileira – FAB com a palestra “Asas que protegem o Brasil”. Segundo ele, todo país, mesmo que pacífico, está sujeito a ações militares se quiser crescer, pois uma hora irá esbarrar nos interesses de outras nações. “A pátria é o bem maior do povo brasileiro e temos de ser capazes de defendê-la. As aeronaves brasileiras têm voado por 50 anos, em média. Leva-se cerca de três anos para decidir o que precisa ser feito e de fato conseguir fazê-lo. Os sistemas duram muito, por isso é preciso planejar toda nova aquisição com pelo menos dez anos de antecedência”, relatou o palestrante.

A professora Luciana Parreira Pinheiro Pereira abordou o tema “O Contabilista como instrumento de prestação de contas à sociedade”

.13 02/07/2015 14:37:22


Entrevista

em época de crise é preciso investir Márcio Massao Shimomoto, vice-presidente do Sescon-SP, fala sobre os problemas econômicos e como estes têm afetado os escritórios de Contabilidade Foto: Assessoria de comunicação do Sescon-SP Paulistano e neto de japoneses, o empresário Márcio Massao Shimomoto usa o seu conhecimento de empresário, sócio do Grupo King, administrador de empresas, advogado e contador para fazer uma análise do atual cenário econômico e seus reflexos nos escritórios de Contabilidade, grandes ou pequenos. Em entrevista à Revista Fecontesp, o vice-presidente do Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo – Sescon-SP contou um pouco sobre a sua experiência de vida e os princípios que o têm levado a driblar as dificuldades do mercado. A crise econômica está atingindo os escritórios de Contabilidade? A atual instabilidade econômica afeta a todos os setores. Como nossos principais clientes são pessoas jurídicas, as dificuldades sentidas pelas outras empresas refletem em nós, contadores. Quando a crise é setorial, podemos contornar com clientes de outros segmentos, mas não é esse o caso, essa crise afeta a economia como um todo. Contudo, é preciso ter a noção de que essa é apenas uma fase da economia, que uma hora vai passar e devemos estar prontos para quando isso acontecer. O que se pode fazer para driblar a crise econômica? C

Como neto de japoneses, trago muito dessa cultura para o meu dia a dia, profissional e pessoal. O ideograma que representa a palavra “crise” em japonês é composto por duas metades, que, separadas, significam medo (ou perigo) e oportunidade. É na crise que é preciso investir, porque se deixar o medo tomar conta, o empresário fica engessado e a dificuldade se torna algo cíclico. M

Y

CM

MY

CY

Márcio Massao Shimomoto Vice-presidente do Sescon-SP

14. Fecontesp 81.indd 14

CMY

K

revista fecontesp - maio/Junho de 2015 02/07/2015 14:37:23

N


Entrevista pessoas a resolverem os seus problemas e até mesmo a lucrarem mais. Eu brincava no escritório quando era criança, porque gostava de lá, daquele ambiente, e de ficar perto do meu pai, então não tive muita resistência à Contabilidade.

E quanto ao Grupo King, o que a empresa tem feito para manter o crescimento nesse período? Estamos revendo processos, qualificando funcionários, para melhorar ainda mais os nossos serviços. O que temos percebido é que muitos clientes de outros escritórios têm nos procurado por estarem insatisfeitos com o serviço que lhes é prestado, seja por multas consequentes da não entrega ou atraso de obrigações acessórias e tributos, ou porque precisam, nesse momento, de um profissional mais completo. Quem tem qualificação, então, se sobressai, mesmo que o valor do seu serviço seja um pouco mais alto, porque o “barato” tem saído caro. Dados do Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo – CRCSP mostram que cerca de 70% dos escritórios contábeis não fazem Contabilidade, apenas livro caixa e tributos. Em breve, esse hábito terá de ser mudado, porque o Fisco já estuda mandar as declarações pré-preenchidas, uma vez que eles já têm as informações das empresas em seu sistema. Isso será como uma área de corte, quem não tiver qualidade não conseguirá se manter no mercado de trabalho. É por esse motivo que as Entidades Congraçadas da Contabilidade do Estado de São Paulo, inclusive o Sescon-SP, têm sido tão enfáticas na hora de cobrar e oferecer formas de o profissional da Contabilidade se capacitar para atender ao mercado de trabalho.

A Contabilidade foi a sua primeira escolha? Na verdade, em 1983 comecei a trabalhar na empresa. Graduei-me primeiro em Administração de Empresas no Mackenzie. Quando estava para começar a estagiar na Phillips, um dos sócios da empresa do meu pai saiu e ele me convidou a ajudá-lo na parte administrativa. Aceitei e estou lá até hoje. Depois de algum tempo, percebi que a Contabilidade poderia me ajudar a trabalhar melhor, então estudei Ciências Contábeis. O mesmo ocorreu com o Direito e com a Informática. Passei nove meses no Japão aprendendo sobre Análise de Sistemas, logo que os computadores começaram a chegar aos escritórios de Contabilidade no Brasil. Qual o segredo para fazer uma empresa prosperar?

Como ocorreu a escolha pela profissão? Foi estimulado por seu pai, Hatiro Shimomoto?

Mais do que espírito empreendedor, é preciso ter treinamento e capacitação para superar e conquistar. Meu pai me passou três princípios, que regem tanto a nossa empresa, quanto as nossas vidas: - Não trabalhar para ganhar dinheiro, mas sim para servir e ser útil; - Atender prioridades. Parece simples, mas é fundamental fazer o que é mais importante primeiro e nem sempre o mais importante é o que queremos fazer; - Investir na fonte de renda. Seu patrimônio pessoal nunca deve crescer mais rápido do que o da empresa. É importante separar as duas coisas ou você descapitaliza a companhia. Na King, cada um tem seu salário fixo, inclusive os sócios, reajustado igualmente com os dos demais funcionários da empresa.

Costumo fazer a colegas de profissão preocupados com a formação de sucessores para suas empresas a seguinte pergunta: vocês chegam em casa reclamando do seu dia de trabalho, da Receita Federal, ou dos clientes? Esse tipo de postura faz com que muitos filhos de contabilistas se desinteressem pela área, uma vez que ela “causa tantos problemas” aos seus pais. O meu pai fazia o contrário: chegava em casa feliz, porque gostava de ajudar as

NADA é mais estratégico para SUA EMPRESA do que contar com OS MELHORES SOFTWARES!

nt

Fa t

u ra m

Integração

e

e

Fi n

a ncei

É por isso que quem compara escolhe...

VENDAS: 0800 779 4449

r

o

E sto q u

TOTAL

o

o

Pro duç ã

Co m pras

Desde revista Fecontesp 81.indd 15

nix Cliente Orion Phoe al

ERP - Gestão Empresari presarial Contmatic fecontesp - Em maio/Junho de Software

Cliente Esc

2015

Softwares

ritório Co

Contábeis

ntábil

Contmatic

1987 .15 02/07/2015 14:37:23


Fecontesp 81.indd 16

02/07/2015 14:37:24


Fecontesp 81.indd 17

02/07/2015 14:37:24


Fecontesp 81.indd 18

02/07/2015 14:37:25


Revista Fecontesp - Maio/Junho de 2015 Fecontesp 81.indd 19

.19 02/07/2015 14:37:25


Fecontesp 81.indd 20

02/07/2015 14:37:30

Fecontesp 82 grafica 5  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you