Page 1

info.rar


info.rar Belisário França Dayanna Claudia Débora Oliveira Pedro Piastrele Thais Teixeira Wesley Acacio


Ficha Técnica Autor: Data Zero Design info.rar Número e volume de páginas 50 História do Design - Jan Tschichold a Sagmainster. História da Escrita Classificação e uso das famílias tipográficas. Design gráfico aplicado em ambientes. As leis da gestalt Composição e técnicas fotográficas. Comparativo Bauhaus x ULM. Design Thinking. Design de superfície. Design Total.

Editora Data Zero Edição de Junho de 2013


Sumário História da Escrita .......................................................................... 05 Classificação e uso das famílias tipográficas.................................. 09 Design gráfico aplicado em ambientes........................................... 13 As leis da gestalt ............................................................................ 17 Composição e técnicas fotográficas............................................... 21 Comparativo Bauhaus x Ulm............................................................ 25 História do Design Gráfico ............................................................... 29 Design Thinking................................................................................. 33 Design de superfície........................................................................... 37 Design Total........................................................................................ 31


Hist贸ria da Escrita


Hist贸ria da Escrita

08


09


Classificação e uso das famílias tipográficas


Classificação e uso das famílias tipográficas

12


13


Design grรกfico aplicado em ambientes


Design gráfico aplicado em ambientes Sinalização ambiental ou design de sinalização, é uma das disciplinas do conhecimento e da formação do arquiteto, do urbanista e do designer. O domínio de técnicas para desenvolvimento de signos de advertência, pictogramas, setas, tipografia específica e de cores são códigos visuais que proporcionam o rápido entendimentos das informações e traduzem a hierarquia orientadora, necessária ao usuário do espaço em questão. A sinalização tem caráter de informar além do que se vê, propor decisões em tempo hábil, alertar para a segurança do espaço e ainda confere uma identidade ao lugar, a depender dos grafismos e dos suportes instalados.

Um exemplo inusitado, e cada vez mais presente nos centros urbanos, de comunicação aplicada ao ambiente é a “Street Art”. Uma forma de arte questionadora e subversiva que, através de intervenções no espaço urbano chama atenção para diversos temas.

16

Sinalização de trânsito Letreiro luminoso Outdoor Empena


17 Foto: http://br.oyster.com


As leis da gestalt


As leis da gestalt

20


21


Composição e técnicas fotográficas


Composição e técnicas fotográficas

24


25


Comparativo Bauhaus x Ulm


Comparativo Bauhaus x Ulm

Estabeleceu os conceitos do design funcionalista e da didática desta nova atividade.

Desenvolveu um método educacional exclusivamente adequado ao design industrial.

Privilegia o aspecto funcional das peças em relação ao espaço. Consolida o significado do design industrial.

A experimentação era estimulada e se tornou uma característia essencial de seu ensino. 28


Procurou dar prosseguimento e desenvolver os ensinamentos da Bauhaus.

Seu projeto educacional ramificava-se entre produto e comunicação.

O Método de Ulm tornou-se referência em metodologia de projetos.

Conflitos ideológicos e financeiros causaram seu fechamento mas seu legado permanece. 29


Hist贸ria do Design Gr谩fico


História do Design Gráfico

ART NOUVEAU Seu estilo é marcado pela decoração elaborada e superficial e pelas formas curvilíneas e sinuosas.

CONSTRUTIVISMO Priorizava formas geométricas, básicas, e do emprego racional do material encontrando soluções para problemas de comunicação.

O Design moderno, surgiu de uma junção de movimentos artísticos e influências.

CUBISMO Transformou o plano tridimensional em plano bidimensional analisando seus diferentes pontos de vista.

ART DECO Utilizava bem os espaços em branco e as linhas de composição amplamente entrelinhadas.

32

FUTURISMO Glorificava aspectos do mundo moderno, animavam as imagens com uma dinâmica composição das palavras e letras.

DE STIJL Esta corrente apresentava rigorosa precisão na divisão do espaço, tensão e equilíbrio, alcançados com a assimetria.


DADAÍSMO Desejava revitalizar as artes visuais quebrando todas as regras e todos os conceitos tradicionais, através do chocante e do surpreendente.

BAUHAUS A escola propunha projetos direcionados para o princípio da racionalidade, da simplificação e da unidade entre forma e função, atendendo as necessidades da sociedade alemã.

SURREALISMO É voltado totalmente para o inconsciente, o mundo da intuição e dos sonhos.

POP ART Obras inspiradas no imaginário da sociedade de consumo e na cultura de massas. Algumas das imagens exprimem o materialismo da sociedade.

33


Design Thinking


Design Thinking

36


37


Design de SuperfĂ­cie


Design de SuperfĂ­cie

40


41


Design Total


Design Total

44


45


Referências

com.br/4-ERGONOMIA-Design-Grafico.pdf. Acesso em: 25 de abril de 2013.

Historia da Escrita Nanies World. Disponível em: <http://www.naniesworld.

As Leis da Gestalt

com/2010/10/historia-da-escrita-parte-v-o-alfabeto.

Slide Share. Disponível em: <http://www.slideshare.net/

html>. Acesso em: 09 de abril 2013.

camila.casarotto/leis-da-gestalt>. Acesso em: 18 de abril

Recanto das Letras. Disponível em: <http://www.recanto-

2013

dasletras.com.br/gramatica/370335>. Acesso em: 13 de

Marcos Leivas. Disponível em: <http://marcosleivaslvg.

abril 2013.

blogspot.com.br/2009/03/aula-teorica-7-leis-da-gestalt.

Revista Língua. Disponível em: <http://revistalingua.uol.

html>. Acesso em: 20 de abril 2013

com.br/textos/69/artigo249148-1.asp>. Acesso em: 15 de

Linguagem Visual. Disponível em: <http://linguagemvisual.

abril 2013.

com.br/gestalt.php>. Acesso em: 23 de abril 2013

Classificação e Uso das Famílias Tipográficas

Composição e Técnicas Fotográficas

Arte e design. Disponível em: http://www3.uma.pt/filipe/

Referências bibliográficas: HEDGECOE, John - O novo

web/?p=289. Acesso em 04 de abril de 2013.

manual de fotografia –– 3 edição.

Tipografart. Disponível em: http://tipografart.wordpress.

Manual de técnicas fotográficas. Disponível em:

com/. Acesso em 04 de abril de 2013.

http://opac.iefp.pt:8080/images/winlibimg.

Fonts.com. Disponível em: http://www.fonts.com/content/

exe?key=&doc=73219&img=457.

learning/fontology/level-1/type-anatomy/anatomy. Acesso em 05 de abril de 2013.

Comparativo Bauhaus x Ulm

Scribd. Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/46617753/

Disponível em <http://www.usjt.br/biblioteca/mono_dis-

Infografico-Elementos-Tipograficos. Acesso em 05 de

ser/mono_diss/124.pdf>. Acesso em: 01 de maio de 2013.

abril de 2013.

Diretório de Blogs DIG now. Disponível em <http://www. dignow.org/post/bauhaus-e-ulm-470745-8745.html>.

Design Gráfico Aplicado em Ambientes

Acesso em: 28 de abril de 2013.

Wikipédia A enciclopédia livre. Disponível em <http://

Scribd. Disponível em <http://pt.scribd.com/doc/

pt.wikipedia.org/wiki/Design_de_ambientes>. Acesso em:

21082012/Gropius-e-a-Bauhaus-Escola-de-Ulm>. Aces-

21 de abril de 2013.

so em: 28 de abril de 2013.

Wikipédia A enciclopédia livre. Disponível em <http:// pt.m.wikipedia.org/wiki/Design_de_ambientes>.

Acesso

História do Design

em: 20 de abril de 2013.

MAK & KAM – Art & Design. Disponível em <http://www.

João Gomes Filho. Disponível em <http://www.joaogomes.

makkam.com.br/13.html>. Acesso em: 10 de abril de 2013.


Revista Galileu. Disponível em <http://revistagalileu.

produo>. Acesso em: 2 de maio 2013

globo.com/Revista/Common/0,,EMI339153-17770,00-

Academia Edu. Disponível em:<http://www.academia.

A+HISTORIA+DO+DESIGN+EM+MINUTOS.html>. Aces-

edu/1762493/O_Design de_Superficie_e

so em: 12 de abril de 2013.

com_o_Design de_Produto>. Acesso em: 4 de maio 2013

sua_relacao_

Categorias Conceituais Fundamentais da Gestalt Design Thinking

DONDIS, Donis A. Sintaxe da linguagem visual. 3. ed. São

O Globo. Disponível em: http://oglobo.globo.com/blogs/

Paulo: Martins Fontes, 2007.

inovacao/posts/2009/04/30/design-thinking-pensando-

GOMES FILHO, João. Gestalt do objeto: sistema de leitura

como-designer-181752.asp. Acesso em 23 de março de

visual da forma. 2. ed. São Paulo 2000.

2013. Ideia de marketing. Disponível em: http://www.ideiade-

Design Total

marketing.com.br/2012/02/06/o-que-e-design-thinking-

Medical Design. Disponível em http://www.medicaldesign.

entrevista-com-ligia-fascioni/. Acesso em 23 de março de

pt/. Acesso em 23 de maio de 2013.

2013. Ligia Fascioni. Disponível em: http://www.ligiafascioni. com.br/2010/01/afinal-o-que-e-design-thinking/. Acesso em 23 de março de 2013. Logo BR. Disponível em: http://logobr.org/design-estrategico/design-thinking-o-que-e/. Acesso em 23 de março de 2013. Fast Company. Disponível em: http://www.fastcompany. com/919258/design-thinking-what. Acesso em 23 de março de 2013. Design de superfície Slide Share. Disponível em: <http://www.slideshare.net/ sergioborgato/design-de-superficie>. Acesso em: 1 de maio 2013 Revista Cliche. Disponível em: <http://www.revistacliche. com.br/2012/04/design-de-superficie/>. Acesso em: 1 de maio 2013 Slide Share. Disponível em: <http://www.slideshare.net/ venisemelo/design-de-superfcie-suportese-processosde-


Livro data zero  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you