Issuu on Google+


Veículo: Site – D24AM Editoria: Pag: Assunto: Semana de Ciência e Tecnologia do Inpa terá trilha ecológica e pedalada científica Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Programa:

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Semana de Ciência e Tecnologia do Inpa terá trilha ecológica e pedalada científica 20 Set 2013 . 09:39 h . Com informações de assessoria . portal@d24am.com Com uma programação variada de 17 a 24 de outubro, a instituição abre as portas e espera mobilizar a população, especialmente crianças e jovens, em torno do tema “Ciência, Saúde e Esporte [ i ] O Inpa está programando a visita de 48 escolas públicas das zonas urbana e rural de Manaus Oficinas, exposições, palestras, demonstração de pesquisas, trilha ecológica e até pedalada científica dentro do campus do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/ MCTI). Essas são algumas das atividades que o instituto desenvolverá, de 17 a 24 de outubro, como parte da programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT/ 2013). Em sintonia com os grandes eventos esportivos a serem realizados no Brasil (Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016), a Semana buscará mobilizar a população, especialmente crianças e jovens, em torno do tema “Ciência, Saúde e Esporte”. “A semana é um espaço nacional de divulgação de resultados de pesquisas, de socialização e transmissão de conhecimentos científicos e tecnológicos para os estudantes e a sociedade em geral”, disse a coordenadora da SNCT/Inpa, Denise Gutierrez. O Inpa realizará palestras em escolas públicas da capital (17 e 18 de outubro), o programa Circuito da Ciência (dia 19), a Trilha Ecológica na Reserva Florestal Adolpho Ducke (dia 20) e atividades nas dependências do Bosque da Ciência, entre os dias 21 e 23, como palestras, oficinas, minicursos, além de estande na SNCT, em Brasília (DF).


A instituição também levará ações para oito municípios do Amazonas: Iranduba, Manacapuru, Manaquiri, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Itacoatiara, Autazes, e São Gabriel da Cachoeira. Nesses locais, o Inpa desenvolve alguma atividade ou já fez trabalhos anteriores. “Temos a possibilidade ainda de chegarmos a todos os municípios do Estado, através das palestras dos pesquisadores que serão transmitidas pelo Centro de Mídias da Seduc e com a possibilidade de interação com o pessoal que está nos municípios”, disse o coordenador de extensão do Inpa, Carlos Bueno. Ainda para engajar a comunidade em ações que englobem os aspectos científicos e de saúde envolvidos nas atividades esportivas, serão realizadas várias atividades extras. Entre elas estão a Pedalada Científica na área pavimentada do campus do Inpa, uma parceria com o movimento Pedala Manaus. O evento será no feriado do dia 24 de outubro, Aniversário de Manaus. “Entre uma pedalada e outra, haverá estações de paradas onde o participante poderá conhecer um pouco sobre a botânica do nosso campus, que é um ‘museu’ a céu aberto”, revelou Gutierrez. Dias antes, acontecem outros eventos, como o Cine Ciência (de 21 a 23 de outubro), com filmes de temáticas ambientais no horário do almoço (13h-14h); e o Passeio Noturno (dia 22), no qual os acadêmicos de Biologia poderão fazer a identificação de invertebrados, no Bosque da Ciência. O Instituto conta com o apoio do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e com o financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) para a realização de algumas das atividades propostas para a Semana. Capacitação Um diferencial deste ano é a capacitação de profissionais da rede estadual de saúde, através de uma parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (Susam), segundo a coordenadora Denise Gutierrez. Dia 23 de outubro, será realizado o Ciclo de Palestras Ciência e Saúde na Amazônia, das 8h às 17h, no Auditório da Ciência, campus I do Inpa. Na programação do ciclo, constam as palestras estratégia de educação e saúde no controle de malária e dengue na Amazônia (MSc. Marly Satimi), Adubação Verde (Luiz Augusto), Cultivo e importância funcional dos cogumelos (Ceci Sales) e Alimentação para Crianças: mitos e verdades (Dionísia Nagahama). Essas e outras palestras também serão levadas para o Centro Universitário do Norte (Uninorte), Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) e várias escolas. O Inpa também promoverá nos dias 21, 22 e 23 a atividade Laboratório de Portas Abertas, na qual a população poderá conhecer de perto os equipamentos, materiais e as pesquisas realizadas na instituição nas áreas de piscicultura, herbário e carpoteca - local onde se guardam frutos -, química analítica e ambiental, produtos naturais, química da madeira e bioprospecção - como as plantas são tratadas, quais seus princípios ativos são úteis para controle de doença. Visita O Inpa está programando a visita de 48 escolas públicas das zonas urbana e rural de Manaus (AM), que corresponde a cerca de 3 mil estudantes, para participarem da SNCT. Todas as atividades são abertas para a sociedade e gratuitas. A coordenação priorizou inicialmente as escolas que ainda não conhecem o Inpa e aquelas que em algum momento já foram envolvidas em ações da instituição, como o Circuito da Ciência, programa que visa aproximar a ciência e a educação ambiental de estudantes de escolas públicas. Para essas escolas, o Inpa se responsabilizará pelos custos de transporte.


Segundo Denise Gutierrez, as escolas públicas e particulares que não foram contatadas pelo Inpa mas que têm interesse em participar da SNCT podem agendar as visitas até o dia 11 de outubro pelo telefone (92) 3643-3135 ou ainda entrar em contato com a coordenação, através do e-mail piraja@inpa.gov.br. Neste caso, os custos de transporte escolar ficam a cargo das escolas. “O agendamento é importante para que o instituto possa recepcionar os visitantes da melhor maneira possível”, esclareceu a coordenadora. http://www.d24am.com/amazonia/ciencia/semana-de-ciencia-e-tecnologia-do-inpa-tera-trilhaecologica-e-pedalada-cientifica/96087


Veículo: Site – Fucapi Editoria: Assunto: Tecnova incentiva investimento em inovação tecnológica Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Pag: Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

- Negativo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Não Data: 23/09/2013

Tecnova incentiva investimento em inovação tecnológica O programa está disponibilizando o valor de R$ 13,5 milhões para o apoio à inovação tecnológica no Amazonas. Foto: Divulgação. O programa está disponibilizando o valor de R$ 13,5 milhões para o apoio à inovação tecnológica no Amazonas. Foto: Divulgação. 20/09/2013 – Proprietários de micro e pequenas empresas do município de Itacoatiara, localizado a 176 quilômetros de Manaus, terão a oportunidade de investir em projetos de inovação tecnológica. O incentivo vem por meio do Programa de Subvenção Econômica à Inovação Tecnológica em Micro e Pequenas Empresas no Estado do Amazonas (Tecnova Amazonas). O Tecnova é uma iniciativa do Governo do Estado, via Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), e Secti/AM em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). A importância do Tecnova foi ressaltada pelo chefe do Departamento de Apoio à Inovação da Secti/AM, Domingos Oliveira, durante o lançamento do Edital do programa. O evento aconteceu na noite desta quinta-feira (19/09) no auditório do Instituto de Ciências Exatas e Tecnológica da Universidade Federal do Amazonas (Ufam-Campus Itacoatiara). Por meio do Tecnova, as instituições financiadoras estão disponibilizando o valor equivalente a R$ 13,5 milhões para alavancar o setor de inovação tecnológica voltado para as áreas de gás e petróleo, energias alternativas, tecnologia da informação (TI), construção naval, produtos alimentícios, florestais e biotecnológicos e produtos e serviços ambientais. De acordo com a chefe do Departamento de Acompanhamento e Avaliação de Projeto da FAPEAM, Renata Veiga, o Tecnova representa oportunidade de desenvolvimento econômico para o


Estado. Possibilita, também, a oportunidade para que micros e pequenos empresários, por meio da subvenção econômica, tirem ideias do papel e as transformem em produtos inovadores. Acompanhe a FUCAPI no Twitter e no Facebook “O bom é que o Tecnova vai facilitar com recursos financeiros não só as micro e pequenas empresas da capital, as do interior também terão a oportunidade de estar competindo com outras em termos de qualidade e inovação. Esse é o nosso objetivo”, concluiu. Compareceram ao evento, micro e pequenos empresários, pesquisadores, estudantes e professores, que tiveram a oportunidade de conhecer e ao mesmo tempo tirar todas as dúvidas sobre o Programa. Microempresário do ramo de movelaria, Winslou Rodrigues Costa acredita que, após conhecer os trâmites para participar do Programa, terá a chance de realizar o sonho de investir na sua própria empresa. “O Tecnova é uma grande oportunidade para nós que queremos investir em inovação. A ideia é bem vinda por todos”, disse. Na ocasião, o representante da Secti/AM, Domingos Oliveira, informou aos presentes que tanto a Secti/AM quanto a FAPEAM estarão disponibilizando uma equipe para acompanhar os micros e pequenos empresários no desenvolvimento dos seus projetos por meio de visitas técnicas. Os interessados têm até o dia 24 de outubro para a submissão de propostas. O resultado está previsto para janeiro de 2014. Os projetos terão o prazo de até 24 meses. O programa conta ainda com a parcerias das instituições Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam); Rede Amazônica de Incubadoras (Rami); Instituto Euvaldo Lodi (IEL); e Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) que conta com o apoio do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Para outras informações sobre o Tecnova, acesse aqui. Fonte: Fapeam http://www.fucapi.br/blog/2013/09/tecnova-incentiva-investimento-em-inovacao-tecnologica/


Veículo: Site – G1.Globo Editoria: Pag: Assunto:Conheça os vencedores do Prêmio Milton Cordeiro 2013, em Manaus Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Programa:

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Conheça os vencedores do Prêmio Milton Cordeiro 2013, em Manaus Concurso premiou quatro categorias; vencedores ganharam R$ 3 mil. Resultado foi anunciado no 19º Seminário de Jornalismo da Amazônia. Marina Souza Do G1 AM Os vencedores do Prêmio Milton Cordeiro 2013 foram anunciados, na noite desta sexta-feira (20), durante o encerramento do 19º Seminário de Jornalismo, no Studio 5, Zona Sul de Manaus. O prêmio contempladas as melhores matérias produzidas nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Roraima e Rondônia com temas que exaltem ou promovam o desenvolvimento e valorização da Amazônia. Na categoria Impresso, o vencedor foi o jornalista Leandro Prazeres, do Jornal A Crítica, com a reportagem 'Vida no igarapé do Mindu'. Além dele, concorreram Carolina Silva e equipe, do Jornal A Crítica, com a matéria 'Cheia do Século'; Mário Adolfo, do Jornal Amazonas Em Tempo, com 'Expresso Fantasma'; Rosilene Correa, da Revista Amazonas Faz Ciência (Fapeam), com a reportagem 'Rede de comunicação: O desafio do Amazonas'; e Sérgio Victor, do Diário do Amazonas, com a matéria 'Educação ajuda índios Mura a preservar o meio ambiente'. O Portal Amazônia venceu o prêmio de Webjornalismo com a matéria 'Indústrias em Manaus reduzem danos e economizam com ações sustentáveis', de Jacqueline Nascimento. "A gente pensou que como o Portal Amazônia trabalha um material diferenciado, não só o factual, que a gente poderia questionar o que as empresas do distrito poderiam oferecer além de gerar emprego, preservando a floresta", disse Jaqueline, que levou uma semana para produzir o material.


Os finalistas vieram de Manaus, Tefé, interior do Amazonas, e Rio Branco, no Acre. Concorreram Camila Henriques, Muniz Neto e Andrezza Lifsitch, do G1 Amazonas, com a reportagem 'Nova espécie de peixe transparente é descoberta no Rio Negro, no AM'; Eduardo Gomes Feitosa, da Agência Notícias do Acre, com a matéria 'Lugar de gente feliz'; Eunice Venturi, do site do Instituto Mamirauá, com 'Pesquisa analisa condições de pesca para viabilizar manejo de aruanãs no estado do Amazonas'; e Izinha Toscano, do Portal Amazônia, com a reportagem 'Bioinvasores representam ameaça à saúde e biodiversidade amazônica'. Equipe da TV Amazonas venceu categoria Telejornalismo (Foto: Katiuscia Monteiro/G1 AM)Equipe da TV Amazonas venceu categoria Telejornalismo (Foto: Katiuscia Monteiro/G1 AM) Em Radiojornalismo, a vencedora foi Edilene Mafra, com a matéria 'Iniciativas buscam proteção de quelônios na Amazônia', veiculada na Rádio Cultura do Amazonas. "A gente queria algo que pudesse exaltar a Amazônia, trazer questionamentos, e encontramos essa pesquisa inédita, que fala da comunicação das tartarugas por meio do som. Passo a passo, fomos montando um quebracabeças até chegar no tema final que é a pesquisa para a conservação de quelônios, que é uma alternativa sustentável para a sobrevivência do ribeirinho da Amazônia", explicou Edilene Mafra, que junto com uma equipe, trabalhou durante um mês no material. Concorriam jornalistas de dois estados da região Norte: Amazonas e Roraima. Os finalistas foram: Aline Hanriot, do jornal 'Em Cima da Notícia', da Rádio Amazonas FM, com a reportagem 'Peixeselétricos ajudam a monitorar a qualidade da água na Amazônia'; Francisco Santos, também do jornal 'Em Cima da Notícia', da Rádio Amazonas FM, com 'Mudanças climáticas e intervenção humana podem colaborar para cheias na Amazônia, diz pesquisadora'; Gecilene Sales e Bruno Elander, da Rádio Rio Mar, com a reportagem 'Exploração do Calcário Agrícola No Amazonas'; e Janaína Souza, da Rádio FM Monte Roraima, com 'O garimpo em terras indigenas yanomami e suas consequências'. A série 'Apogeu e queda da borracha na Amazônia', veiculada no Jornal do Amazonas, da TV Amazonas, de Daniela Assayag, Orlando Júnior, Luiz Avelino, Rayssa Almeida, Gerson Marinho e Samia Roberta, venceu na categoria Telejornalismo. "Foi um trabalho intenso. As viagens, os desafios. Receber esse prêmio é muito gratificante, por todo o trabalho que tivemos", disse Orlando Júnior. Os finalistas foram Amaral Augusto, Gato Júnior, Ivan Nascimento, André Roker, do Jornal Em Tempo, com a matéria 'Manejo de Pirarucu'; Arilson Freires, da TV Amapá, com a matéria 'Mulheres Escalpeladas da Amazônia', veiculada pela Globo News Saúde; Priscila Sena, da ALE Notícias, com ''Ouro Amazonense': um novo polo de desenvolvimento para o estado'; e Valdejane Brito, do Amazon Sat, com a matéria do programa Viagens pela Amazônia, 'Tartarugas da Amazônia'. Os vencedores receberam prêmio no valor bruto de R$ 3 mil, sobre os quais recairão os impostos exigidos por lei. http://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2013/09/conheca-os-vencedores-do-premio-miltoncordeiro-2013-em-manaus.html


Veículo: Site – Museu da Amazônia Editoria: Pag: Assunto:Apresentação do telejornal que traz a ciência como tema, voltado para o público infantil. Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Programa:

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Apresentação do telejornal que traz a ciência como tema, voltado para o público infantil. Data:24/09/2013 – 09:00h Apresentado por bonecos e atores, os episódios foram gravados no centro de visitação do Museu da Amazônia no Jardim Botânico de Manaus, na Reserva Florestal Adolpho Ducke. Projeto desenvolvido pelo Musa, com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), do Fundo Amazônia e do convênio Musa-UEA. Telejornal voltado para o público infantil Horários: 9h e 15h Duração média: 30 minutos Local: Jardim Botânico de Manaus - Av. Uirapuru s/nº - Cidade de Deus Entrada gratuita http://www.museudaamazonia.org.br/?q=94-agenda-4457-jornal-natural


Veículo: Site – Jornal da Ciência Editoria: Pag: Assunto:13. Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do Inpa terá trilha ecológica e pedalada científica Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

13. Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do Inpa terá trilha ecológica e pedalada científica Com uma programação variada de 17 a 24 de outubro, a instituição abre as portas e espera mobilizar a população, especialmente crianças e jovens, em torno do tema "Ciência, Saúde e Esporte Oficinas, exposições, palestras, demonstração de pesquisas, trilha ecológica e até pedalada científica dentro do campus do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/ MCTI). Essas são algumas das atividades que o instituto desenvolverá, de 17 a 24 de outubro, como parte da programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT/ 2013). Em sintonia com os grandes eventos esportivos a serem realizados no Brasil (Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016), a Semana buscará mobilizar a população, especialmente crianças e jovens, em torno do tema "Ciência, Saúde e Esporte". "A semana é um espaço nacional de divulgação de resultados de pesquisas, de socialização e transmissão de conhecimentos científicos e tecnológicos para os estudantes e a sociedade em geral", disse a coordenadora da SNCT/Inpa, Denise Gutierrez. O Inpa realizará palestras em escolas públicas da capital (17 e 18 de outubro), o programa Circuito da Ciência (dia 19), a Trilha Ecológica na Reserva Florestal Adolpho Ducke (dia 20) e atividades nas dependências do Bosque da Ciência, entre os dias 21 e 23, como palestras, oficinas, minicursos, além de estande na SNCT, em Brasília (DF).


A instituição também levará ações para oito municípios do Amazonas: Iranduba, Manacapuru, Manaquiri, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Itacoatiara, Autazes, e São Gabriel da Cachoeira. Nesses locais, o Inpa desenvolve alguma atividade ou já fez trabalhos anteriores. "Temos a possibilidade ainda de chegarmos a todos os municípios do Estado, através das palestras dos pesquisadores que serão transmitidas pelo Centro de Mídias da Seduc e com a possibilidade de interação com o pessoal que está nos municípios", disse o coordenador de extensão do Inpa, Carlos Bueno. Ainda para engajar a comunidade em ações que englobem os aspectos científicos e de saúde envolvidos nas atividades esportivas, serão realizadas várias atividades extras. Entre elas estão a Pedalada Científica na área pavimentada do campus do Inpa, uma parceria com o movimento Pedala Manaus. O evento será no feriado do dia 24 de outubro, Aniversário de Manaus.

"Entre uma pedalada e outra, haverá estações de paradas onde o participante poderá conhecer um pouco sobre a botânica do nosso campus, que é um 'museu' a céu aberto", revelou Gutierrez. Dias antes, acontecem outros eventos, como o Cine Ciência (de 21 a 23 de outubro), com filmes de temáticas ambientais no horário do almoço (13h-14h); e o Passeio Noturno (dia 22), no qual os acadêmicos de Biologia poderão fazer a identificação de invertebrados, no Bosque da Ciência. O Instituto conta com o apoio do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e com o financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) para a realização de algumas das atividades propostas para a Semana. Capacitação Um diferencial deste ano é a capacitação de profissionais da rede estadual de saúde, através de uma parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (Susam), segundo a coordenadora Denise Gutierrez. Dia 23 de outubro, será realizado o Ciclo de Palestras Ciência e Saúde na Amazônia, das 8h às 17h, no Auditório da Ciência, campus I do Inpa. Na programação do ciclo, constam as palestras estratégia de educação e saúde no controle de malária e dengue na Amazônia (MSc. Marly Satimi), Adubação Verde (Luiz Augusto), Cultivo e importância funcional dos cogumelos (Ceci Sales) e Alimentação para Crianças: mitos e verdades (Dionísia Nagahama). Essas e outras palestras também serão levadas para o Centro Universitário do Norte (Uninorte), Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) e várias escolas. O Inpa também promoverá nos dias 21, 22 e 23 a atividade Laboratório de Portas Abertas, na qual a população poderá conhecer de perto os equipamentos, materiais e as pesquisas realizadas na instituição nas áreas de piscicultura, herbário e carpoteca - local onde se guardam frutos -, química analítica e ambiental, produtos naturais, química da madeira e bioprospecção - como as plantas são tratadas, quais seus princípios ativos são úteis para controle de doença. Visita


O Inpa está programando a visita de 48 escolas públicas das zonas urbana e rural de Manaus (AM), que corresponde a cerca de 3 mil estudantes, para participarem da SNCT. Todas as atividades são abertas para a sociedade e gratuitas. A coordenação priorizou inicialmente as escolas que ainda não conhecem o Inpa e aquelas que em algum momento já foram envolvidas em ações da instituição, como o Circuito da Ciência, programa que visa aproximar a ciência e a educação ambiental de estudantes de escolas públicas. Para essas escolas, o Inpa se responsabilizará pelos custos de transporte. Segundo Denise Gutierrez, as escolas públicas e particulares que não foram contatadas pelo Inpa mas que têm interesse em participar da SNCT podem agendar as visitas até o dia 11 de outubro pelo telefone (92) 3643-3135 ou ainda entrar em contato com a coordenação, através do e-mail piraja@inpa.gov.br. Neste caso, os custos de transporte escolar ficam a cargo das escolas. "O agendamento é importante para que o instituto possa recepcionar os visitantes da melhor maneira possível", esclareceu a coordenadora. (Cimone Barros/Assessoria de Comunicação do Inpa) http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=89435


Veículo: Site – JusClip Editoria: Pag: Assunto:Fundação Hospital Adriano Jorge promove Seminário de Apresentação Final do Paic Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Fundação Hospital Adriano Jorge promove Seminário de Apresentação Final do Paic Extraído de: Governo/AM - 2 dias atrás Fundação Hospital Adriano Jorge promove Seminário de Apresentação Final do Paic 19:54 20/09/2013 Nos dias 23 (segunda-feira) e 24 (terça-feira) de setembro, a Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ – avenida Carvalho Leal, nº 1.778, Cachoeirinha, zona sul), órgão do Governo do Amazonas, promove o Seminário de Apresentação Final do Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic), referente ao calendário 2012/2013. O seminário inicia a partir das 9h, no auditório Dr. Juarez Klinger do Areal Souto. Ao todo, os resultados de 40 projetos serão apresentados, das 50 bolsas de pesquisa aprovadas pelo Hospital Adriano Jorge, junto à Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas. Os dez estudantes restantes apresentarão em outro momento, visto estarem em atividades de internato rural. As pesquisas são nas áreas de cirurgia do aparelho digestivo, cirurgia vascular, otorrinolaringologia, gastroenterologia, nutrologia, cardiologia, urologia, odontologia, reumatologia, além de fisioterapia e enfermagem.


O Paic consiste em apoiar, com recursos financeiros e bolsas institucionais, estudantes de graduação interessados no desenvolvimento de pesquisa na FHAJ. Para o ano de 2013/2014, a Fundação obteve o cadastro de 70 bolsas do Paic junto à Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam), ou seja, 20 bolsas a mais que o período encerrado neste mês. Leia outras notícias do Governo do Estado do Amazonas, aqui: http://governo-am.justica.inf.br. http://governo-am.justica.inf.br/noticia/2013/9/fundacao-hospital-adriano-jorge-promoveseminario-apresentacao-final-paic


Veículo: Site – Jornal Brasil Editoria: Pag: Assunto:FAPEAM e Natura buscam profissionais para atuar no sistema de inovação na região amazônica Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

- Negativo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

Não Data: 23/09/2013

FAPEAM e Natura buscam profissionais para atuar no sistema de inovação na região amazônica 20/09/2013 Sexta-Feira, Dia 20 de Setembro de 2013 as 21 A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM) e a Natura se uniram com o objetivo de criar um modelo pioneiro de formação de profissionais de gestão de inovação e transferência de tecnologias para atuação no sistema de inovação na região amazônica e, para isso, estão convidando profissionais a participarem do programa ‘Bolsas para atuação em gestão da inovação – Natura – FAPEAM 2013’. Os interessados podem se inscrever até o dia 23 de setembro no portal Natura Campus e devem preencher todos os campos obrigatórios do formulário de inscrições. O programa selecionará quatro candidatos residentes no Estado do Amazonas com a finalidade de, em 12 meses, possibilitar a formação de competências profissionais para atuar na articulação e no desenvolvimento do sistema estadual de inovação. Durante o período de vigência da bolsa, o bolsista não apenas terá a oportunidade de desenvolver um projeto, como também contará com o acompanhamento de um ‘padrinho’ que atua com gestão da inovação (selecionado do quadro de colaboradores da Natura) para orientação e troca de experiências profissionais, entre outras atividades. Modalidades de bolsa e pré-requisitos


Serão oferecidas duas modalidades de bolsa. Para concorrer na primeira, Transferência Tecnológica no Amazonas B, o candidato precisa ter ensino superior completo em qualquer área do conhecimento, atuação mínima de dois anos em atividades de desenvolvimento e/ou transferência de tecnologia, vínculo empregatício ou funcional com instituições de pesquisa e ensino superior do Amazonas e dedicar 20 horas semanais. O valor da bolsa dessa modalidade é de R$ 2.832 mil. Já para concorrer na segunda modalidade, Transferência Tecnológica no Amazonas C, o candidato deve ter ensino superior completo, mas não precisa ter vínculo empregatício ou funcional. O bolsista precisará dedicar 40 horas semanais ao programa e receberá uma bolsa no valor de R$ 2.400 mil. Para se inscrever em uma das modalidades, o candidato tem de ser brasileiro ou naturalizado (ter visto permanente, no caso de estrangeiros), estar cadastrado no Banco de Pesquisadores da FAPEAM, ter inglês avançado e espanhol intermediário, entre outros pré-requisitos. Processo seletivo O processo seletivo será realizado em duas etapas. Na primeira, serão avaliadas as propostas submetidas online. E, na segunda, os candidatos pré-selecionados serão convocados para uma entrevista com representantes da FAPEAM e da Natura, na sede do Núcleo de Inovação Natura Amazônia (Nina), em Manaus. Divulgação do resultado A divulgação dos candidatos selecionados, assim como a contratação dos bolsistas, será feita a partir do dia 20 de outubro. Para mais informações encaminhe um e-mail para naturacampus@natura.net (recomenda-se incluir no e-mail ‘Seleção de bolsistas – Amazônia 2013’ para atendimento mais eficaz) ou consulte o Edital ‘Bolsas para atuação em gestão da inovação – Natura – FAPEAM 2013’, clicando aqui. Termo de cooperação A FAPEAM e a Natura assinaram um acordo de cooperação científica, tecnológica e de inovação no último dia 21 de agosto. A assinatura aconteceu na sede do Núcleo de Inovação Natura Amazônia (Nina), em Manaus. Estavam presentes a diretora-presidenta da FAPEAM, Maria Olívia Simão, os diretores de Inovação da Natura, Luciana Hashiba, Daniel Gonzaga e Victor Fernandes, e o gestor-geral do Nina, Iguatemi Costa. O termo assinado pelos representantes das duas instituições tem por objetivo estimular e apoiar projetos de pesquisa científica e tecnológica desenvolvidos por pesquisadores de universidades, institutos de pesquisa e de empresas privadas que visem ao desenvolvimento do Estado do Amazonas e do Brasil. O termo de cooperação entre a FAPEAM e a Natura terá a duração de cinco anos, podendo, caso as duas instituições concordem, ser prorrogado por mais tempo. Fonte: FAPEAM http://www.jornalbrasil.com.br/?pg=desc-noticias&id=104245&nome=FAPEAM%20e%20Natura %20buscam%20profissionais%20para%20atuar%20no%20sistema%20de%20inova%E7%E3o %20na%20regi%E3o%20amaz%F4nica


Veículo: Site – Confap Editoria: Pag: Assunto:Fapeam apoia realização de simpósio dedicado a estudos linguísticos e literários Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

- Negativo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Não Data: 23/09/2013

Fapeam apoia realização de simpósio dedicado a estudos linguísticos e literários Com o tema ‘Nhengare: Diálogos e Pesquisas em Estudos Linguísticos Literários’ será realizado o 1º Simpósio Regional de Estudos Linguísticos e Literários no Médio Solimões (Sirellms). O evento ocorre de 21 a 23 de novembro no município de Tefé, a 523 quilômetros de Manaus. Promovido pelo Colegiado de Letras do Centro de Estudos Superiores de Tefé (Cest), da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), o Simpósio também conta com o apoio do Governo do Estado, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), via Programa de Apoio à Realização de Eventos Científicos e Tecnológicos (Parev). A ação tem como objetivo reunir pesquisadores, estudantes e profissionais de estudos linguísticos e literários para a discussão e partilha de resultados de pesquisas e trabalhos desenvolvidos na área. As inscrições para o evento irão até o dia 30 de outubro. O simpósio é organizado pelo grupo de pesquisadores do Núcleo de Estudos e Pesquisas em Linguística Aplicada à Educação (Neplae) e da Cátedra Amazonense de Estudos Literários. Para mais informações, ouça aqui a reportagem completa produzida pela Agência Fapeam. http://www.confap.org.br/fapeam-apoia-realizacao-de-simposio-dedicado-a-estudos-linguisticos-eliterarios/


Veículo: Site – G1.Globo Editoria: Pag: Assunto:Cientistas analisam estabilidade de abelha em ventania com câmera lenta Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Cientistas analisam estabilidade de abelha em ventania com câmera lenta Experimento quer entender como insetos enfrentam condições adversas para aprimorar design de microveículos aéreos. Imagens filmadas em câmera lenta mostram como uma abelha consegue se equilibrar enquanto voa em uma ventania simulada por cientistas. Assista ao vídeo. Os especialistas, da Universidade de Harvard, querem entender como os insetos enfrentam condições climáticas adversas para aprimorar o design de microveículos aéreos. O pesquisador Sridhar Rav observa que os melhores microveículos aéreos disponíveis no mercado, com asas de menos de 25 centímetros de largura, lutam para conseguir ficar estáveis em meio a uma leve brisa. 'Já as abelhas conseguem voar mesmo em condições climáticas extremas', disse ele à BBC. Uma das descobertas dos cientistas foi a de que as abelhas giram o corpo de um lado para o outro para corrigir o percurso do voo durante um vento forte. http://g1.globo.com/ciencia-e-saude/noticia/2013/09/cientistas-analisam-estabilidade-de-abelha-emventania-com-camera-lenta.html


Veículo: Site – Inpa Editoria: Pag: Assunto:Inpa realiza exposição de insetos aos moradores residentes na zona leste de Manaus (AM) Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Inpa realiza exposição de insetos aos moradores residentes na zona leste de Manaus (AM) 2013-09-20 – 20:09:55 A missão dos pesquisadores é expor os mitos e verdades sobre as aranhas e outros invertebrados, além de aproximar os conhecimentos gerados no laboratório aos moradores de uma das zonas mais carentes de Manaus Por Eduardo Gomes Eduardo Gomes O Laboratório de Invertebrados Terrestres do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) a convite do Espaço da Cidadania Ambiental (Ecam) realiza na próxima segunda-feira (23) até sexta-feira (27) a exposição “Mitos e verdades sobre os aracnídeos”. A exibição gratuita acontece das 10h às 18h no UAI Shopping São José, localizado na Av. Alameda Cosme Ferreira, 4605, zona leste de Manaus (AM). Além da exposição, os pesquisadores e técnicos do laboratório levarão para a semana de interação com o público a oficina de invertebrados terrestres vivos, com exposição de insetos vivos e também empalhados. O intuito da atividade é disseminar o conhecimento produzido nos laboratórios do Instituto. Para a pesquisadora do Inpa, Elisiana Pereira de Oliveira, fazer com que o público obtenha informações sobre as espécies pode ajudar na conservação e evitar a extinção. “Levar o conhecimento sobre os aracnídeos e outros insetos para a comunidade auxilia na conservação desses


animais. Nós sabemos que existem muitas espécies em extinção e que as pessoas possuem medo, principalmente, das aranhas caranguejeiras”, ressaltou. Sobre o ECAM O ECAM é um espaço que tem a missão de orientar a população sobre a importância da preservação ambiental, sob a coordenação da Vara Especializada do Meio Ambiente e Questões Agrárias (Vemaga) do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ-AM), fruto de uma parceria com o UAI Shopping São José. O ECAM permite ao Poder Judiciário Ambiental e órgãos ambientais envolvidos mostrar à população como funcionam suas ações de forma perene em um local de grande circulação. Foto da chamada: Eduardo Gomes http://www.inpa.gov.br/noticias/noticia_sgno2.php?codigo=2936


Veículo: Site – Ciência em Pauta Editoria: Assunto:Tecnova/AM incentiva investimento em inovação tecnológica Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Pag:

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Tecnova/AM incentiva investimento em inovação tecnológica Postado em 20/09/2013 Proprietários de micro e pequenas empresas do município de Itacoatiara, localizado a 176 quilômetros de Manaus, terão a oportunidade de investir em projetos de inovação tecnológica. O incentivo vem por meio do Programa de Subvenção Econômica à Inovação Tecnológica em Micro e Pequenas Empresas no Estado do Amazonas (Tecnova/AM). O Tecnova é uma iniciativa do Governo do Estado, via Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI-AM), em parceria com a Financiadora de Estudos e Projetos (Finep). A importância do Tecnova foi ressaltada pelo chefe do Departamento de Apoio à Inovação da SECTI/AM, Domingos Oliveira, durante o lançamento do Edital do programa. O evento aconteceu na noite desta quinta-feira (19/09) no auditório do Instituto de Ciências Exatas e Tecnológica da Universidade Federal do Amazonas (Ufam/Campus Itacoatiara). Por meio do Tecnova, as instituições financiadoras estão disponibilizando o valor equivalente a R$ 13,5 milhões para alavancar o setor de inovação tecnológica voltado para as áreas de gás e petróleo, energias alternativas, tecnologia da informação (TI), construção naval, produtos alimentícios, florestais e biotecnológicos e produtos e serviços ambientais. De acordo com a chefe do Departamento de Acompanhamento e Avaliação de Projeto da Fapeam, Renata Veiga, o Tecnova representa oportunidade de desenvolvimento econômico para o Estado. Possibilita, também, que micro e pequenos empresários, por meio da subvenção econômica, tirem ideias do papel e as transformem em produtos inovadores. “O bom é que o Tecnova vai facilitar com recursos financeiros não só as micro e pequenas empresas


da capital, as do interior também terão a oportunidade de estar competindo com outras em termos de qualidade e inovação. Esse é o nosso objetivo”, concluiu. Compareceram ao evento, micro e pequenos empresários, pesquisadores, estudantes e professores que tiveram a oportunidade de conhecer e, ao mesmo tempo, tirar todas as dúvidas sobre o Programa. Microempresário do ramo de movelaria, Winslou Rodrigues Costa acredita que, após conhecer os trâmites para participar do Programa, terá a chance de realizar o sonho de investir na sua própria empresa. “O Tecnova é uma grande oportunidade para nós que queremos investir em inovação. A ideia é bem vinda por todos”, disse. Na ocasião, o representante da SECTI-AM, Domingos Oliveira, informou aos presentes que tanto a SECTI-AM quanto a Fapeam estarão disponibilizando uma equipe para acompanhar micro e pequenos empresários no desenvolvimento dos seus projetos, por meio de visitas técnicas. Os interessados têm até o dia 24 de outubro para a submissão de propostas. O resultado está previsto para janeiro de 2014. Os projetos terão o prazo de até 24 meses. O programa conta ainda com a parcerias das instituições Agência de Fomento do Estado do Amazonas (Afeam); Rede Amazônica de Incubadoras (Rami); Instituto Euvaldo Lodi (IEL); Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). Para ter aceso ao edital completo do Tecnova, clique AQUI. Fonte: Fapeam http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/09/tecnovaam-incentiva-investimento-em-inovacaotecnologica/


Veículo: Site – Ciência em Pauta Editoria: Pag: Assunto:Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do Inpa terá várias atividades Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do Inpa terá várias atividades Postado em 20/09/2013 Oficinas, exposições, palestras, demonstração de pesquisas, trilha ecológica e até pedalada científica ocorrerão dentro do campus do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/ MCTI). Essas são algumas das atividades que o instituto desenvolverá, de 17 a 24 de outubro, como parte da programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT/ 2013). Em sintonia com os grandes eventos esportivos a serem realizados no Brasil (Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016), a Semana buscará mobilizar a população, especialmente crianças e jovens, em torno do tema “Ciência, Saúde e Esporte”. “A semana é um espaço nacional de divulgação de resultados de pesquisas, de socialização e transmissão de conhecimentos científicos e tecnológicos para os estudantes e a sociedade em geral”, disse a coordenadora da SNCT/Inpa, Denise Gutierrez. O Inpa realizará palestras em escolas públicas da capital (17 e 18 de outubro), o programa Circuito da Ciência (dia 19), a Trilha Ecológica na Reserva Florestal Adolpho Ducke (dia 20) e atividades nas dependências do Bosque da Ciência, entre os dias 21 e 23, como palestras, oficinas, minicursos, além de estande na SNCT, em Brasília (DF). A instituição também levará ações para oito municípios do Amazonas: Iranduba, Manacapuru, Manaquiri, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Itacoatiara, Autazes, e São Gabriel da Cachoeira. Nesses locais, o Inpa desenvolve alguma atividade ou já fez trabalhos anteriores.


“Temos a possibilidade ainda de chegarmos a todos os municípios do Estado, através das palestras dos pesquisadores que serão transmitidas pelo Centro de Mídias da Seduc e com a possibilidade de interação com o pessoal que está nos municípios”, disse o coordenador de extensão do Inpa, Carlos Bueno. Ainda para engajar a comunidade em ações que englobem os aspectos científicos e de saúde envolvidos nas atividades esportivas, serão realizadas várias atividades extras. Entre elas estão a Pedalada Científica na área pavimentada do campus do Inpa, uma parceria com o movimento Pedala Manaus. O evento será no feriado do dia 24 de outubro, Aniversário de Manaus. “Entre uma pedalada e outra, haverá estações de paradas onde o participante poderá conhecer um pouco sobre a botânica do nosso campus, que é um ‘museu’ a céu aberto”, revelou Gutierrez. Dias antes, acontecem outros eventos, como o Cine Ciência (de 21 a 23 de outubro), com filmes de temáticas ambientais no horário do almoço (13h-14h); e o Passeio Noturno (dia 22), no qual os acadêmicos de Biologia poderão fazer a identificação de invertebrados, no Bosque da Ciência. O Instituto conta com o apoio do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e com o financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) para a realização de algumas das atividades propostas para a Semana. CAPACITAÇÃO Um diferencial deste ano é a capacitação de profissionais da rede estadual de saúde, através de uma parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (Susam), segundo a coordenadora Denise Gutierrez. Dia 23 de outubro será realizado o Ciclo de Palestras Ciência e Saúde na Amazônia, das 8h às 17h, no auditório da Ciência, campus I do Inpa. Na programação do ciclo constam as palestras estratégia de educação e saúde no controle de malária e dengue na Amazônia ( Marly Satimi), Adubação Verde (Luiz Augusto), Cultivo e importância funcional dos cogumelos (Ceci Sales) e Alimentação para Crianças: mitos e verdades (Dionísia Nagahama). Essas e outras palestras também serão levadas para o Centro Universitário do Norte (Uninorte), Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) e várias escolas. O Inpa também promoverá nos dias 21, 22 e 23 a atividade Laboratório de Portas Abertas, na qual a população poderá conhecer de perto os equipamentos, materiais e as pesquisas realizadas na instituição nas áreas de piscicultura, herbário e carpoteca – local onde se guardam frutos – química analítica e ambiental, produtos naturais, química da madeira e bioprospecção – como as plantas são tratadas, quais seus princípios ativos são úteis para controle de doença. Fonte: Inpa http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/09/semana-nacional-de-ciencia-e-tecnologia-do-inpatera-varias-atividades/


Veículo: Site – Ciência em Pauta Editoria: Pag: Assunto:Programa de Tecnologia Assistiva é apresentado em seminário Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Programa de Tecnologia Assistiva é apresentado em seminário Postado em 20/09/2013 As iniciativas, práticas e ações desenvolvidas para a melhoria da qualidade de vida das pessoas com deficiência foram apresentadas na última quinta-feira (19), durante o “2º Seminário de Sensibilização sobre Acessibilidade”. Com o tema ‘Tecnologia Assistiva’, o encontrou abordou a aplicabilidade da tecnologia assistiva no cotidiano do deficiente físico. Na ocasião, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) apresentou o “Programa Estadual de Atenção à Pessoa com Deficiência – Viver Melhor/Edital de Apoio à Pesquisa para o Desenvolvimento de Tecnologia Assistiva – Viver”, voltado para o desenvolvimento de projetos e protótipos para auxiliar pessoas com as mais variadas deficiências. Organizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Direito da Pessoa com Deficiência (Seped), o encontro é promovido em parceria com o Instituto Federal do Amazonas (Ifam), por meio do Projeto Curupira. Desde a quarta-feira (18), estão sendo discutidas questões voltadas às pessoas com deficiência no âmbito das instituições governamentais e das empresas. O seminário, que acontece em comemoração ao Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência, será realizado até sábado (21). Durante o painel, o assessor técnico da Fapeam, Edilson de Souza Soares, explicou que, em 2011, a Fundação em parceria com a Seped e Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI/AM) criaram o Programa de Tecnologia Assistiva, o qual ficou conhecido como PróAssistir. O Edital foi lançado em 2012 com recursos disponíveis na ordem de R$ 2,5 milhões. De acordo com Soares, os recursos foram disponibilizados pelo Governo do Estado para o desenvolvimento de projetos, protótipos e/ou produtos de tecnologia assistiva. Entretanto, devido ao número de propostas selecionadas, foi alocado R$ 1,7 milhão.


“Era algo inovador para a época. Houve um incremento que permitiu que projetos de inventores fossem aceitos (e não apenas da academia). Foram aprovados oito trabalhos voltados para deficiências visuais, auditivas, múltiplas e físicas. As pesquisas ainda estão em andamento e esperamos que, ao final dos dois anos de duração, possamos ter algo substancial para ser apresentado e colocado à disposição de quem precisa”, afirmou Soares. Sobre os projetos, Soares citou o caso da caneta falante Pen Top. O dispositivo foi desenvolvido pelos pesquisadores amazonenses, Danielle Castro de Albuquerque e Marivaldo Albuquerque, e visa facilitar o dia a dia dos deficientes visuais. A caneta ajuda a reconhecer objetos e a identificar valores nas cédulas de dinheiro. ACESSIBILIDADE A titular da Seped, Vânia Suely de Melo e Silva, ressaltou que a Fapeam foi convidada ao encontro para compartilhar o andamento do Programa de Tecnologia Assistiva, uma vez que o Seminário discute ações para a melhoria da qualidade de vida do deficiente. Em relação à acessibilidade, Vânia Suely explicou que a Seped tem realizado diversas ações para facilitar a vida do cidadão com deficiência, como o “Programa Viver Melhor Habitação”, que tem permitido fazer adaptações nas residências de deficientes, entre elas: construção de rampas; de banheiros com acessibilidade; alargamento de portas; entrega de ventiladores; camas; cadeiras de rodas, etc. “Aproximadamente 500 famílias foram atendidas pela Seped, as quais tiveram suas residências adaptadas e receberam o kit Social (cama, colchão, travesseiro, lençol, ventiladores) e o kit Saúde (cadeiras de roda, cadeira de banho, andadores, muletas, fraldas). Atualmente, estamos trabalhando com mais de 200 famílias em Manaus, totalizando 700 casas”, enfatizou Vânia Suely. Quanto ao atendimento prestado no interior do Amazonas, a titular da Seped disse que dez municípios já estão sendo atendidos e que kits foram entregues a moradores dos municípios de Caapiranga, Nova Olinda e Parintins. “Estamos correndo e trabalhando duro para dar conta de tudo. Dos 61 municípios amazonenses, já fizemos o levantamento em 34 deles das necessidades que precisam ser sanadas”, destacou. Fonte: Agência Fapeam / Luís Mansuêto http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/09/programa-de-tecnologia-assistiva-e-apresentado-emseminario-sobre-acessibilidade/


Veículo: Site – Ciência em Pauta Editoria: Pag: Assunto:MCTI anuncia ações para pesquisa, desenvolvimento e inovação Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

MCTI anuncia ações para pesquisa, desenvolvimento e inovação Postado em 20/09/2013 O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Marco Antônio Raupp, e o secretário de Política de Informática do MCTI, Virgilio Almeida, anunciaram nesta quinta-feira (19), em São Paulo, um edital para atrair centros de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I). Durante a cerimônia também foi anunciada a instalação do quarto Centro Global de PD&I no País, em parceria entre o MCTI e a SAP Labs Latin America, em mais uma das ações desenvolvidas pelo ministério no âmbito do TI Maior, programa estratégico de software e serviços de Tecnologia da Informação (TI). EDITAL A iniciativa pretende estimular e orientar empresas nacionais e estrangeiras a desenvolver pesquisas científicas, tecnológicas e de inovação. As propostas aprovadas na chamada pública contarão com R$ 14 milhões em recursos de bolsas oriundos do FNDCT/CT-Info, administrados pelo Centro Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI). O valor máximo a ser financiado é de R$ 2 milhões para cada projeto, com contrapartida igual ao valor fornecido. “O edital ficará aberto por 45 dias e os critérios técnicos de avaliação são: grau de inovação, relevância, adequação dos recursos humanos, sinergia entre as áreas de pesquisa e desenvolvimento e integração com outras pesquisas e instituições, nacionais ou estrangeiras”, disse Virgilio. A chamada pública permite a inscrição de propostas apresentadas por empresas, instituições científicas e tecnológicas (ICTs) ou consórcios entre empresas e ICTs, tanto universidades como


centros de pesquisa. As equipes de cada projeto podem contar com pesquisadores brasileiros e estrangeiros. Um dos principais objetivos do programa é incentivar a atuação de pesquisadores brasileiros em centros de P&D, integrando as demandas do setor público com a capacidade dinamizadora da iniciativa privada. “Há uma procura grande de empresas interessadas em investir no Brasil. Temos que estimular parcerias público-privadas, aliando a transformação do conhecimento em bens econômicos das empresas privadas, com os esforços em pesquisa do setor público”, destacou Raupp. CENTROS DE PESQUISA GLOBAL O evento marcou a formalização de parceria entre o MCTI e a SAP, por meio da SAP Labs Latin America, líder do mercado mundial de aplicações de software empresarial, para a constituição do quarto centro global de PD&I do País. Localizado no campus da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), em São Leopoldo (RS), o centro atua em áreas como inteligência analítica, mobilidade, banco de dados e computação em nuvem. Para funcionar como um centro global, a empresa está investindo R$ 60 milhões em obras de expansão, que devem ser concluídas até o final do ano. A unidade tem 500 funcionários e opera como um centro de pesquisa, desenvolvendo softwares de ponta junto a setores indicados como pilares tecnológicos pelo programa TI Maior, como os setores agrícola, financeiro, energia, petróleo e gás e setor público. “O acordo é mais uma evidência de que estamos alinhados com os objetivos traçados pelo governo federal e queremos continuar a fazer parte do desenvolvimento sustentável do País. Inovar e coinovar com empresas brasileiras e produzir conhecimento localmente é o nosso objetivo”, disse o vice-presidente de operações da SAP para a América Latina do Sul, Fernando Lewis. Leia a matéria na íntegra.. >>MCTI anuncia ações para pesquisa, desenvolvimento e inovação Fonte: Ascom MCTI http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/09/mcti-anuncia-acoes-para-pesquisa-desenvolvimentoe-inovacao/


Veículo: Site – Ciência em Pauta Editoria: Pag: Assunto:Cientistas relacionam macrófagos com risco de câncer de mama Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Cientistas relacionam macrófagos com risco de câncer de mama Postado em 22/09/2013 Os macrófagos, as células do sistema imunológico, tem sua capacidade de defesa diminuída durante o ciclo menstrual das mulheres o que aumenta as possibilidades de se contrair câncer de mama, afirma um estudo divulgado, na última sexta-feira (20), na Austrália. Testes com ratos de laboratório realizados por pesquisadores da Universidade de Adelaide revelaram que os macrófagos que se encontram nas mamas mudam sua função durante o ciclo menstrual. “O que descobrimos é que nesse momento (da menstruação), a imunidade fica mais baixa. Devido à importância dos macrófagos para o funcionamento dos tecidos da mama, estes na realidade aumentam as probabilidades de que as células cancerígenas não sejam detectadas”, disse uma das pesquisadoras, Wendy Ingmar. “Agora que identificamos esta janela de risco, o que nos resta saber é se podemos fechá-la e como prevenir que as mulheres contraiam câncer de mama”, acrescentou a cientista. Em julho, outra pesquisa da Universidade de Adelaide descobriu que a falta de macrófagos no sistema reprodutivo feminino pode ser a razão da infertilidade em algumas mulheres. Fonte: EFE http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/09/cientistas-relacionam-macrofagos-com-risco-decancer-de-mama-2/


Veículo: Site – Ciência em Pauta Editoria: Pag: Assunto:MCTI lança edital para estruturação da Rede Nacional do Bambu Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

MCTI lança edital para estruturação da Rede Nacional do Bambu Postado em 21/09/2013 A ação visa atender às demandas tecnológicas do País relativas à implementação da Política Nacional de Incentivo ao Manejo Sustentado e Plantio do Bambu. Foto: Reprodução A ação visa atender às demandas tecnológicas do País relativas à implementação da Política Nacional de Incentivo ao Manejo Sustentado e Plantio do Bambu. Foto: Reprodução Estruturar uma rede nacional de pesquisa e desenvolvimento do bambu é o objetivo de edital lançado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), por intermédio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI). A ação visa atender às demandas tecnológicas do País relativas à implementação da Política Nacional de Incentivo ao Manejo Sustentado e Plantio do Bambu (PNMCB). A Chamada 66/2013 prevê recursos da ordem de R$ 6 milhões para o financiamento de itens de custeio, capital e bolsa de projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação voltados à estruturação da rede. A rede deverá dar suporte à execução da PNMCB, além de promover a demonstração e a avaliação de tecnologias para plantio, manejo, conservação do solo, terras degradadas e transformação industrial, separadas por região segundo a vocação regional. Para isso, a Redebambu/BR terá representatividade por meio de centros nas cinco regiões brasileiras.


A ideia é que essas unidades sejam polos de difusão de tecnologia e de fortalecimento da cultura do bambu no País, oferecendo soluções tecnológicas para todos os níveis da cadeia produtiva da planta, desde o agricultor familiar até a indústria de transformação. A formação da rede faz parte das ações previstas na cooperação bilateral entre Brasil e China, firmada em abril de 2011, durante visita da presidenta Dilma Rousseff ao País asiático. CHAMADA Os projetos poderão abranger uma ou mais linhas de pesquisa dentro da temática “Gargalos no desenvolvimento da cadeia produtiva do bambu”, como identificação de espécies nativas e exóticas, propagação de espécies, plantio em larga escala para biomassa e celulose, produção e industrialização de broto, cultivo de bambu tropical e uso no paisagismo, estratégias para a introdução da cultura e produção de insumos para a indústria. As propostas devem ser enviadas ao CNPq até 31 de outubro. Confira o edital. Fonte: MCTI http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/09/especialistas-recebem-artigos-para-dossie-sobre-ahistoria-da-ciencia-e-da-tecnologia/


Veículo: Site – Ciência em Pauta Editoria: Pag: Assunto:Especialistas recebem artigos para dossiê sobre a história da ciência Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Especialistas recebem artigos para dossiê sobre a história da ciência Postado em 20/09/2013 A primeira edição de 2014 da Revista História Unisinos publicará artigos de historiadores das ciências e da tecnologia. A proposta do Dossiê História e Ciência, é reunir artigos produzidos por historiadores nacionais e internacionais, tanto da área específica de história das ciências e da tecnologia, quanto de historiadores interessados pela ciência e pela técnica. O dossiê é organizado pelas professoras Eliane Cristina Deckmann Fleck, do Programa de PósGraduação em História da Unisinos, Heloísa Meireles Gesteira, do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST/RJ), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e PUC-RJ; além de Lorelai Brilhante Kury, da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) e também da UERJ. As sugestões de artigos podem ser encaminhadas aos organizadores até 15 de dezembro. O documento será publicado na edição de número 18, com data de janeiro/abril de 2014, da Revista História Unisinos, vinculada à universidade Unisinos, situada na região Sul do País. Será a primeira edição da revista do próximo ano. Para Eliane Cristina, a iniciativa do dossiê reflete o desenvolvimento considerável da área de história das ciências e da tecnologia nas últimas décadas. Segundo a especialista, as contribuições para o desenvolvimento dessa área provêm de duas direções: historiadores das ciências bastante especializados, que trabalham com referências bibliográficas específicas e questões próprias; e de historiadores de outros domínios, que têm incluído temas das ciências e da tecnologia como seus objetos.


“Acreditamos que as trocas bibliográficas e analíticas podem ser profícuas para o aprofundamento de questões. Em comum, os historiadores atuais apresentam abordagens que rejeitam a ideia de que existe progresso científico necessário, cujo sentido seria único e previsível. Convergem igualmente quando consideram que as ciências e a tecnologia não constituem um campo neutro e apartado das demais esferas da vida em sociedade”, justificam as autoras do dossiê. Fonte: Jornal da Ciência http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/09/especialistas-recebem-artigos-para-dossie-sobre-ahistoria-da-ciencia-e-da-tecnologia/


Veículo: Site – Portal do Governo do Estado do Amazonas

Editoria:

Pag:

Assunto:Fundação Hospital Adriano Jorge promove Seminário de Apresentação Final do Paic Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Fundação Hospital Adriano Jorge promove Seminário de Apresentação Final do Paic 19:54 - 20/09/2013 Nos dias 23 (segunda-feira) e 24 (terça-feira) de setembro, a Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ – avenida Carvalho Leal, nº 1.778, Cachoeirinha, zona sul), órgão do Governo do Amazonas, promove o Seminário de Apresentação Final do Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic), referente ao calendário 2012/2013. O seminário inicia a partir das 9h, no auditório Dr. Juarez Klinger do Areal Souto. Ao todo, os resultados de 40 projetos serão apresentados, das 50 bolsas de pesquisa aprovadas pelo Hospital Adriano Jorge, junto à Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas. Os dez estudantes restantes apresentarão em outro momento, visto estarem em atividades de internato rural. As pesquisas são nas áreas de cirurgia do aparelho digestivo, cirurgia vascular, otorrinolaringologia, gastroenterologia, nutrologia, cardiologia, urologia, odontologia, reumatologia, além de fisioterapia e enfermagem. O Paic consiste em apoiar, com recursos financeiros e bolsas institucionais, estudantes de graduação interessados no desenvolvimento de pesquisa na FHAJ. Para o ano de 2013/2014, a Fundação obteve o cadastro de 70 bolsas do Paic junto à Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam), ou seja, 20 bolsas a mais que o período encerrado neste mês. http://www.amazonas.am.gov.br/2013/09/fundacao-hospital-adriano-jorge-promove-seminario-deapresentacao-final-do-paic/


Veículo: Site – A Crítica Editoria: Pag: Assunto:Esporte, Saúde e Ciência na Programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Esporte, Saúde e Ciência na Programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia Programação do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia inclui também pedalada científica, capacitação de profissionais de saúde e trilha ecológica Manaus, 20 de Setembro de 2013 ACRITICA.COM * Programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia vai abordar o tema “Ciência, Saúde e Esporte" Programação da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia vai abordar o tema “Ciência, Saúde e Esporte" (Eduardo Gomes/Inpa MCTI) Aliar saúde, esporte e ciência. A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia que acontece no período de 17 a 24 de outubro ,vai contar com uma programação diversificada elaborada pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI). Com o Brasil em clima de contagem regressiva para a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016, a programação também vai incluir uma pedalada científica, além de muitas outras atividades que incluem oficinas, palestras, demonstração de pesquisas, trilha ecológica, todas gratuitas e abertas ao público. A semana é um espaço nacional de divulgação de resultados de pesquisas, de socialização e


transmissão de conhecimentos científicos e tecnológicos para os estudantes e a sociedade em geral”, disse a coordenadora da SNCT/Inpa, Denise Gutierrez. O Inpa realizará palestras em escolas públicas da capital (17 e 18 de outubro), o programa Circuito da Ciência (dia 19), a Trilha Ecológica na Reserva Florestal Adolpho Ducke (dia 20) e atividades nas dependências do Bosque da Ciência, entre os dias 21 e 23, como palestras, oficinas, minicursos, além de estande na SNCT, em Brasília (DF). A instituição também levará ações para oito municípios do Amazonas: Iranduba, Manacapuru, Manaquiri, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva, Itacoatiara, Autazes, e São Gabriel da Cachoeira. Nesses locais, o Inpa desenvolve alguma atividade ou já fez trabalhos anteriores. “Temos a possibilidade ainda de chegarmos a todos os municípios do Estado, através das palestras dos pesquisadores que serão transmitidas pelo Centro de Mídias da Seduc e com a possibilidade de interação com o pessoal que está nos municípios”, disse o coordenador de extensão do Inpa, Carlos Bueno. Ainda para engajar a comunidade em ações que englobem os aspectos científicos e de saúde envolvidos nas atividades esportivas, serão realizadas várias atividades extras. Entre elas estão a Pedalada Científica na área pavimentada do campus do Inpa, uma parceria com o movimento Pedala Manaus. O evento será no feriado do dia 24 de outubro, Aniversário de Manaus. “Entre uma pedalada e outra, haverá estações de paradas onde o participante poderá conhecer um pouco sobre a botânica do nosso campus, que é um ‘museu’ a céu aberto”, revelou Gutierrez. Dias antes, acontecem outros eventos, como o Cine Ciência (de 21 a 23 de outubro), com filmes de temáticas ambientais no horário do almoço (13h-14h); e o Passeio Noturno (dia 22), no qual os acadêmicos de Biologia poderão fazer a identificação de invertebrados, no Bosque da Ciência. O Instituto conta com o apoio do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e com o financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) para a realização de algumas das atividades propostas para a Semana. Capacitação Um diferencial da programação de 2013 é a capacitação de profissionais da rede estadual de saúde, através de uma parceria com a Secretaria de Estado de Saúde (Susam), segundo a coordenadora Denise Gutierrez. Dia 23 de outubro, será realizado o Ciclo de Palestras Ciência e Saúde na Amazônia, das 8h às 17h, no Auditório da Ciência, campus I do Inpa. Na programação do ciclo, constam as palestras estratégia de educação e saúde no controle de malária e dengue na Amazônia (MSc. Marly Satimi), Adubação Verde (Luiz Augusto), Cultivo e importância funcional dos cogumelos (Ceci Sales) e Alimentação para Crianças: mitos e verdades (Dionísia Nagahama). Essas e outras palestras também serão levadas para o Centro Universitário do Norte (Uninorte), Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM), Universidade Luterana do Brasil (Ulbra) e várias escolas. O Inpa também promoverá nos dias 21, 22 e 23 a atividade Laboratório de Portas Abertas, na qual a


população poderá conhecer de perto os equipamentos, materiais e as pesquisas realizadas na instituição nas áreas de piscicultura, herbário e carpoteca - local onde se guardam frutos -, química analítica e ambiental, produtos naturais, química da madeira e bioprospecção - como as plantas são tratadas, quais seus princípios ativos são úteis para controle de doença. Visita O Inpa está programando a visita de 48 escolas públicas das zonas urbana e rural de Manaus (AM), que corresponde a cerca de 3 mil estudantes, para participarem da SNCT. Todas as atividades são abertas para a sociedade e gratuitas. A coordenação priorizou inicialmente as escolas que ainda não conhecem o Inpa e aquelas que em algum momento já foram envolvidas em ações da instituição, como o Circuito da Ciência, programa que visa aproximar a ciência e a educação ambiental de estudantes de escolas públicas. Para essas escolas, o Inpa se responsabilizará pelos custos de transporte. Segundo Denise Gutierrez, as escolas públicas e particulares que não foram contatadas pelo Inpa mas que têm interesse em participar da SNCT podem agendar as visitas até o dia 11 de outubro pelo telefone (92) 3643-3135 ou ainda entrar em contato com a coordenação, através do e-mail piraja@inpa.gov.br. Neste caso, os custos de transporte escolar ficam a cargo das escolas. (*) Com informações da Asscom/INPA MCTI http://acritica.uol.com.br/amazonia/Esporte-Ciencia-Programacao-NacionalTecnologia_0_996500374.html


Veículo: Site – Blog do Marcos Santos Editoria: Assunto:FHAJ promove Seminário de Apresentação Final do PAIC Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Pag: Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

FHAJ promove Seminário de Apresentação Final do PAIC Postado em 20/09/2013 - 17:13 Na segunda e terça-feira, dias 23 e 24 de setembro, a Fundação Hospital Adriano Jorge (FHAJ), do Governo do Amazonas, promove o Seminário de Apresentação Final do Programa de Apoio à Iniciação Científica (PAIC), referente ao calendário 2012/2013. O seminário inicia a partir das 9h, no Auditório Dr. Juarez Klinger do Areal Souto. Ao todo, os resultados de 40 projetos serão apresentados, das 50 bolsas de pesquisa aprovadas pelo Hospital Adriano Jorge, junto à Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas. Os 10 estudantes restantes apresentarão em outro momento, visto estarem em atividades de internato rural. As pesquisas são nas áreas de cirurgia do aparelho digestivo, cirurgia vascular, otorrinolaringologia, gastroenterologia, nutrologia, cardiologia, urologia, odontologia, reumatologia, além de fisioterapia e enfermagem. O PAIC consiste em apoiar, com recursos financeiros e bolsas institucionais, estudantes de graduação interessados no desenvolvimento de pesquisa na FHAJ. Para o ano de 2013/2014 a Fundação obteve o cadastro de 70 bolsas do PAIC junto à Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (FAPEAM), ou seja, 20 bolsas a mais que o período encerrado neste mês. http://www.blogmarcossantos.com.br/2013/09/20/fhaj-promove-seminario-de-apresentacao-finaldo-paic/


Veículo: Site – Confap Editoria: Assunto:MCTI lança edital de R$ 14 milhões para projetos de TI Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Pag:

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

MCTI lança edital de R$ 14 milhões para projetos de TI Com o objetivo de apoiar projetos de pesquisa que visem contribuir significativamente para o desenvolvimento científico e tecnológico do País, o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) lançou ontem (19) edital, no valor de R$ 14 milhões, para projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (P,D&I) no âmbito do Programa Estratégico de Software e Serviços de Tecnologia da Informação (TI Maior), projeto do governo federal para estímulo dessa área. Os recursos serão concedidos a projetos de pesquisa que resultem em serviços ou produtos a serem lançados no mercado. O programa tem como objetivo formar mão de obra qualificada para o setor de tecnologia de informação, afirmou o ministro do MCTI, Marco Antônio Raupp. O edital, que ficará aberto por 45 dias, tem como resultados esperados empregar pesquisadores brasileiros em centros globais de P,D&I, de grandes empresas transnacionais, no Brasil e no mundo, estimular o desenvolvimento de startups, gerar registros de patentes e ocupações no mercado nacional, criar e promover spinoffs e aquisições corporativas. Espera-se esforço de investimento conjunto com o setor privado na ordem de R$ 28 milhões. Segundo o secretário de Política de Informática do MCTI, Virgílio Almeida, o programa servirá para colocar pesquisadores brasileiros dentro de centros globais de pesquisa. “O objetivo é apoiar a pesquisa científica, tecnológica e de inovação e atrair investimentos para atividades intensivas em conhecimento tecnológico”, ressaltou. Ele disse ainda que os projetos devem possuir caráter aplicado e resultar no desenvolvimento e na comercialização de produtos, processos e serviços inovadores. O alvo são projetos de pós-graduação, mestrado e doutorado, em parceria com universidades e empresas. “Hoje, o Brasil investe 1,21% do PIB em pesquisa e desenvolvimento e nosso objetivo é


elevar isso”, disse Almeida. “A parceria com o setor privado, por meio de estímulos, é um dos caminhos. Queremos que pesquisadores brasileiros atuem no ambiente global. É importante que projetos se liguem a outros centros de P&D.” O governo também irá oferecer consultoria institucional de apoio à estruturação de propostas de empresas brasileiras e internacionais, contando com a avaliação de rede local de pesquisadores, nas diversas sub-áreas de conhecimento de TI. O ministro Raupp falou do aumento da importância do setor privado nas políticas públicas do ministério. “Serão R$ 21 bilhões em recursos em andamento ao setor privado entre 2013 e 2014, em plena execução”, informou. A meta é elevar essa cifra para R$ 34 bilhões. Centros globais Durante o evento, foi anunciado a instalação no Brasil do quarto Centro Global de P, D&I no âmbito do Programa Estratégico de Software e Serviços de TI (TI Maior), em parceria do MCTI com a empresa alemã de software SAP, para duplicação de suas instalações do SAP Labs da área em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul. Até dezembro, serão aplicados R$ 60 milhões, de modo a elevar de 500 para 600 o número de funcionários do centro no próximo ano. Durante o anúncio, Fernando Lewis, vice-presidente de operações da SAP para América Latina, destacou o investimento de mais R$ 100 milhões que a empresa desembolsou para a criação do seu laboratório de inovação. Apenas para a expansão das instalações do SAP Labs, obra prevista para ser finalizada no começo de dezembro, estão sendo investidos mais de R$ 60 milhões. De acordo com o ministro Raupp, este é o quarto e último centro de pesquisa planejado pelo governo, que pretende investir cerca de 15 milhões de reais em iniciativas para atrair pesquisa e desenvolvimento entre 2012 e 2015. “Alcançamos a meta um ano antes do planejado”, comemorou. “Mas não vamos parar por aqui, vamos continuar trabalhando.” Segundo o ministro, a inovação e a tecnologia são fatores fundamentais para o desenvolvimento socioeconômico do Brasil. “O incentivo ao setor de software e serviços de TI do Governo pretende posicionar o país como protagonista mundial do setor”, disse. “Esta parceria potencializará ainda mais o Brasil a ser mais competitivo no segmento.” Raupp lembrou que a instalação dos centros de P&D no Brasil significará um investimento de mais de R$ 700 milhões, valor superior ao aporte total do governo no programa TI Maior, que é de R$ 500 milhões. Os outros centros de P,D&I dentro do TI Maior pertencem a Microsoft, Intel e EMC, com investimentos de R$ 200 milhões, R$ 300 milhões e R$ 150 milhões, respectivamente. Fonte: Ascom do MCTI | Por:Vivian Costa http://www.confap.org.br/mcti-lanca-edital-de-r-14-milhoes-para-projetos-de-ti/


Veículo: Site – Confap Editoria: Pag: Assunto:Durante feira em Londres, Fapesp apresenta oportunidades para jovens cientistas Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Durante feira em Londres, Fapesp apresenta oportunidades para jovens cientistas Dezenas de jovens cientistas interessados em fazer pesquisa no Brasil foram atendidos no dia 19 de setembro por representantes da Fapesp durante a Nature Jobs Career Expo, uma das mais importantes feiras de empregos da área científica realizada anualmente em Londres. Entre eles, estava a portuguesa Ana Antunes, que cursa pós-doutorado no King’s College London, na área de neurociência, e se dedica a estudar os mecanismos moleculares da dor. “Considero a possibilidade de ir para o Brasil no futuro, pois, além da facilidade da língua, há crescentes oportunidades para quem está começando. Aqui na Europa, por outro lado, o mercado está saturado”, disse à Agência Fapesp. A falta de oportunidades em seu país de origem, a Espanha, também é o motivo que leva Rosanna Herrera Palau a considerar a possibilidade de fazer o pós-doutorado no Brasil. “Formei-me em Bioquímica na Universidade de Sevilha, com enfoque na área de plantas. A ideia de ir para o Brasil surgiu depois que um ex-colega de laboratório me disse que estava de mudança para lá. Na Espanha há muitos cortes e não há nada acontecendo no meio científico”, contou. Já o inglês Barrie Peck, pesquisador do London Research Institute, é casado com uma brasileira, já esteve mais de dez vezes no Brasil e diz ter uma grande conexão com o país. Como o casal espera o primeiro filho, Peck considera a hipótese de se mudar para a América do Sul.


“Sou formado em Biologia Molecular, cursei doutorado em Oncologia Molecular e, no meu pósdoutorado, estudei o metabolismo de células cancerígenas. Tenho um objetivo muito específico de pesquisa e trabalho em colaboração com várias instituições europeias”, disse. “Antes de decidir ir para o Brasil preciso saber se vou encontrar as mesmas condições que encontraria aqui na Europa. Estou interessado em fazer ciência de alto impacto e quero saber se isso é possível no Brasil e como a FAPESP poderia me ajudar. Fiquei bastante interessado no Programa Jovens Pesquisadores e nas linhas de Auxílio Regular, pois procuro uma posição mais independente de pesquisa”, disse Peck. Hernan Chaimovich, coordenador dos Centros de Pesquisa, Inovação e Difusão (CEPIDs) e assessor especial da Diretoria Científica da Fapesp, disse estar surpreso e muito satisfeito com o interesse demonstrado pelos participantes da feira. “Passei o dia inteiro atendendo pesquisadores. Muitos procuravam posições de pós-doutorado, alguns de Jovem Pesquisador. Todos de ótimas universidades da Inglaterra, da Índia, da África, de Portugal, da Espanha. Todos ficaram surpresos quando mostramos as oportunidades atualmente oferecidas no site da Fapesp, tanto pela quantidade de vagas como pela diversidade de assuntos. Estamos convencidos de que valeu a pena o trabalho de divulgação da pesquisa feita em São Paulo aqui em Londres”, avaliou Chaimovich. Interesse pelo Brasil No workshop realizado no período da manhã, Chaimovich falou sobre o crescimento no número de publicações brasileiras e no impacto obtido e destacou que 50% da pesquisa do país é feita no Estado de São Paulo. Chaimovich também explicou as linhas de fomento da Fapesp e ressaltou o interesse da Fundação em aumentar as colaborações internacionais. “Se o projeto for bom, se o currículo do pesquisador for bom, o bolsista pode ser brasileiro ou estrangeiro. Há muitos bons projetos e menos competição [do que na Europa ou nos Estados Unidos]”, afirmou. Euclides de Mesquita Neto, membro da Coordenação da Área de Engenharia da Fapesp e professor da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), apresentou os principais projetos apoiados pela entidade nas áreas de Ciências Exatas e Engenharia. O destaque foi para os trabalhos realizados nos CEPIDs, como o Centro de Pesquisa em Óptica e Fotônica (Cepof) de São Carlos e o Cepof da Unicamp, além do Centro de Pesquisa, Educação e Inovação em Vidros (Cepiv), de São Carlos. “Os novos CEPIDs devem abrir em breve muitas oportunidades de pós-doutorado. Mostrei aos pesquisadores como encontrar essas vagas no site da FAPESP e me coloquei à disposição para ajudar a fazer o contato com os grupos do Brasil”, contou Mesquita Neto. Marie-Anne van Sluys, membro da Coordenação Adjunta de Ciências da Vida da Fapesp e professora da Universidade de São Paulo (USP), apresentou as oportunidades nas áreas de Ciências da Vida, na qual a maior parte dos participantes da feira demonstrou interesse. “No campo de Saúde, destacaram-se a neurociência e a farmacologia. No campo de Biologia, o


destaque foi para ecologia e genética da conservação. Os programas BIOTA [Programa de Pesquisas em Caracterização, Conservação, Recuperação e Uso Sustentável da Biodiversidade do Estado de São Paulo] e BIOEN [Programa Fapesp de Pesquisa em Bioenergia] também fizeram muito sucesso”, contou. A chinesa Yao Xiao, estudante de doutorado da Universidade College London, foi uma das interessadas nas pesquisas realizadas na área de biocombustíveis. “Trabalho com glicerol e sei que a indústria de biocombustíveis está bem avançada no Brasil. Imagino ir para lá fazer o pós-doutorado ou mesmo para trabalhar”, disse. Rishika Dubla, nascida na Índia e recém-formada em Ciências Biológicas pela Oxford University, também sonha com uma oportunidade de pós-doutorado no Brasil. “Achei as opções de fomento muito interessantes e, pelo que tenho lido na mídia, o progresso tem sido grande no país. Me parece o lugar certo para estar no momento”, afirmou. As oportunidades oferecidas pelo programa Ciências sem Fronteiras, do governo federal, foram apresentadas no período da tarde em um workshop ministrado por Davino Sena, chefe da Seção de Ciência e Tecnologia da Embaixada do Brasil em Londres, e por Juliana Bertazzo, assessora para educação da embaixada e responsável pelo programa na Inglaterra. Segundo os organizadores, 1.300 jovens cientistas se inscreveram para participar da sétima edição do Nature Jobs Career Expo. Para mais informações clique aqui. Fonte: Agência Fapesp http://www.confap.org.br/durante-feira-em-londres-fapesp-apresenta-oportunidades-para-jovenscientistas/


Veículo: Site – Consecti Editoria: Assunto:Abertas inscrições para o Ciência sem Fronteiras Espacial Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Pag: Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não

Programa:

Data: 23/09/2013

Abertas inscrições para o Ciência sem Fronteiras Espacial Estão abertas as inscrições para o Programa Ciência sem Fronteiras Espacial, voltado para o intercâmbio de alunos e especialistas em questões espaciais nas áreas de engenharia, pesquisa e indústria. As bolsas são para doutorado, doutorado sanduíche e pós-doutorado. Entre os países que receberão os estudantes, estão os Estados Unidos, a Alemanha, a França, a Rússia, a Índia e o Canadá. As propostas devem ser enviadas para o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) até o dia 29 de outubro, pela internet. Os candidatos devem preencher o Formulário de Propostas Online, disponível na Plataforma Carlos Chagas. O resultado será divulgado em novembro. Além disso, serão oferecidas bolsas para Atração de Jovens Talentos e Pesquisador Visitante Especial, ambas com a duração de três anos. Em todas as modalidades, serão concedidas mais de 86 bolsas. O programa foi lançado em julho deste ano. A previsão inicial é conceder 300 bolsas de estudos em graduação, doutorado, pós-doutorado e desenvolvimento de pesquisas. Além de estudantes brasileiros, o programa dará a 150 pesquisadores visitantes oportunidade de atuar no país. A iniciativa é uma parceria entre o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e a Agência Espacial Brasileira para ampliar a formação de estudantes na área espacial, pouco atrativa para os profissionais brasileiros. A primeira chamada teve investimento de R$ 15.855.300. O valor de cada bolsa varia de acordo com a modalidade. Fonte: Agência Brasil http://www.consecti.org.br/destaques/abertas-inscricoes-ciencia-fronteiras-espacial/


Veículo: Site – Ministério da Ciência, Tecnologia Editoria: e Inovação

Pag:

Assunto:Confira a agenda científica de 23 a 29 de setembro Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não

Programa:

Data: 23/09/2013

Confira a agenda científica de 23 a 29 de setembro 20/09/2013 - 18:29 Na segunda-feira (23), o Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast/MCTI), no Rio de Janeiro, recebe o professor da Universidade da Califórnia em Irvine (UC Irvine) George Marcus, que profere a palestra “A escrita etnográfica na era digital”. Marcus é chancellor professor e fundador do Centro de Etnografia da universidade. Sua obra é reconhecida como geradora de importantes reflexões no campo da antropologia contemporânea. A palestra acontece às 9h30. Os interessados poderão acompanhar a transmissão do evento em tempo real pela internet, com tradução consecutiva. Florestas Na quinta (25), no Encontro com a História, o professor José Augusto Pádua, da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), fala sobre “A Mata Atlântica e a Floresta Amazônica na construção histórica do território brasileiro”. A palestra apresenta uma comparação sintética dos processos histórico-sociais de ocupação dos dois grandes complexos de florestas tropicais que marcam a paisagem do atual território brasileiro. No mesmo dia, no Mast Colloquia, a professora Lucia Velloso de Oliveria, da Fundação Casa de Rui Barbosa, trata sobre “Descrição arquivística e os arquivos pessoais: conhecer os arquivos pessoais para compreender a sociedade”. A análise a ser apresentada considera a preservação dos arquivos pessoais como parte de um conjunto de iniciativas relevantes para a compreensão da sociedade em determinado contexto histórico e social. Confira os detalhes. Natureza e ciência


Na quinta-feira (26) e na sexta (27), o Mast e o Fórum de Ciência e Cultura/Colégio Brasileiro de Altos Estudos, da UFRJ, promovem o seminário Natureza e Ciência na Coleção Brasiliana. O evento reúne especialistas do campo da História da Ciência e reflete, ao longo de dois dias, sobre o papel dos cientistas e das ciências naturais na compreensão do Brasil e na consolidação de um pensamento social brasileiro. Física De segunda (23) a sexta (27), acontece, no Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas (CBPF/MCTI), no Rio de Janeiro, o 9th Relativistic Aspects of Nuclear Physics Workshop (Ranp2013). O primeiro desses workshops aconteceu em 1989, com o objetivo de reunir profissionais da área de física de hádrons, com especial ênfase em altas energias, colisões de íons pesados e fases de fortes interações. Além disso, esses encontros visam oferecer uma visão geral da fronteira das atividades de pesquisa no campo e indicar direções para futuros desenvolvimentos. Saiba mais. Energia eólica De terça (24) a quinta (26), será promovido, em Porto Alegre, o Wokshop Internacional Small Wind Turbines Technology. Trata-se de uma oficina no âmbito de projeto do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI) e vinculado ao Centro de Energia Eólica do PUC/RS (CE-Eólica). O encontro trará ao país pesquisadores que atuam na área de tecnologia de aerogeradores de pequeno porte com ênfase em aerodinâmica e aspectos estruturais para a fabricação dessas máquinas. O evento tem perfil acadêmico e é direcionado principalmente para docentes de engenharia, assim como mestrandos e doutorandos. Segurança em informática Na quarta e na quinta, acontece a 1ª Semana de Segurança do Laboratório Nacional de Computação Científica (LNCC/MCTI). A iniciativa faz parte das ações pelo Dia Internacional de Segurança em Informática (Disi), comemorado no dia 30 de agosto. A proposta com o evento é divulgar e conscientizar a comunidade acadêmica sobre a importância da segurança da informação e sobre as boas práticas relacionadas ao tema, bem como apresentar algumas das ações realizadas no LNCC/MCTI por meio do seu Comitê de Segurança da Informação e Comunicação. A semana temática será realizada nos auditórios do LNCC, onde serão ministradas várias palestras abertas ao público em geral. Os temas incluem criptografia, ataques cibernéticos, a nova geração de firewalls, cloud computing, neutralidade da rede e marco civil. Saiba mais no site do LNCC, na área de notícias. Biorrefinarias


De terça (24) a quinta (26), Brasília sedia o 2º Simpósio Nacional de Biorrefinarias. Ao lado da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), são promotores do evento a Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim) e a Sociedade de Engenharia Química e Biotecnologia da Alemanha (Dechema). O simpósio foi dividido em quatro blocos, cada um com quatro apresentações e uma mesa-redonda. No primeiro, “Biomassa para biorrefinarias”, estão especialistas da Embrapa, da Esalq e Universidade Federal de Viçosa. “Avanços em processos de produção químicos e biocombustíveis” tem a participação de apresentadores da Universidade de Córdoba (Espanha) da Agência Internacional de Energia, do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e da empresa holandesa Avantium. O terceiro bloco, “Avanços em métodos de análise e em integração de processos”, contará com palestrantes da USP, da Universidade de New York, da Lignotech (Brasil) e do Cenpes, da Petrobras. “Potencial econômico de novos produtos e sua sustentabilidade”, a quarta sessão, terá a colaboração de pesquisadores da Universidade do Tenesse, da UFRJ, da Universidade Tecnológica de Delft (Holanda) e do Laboratório Nacional de Ciência e Tecnologia do Bioetanol (CTBE). Veja a programação completa. Tecnologia Também nesses três dias, o Instituto Nacional de Tecnologia (INT/MCTI) participa das atividades da Analitica Latin America, em São Paulo. O instituto divulgará projetos e ministrará palestras, além de apoiar a divulgação de um dos principais pontos de encontro da indústria química e analítica. Além da Arena do Conhecimento – espaço destinado a apresentações curtas e gratuitas de temas inovadores – o evento contará com a participação de cerca de 600 marcas. Paralelamente será realizado o 3º Congresso Analitica Latin America, que promove a interação do meio acadêmico com o setor industrial. Pesquisa Na terça, será realizado, no Rio de Janeiro, o Uraxess Science Slam Brazil 2013. O encontro oferecerá a jovens pesquisadores ativos no Brasil a chance de mostrar seu trabalho, bem como o seu talento oral e criatividade, na frente de membros da comunidade científica e empresarial e do grande público, em um clima alegre e descontraído. Cada pesquisador fará sua apresentação em inglês, em até 10 minutos. Os participantes terão a liberdade de escolher o estilo da apresentação (dança, canto, desenho etc.) e as ferramentas usadas. O vencedor do concurso ganhará uma viagem a Bruxelas para participar da conferência Euraxess Voice of the Researchers, organizada pela Comissão Europeia em 21 e 22 de novembro. Para mais detalhes, consulte o site. Botânica A Universidade Federal do Amazonas (UFAM) sediará o 2º Simpósio Internacional de Botânica Aplicada (2º SINBot) e 2º Simpósio Nacional de Frutíferas e Ornamentais do Norte e Nordeste (2º Sinfan). O evento duplo será realizado, de quarta (25) a sábado (28), com a participação de pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI).


O SINBot tem o intuito de proporcionar a integração entre grupos de pesquisa e alunos de instituições, tanto do Brasil como internacionais, estimulando o compartilhamento de experiências e o estabelecimento de parcerias. Saiba mais. Texto: Denise Coelho – Ascom do MCTI http://www.mcti.gov.br/index.php/content/view/349919/Confira_a_agenda_cientifica_de_23_a_29_ de_setembro.html


Veículo: Site – Agência Gestão CT&I Editoria: Pag: Assunto:Semana Nacional de Ciência e Tecnologia terá mais de 90 estandes Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

Semana Nacional de Ciência e Tecnologia terá mais de 90 estandes Em Brasília (DF), a 10ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT 2013) será no Pavilhão de Exposições do Parque da Cidade. O evento acontece entre os dias 21 e 27 de outubro simultaneamente em todas as regiões do País, organizados por comissões regionais compostas por entidades e instituições de ensino, divulgação e pesquisa participantes da SNCT. De acordo com a Secretaria de Ciência e Tecnologia para Inclusão Social do (Secis) do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), pasta responsável pela coordenação do evento na capital federal, mais de 90 expositores confirmaram presença no encontro. A expectativa do MCTI é que haja um crescimento de 50% no número de participantes, o equivalente a 150 mil pessoas. O tema deste ano será “Ciência, Saúde, Esporte e Educação”. ABIPTI A Associação Brasileira das Instituições de Pesquisa Tecnológica e Inovação (ABIPTI) terá um estande a disposição das entidades associadas para que possam divulgar e promover pesquisas tecnológicas que vão ao encontro com o tema da SNCT. Exposição de protótipos, banners, folders e filmes institucionais ou de projetos podem ser apresentados no local. Até o dia 30 de setembro, as entidades associadas à ABIPTI interessadas deverão preencher e encaminhar um formulário dinsponível neste link. Informações pelos telefones (61) 3348-3103 e (61) 3348-3127. Histórico


Desde 2004, a SNCT é realizada em todo o País, sempre em outubro. A finalidade principal é mobilizar a população, principalmente crianças e jovens, sobre de temas e atividades de ciência e tecnologia (C&T). A SNCT tem registrado crescente participação de instituições de pesquisa, de ensino e municípios a cada edição. De acordo com o MCTI, em 2012, foram contabilizadas mais de 28 mil atividades, com o envolvimento de 911 instituições distribuídas por 722 cidades brasileiras. Para mais informações acesse o site http://semanact.mct.gov.br/. http://www.agenciacti.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=4556:semananacional-de-ciencia-e-tecnologia-tera-mais-de-90-estandes&catid=1:latest-news


Veículo: Site – Jornal da Ciência Editoria: Pag: Assunto:6. Especialistas recebem artigos para dossiê sobre a história da ciência e da tecnologia Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

6. Especialistas recebem artigos para dossiê sobre a história da ciência e da tecnologia Os trabalhos serão publicados na primeira edição de 2014 da Revista História Unisinos A primeira edição de 2014 da Revista História Unisinos publicará artigos de historiadores das ciências e da tecnologia. A proposta do Dossiê História e Ciência, é reunir artigos produzidos por historiadores nacionais e internacionais, tanto da área específica de história das ciências e da tecnologia, quanto de historiadores interessados pela ciência e pela técnica. O dossiê é organizado pelas professoras Eliane Cristina Deckmann Fleck, do Programa de PósGraduação em História da UNISINOS, Heloísa Meireles Gesteira, do Museu de Astronomia e Ciências Afins (MAST/RJ), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e PUC-RJ; além de Lorelai Brilhante Kury, da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) e também da UERJ. As sugestões de artigos podem ser encaminhadas aos organizadores até 15 de dezembro. O documento será publicado na edição de número 18, com data de janeiro/abril de 2014, da Revista História Unisinos, vinculada à universidade Unisinos, situada na região Sul do País. Será a primeira edição da revista do próximo ano. Para Eliane Cristina, a iniciativa do dossiê reflete o desenvolvimento considerável da área de história das ciências e da tecnologia nas últimas décadas. Segundo a especialista, as contribuições para o desenvolvimento dessa área provêm de duas direções: historiadores das ciências bastante especializados, que trabalham com referências bibliográficas específicas e questões próprias; e de


historiadores de outros domínios, que têm incluído temas das ciências e da tecnologia como seus objetos. "Acreditamos que as trocas bibliográficas e analíticas podem ser profícuas para o aprofundamento de questões. Em comum, os historiadores atuais apresentam abordagens que rejeitam a ideia de que existe progresso científico necessário, cujo sentido seria único e previsível. Convergem igualmente quando consideram que as ciências e a tecnologia não constituem um campo neutro e apartado das demais esferas da vida em sociedade", justificam as autoras do dossiê. (Jornal da Ciência) http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=89428


Veículo: Site – Jornal da Ciência Editoria: Assunto:25. Tome Ciência: Nanotecnologia: quanto menor, melhor Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Pag: Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013

25. Tome Ciência: Nanotecnologia: quanto menor, melhor Aplicações dessa moderna tecnologia na química, na biologia e em outras áreas são o tema do debate de especialistas De 21 a 27 de setembro, o programa de televisão Tome Ciência vai abordar a nanotecnoligia. O mundo esta à beira de uma nova revolução tecnológica, desde que os cientistas aprenderam a sintetizar e manipular moléculas e átomos individualmente. A utilização de átomos como unidade básica permite, em teoria, a construção de nanomáquinas, capazes de realizar tarefas até agora inimagináveis. Nano é o prefixo grego que indica um bilionésimo. Um nanômetro (bilionésimo de metro) é a escala de comprimento de átomos ou moléculas simples. Parece ficção cientifica, mas algumas aplicações já existem na química, na biologia e em outras áreas da ciência. Essa nova promessa da ciência, a nanotecnologia, é o tema do debate de especialistas. Participantes: Fernando Lázaro, do Departamento de Física da PUC-Rio ecoordenador do Instituto Virtual de Nanotecnologia da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro, atualmente diretor do Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, o CBPF. Paulo Bisch, professor titular do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da Universidade Federal do Rio de Janeiro e coordenador do Instituto Virtual de Bioinformatica e Modelagem de Biosistemas, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio de Janeiro. Bartira Rossi Bergmann, professora adjunta do Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho da UFRJ e chefe do Laboratório de Imunofarmacologia. Marcos Pimenta do Departamento de Física da Universidade Federal de Minas Gerais Apresentado pelo jornalista André Motta Lima, o programa conta com a participação de um Conselho Científico integrado pelas entidades vinculadas à Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC, permitindo que cientistas de várias especialidades debatam temas da atualidade. Os debates são exibidos em diversas emissoras com variadas alternativas de horários. A programação pode ser conferida pelo site do programa: www.tomeciencia.com.br. http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=89447


Veículo: Jornal – Jornal do Commercio Assunto:Evento tenta quebrar bloqueio de PEs Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Pag: B1 Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Editoria: Negócios

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 23/09/2013


Veículo: Jornal – Jornal do Commercio Editoria: Negócios Assunto:Recursos para inovação chega ao interior Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Pag: B7 Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 23/09/2013


CLIPPING FAPEAM - 23.09.2013