Issuu on Google+


Veículo: Site – A Crítica Assunto:

Pag:

Fapeam entrega prêmio de Jornalismo Científico

Cita a FAPEAM: ✘

Editoria:

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Programa:

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Fapeam entrega prêmio de Jornalismo Científico Além da solenidade de entrega do prêmio, a cerimônia foi incrementada com o lançamento do selo postal, comemorativo aos dez anos da Fundação. Manaus (AM), 21 de Maio de 2013 ACRITICA.COM A jornalista Lucy Rodrigues venceu o prêmio Fapeam na categoria comunicação institucional em revista impressa A jornalista Lucy Rodrigues venceu o prêmio Fapeam na categoria comunicação institucional em revista impressa (Fábio Ramos via I-Phone) A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM) realizou solenidade de entrega da 4ª edição do Prêmio FAPEAM de Jornalismo Científico na noite desta terça-feira (21), no Centro Cultural Palácio Rio Negro, na Avenida Sete de Setembro, Centro. Os prêmios foram financiados com recursos da FAPEAM, totalizando o valor de R$ 38,2 mil, sendo R$ 3 mil para profissionais e R$ 1,2 mil para estudantes classificados em primeiro lugar nas devidas categorias; e R$ 10 mil para a categoria ‘Assessoria de Comunicação e/ou Imprensa’. De acordo com a diretora-presidenta da Fundação, Maria Olívia Simão, o evento é pioneiro na premiação aos profissionais e estudantes de Comunicação Social que se destacam na difusão de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). “Dessa forma, estamos premiando trabalhos jornalísticos que tenham contribuído, no ano de 2012,


para a divulgação da ciência nos meios de comunicação do Estado, estimulando, assim, a cultura de popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação”, afirmou. Matérias inscritas No geral, foram inscritos 108 trabalhos desenvolvidos por profissionais e estudantes de Comunicação. Assim como nas edições anteriores, a categoria de internet foi a mais concorrida, seguida da categoria assessoria de comunicação ou de imprensa, na modalidade Comunicação Institucional. Dentre as matérias inscritas, 26 foram de jornais impressos, cinco de revistas, 46 de internet, 8 de Rádio/Rádio Web, 2 de TV/TV Web reportagem, 10 de TV Web grande reportagem e 11 inscrições para fotojornalismo. De todo esse material, 78 matérias são referentes a trabalhos realizados por profissionais e 30 são de estudantes. Os 24 candidatos indicados ao prêmio foram selecionados por Comissão Julgadora composta por representantes do Sindicato dos Jornalistas do Amazonas, da Associação Brasileira de Divulgação Científica (Abradic), da Associação Brasileira de Editores Científicos (Abec) e da Associação Brasileira de Jornalismo Científico (ABJC). Vencedores Marcos Caminha Predrosa - Comunicação institucional, categoria impresso jornal (estudante) Eduardo Philipe Gomes – Comunicação institucional, categoria impresso revista (estudante) Juan Matheus – Comunicação institucional, categoria internet (estudante) Josiane dos Santos – Comunicação institucional profissional, categoria impresso jornal (profissional) Lucy Rodrigues – Comunicação institucional, categoria impresso revista (profissional) Anne Caroline de Almeida - Comunicação institucional, categoria internet (profissional) Thalles Fernando da Silva Ataide - Comunicação de massa, categoria rádio (estudante) Izinha Toscano de Melo - Comunicação de massa, categoria internet (estudante) Mônica Cibelle - comunicação de massa, categoria jornal impresso (profissional) Monica Figueiredo - Comunicação de massa impresso jornal (profissional) Yano Sérgio - Comunicação de massa, categoria televisão (profissional) Jonária França- Comunicação de massa, categoria TV grande reportagem (profissional) Jacqueline Nascimento Comunicação de massa, categoria internet (profissional) Ione Moreno - Comunicação de massa, categoria fotojornalismo (profissional) Eunice Venturi - Comunicação institucional, categoria assessoria de imprensa (profissional) Ana Célia Ossame –Vencedora da menção honrosa e jornalista amigo da Ciência Jornal Diário do Amazonas -Vencedor da menção honrosa http://acritica.uol.com.br/noticias/Amazonas-Manaus-Cotidiano-ciencia-Fapeam-entrega-premioJornalismo-Cientifico_0_923307707.html


Veículo: Site – D24 Assunto:

Pag:

Diário do Amazonas é homenageado no Prêmio Fapeam

Cita a FAPEAM: ✘

Editoria:

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

- Negativo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

Não Data: 22/05/2013

Diário do Amazonas é homenageado no Prêmio Fapeam 21 Mai 2013 . 22:55 h . Camila Pereira . portal@d24am.com O título foi uma indicação de assessores de comunicação e/ou imprensa, que realizam trabalhos em instituições de pesquisa na Amazônia. [ i ] A cerimônia de entrega do prêmio foi realizada no Centro Cultural Palácio Rio Negro Manaus – O jornal Diário do Amazonas recebeu menção honrosa durante o prêmio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM) de Jornalismo Científico, na noite desta terça-feira (21), em cerimônia realizada no Centro Cultural Palácio Rio Negro. O título foi uma indicação de assessores de comunicação e/ou imprensa, que realizam trabalhos em instituições de pesquisa na Amazônia. Além do jornal Diário do Amazonas, outros 15 profissionais foram premiados em categorias de impresso, radio, TV e internet. Entre eles os jornalistas Yano Sérgio, Mônica Figueiredo e Jonária França. O jornalista Yano Sérgio venceu a categoria TV – Reportagem, pela TV Rio Negro, com uma matéria sobre a reprodução de tambaquis em cativeiro.


Além da conquista, ele destacou a evolução do jornalismo cientifico. “Cada vez mais surge o desejo de ambas partes, tanto do jornalista quanto dos pesquisadores de se unirem para divulgar”, afirmou. Estudantes da área de comunicação também foram premiados. Entre eles Juan Mattheus Costa que ganhou na ‘Modalidade comunicação institucional’ categoria Internet, pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA). “Cheguei totalmente despreparado. Mas é encantador levar e repassar de um jeito simples. Esse é o nosso dever: levar a informação sem privilégios”, disse o estudante. Em sua 4ª edição a FAPEAM recebeu 108 trabalhos (78 matérias são referentes a trabalhos realizados por profissionais e 30 são de estudantes). Os 24 candidatos indicados ao prêmio foram selecionados por Comissão Julgadora composta por representantes do Sindicato dos Jornalistas do Amazonas, da Associação Brasileira de Divulgação Científica (Abradic), da Associação Brasileira de Editores Científicos (Abec) e da Associação Brasileira de Jornalismo Científico (ABJC). Outro destaque desta edição foi o lançamento do selo postal, comemorativo aos dez anos da Fundação e novo layout do Portal de Notícias da FAPEAM. Prêmio Os prêmios são financiados com recursos da FAPEAM, totalizando o valor de R$ 38,2 mil, sendo R$ 3 mil para profissionais e R$ 1,2 mil para estudantes classificados em primeiro lugar nas devidas categorias; e R$ 10 mil para a categoria ‘Assessoria de Comunicação e/ou Imprensa’, prevista na ‘Modalidade Comunicação Institucional’. http://www.d24am.com/amazonia/ciencia/diario-do-amazonas-e-homenageado-no-premiofapeam/87148


Veículo: Site – REDE AMAZÔNICA Assunto:

Pag:

Fapeam realiza 4ª edição do Prêmio de Jornalismo Científico nesta terça

Cita a FAPEAM: ✘

Editoria:

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Fapeam realiza 4ª edição do Prêmio de Jornalismo Científico nesta terça A cerimônia contará com transmissão ao vivo pelo canal Amazon Sat, Portal Amazônia e Portal Ciência em Pauta, da Secti-AM. por amazonasfm.com.br premio fapeam de jornalismoMANAUS - Ao completar 10 anos de criação nesta terça-feira (21/05), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM) realiza solenidade para a entrega do Prêmio FAPEAM de Jornalismo Científico, que chega à 4ª edição. O evento acontece, às 19h, no Centro Cultural Palácio Rio Negro, na Avenida Sete de Setembro, Centro. O evento é pioneiro na premiação aos profissionais e estudantes de Comunicação Social que se destacam na difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). Ouça a matéria Matérias inscritas No geral, foram inscritas 112 propostas por profissionais e estudantes de Comunicação, incluindo propostas de assessorias de imprensa. Assim como nas edições anteriores, a categoria de internet foi a mais concorrida, seguida da categoria assessoria de comunicação ou de imprensa, na modalidade Comunicação Institucional. De acordo com a assessoria, 24 candidatos estão indicados ao prêmio.


A cerimônia contará com transmissão ao vivo pelo canal Amazon Sat, Portal Amazônia e Portal Ciência em Pauta, da Secti-AM. MODALIDADE – COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL Nível Categoria Valor Assessoria de Comunicação e/ou Imprensa R$ 10.000,00 Profissional Impresso-Jornal – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Profissional Impresso – Revista – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Profissional Internet – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Estudante Impresso-Jornal – Matéria de Divulgação Científica R$ 1.200,00 Estudante Impresso – Revista – Matéria de Divulgação Científica R$ 1.200,00 Estudante Internet – Matéria de Divulgação Científica R$ 1.200,00 MODALIDADE – COMUNICAÇÃO DE MASSA Nível Categoria Valor Profissional Impresso-Jornal – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Impresso-Revista – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 TV/TV disponível na Web – Reportagem ou Videorreportagem (até 2’ minutos) – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 TV/TV disponível na Web – Grande Reportagem de Divulgação Científica ou Documentário Jornalístico de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Rádio/ Rádio disponível na Web – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Internet – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Fotojornalismo – Foto de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Estudante Impresso-Jornal – Matéria de Divulgação Científica R$ 1.200,00 Impresso-Revista – Matéria de Divulgação Científica R$ 1.200,00 TV/TV disponível na Web – Reportagem ou Videorreportagem de Divulgação Científica (até 2’ minutos) R$ 1.200,00 Rádio/Rádio disponível na Web – Matéria de Divulgação Científica R$ 1.200,00 Internet – Matéria de Divulgação Científica R$ 1.200,00 Fotojornalismo – Foto de Divulgação Científica R$ 1.200,00 Total R$ 50.800,00 – http://www.redeamazonica.com.br/amazonasfm/fapeam-realiza-4a-edicao-do-premio-dejornalismo-cientifico-nesta-terca/


Veículo: Site – GISSONISTUDIO Assunto:

Pag:

Diário do Amazonas é homenageado no Prêmio Fapeam

Cita a FAPEAM: ✘

Editoria:

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

- Negativo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

Não Data: 22/05/2013

Diário do Amazonas é homenageado no Prêmio Fapeam 22. maio, 2013 por gissonistudio

Ciência

Manaus – O jornal Diário do Amazonas recebeu menção honrosa durante o prêmio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM) de Jornalismo Científico, na noite desta terça-feira (21), em cerimônia realizada no Centro Cultural Palácio Rio Negro. O título foi uma indicação de assessores de comunicação e/ou imprensa, que realizam trabalhos em instituições de pesquisa na Amazônia. Além do jornal Diário do Amazonas, outros 15 profissionais foram premiados em categorias de impresso, radio, TV e internet. Entre eles os jornalistas Yano Sérgio, Mônica Figueiredo e Jonária França. O jornalista Yano Sérgio venceu a categoria TV – Reportagem, pela TV Rio Negro, com uma matéria sobre a reprodução de tambaquis em cativeiro. Além da conquista, ele destacou a evolução do jornalismo cientifico. “Cada vez mais surge o desejo de ambas partes, tanto do jornalista quanto dos pesquisadores de se unirem para divulgar”, afirmou. Estudantes da área de comunicação também foram premiados. Entre eles Juan Mattheus Costa que ganhou na ‘Modalidade comunicação institucional’ categoria Internet, pelo Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA).


“Cheguei totalmente despreparado. Mas é encantador levar e repassar de um jeito simples. Esse é o nosso dever: levar a informação sem privilégios”, disse o estudante. Em sua 4ª edição a FAPEAM recebeu 108 trabalhos (78 matérias são referentes a trabalhos realizados por profissionais e 30 são de estudantes). Os 24 candidatos indicados ao prêmio foram selecionados por Comissão Julgadora composta por representantes do Sindicato dos Jornalistas do Amazonas, da Associação Brasileira de Divulgação Científica (Abradic), da Associação Brasileira de Editores Científicos (Abec) e da Associação Brasileira de Jornalismo Científico (ABJC). Outro destaque desta edição foi o lançamento do selo postal, comemorativo aos dez anos da Fundação e novo layout do Portal de Notícias da FAPEAM. Prêmio Os prêmios são financiados com recursos da FAPEAM, totalizando o valor de R$ 38,2 mil, sendo R$ 3 mil para profissionais e R$ 1,2 mil para estudantes classificados em primeiro lugar nas devidas categorias; e R$ 10 mil para a categoria ‘Assessoria de Comunicação e/ou Imprensa’, prevista na ‘Modalidade Comunicação Institucional’. Link Original: http://www.d24am.com/amazonia/ciencia/diario-do-amazonas-e-homenageado-nopremio-fapeam/87148 http://www.gissonistudio.com.br/diario-do-amazonas-e-homenageado-no-premio-fapeam/


Veículo:

Site – Portal BAND Amazonas

Assunto:Projeto Cita a FAPEAM: ✘

Não

Pag:

mostra ciência no cotidiano

Release da assessoria

Sim

Editoria:

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Programa:

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Projeto mostra ciência no cotidiano terça-feira, 21 de maio de 2013 - 14h24 Atualizado em terça-feira, 21 de maio de 2013 - 14h24 FAPEAM leva projeto para feira no bairro Alvorada I para mostrar como ciência influencia na vida das pessoas Carla Silveira jornalismoam@band.com.br Em sua segunda edição, o projeto Ciência na Feira, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), vai ser realizado durante esta semana na feira municipal do bairro Alvorada I. Este ano o projeto vai ser desenvolvido trimestralmente. A próxima edição será em agosto. http://www.band.uol.com.br/tv/amazonas/noticias.asp?id=100000599984


Veículo: Site – EMBRAPA Assunto:Assembleia

Editoria:

Pag:

Legislativa do AM faz homenagem pelos avanços da produção

agrícola do País Cita a FAPEAM: ✘

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria ✘

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Assembleia Legislativa do AM faz homenagem pelos avanços da produção agrícola do País (21/05/2013) Ações do documento Os 40 anos da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) foram comemorados na quinta-feira (16) em uma sessão especial no Plenário Ruy Araújo, da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE-AM), em Manaus. A homenagem foi iniciativa do deputado José Ricardo Wendling, presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia da ALE-AM, que em nome do presidente da Casa, Josué Neto (PSD), conduziu os trabalhos. O evento foi prestigiado pelos principais parceiros da Embrapa no Amazonas, como representantes de instituições de pesquisa, de extensão rural, órgãos do setor de ciência e tecnologia e de meio ambiente, funcionários da instituição, entre outros. Na abertura da sessão, o deputado José Ricardo justificou a homenagem enaltecendo a participação da Embrapa nos avanços da produção agrícola do País. Lembrou que o Brasil deixou de ser um grande comprador de alimentos para se tornar em um dos maiores exportadores de grãos, café, carnes, açúcar, frango e algodão. Além de contribuir para o desenvolvimento da agricultura familiar, fixação do homem ao campo e combate ao êxodo rural. Logo em seguida houve a mostra de um vídeo institucional mostrando as principais pesquisas e os cinco conceitos que norteiam a atuação da Embrapa em todo o Brasil: inovação, sustentabilidade, valorização de parceria, modernidade e capacidade de antecipação.


Após a apresentação, o deputado entregou ao chefe geral da Embrapa Amazônia Ocidental (Manaus-AM), pesquisador Luiz Marcelo Brum Rossi, que representava a diretoria nacional da Embrapa, uma placa de honra ao mérito à atuação da Embrapa que tem “revolucionado nosso País gerando tecnologia e qualidade de vida”. A mudança em quatro décadas Em seu pronunciamento, o chefe geral da Embrapa Amazônia Ocidental, Luiz Marcelo, falou da atuação da Embrapa no Brasil, no cenário internacional, na Amazônia e no Amazonas. Citou vários exemplos de como a Embrapa nessas quatro décadas, contribuiu para que o País deixasse uma situação de insegurança alimentar e se tornasse um dos principais produtores de alimentos do mundo. Luiz Marcelo citou que nesses 40 anos, a safra de grãos passou de 30 milhões de toneladas, em 1972, para mais de 180 milhões de toneladas, segundo a previsão da Conab para este ano (2013). A área plantada aumentou de 28 milhões para cerca de 50 milhões de hectares. A área cultivada cresceu 80% e a produção mais de 500%. Isso representa um aumento de mais de 200% de produtividade, que evitou a abertura de novas áreas para a agricultura. Luiz Marcelo, destacou que a existência da Embrapa possibilitou ao Brasil grandes feitos que fizeram a agricultura brasileira se tornar mais moderna, produtiva e competitiva, a partir do conhecimento gerado pela pesquisa agropecuária. Inovações Esses avanços foram decorrentes de inovações como o melhoramento genético, que gerou cultivares adaptadas às condições de produção tropicais; tecnologias que transformaram extensões de terras inadequadas à produção, fazendo com solos ácidos tornam-se em solos férteis, aptos para a agricultura, com o exemplo dos cerrados. Também citou o desenvolvimento de sistemas de produção adaptados às diversas regiões do País, com base em técnicas de adubação – em especial a fixação biológica de nitrogênio –, controle de doenças e pragas, rotação de culturas e recuperação de pastagens entre outras tecnologias também para o manejo florestal, a piscicultura, e a pecuária.

Agricultura familiar Luiz Marcelo ressaltou a contribuição da Embrapa também para o fortalecimento da agricultura familiar, através de pesquisa e transferência de tecnologia. Hoje a agricultura familiar responde por 87% da produção brasileira de mandioca, 70% da produção de feijão , 59% de suínos, 58% de leite , 50% de aves e 50% da produção de milho, dentre outros produtos. Destacou que no Brasil, a adoção de tecnologias geradas pela Embrapa traz retorno social na forma de tecnologias, conhecimento e empregos. A Embrapa ofereceu ao País, em 2012, um lucro social de R$ 17,69 bilhões, apurado com base nos impactos de uma amostra de apenas 103 tecnologias e 217 cultivares desenvolvidas pela Empresa e seus parceiros, e transferidas para a sociedade. Atuação internacional


No âmbito internacional, a Embrapa mantém cooperação científica, através de um arranjo inovador que permite o intercâmbio de conhecimento entre pesquisadores da Embrapa e cientistas de algumas das principais instituições mundiais de pesquisa nos Estados Unidos, França, Alemanha, Reino Unido, Coreia, China, e em breve também com o Japão. Através de cooperação técnica internacional, a Embrapa também colabora com o desenvolvimento da agricultura em outros países, através de 49 projetos de cooperação técnica com a América Latina e Caribe, contemplando 18 países, e 51 projetos de cooperação com nove países da África. Amazônia e Amazonas Destacou a atuação da Embrapa na Amazônia, seja em relação ao Manejo, Valoração e Valorização da Floresta, assim como no desenvolvimento de tecnologias para compor sistemas sustentáveis de produção agropecuária e florestal a partir do uso de áreas alteradas e de recuperação de áreas degradadas (solos, pastagens) visando a incorporação dessas áreas ao processo produtivo. No Amazonas, a Embrapa Amazônia Ocidental já disponibilizou à sociedade diversos tipos de tecnologias, serviços e produtos, resultantes da pesquisa agropecuária tais como: 16 cultivares de guaraná resistentes e altamente produtivos, que podem superar em até seis vezes a média estadual, 12 cultivares de bananeiras, 1 híbrido de dendê-caiaué, sistemas de produção de tambaqui, de plantas medicinais, de melancia em terra firme, cultivares de mandioca, milho, feijão-caupi mais produtivos para terra firme e várzea, projetos de produção integrada de citros, de recuperação de áreas degradadas através de sistemas agroflorestais e sistema de integração-lavoura-pecuáriafloresta, entre outros. O trabalho de pesquisa é continuo, e novos resultados vão sendo apresentados à sociedade. Recentemente foi anunciada tecnologia para cultivo da seringueira na Amazônia, e em breve, neste ano, serão lançadas cultivares de cupuaçu mais produtivas e resistentes a doenças , assim também como novas cultivares de guaraná. A Embrapa no Amazonas está presente estrategicamente na capital e em cinco municípios do Estado: Rio Preto da Eva, Iranduba, Maués e Parintins. Dispõe de uma estrutura de 12 laboratórios, atuando em áreas de ponta, como por exemplo, a biologia molecular, cultura de tecidos, doenças de plantas, além de laboratórios que prestam serviço à sociedade, com a análise de solos. Conta com uma equipe de 283 empregados, que tem contribuído de maneira significativa para a geração de conhecimento e tecnologias para a Amazônia, em especial para o Amazonas. Reconhecimento de Parceiros Em seu pronunciamento, o presidente do Federação da Agricultura do Estado do Amazonas (FAEA), Muni Lourenço, afirmou que esta é uma homenagem “mais do que justa a uma empresa que tanto produz conhecimento e qualidade de vida para o nosso povo”. Disse que a Embrapa é uma instituição pública brasileira reconhecida mundialmente por sua capacidade e citou alguns de seus números: a safra de grãos produzidos no Brasil quadruplicou, além de aumento generalizado na produção de gado, leite, ovos e outros bens agropecuários. Ele acrescentou que, em 1973, o brasileiro gastava 48% de sua renda comprando a cesta básica e hoje esse percentual baixou para 20%. O representante da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), no Amazonas, Petrúcio Magalhães, agradeceu a existência da Embrapa que segundo ele se confunde com a revolução agrícola do País. A OCB possui 1.500 cooperativas e segundo ele, é possível conciliar desenvolvimento agrícola com preservação ambiental se junto houver o conhecimento científico e


tecnológico da Embrapa. Os presidentes da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam), Maria Olívia Simão; e do Instituto de Desenvolvimento Agrícola do Estado (Idam), Edmar Vizzoli; o superintendente da Conab, Thomas Meireles, o diretor do Sebrae-AM, Maurício Seffair; o secretário executivo adjunto da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia, Eduardo Taveira, o superintendente federal de Agricultura (SFA-AM), Ferdinando Barreto, e o do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Marco Oliveira também falaram, na tribuna da ALE-AM, da importância das parcerias em benefício do desenvolvimento sustentável do Amazonas e parabenizaram a Embrapa e seus empregados pelo aniversário de 40 anos . http://www.embrapa.br/imprensa/noticias/2013/maio/4a-semana/assembleia-legislativa-do-am-fazhomenagem-pelos-avancos-da-producao-agricola-do-pais/


Veículo: Site – D24 Assunto:Setor

Editoria:

Pag:

de telecomunicações vai receber mais recursos para a melhoria da

internet Cita a FAPEAM:

Release da assessoria

Sim ✘

Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria ✘

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Setor de telecomunicações vai receber mais recursos para a melhoria da internet 21 Mai 2013 . 21:43 h . Agência Brasil . portal@d24am.com A meta do governo é que 90% da população tenha acesso à internet nos próximos dez anos Brasília - O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, disse nesta terça-feira (21) que o governo está disposto a investir recursos para impulsionar o setor de telecomunicações e aumentar o acesso da população aos serviços, especialmente de internet. Segundo ele, a meta do governo é que 90% da população tenha acesso à internet nos próximos dez anos. “Tenho recebido cobranças da presidenta Dilma com relação ao setor de telecomunicações, especialmente à banda larga: ela já disse que, da parte do governo, se precisar vamos colocar recursos, seja do Orçamento, seja na forma de desoneração, na forma de financiamentos para as empresas construírem infraestrutura, porque achamos que esse é o gargalo que temos que resolver”, disse o ministro durante a 57ª edição do Painel Telebrasil, promovido pela Associação Brasileira de Telecomunicações (Telebrasil). Para uma plateia de empresários da área de telecomunicações, o ministro disse que o governo tem todo o interesse em ajudar o setor, que é estratégico para o país, mas sempre garantindo o direito dos usuários. "Só tem um jeito de não estarmos alinhados com vocês: se vocês brigarem com os consumidores, aí vamos estar alinhados do outro lado”, disse. Ao chegar para o evento, Bernardo disse que apoia a prorrogação do prazo para a apresentação de


projetos para participar do Regime Especial de Tributação do Programa Nacional de Banda Larga para Implantação de Redes de Telecomunicações (REPNBL-Redes). “Eu apoio, vou conversar com meu amigo Guido Mantega [ministro da Fazenda], mas acho que isso é razoável”. O prazo termina no dia 30 de junho, mas o senador José Pimentel (PT-CE) apresentou uma emenda à Medida Provisória 606/2013 prorrogando por um ano o tempo para as empresas apresentarem propostas. A matéria já foi aprovada na comissão mista criada para analisar a MP e ainda tem que passar pelo plenário do Senado. O presidente da Telebrasil, Antonio Carlos Valente, anunciou que hoje foi ativada, no Estádio Nacional Mané Garrincha, em Brasília, a primeira rede de telefonia em estádios para a Copa da Confederações. “Ainda com alguns problemas, mas isso dá uma prova muito clara do nosso comprometimento com prazos”, disse. Ele também informou que o país chegou à marca de 100 milhões de acessos em banda larga. http://www.d24am.com/noticias/economia/setor-de-telecomunicaces-vai-receber-mais-recursospara-a-melhoria-da-internet/87137


Veículo:

Site – G1.Amazonas.com

Assunto:Bairro Cita a FAPEAM: ✘

Não

Pag:

Alvorada recebe 'Ciência na Feira' nesta semana, em Manaus Release da assessoria

Sim

Editoria:

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Bairro Alvorada recebe 'Ciência na Feira' nesta semana, em Manaus Evento acontece até a sexta-feira (24), na feira coberta do bairro. Pessoas têm acesso a pesquisas sobre os alimentos amazônicos. Do G1 AM Comente agora Feirantes tiveram oportunidade de conhecer de mais perto sobre estudos científicos desenvolvidos no Estado (Foto: Ricardo Oliveira/Ag.Fapeam)Feirantes tiveram oportunidade de conhecer de mais perto sobre estudos científicos desenvolvidos no Estado (Foto: Ricardo Oliveira/Fapeam) Comerciantes e consumidores do bairro Alvorada 1, Zona Oeste de Manaus, recebem nesta semana o projeto "Ciência na Feira", realizado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM). O evento inciou nesta segunda-feira (20) e acontece até a sexta-feira (24), na feira coberta do bairro. Durante o evento, as pessoas têm acesso a pesquisas sobre os alimentos amazônicos que contribuem com o aumento da longevidade, invenções como "caneta falante" Pentop, que facilita a identificação de cédulas de dinheiro para as pessoas com deficiência visual, além de poderem degustar o achocolatado à base de chocolate da amêndoa de cupuaçu. saiba mais Lixo diminui em três feiras de Manaus


O "Ciência na Feira" marca as comemorações de 10 anos de criação da Fundação. A proposta é de que a iniciativa seja realizada trimestralmente. As próximas edições estão previstas para acontecer em agosto (Feira da Compensa) e em novembro (Feira da Panair). Conforme a FAPEAM, a ideia do projeto é sair dos espaços formais das palestras, como os auditórios, e aproximar a ciência da sociedade. Dessa forma é possível reunir um público diferenciado que circulam pelas feiras. Por meio do projeto, a população tem acesso às pesquisas a partir de uma linguagem mais simples. http://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2013/05/bairro-alvorada-recebe-ciencia-na-feira-nestasemana-em-manaus.html


Veículo: Site – CIÊNCIA EM PAUTA Assunto:Selo

Editoria:

Pag:

comemorativo em homenagem aos 10 anos da Fapeam é lançado em

Prêmio de Jornalismo Cita a FAPEAM: ✘

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Selo comemorativo em homenagem aos 10 anos da Fapeam é lançado em Prêmio de Jornalismo CIÊNCIAemPAUTA, por Mirinéia Nascimento Postado em 21/05/2013 O selo personalizado foi lançado pelo MiniCom e Correios durante o prêmio Fapeam de Jornalismo Científico. Foto: CIÊNCIAemPAUTA/Alaiza Verônica O selo personalizado foi lançado pelo MiniCom e Correios durante o prêmio Fapeam de Jornalismo Científico. Foto: CIÊNCIAemPAUTA/Alaiza Verônica O Ministério das Comunicações (MiniCom) e os Correios lançaram na noite desta terça-feira, 21, durante a solenidade de entrega da 4ª edição do Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico, o selo personalizado e o carimbo comemorativo alusivo aos 10 anos da fundação. Segundo a diretora regional dos Correios no Amazonas, Luquesia Lemos, o momento é muito especial para ambas instituições, considerando que é uma oportunidade ímpar em homenagear a Fapeam, uma vez que é a instituição que investe em projetos de ciência, tecnologia e inovação e que resulta em desenvolvimento do Estado. Para a diretora, o selo também pode ser considerado uma obra a arte, no que tange a beleza, a inovação e a tecnologia. Nele esta inserido a tradução deste momento que é de extrema importância para as duas instituições. ”O selo tem a projeção de circular no Amazonas, no Brasil e no mundo”, disse. Durante a premiação, 90 selos foram entregues as autoridade e parceiros durante a cerimônia.


SELO E COMPOSTO POR DUAS PARTES O selo personalizado é composto por duas partes: o Ipê Amarelo, escolhido por ser a árvore brasileira mais conhecida, mais cultivada e uma das mais belas do pais. Desde 1978, com a lei 6.607 de 7 de dezembro, o Ipê Amarelo passou a ser considerado a árvore símbolo do Brasil. Na segunda, concebido para simbolizar um momento histórico para a sociedade e a região Amazônica, foi criado também a arte em alusão aos 10 anos da Fapeam, criada pela design Suellen Máximo. A composição considerada o entrelaçamento entre regionalismo, tecnologia e inovação, onde buscou-se formar uma trajetória da Fundação. CIÊNCIAemPAUTA, por Mirinéia Nascimento http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/05/selo/


Veículo: Site – CIÊNCIA EM PAUTA Assunto:Acompanhe

Editoria:

Pag:

hoje a entrega do Prêmio Fapeam ao vivo pelo Portal

CIÊNCIAemPAUTA Cita a FAPEAM: ✘

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Acompanhe hoje a entrega do Prêmio Fapeam ao vivo pelo Portal CIÊNCIAemPAUTA CIÊNCIAemPAUTA, Laize Minelli e MIRINEIA NASCIMENTO Postado em 21/05/2013 Foto: Reprodução Foto: Reprodução Hoje (21) acontece a cerimônia de entrega da 4ª edição do Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico, o evento poderá ser acompanhada ao vivo, de Manaus, por internautas do mundo inteiro, através de transmissão pelo Portal CIÊNCIAemPAUTA, a partir das 19h. A premiação será apresentada pelo diretor da TV Ufam, Gilmar Couto e com os comentários da jornalista e editora-chefe do portal da rádio Amazonas FM, Glaucia Chair direto do Centro Cultural Palácio Rio Negro, na Avenida Sete de Setembro, Centro. A transmissão será feita por meio da parceria entre a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (SECTI-AM), Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e a emissora de TV da Universidade Federal do Amazonas (TV Ufam). Para assistir à cerimônia de premiação e acompanhar as entrevistas que acontecerão durante a solenidade, basta acessar o portal e clicar no link TRANSMISSÕES AO VIVO, localizado na parte inferior do portal.


Haverá ainda a opção de ficar por dentro de cada detalhe do evento através das atualizações das mídias sociais, o Facebook e o Twitter do CIENCIAemPAUTA com a hastag #PremioFapeamJC2013. CIÊNCIAemPAUTA, Laize Minelli e Mirinéia Nascimento http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/05/acompanhe-hoje-a-entrega-do-premio-fapeam-aovivo-pelo-portal-cienciaempauta/


Veículo: Site – PORTAL AMAZÔNIA.com Assunto:Portal Cita a FAPEAM: ✘

Não

Pag:

Amazônia ganha dois troféus no Prêmio Fapeam de Jornalismo Release da assessoria

Sim

Editoria:

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

- Negativo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Programa:

Não Data: 22/05/2013

Portal Amazônia ganha dois troféus no Prêmio Fapeam de Jornalismo Jornalistas do portalamazonia.com vencem em metade das categorias onde concorreram. 0 Comente Envie para um amigo Michel Guerrero - jornalismo@portalamazonia.com MANAUS - A quarta edição do Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico rendeu dois troféus ao portalamazonia.com, entregues nesta terça-feira (21), durante cerimônia realizada em Manaus. A repórter Izinha Toscano e a editora Jacqueline Nascimento venceram na modalidade comunicação de massa, categoria Internet. Veja fotos da quarta edição do Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico. Jacqueline Nascimento disse sentir-se honrada pelo prêmio em pouco tempo na redação no Portal Amazônia. “Estou no Portal há sete meses. Aprendi, nessa curta experiência, a conhecer e difundir a dinâmica da ciência, sem complexidade, para facilitar a leitura do nosso público”, disse a vencedora. Já Izinha Toscano, ficou feliz e surpresa com a premiação. “É um grande reconhecimento. Fico feliz por esse reconhecimento ainda mais por eu ter apenas seis meses de profissão e já conseguir ganhar um prêmio”. Jacqueline Nascimento, do Portal Amazônia, ganhou na modalidade comunicação de massa profissional, categoria Internet. Foto: Diego Oliveira/ Portal Amazônia


“A noite de hoje só vem confirmar a nossa vocação em traduzir a Amazônia. Nosso desafio diário continua; em fazer da ciência, pauta leve e atraente para todos os internautas, popularizando e se fazendo descobrir a Amazônia”, comemorou o coordenador de conteúdo do Portal Amazônia, Isaac de Paula. Maior quantia em dinheiro, R$ 10 mil, o prêmio na modalidade comunicação institucional categoria assessoria de comunicação e/ou imprensa foi para Eunice Venturi, do Instituto Mamirauá. Outro destaque da cerimônia, Thalles Fernando da Silva, da Rádio Amazonas FM, venceu na modalidade comunicação de massa estudante, categoria rádio. O portalamazonia.com ganhou metade das modalidades em que concorreu. Jacqueline Nascimento, Izinha Toscano, Sarah Lyra e Juan M. Costa estiveram entre os finalistas. Jacqueline venceu com a matéria “Pajés da Amazônia mantêm medicina secular e atraem atenção da ciência”. Enquanto Izinha apresentou a discussão sobre águas de lastro em navios na matéria “Bioinvasores representam ameaça à saúde e biodiversidade amazônica“. Os prêmios serão pagos com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), totalizando o valor de R$ 50,8 mil. Desse valor, R$ 3 mil cairão na conta bancária de profissionais e R$ 1,2 mil, será destinado a estudantes classificados em primeiro lugar nas devidas categorias. Jornalismo científico foi celebrado na capital manauara. Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia http://www.portalamazonia.com.br/editoria/atualidades/portal-amazonia-ganha-dois-trofeus-nopremio-fapeam-de-jornalismo/


Veículo:

Site – Amazonas Notícias

Assunto:FAPEAM

Editoria:

Pag:

reconhece profissionais da imprensa na 4ª edição do Prêmio de

Jornalismo Científico Cita a FAPEAM: ✘

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

FAPEAM reconhece profissionais da imprensa na 4ª edição do Prêmio de Jornalismo Científico 21 Maio 2013 Posted in Últimas Notícias E-mail

Imprimir

PDF

Ao completar 10 anos de criação nesta terça-feira (21/05), a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM) realiza solenidade para a entrega do Prêmio FAPEAM de Jornalismo Científico, que chega à 4ª edição. O evento acontece, às 19h, no Centro Cultural Palácio Rio Negro, na Avenida Sete de Setembro, Centro. O evento é pioneiro na premiação aos profissionais e estudantes de Comunicação Social que se destacam na difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). O Prêmio, que já está em sua quarta edição, se consolida cada vez mais como um incentivador da divulgação científica no Estado. Nos últimos eventos da premiação, estiveram presentes cerca de 600 pessoas, entre jornalistas, estudantes, autoridades, pesquisadores e comunidade em geral. Neste ano, está sendo organizado um evento da mesma magnitude. Considerando o lançamento do selo de 10 anos, espera-se que mais representantes institucionais se façam presentes. “Dessa forma, estamos premiando trabalhos jornalísticos que tenham contribuído, no ano de 2012, para a divulgação da ciência nos meios de comunicação do Estado, estimulando, assim, a cultura de popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação”, afirmou a diretora-presidenta da FAPEAM, Maria Olívia Simão. Matérias inscritas No geral, foram inscritas 112 propostas por profissionais e estudantes de Comunicação, incluindo propostas de assessorias de imprensa. Assim como nas edições anteriores, a categoria de internet foi a mais concorrida, seguida da categoria assessoria de comunicação ou de imprensa, na modalidade Comunicação Institucional.


Dentre as matérias inscritas, 26 foram de jornais impressos, cinco de revistas, 46 de internet, oito de Rádio/Rádio Web, duas de TV/TV Web reportagem, dez de TV Web grande reportagem e 11 inscrições para fotojornalismo. De todo esse material, 78 matérias são referentes a trabalhos realizados por profissionais e 30 são de estudantes. Os 24 candidatos indicados ao prêmio foram selecionados por uma Comissão Julgadora composta por representantes do Sindicato dos Jornalistas do Amazonas, da Associação Brasileira de Divulgação Científica (Abradic), da Associação Brasileira de Editores Científicos (Abec) e da Associação Brasileira de Jornalismo Científico (ABJC). Premiação Os prêmios serão financiados com recursos do Governo do Estado, via FAPEAM, totalizando o valor de R$ 50,8 mil, sendo R$ 3 mil para profissionais e R$ 1,2 mil para estudantes classificados em primeiro lugar nas devidas categorias; e R$ 10 mil para a categoria ‘Assessoria de Comunicação e/ou Imprensa’, prevista na ‘Modalidade Comunicação Institucional’. O Prêmio FAPEAM de Jornalismo Científico ocorrerá em uma única etapa e os trabalhos vencedores irão receber um troféu, um diploma e uma Bolsa-Prêmio da FAPEAM, de acordo com as modalidades, categorias e níveis definidos no edital, a saber: MODALIDADE – COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL Nível Categoria Valor Assessoria de Comunicação e/ou Imprensa R$ 10.000,00 Profissional Impresso-Jornal – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Profissional Impresso – Revista – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Profissional Internet - Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Estudante Impresso-Jornal – Matéria de Divulgação Científica


R$ 1.200,00 Estudante Impresso – Revista – Matéria de Divulgação Científica R$ 1.200,00 Estudante Internet - Matéria de Divulgação Científica R$ 1.200,00 MODALIDADE – COMUNICAÇÃO DE MASSA Nível Categoria Valor Profissional Impresso-Jornal – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Impresso-Revista – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 TV/TV disponível na Web – Reportagem ou Videorreportagem (até 2’ minutos) – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 TV/TV disponível na Web – Grande Reportagem de Divulgação Científica ou Documentário Jornalístico de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Rádio/ Rádio disponível na Web – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Internet – Matéria de Divulgação Científica R$ 3.000,00 Fotojornalismo – Foto de Divulgação Científica


R$ 3.000,00 Estudante Impresso-Jornal – Matéria de Divulgação Científica R$ 1.200,00 Impresso-Revista – Matéria de Divulgação Científica R$ 1.200,00 TV/TV disponível na Web – Reportagem ou Videorreportagem de Divulgação Científica (até 2’ minutos) R$ 1.200,00 Rádio/Rádio disponível na Web – Matéria de Divulgação Científica R$ 1.200,00 Internet – Matéria de Divulgação Científica R$ 1.200,00 Fotojornalismo – Foto de Divulgação Científica R$ 1.200,00 Total R$ 50.800,00 A divulgação dos vencedores em cada categoria ocorrerá durante a cerimônia de entrega da premiação. Parceiros O Prêmio FAPEAM de Jornalismo Científico é resultado da parceria entre a FAPEAM e a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e tem o apoio da Secretaria de Estado de Cultura (SEC), Agência de Comunicação do Estado (Agecom), Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fucapi) e da Fundação Amazônica de Defesa da Biosfera (FDB), em parceria com veículos de comunicação como Portal Amazônia, Dez Minutos, Diário do Amazonas, D24 AM e TV Cultura. A cerimônia contará com transmissão ao vivo pelo canal Amazon Sat, Portal Amazônia e Portal Ciência em Pauta, da Secti-AM. http://www.amazonasnoticias.com.br/mais-noticias/32676-fapeam-reconhece-profissionais-daimprensa-na-4o-edicao-do-premio-de-jornalismo-cientifico.html


Veículo:

Site – Amazonas Notícias

Assunto:“Residência

Editoria:

Pag:

Agrária” inicia capacitação de 170 profissionais que vão

prestar assistência a produtores do Estado Cita a FAPEAM: ✘

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria ✘

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

“Residência Agrária” inicia capacitação de 170 profissionais que vão prestar assistência a produtores do Estado 21 Maio 2013 Cento e setenta profissionais do setor primário deram início nesta segunda-feira, 20 de maio, ao curso de capacitação do projeto “Residência Agrária”, do programa Pró-Rural, lançado este ano pelo governador Omar Aziz. O projeto é coordenado pela Secretaria de Estado da Produção Rural (Sepror). Com apoio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Estado do Amazonas (Idam), a capacitação funciona como uma preparação, em aulas teóricas e práticas, para o serviço de extensão agrária e assistência técnica que esses profissionais prestarão a produtores rurais, a partir de junho próximo, em todos os 62 municípios do Estado. O projeto Residência Agrária atende técnicos de nível médio e superior nas áreas afins. Cada um deles vai atuar como agente de transferência de tecnologia em uma das dez linhas estabelecidas pelo projeto (juta e malva, borracha, aquicultura, manejo madeireiro, culturas alimentares, fruticultura, horticultura, pecuária sustentável, avicultura e organização social e mercado). Por dois anos esses profissionais, que foram selecionados por meio de processo seletivo, deverão prestar consultoria técnica e de extensão complementando o trabalho que já é realizado pelos núcleos do Idam no interior. Os selecionados recebem uma bolsa no valor de R$ 1.200 para nível médio e R$ 2.400 para os de


ensino superior. A bolsa é custeada pela

Fundação de Amparo à Pesquisa do

Estado do Amazonas (Fapeam). Conforme o titular da Sepror, Eron Bezerra, o objetivo é potencializar a produção em bases sustentáveis, com a disponibilização de tecnologias desenvolvidas em centros de pesquisas, como a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Instituto Federal do Amazonas (Ifam). “Além de dinamizar enormemente a atividade econômica dentro do Estado, vamos continuar elevando o percentual do PIB (Produto Interno Bruto) com o setor primário, que saltou de 4,5% para 7,0% nos últimos anos”, avaliou Eron. Para o presidente do Idam, EdimarVizolli, a Residência Rural aparece ainda para desafogar um gargalo da produção rural existente em todo país, a extensão rural. “Cada técnico vai ficar responsável em média por 80 produtores. Ele vai passar uma vez por mês naquela propriedade e vai poder identificar e acompanhar, por exemplo, se aquela produção tem chances de aumentar ou até elevar a qualidade do produto cultivado”, frisou Vizolli, ao acrescentar que este serviço é fundamental para o produtor, uma vez que, a maioria não tem o conhecimento científico. Manoel de Oliveira, 30, recém-formado em tecnologia de produção do pescado pela Universidade do Estado do Amazonas (UEA), no município de Japurá (a 743 quilômetros da capital), enxerga no Residência Agrária uma oportunidade de desenvolver a piscicultura em seu município. “Japurá tem potencial, mas ninguém ainda desenvolveu um projeto para a piscicultura, acho que essa é minha chance de fazer isso acontecer”, disse Manoel. http://www.amazonasnoticias.com.br/mais-noticias/32660-residencia-agraria-inicia-capacitacao-de170-profissionais-que-vao-prestar-assistencia-a-produtores-do-estado.html


Veículo:

Site – Amazonas Notícias

Assunto:“Correios Cita a FAPEAM: ✘

Não

Pag:

lança selo em comemoração aos 10 anos da Fapeam

Release da assessoria

Sim

Editoria:

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Correios lança selo em comemoração aos 10 anos da Fapeam 21 Maio 2013 Para comemorar o 10º aniversário da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam), às 19h desta terça-feira (21/5), no Salão Rio Solimões do Palácio Rio Negro, os Correios lançam um selo personalizado e um carimbo comemorativo. Ao todo, foram emitidos 90 selos, um carimbo, 500 cartelas brancas e 20 álbuns de couro para o lançamento, as quais serão entregues para autoridades e parceiros no dia do lançamento. Sobre o selo personalizado O selo personalizado é composto por duas partes, sendo a primeira uma vinheta dos Correios: o Ipê Amarelo. Desde 1978, com a lei número 6.607 de 7 de dezembro, o ipê amarelo passou a ser considerado árvore símbolo do Brasil. Complementam a concepção gráfica e reforçam a mensagem de patriotismo a imagem da bandeira nacional e o desenho em contorno do mapa brasileiro. Na segunda, como um marco para a sociedade e para região amazônica, foi desenvolvida a arte em alusão aos 10 anos da Fapeam, criada pela designer Suellen Máximo. A composição considera o entrelaçamento entre Regionalismo e Tecnologia e Inovação, sendo o primeiro representado pelas formas simbólicas como o encontro das águas e as pinturas indígenas a partir de traçados combinados entre o formal e o orgânico; já o segundo conceito fica evidente pela utilização de referências visuais no sistema de fibras óticas e circuitos. Buscou-se, com essa arte, formar uma identidade visual para retratar trajetória da Fundação. http://www.amazonasnoticias.com.br/mais-noticias/32636-correios-lanca-selo-em-comemoracaoaos-10-anos-da-fapeam.html


Veículo: Site – CONFAP Assunto:Principais

Editoria:

Pag:

entidades de CT&I do país participam do Fórum Nacional do

Confap em São Paulo Cita a FAPEAM:

Release da assessoria

Sim ✘

Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria ✘

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Principais entidades de CT&I do país participam do Fórum Nacional do Confap em São Paulo O Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) reúne, na próxima edição do Fórum Nacional de CT&I, as principais entidades brasileiras do setor. Participam do encontro instituições como CNPq, Embrapa, Capes, Finep – Agência Brasileira de Inovação e Instituto Nacional da Prosperidade Industrial (INPI). O fórum vai ocorrer em São Paulo (SP) nos próximos dias 23 e 24, na Fapesp e Hotel Blue Tree Faria Lima. De acordo com o presidente do Confap, professor Sergio Gargioni, as ações de apoio à ciência, tecnologia e inovação passam, necessariamente, pelas Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Faps), seja por sua capacidade gerencial, pelo conhecimento genuíno das demandas regionais e sua articulação com as agências de financiamento. “Por esse motivo é importante estar atento às ações desenvolvidas pelas fundações, parte importante da programação do fórum”, ressalta. Gargioni também chama atenção para os importantes acordos de cooperação entre entidades brasileiras e estrangeiras, que serão discutidos no Fórum. “Durante o evento será apresentado um painel com as possibilidades de relacionamento entre instituições de pesquisas da comunidade européia e brasileira. Ainda no campo internacional, destaco o lançamento do edital do Instituto Nacional Francês para a pesquisa em Ciências Computacionais (Inria)”. Outro ponto importante será a abertura do evento, agendada para o dia 23, às 9 horas, que vai contar com palestra do diretor científico da Fapesp, Carlos Henrique de Brito Cruz. Ele vai falar sobre os


desafios de obter mais impacto para a ciência brasileira. Dando sequência ao fórum, pesquisadores vão conduzir outras exposições que abordam a avaliação do Programa de Pesquisa para o SUS, ministrado pelo diretor do Departamento de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde, Antônio Carlos Campos de Carvalho; a ampliação da parceria entre Embrapa, Universidade Federal do Mato Grosso do Sul e Fundect para outras Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa; avaliação dos trabalhos conjuntos entre CNPq e fundações estaduais; e análise das possibilidades de relacionamento entre INPI e Faps. Para mais informações sobre o Fórum Nacional de CT&I do Confap envie um e-mail para secretaria.confap@gmail.com http://www.confap.org.br/principais-entidades-de-cti-do-pais-participam-do-forum-nacional-doconfap-em-sao-paulo-2/


Veículo: Site – MINISTERIO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO Assunto:Secretário Cita a FAPEAM:

Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Pag:

Elias fala sobre marco legal e Embrapii no fórum do Consecti

Release da assessoria

Sim ✘

Editoria:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria ✘

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Secretário Elias fala sobre marco legal e Embrapii no fórum do Consecti Clique para ver todas as fotos de Secretário Elias fala sobre marco legal e Embrapii no fórum do Consecti 21/05/2013 - 21:28 O secretário executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luiz Antonio Elias, participou nesta terça-feira (21) do encerramento do encontro anual do fórum do Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de CT&I (Consecti), em Brasília. Na sessão, conduzida pelo presidente da entidade, Jadir Péla, ele destacou o andamento da proposta para o novo Código Nacional de Ciência e Tecnologia e da constituição da Empresa Brasileira para Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). Sobre o marco legal para a área, Elias informou que a proposta do governo federal está em fase final de negociação, particularmente entre o MCTI e os ministérios do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), da Educação (MEC), do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e do Meio Ambiente (MMA). Ele observou que a formulação teve a participação dos setores acadêmico e empresarial, bem como de populações tradicionais. “Essa agenda depende de nós, de mais ninguém. Depende da capacidade que tenhamos de fazê-la acontecer”, afirmou.


Quanto à Embrapii, o secretário executivo disse que está se construindo um modelo ágil, rápido, efetivo e focado. “É direcionado aos campos mais sensíveis, mais críticos, que precisam ser agora impactados na direção da agregação de valor”, observou, citando a inclusão do agronegócio como fato importante para muitos estados. “A presidenta [Dilma Rousseff] foi muito clara ao incluir esse como um tema central e destacou R$ 3 bilhões para ele.” Futuro próximo Ao falar sobre a agenda para as políticas públicas nos próximos anos, Luiz Antonio Elias comentou que as condições são favoráveis a avanços: “O Brasil não deve nada em termos da capacidade de políticas para a ciência e a inovação, quer no seu marco regulatório, quer na articulação de instrumentos, quer na proposição de instrumentos”. O representante do MCTI ressaltou a importância da participação dos governos estaduais na construção e no aperfeiçoamento permanente dessa pauta, e apontou o comitê executivo que reúne a pasta federal, o Consecti e o Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa (Confap) como a instância adequada à construção de consensos. A cooperação federativa para a execução das políticas públicas também foi tema do pronunciamento do ministro Marco Antonio Raupp na abertura do evento.

Texto: Pedro Biondi – Ascom do MCT http://www.mcti.gov.br/index.php/content/view/347072/Secretario_Elias_fala_sobre_marco_legal_e _Embrapii_no_forum_do_Consecti.html


Veículo: Site – JORNAL DA CIÊNCIA Assunto:Ciência Cita a FAPEAM:

Não

Pag:

Hoje On-line: Mais rápido e preciso Release da assessoria

Sim ✘

Editoria:

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria ✘

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Programa:

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Ciência Hoje On-line: Mais rápido e preciso Teste molecular para diagnóstico de infecção generalizada pode reduzir mortalidade em hospitais brasileiros. Exame feito hoje se baseia em método criado há quase um século e, além de demorado, é pouco eficiente A sepse, decorrente da invasão da corrente sanguínea por microrganismos, é a principal causa de morte em unidades de terapia intensiva. O processo infeccioso mata cerca de 200 mil pessoas todo ano no Brasil e gera custos de R$ 20 bilhões ao Sistema Único de Saúde. Identificar de forma rápida e precisa o agente causador da infecção pode significar um grande passo para reduzir esses números. É o que promete um novo método diagnóstico, em desenvolvimento no Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP) e no Instituto Carlos Chagas. As pesquisas, realizadas no âmbito do projeto Sepsis, tiveram início em 2012 a partir de uma demanda do Ministério da Saúde. Alguns resultados foram apresentados no II Simpósio Internacional de Nanobiotecnologia, realizado em Curitiba no mês passado. Leia a matéria completa na CH On-line, que tem conteúdo exclusivo atualizado diariamente: http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/2013/05/mais-rapido-e-preciso http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=87163


Veículo: Site – JORNAL DA CIÊNCIA Assunto:Pesquisadores,

Editoria:

Pag:

professores, alunos e funcionários da Coppe-UFRJ

protestam por maior autonomia Cita a FAPEAM:

Release da assessoria

Sim ✘

Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria ✘

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

8. Pesquisadores, professores, alunos e funcionários da CoppeUFRJ protestam por maior autonomia Segundo a instituição, auditores da Controladoria-Geral da União (CGU) têm criado regras que prejudicam o funcionamento de seus laboratórios Pesquisadores, professores, alunos e funcionários da Coordenação de Programas em Pós-Graduação de Engenharia (Coppe), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), fizeram na segundafeira (20) um protesto em defesa da autonomia e da pesquisa universitária na instituição. Segundo a Coppe, auditores da Controladoria-Geral da União (CGU) têm criado regras que vem prejudicando o funcionamento de seus laboratórios. A manifestação ocorreu nas escadarias da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), no centro do Rio, durante a cerimônia de entrega da Medalha Tiradentes ao instituto pelos seus 50 anos de criação. Para a Coppe, maior instituição de ensino e pesquisa em engenharia da América Latina, a cartilha Coletânea de Entendimentos, publicada pela CGU em parceria com o Ministério da Educação, representa uma "violação da Constituição Federal". No ano passado, o governo federal investiu cerca de R$ 320 milhões no instituto, que também tem investimentos privados. "A CGU é, na prática, contra os nossos laboratórios, e a cartilha impede a sua manutenção. Se é preciso substituir algum equipamento para uma pesquisa em andamento, com os procedimentos burocráticos, isso levaria no mínimo seis meses. Então o processo se inviabiliza, não tem mais sentido fazer pesquisa nenhuma", disse o diretor da Coppe, Luiz Piguelli Rosa.


Segundo o diretor, a cartilha estabelece regras para os recursos obtidos de empresas parceiras da universidade. "Tal qual aconteceu com Tiradentes, que a Coroa Portuguesa mandou enforcar e salgar a terra para que não nascesse mais nada ali, a controladoria pretende jogar sal na Ilha do Fundão, demolir os prédios, despedir os pesquisadores. É a coisa mais nociva que existe no Brasil", disse Pinguelli Rosa. De acordo com a assessoria da CGU, o documento foi publicado em fevereiro deste ano, e desde então tem sido alvo de polêmicas. A controladoria informou que a cartilha tem como objetivo minimizar irregularidades na gestão das instituições federais de ensino, além de orientar os "gestores dessas entidades na execução dos recursos orçamentários e financeiros". A proposta de elaboração da cartilha surgiu "ao se perceber a necessidade de produzir uma ferramenta que esclarecesse as inúmeras dúvidas deixadas por uma legislação às vezes insuficiente". Desde 1989, a Medalha Tiradentes é concedida a pessoas e instituições que tenham prestado relevantes serviços à causa pública. A entrega do prêmio à diretoria da Coppe ocorreu no Plenário Barbosa Lima Sobrinho do Palácio Tiradentes. Já foram contemplados com a medalha, entre outros, o ambientalista Chico Mendes; o educador Paulo Freire, o sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, e o ex-presidente de Cuba, Fidel Castro.

Criada em 1963, a Coppe inaugurou o modelo de pós-graduação adotado pelas universidades brasileiras. Em 50 anos de atividade, o instituto foi pioneiro em diversas frentes de atuação, como na exploração do petróleo no mar na década de 1970 e formou mais de 13 mil mestres e doutores. A cada ano, são defendidas cerca de 500 dissertações de mestrado e doutorado na instituição, que tem 348 professores doutores, 61 pesquisadores pós-doutores, 350 funcionários e 123 laboratórios. (Agência Brasil) http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=87149


Veículo:

Site - G1 – Amazonas

Assunto:Fapeam Cita a FAPEAM: ✘

Não

Pag:

premia estudantes e profissionais da comunicação no AM

Release da assessoria

Sim

Editoria:

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Programa:

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

22/05/2013 10h11 - Atualizado em 22/05/2013 10h13

Fapeam premia estudantes e profissionais da comunicação no AM 24 trabalhos concorreram na quarta edição do prêmio, segundo Fapeam. Premiados foram anunciados em solenidade nesta terça-feira (21). Do G1 AM 3 comentários Profissionais e estudantes de Comunicação foram premiados em cerimônia no Centro Cultural Palácio Rio Negro, na terça-feira (21) (Foto: Divulgação/Fapeam) O quarto prêmio Fapeam de Jornalismo Científico foi entregue na noite da terça-feira (21), no Centro Cultural Palácio Rio Negro, na Zona Centro-Sul de Manaus. Na solenidade, foram reconhecidos estudantes e profissionais dos principais veículos de comunicação do Estado. Anunciada no dia 19 de abril, a lista de indicados teve 24 trabalhos mencionados. No total, a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas recebeu 108 inscrições. Entre as categorias mais concorridas, destaque para a de Internet, com 46 concorrentes. Os candidatos foram selecionados por uma Comissão Julgadora composta por representantes do Sindicato dos Jornalistas do Amazonas, da Associação Brasileira de Divulgação Científica (Abradic), da Associação Brasileira de Editores Científicos (Abec) e da Associação Brasileira de Jornalismo Científico


(ABJC). Financiados com recursos da Fapeam, a premiação totalizou o valor de R$ 38,2 mil, sendo R$ 3 mil para profissionais e R$ 1,2 mil para estudantes classificados em primeiro lugar nas devidas categorias; e R$ 10 mil para a categoria ‘Assessoria de Comunicação e/ou Imprensa’, prevista na ‘Modalidade Comunicação Institucional’. Confira a lista de premiados da edição deste ano: Comunicação Institucional Modalidade Estudante Categoria Impresso - Marcos Caminha Pedrosa Comunicação Institucional Modalidade Estudante Categoria Impresso Revista - Eduardo Phillipe Phillipe Comunicação Institucional Modalidade Estudante Categoria Internet - Juan Mattheus Gil Costa Comunicação Institucional Mod. Profissional Categoria Impresso Jornal - Josiane dos Santos Comunicação Institucional Mod Profissional Categoria Impresso Revista - Maria Lucy Pereira Comunicação Institucional Modalidade Profissional Categoria - Anne Caroline Souza Comunicação de Massa Modalidade Estudante Categoria Rádio-Rádio Web - Thalles Fernando Comunicação de Massa Modalidade Estudante Categoria Internet - Izinha Toscano de Melo Comunicação de Massa Modalidade Profissional Categoria Impresso Jornal - Mônica Cibelle Comunicação de Massa Profissional Categoria TV - Reportagem ou videorreportagem - Yano Sérgio Comunicação de Massa Profissional Categoria TV - Grande Reportagem - Jonária França Comunicação de Massa Modalidade Profissional Categoria Interne - Jacqueline Nascimento Comunicação de Massa Modalidade Profissional Categoria Fotojornalismo - Ione Moreno Comunicação Institucional Assessoria de Comunicação ou Imprensa - Eunice Venturi Menção honrosa jornalista amigo da ciência: Ana Célia Ossame http://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2013/05/premio-fapeam-premia-estudantes-eprofissionais-da-comunicacao-no-am.html


Veículo: Site – Procasa

Editoria:

Pag:

Assunto: Fapeam entrega prêmio de Jornalismo Científico Cita a FAPEAM: ✘

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Programa:

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Fapeam entrega prêmio de Jornalismo Científico Além da solenidade de entrega do prêmio, a cerimônia foi incrementada com o lançamento do selo postal, comemorativo aos dez anos da Fundação. Manaus (AM), 21 de Maio de 2013 ACRITICA.COM Vídeo Galería Áudio Infográficos A jornalista Lucy Rodrigues venceu o prêmio Fapeam na categoria comunicação institucional em revista impressa (Fábio Ramos via I-Phone) A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM) realizou solenidade de entrega da 4ª edição do Prêmio FAPEAM de Jornalismo Científico na noite desta terça-feira (21), no Centro Cultural Palácio Rio Negro, na Avenida Sete de Setembro, Centro. Os prêmios foram financiados com recursos da FAPEAM, totalizando o valor de R$ 38,2 mil, sendo R$ 3 mil para profissionais e R$ 1,2 mil para estudantes classificados em primeiro lugar nas devidas categorias; e R$ 10 mil para a categoria ‘Assessoria de Comunicação e/ou Imprensa’.


De acordo com a diretora-presidenta da Fundação, Maria Olívia Simão, o evento é pioneiro na premiação aos profissionais e estudantes de Comunicação Social que se destacam na difusão de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I). Dessa forma, estamos premiando trabalhos jornalísticos que tenham contribuído, no ano de 2012, para a divulgação da ciência nos meios de comunicação do Estado, estimulando, assim, a cultura de popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação, afirmou. Fonte a Critica http://acritica.uol.com.br/noticias/Amazonas-Manaus-Cotidiano-ciencia-Fapeam-entrega-premioJornalismo-Cientifico_0_923307707.html 22/05/2013


Veículo:

Jornal – A Crítica.com

Assunto:

Pag: A12

Cientistas em apelo antidroga

Cita a FAPEAM:

Release da assessoria

Sim ✘

Editoria:Brasil

Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria ✘

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013


Veículo: Jornal – Diário do Amazonas

Editoria:Brasil

Pag:18

Assunto: Manifesto de cientistas pede a descriminalização das drogas Cita a FAPEAM:

Release da assessoria

Sim ✘

Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria ✘

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013


Veículo: Site – Jornal Brasil

Editoria:

Pag:

Assunto: Portal vai reunir pesquisas científicas na área de saúde Cita a FAPEAM:

Release da assessoria

Sim ✘

Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria ✘

✘ - Positivo

- Negativo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Não Data: 22/05/2013

Portal vai reunir pesquisas científicas na área de saúde Agência Brasil Publicidade Pesquisas brasileiras na área de saúde ganham hoje (21) o portal Lógicos para reforçar a divulgação dos trabalhos. O objetivo é dar mais visibilidade à produção científica relacionada à saúde a partir de uma proposta multimídia, com a publicação de matérias e entrevistas em diversos formatos – áudio, vídeo e textos – que poderão ser compartilhados de forma gratuita. O portal será lançado às 15h, no auditório interno da Fiocruz Brasília. Mais de 3 mil projetos de pesquisa, financiados pelo Ministério da Saúde, estarão disponíveis para consulta no Pesquisa Saúde, ferramenta eletrônica desenvolvida pela pasta, que permite ao usuário encontrar informações relacionadas aos trabalhos científicos ou temas de interesse, a partir de diversos critérios de busca: número de projetos e recursos investidos por ano, região, modalidade de fomento, edital, instituição, entre outros. O Lógicos tem informações sobre projetos de pesquisa apoiados pelo Ministério da Saúde desde 2002, com a colaboração do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Agência Brasileira de Inovação (Finep), Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), Organização Pan-Americana da Saúde (Opas), de fundações de Amparo à Pesquisa, secretarias estaduais de Saúde e de Ciência e Tecnologia. Tags: CIÊNCIA, fapesp, pesquisa, SAÚDE, tecnologia http://www.jb.com.br/ciencia-e-tecnologia/noticias/2013/05/21/portal-vai-reunir-pesquisascientificas-na-area-de-saude/


Veículo: Site – Youtube (Canal Amazon Sat)

Editoria:

Pag:

Assunto: Portal Amazônia no Prêmio Fapeam (Cobertura ao vivo) Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não

Programa:

Data: 22/05/2013

http://www.youtube.com/watch?v=yNjqoNZpsYY


Veículo: Site – Rede Amazônica

Editoria:

Pag:

Assunto:Amazonas FM vence Prêmio Fapeam de Jornalismo na categoria ‘Rádio’ Cita a FAPEAM: ✘

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

- Negativo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

Não Data: 22/05/2013

Amazonas FM vence Prêmio Fapeam de Jornalismo na categoria ‘Rádio’ 22.05.2013 Profissionais e estudantes de Comunicação foram premiados em cerimônia no Centro Cultural Palácio Rio Negro por Francisco Santos/Site Rádio Amazonas FM radar10@redeamazonica.com.br 00:29 02:24 MANAUS - Profissionais e estudantes de comunicação se reuniram na noite desta terça-feira (22) para a solenidade de entrega do quarto Prêmio Fapeam de Jornalismo Científico. A cerimônia aconteceu no Centro Cultural Palácio Rio Negro, localizado na Avenida 7 de Setembro, zona Central de Manaus. De acordo com a diretora presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Maria Olívia Simão, a noite foi de comemoração, um momento gratificante , em que os jornalistas se reúnem o intuito de divulgar a ciência para a sociedade. “Os comunidadores tem ajudado, fazendo a aproximação entre as instituições de pesquisa e a sociedade. Nós estamos brindando a qualidade do jornalismo científico no nosso Estado”. Ouça a entrevista de Thalles Ataíde, vencedor na categoria rádio


O repórter do Site da Rádio Amazonas, Thalles Ataíde foi o vencedor na modalidade comunicação de massa estudante, categoria rádio, com a reportagem ‘Pássaros da Amazônia: a festa na floresta‘. O prêmio agracia tanto matérias veiculadas por instituições como por empresas de comunicação de massa que divulgam a ciência no Amazonas. Thalles Ataíde, vencedor na modalidade comunicação de massa profissional, categoria rádio (Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia) Thalles Ataíde, vencedor na modalidade comunicação de massa profissional, categoria rádio (Foto: Diego Oliveira/Portal Amazônia) Ouça a reportagem Lista de premiados: Vencedor em comunicação institucional estudante, categoria impresso jornal: Marcos Caminha Predrosa (Fucapi) Vencedor em comunicação institucional estudante, categoria impresso revista: Eduardo Phillipe Gomes (Inpa) Vencedor em comunicação institucional estudante, categoria internet: Juan M. Costa (Inpa) Vencedor em comunicação institucional profissional, categoria impresso jornal: Josiane dos Santos (Inpa) Vencedora em comunicação institucional profissional, categoria impresso revista: Lucy Rodrigues Vencedora em comunicação institucional profissional, categoria internet: Anne Caroline de Almeida Vencedor em comunicação de massa estudante, categoria rádio: Thalles Fernando da Silva Ataide (Site da Rádio Amazonas FM) Vencedora em comunicação de massa estudante, categoria internet: Izinha Toscano de Melo (Portal Amazônia) Vencedora em comunicação de massa profissional, categoria jornal impresso: Mônica Cibel (Amazonas em Tempo) Vencedor em comunicação de massa profissional, categoria reportagem em televisão: Yano Sérgio ( TV Bandeirantes) Vencedora em comunicação de massa profissional, categoria TV grande reportagem: Jonária França (TV Cultura) Vencedora em comunicação de massa profissional, categoria internet: Jacqueline Nascimento (Portal Amazônia) Vencedora em comunicação de massa profissional, categoria fotojornalismo: Ione Moreno Vencedor em comunicação institucional profissional, categoria assessoria de imprensa: Eunice Venturi ( Reserva Mamirauá) Vencedor da menção honrosa: Jornal Diário do Amazonas Vencedora da menção honrosa jornalista amigo da ciência: Ana Célia Ossame http://www.redeamazonica.com.br/amazonasfm/amazonas-fm-vence-premio-fapeam-de-jornalismona-categoria-radio/


Veículo: Site – Portal MCTI

Editoria:

Pag:

Assunto: Finep apresenta oportunidades em encontro internacional Cita a FAPEAM: ✘

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria ✘

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Finep apresenta oportunidades em encontro internacional 22/05/2013 - 12:30 Em palestra durante a 2ª edição do Accelerate Oil & Gas, o chefe do departamento de Petróleo, Gás e Indústria Naval Financiadora de Estudos e Projetos (Finep/MCTI), Maurício Alves Syrio, abordou as tendências atuais e oportunidades futuras no mercado de óleo e gás, e falou sobre a evolução dos mecanismos do sistema financeiro para facilitar o acesso ao crédito destinado a projetos do setor. Segundo ele, em 2013, apenas na modalidade de crédito, a agência de fomento vinculada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação prevê a contratação de R$ 5,5 bilhões em novos projetos. “Desse total, a expectativa é a de que aproximadamente R$ 1 bilhão seja aplicado em projetos de inovação na cadeia de óleo, gás e indústria naval¨, disse Syrio, em palestra realizada nesta terça-feira (21). A Finep opera desde o crédito até recursos não reembolsáveis, de subvenção econômica e de investimento (equity). Entre as oportunidades de investimento estão o Inovacred, novo programa operado de forma descentralizada, por meio de agentes financeiros, o Tecnova e o Inova Petro, iniciativa da Finep e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com o apoio técnico da Petrobras. O objetivo do Inova Petro é fomentar projetos que contemplem pesquisa, desenvolvimento,


engenharia, absorção tecnológica, produção e comercialização de produtos e processos na cadeia produtiva da indústria de petróleo e gás natural. No Inovacred, a meta para este ano é credenciar pelo menos 10 bancos em todas as regiões do País e mais outras 10 instituições em 2014. Segundo Syrio, por meio do programa, deverão ser apoiadas cerca de mil empresas inovadoras. No crédito, um instrumento importante e que está permanentemente aberto para a apresentação de propostas é o Inova Brasil, que oferece juros negativos, entre 2,5% e 5% ao ano. O Accelerate Oil & Gas, considerado um dos mais importantes encontros mundiais da indústria de óleo e gás, termina nesta quarta-feira (22), no Rio de Janeiro. Texto: Ascom da Finep http://www.mcti.gov.br/index.php/content/view/347075/Finep_apresenta_oportunidades_em_encont ro_internacional.html


Veículo: Site – Portal MCTI

Editoria:

Pag:

Assunto: Secretário Elias fala sobre marco legal e Embrapii no fórum do Consecti Cita a FAPEAM: ✘

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria ✘

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

Secretário Elias fala sobre marco legal e Embrapii no fórum do Consecti 21/05/2013 - 21:28 O secretário executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Luiz Antonio Elias, participou nesta terça-feira (21) do encerramento do encontro anual do fórum do Conselho Nacional de Secretários Estaduais para Assuntos de CT&I (Consecti), em Brasília. Na sessão, conduzida pelo presidente da entidade, Jadir Péla, ele destacou o andamento da proposta para o novo Código Nacional de Ciência e Tecnologia e da constituição da Empresa Brasileira para Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii). Sobre o marco legal para a área, Elias informou que a proposta do governo federal está em fase final de negociação, particularmente entre o MCTI e os ministérios do Planejamento, Orçamento e Gestão (MPOG), da Educação (MEC), do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e do Meio Ambiente (MMA). Ele observou que a formulação teve a participação dos setores acadêmico e empresarial, bem como de populações tradicionais. “Essa agenda depende de nós, de mais ninguém. Depende da capacidade que tenhamos de fazê-la acontecer”, afirmou. Quanto à Embrapii, o secretário executivo disse que está se construindo um modelo ágil, rápido, efetivo e focado. “É direcionado aos campos mais sensíveis, mais críticos, que precisam ser agora impactados na direção da agregação de valor”, observou, citando a inclusão do agronegócio como fato importante para muitos estados. “A presidenta [Dilma Rousseff] foi muito clara ao incluir esse como um tema central e destacou R$ 3 bilhões para ele.”


Futuro próximo Ao falar sobre a agenda para as políticas públicas nos próximos anos, Luiz Antonio Elias comentou que as condições são favoráveis a avanços: “O Brasil não deve nada em termos da capacidade de políticas para a ciência e a inovação, quer no seu marco regulatório, quer na articulação de instrumentos, quer na proposição de instrumentos”. O representante do MCTI ressaltou a importância da participação dos governos estaduais na construção e no aperfeiçoamento permanente dessa pauta, e apontou o comitê executivo que reúne a pasta federal, o Consecti e o Conselho Nacional das Fundações de Amparo à Pesquisa (Confap) como a instância adequada à construção de consensos. A cooperação federativa para a execução das políticas públicas também foi tema do pronunciamento do ministro Marco Antonio Raupp na abertura do evento. Texto: Pedro Biondi – Ascom do MCTI http://www.mcti.gov.br/index.php/content/view/347072/Secretario_Elias_fala_sobre_marco_legal_e _Embrapii_no_forum_do_Consecti.html


Veículo: Site – Portal MCTI

Editoria:

Pag:

Assunto: Insa oferece bolsa para especialista em recursos hídricos Cita a FAPEAM: ✘

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria ✘

✘ - Positivo

- Negativo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Não Data: 22/05/2013

Insa oferece bolsa para especialista em recursos hídricos 21/05/2013 - 16:16 O Instituto Nacional do Semiárido (Insa/MCTI) divulgou nesta terça-feira (21) o início do processo de seleção para bolsista na área de recursos hídricos no semiárido brasileiro, com foco em reuso de águas residuárias e conhecimento em técnicas de geoprocessamento. Os interessados têm até o dia 21 de junho para se inscrever. O candidato deve possuir formação em engenharia agrícola, civil, ambiental ou recursos hídricos, acrescido de título de pós-graduação com no mínimo mestrado na área objeto do programa. O valor da bolsa pode chegar a R$ 4 mil, de acordo com a experiência do profissional em atividades de pesquisa, desenvolvimento ou inovação. A seleção se dará por análise de currículo e do histórico acadêmico e por entrevista direta, que poderá ser feita via telefone, web (via skype) ou presencialmente. Os interessados deverão enviar currículo, inscrito na Plataforma Lattes, em PDF e cópia do histórico da graduação e da pósgraduação para apreciação, remetendo-os ao e-mail do Dr. Salomão de Sousa Medeiros (salomao@insa.gov.br). Para mais informações sobre como concorrer, acesse o edital.

Texto: Ascom do Insa http://www.mcti.gov.br/index.php/content/view/347061/Insa_oferece_bolsa_para_especialista_em_r ecursos_hidricos.html


Veículo: Site – Portal MCTI

Editoria:

Pag:

Assunto:CsF abre inscrições para bolsas na Alemanha Cita a FAPEAM: ✘

Release da assessoria

Sim Não

Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria ✘

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Programa:

- Negativo

Não Data: 22/05/2013

CsF abre inscrições para bolsas na Alemanha 21/05/2013 - 15:27 O Programa Ciência sem Fronteiras, em parceria com o Instituto Fraunhofer, está com a chamada de fluxo contínuo aberta para inscrições de bolsas em universidades da Alemanha nas modalidades de doutorado pleno, doutorado sanduíche e pós-doutorado. A submissão é feita pelo fluxo regular de bolsas no exterior pelo calendário 2013 para bolsas de pós-graduação e pós doutorado. A proposta será analisada somente no calendário correspondente ao início da vigência. Há mais de 250 oportunidades de doutorado e pós-doutorado em todas as áreas de atuação dos Institutos Fraunhofer. Ao chegar à Alemanha, será oferecido gratuitamente para o bolsista um curso de alemão intensivo de dois meses. Antes de solicitar a bolsa, os candidatos interessados em uma vaga para a realização de doutorado ou pós-doc devem fazer contato com a instituição de seu interesse no exterior para obter uma carta de aceite e enviá-la juntamente com plano de trabalho e currículo atualizado nos formulários disponíveis aqui. Caso ainda não tenha definida a instituição para qual deseja solicitar a bolsa, o candidato poderá entrar em contato com os parceiros do Programa Ciência sem Fronteiras no exterior e se informar de todas as oportunidades disponíveis.

Texto: Ascom do CNPq http://www.mcti.gov.br/index.php/content/view/347055/CsF_abre_inscricoes_para_bolsas_na_Ale manha.html


CLIPPING FAPEAM - 22.05.2013