Page 1


Veículo: Site – Confap Editoria: Assunto: Fapeam realiza mesa-redonda sobre novas mídias sociais Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Pag: Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Fapeam realiza mesa-redonda sobre novas mídias sociais O Governo do Amazonas, por intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), realiza na terça-feira (13), das 14h às 17h, a mesa-redonda interdisciplinar ‘A Comunicação Social na Era das Convergências Midiáticas’. O objetivo do encontro é abordar as transformações pelas quais passa a mídia digital, com ênfase para o fenômeno de convergência dos meios de comunicação tradicionais com as possibilidades tecnológicas que não param de surgir. O evento será realizado no auditório da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), localizado na rua Álvaro Braga, 351, no Parque Dez. Na programação da mesa-redonda acontecerá o lançamento do novo portal Fapeam (com mais funcionalidade, interatividade e portabilidade) e, também, a apresentação da revista Amazonas Faz Ciência número 28, versões impressa e digital, esta desenvolvida especialmente para dispositivos móveis. O público-alvo da mesa-redonda são os profissionais e estudantes das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, design e informática. A entrada é franca e os estudantes terão direito a certificado de participação emitido pela Fapeam. A mesa de abertura do evento terá a presença da diretora-presidenta da Fapeam, Maria Olívia Simão; do representante da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-AM); da chefe da Agência de Comunicação Social (Agecom) do Governo do Estado, Lúcia Carla Gama; e do superintendente-geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgílio Viana. A mesa de abertura será seguida pela mesa-redonda, coordenada pelo chefe do Departamento de Difusão do Conhecimento (Decon) da Fapeam, Denison Silvan. Os participantes da mesa-redonda são Judy Tavares, professora da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), com o tema Cenário das redes sociais digitais no Amazonas; Vanja Joice Bispo, mestre em Comunicação e Culturas Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia, com o tema Cenário da Comunicação da Ciência na Amazônia; Renato Borges, bacharel em Ciência da


Computação pela Ufam, com o tema Utilização de framework no desenvolvimento da programação; Edilene Mafra, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia, da Ufam, com o tema Desenvolvimento da revista digital para dispositivos móveis; Cristiane Barbosa, mestre em Ciências da Comunicação pela Ufam, com o tema Desenvolvimento do conteúdo do novo portal Fapeam; Haline Oliveira, gerente de Tecnologia da Informação da Fapeam, com o tema Desenvolvimento do layout do novo portal Fapeam. Outras informações podem ser obtidas com a assessoria de comunicação da Fapeam pelos telefones: 3878-4011 e 3878-4032. Fonte: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas – Fapeam http://www.confap.org.br/fapeam-realiza-mesa-redonda-sobre-novas-midias-sociais/


Veículo: Site – Em Tempo Editoria: Assunto: “Mídias sociais” são tema de mesa-redonda na Fapeam Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Pag: Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

- Negativo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Não Data: 12/08/2013

“Mídias sociais” são tema de mesa-redonda na Fapeam Publicado em Sexta, 09 Agosto 2013 13:14 | Escrito por Redação “A comunicação social na era das convergências midiáticas” é o tema de mesa-redonda interdisciplinar que a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), realiza na próxima terça-feira (13), das 14h às 17h. O evento será realizado no auditório da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), localizado na rua Álvaro Braga, 351, no Parque Dez e objetivo é abordar as transformações pelas quais passa a mídia digital, com ênfase para o fenômeno de convergência dos meios de comunicação tradicionais com as possibilidades tecnológicas que não param de surgir. Na programação da mesa-redonda acontecerá o lançamento do novo portal Fapeam e também a apresentação da revista Amazonas Faz Ciência número 28, versões impressa e digital, esta desenvolvida especialmente para dispositivos móveis. O público-alvo da mesa-redonda são os profissionais e estudantes das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, design e informática. A entrada é franca e os estudantes terão direito a certificado de participação emitido pela Fapeam. http://www.emtempo.com.br/editorias/dia-a-dia/8102-%E2%80%9Cm%C3%ADdias-sociais %E2%80%9D-s%C3%A3o-tema-de-mesa-redonda-na-fapeam.html


Veículo: Site – Rede Amazônica Editoria: Pag: Assunto: No AM, Fapeam realizará debate sobre comunicação na era digital Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

No AM, Fapeam realizará debate sobre comunicação na era digital Público-alvo são profissionais e estudantes de comunicação, publicidade e propaganda, design e informática. A entrada é gratuita. por Rádio Amazonas FM radar10@redeamazonica.com.br MANAUS – A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) realizará na próxima terça-feira (13), de 14h às 17h, a mesa-redonda interdisciplinar ‘A Comunicação Social na Era das Convergências Midiáticas’. O evento será realizado no auditório da Fundação Amazonas Sustentável, localizado na rua Álvaro Braga, 351, no Parque Dez, zona Centro-Sul. De acordo com a Fapeam, a finalidade do encontro é abordar as transformações pelas quais passa a mídia digital, com ênfase para o fenômeno de convergência dos meios de comunicação tradicionais com as possibilidades tecnológicas que não param de surgir. O público-alvo da mesa-redonda são os profissionais e estudantes das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, design e informática. A entrada é franca e os estudantes terão direito a certificado de participação emitido pela Fapeam. Ouça a matéria Na programação a fundação fará o lançamento do novo portal Fapeam e a apresentação da revista ‘Amazonas Faz Ciência’ número 28, versões impressa e digital. http://www.redeamazonica.com.br/amazonasfm/noticias/no-am-fapeam-realizara-debate-sobrecomunicacao-na-era-digital/


Veículo: Site – Blog do Pávulo Editoria: Pag: Assunto: AADES lança edital para processo seletivo simplificado para FAPEAM Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

AADES lança edital para processo seletivo simplificado para FAPEAM 10/08/2013 A Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social – AADES publicou ontem, 08 de agosto, no Diário Oficial do Estado o edital do Processo Seletivo Simplificado para contratação de profissionais para atuar no Projeto de Implantação dos Sistemas de Monitoramento e Avaliação das linhas de Ação da FAPEAM na cidade de Manaus, que será executado em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas. O edital está disponível no endereço eletrônico www.aades.am.gov.br . O projeto pretende contribuir para o desenvolvimento científico-tecnológico no Estado do Amazonas por meio da implantação de ferramentas de gestão, com a estruturação e aperfeiçoamento de 05(cinco) linhas de ação, respectivamente: Fomento à Formação e Capacitação de Recursos Humanos para C,T&I; Fomento à Pesquisa, Tecnologia e Inovação; Apoio à Infraestrutura e Organização Institucional para C,T&I; Fomento à Popularização e Difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação e Apoio ao Intercâmbio e Cooperação Interinstitucional, Nacional e Internacional impactando positivamente para o desenvolvimento econômico e social da região. A Presidente da AADES, Dra. Ana Paula Aguiar, ressaltou que o fortalecimento dos programas governamentais, por meio de políticas públicas sólidas e consistentes, reflete todo esforço do poder público em tornar a política de C,T&I em eixo estruturante do desenvolvimento nacional e do Estado do Amazonas, aproximando a ciência da sociedade, frisou. Com a Execução do projeto, serão fornecidas informações que contribuirão para o planejamento da real necessidade do fomento para pesquisa científica, onde a convergência do desenvolvimento e


das peculiaridades locais promova o bem estar social em bases sustentáveis, explicou a Diretora Técnica Márcia Augusta. Serão 35 vagas para contratação temporária de profissionais que atuarão no Projeto. Está prevista a contratação de 21 Analistas Técnicos (8h) e 14 Assistentes Administrativo (8h) com salários que variam de R$1.400,00 a R$2.500,00. As inscrições são gratuitas e válidas para candidatos de todo o território brasileiro. http://blogdopavulo.blogspot.com.br/2013/08/aades-lanca-edital-para-processo.html


Veículo: Site – Portal do Antonio Zacarias Editoria: Pag: Assunto: Aades lança edital de Processo Seletivo Simplificado para Fapeam Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Aades lança edital de Processo Seletivo Simplificado para Fapeam A Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (Aades) publicou na quinta-feira, 8 de agosto, no Diário Oficial do Estado, o edital do Processo Seletivo Simplificado para contratação de profissionais para atuar no Projeto de Implantação dos Sistemas de Monitoramento e Avaliação das linhas de Ação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) na cidade de Manaus, que será executado em parceria com a Fapeam. O edital está disponível no endereço eletrônico www.aades.am.gov.br Edital Nº009/2013 O projeto pretende contribuir para o desenvolvimento científico-tecnológico no Estado do Amazonas por meio da implantação de ferramentas de gestão, com a estruturação e aperfeiçoamento de cinco linhas de ação: Fomento à Formação e Capacitação de Recursos Humanos para C,T&I; Fomento à Pesquisa, Tecnologia e Inovação; Apoio à Infraestrutura e Organização Institucional para C,T&I; Fomento à Popularização e Difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação e Apoio ao Intercâmbio e Cooperação Interinstitucional, Nacional e Internacional. A presidente da Aades, Ana Paula Aguiar, ressaltou que o fortalecimento dos programas governamentais, por meio de políticas públicas sólidas e consistentes, reflete todo esforço do poder público em tornar a política de C,T&I em eixo estruturante do desenvolvimento nacional e do Estado do Amazonas, aproximando a ciência da sociedade. Serão 35 vagas para contratação temporária de profissionais que atuarão no Projeto. Está prevista a


contratação de 21 Analistas Técnicos (8h) e 14 Assistentes Administrativo (8h) com salários que variam de R$1.400,00 a R$2.500,00. As inscrições são gratuitas e válidas para candidatos de todo o território brasileiro. http://www.portaldoantoniozacarias.com/site/noticia/Aades-lanca-edital-de-Processo-SeletivoSimplificado-para-Fapeam/


Veículo: Site – Portal do Antonio Zacarias Editoria: Pag: Assunto: Aades lança edital para Processo Seletivo Simplificado para Fapeam Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Aades lança edital para Processo Seletivo Simplificado para Fapeam Publicado em Sexta, 09 Agosto 2013 19:15 A Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (Aades) publicou na quinta-feira, 8 de agosto, no Diário Oficial do Estado, o edital do Processo Seletivo Simplificado para contratação de profissionais para atuar no Projeto de Implantação dos Sistemas de Monitoramento e Avaliação das linhas de Ação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) na cidade de Manaus, que será executado em parceria com a Fapeam. O edital está disponível no endereço eletrônico www.aades.am.gov.br. O projeto pretende contribuir para o desenvolvimento científico-tecnológico no Estado do Amazonas por meio da implantação de ferramentas de gestão, com a estruturação e aperfeiçoamento de cinco linhas de ação: Fomento à Formação e Capacitação de Recursos Humanos para C,T&I; Fomento à Pesquisa, Tecnologia e Inovação; Apoio à Infraestrutura e Organização Institucional para C,T&I; Fomento à Popularização e Difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação e Apoio ao Intercâmbio e Cooperação Interinstitucional, Nacional e Internacional. A presidente da Aades, Ana Paula Aguiar, ressaltou que o fortalecimento dos programas governamentais, por meio de políticas públicas sólidas e consistentes, reflete todo esforço do poder público em tornar a política de C,T&I em eixo estruturante do desenvolvimento nacional e do Estado do Amazonas, aproximando a ciência da sociedade. Serão 35 vagas para contratação temporária de profissionais que atuarão no Projeto. Está prevista a


contratação de 21 Analistas Técnicos (8h) e 14 Assistentes Administrativo (8h) com salários que variam de R$1.400,00 a R$2.500,00. As inscrições são gratuitas e válidas para candidatos de todo o território brasileiro. (Fonte: Agecom) http://www.amazonianarede.com.br/amazonas/7266-aades-lan%C3%A7a-edital-para-processoseletivo-simplificado-para-fapeam


Veículo: Site – Grangeiro Editoria: Pag: Assunto: Fapeam promove ciclo de debates sobre atuação das mídias digitais Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Fapeam promove ciclo de debates sobre atuação das mídias digitais agosto 11th, 2013 Grangeiro Notícias Fapeam promove ciclo de debates sobre atuação das mídias digitais O evento será realizado no auditório da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), localizado na Rua Álvaro Braga, 351, no Parque Dez Manaus - O Governo do Amazonas, por intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), realiza nesta terça-feira, das 14h às 17h, a mesa-redonda interdisciplinar ‘A Comunicação Social na Era das Convergências Midiáticas’. O objetivo do encontro é abordar as transformações pelas quais passa a mídia digital, com ênfase para o fenômeno de convergência dos meios de comunicação tradicionais com as possibilidades tecnológicas que não param de surgir. O evento será realizado no auditório da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), localizado na Rua Álvaro Braga, 351, no Parque Dez, zona centro-sul. Na programação da mesa-redonda, acontecerá o lançamento do novo portal da Fapeam (com mais funcionalidade, interatividade e portabilidade) e, também, a apresentação da revista ‘Amazonas Faz Ciência’ número 28, versões impressa e digital, esta desenvolvida especialmente para dispositivos móveis. O público-alvo da mesa-redonda são os profissionais e estudantes das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, design e informática. A entrada é franca e os estudantes terão direito a


certificado emitido pela Fapeam. A abertura do evento terá a presença da diretora-presidenta da Fapeam, Maria Olívia Simão; de representante da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-AM); da chefe da Agência de Comunicação Social (Agecom) do governo do Estado, Lúcia Carla Gama, e do superintendente-geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgílio Viana. A mesa de abertura será seguida pela mesa-redonda, coordenada pelo chefe do Departamento de Difusão do Conhecimento (Decon) da Fapeam, Denison Silvan. Fonte: D24am.com – Diário do Amazonas http://www.grangeiro.com/?p=18473


Veículo: Site – D24Am Editoria: Pag: Assunto: Fapeam promove ciclo de debates sobre atuação das mídias digitais Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Fapeam promove ciclo de debates sobre atuação das mídias digitais 11 Ago 2013 . 21:41 h . Redação . portal@d24am.com O evento será realizado no auditório da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), localizado na Rua Álvaro Braga, 351, no Parque Dez Manaus - O Governo do Amazonas, por intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), realiza nesta terça-feira, das 14h às 17h, a mesa-redonda interdisciplinar ‘A Comunicação Social na Era das Convergências Midiáticas’. O objetivo do encontro é abordar as transformações pelas quais passa a mídia digital, com ênfase para o fenômeno de convergência dos meios de comunicação tradicionais com as possibilidades tecnológicas que não param de surgir. O evento será realizado no auditório da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), localizado na Rua Álvaro Braga, 351, no Parque Dez, zona centro-sul. Na programação da mesa-redonda, acontecerá o lançamento do novo portal da Fapeam (com mais funcionalidade, interatividade e portabilidade) e, também, a apresentação da revista ‘Amazonas Faz Ciência’ número 28, versões impressa e digital, esta desenvolvida especialmente para dispositivos móveis. O público-alvo da mesa-redonda são os profissionais e estudantes das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, design e informática. A entrada é franca e os estudantes terão direito a certificado emitido pela Fapeam.


A abertura do evento terá a presença da diretora-presidenta da Fapeam, Maria Olívia Simão; de representante da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-AM); da chefe da Agência de Comunicação Social (Agecom) do governo do Estado, Lúcia Carla Gama, e do superintendente-geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgílio Viana. A mesa de abertura será seguida pela mesa-redonda, coordenada pelo chefe do Departamento de Difusão do Conhecimento (Decon) da Fapeam, Denison Silvan. http://www.d24am.com/noticias/tecnologia/fapeam-promove-ciclo-de-debates-sobre-atuacao-dasmidias-digitais/93209


Veículo: Site – G1.Globo Editoria: Assunto: Fapeam abre processo seletivo com 35 vagas para Manaus Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Pag: Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Programa:

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Fapeam abre processo seletivo com 35 vagas para Manaus Inscrições são gratuitas e válidas para candidatos de todo o país. Vagas são para Projeto de Implantação dos Sistemas de Monitoramento. A Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (Aades) divulgou edital do Processo Seletivo Simplificado para contratação de profissionais para atuar no Projeto de Implantação dos Sistemas de Monitoramento e Avaliação das linhas de Ação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) de Manaus. Serão 35 vagas para contratação temporária de profissionais que atuarão no Projeto. Está prevista a contratação de 21 Analistas Técnicos (8h) e 14 Assistentes Administrativo (8h) com salários que variam de R$1.400,00 a R$2.500,00. As inscrições são gratuitas e válidas para candidatos de todo o país. De acordo com o edital, o projeto pretende contribuir para o desenvolvimento científico-tecnológico no Estado do Amazonas por meio da implantação de ferramentas de gestão, com a estruturação e aperfeiçoamento de cinco linhas de ação: Fomento à Formação e Capacitação de Recursos Humanos para C,T&I; Fomento à Pesquisa, Tecnologia e Inovação; Apoio à Infraestrutura e Organização Institucional para C,T&I; Fomento à Popularização e Difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação e Apoio ao Intercâmbio e Cooperação Interinstitucional, Nacional e Internacional. http://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2013/08/fapeam-abre-processo-seletivo-com-35-vagaspara-manaus.html


Veículo: Site – Sinadam Editoria: Pag: Assunto: UEA vai inaugurar incubadora de empresas para apoiar iniciativas inovadoras Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

UEA vai inaugurar incubadora de empresas para apoiar iniciativas inovadoras Será inaugurada na próxima terça-feira (13), às 17h, a IN-UEA - incubadora de empresas que vai atuar no apoio a iniciativas inovadoras de empreendedorismo na Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Serão disponibilizadas 15 vagas para projetos de empresários e empresas de base tecnológica que atuem com ações de inovação. O projeto foi concebido há dois anos e beneficiará quatro empresas residentes – que contarão com o apoio e estrutura da incubadora; oito empresas associadas – que já estão em funcionamento e contarão com o apoio da incubadora; e três empresas na categoria hotel de projetos – que não estão formalizadas, mas já possuem ideias concebidas. Segundo o autor da proposta da incubadora, professor Wlademir Leite, a incubadora servirá para transformar ideias inovadoras em negócios. “Vamos cuidar das empresas, dar o suporte necessário na área de consultoria e treinamento, além de auxiliar na participação em eventos. Atenderemos prioritariamente o público da UEA, composto de docentes, discentes, servidores e técnicosadministrativos”, afirmou. O edital da incubadora também será lançado no próximo dia 13 de agosto, às 17h. De acordo com Wlademir Leite, as empresas de todas as categorias terão o prazo de dois anos, prorrogável por mais um ano, para incubação e posterior inserção no mercado de forma independente. O processo de seleção dos projetos deve durar 30 dias, desde a apresentação das propostas, dos documentos e análise do plano de negócios. A incubadora da UEA conta com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e apoio da Secretaria de Estado


de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-AM). “A proposta é um fator positivo para a Universidade e até critério de análise do Ministério da Educação na qualificação da instituição. Também será possível conseguir outros investimentos para a UEA a partir da atuação da incubadora”, afirmou. O edital de chamamento de propostas de empresas será publicado no portal da UEA também no dia 13 de agosto. A inauguração da incubadora acontecerá no auditório da Escola Superior de Ciências Sociais (ESO), localizada na Avenida Castelo Branco, nº 504, bairro Cachoeirinha, em Manaus. Mais informações podem ser obtidas por meio do endereço eletrônico wfilho@uea.edu.br.Será inaugurada na próxima terça-feira (13), às 17h, a IN-UEA - incubadora de empresas que vai atuar no apoio a iniciativas inovadoras de empreendedorismo na Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Serão disponibilizadas 15 vagas para projetos de empresários e empresas de base tecnológica que atuem com ações de inovação. O projeto foi concebido há dois anos e beneficiará quatro empresas residentes – que contarão com o apoio e estrutura da incubadora; oito empresas associadas – que já estão em funcionamento e contarão com o apoio da incubadora; e três empresas na categoria hotel de projetos – que não estão formalizadas, mas já possuem ideias concebidas. Segundo o autor da proposta da incubadora, professor Wlademir Leite, a incubadora servirá para transformar ideias inovadoras em negócios. “Vamos cuidar das empresas, dar o suporte necessário na área de consultoria e treinamento, além de auxiliar na participação em eventos. Atenderemos prioritariamente o público da UEA, composto de docentes, discentes, servidores e técnicosadministrativos”, afirmou. O edital da incubadora também será lançado no próximo dia 13 de agosto, às 17h. De acordo com Wlademir Leite, as empresas de todas as categorias terão o prazo de dois anos, prorrogável por mais um ano, para incubação e posterior inserção no mercado de forma independente. O processo de seleção dos projetos deve durar 30 dias, desde a apresentação das propostas, dos documentos e análise do plano de negócios. A incubadora da UEA conta com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e apoio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-AM). “A proposta é um fator positivo para a Universidade e até critério de análise do Ministério da Educação na qualificação da instituição. Também será possível conseguir outros investimentos para a UEA a partir da atuação da incubadora”, afirmou. O edital de chamamento de propostas de empresas será publicado no portal da UEA também no dia 13 de agosto. A inauguração da incubadora acontecerá no auditório da Escola Superior de Ciências Sociais (ESO), localizada na Avenida Castelo Branco, nº 504, bairro Cachoeirinha, em Manaus. Mais informações podem ser obtidas por meio do endereço eletrônico wfilho@uea.edu.br. http://www.sinadam.org.br/?n=649


Veículo: Site – Sinadam Editoria: Pag: Assunto: Apresentação do telejornal que traz a ciência como tema, voltado para o público infantil. Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não

Programa:

Data: 12/08/2013

Apresentação do telejornal que traz a ciência como tema, voltado para o público infantil. Data:13/08/2013 - 09:00h Apresentado por bonecos e atores, os episódios foram gravados no centro de visitação do Museu da Amazônia no Jardim Botânico de Manaus, na Reserva Florestal Adolpho Ducke. Projeto desenvolvido pelo Musa, com recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), do Fundo Amazônia e do convênio Musa-UEA. Telejornal voltado para o público infantil Horários: 9h e 15h Duração média: 30 minutos Local: Jardim Botânico de Manaus - Av. Uirapuru s/nº - Cidade de Deus Entrada gratuita http://www.museudaamazonia.org.br/index.php?q=94-agenda-4379-jornal-natural


Veículo: Site – Terra da gente Editoria: Assunto: Livro mostra a importância da bacia do Tarumã-Mirim (AM) Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Pag:

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Livro mostra a importância da bacia do Tarumã-Mirim (AM) Obra tem como objetivo capacitar professores e alunos sobre a preservação dos recursos hídricos 12/08/2013 - 08:17 Terra da Gente, com indo Inpa A interação entre pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) e estudantes dos ensinos fundamental e médio durante a realização de projetos na comunidade Nossa Senhora de Fátima, na bacia do Tarumã-Mirim, na área rural de Manaus (AM), resultou na publicação do livro “Tópicos em Recursos Hídricos: uma abordagem para professores dos ensinos fundamental e médio na Amazônia”. “Durante os projetos abordávamos vários temas sobre os recursos hídricos, em forma de palestras e oficinas. Na primeira fase, eram os pesquisadores e os bolsistas que davam palestras. Na segunda, foram os alunos que repetiam as oficinas e desenvolveram outras atividades voltadas para ciência na escola. Foi voltado para a educação ambiental propriamente dita”, afirma Domitila Pascoaloto. De acordo com a pesquisadora, o livro aborda os recursos hídricos em linguagem simples. O objetivo é o de capacitar professores e alunos para agirem como disseminadores da importância do uso racional da água na bacia do Tarumã-Mirim. A primeira parte da obra faz uma abordagem geral sobre os recursos hídricos. Já a segunda visa instruir professores dos ensinos fundamental e médio. A terceira parte, por sua vez, apresenta a produção artística dos estudantes durante o projeto. A publicação foi financiada pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e, em breve, estará disponível on-line. Por enquanto, o livro está sendo distribuído aos


interessados pelos pesquisadores Domitila Pascoaloto e Sebastião Átila no Campus I do Inpa. Interessados de outras localidades podem ser solicitar exemplares por telefone (92) 3643-3167 ou por e-mail domitila@inpa.gov.br. Cartilha Como um dos produtos artísticos do projeto, foi desenvolvida a cartilha Heroínas do PAP (Papel, Alumínio e Plástico) pelas estagiárias do Inpa/CPCR. O folheto pretende contribuir na conscientização dos leitores para a preservação e conservação dos igarapés. A cartilha ambiental conta com ilustrações, além de jogos educativos sobre o conteúdo do livro. “A cartilha foi baseada na sensibilização que as meninas tiveram quanto ao igarapé perto da casa delas. Então, se elaborou uma história integrando o que elas vivenciaram durante o estágio científico, tanto em campo quanto (em) laboratório e oficinas, e com o que aprenderam no curso de reciclagem da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas). A história é de um grupo de heroínas que se juntam para salvar o lago da escola”, explica Pascoaloto. Serviço Livro “Tópicos em Recursos Hídricos” Autores: Domitila Pascoaloto, Márcio Luiz da Silva e Sebastião Átila Miranda Realização: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI) Preço: Os exemplares estão sendo distribuídos no Campus I do Inpa (Av. André Araújo, 2.936, Bairro Petrópolis, Manaus (AM) e podem ser solicitados por e-mail (domitila@inpa.gov.br) ou telefone (92) 3643-3167) http://www.terradagente.com.br/noticias/NOT,0,0,870531,Livro+mostra+a+importancia+da+bacia+ do+Taruma-Mirim+AM.aspx


Veículo: Site – Portal do Sidoca Editoria: Assunto:Lançado Processo Seletivo para FAPEAM Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Pag: Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Lançado Processo Seletivo para FAPEAM Aades lança edital para Processo Seletivo Simplificado para Fapeam Lançado Processo Seletivo para FAPEAM A Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (Aades) publicou na quinta-feira, 8 de agosto, no Diário Oficial do Estado, o edital do Processo Seletivo Simplificado para contratação de profissionais para atuar no Projeto de Implantação dos Sistemas de Monitoramento e Avaliação das linhas de Ação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) na cidade de Manaus, que será executado em parceria com a Fapeam. O edital está disponível no endereço eletrônico www.aades.am.gov.br. O projeto pretende contribuir para o desenvolvimento científico-tecnológico no Estado do Amazonas por meio da implantação de ferramentas de gestão, com a estruturação e aperfeiçoamento de cinco linhas de ação: Fomento à Formação e Capacitação de Recursos Humanos para C,T&I; Fomento à Pesquisa, Tecnologia e Inovação; Apoio à Infraestrutura e Organização Institucional para C,T&I; Fomento à Popularização e Difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação e Apoio ao Intercâmbio e Cooperação Interinstitucional, Nacional e Internacional. A presidente da Aades, Ana Paula Aguiar, ressaltou que o fortalecimento dos programas governamentais, por meio de políticas públicas sólidas e consistentes, reflete todo esforço do poder público em tornar a política de C,T&I em eixo estruturante do desenvolvimento nacional e do


Estado do Amazonas, aproximando a ciência da sociedade. Serão 35 vagas para contratação temporária de profissionais que atuarão no Projeto. Está prevista a contratação de 21 Analistas Técnicos (8h) e 14 Assistentes Administrativo (8h) com salários que variam de R$1.400,00 a R$2.500,00. As inscrições são gratuitas e válidas para candidatos de todo o território brasileiro. http://www.portaldosidoca.com.br/index.php/en/noticias/item/lancado-processo-seletivo-parafapeam


Veículo: Site – Jusclip Editoria: Pag: Assunto:Aades lança edital para Processo Seletivo Simplificado para Fapeam Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Aades lança edital para Processo Seletivo Simplificado para Fapeam 09/08/2013 A Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (Aades) publicou na quinta-feira, 8 de agosto, no Diário Oficial do Estado, o edital do Processo Seletivo Simplificado para contratação de profissionais para atuar no Projeto de Implantação dos Sistemas de Monitoramento e Avaliação das linhas de Ação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) na cidade de Manaus, que será executado em parceria com a Fapeam. O edital está disponível no endereço eletrônico www.aades.am.gov.br . O projeto pretende contribuir para o desenvolvimento científico-tecnológico no Estado do Amazonas por meio da implantação de ferramentas de gestão, com a estruturação e aperfeiçoamento de cinco linhas de ação: Fomento à Formação e Capacitação de Recursos Humanos para C,T&I; Fomento à Pesquisa, Tecnologia e Inovação; Apoio à Infraestrutura e Organização Institucional para C,T&I; Fomento à Popularização e Difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação e Apoio ao Intercâmbio e Cooperação Interinstitucional, Nacional e Internacional. A presidente da Aades, Ana Paula Aguiar, ressaltou que o fortalecimento dos programas governamentais, por meio de políticas públicas sólidas e consistentes, reflete todo esforço do poder público em tornar a política de C,T&I em eixo estruturante do desenvolvimento nacional e do Estado do Amazonas, aproximando a ciência da sociedade. Serão 35 vagas para contratação temporária de profissionais que atuarão no Projeto. Está prevista a contratação de 21 Analistas Técnicos (8h) e 14 Assistentes Administrativo (8h) com salários que variam de R$1.400,00 a R$2.500,00. As inscrições são gratuitas e válidas para candidatos de todo o território brasileiro. http://jusclip.com.br/aades-lanca-edital-para-processo-seletivo-simplificado-para-fapeam/


Veículo: Site – UEA Editoria: Pag: Assunto:Pós-graduação do Amazonas receberá investimentos de R$ 5,5 milhões Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Pós-graduação do Amazonas receberá investimentos de R$ 5,5 milhões O fortalecimento da pós-graduação no Amazonas, com o apoio à publicação de artigos científicos e à excelência acadêmica, terá um incentivo a mais com o lançamento de três Editais de Excelência da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM). Os Editais visam estimular e aumentar o qualitativo e o quantitativo de produção científica, tecnológica e de inovação. Ao todo, serão investidos pelo Governo do Amazonas R$ 5.500 milhões. O lançamento ocorreu, nesta quarta-feira (07/08), no auditório da Reitoria da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Os Editais têm como objetivo atender necessidades de programas de pós-graduação stricto sensu, reconhecidos pela Coordenação de Pessoal de Nível Superior (Capes), sediados no Amazonas. A diretora-presidenta da FAPEAM, Maria Olívia Simão, explicou que a intenção é ampliar as chances dos cientistas do Amazonas de publicarem os resultados de suas pesquisas em periódicos e/ou revistas científicas classificadas como A1, A2 e B1 no Qualis Capes (que serve como indicador de qualidade das revistas científicas nacionais). "Quando temos uma pós-graduação com índices de excelência, a formação de recursos humanos também será de excelência. Ao mesmo tempo em que trabalhamos a pós-graduação, estamos fortalecendo os grupos de pesquisa do Estado, no sentido de perenizar as ações. Dessa forma, damos a oportunidade a diversas pessoas de terem uma formação de qualidade”, pontuou. Para o reitor da UEA, Cleinaldo de Almeida Costa, a pós-graduação no Amazonas apresenta,


atualmente, um crescimento positivo e os Programas lançados ajudarão a fortalecer e reconhecer as produções feitas por grupos de pesquisa do Estado. “É possível que as publicações locais atinjam um patamar mais elevado em áreas de impacto nacionalmente”, ressaltou Costa. Confira os Editas O primeiro Edital (018/2013) refere-se ao Programa de Apoio à Excelência Acadêmica (PróExcelência) e visa contribuir com o fortalecimento e a consolidação dos programas de pósgraduação stricto sensu recomendados pela Capes. O aporte financeiro é de R$ 1 milhão. O segundo Edital (019/2013), referente ao Programa Estratégico de Ciência, Tecnologia & Inovação nos Programas de Pós-Graduação do Estado do Amazonas (Pecti/AM-PG), visa fortalecer e consolidar os cursos de pós-graduação stricto sensu das Instituições de Pesquisa e/ou de Ensino Superior (Ipes), que tenham caráter público ou privado, sem fins lucrativos. Os recursos para este Programa são de R$ 2.800 milhões. Para ajudar a fortalecer a publicação de artigos científicos, a FAPEAM lançou o Programa de Apoio à Publicação de Artigos Científicos (Papac), referente ao Edital 020/2013. A iniciativa terá a missão de ampliar a produção científica, tecnológica e de inovação de pesquisadores vinculados às Ipes. O aporte financeiro é de R$ 1.700 milhão. Estiveram presentes no evento reitores, pró-reitores, coordenadores de cursos de pós-graduação, representantes de instituições de ensino e membros da Câmara de Pesquisa do Amazonas. Também esteve na solenidade a secretária executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, Alcídia de Araújo Moraes. http://www3.uea.edu.br/noticia.php?notId=27643


Veículo: Site – Passei Aki Editoria: Assunto:"Mídias sociais" são tema de mesa-redonda na Fapeam Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Pag: Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não

Programa:

Data: 12/08/2013

"Mídias sociais" são tema de mesa-redonda na Fapeam Extraído de: emtempo.dia.dia Agosto 09, 2013 "A comunicação social na era das convergências midiáticas" é o tema de mesa-redonda interdisciplinar que a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), realiza na próxima terça-feira (13), das 14h às 17h. O evento será realizado no auditório da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), localizado na rua Álvaro Braga, 351, no Parque Dez e objetivo é abordar as transformações pelas quais passa a mídia digital, com ênfase para o fenômeno de convergência dos meios de comunicação tradicionais com as possibilidades tecnológicas que não param de surgir. Na programação da mesa-redonda acontecerá o lançamento do novo portal Fapeam e também a apresentação da revista Amazonas Faz Ciência número 28, versões impressa e digital, esta desenvolvida especialmente para dispositivos móveis. O público-alvo da mesa-redonda são os profissionais e estudantes das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, design e informática. A entrada é franca e os estudantes terão direito a certificado de participação emitido pela Fapeam. Autor: Escrito por Redação http://www.passeiaki.com/noticias/midias-sociais-sao-tema-mesa-redonda-fapeam


Veículo: Site – Promad Editoria: Pag: Assunto:Gestores e cientistas propõem sugestões ao novo Código da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil na Assembleia Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Gestores e cientistas propõem sugestões ao novo Código da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil na Assembleia A Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) abriu espaço, na última quinta-feira (8), para discutir em Audiência Pública o novo Código da Ciência, Tecnologia e Inovação do Brasil. O debate teve como autor o deputado José Ricardo Wendling (PT), presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação e Informática da Assembleia, em parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação do Amazonas (Secti), e contou com a presença do deputado federal, Sibá Machado (PT/AC), relator do projeto na Câmara dos Deputados. Esse é o quinto debate realizado nos estados brasileiros (já houve discussão em São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Acre), onde especialistas de órgãos e instituições científicas contribuem com propostas para a melhoria do novo Código da Ciência, que abrange cinco projetos de lei e com previsão de ser votado até o final do ano. ?Para o Amazonas, o debate do novo Código tem fundamental importância, no momento em que se buscam novas alternativas econômicas para a região, em especial, focadas na biodiversidade. Nessa discussão, também tivemos a oportunidade de colocar em pauta a visão da Amazônia sobre as definições e os alinhamentos necessários ao êxito do Projeto, enquanto política pública?, destacou José Ricardo, ressaltando a necessidade do Código garantir a desconcentração dos investimentos em pesquisas e o incentivo aos estudos sobre a biodiversidade da Amazônia que beneficiem a população. Para o secretário de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Sect), Odenildo Sena, há muitos anos, surgiram as primeiras discussões para enfrentar o desafio de construir o novo marco legal da ciência brasileira. ?Uma legislação moderna e avançada, para contribuir com a área científica.


Porque a legislação em vigor tem sido um obstáculo para a ciência?, explicou Odenildo. Avanços na C&T O deputado federal Sibá Machado (PT/AC), relator do projeto que foi protocolado tanto no Senado Federal quanto na Câmara dos Deputados, quer receber contribuições de todo o País. ?Queremos avançar na área de C&T. O País já avançou muito no setor agropecuário, mas ainda precisa melhorar na área industrial. Dividimos o Código em cinco projetos de lei (duas PECs, Lei no 2.177/2011 - altera Lei da Inovação, Regime Diferenciado de Contratação Pública ? RDC - e Lei de Acesso à Biodiversidade), para avançar na legislação nacional, a fim de que a pesquisa científica e tecnológica tenha tratamento prioritário?, esclareceu o relator, enfatizando que todas as propostas serão estudadas e analisadas para compor o Código Nacional. Entenda o Código Nacional O Projeto de Lei nº 2.177/2011, que institui o Código Nacional e de autoria de dez deputados federais, moderniza a legislação na área da CT&I, dá celeridade aos processos e fortalece as pesquisas no Brasil. O objetivo da proposta é alcançar a autonomia tecno¬lógica e o desenvolvimento industrial brasileiro, além de promover a capacitação profissio¬nal para a área, sendo um documento bacilar ao desenvolvimento científico do Brasil. Participaram também da Audiência Pública, dentre outros órgãos e entidades: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), Serviço Nacional da Indústria (Senai), Fundação Centro de Análise, Pesquisa e Inovação Tecnológica (Fucapi), Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas (Sebrae), Agência de Fomentos do Estado do Amazonas (Afeam), Fundação de Defesa da Biosfera (FDB) e Associação de Fabricantes Industriais (Aficam). TEXTO: Assessoria do Deputado Fonte: Diretoria de Comunicação Fonte: AL Amazonas - http://www.aleam.gov.br/ http://noticias.promad.adv.br/aleam/192672/Gestores%20e%20cientistas%20prop%C3%B5em %20sugest%C3%B5es%20ao%20novo%20C%C3%B3digo%20da%20Ci%C3%AAncia, %20Tecnologia%20e%20Inova%C3%A7%C3%A3o%20do%20Brasil%20na%20Assembleia


Veículo: Site – JusBrasil Editoria: Assunto: FCecon amplia pesquisas em oncologia Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Pag: Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

FCecon amplia pesquisas em oncologia A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon) aumentou em 74% o número de bolsistas com pesquisas em desenvolvimento na área de oncologia na instituição entre 2011, quando o Programa de Apoio à Iniciação Científica (Paic) foi implantado, e neste ano. O Paic-FCecon começou de forma tímida, há dois anos, no hospital que hoje é considerado referência no tratamento do câncer em toda a Amazônia Ocidental, com a adesão, à época, de 23 acadêmicos das diversas áreas da saúde. Nesta quarta-feira, 7 de agosto, durante a abertura da II Jornada Científica Paic-FCecon, foram apresentados aos 40 novos bolsistas que farão parte da nova etapa do programa denominada 2013/2014 as regras e propósitos do programa. Segundo a diretora de Ensino e Pesquisa da instituição, Kátia Luz Torres, o aumento do número de interessados neste tipo de trabalho é fruto de uma ação conjunta entre o hospital e a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) para alavancar a área científica no Estado. “Podemos dizer que a FCecon é um terreno fértil. A iniciação científica tem como propósito plantar uma semente e é isso que estamos fazendo aqui na Fundação”, disse. Os novos pesquisadores terão o prazo de um ano para desenvolverem os trabalhos, todos eles voltados para a área da oncologia, os quais no futuro poderão influenciar na melhoria da assistência ao paciente com câncer não só no Brasil, mas também em outros países. Encerramento do Paic 2012/2013 - A II Jornada Científica Paic-FCecon, que ocorre até o próximo dia 9 (sexta-feira), terá na sua programação a apresentação e defesa dos resultados das 36 pesquisas desenvolvidos nos últimos 12 meses (Paic 2012/2013) para uma banca de doutores convidados pela instituição. Em seguida, eles deverão ser publicados em revistas científicas ou apresentados em outros eventos da área.


Já os 40 universitários que iniciaram a nova etapa do programa (Paic 2013/2014) nesta quarta-feira terão até setembro para apresentarem os primeiros artigos individuais e até julho do próximo ano para concluírem as pesquisas. Os trabalhos dos dois grupos de acadêmicos serão expostos no II Congresso Pan Amazônico de Oncologia, que acontecerá em Manaus, entre os dias 27 e 30 de novembro, no Manaus Plaza Shopping – avenida Djalma Batista – e cujas inscrições estão abertas e podem ser feitas no site http://www. panamazonicodeoncologia.com.br . O evento será promovido pela FCecon, por meio da Diretoria de Ensino e Pesquisa. http://gov-am.jusbrasil.com.br/politica/104252641/fcecon-amplia-pesquisas-em-oncologia


Veículo: Site – Manaus Fun Editoria: Pag: Assunto: Sessões de violino estimulam crianças e adolescentes autistas em Manaus Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Sessões de violino estimulam crianças e adolescentes autistas em Manaus Estimular crianças e adolescentes autistas e conciliar o hobby com a profissão é um desejo antigo da pesquisadora Thais Helena Chaves Castro, professora doutora de computação da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). A audição é usada com os alunos executando o som para que eles possam reproduzi-lo. Arquivo/ Thais CastroGrande admiradora do violino, Castro inicia este mês as atividades do projeto ‘Investigação em Tecnologia Assistiva voltada à Socialização de Crianças com Necessidades Educacionais Especiais através da Musicalização em Ambientes Virtuais Imersivos’. O projeto é voltado para crianças e adolescentes autistas entre 6 e 15 anos, e tem duração de dois anos. A iniciativa conta com o apoio do Governo do Estado do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado Amazonas (Fapeam), através do Programa Primeiros Projetos (PPP), e é voltada para o desenvolvimento de atividades que envolvem técnicas de ensino de musicalização com ênfase em violino e sistemas computacionais. “O objetivo é encontrar um método de integração entre tecnologia assistiva e técnicas de ensino de violino, para assim chegar a um novo processo de ensino pra crianças com autismo”, afirmou a pesquisadora. METODOLOGIA DO PROJETO As sessões conta apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado Amazonas (Fapeam), por meio do Programa Primeiros Projetos. Foto: CIÊNCIAemPAUTA/ Débora MartinsO projeto conta


com um método diferenciado com o uso de lousa interativa e jogos no computador. A audição é um sistema a ser usado pela professora de violino Núbia Barros que também atua com os alunos por meio da repetição, executando o som para que eles possam reproduzi-lo. Barros acredita que não há pessoas incapazes de aprender, uma vez que sejam estimuladas por meio de estratégias de aprendizagem diferenciadas, e vê essa iniciativa uma nova perspectiva de ensino. As atividades estão acontecendo às quintas-feiras, nos horário de 10h às 11h e de 14h às 15h, na Faculdade de Tecnologia (FT), no Instituto de Computação, sala 1118, setor Norte da Ufam. O QUE É O AUTISMO? O autismo é um transtorno de desenvolvimento que aparece nos três primeiros anos de vida, suas causas exatas continuam desconhecidas, mas essa é uma área de pesquisa ativa. O autismo afeta o desenvolvimento normal do cérebro relacionado às habilidades sociais e de comunicação. http://www.manausfun.com/?p=5664


Veículo: Site – D24Am Editoria: Pag: Assunto: AADES lança edital para temporários com salário até R$ 2,5 mil Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

AADES lança edital para temporários com salário até R$ 2,5 mil 11 Ago 2013 . 21:02 h As inscrições são gratuitas e válidas para candidatos de todo o território brasileiro Manaus - A Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (AADES) lançou edital com 35 vagas para contratação temporária de profissionais para o Projeto de Implantação dos Sistemas de Monitoramento e Avaliação das linhas de Ação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) em Manaus. Os salários variam de R$ 1,4 mil a R$ 2,5 mil. O edital do PSS foi publicado na quinta-feira (8) no Diário Oficial do Estado e prevê a contratação de 21 analistas técnicos e 14 assistentes administrativos, ambos com jornada de trabalho de oito horas. O edital está disponível no endereço eletrônico www.aades.am.gov.br. O projeto pretende contribuir para o desenvolvimento científico-tecnológico no Estado do Amazonas, por meio da implantação de ferramentas de gestão, com a estruturação e aperfeiçoamento de cinco linhas de ação: Fomento à Formação e Capacitação de Recursos Humanos para CT&I; Fomento à Pesquisa, Tecnologia e Inovação; Apoio à Infraestrutura e Organização Institucional para C,T&I; Fomento à Popularização e Difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação e Apoio ao Intercâmbio e Cooperação Interinstitucional, Nacional e Internacional impactando positivamente para o desenvolvimento econômico e social da região. As inscrições são gratuitas e válidas para candidatos de todo o território brasileiro. http://www.d24am.com/noticias/economia/aades-lanca-edital-para-temporarios-com-salario-ate-r25-mil/93206


Veículo: Site – D24Am Editoria: Pag: Assunto: Cientistas identificam gene que torna arroz resistente à seca Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Programa:

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Cientistas identificam gene que torna arroz resistente à seca 11 Ago 2013 . 22:17 h . Com informações de agências . portal@d24am.com Manipulação genética permite que variedade de arroz chegue às camadas mais profundas do solo para resistir à seca Paris - O arroz, um dos mais importantes alimentos do mundo mas muito sensível à falta d´água, terá que se adaptar à seca provocada pelas mudanças climáticas. No entanto, cientistas identificaram um gene que favorece o crescimento de raízes, permitindo às plantas captar água em camadas mais profundas do solo. Estes resultados foram publicados recentemente na edição da revista ‘Nature Genetics’. O arroz é, juntamente com o milho e o trigo, um dos cereais mais cultivados do mundo. Atualmente, é a base alimentar de 3 bilhões de pessoas e as estimativas de crescimento demográfico mostram a necessidade de aumentar em 40% a produtividade dos arrozais em regiões sujeitas à seca até 2025. Em razão de seu enraizamento superficial, o arroz é particularmente sensível ao ‘estresse hídrico’, à falta d´água, em comparação com outras culturas. A melhora genética de sua tolerância à seca é uma das estratégias mais promissoras para enfrentar o problema, ao favorecer o crescimento de raízes para que a planta possa alcançar reservas mais profundas de água no solo. A equipe de Yusaku Uga, do Instituto Japonês de Ciências Agrobiológicas, identificou um gene denominado DRO1, que favorece o crescimento de raízes para baixo, permitindo, portanto, um enraizamento mais profundo.


Em seguida, os cientistas selecionaram duas variedades de arroz: o IR64, uma das mais cultivadas na Ásia, porém de enraizamento superficial, e o Kinandang Patong, variedade cultivada nas Filipinas, que se enraíza profundamente no solo. Eles desenvolveram uma planta denominada Dro1NIL a partir da fusão genética do arroz IR64, à qual transferiram o gene DRO1, expresso no Kinandang Patong. Profundidade Os cientistas constataram que as plantas Dro1-NIL assim obtidas tinham um sistema de raízes mais profundo (a profundidade máxima das raízes foi mais que o dobro da do arroz RI64), sem outras diferenças significativas. Eles também estudaram o impacto do gene DRO1 na resistência à seca, comparando as variedades Dro1-NIL e IR64 em diferentes condições de cultivo. Eles demonstraram que uma seca moderada reduziria o rendimento da variedade IR64 a apenas 42% do rendimento em condições sem seca, enquanto uma seca severa levaria a um rendimento praticamente nulo. Rendimento Em contrapartida, o arroz Dro1-NIL não foi praticamente afetado pela seca moderada, enquanto seu rendimento caiu cerca de 30% em caso de seca severa, segundo os cientistas que fizeram o estudo. Por fim, em condições sem seca, o rendimento desta planta modificada não apresentou diferenças em relação ao do arroz IR64, destacaram os cientistas. “Nossos resultados abrem a via para novas estratégias de seleção, usando genes influentes na arquitetura do sistema radicular (número de raízes) para desenvolver variedades com uma forte capacidade de adaptação à seca”, informaram os cientistas. “Nós estamos avaliando agora o desempenho do DRO1 com o Instituto Internacional de Pesquisa sobre o Arroz. Se conseguirmos obter resultados positivos sobre o estudo, esperamos lançar esta variedade nos países asiáticos”, escreveu à AFP Yusaku UgaP. “Nós também estamos tentando introduzir o DRO1 nas variedades principais da América Latina, com o Centro Internacional para Agricultura Tropical (Ciat)”, acrescentou. http://www.d24am.com/amazonia/meio-ambiente/cientistas-identificam-gene-que-torna-arrozresistente-a-seca/93218


Veículo: Site – Inpa Editoria: Pag: Assunto: Importância da vitamina A é discorrida em capítulo produzido por pesquisadores do Inpa Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Importância da vitamina A é discorrida em capítulo produzido por pesquisadores do Inpa 2013-08-09 – 11:30:37 O livro “Bases Bioquímicas e Fisiológicas da Nutrição” contou com a participação dos pesquisadores do Inpa, Jaime Aguiar e Lúcia Yuyama Por Eduardo Phillipe As mais variadas pesquisas da área de nutrição apontam que há uma deficiência de vitamina A, sendo este um dos maiores problemas de nutrição e saúde pública em diversos países do mundo. Em vista a essa necessidade de conhecer sua importância e como inseri-la na dieta do brasileiro, os pesquisadores da Coordenação de Sociedade, Ambiente e Saúde (CSAS) do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI), Lúcia Yuyama e Jaime Aguiar, participaram da produção do livro “Bases Bioquímicas e Fisiológicas da Nutrição”, discorrendo um capítulo sobre vitamina A e suas funções. Essa deficiência crônica de vitamina A tornou um dos mais resistentes problemas nutricionais dos países em desenvolvimento e, provavelmente, a causa mais importante a ser combatida para a prevenção da cegueira em crianças. “A alimentação e a nutrição são fundamentais para o desenvolvimento humano e devem estar inseridas em um contexto de ações integradas voltadas para a prevenção de processos de carências, como a hipovitaminose”, afirma Jaime Aguiar. Fontes alimentares e valor educacional


Considerando que a vitamina A não é sintetizada pelo organismo humano, ela deve ser obtida por meio de uma alimentação que seja forte nesse composto. O incentivo ao consumo de frutas, verduras e legumes, destacando as frutas da Amazônia, como o abricó, buriti, tucumã e pupunha, com teor elevado de caroteno, deve ser implementado junto à população. De acordo com Aguiar, o livro proporcionará informações valiosas ao que concernem conhecimentos básicos da área de nutrição. “Este livro tem como objetivo proporcionar aos alunos do curso de nutrição, tanto da graduação e da pós-graduação, assim como os interessados em conhecimentos básicos da área de Bioquímica e da Fisiologia da Nutrição, informações científicas clássicas e também as descobertas mais atuais sobre esse emaranhado de reações químicas do organismo humano”, finaliza o pesquisador. A obra foi organizada pelas pesquisadoras Silvia Maria Franciscato Cozzolino e Cristiane Cominetti, com a colaboração de vários pesquisadores da área de nutrição. Lúcia Yuyama A pesquisadora, que atuava no Inpa há 26 anos na área de ciência dos alimentos e nutrição, faleceu no dia 24 de abril deste ano, na cidade de Barretos (SP) em decorrência de um câncer. Lúcia Yuyama trabalhou no Instituto desde 1987, avaliando o potencial nutricional e funcional dos recursos alimentares oriundos da biodiversidade Amazônica, principalmente as frutas da região, como meio de promover a segurança alimentar e nutricional com o intuito de contribuir com as políticas públicas de promoção da alimentação saudável e melhoria da qualidade de vida. Foto da chamada: Eduardo Gomes http://www.inpa.gov.br/noticias/noticia_sgno2.php?codigo=2887


Veículo: Site – Inpa Editoria: Pag: Assunto:Pesquisa do Inpa consegue identificar casos em que morte pode ter sido causada por overdose Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Pesquisa do Inpa consegue identificar casos em que morte pode ter sido causada por overdose 2013-08-12 – 10:31:18 A pesquisa desenvolvida no Instituto, por meio de estudo com larvas de moscas, permite detectar, em indivíduos mortos, se houve abuso de cocaína mesmo após vários dias de óbito A pesquisa, desenvolvida pela estudante de mestrado do programa de Pós-Graduação em Entomologia (PPG-ENT) do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa/MCTI), Tamires Rezende Vieira, analisou a presença de cocaína na cutícula de larvas de moscas criadas em tecido morto intoxicado, que dá possibilidade de saber o intervalo pós-morte (IPM) e se a causa foi por overdose da droga. A pesquisa faz parte do ramo da entomotoxicologia forense, que utiliza os insetos para detectar substâncias tóxicas. Essa informação pode ser útil para uma investigação dentro do âmbito judicial. No Inpa é o primeiro trabalho nesse sentido. “Trata da detecção de drogas de abuso (cocaína) em larvas de insetos que se desenvolvem em corpos em decomposição. Em pessoas que morrem pelo efeito de superdosagem, a droga pode ser detectada nos insetos, mesmo depois de vários dias após a morte”, explica o orientador e pesquisador do Inpa, José Albertino Rafael. Método Na experimentação, foram introduzidos 18 coelhos, seis para controle (sem droga), seis receberam DL 50 (dose que mata 50%) e outros seis receberam DL 100.


Após a morte dos coelhos por injeção de uma overdose de cocaína, o fígado foi retirado para ser utilizado como substrato para a criação das larvas das moscas. O fígado é o órgão que absorve mais rapidamente a droga. Segundo José Albertino, a vantagem desse método é que no caso do corpo em decomposição, a droga se dilui e dissipa, desaparecendo rapidamente no meio ambiente. Já nas larvas necrófagas (que se alimentam de tecido animal morto), ela absorve a droga que fica armazenada e concentrada no seu tecido. “Por meio da larva a droga é preservada no seu corpo e facilita a sua detecção para informar à polícia, por exemplo, que aquele corpo morreu ou, pelo menos, esteve envolvido com tal droga”, ressalta o pesquisador. O estudo se concentrou em analisar as larvas das moscas no estágio 3 – nesse estágio a larva está maior e acumula maior quantidade de cocaína, portanto mais fácil de detectar por métodos químicos. Foram utilizados dois métodos para detectar a presença de droga no tecido vivo da larva: imunohistoquímica e cromatografia de camada delgada. Diferença de tamanho das larvas é indicador Se comparado o tamanho das larvas presentes em indivíduos que estiveram sob o efeito da droga com larvas presentes em indivíduos sem a presença de droga no organismo, esse tamanho é diferente. Isso acontece porque, de acordo com o pesquisador, há drogas que aceleram o desenvolvimento da larva, num curto período de tempo, e há outras que retardam. No caso da cocaína, ela acelera o desenvolvimento. “Os resultados mostraram que é possível subsidiar laudos no âmbito judicial com base em informações coletadas nas larvas que se desenvolvem em carcaças sob suspeita de uso de cocaína. Mostrou ainda que as larvas criadas em substrato animal intoxicado com cocaína sofrem alterações morfológicas e físicas como peso, largura e comprimento que podem ser indicativo de influência da cocaína”, observou a estudante Tamires Vieira. Experimentos futuros De acordo com Albertino Rafael, o próximo passo é expandir os estudos utilizando outras drogas e firmar uma parceira com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), que apoiou a pesquisa, a fim de subsidiar a Polícia Civil do Estado do Amazonas. O experimento teve autorização do Conselho de Ética do Inpa, apoio da equipe de veterinários do Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS) e a droga foi doada pela Polícia Federal do Amazonas. Foto da chamada: José Albertino (Acervo pesquisador) http://www.inpa.gov.br/noticias/noticia_sgno2.php?codigo=2888


Veículo: Site – Ciência em Pauta Editoria: Pag: Assunto:Estudantes de engenharia da UEA participam de competição nacional Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Estudantes de engenharia da UEA participam de competição nacional CIÊNCIAEMPAUTA, POR CLEIDIMAR PEDROSO Postado em 10/08/2013 Estudantes de engenharia da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) aceitaram o desafio de projetar, desenvolver, construir e operar um veículo de competições conhecido como mini-BAJA. Usado em competições off-road (fora de estrada), o veículo tem esse nome porque as disputas ocorriam no deserto de Baja, nos Estados Unidos. São 14 estudantes de engenharia mecânica, controle e automação, elétrica e produção que formam a equipe Baja-UEA e que vão somar seus conhecimentos e experiências para construir o veículo para participar, em 2014, da competição nacional organizada pela SAE BRASIL (Society of Automotive Engineers). Desde 2003, a disputa é realizada em Piracicaba (SP). As informações são de Flávio Gabriel Barrozo, acadêmico de engenharia mecânica capitão da equipe Baja-UEA. Os alunos estão sob a orientação do professor doutor Eduardo Rafael Barreda. “A equipe é subdividida em grupos de construção. Os alunos de engenharia mecânica participam da construção do chassi, suspensão, sistemas de freio e transmissão do carro. Alunos de controle e automação participam da construção da suspensão e dos circuitos e sistemas elétricos, nesse último são apoiados por alunos de engenharia elétrica. Os alunos de engenharia de produção participam na gestão do projeto, eles ficam responsáveis pela compra de insumos, prestação de contas, marketing e comunicação, e da fiscalização de relatórios e processos de construção”, explicou Flávio. O desafio lançado pela SAE Brasil, filiada à SAE Internacional, e a força de vontade em ser a primeira equipe do Amazonas e a segunda do Norte é o que motiva a equipe, explicou o capitão da


Baja-UEA. Para ele, profissionalmente, o projeto é uma excelente oportunidade de ganhar experiência. Em 2014, será a 20ª edição da disputa. Este ano, 81 as equipes de 68 instituições de ensino superior de 17 estados brasileiros e Distrito Federal (DF) se inscreveram para a disputa. Na competição, entre as provas estáticas e dinâmicas estão avaliações de projeto, testes de tração, aceleração, velocidade máxima e o esperado enduro de resistência, que tem quatro horas de duração e é feito em pista de terra de condições severas. “Não existia um projeto que envolvesse tantos alunos de diferentes engenharias, a UEA é a pioneira neste projeto no Estado do Amazonas. A formação do acadêmico de engenharia se torna mais completa, com a oportunidade prática de solucionarmos problemas reais e não só na teoria e com a chance de lidar com situações que geralmente só vemos no estágio ou depois de efetivados na empresa. Por isso, esse projeto permite ao aluno sair melhor preparado para o mercado de trabalho e para a empresa que o contrata o benefício dessa melhor formação é evidente”, disse. APOIO, FINANCIAMENTO E PATROCÍNIO Os alunos que integram a equipe são voluntários e o projeto recebeu recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam) para custear a infraestrutura necessária para o processo de montagem do mini-BAJA. “Temos o apoio também da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), que tem nos apoiado com conhecimento técnico do veículo e da competição. Apesar de termos o financiamento da Fapeam, o veículo deve ser patrocinado também por empresas dispostas em ajudar a equipe. Todas as empresas possuem benefícios ao divulgarem sua marca no carro, nas blusas e uniformes do grupo. Possuímos uma proposta de patrocínio detalhada e bem elaborada para trabalharmos em parceria com as empresas de Manaus”, disse Flávio. 2014 O projeto foi iniciado em 2011, mas sem patrocínio, o grupo ainda não participou da competição. “Em 2011 faltou apoio financeiro. Em 2012, conseguimos convencer a UEA do benefício do projeto e também conseguimos dar entrada no projeto Pró-Estado junto à Fapeam. Não participamos da competição em 2012 e 2013, pois o projeto foi aprovado, mas só recebemos parte do financiamento em maio de 2013, após a competição nacional”, disse. Com os recursos da Fapeam, a equipe Baja-UEA está finalizando a construção da oficina, comprando ferramentas e equipamentos, além dos insumos para construirmos o carro. “Nossos planos são de até dezembro concluirmos a construção do carro e, em janeiro, efetuarmos os testes e ajustes necessários para participarmos da competição Nacional em 2014”, explicou Flávio. HISTÓRICO O projeto Baja-SAE foi criado na Universidade da Carolina do Sul, Estados Unidos, sob a direção do Dr. John F. Stevens, sendo que a primeira competição ocorreu em 1976. O ano de 1991 marcou o início das atividades da SAE BRASIL que, em 1994, lançava o Projeto Baja SAE BRASIL. No ano seguinte, em 1995, foi realizada a primeira competição nacional, na pista Guido Caloi, bairro do Ibirapuera, cidade de São Paulo. No ano seguinte, a competição foi transferida para o Autódromo de Interlagos, onde ficaria até o ano de 2002. A partir de 2003, a competição passou a ser realizada em Piracicaba, interior de São Paulo, no Esporte Clube Piracicabano de


Automobilismo (ECPA). Desde 1997 a SAE BRASIL também apoia a realização de eventos regionais do Baja-SAE BRASIL, através de suas seções regionais. Desde então dezenas de eventos foram realizados em vários Estados do País como Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais e Bahia. CIÊNCIAemPAUTA, por Cleidimar Pedroso http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/08/estudantes-construirao-veiculo-para-participar-decompeticao-nacional/


Veículo: Site – Ciência em Pauta Editoria: Pag: Assunto:Sessões de violino estimulam crianças e adolescentes autistas Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Sessões de violino estimulam crianças e adolescentes autistas Ciência em Pauta, por Débora Martins Postado em 10/08/2013 Estimular crianças e adolescentes autistas e conciliar o hobby com a profissão é um desejo antigo da pesquisadora Thais Helena Chaves Castro, doutora em informática pela Pontifícia Universidade Católica (PUC -RJ) e professora de computação da Universidade Federal do Amazonas (Ufam). Grande admiradora do violino, Castro inicia este mês as atividades do projeto ‘Investigação em Tecnologia Assistiva voltada à Socialização de Crianças com Necessidades Educacionais Especiais através da Musicalização em Ambientes Virtuais Imersivos’. O projeto é voltado para crianças e adolescentes autistas entre 6 e 15 anos, e tem duração de dois anos. A iniciativa conta com o apoio do Governo do Estado do Amazonas, por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado Amazonas (Fapeam), através do Programa Primeiros Projetos (PPP), e é voltada para o desenvolvimento de atividades que envolvem técnicas de ensino de musicalização com ênfase em violino e sistemas computacionais. “O objetivo é encontrar um método de integração entre tecnologia assistiva e técnicas de ensino de violino, para assim chegar a um novo processo de ensino pra crianças com autismo”, afirmou a pesquisadora. As sessões conta apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado Amazonas (Fapeam), por meio do Programa Primeiros Projetos. Foto: CIÊNCIAemPAUTA/ Débora Martins As professoras Thais Castro (à direita) e Núbia Barros (à esquerda) estão à frente do projeto. Foto: CIÊNCIAemPAUTA/ Débora Martins


METODOLOGIA DO PROJETO O projeto conta com um método diferenciado com o uso de lousa interativa e jogos no computador. A audição é um sistema a ser usado pela professora de violino Núbia Barros que também atua com os alunos por meio da repetição, executando o som para que eles possam reproduzi-lo. Barros acredita que não há pessoas incapazes de aprender, uma vez que sejam estimuladas por meio de estratégias de aprendizagem diferenciadas, e vê essa iniciativa uma nova perspectiva de ensino. As atividades estão acontecendo às quintas-feiras, nos horário de 10h às 11h e de 14h às 15h, na Faculdade de Tecnologia (FT), no Instituto de Computação, sala 1118, setor Norte da Ufam. O QUE É O AUTISMO? O autismo é um transtorno de desenvolvimento que aparece nos três primeiros anos de vida, suas causas exatas continuam desconhecidas, mas essa é uma área de pesquisa ativa. O autismo afeta o desenvolvimento normal do cérebro relacionado às habilidades sociais e de comunicação. Saiba mais: http://noticias.bol.uol.com.br/ultimas-noticias/ciencia/2013/08/08/cientistas-descobremnovo-modo-de-diagnosticar-autismo-em-criancas-de-1-ano.htm SOBRE O PROGRAMA PRIMEIROS PROJETOS (PPP) Visa dar suporte à fixação de jovens pesquisadores e nucleação de novos grupos, em quaisquer áreas do conhecimento. O Programa Primeiros Projetos desenvolvido em parceria com o Conselho Nacional de Pesquisa (CNPq), consiste em apoiar a aquisição, instalação, modernização, ampliação ou recuperação da infraestrutura de pesquisa científica e tecnológica nas instituições públicas e particulares, sem fins lucrativos, de ensino superior e/ou de pesquisa sediadas ou com unidades permanentes no Estado de Amazonas. Fonte: Ciência em Pauta, por Débora Martins http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/08/sessoes-de-violino-estimulam-criancas-eadolescentes-autistas/


Veículo: Site – Ciência em Pauta Editoria: Assunto:Jovens aprendem computação sem computadores Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Pag: Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Programa:

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Jovens aprendem computação sem computadores Postado em 09/08/2013 Você já pensou em aprender computação sem computadores? Não?! O professor da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), Raimundo da Silva Barreto, mostrou que é possível. Por meio de atividades lúdicas, crianças dos ensinos Fundamental e Médio e estudantes de Graduação têm tido a oportunidade de conhecer sobre os fundamentos da Ciência da Computação. As atividades lúdicas fazem parte de uma iniciativa do projeto Computação Desplugada, aprovado pelo Edital do Programa de Apoio à Popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação (POP CT&I), do Governo do Estado, via Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Professor do curso de Ciência da Computação/Ufam, Barreto disse que o projeto atende jovens e adolescentes da rede pública de ensino e visa popularizar os fundamentos do referido curso e sensibilizá-los para a carreira acadêmica. Ele destacou que é inteiramente possível ensinar computação por meio de atividades lúdicas, como dança, teatro, leitura e o uso de vídeos. “A computação em si não tem a ver com computadores, que são ferramentas que fazem computação. A computação pode ser feita sem computadores, por exemplo, com papel e lápis. A proposta é ensinar os fundamentos, ou seja, a teoria que está por trás da computação, as bases que dão sustentação para todos os softwares conhecidos”, disse o coordenador. Apesar de estar em sua segunda edição com o apoio da Fapeam, na opinião de Barreto o projeto Computação Desplugada precisa ser aprimorado para poder ser implantado nas escolas como uma disciplina. “O estudo pode ser aplicado em todas as séries devido à facilidade de interação com o público”, lembrou.


Segundo o professor, desde a primeira edição os participantes têm buscado colocar em prática os conteúdos do curso. Ele contou que já foram feitas apresentações em escolas públicas municipais e estaduais, tanto da capital quanto do interior, além de palestras em instituições de ensino e pesquisa. Para Barreto, o projeto funciona como instrumento de popularização da ciência e desmistifica a ideia que computação é algo inacessível. Os frutos do trabalho estão sendo colhidos. Um artigo sobre o projeto, intitulado ‘Um Relato de Experiência do Uso da Técnica Computação Desplugada’, foi apresentado durante o 21º Workshop em Educação em Computação (WEI’2013). O evento aconteceu em Maceió (AL) no período de 23 a 26 de julho. “Foram 26 artigos aceitos e o nosso foi um dos selecionados. O resultado nos enche de orgulho e satisfação. Só temos a agradecer a Fapeam e a Ufam pelo apoio”, finalizou. Para mais informações sobre o projeto clique aqui. SOBRE O POP CT&I O Programa de Apoio à Popularização da Ciência, Tecnologia e Inovação é uma iniciativa do Governo do Estado, via Fapeam, que visa apoiar a realização de exposições, feiras, oficinas, minicursos, palestras e outras atividades interativas sobre ciência e tecnologia, em locais públicos, organizados, por temas, campos ou áreas do conhecimento, voltadas para o público em geral, especialmente para estudantes dos ensinos Fundamental e Médio. Fonte: Agência Fapeam, por Rosa Doval http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/08/jovens-aprendem-computacao-sem-computadores/


Veículo: Site – Ciência em Pauta Editoria: Pag: Assunto:Cientistas consegem estender em 50% vida útil de morangos Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Cientistas consegem estender em 50% vida útil de morangos Postado em 11/08/2013 Cientistas argentinos conseguiram estender em 50% a vida útil dos morangos ao tratá-los com um conservante natural que desenvolveram a partir da carapaça dos camarões. O sabor, a umidade, a vitamina C e demais características dos morangos podem durar até 50% mais graças a um conservante natural desenvolvido por pesquisadores do Instituto Nacional de Tecnologia Industrial (Inti) da província de Buenos Aires. “Conseguimos estender a vida útil pós-colheita dos morangos por meio de um recobrimento de quitosana, um conservante natural que obtivemos da casca dos camarões”, explicou o engenheiro químico Fernando Bollini, do Inti, à EFE. A quitosana, um biopolímero sem toxicidade, biocompatível e naturalmente degradável com atividade antimicrobiana, antiviral e antifúngica, tem a capacidade de diminuir a deterioração dos frutos, permitindo assim um maior tempo de armazenamento. Além disso, Bollini explicou que decidiram trabalhar com os morangos porque é uma fruta perecível e porque era importante estender sua vida útil já que têm uma rápida degradação. Cerca de 40% dos morangos que estão no mercado argentino são descartados por má aparência e pela deterioração provocada pelos micro-organismos. ”Viemos trabalhando nisto há alguns anos. A produção da quitosana já a temos armada, o objetivo é depois aplicá-la a outras frutas e verduras”, acrescentou Bollini. O recobrimento líquido foi aplicado por meio de imersão e pulverização, mas os cientistas esclareceram que têm pensado em trabalhar inclusive antes da colheita, para assim poder estender ainda mais a vida útil das frutas e verduras. Fonte: EFE http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/08/cientistas-consegem-estender-em-50-vida-util-demorangos/


Veículo: Site – Ciência em Pauta Editoria: Pag: Assunto:Cientistas fazem acordo com família nos EUA para usar dados genéticos Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Cientistas fazem acordo com família nos EUA para usar dados genéticos Postado em 11/08/2013 Autoridades americanas anunciaram que finalmente chegaram a um acordo com a família da fazendeira afroamericana Henrietta Lacks, que há 62 anos, após sua morte em decorrência de um câncer de útero agressivo, teve células doentes retiradas de seu corpo por cientistas para serem usadas durante décadas em pesquisas. Os resultados dos estudos geraram um dos maiores avanços na medicina, inclusive um Prêmio Nobel, rendendo milhões de dólares a uma indústria multimilionária que desenvolveu a vacina contra pólio e certos tipos de câncer de útero, a clonagem, a fertilização in-vitro e medicamentos para tratar herpes, leucemia, gripe e mal de Parkinson. As informações genéticas de Henrietta se tornaram a linhagem celular humana mais amplamente usada por cientistas e fizeram da mulher uma grande contribuinte da ciência médica, mesmo que involuntariamente. Mas o fato de a paciente ou família não ter consentido com isso – nem ninguém sequer ter sabido do fato – levantou a polêmica. Com o novo acordo, os dados genéticos das células de Henrietta poderão ter seu uso continuado, embora controlado. Agora, os descendentes da mulher também estão seguindo os passos dela, contribuindo para estabelecer as bases para o uso ético de dados genéticos obtidos em nome da ciência. “É realmente adequado, em vista das contribuições inestimáveis que Henrietta Lacks deu para a ciência e a medicina, que sua história agora esteja catalisando mudanças políticas”, declarou Francis Collins, diretor dos Institutos Nacionais de Saúde.


Mãe de cinco filhos, Henrietta tinha 31 anos quando morreu, em 1951, no Hospital Johns Hopkins, em Baltimore, no estado de Maryland. Naquela época, as leis americanas não exigiam aos médicos que obtivessem o consentimento dos familiares para coletar amostras celulares dos pacientes. CÉLULAS HeLA As células extraídas de Henrietta, chamadas HeLa em alusão às primeiras sílabas de seu nome e sobrenome, causaram grande excitação nos círculos científicos. Elas foram as primeiras células humanas a crescer incessantemente em laboratório, enquanto todas as outras coletadas até então acabavam morrendo. A identidade de Henrietta foi revelada em um periódico científico em 1971, o que se seguiu a um documentário televisivo em 1997 e à publicação, em 2010, de um livro intitulado The Immortal Life of Henrietta Lacks (A vida imortal de Henrietta Lacks, em tradução livre), que agora está sendo adaptado para o cinema. GENOMA DIVULGADO Em março, cientistas do Laboratório de Biologia Molecular Europeu, na Alemanha, publicaram o genoma completo da linhagem celular, incluindo dados que poderiam revelar alguns traços hereditários dos descendentes de Henrietta. Essa informação, que pode apontar a propensão a doenças como alcoolismo, mal de Alzheimer e distúrbio bipolar, pode ser usada para negar às pessoas um seguro de vida ou a cobertura para incapacidades. Os dados foram removidos de fóruns públicos em questão de dias, após protestos da família. O incidente resultou em conversas entre a família Henrietta e os Institutos, que por sua vez anunciaram o acordo, que determina os termos que os cientistas precisam aplicar para usar os dados genéticos das células HeLa ao estudá-las, de acordo com os termos definidos por um painel que incluirá familiares de Henrietta, o que vai contribuir para criar um banco de dados. “Hoje, a divulgação do sequenciamento do genoma humano é um evento histórico e transformador”, afirmou a neta e porta-voz da família de Henrietta, Jeri Lacks Whye, por teleconferência. Jeri explicou que a decisão foi complicada e tentou equilibrar as necessidades da ciência e a proteção à privacidade da família. O acordo abrange pesquisadores financiados pelos Institutos e não impedirá que outros juntem as peças de grandes partes do genoma a partir de dados que já estão em domínio público, ou sequenciá-lo a partir do zero. Fonte: France Presse http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/08/cientistas-fazem-acordo-com-familia-nos-eua-parausar-dados-geneticos/


Veículo: Site – Ciência em Pauta Editoria: Pag: Assunto:Estudantes de engenharia da UEA participam de competição nacional Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Estudantes de engenharia da UEA participam de competição nacional CIÊNCIAEMPAUTA, POR CLEIDIMAR PEDROSO Postado em 10/08/2013 Estudantes de engenharia da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) aceitaram o desafio de projetar, desenvolver, construir e operar um veículo de competições conhecido como mini-BAJA. Usado em competições off-road (fora de estrada), o veículo tem esse nome porque as disputas ocorriam no deserto de Baja, nos Estados Unidos. São 14 estudantes de engenharia mecânica, controle e automação, elétrica e produção que formam a equipe Baja-UEA e que vão somar seus conhecimentos e experiências para construir o veículo para participar, em 2014, da competição nacional organizada pela SAE BRASIL (Society of Automotive Engineers). Desde 2003, a disputa é realizada em Piracicaba (SP). As informações são de Flávio Gabriel Barrozo, acadêmico de engenharia mecânica capitão da equipe Baja-UEA. Os alunos estão sob a orientação do professor doutor Eduardo Rafael Barreda. “A equipe é subdividida em grupos de construção. Os alunos de engenharia mecânica participam da construção do chassi, suspensão, sistemas de freio e transmissão do carro. Alunos de controle e automação participam da construção da suspensão e dos circuitos e sistemas elétricos, nesse último são apoiados por alunos de engenharia elétrica. Os alunos de engenharia de produção participam na gestão do projeto, eles ficam responsáveis pela compra de insumos, prestação de contas, marketing e comunicação, e da fiscalização de relatórios e processos de construção”, explicou Flávio. O desafio lançado pela SAE Brasil, filiada à SAE Internacional, e a força de vontade em ser a


primeira equipe do Amazonas e a segunda do Norte é o que motiva a equipe, explicou o capitão da Baja-UEA. Para ele, profissionalmente, o projeto é uma excelente oportunidade de ganhar experiência. Em 2014, será a 20ª edição da disputa. Este ano, 81 as equipes de 68 instituições de ensino superior de 17 estados brasileiros e Distrito Federal (DF) se inscreveram para a disputa. Na competição, entre as provas estáticas e dinâmicas estão avaliações de projeto, testes de tração, aceleração, velocidade máxima e o esperado enduro de resistência, que tem quatro horas de duração e é feito em pista de terra de condições severas. “Não existia um projeto que envolvesse tantos alunos de diferentes engenharias, a UEA é a pioneira neste projeto no Estado do Amazonas. A formação do acadêmico de engenharia se torna mais completa, com a oportunidade prática de solucionarmos problemas reais e não só na teoria e com a chance de lidar com situações que geralmente só vemos no estágio ou depois de efetivados na empresa. Por isso, esse projeto permite ao aluno sair melhor preparado para o mercado de trabalho e para a empresa que o contrata o benefício dessa melhor formação é evidente”, disse. APOIO, FINANCIAMENTO E PATROCÍNIO Os alunos que integram a equipe são voluntários e o projeto recebeu recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas (Fapeam) para custear a infraestrutura necessária para o processo de montagem do mini-BAJA. “Temos o apoio também da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), que tem nos apoiado com conhecimento técnico do veículo e da competição. Apesar de termos o financiamento da Fapeam, o veículo deve ser patrocinado também por empresas dispostas em ajudar a equipe. Todas as empresas possuem benefícios ao divulgarem sua marca no carro, nas blusas e uniformes do grupo. Possuímos uma proposta de patrocínio detalhada e bem elaborada para trabalharmos em parceria com as empresas de Manaus”, disse Flávio. 2014 O projeto foi iniciado em 2011, mas sem patrocínio, o grupo ainda não participou da competição. “Em 2011 faltou apoio financeiro. Em 2012, conseguimos convencer a UEA do benefício do projeto e também conseguimos dar entrada no projeto Pró-Estado junto à Fapeam. Não participamos da competição em 2012 e 2013, pois o projeto foi aprovado, mas só recebemos parte do financiamento em maio de 2013, após a competição nacional”, disse. Com os recursos da Fapeam, a equipe Baja-UEA está finalizando a construção da oficina, comprando ferramentas e equipamentos, além dos insumos para construirmos o carro. “Nossos planos são de até dezembro concluirmos a construção do carro e, em janeiro, efetuarmos os testes e ajustes necessários para participarmos da competição Nacional em 2014”, explicou Flávio. HISTÓRICO O projeto Baja-SAE foi criado na Universidade da Carolina do Sul, Estados Unidos, sob a direção do Dr. John F. Stevens, sendo que a primeira competição ocorreu em 1976. O ano de 1991 marcou o início das atividades da SAE BRASIL que, em 1994, lançava o Projeto Baja SAE BRASIL. No ano seguinte, em 1995, foi realizada a primeira competição nacional, na pista Guido Caloi, bairro do Ibirapuera, cidade de São Paulo. No ano seguinte, a competição foi transferida para o


Autódromo de Interlagos, onde ficaria até o ano de 2002. A partir de 2003, a competição passou a ser realizada em Piracicaba, interior de São Paulo, no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo (ECPA). Desde 1997 a SAE BRASIL também apoia a realização de eventos regionais do Baja-SAE BRASIL, através de suas seções regionais. Desde então dezenas de eventos foram realizados em vários Estados do País como Rio Grande do Sul, São Paulo, Minas Gerais e Bahia. CIÊNCIAemPAUTA, por Cleidimar Pedroso http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/08/estudantes-construirao-veiculo-para-participar-decompeticao-nacional/


Veículo: Site – Ciência em Pauta Editoria: Assunto:Novo Código de CT&I deve entrar em vigor até dezembro Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Pag:

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Novo Código de CT&I deve entrar em vigor até dezembro Fonte: Ciência em Pauta, por Carlos Fábio Guimarães Postado em 10/08/2013 As articulações para a implantação do Projeto de Lei (PL) 2.177/2011, conhecido como Código Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) avançam e, se tudo ocorrer dentro dos prazos previstos, até dezembro de 2013, novas leis que impulsionam a CT&I já estarão em vigor no País. A afirmação é do relator do PL na Câmara dos Deputados, deputado federal Sibá Machado (PT/AC), durante a participação na Audiência Pública para discutir o Novo Código de CT&I, na tarde desta quinta-feira (08), no miniplenário Cônego Azevedo, da Assembleia Legislativa do Amazonas. A proposta partiu do deputado estadual José Ricardo (PT/AM), em parceria com a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação do Amazonas (SECTI-AM). A audiência pública foi à última realizada sobre o assunto visando receber e discutir sugestões para o aperfeiçoamento do PL. Na apresentação, Sibá Machado afirmou que foi protocolada no último dia 07 de agosto, a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 290/2013 que altera e adiciona dispositivos na Constituição Federal visando atualizar o tratamento das atividades de CT&I. De autoria da deputada Margarida Salomão (PT-MG), a PEC é de fundamental importância para que o PL 2.177/2011 avance de forma sólida e sem entraves. “Não podemos criar uma boa legislação que esteja em desacordo com a Constituição Federal, por isso a PEC”, ressaltou. A PEC também abre possibilidades para alterar a Lei 8.666, no item de compras e contratações que necessita de um Regime Diferenciado de Contratações (RDC) próprio, mas que não cabe no PL. “O executivo se propôs a aceitar a ideia e vai propor para nós esse RDC. Isso está sendo feito e coordenado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) e com todos os outros


ministérios correlatos. “O PL se transformou em cinco leis (PEC, PL 2.177, Lei de Inovação, de Biodiversidade e o RDC). Nossa meta é que elas, ao tramitarem, sejam aprovadas ao mesmo tempo para que uma não fique dependente das demais, pois elas se complementam”, disse o deputado federal. IDEIA É DESBUROCRATIZAR A CIÊNCIA Para o secretário da SECTI, Odenildo Sena, entre o possível e o desejável optou-se pelo “possível”, que é a proposta apresentada pelo deputado federal Sibá Machado. “Há necessidade de o País ter uma legislação moderna e avançada, para contribuir com o avanço científico, pois a legislação em vigor tem sido um obstáculo para a ciência”, disse. “A audiência foi uma oportunidade de colocar em pauta a visão da Amazônia sobre as definições e os alinhamentos necessários ao êxito do projeto, enquanto política pública” destacou o deputado José Ricardo. “O Código deve garantir a desconcentração dos investimentos em pesquisas e o incentivo aos estudos sobre a biodiversidade da Amazônia que beneficiem a população”, completou. Leia mais>> Protocolada PEC 290/2013 que atualiza o tratamento das atividades de CT&I Debate sobre Código da Ciência apresenta novas propostas com foco na inovação Fonte: Ciência em Pauta, por Carlos Fábio Guimarães http://www.cienciaempauta.am.gov.br/2013/08/novo-codigo-de-cti-deve-entrar-em-vigor-atedezembro/


Veículo: Site – Portal do Governo do Estado do Amazonas

Editoria:

Pag:

Assunto:Aades lança edital para Processo Seletivo Simplificado para Fapeam Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Aades lança edital para Processo Seletivo Simplificado para Fapeam 19:06 - 09/08/2013 A Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social (Aades) publicou na quinta-feira, 8 de agosto, no Diário Oficial do Estado, o edital do Processo Seletivo Simplificado para contratação de profissionais para atuar no Projeto de Implantação dos Sistemas de Monitoramento e Avaliação das linhas de Ação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) na cidade de Manaus, que será executado em parceria com a Fapeam. O edital está disponível no endereço eletrônico www.aades.am.gov.br . O projeto pretende contribuir para o desenvolvimento científico-tecnológico no Estado do Amazonas por meio da implantação de ferramentas de gestão, com a estruturação e aperfeiçoamento de cinco linhas de ação: Fomento à Formação e Capacitação de Recursos Humanos para C,T&I; Fomento à Pesquisa, Tecnologia e Inovação; Apoio à Infraestrutura e Organização Institucional para C,T&I; Fomento à Popularização e Difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação e Apoio ao Intercâmbio e Cooperação Interinstitucional, Nacional e Internacional. A presidente da Aades, Ana Paula Aguiar, ressaltou que o fortalecimento dos programas governamentais, por meio de políticas públicas sólidas e consistentes, reflete todo esforço do poder público em tornar a política de C,T&I em eixo estruturante do desenvolvimento nacional e do Estado do Amazonas, aproximando a ciência da sociedade. Serão 35 vagas para contratação temporária de profissionais que atuarão no Projeto. Está prevista a contratação de 21 Analistas Técnicos (8h) e 14 Assistentes Administrativo (8h) com salários que variam de R$1.400,00 a R$2.500,00. As inscrições são gratuitas e válidas para candidatos de todo o território brasileiro. http://www.amazonas.am.gov.br/2013/08/aades-lanca-edital-para-processo-seletivo-simplificadopara-fapeam/


Veículo: Site – Portal do Governo do Estado do Amazonas

Editoria:

Pag:

Assunto:Fapeam realiza mesa-redonda sobre novas mídias sociais Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Fapeam realiza mesa-redonda sobre novas mídias sociais 17:30 - 09/08/2013 O Governo do Amazonas, por intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), realiza na terça-feira 13 de agosto, das 14h às 17h, a mesa-redonda interdisciplinar “A Comunicação Social na Era das Convergências Midiáticas”. O evento será realizado no auditório da Fundação Amazonas Sustentável (FAS) (rua Álvaro Braga, nº 351, Parque Dez, zona centro-sul). A entrada é gratuita. O objetivo do encontro é abordar as transformações pelas quais passa a mídia digital, com ênfase para o fenômeno de convergência dos meios de comunicação tradicionais com as possibilidades tecnológicas que não param de surgir. O público-alvo são os profissionais e estudantes das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, design e informática. Os estudantes terão direito a certificado de participação emitido pela Fapeam. Na ocasião, acontecerá o lançamento do novo portal Fapeam, que apresenta uma interface com mais funcionalidade, interatividade e portabilidade, e a apresentação das versões impressa e digital da revista “Amazonas Faz Ciência”, edição número 28, que foi desenvolvida para dispositivos móveis. A mesa de abertura do evento terá a presença da diretora-presidente da Fapeam, Maria Olívia Simão; do representante da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-AM); da chefe da Agência de Comunicação Social (Agecom) do Governo do Estado, Lúcia Carla Gama; e do superintendente-geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgílio Viana. A mesa de abertura será seguida pela mesa-redonda, coordenada pelo chefe do Departamento de


Difusão do Conhecimento (Decon) da Fapeam, Denison Silvan. Os participantes da mesa-redonda são Judy Tavares, professora da Universidade Federal do Amazonas (Ufam), com o tema “Cenário das redes sociais digitais no Amazonas”; Vanja Joice Bispo, mestre em Comunicação e Culturas Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia, com o tema “Cenário da Comunicação da Ciência na Amazônia”; Renato Borges, bacharel em Ciência da Computação pela Ufam, com o tema “Utilização de framework no desenvolvimento da programação”; Edilene Mafra, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia, da Ufam, com o tema “Desenvolvimento da revista digital para dispositivos móveis”; Cristiane Barbosa, mestre em Ciências da Comunicação pela Ufam, com o tema “Desenvolvimento do conteúdo do novo portal Fapeam”; Haline Oliveira, gerente de Tecnologia da Informação da Fapeam, com o tema “Desenvolvimento do layout do novo portal Fapeam”. http://www.amazonas.am.gov.br/2013/08/fapeam-realiza-mesa-redonda-sobre-novas-midias-sociais/


Veículo: Site – Portal do Governo do Estado do Amazonas

Editoria:

Pag:

Assunto:UEA cria incubadora de empresas para apoiar iniciativas inovadoras Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

UEA cria incubadora de empresas para apoiar iniciativas inovadoras 11:47 - 09/08/2013 O Governo do Amazonas, por meio da Universidade do Estado do Amazonas (UEA), vai inaugurar no próximo dia 13 (terça-feira), às 17h, no auditório da Escola Superior de Ciências Sociais (ESO – avenida Castelo Branco, nº 504, Cachoeirinha, zona sul), a IN-UEA – incubadora de empresas que vai atuar no apoio a iniciativas inovadoras de empreendedorismo na Universidade. Serão disponibilizadas 15 vagas para projetos de empresários e empresas de base tecnológica que atuem com ações de inovação. O edital de chamamento de propostas de empresas será publicado no portal da UEA (www.uea.edu.br) também no dia 13 de agosto, às 17h. O projeto foi concebido há dois anos e beneficiará quatro empresas residentes – que contarão com o apoio e estrutura da incubadora; oito empresas associadas – que já estão em funcionamento e contarão com o apoio da incubadora; e três empresas na categoria hotel de projetos – que não estão formalizadas, mas já possuem ideias concebidas. Segundo o autor da proposta da incubadora, professor Wlademir Leite, a incubadora servirá para transformar ideias inovadoras em negócios. “Vamos cuidar das empresas, dar o suporte necessário na área de consultoria e treinamento, além de auxiliar na participação em eventos. Atenderemos prioritariamente o público da UEA, composto de docentes, discentes, servidores e técnicos administrativos”, afirmou. De acordo com Wlademir Leite, as empresas de todas as categorias terão o prazo de dois anos,


prorrogável por mais um ano, para incubação e posterior inserção no mercado de forma independente. O processo de seleção dos projetos deve durar 30 dias, desde a apresentação das propostas, dos documentos e análise do plano de negócios. Financiamento – A incubadora da UEA conta com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e apoio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-AM). “A proposta é um fator positivo para a Universidade e até critério de análise do Ministério da Educação na qualificação da instituição. Também será possível conseguir outros investimentos para a UEA a partir da atuação da incubadora”, frisou Leite. Mais informações podem ser obtidas por meio do endereço eletrônico wfilho@uea.edu.br. http://www.amazonas.am.gov.br/2013/08/uea-cria-incubadora-de-empresas-para-apoiar-iniciativasinovadoras/


Veículo: Site – A Crítica Editoria: Pag: Assunto:UEA vai inaugurar incubadora de empresas para apoiar iniciativas inovadoras Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

UEA vai inaugurar incubadora de empresas para apoiar iniciativas inovadoras O edital de chamamento de propostas será divulgado no dia 13 de agosto e contará com 15 vagas 09 de Agosto de 2013 ACRÍTICA.COM * Será inaugurada na próxima terça-feira (13), às 17h, a IN-UEA - incubadora de empresas que vai atuar no apoio a iniciativas inovadoras de empreendedorismo na Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Serão disponibilizadas 15 vagas para projetos de empresários e empresas de base tecnológica que atuem com ações de inovação. O projeto foi concebido há dois anos e beneficiará quatro empresas residentes – que contarão com o apoio e estrutura da incubadora; oito empresas associadas – que já estão em funcionamento e contarão com o apoio da incubadora; e três empresas na categoria hotel de projetos – que não estão formalizadas, mas já possuem ideias concebidas. Segundo o autor da proposta da incubadora, professor Wlademir Leite, a incubadora servirá para transformar ideias inovadoras em negócios. “Vamos cuidar das empresas, dar o suporte necessário na área de consultoria e treinamento, além de auxiliar na participação em eventos. Atenderemos prioritariamente o público da UEA, composto de docentes, discentes, servidores e técnicosadministrativos”, afirmou. O edital da incubadora também será lançado no próximo dia 13 de agosto, às 17h. De acordo com Wlademir Leite, as empresas de todas as categorias terão o prazo de dois anos, prorrogável por mais


um ano, para incubação e posterior inserção no mercado de forma independente. O processo de seleção dos projetos deve durar 30 dias, desde a apresentação das propostas, dos documentos e análise do plano de negócios. A incubadora da UEA conta com financiamento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e apoio da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-AM). “A proposta é um fator positivo para a Universidade e até critério de análise do Ministério da Educação na qualificação da instituição. Também será possível conseguir outros investimentos para a UEA a partir da atuação da incubadora”, afirmou. O edital de chamamento de propostas de empresas será publicado no portal da UEA também no dia 13 de agosto. A inauguração da incubadora acontecerá no auditório da Escola Superior de Ciências Sociais (ESO), localizada na Avenida Castelo Branco, nº 504, bairro Cachoeirinha, em Manaus. Mais informações podem ser obtidas por meio do endereço eletrônico wfilho@uea.edu.br. http://acritica.uol.com.br/noticias/UEA-inaugurar-incubadora-iniciativasinovadoras_0_971302874.html


Veículo: Site – UEA Editoria: Pag: Assunto:Revista Areté divulga prazo para submissão de trabalhos científicos Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Revista Areté divulga prazo para submissão de trabalhos científicos 09/08/2013 16:11 A coordenação da revista eletrônica Areté, da UEA, informa que já está recebendo as submissões de artigos que divulguem resultados de pesquisas para a segunda temática do periódico em 2013. O prazo de submissão da segunda temática, “Educação em Ciências, Divulgação Científica e Espaços Não Formais”, é até 30 de novembro. Os trabalhos devem ser enviados para o e-mail: areteuea@yahoo.com.br ou areteuea@yahoo.com.br. Serão abordadas temáticas com a finalidade de explorar alternativas de ensinar e aprender ciências em espaços não formais, para efeito de estímulo do interesse e da motivação de professores e alunos que buscam a formação e a construção da cidadania nas Ciências. Também serão abordados temáticas que analisem os impactos da divulgação do conhecimento científico construído a partir dos espaços não formais, na condição de foco investigativo, dentre eles a mídia (televisão, jornais, etc.), os museus, as mostras de ciência e tecnologia, etc. A Revista Amazônica de Ensino de Ciências - ARETÉ - acaba de publicar um novo número , disponível no link em anexo: http://www1.uea.edu.br/noticia.php?notId=27647


Veículo: Site – UEA Editoria: Assunto:Fapeam realiza mesa-redonda sobre novas mídias sociais Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Release da assessoria Release de outra instituição

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Pag: Conteúdo:

Matéria articulada pela assessoria

✘ - Positivo

Iniciativa do próprio veículo de comunicação Publicado no site da FAPEAM:

Sim

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Fapeam realiza mesa-redonda sobre novas mídias sociais Postado em 09/08/2013 - 14:27 Shopping Ponta Negra O Governo do Amazonas, por intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam), realiza na terça-feira (13), das 14h às 17h, a mesa-redonda interdisciplinar ‘A Comunicação Social na Era das Convergências Midiáticas’. O objetivo do encontro é abordar as transformações pelas quais passa a mídia digital, com ênfase para o fenômeno de convergência dos meios de comunicação tradicionais com as possibilidades tecnológicas que não param de surgir. O evento será realizado no auditório da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), localizado na rua Álvaro Braga, 351, no Parque Dez. Na programação da mesa-redonda acontecerá o lançamento do novo portal Fapeam (com mais funcionalidade, interatividade e portabilidade) e, também, a apresentação da revista Amazonas Faz Ciência número 28, versões impressa e digital, esta desenvolvida especialmente para dispositivos móveis. O público-alvo da mesa-redonda são os profissionais e estudantes das áreas de jornalismo, publicidade e propaganda, design e informática. A entrada é franca e os estudantes terão direito a certificado de participação emitido pela Fapeam. A mesa de abertura do evento terá a presença da diretora-presidenta da Fapeam, Maria Olívia Simão; do representante da Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti-AM); da chefe da Agência de Comunicação Social (Agecom) do Governo do Estado, Lúcia Carla Gama; e do superintendente-geral da Fundação Amazonas Sustentável (FAS), Virgílio Viana. A mesa de abertura será seguida pela mesa-redonda, coordenada pelo chefe do Departamento de Difusão do Conhecimento (Decon) da Fapeam, Denison Silvan. Os participantes da mesa-redonda são Judy Tavares, professora da Universidade Federal do


Amazonas (Ufam), com o tema Cenário das redes sociais digitais no Amazonas; Vanja Joice Bispo, mestre em Comunicação e Culturas Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia, com o tema Cenário da Comunicação da Ciência na Amazônia; Renato Borges, bacharel em Ciência da Computação pela Ufam, com o tema Utilização de framework no desenvolvimento da programação; Edilene Mafra, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura na Amazônia, da Ufam, com o tema Desenvolvimento da revista digital para dispositivos móveis; Cristiane Barbosa, mestre em Ciências da Comunicação pela Ufam, com o tema Desenvolvimento do conteúdo do novo portal Fapeam; Haline Oliveira, gerente de Tecnologia da Informação da Fapeam, com o tema Desenvolvimento do layout do novo portal Fapeam. Outras informações podem ser obtidas com a assessoria de comunicação da Fapeam pelos telefones: 3878-4011 e 3878-4032. http://www.blogmarcossantos.com.br/2013/08/09/fapeam-realiza-mesa-redonda-sobre-novasmidias-sociais/


Veículo: Site – Amazônia Notícias Editoria: Pag: Assunto:AADES lança edital para processo seletivo simplificado para FAPEAM Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

Programa:

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

AADES lança edital para processo seletivo simplificado para FAPEAM Publicado: Sexta, 09 Agosto 2013 18:00 A Agência Amazonense de Desenvolvimento Econômico e Social – AADES publicou ontem, 08 de agosto, no Diário Oficial do Estado o edital do Processo Seletivo Simplificado para contratação de profissionais para atuar no Projeto de Implantação dos Sistemas de Monitoramento e Avaliação das linhas de Ação da FAPEAM na cidade de Manaus, que será executado em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas. O edital está disponível no endereço eletrônico www.aades.am.gov.br . O projeto pretende contribuir para o desenvolvimento científico-tecnológico no Estado do Amazonas por meio da implantação de ferramentas de gestão, com a estruturação e aperfeiçoamento de 05(cinco) linhas de ação, respectivamente: Fomento à Formação e Capacitação de Recursos Humanos para C,T&I; Fomento à Pesquisa, Tecnologia e Inovação; Apoio à Infraestrutura e Organização Institucional para C,T&I; Fomento à Popularização e Difusão da Ciência, Tecnologia e Inovação e Apoio ao Intercâmbio e Cooperação Interinstitucional, Nacional e Internacional impactando positivamente para o desenvolvimento econômico e social da região. A Presidente da AADES, Dra. Ana Paula Aguiar, ressaltou que o fortalecimento dos programas governamentais, por meio de políticas públicas sólidas e consistentes, reflete todo esforço do poder público em tornar a política de C,T&I em eixo estruturante do desenvolvimento nacional e do Estado do Amazonas, aproximando a ciência da sociedade, frisou. Com a Execução do projeto, serão fornecidas informações que contribuirão para o planejamento da


real necessidade do fomento para pesquisa científica, onde a convergência do desenvolvimento e das peculiaridades locais promova o bem estar social em bases sustentáveis, explicou a Diretora Técnica Márcia Augusta. Serão 35 vagas para contratação temporária de profissionais que atuarão no Projeto. Está prevista a contratação de 21 Analistas Técnicos (8h) e 14 Assistentes Administrativo (8h) com salários que variam de R$1.400,00 a R$2.500,00. As inscrições são gratuitas e válidas para candidatos de todo o território brasileiro. http://www.amazonasnoticias.com.br/amazonas/2039-aades-lan%C3%A7a-edital-para-processoseletivo-simplificado-para-fapeam.html


Veículo: Site – Confap Assunto:Pesquisa multinacional Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Editoria:

Pag: Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Pesquisa multinacional Agência FAPESP – Nenhum país pode mais se dar ao luxo de fazer ciência sozinho, nem mesmo aqueles que há muitos anos estão entre as maiores economias do mundo, como Estados Unidos ou Japão. Para Michiharu Nakamura, presidente da Agência Japonesa de Ciência e Tecnologia (JST), as colaborações internacionais são cada vez mais importantes e necessárias para o desenvolvimento científico e tecnológico. Em busca de potenciais parcerias para o intercâmbio científico, Nakamura chefiou uma delegação que visitou a FAPESP, o Instituto Butantan, a Universidade de São Paulo, o Laboratório Nacional de Luz Síncrotron e outras instituições no Estado de São Paulo de 15 a 17 de julho. Na FAPESP, os executivos da JST foram recebidos por Celso Lafer, presidente, José Arana Varela, diretor-presidente do Conselho Técnico Administrativo, e Carlos Henrique de Brito Cruz, diretor científico. “Consideramos a FAPESP um parceiro potencial importante com quem queremos trabalhar conjuntamente”, disse Nakamura. Em março deste ano, Lafer liderou uma delegação a Tóquio que se reuniu com os dirigentes da JST e a visita de Nakamura dá continuidade à aproximação entre as agências. FAPESP e JST deverão realizar um encontro sobre propriedade intelectual ainda em 2013. “Pesquisa é uma atividade que demanda muito tempo e risco. Nem sempre dá os resultados esperados ou mesmo um resultado significativo. Os países têm que se unir para fazer pesquisa conjuntamente e é esse um de nossos principais objetivos na JST: a criação de um ecossistema global de inovação. Queremos globalizar a P&D (pesquisa e desenvolvimento)”, disse Nakamura. “No Japão, temos um número elevado de pesquisadores de alto nível, mas, ainda que alto, é um


número insuficiente. Além disso, consideramos fundamental a ‘circulação de cérebros’ e a construção de redes profissionais, por isso encorajamos os cientistas japoneses a trabalhar em conjunto com colegas de outros países”, disse. “O Brasil é um país muito importante para o Japão. É também, apesar da distância geográfica, um país muito próximo, por conta da emigração de japoneses para o Brasil no século 20 e das relações históricas entre os países. Temos programas de pesquisa em conjunto com o CNPq [Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico] e, desta vez, viemos ao país para conhecer melhor o sistema de ciência, tecnologia e inovação em São Paulo em busca de potenciais parcerias”, destacou. Nakamura explicou que, além das cooperações bilaterais, a JST passou recentemente a apoiar programas de pesquisa multilaterais – com o envolvimento de pesquisadores de três ou mais países. “Um exemplo é o programa e-ASIA, que reunirá 18 países para lidar com questões globais como mudanças climáticas, doenças infecciosas, nanotecnologia e outras. Também vamos participar do Belmont Forum, no qual estaremos juntos com a FAPESP.” A JST é uma agência de fomento à pesquisa científica e tecnológica do governo japonês estabelecida em 1996 a partir da fusão do Centro de Informação em Ciência e Tecnologia do Japão (JICST), criado em 1957, com a Corporação de Desenvolvimento da Pesquisa no Japão (JRDC), de 1961. Subordinada ao Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia (MEXT), a JST é uma das agências responsáveis pela implementação das políticas em ciência e tecnologia no Japão. Com um orçamento anual de 116 bilhões de ienes (em 2012, equivalentes a R$ 2,6 bilhões), a JST financia o desenvolvimento da pesquisa básica e aplicada, a transferência de tecnologia e de inovação, a disseminação de informações sobre ciência e tecnologia e a promoção da compreensão sobre ciência e tecnologia para a população geral. A JST financia projetos em todas as áreas científicas e tecnológicas. Um dos exemplos dos projetos financiados pela JST é a pesquisa liderada pelo professor Shinya Yamanaka, da Universidade de Kyoto. Yamanaka e equipe conseguiram gerar células-tronco pluripotentes induzidas com características que, até então, só eram possíveis de serem obtidas em células-tronco embrionárias. Pela descoberta, o cientista ganhou o Nobel de Medicina de 2012. Na visita à FAPESP, Nakamura foi acompanhado por Takashi Ohama, diretor do escritório da JST em Washington, e por Soichi Kubota, gerente adjunto do Departamento de Relações Internacionais da JST. Educação e comunicação A JST tem na comunicação da ciência um de seus pilares, investindo cerca de 7% do orçamento anual da agência em programas de apoio à divulgação e educação científica. Entre as iniciativas da JST para promover a comunicação científica, destacam-se o Science Channel (http://sc-smn.jst.go.jp), plataforma que oferece mais de 3,9 mil vídeos sobre ciência, na forma de reportagens, entrevistas, documentários ou desenhos animados. Outra iniciativa de sucesso da JST em comunicação científica é o Miraikan, museu fundado em 2001 que recebe cerca de 1 milhão de visitantes por ano. No lugar de guias, o Miraikan conta com


dezenas de comunicadores científicos, todos pesquisadores de diferentes áreas, que conversam com o público sobre as atrações. A maior atração do Miraikan é o Tsunagari, instalação cuja principal parte é o Geo-Cosmos, globo terrestre de 6 metros de diâmetro formado por 10.362 painéis de LEDs orgânicos quadrados com 96 milímetros de lado cada um. O Geo-Cosmos exibe imagens e dados colhidos por satélites que, juntos, compõem a superfície e a atmosfera do planeta. O resultado é uma Terra virtual que muda a cada minuto. A FAPESP deverá realizar com o Miraikan, em 2016, uma atividade de divulgação científica a ser definida. Nakamura também destaca como atividade fundamental na JST a promoção da ciência nos vários níveis do sistema educacional. “Para estimular a próxima geração de líderes da indústria, criamos oportunidades por iniciativas como as Superescolas de Ciência, acampamentos científicos, competições nacionais em ciência e matemática e diversas outras”, disse Nakamura. O programa Superescolas de Ciência conta atualmente com 201 estabelecimentos do ensino médio selecionados. Por meio do programa, a JST destina anualmente cerca de R$ 65 milhões para que as escolas possam organizar atividades que permitam a seus alunos conduzirem projetos de pesquisa. O programa é destinado a escolas que querem oferecer a seus alunos altos níveis de ensino em ciência por meio de atividades criativas. Fonte: Agência Fapesp | Por Heitor Shimizu http://www.confap.org.br/pesquisa-multinacional/


Veículo: Site – Confap Editoria: Pag: Assunto:Parceria entre MinC e CNPq incentiva pesquisa sobre economia criativa Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Parceria entre MinC e CNPq incentiva pesquisa sobre economia criativa O Ministério da Cultura (MinC), por meio da Secretaria da Economia Criativa (SEC), assinou, no dia 5 de agosto, em Brasília, Termo de Cooperação com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O objetivo é destinar R$ 2,5 milhões para o apoio financeiro a projetos de pesquisa em temas relacionados à economia criativa. O Termo de Cooperação pretende consolidar e expandir a temática no país e promover sua difusão por meio do Observatório Brasileiro da Economia Criativa (Obec) e dos Observatórios Estaduais, que comporão a Rede Brasileira de Informação e Monitoramento sobre Economia Criativa. Cada projeto receberá financiamento de até R$ 50 mil. As propostas poderão requerer recursos para gastos a título de custeio, capital e bolsas. Podem candidatar-se pesquisadores vinculados a universidades públicas e confessionais que se enquadrem em um dos eixos temáticos considerados prioritários pela Secretaria da Economia Criativa (veja quadro ao lado). Nos estudos e pesquisas propostos, os eixos temáticos devem estar articulados com as seguintes expressões do campo cultural: Patrimônio Cultural, Arquivologia; Museu, Artesanato; Culturas Populares, Culturas Indígena, Culturas Afro-brasileiras, Artes Visuais; Arte Digital, Dança, Música, Circo, Teatro, Audiovisual, Livro, Publicações e mídias impressas, Leitura e Literatura, Moda, Design, Arquitetura e urbanismo, Gastronomia Regional e Turismo Cultural. Fonte: assessoria de comunicação do MinC http://www.confap.org.br/parceria-entre-minc-e-cnpq-incentiva-pesquisa-sobre-economia-criativa/


Veículo: Site – Ministério da Ciência, Tecnologia Editoria: e Inovação

Pag:

Assunto:Mast organiza reunião internacional de museus de ciência e tecnologia Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Mast organiza reunião internacional de museus de ciência e tecnologia 09/08/2013 - 17:55 A reunião anual do Comitê Internacional de Museus de Ciência e Tecnologia (Cimuset), neste ano, será realizada no Rio de Janeiro, de segunda-feira (12) a sexta (16). O encontro se dará no âmbito da 23ª Conferência Geral do Conselho Internacional de Museus (Icom, na sigla em inglês) e em conjunto com o Comitê Internacional de Marketing e Relações Públicas (MPR). Organizado pelo Museu de Astronomia e Ciências Afins (Mast/MCTI), e tendo à frente da coordenação a pesquisadora Maria Esther Alvarez Valente, o evento tem o apoio da Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI). O Cimuset, composto por profissionais de museus de ciência e tecnologia, é também dedicado aos centros de ciência contemporânea, trabalhando na popularização e promoção da ciência e tecnologia entre crianças e jovens. Em sua programação, palestras, mesas-redondas e apresentação de trabalhos, todos relacionados às questões “Controvérsia, conectando com comunidades, criatividade”. O inglês é o idioma oficial da reunião, e há eventualmente tradução simultânea para o português. Na quarta-feira (14), os comitês Cimuset e MPR farão visitas técnicas ao Museu Ciência e Vida, em Duque de Caxias (RJ), ao Museu da Vida, na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), e ao Mast. E na quinta, no âmbito da 2ª Semana de Astronomia, uma visita a Vassouras (RJ), onde serão inauguradas a exposição A Companhia Estrada de Ferro D. Pedro II e o Desafio da Serra do Mar, na Casa da Hera, e A Astronomia na Bandeira do Brasil, na Casa de Cultura da Prefeitura. Texto: Ascom do Mast http://www.mcti.gov.br/index.php/content/view/348812/Mast_organiza_reuniao_internacional_de_ museus_de_ciencia_e_tecnologia.html


Veículo: Site – Ministério da Ciência, Tecnologia Editoria: e Inovação

Pag:

Assunto:Prêmio Mercosul de C&T 2013 prorroga inscrições Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não

Programa:

Data: 12/08/2013

Prêmio Mercosul de C&T 2013 prorroga inscrições 09/08/2013 - 13:42 O Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia de 2013 prorrogou para nove de setembro o prazo para o envio de trabalhos. As inscrições podem ser feitas por meio do site da iniciativa. Com o tema “Educação para a ciência”, os trabalhos devem voltados à realidade do Mercosul e relacionados com educação científica dirigida ao ensino médio ou alfabetização científica no ambiente escolar do nível básico. O prêmio é aberto a estudantes e pesquisadores do Brasil e de todos os países integrantes do bloco. Dividida em quatro categorias, listadas a seguir, a premiação abrange do ensino médio ao doutorado. Iniciação Científica – estudantes de ensino médio de até 21 anos, com ou sem orientação de professor – prêmio: US$ 2.000 Estudante Universitário – universitários (sem limite de idade), com ou sem orientação de professor – prêmio: US$ 3.500 Jovem Pesquisador – graduados de até 35 anos – prêmio: US$ 5.000 Integração – equipes de pesquisadores graduados de pelo menos dois dos países listados (sem limite de idade) – prêmio: US$ 10.000 O prêmio, criado pela RECyT, é patrocinado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação


(MCTI) do Brasil, pelo Observatório Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (Oncti) da Venezuela e pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) do Brasil, e apoiado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI) do Brasil, pelo Movimento Brasil Competitivo (MBC), pelo Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação Produtiva da Argentina, pelo Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia do Paraguai e pelo Ministério de Educação e Cultura do Uruguai. Texto: Ascom da Unesco http://www.mcti.gov.br/index.php/content/view/348808/Premio_Mercosul_de_C_T_2013_prorroga _inscricoes.html


Veículo: Site – Agência Gestão CT&I Editoria: Pag: Assunto:Inscrições prorrogadas para do Prêmio Mercosul Ciência e Tecnologia Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

Inscrições prorrogadas para do Prêmio Mercosul Ciência e Tecnologia Sex, 09 de Agosto de 2013 16:47 O Prêmio Mercosul de Ciência e Tecnologia de 2013 prorrogou para 9 de setembro o prazo de envio dos trabalhos. Mais informações sobre o envio estão neste link. Com o tema “Educação para a ciência”, os trabalhos devem tratar sobre a realidade do Mercosul e estar relacionados à educação científica dirigida ao ensino médio ou alfabetização científica no ambiente escolar do nível básico. O prêmio é aberto a estudantes e pesquisadores do Brasil e de todos os países integrantes do bloco. Dividido em quatro categorias, o concurso oferece prêmios que variam de US$ 2 mil a US$ 10 mil. O prêmio é patrocinado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), pelo Observatório Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação (Oncti) da Venezuela e pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), e apoiado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) (Agência Gestão CT&I de Notícias com informações da Unesco) http://www.agenciacti.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=4341:inscricoesprorrogadas-para-do-premio-mercosul-ciencia-e-tecnologia&catid=1:latest-news


Veículo: Site – Jornal da Ciência Editoria: Assunto:21. Ciência Hoje On-line: Malária na veia Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Pag: Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM

Publicado no site da FAPEAM:

Programa:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

21. Ciência Hoje On-line: Malária na veia Candidata a vacina contra a malária utiliza parasitas atenuados para induzir resposta do sistema imune Uma das metas da Organização Mundial da Saúde (OMS) para a malária é que até 2025 seja produzida uma vacina com alto grau de imunização contra a doença. No entanto, até hoje nenhuma candidata conseguiu se aproximar desse objetivo. Mais um passo nessa direção foi dado por um estudo publicado na revista Science desta semana. Testes clínicos iniciais mostraram bons resultados de um imunizante baseado na forma infectante do parasita atenuada e trouxeram mais informações sobre os mecanismos imunológicos associados à doença. No entanto, a grande quantidade de doses necessárias e a utilização de via intravenosa representam grandes obstáculos à nova vacina. Nos últimos anos, intervenções para o controle da malária, como a utilização de testes rápidos de diagnóstico e drogas mais potentes, têm reduzido a morbidade e a mortalidade relacionadas à doença. No Brasil, os números têm caído, embora a expansão das atividades humanas para a Amazônia preocupe. Mesmo assim, em 2012, foram registrados 220 milhões de casos e um milhão de mortes por malária no mundo. Leia a matéria completa na Ciência Hoje On-line, que tem conteúdo exclusivo atualizado diariamente: http://cienciahoje.uol.com.br/noticias/2013/08/malaria-na-veia http://www.jornaldaciencia.org.br/Detalhe.jsp?id=88646


Veículo: Jornal – Jornal do Commercio Editoria: Negócios Assunto:Redes Sociais atraem olhar de empreendedores Cita a FAPEAM:

Sim ✘

Não

Conteúdo:

Release da assessoria

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Pag: B2

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013


Veículo: Jornal – Diário do Amazonas Editoria: Economia Pag: 11 Assunto:Agência Amazonense de Desenvolvimento lança edital para temporários com salário até R$ 2,5 mil Cita a FAPEAM: ✘

Sim Não

Matéria articulada pela assessoria

Release de outra instituição

Iniciativa do próprio veículo de comunicação

Pesquisa financiada pela FAPEAM Programa:

Conteúdo:

Release da assessoria

Publicado no site da FAPEAM:

Sim

✘ - Positivo

- Negativo

Não Data: 12/08/2013

CLIPPING FAPEAM - 12.08.2013  

Clipping de notícias selecionadas com assuntos sobre CT&I no Estado do Amazonas.

Advertisement