Page 1

ATRIBUIÇÕES VALORIZADAS

ANO XXIV • Nº 296 JULHO DE 2017

Mais do que vender medicamentos, os farmacêuticos devem dispensá-los com responsabilidade e serem incentivadores da adesão ao tratamento, seja com informações ou programas que auxiliem na aquisição desses produtos

MERCADO A intercambialidade de medicamentos similares ganha cada vez mais credibilidade entre os consumidores brasileiros

ATUALIDADE Produtos premium não deixam de fazer parte da cesta de compras dos brasileiros, mesmo com a crise econômica

Capa 296.indd 3

19/06/17 18:19


17-0820_AN_C&B_RISQUE_20,5x27,5cm.indd 1 FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

20/06/2017 21/06/1718:56:41 11:47


EDITORIAL

Estabelecimento farmacêutico é local de saúde Dentro da farmácia, inúmeros procedimentos são de aptidão do farmacêutico e não poderia ser diferente já que se trata de um estabelecimento de saúde pelo qual este profissional é responsável. Os limites de atuação são limitados pelas legislações vigentes, mas existe uma nova tendência de mercado, as chamadas farmácias clínicas. A farmácia sempre foi o primeiro local que o paciente procurava quando apresentava algum sinal ou sintoma de uma doença; com o passar dos anos, foi pendendo mais para o lado comercial, mas agora, há uma necessidade emergencial do primeiro atendimento, seja ele preventivo ou diagnóstico. A partir do momento em que ela se configura como um estabelecimento de saúde, a população passa a dar mais credibilidade aos serviços prestados. Esse é o tema da reportagem de capa desta edição, que apresenta cases de lojas que já iniciaram a prestação de serviços e dispõem de verdadeiras clínicas em suas unidades.

DIRETORIA Gustavo Godoy, Marcial Guimarães e Vinícius Dall’Ovo EDITORA-CHEFE Lígia Favoretto (ligia@contento.com.br) ASSISTENTE DE REDAÇÃO Laura Martins EDITOR DE ARTE Junior B. Santos ASSISTENTE DE ARTE Giulliana Pimentel COMERCIAL (EXECUTIVAS DE CONTAS) Jucélia Rezende (jucelia@contento.com.br) e Luciana Bataglia (luciana@contento.com.br) IMAGEM: SHUTTERSTOCK

Editorial 296.indd 3

Outro assunto de grande repercussão é a mudança que o presidente Michel Temer pode fazer nas leis trabalhistas do País. Mesmo sem que qualquer proposta formal tenha sido evidentemente protocolada, o tema ganhou os noticiários. Veja quais são as alterações que mais preocupam a população e de que forma elas impactam as atividades do varejo. Produtos premium também são destaque, já que nem mesmo a crise econômica foi capaz de aplacar o desejo do brasileiro por qualidade superior, aliás, este é o atributo que mais estimula o consumo. O Estudo Global sobre Produtos Premium, da Nielsen, revela, entre outros dados, que 43% dos entrevistados se sentem bem comprando esses itens e 42% deles se sentem confiantes. Boa leitura. Lígia Favoretto Editora-chefe

ASSISTENTE COMERCIAL Mariana Batista Pereira

MARKETING DIGITAL Bianca Pereira

ASSINATURAS Morgana Rodrigues

COLABORADORES DA EDIÇÃO Textos Adriana Bruno, Flávia Corbó, Kathlen Ramos, Laura Martins, Rodrigo Rodrigues, Tatiana Ferrador e Vivian Lourenço Revisão Maria Elisa Guedes Colunistas Gustavo Semblano, Julio César F. Vieitas, Marcelo Cristian Ribeiro e Silvia Osso

COORDENADOR DE CIRCULAÇÃO Cláudio Ricieri FINANCEIRO Cláudia Simplício e Fabíola Rocha ASSESSORIA TÉCNICA E LISTA DE PREÇOS Kátia Garcia MARKETING E PROJETOS Luciana Bandeira ASSISTENTES DE MARKETING Leonardo Grecco e Noemy Rodrigues

IMPRESSÃO Abril Gráfica CAPA Shutterstock

Dentro da farmácia, inúmeros procedimentos são de aptidão do farmacêutico e não poderia ser diferente já que se trata de um estabelecimento de saúde

> www.guiadafarmacia.com.br Guia da Farmácia é uma publicação mensal da Contento. Rua Leonardo Nunes, 198, Vila Clementino, São Paulo (SP), CEP 04039-010. Tel.:(11) 5082 2200. E-mail: contento@contento.com.br Os artigos publicados e assinados não refletem necessariamente a opinião da editora. O conteúdo dos anúncios é de responsabilidade única e exclusiva das empresas anunciantes. O Guia da Farmácia é uma revista vendida e distribuida ao varejo farmacêutico, dirigida principalmente ao profissional farmacêutico, mas também aos demais profissionais de saúde: médicos, odontólogos, prescritores e dispensadores de medicamentos.

2017 JULHO GUIA DA FARMÁCIA

3

20/06/17 15:27


SUMÁRIO #296 JULHO 2017

54

E MAIS 32 > RECURSOS HUMANOS Governo Temer pretende mudar as leis trabalhistas. Entenda como a reforma poderá atingir o varejo brasileiro

06 > GUIA ON-LINE 08 > ENTREVISTA 12 > ANTENA LIGADA 20 > ATUALIZANDO 26 > GUIA DA FARMÁCIA RESPONDE

38 > MERCADO Os medicamentos similares ganharam credibilidade com o público do Brasil. A categoria é resultado de negociação entre governo e indústria

ESPECIAL SAÚDE 60 64 70 78

> GARGANTA E OUVIDO > INTESTINO PREGUIÇOSO > DOR > COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES

44 > CASES CAPA

Com o aumento das farmácias clínicas, a responsabilidade do farmacêutico cresce no atendimento ao cliente não somente para a venda de medicamentos, mas para o acompanhamento de doenças e orientações mais assertivas

86 > ESPECIAL VITAMINA C 88 > CATEGORIA 92 > ESPECIAL HOT 100 > SEMPRE EM DIA

ARTIGOS 54 > ATUALIDADE Nem mesmo a crise econômica foi capaz de aplacar o desejo do brasileiro por produtos premium; qualidade superior é um dos atributos que mais estimulam o consumo

4

Sumário 296.indd 4

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

28 > VAREJO Silvia Osso 29 > GESTÃO Marcelo Cristian Ribeiro 98 > TREINAMENTO Julio César F. Vieitas IMAGEM: SHUTTERSTOCK

21/06/17 16:30


ESPAÇO PUBLICITÁRIO


GUIA ON-LINE WWW.GUIADAFARMACIA.COM.BR

INFORMAÇÕES EXCLUSIVAS NA INTERNET

Acesse o Portal e confira as informações complementares do conteúdo editorial da revista, além de textos exclusivos a cada edição.

CONTEÚDO EXTRA NO PORTAL (A PARTIR DO DIA 15 DE CADA MÊS) SAÚDE Acompanhe o Facebook do Guia da Farmácia

Siga-nos no Twitter @guiada_farmacia

A carência de ferro é a principal responsável pela anemia em crianças. O problema leva ao desânimo, à apatia, falta de ar, dificuldade para realizar atividades físicas, fraqueza muscular, entre outros.

O QUE ROLA NAS REDES SOCIAIS O SITE EQUIVALENTES, DA CONTENTO COMUNICAÇÃO, DISPONIBILIZA CONSULTA DE MEDICAMENTOS SIMILARES, GENÉRICOS E DE REFERÊNCIA. TENHA ACESSO ÀS PRINCIPAIS DÚVIDAS SOBRE OS TIPOS DE FÁRMACOS EM APENAS UM LUGAR

MERCADO

Saiba mais sobre os genéricos, que estão há 18 anos no mercado brasileiro. Medicamentos inovaram o mercado e trouxeram mais possibilidades de tratamento.

BELEZA

Apesar da maioria dos pais passar protetor solar nos filhos em momentos de exposição intensa ao sol, a atitude não é suficiente. É preciso atenção também no dia a dia. Até os 18 anos de idade, o sol é responsável por mais da metade dos danos à pele.

GESTÃO

O problema de ruptura de estoque pode ser resolvido ao adotar o conceito de Prateleira Infinita, criado pelo e-commerce. Dessa maneira, os produtos não precisam estar fisicamente nas lojas. 6

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

guia 296.indb 6

PONTO DE VENDA

A busca por higienizadores nasais aumenta no inverno, principalmente pela maior incidência de alergias respiratórias. Saber expor os produtos corretamente faz toda a diferença na venda dos produtos. IMAGENS: DIVULGAÇÃO/SHUTTERSTOCK

19/06/17 17:52


POR QUE TER ROSAS DE SUCESSO NA SUA LOJA?

PLANO DE COMUNICAÇÃO: MPDV

Internet

App

Relançamento de grandes sucessos com as cores mais pedidas pelas consumidoras. • Marca líder de mercado. • Cores novas para enriquecer o portfólio.

Revista

Blogueiras

• Linha regular Rosas é a 2ª mais relevante para a marca. • A cor rosa está sempre presente nas últimas tendências de moda.

PLANOGRAMA: PRINCIPAIS MUDANÇAS:

GERADORES DE LUCRO

• Lançamento na altura dos olhos. • Coleções antigas ficam no grupo de cores correspondentes. • Cores em degradê das mais escuras para as mais claras.

ROSAS DE SUCESSO GERADORES DE IMAGEM

GERADORES DE TRÁFEGO

17-0827_AN_RISQUE_PINK_POWER_20,5 cmx27,5cm.indd 1 FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

20/06/2017 21/06/1717:46:31 11:44


ENTREVISTA – ALERE

8

Entrevista 296.indd 8

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

IMAGENS: IMAGEM: FABIANO VIANA

20/06/17 15:40


Diagnóstico rápido e facilitado COMO LÍDER MUNDIAL EM POINT OF CARE, A ALERE QUER SE TORNAR A PARCEIRA DE ESCOLHA DAS FARMÁCIAS E DROGARIAS BRASILEIRAS NA IMPLEMENTAÇÃO DE SOLUÇÕES PARA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA POR LÍGIA FAVORETTO

C

Conhecidos como Point of Care (POC), os testes rápidos são ferramentas que permitem acessar informações com agilidade e possuem aplicações que vão desde o diagnóstico de HIV (sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana) e dengue até o rastreamento de doenças crônicas e silenciosas, como o diabetes. Esses resultados importantes são obtidos muitas vezes após a coleta de uma amostra simples de sangue, saliva ou urina em até 15 minutos, dependendo do teste. Por serem realizados com aparelhos portáteis, os testes Point of Care podem ser feitos em qualquer ambiente, o que ajuda no diagnóstico ao tratamento de pacientes com dificuldades de locomoção. A tecnologia POC tem ganhado cada vez mais relevância para diagnósticos rápidos, seja na atenção primária ou na unidade de emergência para agilizar a tomada de decisão e descobrir alterações ou acompanhar pacientes que já estão em tratamento.

A Alere, líder mundial em desenvolvimento e fabricação de diagnósticos rápidos e Point of Care, acredita que quando o assunto é diagnóstico e monitoramento de condições de saúde, “saber agora importa” (Knowing now matters™). Com essa visão, a empresa atua fornecendo informações acessíveis e confiáveis por meio de testes rápidos, melhorando os resultados clínicos e econômicos da saúde a nível global. Sediada em Waltham, Massachusetts (EUA), e com operações no Brasil, a Alere tem como foco produtos para doenças cardiometabólicas, infecciosas e toxicologia. O VP Marketing LATAM da Alere, Cyrille Schroeder, concedeu uma entrevista exclusiva ao Guia da Farmácia e diz que é importante que a tecnologia passe a fazer parte também do varejo farmacêutico brasileiro. Acompanhe! Guia da Farmácia • Quais são os produtos que fazem parte do segmento de Point of Care? Cyrille Schroeder • Testes simples, com mínima manipulação da amostra, com possibilidade de coleta de ponta de dedo e de fácil interpretação dos resultados fazem parte do conjunto de dispositivos Point of Care, 2017 JULHO GUIA DA FARMÁCIA

Entrevista 296.indd 9

9

20/06/17 17:44


ENTREVISTA – ALERE

tecnicamente conhecidos no Brasil como “testes laboratoriais remotos”. Sua apresentação pode ser no formato de dispositivos de teste, como o teste de gravidez que é vendido nas farmácias, ou de equipamentos portáteis mais sofisticados, que permitem a quantificação de algum teste, como o leitor de glicose capilar. O teste Point of Care, em uma tradução literal, significa teste no ponto de cuidado, ou seja, testes levados até o paciente, em que a informação rápida faz a diferença. Guia • Por que existem oportunidades de desenvolvimento do mercado Point of Care no Brasil? Por que o País é um dos menos desenvolvidos da América Latina nesse nicho? Schroeder • Temos um cenário dos sistemas privado e público de saúde em que as unidades básicas de saúde podem levar meses para o agendamento de exames, os prontos-socorros estão superlotados e, diariamente, ouvimos notícias de falta de leito em Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Estes fatores tornam o Brasil um país com grandes oportunidades para o desenvolvimento da tecnologia Point of Care, que pode ajudar a superar esses desafios, melhorando a atenção primária para a população, aumentando a capilaridade e permitindo acesso imediato a testes de diagnóstico in vitro. A tecnologia Point of Care permite um diagnóstico simples e rápido, promovendo rápida intervenção e controle da condição clínica. Guia • De que forma é possível inserir o Point of Care no canal farma? Schroeder • A farmácia é o ponto de saúde mais acessível à população. Qualquer pessoa pode entrar em qualquer loja e ter à disposição um ambiente com um profissional de saúde, o farmacêutico, à disposição. E isso já faz parte da cultura do brasileiro, principalmente em realidades distantes dos grandes centros. O ponto mais importante desse segmento é permitir que a população tenha em um único ambiente a possibilidade de fazer uma triagem para alguma condição clínica de que tenha suspeita e, posteriormente, procurar seu médico ou mesmo se testar para acompanhamento do tratamento, por exemplo, do diabetes. A questão mais importante é permitir acessibilidade. Apesar dos desafios no atual marco regulatório, esperamos ter mais clareza quanto a esse importante canal. Guia • Por que é importante que as farmácias prestem esse serviço? 10

Entrevista 296.indd 10

Schroeder • Do ponto de vista de saúde, é o de se tornar um local de atenção primária. Permitir o acesso rápido tem um papel importante na gestão do sistema de saúde. Bons exemplos de melhoria de gestão é pensar em pacientes com controle de doenças crônicas, como o diabetes, que esperam meses no Sistema Único de Saúde (SUS) para agendar uma consulta e que podem agravar sua condição clínica com possíveis problemas cardíacos, hemodiálise, cegueira e amputações, gerando um alto custo para o sistema e, sem dúvidas, para o paciente. Ou ainda, no atendimento de doenças sazonais como a dengue, que superlotam os prontos-socorros, sendo que a triagem com testes Point of Care pode retirar o paciente negativo das filas e tratar adequadamente o paciente positivo. Do ponto de vista do negócio, é importante que as farmácias prestem esse serviço para fidelizar seus clientes, fazendo com que eles tenham acesso ao ambiente de testagem, aumentando o tempo de permanência na loja com o possível aumento do tíquete médio em produtos relacionados ao teste realizado. Guia • Como funciona a prestação do autoteste em farmácias e drogarias? Schroeder • Essa discussão da prestação de testes em farmácias e drogarias ainda está caminhando no Brasil, com uma legislação muito nova e em processo de consolidação. Existe um projeto de Assistência Farmacêutica Avançada baseado no modelo da experiência norte-americana, país em que as transformações dos últimos 20 anos têm desempenhado papel fundamental na atenção primária à saúde. Guia • Como é feito o laudo diagnóstico? Schroeder • Quando necessário, normalmente, a distância, por um laboratório legalmente habilitado com a garantia da qualidade e de execução do teste. Guia • Quais são os avanços que os sistemas de saúde, como um todo, conseguem a partir do autoteste em farmácias e drogarias? Schroeder • Tudo se resume a acesso e informação. Permitir que a população possa conhecer seu estado de saúde é um direito. Quanto mais as pessoas se conhecem, maior a possibilidade de tratamento, reduzindo todas as complicações associadas, como risco de mortalidade e baixa qualidade de vida. Com a possibilidade de tratamento apropriado, é possível reduzir o impacto socioeconômico de doenças, como o HIV e o diabetes.

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

20/06/17 16:11


Assistência Farmacêutica Point of Care na atenção primária A falta de um diagnóstico precoce adequado e acessível: 16 milhões sofrem de diabetes;

A Alere, líder mundial em Point of Care, fornece informações acessíveis e confiáveis através de diagnósticos rápidos, melhorando os resultados clínicos e econômicos da saúde. Tem como foco produtos para doenças cardiometabólicas, infecciosas e toxicologia.

50%

não sabem.

827 mil

contaminadas pelo vírus HIV;

112 mil não sabem. 350 mil na fila para realização de

exames e consultas de acompanhamento. Fonte: Organização Mundial de Saúde; Ministério da Saúde.

Alere S.A. Rua dos Pinheiros, 498 - 7º andar - Pinheiros São Paulo - SP | Tel: 0800 11 32 62 | e-mail: contato.br@alere.com | alere.com © 2017 Alere. Todos os direitos reservados. O logotipo da Alere, Alere e Knowing now matters são marcas comerciais do grupo Alere de empresas. Todas as outras marcas comerciais referidas pertencem aos seus respectivos donos. As fotos destinam-se apenas a fins ilustrativos, qualquer pessoa retratada nas fotos é um modelo. Os equipamentos e reagentes comercializados no Brasil estão devidamente registrados. Para obter a relação completa, contate-nos: sac.brasil@alere.com.

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

21/06/17 11:28


ANTENA LIGADA

PODER FEMININO A DIVERSIDADE PASSA A SER CADA VEZ MAIS DISCUTIDA EM DIFERENTES VERTENTES DAS ÁREAS DE NEGÓCIOS. EMPRESAS PREOCUPAM-SE EM DAR ESPAÇO ÀS MULHERES POR LAURA MARTINS

TIREOIDE E ESTILO DE VIDA MAIOR PRESENÇA DELAS

O ranking Melhores Empresas para a Mulher Trabalhar, promovido pelo Great Place to Work (GPTW), colocou a Bristol-Myers Squibb na terceira posição entre as melhores companhias para as mulheres. Este é o segundo ano consecutivo que o laboratório é escolhido. A iniciativa reconhece não somente as contratações, mas as empresas que oferecem a elas possibilidade de ascender na carreira. Em 2017, 144 empresas (com pelo menos 100 funcionários) participaram da pesquisa. A avaliação foi feita com base em pesquisas respondidas pelos próprios colaboradores das organizações participantes e entrevista com o Recursos Humanos (RH) para conhecer as práticas adotadas. • www.bristol.com.br

12

guia 296.indb 12

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

A maioria das mulheres culpa suas escolhas de estilo de vida pelos sinais e sintomas de distúrbios da tireoide e os aceita como parte da rotina delas. De acordo com uma pesquisa global encomendada pela Merck, quase metade das entrevistadas (49%) disse se sentir cansada/lenta todos os dias ou sentir-se agitada e/ou com dificuldade para dormir. Ou seja, quando a tireoide não funciona corretamente, pode levar a uma grande variedade de sintomas comuns, como ganho ou perda de peso, cansaço, irritabilidade, falta de concentração e dificuldade para dormir. Outro ponto importante do estudo revelou que praticamente um terço das mulheres não conseguiu explicar o que são os distúrbios da tireoide e que a maioria desconhece que uma glândula tireoide insuficiente é mais comum em mulheres do que em homens e a incidência aumenta conforme a idade. • www.merck.com.br IMAGENS: SHUTTERSTOCK/DIVULGAÇÃO

19/06/17 17:52


OPORTUNIDADE PARA NOVAS EMPRESAS

O BioStartUp Lab., programa que promove empreendedorismo, selecionou 21 projetos ligados à saúde para ser aperfeiçoados e apresentados ao mercado. Os trabalhos abrangem novas moléculas com potencial para se tornarem medicamentos, suplementos alimentares, aplicativos ligados à saúde e bemestar, entre outros. Agora, as startups estão em fase de aceleração, quando seus projetos serão aprimorados para um futuro lançamento. Para a rodada deste ano, realizada em parceria com a Associação da Indústria Farmacêutica de Pesquisa (Interfarma), foram analisados projetos de 351 empreendedores de 100 instituições, localizadas em 62 cidades brasileiras e outros dois países (Argentina e Iraque). • www.interfarma.org.br

ANSELL VENDE BLOWTEX

A Ansell acordou a venda de sua linha de Bem-Estar Sexual (Blowtex) para a Humanwell Healthcare (Group) Co.; Ltd E CITIC Capital China Partners III, L.P., fornecedora de soluções de cuidados para a saúde, sediada na China e com forte presença na Europa e América do Norte. Repassar o negócio à Humanwell visa dar continuidade ao legado da empresa na fabricação e venda de preservativos e produtos correlatos por meio de uma companhia cuja atuação está em sinergia com valores arraigados como segurança, integridade e capital humano. • www.blowtex.com.br

NORTIS FARMACÊUTICA AUTORIZADA A PRODUZIR

A Nortis Farmacêutica, indústria de antibióticos comprada pelo Aché Laboratórios, conquistou o Certificado de Boas Práticas de Fabricação (CBPF) para a produção de antibióticos penicilínicos em cápsulas, comprimidos e pós. Com isso, a empresa está autorizada a iniciar as operações de fabricação e comercialização dos medicamentos. O Aché inicia a produção dos produtos na unidade de Londrina (PR). Atualmente, o laboratório tem capacidade instalada de produção de dez milhões de unidades por ano. A aquisição fez parte dos investimentos industriais e de melhoria da produtividade do ano passado, que totalizaram R$ 52 milhões em 2016 e promoveram crescimento de produtividade de 11%. • www.ache.com.br

ONDAS BINAURAIS PARA RELAXAR

A Medley e a Alpha FM fizeram uma parceria para a transmissão inédita binaural via rádio e streaming no Brasil. As ondas de áudio binaurais têm a capacidade de induzir o cérebro ao relaxamento, colocando-o em uma baixa frequência que ajuda a chegada do sono. Sempre que possível, essas ondas devem ser escutadas com fones de ouvido. A transmissão é parte da campanha “O Mundo É dos Sonhadores”, que tem objetivo de ressaltar a importância de se diagnosticar e tratar a insônia. A experiência pode ser conferida no site da Alpha FM (www.alphafm.com. br) e no Portal da Medley (www.medley.com.br/generico/sonhadores). • www.medley.com.br JULHO 2017 GUIA DA FARMÁCIA

guia 296.indb 13

13

19/06/17 17:52


Chegou ® Salsep Jet e ® Salsep Jet Kids O jato contínuo pensado para adultos e crianças.1,2

Cuidado completo para o nariz SALSEP® JET 0,9% (cloreto de sódio) e SALSEP® JET KIDS 0,9% (cloreto de sódio) Indicações: fluidificante e descongestionante nasal. Contraindicações: para pacientes com antecedentes de hipersensibilidade (alergia) aos componentes da fórmula. Precauções e advertências: apesar de não existirem estudos específicos durante a gestação e amamentação, o uso de Salsep ® Jet e Salsep ® Jet Kids é considerado seguro, não existindo contraindicação ao seu uso nessas situações. Não há registros de interações clinicamente relevantes relacionadas ao uso de Salsep ® Jet e Salsep ® Jet Kids. Reações adversas: ainda não foram relatadas reações adversas específicas com o uso do medicamento. Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis. Posologia: aplique a solução nas narinas, conforme necessidade. MEDICAMENTO DE NOTIFICAÇÃO SIMPLIFICADA RDC Nº 199/2006. AFE Nº 1.0033-3. Serviço de Atendimento Libbs: 0800-0135044. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. SALSEP® JET É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SALSEP ® 360 0,9% (cloreto de sódio) e SALSEP ® 0,9% (cloreto de sódio) Indicações: como fluidificante e descongestionante nasal. Contraindicações: para pacientes com antecedentes de hipersensibilidade (alergia) aos componentes da fórmula. Precauções e advertências: apesar de não existirem estudos específicos durante a gestação e a amamentação, o uso de Salsep® é considerado seguro, não existindo contraindicação ao seu uso nessas situações. Não há registros de interações clinicamente relevantes relacionadas ao uso de Salsep ®. Reações adversas: ainda não foram relatadas reações adversas específicas com o uso do medicamento. Informe ao seu médico o aparecimento de reações desagradáveis. Posologia: aplique a solução nas narinas, conforme necessidade. MEDICAMENTO DE NOTIFICAÇÃO SIMPLIFICADA RDC Nº 199/2006. AFE Nº 1.0033-3. Serviço de Atendimento Libbs: 0800-0135044. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. SALSEP ® É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA.

20170425_Libbs_Respiratorias_AF_An_Panpharma_42x28.indd 1 FECHAR ANÚNCIOS GUIA DUPLOS.indd 70

21/06/17 11:29

r

M I s 0 b p v O v


s s . S

s s o :

Uma linha completa para o Ciclo da Saúde Nasal. Ideal para lavar, higienizar e hidratar diariamente o nariz de toda a família.3-8

respirar aliviado todos os dias.3-6 MAXIDRATE® 6,0 mg/g (cloreto de sódio) Indicações: hidratação da mucosa nasal ressecada devido a condições climáticas de baixa temperatura ou baixa umidade, condições ambientais como exposição ao ar-condicionado, utilização de betabloqueadores ou uso das seguintes substâncias: alprazolam, perfenazina, amitriptilina, tioridazina e isotretinoína; resfriados, alergias e sinusite crônica; senilidade; pós-radioterapia, reduzindo a formação de crostas. Reg. MS 1.0033.0126. Serviço de Atendimento Libbs: 0800-0135044. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. MAXIDRATE® É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. Referências bibliográficas: 1. SALSEP ® JET. São Paulo: Libbs Farmacêutica Ltda. Bula do medicamento. 2. SALSEP ® JET KIDS. São Paulo: Libbs Farmacêutica Ltda. Bula do medicamento. 3. MELLO JR, J. F. et al. Brazilian Academy of Rhinology position paper on topical intranasal therapy. Braz. J. Otorhinolaryngol., v. 79, n. 3, p. 391-400, 2013. 4. JEFFE, J. S. et al. Nasal saline irrigation in children: a study of compliance and tolerance. Int. J. Pediatr. Otorhinolaryngol., v. 76, n. 3, p. 409-13, 2012. 5. SLAPAK, I. et al. Efficacy of isotonic nasal wash (seawater) in the treatment and prevention of rhinitis in children. Arch. Otolaryngol. Head Neck Surg., v. 134, n. 1, p. 67-74, 2008. 6. KHIANEY, R.; OPPENHEIMER, J. Is nasal saline irrigation all it is cracked up to be? Ann. Allergy Asthma Immunol., v. 109, n. 1, p. 20-8, 2012. 7. MION, O.; MELLO JUNIOR, J. F. O uso das soluções salinas no nariz e seios paranasais. RBM-ORL, v. 2, n. 3, p. 77-83, 2007. 8. MIYAKE, M.A.M. Medicamentos intranasais: aspectos a considerar na prática clínica diária. RBM-ORL, v. 2, n. 3, p. 92-99, 2007.

FECHAR ANÚNCIOS GUIA DUPLOS.indd 71

4/25/1711:29 5:57 PM 21/06/17


ANTENA LIGADA

BANCO DE DADOS DE ANTIBIÓTICOS E BACTÉRIAS

DELIVERY DE PEQUENAS FARMÁCIAS

O FarmaPrática realizou uma pesquisa em mais de 300 farmácias de médio e pequeno porte do Rio de Janeiro (RJ) e concluiu que existe uma forte necessidade de implementar vendas on-line para os clientes. O FarmaPrática nasceu para facilitar o pedido de produtos nas farmácias de pequeno e médio porte. O aplicativo mostra aos clientes as farmácias mais próximas e permite que toda a compra possa ser feita por ele. A startup atenderá, inicialmente, as regiões da Barra da Tijuca, Recreio, Curica, Itanhangá, Ilha do Governador e Centro, com previsão de expansão até o fim de 2017. • www.farmapratica.com.br

Com a participação de mais de 200 hospitais, a Pfizer desenvolveu uma plataforma interativa para acesso a dados críticos sobre a eficácia dos tratamentos com antibióticos em mais de 60 países, entre eles o Brasil. O Antimicrobial Testing Leadership and Surveillance (ATLAS) reúne análises de mais de 350 mil patógenos e permite que os médicos selecionem as alternativas de tratamento mais adequadas para seus pacientes, estimulando o uso racional dos antimicrobianos, impactando sobre as taxas de infecção hospitalar. Os profissionais de saúde poderão avaliar dados, realizar análises e exportar tabelas e figuras que incluem parâmetros, como tipo de patógeno, região e fonte de amostra. Globalmente, pode contribuir, também, para que autoridades de saúde desenvolvam estratégias de combate ao problema. • www.atlas-surveillance.com

MEDICAMENTOS ESPECIAIS NA REDE RD

A RD passa a comercializar medicamentos especiais em suas lojas da Droga Raia e da Drogasil. Os fármacos são destinados para tratamentos de câncer, hepatite, infertilidade, artrite reumatoide, hormônios de crescimento, Dispositivo Intrauterino (DIU) hormonal, entre outros. Para comprar o medicamento, basta apresentar a receita no balcão e o atendente faz um cadastro, sem custo ou compromisso. O cliente recebe uma mensagem no celular com o número de protocolo, confirmando a solicitação. Após a verificação, a central de atendimento entra em contato e passa a data, local de entrega e as formas de pagamento. • www.drogaraia.com.br • www.drogasil.com.br 16

Antena 296.indd 16

SETOR FARMACÊUTICO CRESCE

O grande varejo farmacêutico movimentou R$ 10,08 bilhões no primeiro trimestre do ano, crescendo 9,26% em relação ao mesmo período em 2016. Nos três primeiros meses do ano passado, as vendas foram 13,56% superiores a 2015, segundo dados da Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma). No total, as vendas de medicamentos foram de R$ 6,78 bilhões, aumento de 12,67% em comparação aos três meses anteriores, tendo a maior influência sobre o faturamento. Já a venda de não medicamentos (itens de higiene, cosméticos, perfumaria e conveniência) totalizou R$ 3,30 bilhões, alta de 3,73%. • www.abrafarma.com.br

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

20/06/17 15:48


NOVA FARMACÊUTICA BRASILEIRA Omilton Visconde Jr. e o fundo Victoria Capital Partners compraram o Instituto Terapêutico Delta, unidade da norteamericana Valeant Pharmaceutic, com investimentos de aproximadamente R$ 400 milhões em quatro anos. Com a aquisição, os investidores criaram uma nova companhia, a Cellera Farma, que terá investimentos direcionados a parcerias em tecnologia, novas linhas de produtos de prescrição, genéricos, similares e Over The Counter (OTC). Hoje, o Delta produz medicamentos para as áreas de neurologia, oftalmologia, dermatologia e cosméticos; similares, OTC e genéricos. A Cellera Farma, que iniciará suas atividades com 200 funcionários, deverá abrir de imediato 30 vagas e mais 120 no início de 2018, de propagandistas e vendedores. • www.victoriacp.com

NOVO SITE DA GERMED PHARMA

O canal direto entre a farmacêutica Germed Pharma e seus parceiros está totalmente reformulado. Com novo design, o endereço visa facilitar ainda mais o acesso às informações sobre a empresas e as ações para saúde e bem-estar. O acesso pode ser feito por meio do site: germedpharma.com.br • www.germedpharma.com.br

GRUPO DPSP EM EXPANSÃO

O Grupo DPSP – formado pelas redes Drogarias Pacheco e Drogaria São Paulo – investirá mais de R$ 100 milhões em seu plano de expansão 2017. A empresa prevê 130 novos estabelecimentos até o fim do ano, nos dez estados onde já atua. Além disso, está prevista, para setembro próximo, a mudança da sede do Grupo da região central de São Paulo para um condomínio de prédios comerciais na zona oeste da capital paulista. Por fim, haverá investimento de R$ 500 mil em um lançamento de uma nova versão de seu aplicativo com o Convênio Empresa e o Programa de Relacionamento “Viva Saúde”. • www.drogariasaopaulo.com.br • www.drogariaspacheco.com.br

NOVO DIRETOR-GERAL DE CONSUMER HEALTHCARE

A Sanofi anuncia Rodolfo Hrosz como novo diretor-geral de Consumer Healthcare (CHC) no Brasil. O executivo terá a responsabilidade de posicionar a área de CHC como líder de mercado nacional, definindo a estratégia da unidade de negócios para o País, assegurando boas práticas e excelência operacional. Ele cuidará da estratégia de Trade, gestão das marcas Anador, Cewin, Dermacyd, Dorflex, Ducolax, Novalgina, Pharmaton, Targitor, entre outras, e a consolidação de portfólio da Sanofi. Hrosz tem mais de 20 anos de experiência em liderança nos setores de consumo, como bebidas, higiene pessoal, Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs), alimentos industrializados e de luxo. • www.sanofi.com.br JULHO 2017 GUIA DA FARMÁCIA

Antena 296.indd 17

17

20/06/17 15:49


ESPAÇO PUBLICITÁRIO


ESPAÇO PUBLICITÁRIO


ATUALIZANDO

MAIS SAÚDE RESPIRATÓRIA MUITO PROCURADOS NOS MESES DE INVERNO, OS HIGIENIZADORES NASAIS AJUDAM A PREVENIR DIFERENTES DOENÇAS E ALERGIAS SE USADOS CORRETAMENTE POR LAURA MARTINS

NARIDRIN JET EMS

A EMS amplia sua linha de descongestionantes nasais com o Naridrin Jet. O produto possui um jato que possibilita a aplicação contínua em 360°, facilitando sua administração, principalmente, em crianças. Tem ação fluidificante e descongestionante, por meio de um líquido 100% natural (cloreto de sódio) e estéril, já que não entra em contato com o meio ambiente antes de chegar à narina, o que evita possível contaminação. MS Não possui registro por ser medicamento de notificação simplificada • www.ems.com.br 20

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Atualizando 296.indd 20

SALSEP® JET LIBBS

Composto por 9 mg/mL de cloreto de sódio, o Salsep® Jet é indicado para lavagem nasal diária de adultos e crianças a partir de oito anos de idade. Atua na prevenção de gripes, resfriados, rinites e doenças respiratórias. O produto é livre de conservantes e possui jato confortável e de alto rendimento. A embalagem é anatômica e vem com espaço para identificação do nome do usuário. MS Não possui registro por ser medicamento de notificação simplificada • www.libbs.com.br IMAGENS: DIVULGAÇÃO

20/06/17 15:50


BASAGLAR™

ELI LILLY E BOEHRINGER INGELHEIM

CRANBERRY LITEÉ

O cranberry é uma fruta rica em proantocianidina, substância que age contra a aderência de bactérias do tipo E. coli na mucosa da bexiga e da bactéria H. pylori na mucosa estomacal. A Liteé desenvolveu um suplemento alimentar feito da fruta que protege contra infecção urinária, gastrite e úlceras. MS Produto isento de registro conforme a RDC 27/10 • www.litee.com.br

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o registro de Basaglar™, a primeira insulina biossimilar do mercado brasileiro. O medicamento, uma insulina basal de longa ação, é indicado para controlar os níveis elevados de açúcar no sangue em adultos e crianças com diabetes tipo 1 e adultos com diabetes tipo 2. O medicamento desenvolvido pela aliança Lilly e Boehringer estará disponível em canetas descartáveis e em refis para ser usados em canetas reutilizáveis. MS 1.1260.0194 • www.lilly.com.br • www.boehringer-ingelheim.com.br

MAXALGINA® NATULAB

Indicada como analgésico (medicamento para dor) e antitérmico (medicamento para febre). A dipirona é uma substância muito utilizada para tratar sintomas característicos de dengue, chikungunya, Zika vírus e demais quadros virais. A Natulab possui a linha regular de frascos com 10 mL e 20 mL, 100 mL infantil (com copo ou seringa dosadora) e traz novas apresentações em comprimidos de 500 mg com 30 e 100 comprimidos. MS 1.3841.0002 • www.natulab.com.br

AMPLIUM G

MANTECORP FARMASA

A Mantecorp Farmasa está relançando o Amplium G, creme vaginal indicado para o tratamento das vulvovaginites. O medicamento é composto por dois princípios ativos – o miconazol e o tinidazol – indicados para o tratamento tópico eficaz e seguro das vulvovaginites, inclusive a candidíase vulvovaginal. As embalagens de Amplium G apresentam 14 aplicadores. MS 1.7817.0806.002-8 • www.hypermarcas.com.br 2017 JULHO GUIA DA FARMÁCIA

Atualizando 296.indd 21

21

20/06/17 15:51


ESPAÇO PUBLICITÁRIO


ESPAÇO PUBLICITÁRIO


ATUALIZANDO

CALCITOTAL® ABBOTT

A Abbott lança no mercado brasileiro o CalciTotal®, suplemento à base de cálcio e vitaminas D e K2. Além do cálcio, o suplemento é enriquecido com vitamina D, responsável pela absorção do mineral, e com vitamina K2, que ajuda na fixação e reduz o risco de calcificação arterial. Suas cápsulas gelatinosas facilitam a ingestão. A dose recomendada de CalciTotal® é de 1.000 mg/dia, o equivalente a duas cápsulas, tanto para os adultos que já apresentam uma perda acentuada de massa óssea, quanto para os que pretendem prevenir a osteoporose. MS Produto isento de registro conforme a RDC 27/10 • www.abbottbrasil.com.br

HALITHERAPY® GRUPO DAUDT

Existem diversas causas que podem dar origem ao mau hálito, sendo que 90% são de origem bucal, entre as quais a saburra lingual tem sido considerada a principal fonte de halitose. Halitherapy® é uma solução bucal desenvolvida para neutralizar os agentes responsáveis pelo mau hálito. Sua fórmula à base de dióxido de cloro, cloreto de cetilpiridínio, com flúor, sabor menta e sem álcool possui ação tripla que ajuda a combater os germes associados ao mau hálito e a neutralizar a ação das bactérias responsáveis pela produção do odor desagradável. MS 2.00250.0 Processo 25351.540294/2015-1 • www.grupodaudt.com.br

24

PROBENTOL® LABIAL CIFARMA

A Família Probentol® cresceu e traz o lançamento: Probentol® Labial. O produto é um regenerador e hidratante dos lábios que, com o uso diário, reduz os danos labiais, proporcionando hidratação, nutrição e aparência saudável aos lábios. Sua fórmula possui dexpantenol (hidratante), ácido hialurônico (hidratante e restaurador), vitamina E (antioxidante) e aloe vera (regenerador e calmante). MS 25351.594807/2016-61 • www.probentol.com.br

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Atualizando 296.indd 24

20/06/17 15:52


ESPAÇO PUBLICITÁRIO


UM PACIENTE ENTROU COMO UMA AÇÃO JUDICIAL CONTRA O MUNICÍPIO DE ARAÚJOS (MG) PARA RECEBIMENTO DO MEDICAMENTO SORAFENIBE (USADO PARA TRATAMENTO DE CÂNCER DO RIM E DE FÍGADO, COM O CUSTO DE R$ 5.310,00 A CAIXA). O MUNICÍPIO ADQUIRIU O MEDICAMENTO, MAS O MÉDICO DO PACIENTE MUDOU A PRESCRIÇÃO ANTES DELE BUSCÁ-LO NA FARMÁCIA. O QUE DEVO FAZER? PERGUNTA ENVIADA POR ANA CAROLINA CUSTÓDIO, DE OLIVEIRA (MG)

?

S

Se houve uma decisão judicial condenando o município de Araújos para adquirir o medicamento Sorafenibe, o município cumpriu a decisão e fez a devida aquisição do supramencionado medicamento. Não tenho dúvidas de que o juiz concedeu a decisão à luz de laudos médicos demonstrando a imprescindibilidade de tal medicamento ao paciente. Se após a aquisição pelo município do medicamento, em obediência à decisão judicial, o médico prescritor mudou a prescrição, cabe aos procuradores municipais informa-

26

guia 296.indb 26

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

BAIXE O APP QR CODE OU ENVIE SUA PERGUNTA DIRETAMENTE NO E-MAIL: REDACAO@GUIADAFARMACIA.COM.BR NÓS RESPONDEMOS!

rem tal fato ao juiz para que revogue sua própria decisão. O município de Araújos terá de suportar com o ônus dessa aquisição e guardar em local adequado o medicamento ou, caso entenda de forma contrária, negociar com a farmácia de onde o adquiriu para a restituição, até mesmo porque, normalmente, nessas compras, o pagamento é diferido no tempo e não realizado à vista. O médico terá de justificar, e bem justificado, o motivo técnico-científico que o fez alterar a prescrição ao juiz.

GUSTAVO SEMBLANO Advogado e consultor jurídico da Associação do Comércio Farmacêutico do Estado do Rio de Janeiro (Ascoferj) e da Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (Anfarmag), regional estado do Rio de Janeiro. Atualmente, pós-graduado em Direito da Farmácia e do Medicamento na Faculdade de Direito de Coimbra (Portugal)

IMAGENS: SHUTTERSTOCK/DIVULGAÇÃO

19/06/17 17:52


FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

19/06/17 15:10


VAREJO

Como evitar a perda de produtividade

U

EXCESSO DE INFORMAÇÃO DISPERSA O COLABORADOR E É UM DOS MOTIVOS DA PEQUENA ENTREGA DE RESULTADOS

SILVIA OSSO Palestrante e consultora de empresas. Especialista em varejo e autora dos livros destinados ao varejo e serviços denominados ATENDER BEM DÁ LUCRO; ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS EM FARMÁCIA, PROGRAMA PRÁTICO DE MARKETING EM FARMÁCIAS; LIDERANÇA PARA TODOS . Para adquirir os livros, acesse: www.lojacontento.com.br E-mail siosso@uol.com.br 28

guia 296.indb 28

Utilizar corretamente o tempo numa época tão conturbada é saber administrar energia e prioridades. Há alguns pecados que reduzem a produtividade na gestão da farmácia e devem ser evitados: tudo pensando em fazer diferença nos resultados. Falta de foco e clareza na definição de metas: ou elas não estão definidas ou estão definidas incorretamente. É preciso elencar corretamente as prioridades, alinhar o discurso (o que dizemos que é prioridade) e o que fazer realmente (o que fazemos ser prioridade). Não há certo ou errado ao definir prioridades, quem decide o que é importante para você é você e mais ninguém. Falta de disciplina: o mal do século é a dificuldade de fazer o que deve ser feito a tempo e na hora. Baixa autoestima: quando a autoestima é baixa, há tendência de procrastinar e administrar incorretamente o tempo. É bom avaliar como estão a motivação e o nível de energia, para que isso não reflita negativamente no trabalho da equipe. Ladrões de tempo e excesso de informação: o modo de viver está mudando e isto rouba tempo e produtividade. Com a informatização, as interrupções no trabalho ou lazer são constantes, fazendo com que o nível de produtividade caia. É o celular que toca, e-mails para ver, redes sociais, reuniões, relatórios, etc. Todas essas atividades são ladrões de energia física, mental ou racional. A verdade é que não se sabe lidar com esse excesso de informação, mas é preciso aprender.

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Falta de ferramentas adequadas: o dinamismo do mundo faz com que o tempo pareça escasso. A falta de tempo está ligada ao excesso de atividades ou a falta de método eficaz? Que ferramenta está usando para administrar o tempo de forma adequada? Reuniões ineficientes: reuniões produtivas devem manter o foco e apresentar novidades ou compartilhar ideias. Devem ter no máximo quatro assuntos e em torno de 15 minutos de atenção para cada. Não saber dizer não: profissionais bem-sucedidos sabem dizer não sem sentir culpa. Nunca devem usar desculpas, como agenda cheia, obrigações familiares ou outra para negar alguma coisa. A objetividade é sempre melhor. Começar o dia sem uma lista de prioridades: um dia de trabalho bem planejado é sinônimo de mais organização e melhores resultados. Multitarefa não aumenta produtividade: um dos temas atuais no mundo corporativo é fazer pessoas melhorarem suas performances no trabalho. Quando uma pessoa realiza várias tarefas ao mesmo tempo, ela está conseguindo ser mediana em várias coisas ao mesmo tempo, mas não produtiva. Esquecer-se de fazer pausas: o excesso de tarefas, informação e velocidade que gira em sua volta desde a chegada ao trabalho até a hora de ir embora, o que leva ao cansaço físico e mental. Fazer pausas para recuperar a energia necessária e chegar melhor no fim do dia é importante. IMAGEM: DIVULGAÇÃO

19/06/17 17:52


GESTÃO

S

A importância dos processos para farmácias

Sua equipe, independente do horário, do chefe estar presente ou não, executa as funções de forma padronizada, normatizada. Em todas as áreas, seja em compras, questões regulatórias, legislações, tarefas, tudo está bem definido e cada um sabe exatamente o que fazer, quando fazer. Tudo o que não está escrito, padronizado, é porque é novo, uma exceção e, para isso, será tratado pelos líderes. Estamos falando de uma farmácia que cresce e que toda a sua loja possui o mesmo padrão de excelência, podendo abrir quantas unidades a oportunidade, a visão e a coragem exigirem, pois processos possuem. • Seu gerente sabe como contratar a equipe; sabe como se portar; o que fazer e o que não fazer; sabe fazer uma reunião; sabe quando e como fará; além das práticas motivacionais. • Em relação a vendas, todos os indicadores, metas, regras estão fundamentados nos processos. • O “caixa” da farmácia sabe, bem como todos os funcionários entendem perfeitamente seu trabalho e executam os processos estabelecidos. • O layout da farmácia está definido, com planogramas, Gerenciamento por Categorias (GC), setorização definidos. • Sua equipe sabe repor mercadoria, em qual seção está cada produto... pois há planogramas e Gerenciamento por Categorias definidos, escritos e determinados anteriormente. IMAGEM: DIVULGAÇÃO

a_gestão 296.indd 29

• Poderíamos citar que o mesmo se aplica para atividades de compras de mercadorias, controle do estoque, seleção de novos funcionários, controle de receitas e despesas, ações de divulgação para uma nova promoção, limpeza e arrumação da loja, entre outras. Desde o cliente entrar na farmácia até ele sair, cada passo e interação com o cliente estão formalizados nos processos. Esses processos, validados, testados, geram lucro, redução de custo, menos horas de treinamento. Os processos devem conter quem executa cada atividade, ferramentas usadas, instruções para a execução e, claro, o resultado esperado. VANTAGENS DOS PROCESSOS 1) Reduzir horas de treinamento de equipe e demais custos na operação. 2) Otimização dos recursos disponíveis. 3) Focar o gestor em inovação, crescimento e não em responder sempre a mesma questão. 4) Manter os processos em padrões de excelência. 5) Orientar a equipe e cada membro sobre seu papel, seu trabalho e uso de ferramentas necessárias. 6) Entregar segurança e qualidade na execução, principalmente, nas questões regulatórias vigentes. Concluindo, vemos que os processos são a base de uma farmácia bem gerida. Seus benefícios são notados e a eficiência percebida em sua execução.

ELES PODEM AUXILIAR UMA FARMÁCIA A SER CADA VEZ MAIS EFICIENTE, PRODUTIVA, COM CUSTOS CADA VEZ MAIS CONTROLADOS, COM CLIENTES FELIZES E RECEBENDO O MELHOR ATENDIMENTO E PERCEPÇÃO DE VALOR

MARCELO CRISTIAN RIBEIRO Farmacêutico e consultor da Desenvolva Consultoria e Treinamento 2017 JULHO GUIA DA FARMÁCIA

29

20/06/17 15:53


VODOL® (nitrato de miconazol) Indicado no tratamento de Tinea pedis (pé de atleta), Tinea cruris (micose na região da virilha), Tinea corporis e onicomicoses (micose nas unhas) causadas pelo Trychophyton, Epidermophyton e Microsporum; candidíase cutânea (micose de pele), Tinea versicolor e cromotose. MS–1.0497.1155 / 1.0497.1357. Ref. 1. Bula do produto. SAC 0800 11 15 59 - www.uniaoquimica.com.br - julho/17.

FECHAR ANÚNCIOS GUIA DUPLOS.indd 70

19/06/17 14:52

V


VODOL® É UM MEDICAMENTO. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO

FECHAR ANÚNCIOS GUIA DUPLOS.indd 71

19/06/17 14:53


RECURSOS HUMANOS

Mudanças à vista ENTENDA QUAIS ALTERAÇÕES O GOVERNO TEMER PODE FAZER NAS LEIS TRABALHISTAS E COMO ELAS DEVEM IMPACTAR O VAREJO, CASO SEJAM APROVADAS ESTE ANO POR FLÁVIA CORBÓ

E

Em seu primeiro pronunciamento em rede nacional como presidente da República, Michel Temer defendeu a necessidade de promover mudanças na legislação trabalhista. Mesmo sem que qualquer proposta formal tenha sido devidamente protocolada, o tema ganhou os noticiários, estampou as manchetes dos jornais e virou um dos assuntos mais comentados nas mídias sociais. Um dos pontos que geraram mais polêmica foi a possibilidade de um aumento na jornada

32

guia 296.indb 32

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

de trabalho que, segundo anunciado por alguns veículos, passaria de oito para 12 horas. Para o advogado especialista em Direito Empresarial e especialista em Direito do Trabalho e Processo do Trabalho, mestrando em Direito e professor universitário das Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), Pedro Henrique Abreu Benatto, é preciso ter cautela com as especulações em torno das possíveis mudanças. “O que se tem de informação sobre tal assunto é o que está sendo veiculado pela mídia, entre uma entrevista e outra, e até mesmo nestas entrevistas não se IMAGENS: SHUTTERSTOCK

19/06/17 17:53


ESPAÇO PUBLICITÁRIO


RECURSOS HUMANOS

pode extrair algo de concreto, pois ora representantes do governo falam uma coisa, ora falam outra. Ora dizem que a jornada poderá ser de 12 horas diárias, respeitado o limite de 44 horas semanais, ora a notícia diz que serão 48 horas semanais”, diz. Em meio às informações desencontradas, há um consenso a respeito da principal intenção do governo: flexibilizar a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). O regime trabalhista brasileiro ainda opera com regras criadas em 1943 e precisaria ser ajustado, considerando inúmeras mudanças ocorridas nas últimas décadas em relação à forma de contratação, ao modelo de serviços prestados, ao avanço da tecnologia e da informatização. Ao levar em consideração as novas relações de trabalho, o governo acredita ser necessário rever o número de horas trabalhadas. Há modelos de varejo, por exemplo, em que o movimento aos fins de semana é muito maior do que às segundas-feiras. Então, por que não permitir que, aos sábados, os funcionários trabalhem doze horas e, no primeiro dia da semana, façam uma jornada reduzida, para compensar? “Não se trata de uma mudança generalizada, aplicável a todos os empregados. O que a alteração busca é viabilizar que seja possível fixar uma jornada diferente daquela prevista na CLT, considerando as necessidades específicas da empresa e as condições dos trabalhadores”, explica o sócio diretor da Nahas Advogados, Dr. Rodrigo Bruno Nahas. Para que essa flexibilização da jornada de trabalho seja possível, as normas previstas na Convenção Coletiva do Trabalho (CCT) e/ou os Acordos Coletivos do Trabalho (ACTs) – acordo celebrado entre o Sindicato dos Trabalhadores com uma empresa específica –, teriam de prevalecer sobre as regras da CLT, desde que observada a Constituição Federal e as normas das Organizações Internacionais do Trabalho (OIT). “É justamente nesse ponto que entramos na discussão sobre a possibilidade de a jornada de trabalho ser elevada de oito horas diárias para 12 horas. Caso a CCT ou o ACT venha a estabelecer que a distribuição das horas trabalhadas será diversa das oito horas diárias, esse modelo de contratação não será considerado ilegal. O que se deve deixar claro é a finalidade de cada norma. A CLT visa regulamentar todos os empregados. Já a CCT e o ACT têm como finalidade regulamentar as condições dos trabalhadores de uma determinada categoria ou segmento de atividade, pois se encontram mais próximos da realidade e necessidade dos trabalhadores de uma empresa”, detalha o Dr. Nahas. 34

guia 296.indb 34

DEMAIS ALTERAÇÕES Além da flexibilização das horas trabalhadas, o governo também sinalizou que poderá promover outras mudanças, como a possibilidade de terceirizar atividades-fim de uma empresa. Atualmente, isso só é possível nos ramos de conservação, vigilância e serviços especializados. Outra alteração prevista é a permanência do Programa de Proteção ao Empregado (PPE), criado para ter vigência até 31 de dezembro deste ano, com o objetivo de manter a empresa ativa durante o momento de crise do País, por meio de alguns recursos, como a redução da jornada de trabalho e redução do salário em até 30%, sem que isto seja considerado ilegal. De acordo com o Dr. Nahas, caso essas mudanças sejam concretizadas, os trabalhadores devem sentir o impacto. “Ocorrendo a terceirização nas atividades-fim, o que pode acontecer é uma redução drástica de empregados registrados como CELETISTAS. Que ou quem Já a manutenção do PPE estará protegendo tem vínculo ainda mais o empregado, pois restringe o empregatício direito de dispensar o trabalhador durante regido pela sua vigência, desde que com ajustes nas con- CLT. dições de trabalho”, explica.

POSSÍVEIS CONSEQUÊNCIAS No discurso em que anunciou a intenção de promover mudanças nas leis trabalhistas, Temer afirmou que a iniciativa seria uma das soluções para reverter o quadro de 12 milhões de desempregados e mais de 170 bilhões de déficit nas contas públicas. “Temos de modernizar a legislação trabalhista, para garantir os atuais e gerar novos empregos. O Estado brasileiro precisa ser ágil. Precisa apoiar o trabalhador, o empreendedor e o produtor rural”, disse. Atualmente, um trabalhador celetista com salário de R$ 1 mil custa R$ 528,89 a mais ao empregador. No entanto, Benatto ressalta que boa parte desse encargo, na verdade, não possui natureza trabalhista, mas, sim, tributária. “Os encargos, como contribuição previdenciária, contribuição para o chamado Sistema ‘S’ – conjunto de nove instituições de interesse de categorias profissionais –, entre outros, fazem a folha de pagamento pesar consideravelmente para o empregador.” Com as propostas noticiadas, os encargos de origem trabalhista, em tese, não seriam alterados. O empregador seria beneficiado com a flexibilização de alguns direitos que possibilitariam a redução do quadro de funcionários, a exemplo de permitir a exten-

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

19/06/17 17:53


A SUA FARMÁCIA FICA MAIS RENTÁVEL COM A DOSE CERTA DE TECNOLOGIA.

Controle de estoque e validade dos medicamentos

Gestões tributária e fiscal

Maior rentabilidade na gestão de compras

Integração com os principais programas de benefícios do mercado

Com cobertura nacional, a Linx já conta com a confiança de mais de 8 mil farmácias de pequeno, médio e grande portes. Entre em contato conosco e conheça as nossas soluções! Fale com a Linx!

0800 701 5607

Guia da Farmárcia - Edição Julho-FINAL-MULHER.indd 1 FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

|

linx.com.br

|

comercial@linx.com.br

20/06/17 13:20 21/06/17 11:39


RECURSOS HUMANOS

CLT X TERCEIRIZADO X PESSOA JURÍDICA Na contratação de um empregado celetista e de um trabalhador terceirizado, os direitos trabalhistas são os mesmos. A diferença é que, no caso do empregado celetista, quem arca com os custos empregatícios é o empregador, enquanto que, no caso de trabalhador terceirizado, é a empresa que presta serviço de terceirização que arca com as despesas. Já na contratação de uma Pessoa Jurídica, o prestador de serviço não possui direitos trabalhistas, logo o custo é menor. O tomador paga pelo serviço prestado sem qualquer vínculo de continuidade com o trabalhador.

são da jornada de trabalho de um colaborador para 12 horas diárias, sendo possível desligar outros funcionários que atuavam em horários anteriormente diversos. Já em relação à geração de emprego, há quem discorde. “Não é possível imaginar onde estender uma jornada para 12 horas diárias ajudaria no aumento da empregabilidade. Imagine uma empresa onde existam jornadas de seis horas diárias e o empregador necessita de dois funcionários para cobrir a demanda. Sendo permitido estender a jornada de um deles para 12 horas, o que acontecerá com o outro funcionário? O empregador manterá os dois trabalhando por 12 horas? Com certeza, não. Nesse simples cenário, o que se pode concluir é que a medida para ‘aumentar o emprego’ gerará um efeito contrário”, alerta. Outro temor causado com o anúncio da intenção de promover mudanças nas leis trabalhistas foi a possível perda de direitos do trabalhador. De acordo com Benatto, isso não deve ocorrer, porém há um perigo à vista. “O que 36

guia 296.indb 36

se pode extrair (da discussão sobre flexibilização) não é a retirada de tais direitos, mas, sim, permitir que todos os direitos existentes sejam objeto de negociação sindical, o que também é uma grande preocupação para a classe dos trabalhadores, principalmente diante do quadro de sindicatos existentes no País, que mais visam aos interesses dos seus dirigentes do que da categoria que representam.” Ou seja, o direito a férias, 13º salário, previdência social, entre outros, serão mantidos, no entanto, poderão ser flexibilizados mediante negociação entre empregadores e sindicatos da categoria. Os acordos coletivos podem se sobrepor às regras da CLT, e algumas mudanças em relação a esses direitos podem ocorrer, como parcelamento do 13º salário, redução do horário de almoço, entre outros. Por enquanto, resta aos empregados e empregadores aguardarem que o governo apresente uma proposta formal de flexibilização, cuja expectativa é de que seja votada somente no segundo semestre deste ano.

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

19/06/17 17:53


Para você só se preocupar com os melhores sonhos!

Poliseng® Kids é um suplemento vitamínico em solução oral indicado para suprir a demanda de nutrientes necessários durante a fase de crescimento. Poliseng® Kids é de uso infantil e possui sabor laranja.

JUL/17 - MS. Produto isento de Registro conforme RDC 27/10. “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.”

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

21/06/17 11:40


MERCADO

Consumidor com mais alternativas

A INTERCAMBIALIDADE DE MEDICAMENTOS SIMILARES GANHOU MAIOR CREDIBILIDADE ENTRE OS BRASILEIROS. ESSA CLASSE MEDICAMENTOSA É RESULTADO DE NEGOCIAÇÃO E QUEDA DE BRAÇO ENTRE GOVERNO E INDÚSTRIA

O

POR FLÁVIA CORBÓ, RODRIGO RODRIGUES E VIVIAN LOURENÇO

O mercado de medicamento brasileiro está em constante mudança. Uma das mais expressivas aconteceu no dia 1º de janeiro de 2015, quando a intercambialidade de medicamentos similares com produtos de referência começou a valer. Antes disso, a maior alteração tinha sido com a chegada dos genéricos, em 1999. A implantação dos chamados “similares equivalentes” ou “similares intercambiáveis” tem por objetivo elevar a concorrência no País entre os fabricantes de medicamentos, barateando o custo do tratamento farmacológico a todos os brasileiros. A mudança impôs testes mais rigorosos de bioequivalência farmacêutica, biodisponibilidade e bioisenção aos medicamentos similares

38

guia 296.indb 38

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

que já estavam no mercado, elevando a segurança aos consumidores e garantindo eficácia no tratamento para quem optasse pela intercambialidade no ato da compra nas farmácias de todo o Brasil. Dentro dos estabelecimentos, a mesma prescrição médica que permite a compra de um medicamento de referência ou de um genérico passou a viabilizar a aquisição do similar, que contém os mesmos princípios ativos, a mesma concentração e a mesma posologia que o de referência. A expectativa do governo brasileiro é de que os medicamentos similares equivalentes devam baratear o preço para os brasileiros ao longo dos próximos anos, como aconteceu com os genéricos, já que eles devem custar, pelo menos, 65% do preço do de referência. IMAGENS: SHUTTERSTOCK

19/06/17 17:53


AF_ANUNCIO_GUIA_FARMACIA_JUNHO 2017_02.pdf

1

6/20/17

12:22

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

21/06/17 11:40


MERCADO

INTERCAMBIALIDADE EXIGE PARCERIA Assim como já acontece com os genéricos, os farmacêuticos de todo o País podem fazer a intercambialidade dos medicamentos de referência pelos chamados similares equivalentes. Para que a troca seja feita, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) alerta que tanto consumidores quanto farmacêuticos precisam exigir a consulta à lista oficial de intercambialidade. As trocas devem seguir à risca a tabela, já que cada medicamento de referência terá o similar correspondente. De acordo com a Anvisa, caso algum similar não esteja na lista, o farmacêutico não tem a autorização para fazer a intercambialidade. O mesmo ocorre caso o médico opte por receitar um medicamento genérico. A Agência reafirma que a intercambialidade só está autorizada entre os produtos de referência e seus respectivos similares ou genéricos, nunca de um genérico para um similar. A restrição, segundo o órgão, é para garantir a segurança terapêutica do paciente, já que os testes de bioequivalência de ambos os produtos (similares ou genéricos) são feitos utilizando apenas o produto de referência como parâmetro de análise, garantindo

ANÁLISE DE CONFIANÇA Os números podem indicar que os medicamentos similares são bem-aceitos pela população, sem qualquer dúvida a respeito da segurança e eficácia. “Os similares de laboratórios mais conhecidos e conceituados, geralmente, são bem-aceitos, principalmente se o farmacêutico, no atendimento, explicar a questão dos similares intercambiáveis e as alterações de legislação que tivemos com o passar do tempo”, opina a diretora da rede Agafarma, Janete de Matos. Para a varejista, quando há resistência a um medicamento similar, o motivo não é a desconfiança quanto à qualidade do produto. “O consumidor não dispõe de conhecimento para separar o que é um produto de referência e o que é um similar; quando existe a resistência da troca, é por convicção de que ele deve tomar o que foi receitado pelo médico.” O ideal seria o atendente explicar que, para que seja autorizada a substituição do medicamento, os similares devem apresentar os testes de biodisponibilidade 40

guia 296.indb 40

a eficácia e a resposta que o organismo precisa para resolução das enfermidades. No caso do médico colocar nominalmente na receita que não aceita a intercambialidade, o farmacêutico deverá respeitar a posição do profissional e não realizar a troca, informa a Anvisa. Apesar disso, os especialistas do mercado dizem que o paciente tem total liberdade de pedir ao médico que receite um similar na hora da prescrição da receita, assim como já é usual hoje no Brasil o pedido para que o profissional prescreva um genérico. “O sucesso de qualquer política depende das parcerias e da liberdade que médicos e farmacêuticos oferecem aos pacientes. Portanto, o paciente deve exigir sem medo que outras opções medicamentosas sejam prescritas, assim como o farmacêutico tem obrigação de apresentar todas as opções e deixar que consumidor escolha o que quer levar. Agir com ética e propósito público tem sido a marca da comunidade farmacêutica no Brasil até aqui e, com certeza, este compromisso deve prevalecer também com a chegada dos similares equivalentes nas drogarias do País”, avalia o presidente do Conselho Regional de Farmácia do Rio de Janeiro (CRF-RJ), Marcus Áthila.

relativa e equivalência farmacêutica, que atestam que o produto apresenta o mesmo comportamento que o medicamento de referência.

OPÇÃO MAIS EM CONTA Quando faltam dados para os profissionais que atuam na área da saúde, é certo que os consumidores também estão carentes de informação. Por isso, para o diretor administrativo da FarmaFort e membro do conselho da Federação Brasileira das Redes Associativistas e Independentes de Farmácias (Febrafar), Rogério Lopes Júnior, a boa aceitação dos similares e o crescimento da categoria de medicamentos propagados pouco têm a ver com confiança na qualidade dos intercambiáveis. Para o varejista, é o bolso que tem falado mais alto, principalmente em tempos de incertezas econômicas. “Temos sete lojas em Sorocaba e outras nove na região. Já vemos alguns clientes desempregados, outras pessoas ganhando menos, aí o cliente opta pelo produto pelo qual vai pagar menos.” A opinião pode ser

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

19/06/17 17:53


Bio-Oil® é um óleo de tratamento que ajuda a melhorar a aparência da pele com cicatrizes, estrias e tons de pele desiguais. Também contém óleos naturais, vitaminas e o ingrediente inovador PurCellin OilTM. Bio-Oil® é a marca mais vendida no segmento de cicatrizes e estrias em 20 países e está disponível em farmácias com preço sugerido de R$ 34,90 (60 ml).

*Mais informações: www.bio-oil.com

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

atendimentoaocliente@frajo.com.br

SAC: 0800 7733450

19/06/17 15:03


MERCADO

VOLUME APURADO Classe

Crescimento % Preço Fábrica

Genérico

19%

Marca

13%

Referência

9%

Similar

10%

Total

13%

Crescimento de mercado em Preço Fábrica (julho 2015 a junho 2016 vs. julho 2014 a junho 2015).

Fonte: QuintilesIMS comprovada quando comparado o crescimento de genéricos (19%) com os de referência (9%). “O consumidor conhece muito pouco a respeito da diferença entre um medicamento de referência e um similar, mas entende de contas na hora de fazer economia. Quer o produto com menor preço”, complementa. Por enquanto, a rede gerenciada por ele não ampliou o portfólio de similares vendidos nas lojas, mas o movimento pode estar ocorrendo naturalmente. “Como o crescimento dos não propagados está bem acima das demais categorias, o estoque está se esgotando. Quando você vende mais, compra mais, amplia o mix de produto.”

Lista de Medicamentos

EQUIVALENTES A Contento lançou um site exclusivo sobre medicamentos equivalentes. Acesse: Área de Segurança: www.equivalentes.com.br. deéMedicamentos NoLista site, possível pesquisar a lista pelo nome do similar, referência ou princípio ativo, entre outras informações.

EQUIVALENTES

BENEFÍCIOS PARA O CONSUMIDOR Para se ter uma ideia, desde quando foram criados, em 1999, os genéricos proporcionaram aos brasileiros uma economia de R$ 46 bilhões, segundo os números da Associação Brasileira das Indústrias de Medicamentos Genéricos (Pró Genéricos). A entidade calcula que, em 15 anos, os preços dos medicamentos no geral ficaram 56% mais baratos em virtude da entrada desses produtos no mercado. De acordo com a Associação dos Laboratórios Farmacêuticos Nacionais (Alanac), cerca de 20% dos medicamentos de referência no Brasil não contam com a versão genérica, somente com os similares. Isso significa que muitos pacientes ainda estão reféns dos medicamentos de referência, em que o fabricante pode praticar o preço que achar mais adequado. Com a chegada dos medicamentos similares equivalentes ao mercado, o consumidor poderá exi42

guia 296.indb 42

Cor:

Negativa: Lista de Medicamentos

EQUIVALENTES

gir, no ato da compra, a intercambialidade, trocanR = 0% do a medicação sem prejuízo para o tratamento e G = 153% Positiva: pagando o menor preço. B = 115% É uma opção segura e, usada corriqueiramente, Lista de Medicamentos C = 100% poderá gerar economia significativa paraMos pacien= 0% Y = 70% tes, especialmente aos que fazem uso contínuo de K = 10% medicamento. Para tanto, os consumidores precisam exigir a consulta à lista de medicamentos intercamFontes: biáveis da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O farmacêutico, por sua vez, também pre- Lista de Medicamentos cisa estabelecer essa parceria Nimbus Sans Novus D OT Light com os clientes no ato da compra, sempre fazendo a consulta à lista, ofere- EQUIVALENTES cendo opções mais baratas para os pacientes. É uma Nimbus Sansem Novus OT Semibold parceria queDtodos ganham.

EQUIVALENTES

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

19/06/17 17:53


FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

21/06/17 11:43


CASES

Na era dos serviços farmacêuticos INOVAÇÃO E TECNOLOGIA SÃO A CHAVE PARA A MELHORA DA QUALIDADE DE VIDA DA POPULAÇÃO MUNDIAL, QUE PASSA A CONTAR COM RECURSOS EFICIENTES E SEGUROS

S

POR KATHLEN RAMOS

Sem dúvida, o papel do farmacêutico nunca foi tão valorizado. A obrigatoriedade desses profissionais nas farmácias trouxe mais segurança ao consumidor e, também, um novo significado a esses estabelecimentos, que deixam, aos poucos, de ser meramente comerciais. Mais do que vender medicamentos, os farmacêuticos devem dispensá-los com responsabilidade e serem incentivadores da adesão ao tratamento, seja com informações ou programas que auxiliem na aquisição desses produtos.

44

guia 296.indb 44

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Aliás, em 2014, a Lei 13.021 trouxe um novo marco para a saúde, definindo as farmácias como estabelecimentos prestadores de serviços, destinados a oferecer assistência farmacêutica, assistência à saúde e orientação em saúde. Com as novas normas, passaram a ser obrigação dos profissionais da área, o acompanhamento farmacoterapêutico, à orientação sanitária e à manutenção do perfil farmacoterapêutico dos pacientes. Nesse sentido, algumas farmácias, especialmente as grandes redes, começam a se destacar com novos projetos que visam a um melhor atendimento ao consumidor. IMAGENS: SHUTTERSTOCK/DIVULGAÇÃO

19/06/17 17:53


Assistência Farmacêutica Testes Respiratórios em 15 minutos Bronquiolite Detecção do vírus RSV (vírus sincicial respiratório) em amostras de swab nasofaringeal e lavado nasal. Teste: Alere BinaxNOW RSV

Pneumonia Detecção do antígeno urinário do Streptococcus pneumoniae em amostra de urina.

®

Teste: Alere BinaxNOW S.pneumoniae ®

Detecção do antígeno urinário da Legionella pneumophila em amostras de urina. Teste: Alere BinaxNOW Legionella ®

Gripe Detecção e diferenciação do vírus B, vírus A e da mutação H1N1 em amostras de swab e aspirados nasofaringeais e nasais.

Tipo A

A (H1N1) Pandêmico

Tipo B

Teste: Alere Influenza A/B/H1N1

Amigdalite Detecção do antígeno Streptococcus do Grupo A em amostra de swab de orofaringe.

Linha controle

Teste: Alere Strep A

Alere S.A. Rua dos Pinheiros, 498 - 7º andar - Pinheiros São Paulo - SP | Tel: 0800 11 32 62 | e-mail: contato.br@alere.com | alere.com © 2017 Alere. Todos os direitos reservados. O logotipo da Alere, Alere, BinaxNOW e Knowing now matters são marcas comerciais do grupo Alere de empresas. Todas as outras marcas comerciais referidas pertencem aos seus respectivos donos. As fotos destinam-se apenas a fins ilustrativos, qualquer pessoa retratada nas fotos é um modelo. Os equipamentos e reagentes comercializados no Brasil estão devidamente registrados. Para obter a relação completa, contate-nos: sac.brasil@alere.com.

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

21/06/17 11:44


CASES

O Clinic Farma, da Pague Menos, registrou 189 mil atendimentos até setembro de 2016

A Associação Brasileira de Redes de Farmácias e Drogarias (Abrafarma) deu início, em 2013, ao projeto “Assistência Farmacêutica Avançada”, a fim de construir, para suas redes associadas, um modelo de serviços farmacêuticos, trazendo, dos países desenvolvidos para o Brasil, o que há de melhor e mais inovador nesta área, adaptado à realidade e às necessidades dos brasileiros. Para compor o programa, foram criados oito serviços que visam atender às demandas de saúde dos pacientes. Entre eles: Hipertensão em Dia, Diabetes em Dia, Colesterol em Dia, Revisão da Medicação, Autocuidado, Imunização, Parar de Fumar e Perda de Peso. Acompanhe, a seguir, os resultados de algumas farmácias que aderiram a essa iniciativa.

CLINIC FARMA – PAGUE MENOS O espaço de atendimento farmacêutico da Pague Menos, denominado Clinic Farma, surgiu em 2014, com a implantação de uma “sala-piloto”, contribuindo com o projeto da Abrafarma. “As Farmácias Pague Menos, em iniciativas anteriores, já traziam a Atenção Farmacêutica como diferencial. Mas com as novas possibilidades legais de implantação das salas para o serviço farmacêutico, mais uma vez, inovamos no cuidado de nossos clientes”, conta a coordenadora técnica farmacêutica da Clinic Farma e do SAC Farma, Cristiane Feijó. Hoje, já são mais 400 salas funcionando – seguindo as regras da Resolução de Diretoria Colegiada (RDC) 44/09 – em todo o País e o Clinic Farma deve ser implantado nas novas filiais do grupo. Somente em 2015, foram atendidos 46

guia 296.indb 46

22.083 clientes e, em 2016, até setembro, foram registrados quase 189 mil atendimentos, comprovando a grande aceitação do público. “A evolução vem sendo gradativa. À medida que a população conhece o cuidado farmacêutico, a procura aumenta. Cada vez mais, novos clientes buscam esses serviços nas Farmácias Pague Menos”, comenta Cristiane, acrescentando que são sete serviços oferecidos: Perda de Peso, Hipertensão em Dia, Diabetes em Dia, Autocuidado, Revisão da Medicação, Parar de Fumar e Colesterol em Dia. Na Pague Menos, esse programa é uma cortesia para os clientes das lojas, e funciona como uma forma de garantia de cumprimento do tratamento prescrito. O atendimento do Clinic Farma é de responsabilidade legal dos farmacêuticos das filiais que atuam referenciados por diretrizes, e eles são importantes na adesão ao tratamento orientado pelo médico. “O farmacêutico realiza o acompanhamento de todos os medicamentos usados pelo cliente, orientando e, principalmente, conscientizando, pois o paciente terá um maior controle da patologia”, mostra Cristiane. O acompanhamento pode ser diário, semanal ou mensal, e depende da necessidade e disponibilidade do cliente e das metas combinadas para melhoria e controle da saúde por meio do tratamento. Na visão da coordenadora técnica do programa, serviços como esses enaltecem a profissão do farmacêutico, ao passo em que mostram que ele pode ir muito além das atribuições burocráticas.

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

19/06/17 17:53


FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

19/06/17 14:56


CASES

Na Rede Drogal, o Momento Saúde orienta sobre o medicamento indicado, posologia e possíveis interações

“Com esse serviço, o profissional irá mostrar todos os seus conhecimentos sobre os medicamentos e no cuidado à saúde”, comemora Cristiane. Para ela, essas ações também são válidas para desonerar o sistema público de saúde. “O farmacêutico é o profissional que está mais acessível aos clientes, pois é na farmácia que, geralmente, buscam apoio para tratamento de patologias autolimitadas, em que estes profissionais são aptos a realizar um atendimento e prováveis indicações”, analisa. Além do Clinic Farma, as Farmácias Pague Menos também oferecem o SAC Farma. Nele, os farmacêuticos são ouvidores da empresa e garantem as orientações de saúde por meio de ligação gratuita (0800 2751313). São 18 farmacêuticos e acadêmicos dos últimos anos dos cursos de Farmácia, presentes todos os dias da semana, 24 horas por dia, prontos para esclarecimentos de dúvidas em saúde e medicamentos.

MOMENTO SAÚDE – REDE DROGAL O Momento Saúde, da Rede Drogal, foi inaugurado em junho de 2016, com o objetivo de realizar o acompanhamento ao tratamento já prescrito pelos médicos. “São realizados checkups rápidos de saúde, envolvendo aferição de pressão arterial, testes de glicemia e colesterol, controle de peso por meio de orientação sobre alimentação saudável e controle do tabagismo, com ajuda 48

guia 296.indb 48

de como parar de fumar. Os resultados são entregues na hora e também ficam disponíveis no site do Momento Saúde e no aplicativo”, conta a farmacêutica responsável da Rede Drogal, Cristina Vasconcelos Pierozzi. Por enquanto, o projeto está presente em cinco unidades da Rede Drogal de Piracicaba e, nelas, as salas foram construídas e estruturadas para que os farmacêuticos responsáveis possam fazer os atendimentos. “Elas possuem toda a estrutura necessária e de acordo com a legislação para os atendimentos, como: aparelhos de aferição, mesas, cadeiras, pia, balanças de bioimpedância, entre outros equipamentos para garantir a comodidade dos clientes”, enumera Cristina, reforçando que os atendimentos são realizados por farmacêuticos selecionados e capacitados para garantir a qualidade na prestação de serviços. Ela reforça que, com as orientações dos farmacêuticos, os clientes ficam mais atentos e preocupados com a prevenção de doenças e o controle das já existentes. E os médicos responsáveis pelo tratamento também podem acompanhar os resultados. “Todas as informações sobre a saúde são inseridas em um sistema, em que eles acompanham via computador, tablet ou celular, facilitando o compartilhamento com os médicos”, acrescenta. Para participar do Momento Saúde, os clientes devem pagar uma taxa de atendimento, que

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

19/06/17 17:53


FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

19/06/17 15:12


CASES

O programa Saúde em Dia, da São Bento, identifica as necessidades dos pacientes, fato que reduz internações e falta de adesão ao tratamento (na foto, a farmacêutica e superintendente da rede de Drogarias São Bento, Flávia Buainain Tomazi França)

varia de acordo com o plano escolhido. “O cliente escolhe se quer apenas uma consulta farmacêutica ou um plano de três meses, seis meses e até 12 meses”, explica Cristina. Para ela, o Momento Saúde valoriza os profissionais da área, ao passo que eles identificam as necessidades do cliente, explicam os motivos para o medicamento indicado, as formas de tomar, posologia, interações medicamentosas, entre outros. “Os farmacêuticos transmitem a confiança necessária para a satisfação das pessoas que procuram as unidades da Rede Drogal”, finaliza.

SAÚDE EM DIA – DROGARIA SÃO BENTO Acompanhando esse movimento, em que a assistência farmacêutica tem sido um grande diferencial e uma ferramenta para fidelizar os clientes, a Drogaria São Bento também resolveu apostar numa prestação de serviços diferenciada, por meio do Saúde em Dia. “O programa oferece serviços farmacêuticos em um espaço privativo e confortável da farmácia, que são os consultórios farmacêuticos”, define a farmacêutica e superintendente da Rede de Drogarias São Bento, Flávia Buainain Thomazi França. O serviço inclui orientação personalizada sobre medicamentos, testes rápidos de saúde, avaliações preventivas e acompanhamento personalizado. Atualmente, são seis programas oferecidos, passando por: Revisão da Medicação, 50

Cases 296.indd 50

EM 2014, A LEI 13.021 TROUXE UM NOVO MARCO PARA A SAÚDE, DEFININDO AS FARMÁCIAS COMO ESTABELECIMENTOS PRESTADORES DE SERVIÇOS, DESTINADOS A OFERECER ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA, ASSISTÊNCIA À SAÚDE E ORIENTAÇÃO EM SAÚDE Diabetes em Dia, Colesterol em Dia, Hipertensão em Dia, Perda de Peso e Autocuidado. Na São Bento, os serviços farmacêuticos são pagos, sendo que cada consulta custa R$ 30,00 e o paciente tem direito a um retorno. “Nosso objetivo é ajudar as pessoas a controlar melhor seus problemas de saúde e a fazer uso seguro de seus medicamentos, de maneira cômoda, rápida e acessível, com muito carinho e atenção. Fica mais fácil cuidar da sua saúde quando você tem, à sua disposição, um farmacêutico clínico de confiança”, comenta. Na São Bento, a primeira sala de Atenção Farmacêutica que utiliza esses conceitos foi inaugurada em agosto de 2015 e, hoje, está presente em seis filiais. “De janeiro até agosto do ano passado, realizamos 1.200 consultas farmacêuticas”, comemora Flávia, afirmando que os farmacêuticos responsáveis pelos atendimentos passam por um programa de capacitação. Até agora, os resultados são bastante satisfatórios, já que se consegue, de fato, auxiliar os usuários. “Tínhamos uma paciente diabética com glicemia descompensada, pois parou de tomar a metformina. A acometida disse ter suspendido o medicamento, pois estava dando muita diarreia. Foi quando, na nossa orientação, a aconselhamos a alterar o horário de tomar o medicamento e a mesma relatou que a reação desapareceu”, relembra Flávia. São casos como esse que, segundo a especialista, resgatam a essência da profissão do farmacêutico, que é a de ajudar as pessoas; além de contribuir com a redução dos gastos públicos em saúde. “Podemos dar o primeiro atendimento ao paciente, avaliando a necessidade de procurar o posto de saúde ou não; e por meio do acompanhamento farmacêutico, podemos reduzir internações por automedicação ou falta de adesão ao tratamento”, conclui.

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

20/06/17 09:10


FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70 ADIDAS_MASC_AN_TRADE_GF205X275MM.indd 1

21/06/17 2:50 12:14 15/02/17 PM


CASES

Em São Paulo, o serviço-piloto do Conde Clin acontece na loja do bairro da Saúde, que já atendeu mais de 600 pessoas

CONDE CLIN - FARMA CONDE A Farma Conde disponibiliza, dentro de suas unidades, um espaço diferenciado, o Conde Clin, realizado em uma sala de Atenção Farmacêutica, para acompanhar e orientar clientes a terem uma vida saudável, além de promover ações de controle de algumas doenças. O serviço vai muito além do balcão, mas não deve ser confundido com um consultório médico. O Conde Clin é feito por um farmacêutico, numa sala personalizada dentro da unidade Farma Conde; sem agendamento prévio, o cliente tem medições gratuitas dos níveis de glicemia e de pressão arterial e recebe orientações de como organizar o uso de medicamentos, principalmente por conta da perigosa interação a que alguns pacientes se submetem ao tomar diversos fármacos simultaneamente. Criado em janeiro último, o Conde Clin foi idealizado pelo presidente da Farma Conde, Manoel Conde Neto, para prevenção e controle de doenças e, principalmente, orientação do cliente sobre o uso dos medicamentos. “O Conde Clin vai muito além de um simples atendimento na unidade. É um serviço de excelência prestado por um farmacêutico altamente capacitado, já que, geralmente, o médico não tem o aprofundamento farmacológico sobre os 52

guia 296.indb 52

princípios ativos dos medicamentos e do comportamento dos agentes químicos no corpo humano. Médico e farmacêutico são funções complementares para a saúde dos pacientes. No Conde Clin, não fazemos atendimento médico, mas o cliente sai satisfeito e confiante por receber uma ajuda do farmacêutico, sabendo que poderá voltar sempre para controlar o seu tratamento médico”, afirma Neto. Em São Paulo, o serviço-piloto do Conde Clin acontece na loja do bairro da Saúde, que já atendeu mais de 600 pessoas — ou seja, 90 atendimentos por dia, em média. Nas cidades do interior onde o serviço foi testado, a média foi de 20 pessoas por dia. Ao todo, o Conde Clin atendeu 2.030 pessoas em toda a rede desde a inauguração. O principal objetivo do serviço são a prevenção e o cuidado com os clientes em tratamento médico, com os portadores de doenças cardíacas, do sistema circulatório e de diabetes, além de pessoas na terceira idade. Hoje, a Farma Conde oferece o Conde Clin em 11 lojas da rede, nas cidades de Santos, São Vicente, Taubaté, Aparecida e São José dos Campos, todas no estado de São Paulo. Na Grande São Paulo, o Conde Clin é oferecido em Carapicuíba e Guarulhos, além da loja situada no bairro da Saúde, na capital paulista.

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

19/06/17 17:53


FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70 ADIDAS_FEM_AN_TRADE_GF205X275MM.indd 1

21/06/17 5:59 12:15 15/02/17 PM


ATUALIDADE

Exigências estabelecidas NEM MESMO A CRISE ECONÔMICA FOI CAPAZ DE APLACAR O DESEJO DO BRASILEIRO POR PRODUTOS PREMIUM; QUALIDADE SUPERIOR É O ATRIBUTO QUE MAIS ESTIMULA O CONSUMO

H

POR FLÁVIA CORBÓ

Há algum tempo, os jornais colecionam notícias preocupantes a respeito da economia brasileira. Alguns fatos, como o recuo de 3,6% sofrido pelo Produto Interno Bruto (PIB) em 2016, podem não assustar a população, pois soam distantes da realidade cotidiana. No entanto, outros números deixam bem claro a gravidade da situação. Até o início de 2017, o País apresentava mais de 20 milhões de desempregados. E, para aqueles que conseguiram se man-

54

guia 296.indb 54

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

ter nos postos de trabalho, as notícias também não são boas: em 10 anos, a renda média do brasileiro caiu 9,1%. Com menos dinheiro disponível no bolso do consumidor, o varejo sentiu o impacto e fechou 2016 com uma queda de 4,8%, segundo o Índice Cielo do Varejo Ampliado (ICVA). No entanto, nem todas as classes de produtos vêm sofrendo no mesmo nível diante da crise econômica do País. Dados levantados pelo Estudo Global sobre Produtos Premium, da Nielsen, revelam que o consumo de produtos premium, definidos como aqueles que proporcionam IMAGENS: SHUTTERSTOCK

19/06/17 17:53


PG_AF_PomPom_Anuncio_Trade_GUIADEFARMACIA_04_17.pdf

1

4/17/17

10:50 AM

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

19/06/17 15:08


ATUALIDADE

benefícios especiais, melhorados ou exclusivos, passa por um forte crescimento no Brasil e em toda América Latina. Entre junho de 2015 e junho de 2016, por exemplo, a progressão desse segmento superou os chamados bens de consumo de movimentação rápida – alimentos, vestuário e cosméticos, entre outros – na região.

MATEMÁTICA DO BRASILEIRO Como é possível que produtos de custo mais elevado tenham melhor desempenho comercial em um País cujo trabalhador tem cada vez menos dinheiro para gastar? De acordo com o coordenador técnico do curso de Gestão de Negócios com ênfase no mercado farmacêutico, professor Gilberto Alves dos Santos, o brasileiro não quer recuar de um espaço já conquistado. “Após um momento de grande ascensão, em alguns anos passados, quando houve uma importante migração da classe D e E para C e B, o brasileiro teve a oportunidade de experimentar os produtos premium. O gasto é superior, porém, muitos consumidores estão dispostos a pagar mais caro para obter algum benefício para sua saúde, seu bem-estar, prazer e, definitivamente, a percepção da conquista”, avalia. O professor lança mão de um exemplo ocorrido na década de 1970 para ilustrar o apreço ao produto diferenciado. “A primeira marca premium de papel higiênico com a opção de folha dupla conquistou milhões de consumidores e, apesar da grande variedade de marcas mais baratas, muitos preferiam a mais cara. Atualmente, diante de um cenário de restrição econômica, muitos mantêm o consumo da marca premium, por não quererem se desfazer das conquistas já realizadas”, complementa. A escolha de seguir consumindo certos produtos também pode ser explicada pelo fato de que, mesmo diante de um cenário econômico desfavorável, o brasileiro acredita que ainda está em uma situação melhor do que há alguns anos. De acordo com a pesquisa da Nielsen, 54% dos consumidores brasileiros consideram que sua situação econômica é melhor do que cinco anos atrás, o que permite o acesso a uma maior variedade de produtos (64%), educação (63%), tecnologia (57%), produtos premium (23%) e mais formatos de varejo (15%). Vale ressaltar que ter o interesse em adquirir produtos premium nem sempre significa, de fato, consumi-los. O brasileiro reconhece os diferenciais dos produtos, porém 54% dos brasileiros afirmam que só têm recursos econômicos para comprar comida; 39% acreditam que vivem confortavelmente e podem comprar algumas coisas que desejam; e apenas 7% consideram que podem gastar livremente. 56

guia 296.indb 56

COMPRA EMOCIONAL OU RACIONAL? O Estudo Global sobre Produtos Premium realizado pela Nielsen revela que 62% dos consumidores consideram um produto premium como aquele elaborado com materiais ou ingredientes de alta qualidade. No entanto, fatores emocionais também são citados entre as justificativas para pagar mais por um item: 51% acreditam que propicia uma experiência superior ao cliente, 43% dizem que se sentem bem comprando itens premium e 42% se sentem confiantes. Entre os outros fatores citados, estão: oferece função ou desempenho superior (53%) e oferece ou faz algo que nenhum outro proporciona (52%). Pontos como disponibilidade, exclusividade para pessoas de certo status e marca conhecida/de confiança não têm muita influência entre os brasileiros. Há ainda os consumidores que estão formando suas concepções sobre esse tipo de produto. Para 55% dos respondentes, produtos premium são apenas uma forma que as marcas encontram para cobrar a mais, enquanto para 47%, o investimento é válido.

CATEGORIAS PREFERIDAS O cenário de marcas premium mostra-se favorável para diferentes categorias, já que 50% dos entrevistados pela Nielsen estão dispostos a gastar mais dinheiro na despensa do que há cinco anos e 37%, mais com produtos para o lar. No entanto, existem algumas categorias que se destacam, entre elas, estão aquelas relacionadas com Higiene & Beleza (H&B). O estudo aponta que roupas e sapatos lideram a lista de preferência para 40% dos participantes, mas produtos para cuidado capilar e higiene bucal (34% ambos), desodorante (33%) e itens de cuidado corporal (32%) aparecem logo em seguida. Segundo Santos, os números refletem o crescimento da preocupação com a beleza dentro de uma era marcada pela busca da vida saudável. “Já viu algum comercial que fala de saúde e que não tem algo de beleza envolvido? Adicionada ao estilo de vida saudável, não podemos nos esquecer da virtude da vaidade junto com a competividade, que cria um ambiente perfeito para a busca da beleza”, analisa.

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

19/06/17 17:53


ESPAÇO PUBLICITÁRIO


ATUALIDADE

PRODUTOS PREMIUM NO BRASIL

DE AS ORI MIUM G E E CAT RA PR P COM

34%

Roupa ou sapato

40%

Carne ou frutos do mar Eletrônico

34%

40%

Cuidado capilar Higiene bucal

35%

DISPOSIÇÃO DE MAIOR DESEMBOLSO DE ACORDO COM BENEFÍCIOS OU ATRIBUTOS DOS PRODUTOS

93%

90%

89%

90%

89%

Vem com padrões de segurança e qualidade

Proporciona funções superiores

Contém materiais sustentáveis ou amigáveis com o meio ambiente

Oferece/faz algo que nenhum outro produto proporciona

Contém ingredientes orgânicos/tudo natural

Fonte: Estudio Global da Nielsen sobre Produtos Premium, 2016 Copyright @2016 The Nielsen Company

O preço dos produtos de beleza, principalmente aqueles vendidos em farmácia, também ajuda muito para essa conquista. “Um xampu, mesmo que seja de uma marca premium, não tem um custo absurdo. De repente, custa R$ 100, enquanto outros custam R$ 15, mas, ainda assim, cabe dentro do orçamento. É uma maneira de se presentear, sem comprometer a renda da família”, afirma o coordenador do MBA em Gestão Estratégicas de Negócios da Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), Amnon Armoni.

COMO TRABALHAR A CATEGORIA? Outro dado apresentado pela pesquisa Nielsen é sobre onde os brasileiros costumam comprar produtos premium. O estudo concluiu que 33% vão a uma loja física de um varejista nacional, enquanto 29% preferem fazer a compra on-line – também em lojas de origem brasileira. Apenas 10% dizem comprar na loja em varejistas no exterior e 9%, em e-commerce internacional. As lojas físicas aparecem em destaque, mas isto não significa que os varejistas não precisem se esforçar para trabalhar bem as categorias premium. Por se tratar de produtos de preço mais alto, é preciso investir em um bom plano de exposição que deixe claro ao consumidor que aqueles 58

guia 296.indb 58

itens têm diferenciais. “É preciso estimular o consumidor a encontrar as conquistas e os desejos de manter o status e a qualidade de vida”, orienta Santos. Para isso, vale investir em um corner especial, iluminação diferenciada, pontas de gôndolas sofisticadas, entre outros artifícios. “O consumidor compra a experiência, não só o produto”, destaca Armoni, lembrando que o treinamento da equipe também é fundamental. Os atendentes devem estar preparados para explicar os atributos dos produtos, os benefícios e, caso o cliente não encontre exatamente o que procura, é preciso estar preparado para oferecer itens substitutos ou complementares do mesmo nível do procurado. Além disso, dispor de opções de crédito para o produto premium é sempre um bom apelo. “Afinal, por que não ter a experiência de algo muito bom, que trará uma grande satisfação e poder dividir em algumas prestações?”, indaga Santos. Todos esses detalhes no atendimento e no ambiente da loja ajudam a construir uma boa imagem do ponto de venda (PDV), item muito importante quando se trata de produtos premium, já que 36% dos consumidores seguem recomendações de amigos ou familiares – o famoso boca a boca – e 24%, a publicidade na loja antes de adquirir estes itens.

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

19/06/17 17:53


guia.indd 1

23/06/17 13:19


GARGANTA E OUVIDO

As diferentes dores AS INFLAMAÇÕES E INFECÇÕES SÃO CONFUNDIDAS E LEVAM, MUITAS VEZES, AO TRATAMENTO INCORRETO. ORIENTAR O CONSUMIDOR É O PRIMEIRO PASSO PARA ALÍVIO E CURA

N

POR LAURA MARTINS

Não é difícil ter alguém ao redor acometido por dores de garganta ou ouvido. Mas o incômodo não significa sempre a mesma coisa e saber identificá-lo é crucial para a orientação do tratamento correto. “Em geral, tanto a dor de garganta como a de ouvido começam por infecções virais. Após cinco dias sem melhora espontânea, o quadro po-

60

guia 296.indb 60

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

de evoluir para infecções bacterianas, ou seja, há presença de bactérias nocivas à saúde”, diz o otorrinolaringologista do Hospital Cema, Dr. Cícero Matsuyama. Entre as patologias mais comuns na garganta, estão as amigdalites e faringites. Pode ocorrer inchaço local, com dificuldade para se alimentar e apresentar pus nas amígdalas e, se infecciosas, causam febre e mal-estar geral. IMAGENS: SHUTTERSTOCK

19/06/17 17:53


Já as otites são as dores no ouvido. “A febre está presente na maioria dos casos de otite média aguda. Nas otites externas e em alguns casos de otite média, pode ocorrer saída de secreção pelo ouvido. A diminuição da acuidade auditiva também é frequente nos casos de otite”, cita o otorrinolaringologista do Hospital Sírio-Libanês, Dr. Renato Stefanini. As pessoas de todas as idades podem sofrer com as dores de garganta e ouvido, mas o problema é mais comuns em crianças. De acordo com o Dr. Matsuyama, isso ocorre porque os tecidos linfáticos ainda estão em desenvolvimento. Além disso, nessa faixa etária, por causa da escola, o contato com outras pessoas em lugares fechados é maior. “Adultos e crianças com rinites descompensadas (sem tratamento) apresentam maior chance de infecção das vias aéreas superiores. Sono insuficiente ou de má qualidade, alimentação deficiente e o estresse podem favorecer as infecções. A manipulação dos ouvidos com has-

TIPOS DE ANTIBIÓTICOS Dependendo da classe à qual o antibiótico pertence, há um mecanismo e ação específicos. São alguns deles: • Betalactâmicos: têm como mecanismo de ação a inibição da síntese da parede celular bacteriana. • Antibióticos que alteram a topoisomerase: interferem na ação da enzima topoisomerase II no superenovelamento do DNA bacteriano, não permitindo sua transcrição ou replicação. • Polimixinas: agem alterando os fosfolipídios da membrana celular da bactéria. • Glicopeptídeos: agem inibindo a síntese da parede celular bacteriana. Fonte: farmacêutica responsável pela Farmácia Universitária da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP), Maria Aparecida Nicoletti

tes ou qualquer outro objeto é causa frequente de otite externa ou trauma local”, complementa o Dr. Stefanini. Como a contaminação ocorre por gotículas de secreção contaminadas, a medida mais importante é lavar as mãos, especialmente antes de comer. O otorrinolaringologista do Hospital Sírio-Libanês explica que ter noites de sono regulares e de qualidade; alimentação saudável diariamente; vacinação atualizada; tratar doenças que podem predispor a infecções das vias aéreas superiores, como a rinite, a adenoide em crianças; fazer uma boa higiene oral diariamente; e frequentar o dentista regularmente, são algumas outras atitudes do dia a dia que ajudam na prevenção. Apesar de frequente, é preciso que o paciente tenha atenção ao quadro se ele for recorrente. “A grande maioria dos casos é associada a doenças agudas, de fácil tratamento e resolução rápida. Porém, algumas vezes, podem evoluir com complicações importantes que podem deixar sequelas ou podem ser sintomas de doenças mais graves em casos mais raros. As pessoas devem ficar atentas a sinais de alerta, como a piora importante dos sintomas, ausência de melhora e persistência da febre apesar do tratamento prescrito pelo médico, saída de secreção ou sangue pelo ouvido, localização da dor na garganta unilateral, com dificuldade para abrir a boca, entre outros”, frisa o Dr. Stefanini. O problema pode ser bastante grave. Segundo o otorrinolaringologista do Hospital Cema, a infecção localizada em uma região pode se disseminar para outros órgãos por meio da corrente sanguínea. Os principais órgãos atingidos são cérebro (meningite) e coração (endocardite), além do risco de septicemia (infecção generalizada).

MEDICAMENTO CORRETO A escolha do tratamento correto passa, necessariamente, pela identificação da doença que acomete o paciente. É comum que haja confusão entre infecções e inflamações, tanto na garganta quanto nos ouvidos. “A infecção é a agressão ao organismo causada por bactérias, vírus ou fungos. A inflamação é a resposta do organismo a qualquer tipo de agressão que pode ser um trauma local (batida, corte, queimadura, entre outros), uma irritação por agentes não infecciosos (substâncias tóxicas, produtos químicos, ar seco, processos alérgicos) e agentes infecciosos (vírus, bactérias e fungos). Na inflamação, ocorrem dor, inchaço e vermelhidão local. As infecções, geralmente, são acompanhadas de inflamação local, mas pode ocorrer inflamação sem infecção”, salienta o Dr. Stefanini. 2017 JULHO GUIA DA FARMÁCIA

guia 296.indb 61

61

19/06/17 17:53


ESPECIAL SAÚDE

GARGANTA E OUVIDO

Para o Dr. Matsuyama, os tratamentos começam com analgésicos (pastilhas, dipirona, ibuprofeno ou paracetamol) dosados pela intensidade da dor. Se a mesma for muito forte, pode-se entrar diretamente com anti-inflamatórios. Se o quadro não apresenta melhoras, o tratamento mais adequado é com os antibióticos. “Os anti-inflamatórios são prescritos quando observados sinais evidentes de inflamação local, como edema (inchaço) e hiperemia (mucosa avermelhada). Os antibióticos são prescritos quando a história clínica e os sinais locais sugerem infecção bacteriana, sendo necessário o conhecimento das bactérias mais frequentes em cada local de infecção para que seja indicado o medicamento correto”, complementa o Dr. Stefanini. Segundo a farmacêutica responsável pela Farmácia Universitária da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP), Maria Aparecida Nicoletti, dois grupos dividem os anti-inflamatórios: esteroides, derivados de corticoides que inibem as prostaglandinas e proteínas ligadas ao processo inflamatório, e não esteroides, que diminuem o processo inflamatório e a dor. “Os quadros inflamatórios surgem quando há um aumento da produção de prostaglandina. A prostaglandina é gerada por meio da ação de uma enzima chamada Ciclooxigenase (COX). Os anti-inflamatórios agem

62

guia 296.indb 62

A INFECÇÃO É A AGRESSÃO AO ORGANISMO CAUSADA POR BACTÉRIAS, VÍRUS OU FUNGOS. A INFLAMAÇÃO É A RESPOSTA DO ORGANISMO A QUALQUER TIPO DE AGRESSÃO inibindo a ação da COX. Sem COX, há menor produção de prostaglandinas e menos estímulo para ocorrer inflamações”, ensina. Ainda que a prescrição deva ser feita de acordo com a enfermidade acometida, é preciso que haja atenção às contraindicações de cada medicamento. A farmacêutica da USP revela que os anti-inflamatórios não são indicados para idosos; grávidas; pacientes com insuficiência renal, cirrose, hipertensão descontrolada, insuficiência cardíaca; pessoas usuárias de álcool; pacientes que tomam varfarina, com risco de hemorragia ou com história de úlcera péptica/gastrite. Além disso, a automedicação pode ser problemática ao usar os antibióticos ou anti-inflamatórios. De acordo com o Dr. Stefanini, os antibióticos tomados sem necessidade ou em doses inadequadas levam à seleção bacteriana, podendo tornar o quadro mais grave e mais difícil de tratar. Os anti-inflamatórios complicam outras doenças. “A automedicação pode mascarar uma doença mais grave e atrasar seu diagnóstico e tratamento”, frisa o otorrinolaringologista do Hospital Sírio-Libanês. Maria Aparecida complementa dizendo que, apesar de alguns anti-inflamatórios serem Medicamentos Isentos de Prescrição (MIPs) e indicados para doenças autolimitadas, a orientação fornecida pelo farmacêutico é essencial porque o medicamento poderá interagir, inclusive, com outros fármacos que estejam sendo administrados. Para a dor de garanta, é possível administrar ainda, as pastilhas. Elas contêm um ou mais princípios ativos, usualmente em uma base adocicada e com sabor. “A pastilha ajuda em várias situações que provocam profundo incômodo e desconforto decorrentes de tosse ou outros problemas relacionados, proporcionando alívio sintomático. Normalmente, contêm fármacos anti-inflamatórios, fluidificantes de secreções, antialérgicos, descongestionantes, entre outros, que ajudam a diminuir a dor e a irritação”, finaliza.

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

19/06/17 17:54


Anuncio Malvona 205x275.pdf

1

5/16/17

10:39 AM

C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

21/06/17 11:49


INTESTINO PREGUIÇOSO

De volta ao trabalho O SEDENTARISMO E A ALIMENTAÇÃO NÃO BALANCEADA SÃO OS PRINCIPAIS RESPONSÁVEIS PELA PRISÃO DE VENTRE. INGESTÃO DE FIBRAS E ÁGUA É ESSENCIAL PARA MELHORA DO QUADRO

A

POR ADRIANA BRUNO E LAURA MARTINS

A constipação intestinal também é bastante conhecida como prisão de ventre, intestino preso ou preguiçoso. Apesar das diferentes nomenclaturas, o problema é o mesmo: dificuldade de evacuação das fezes. De acordo com a Sociedade Brasileira de Coloproctologia (SBCP), a grande maioria dos casos não é provocada por um distúrbio de ordem fí-

64

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Es_Intestino Preguiçoso 296.indd 64

sica ou anatômica, mas da difícil propulsão do bolo fecal em seu caminho em direção ao reto e canal anal. Mas não somente a frequência de idas ao banheiro é o suficiente para que a constipação seja diagnosticada. Segundo a coloproctologista do Centro de Coloproctologia do Hospital Samaritano, Dra. Helly Angela Caram Aguida, é preciso que o paciente apresente dois ou mais sintomas a seguir: evacuação menor do que três vezes IMAGENS: SHUTTERSTOCK

20/06/17 15:59


OS ALIMENTOS APROPRIADOS É importante que haja a desmistificação dos alimentos que prendem ou soltam o intestino. Existem aqueles ricos ou pobres em fibras e, se usados com equilíbrio, nenhum fará mal ao funcionamento do órgão. • Ricos em fibra: farinhas integrais, cereais integrais, frutas (incluindo a casca), verduras e legumes. • Pobres em fibra: farinhas brancas, alimentos ricos em açúcar, gordura saturada, carnes em geral, entre outros. Fonte: coloproctologista do Centro de Coloproctologia do Hospital Samaritano, Dra. Helly Angela Caram Aguida

por semana; esforço ao evacuar; presença de fezes endurecidas ou fragmentadas; sensação de evacuação incompleta; sensação de obstrução ou interrupção da evacuação; ou manobras manuais para facilitar a evacuação. Esses casos representam 85% dos acometidos pela constipação primária, causada, principalmente, pela ingestão alimentar pobre em fibras vegetais e líquidos. Além disso, estão associados ao problema, sedentarismo, ansiedade, depressão, hábito de adiar a ida ao banheiro e os efeitos adversos de algumas medicações. “A fibra é importantíssima para o bolo fecal. Tudo aquilo que ingerimos como alimento é digerido, processado no intestino delgado e se transforma em nutrientes. As fibras são produtos que não são absorvidos, elas seguem para o intestino grosso e formam o bolo fecal, junto com a água”, comenta a especialista. O clínico geral do Hospital Israelita Albert Einstein, Dr. Marcus Gaz, explica que o processo de digestão se inicia com a mastigação adequada, depois com a atuação do suco gástrico e pancreático e a formação do bolo fecal que será eliminado pelo intestino. Porém, todo o processo é muito influenciável pela alimentação e pelos hábitos de vida. De acordo com a gastroenterologista do Hospital Moriah, Dra. Nilma Ruffeil, a normalidade do funcionamento do intestino é bastante pessoal. A evacuação pode ocorrer desde três vezes ao dia até três vezes por semana, desde que seja o habitual para a

pessoa e não cause nenhum desconforto. A ação depende de muitos fatores, como gênero, idade, ritmo de vida, alimentação e atividade física. Porém, é preciso que haja atenção quando a rotina intestinal muda drasticamente. “Como quando de repente o paciente fica com o intestino mais preso ou mais solto. Pessoas que têm o intestino cronicamente preso devem se preocupar, também, se sintomas, como dores abdominais, náusea, inapetência ou sangramento intestinal, surgirem ao longo do tempo. Podem significar complicações, como diverticulite, gastrite ou hemorroidas”, assinala o Dr. Gaz. Para melhorar o funcionamento do intestino, é recomendada a ingestão diária de 40 g de fibras, além de beber bastante água. “A primeira opção para tratar o intestino preguiçoso é a mudança de hábito alimentar e prática esportiva. Dieta rica em fibras, maior ingestão de líquidos e abandono do sedentarismo sempre devem ser adotados. Há, ainda, produtos comerciais à base de fibras alimentares, como probióticos, prebióticos e simbióticos”, finaliza a Dra. Nilma.

OS PROBLEMAS SOCIAIS Apesar de pessoas de todas as idades poderem ser afetadas pelo intestino preguiçoso, o incômodo acomete mais mulheres do que homens. “As mulheres têm mais queixas devido ao pudor do uso do banheiro fora de casa e a algumas alterações hormonais associadas à fase do ciclo menstrual”, revela a gastroenterologista do Hospital Moriah. As variações das concentrações dos hormônios femininos no sangue, no período perto da gravidez e, também na menopausa, dificultam o funcionamento normal do intestino, segundo informa o clínico geral do Hospital Israelita Albert Einstein. “É uma característica do gênero feminino ter o hábito intestinal um pouco diferente, tendendo, muitas vezes, à prisão de ventre. Seja pela influência de questões hormonais, uma vez que os hormônios das mulheres intensificam a movimentação das alças intestinais, ou pelos hábitos de vida, relacionados a maior ingestão de alimentos ricos em fibras”, diz ele. A Dra. Helly Angela aponta a responsabilidade dos educadores no medo de ir ao banheiro fora de casa. Extremamente cultural, o problema começa desde pequeno, quando as crianças (principalmente meninas) são ensinadas que a evacuação é algo vergonhoso, que não pode fazer barulho ou ter cheiro, para que as outras pessoas não saibam o que está fazendo. 2017 JULHO GUIA DA FARMÁCIA

guia 296.indb 65

65

19/06/17 17:54


Simbioflora® é composto por uma formulação de frutooligossacarídeo (prebiótico), Lactobacillus acidophilus, Lactobacillus rhamnosus, Lactobacillus paracasei e Bifidobacterium lactis (probióticos). Lactobacillus acidophilus, Lactobacillus rhamnosus, Lactobacillus paracasei e Bifidobacterium lactis contribuem para o equilíbrio da flora intestinal. Seu consumo deve estar associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis. Consumir somente a quantidade indicada na embalagem. Gestantes, nutrizes e crianças somente devem consumir esse produto sob orientação de nutricionista ou médico.O CONSUMO DESTE PRODUTO DEVE SER ACOMPANHADO DA INGESTÃO DE LÍQUIDOS. NÃO CONTÉM GLÚTEN. Reg. MS. 6.7239.0004. Probiatop® é composto por uma formulação de Lactobacillus acidophilus, Lactobacillus rhamnosus, Lactobacillus paracasei e Bifidobacterium lactis (probióticos). Lactobacillus acidophilus, Lactobacillus rhamnosus, Lactobacillus paracasei e Bifidobacterium lactis contribuem para o equilíbrio da flora intestinal. Seu consumo deve estar associado a uma alimentação equilibrada e hábitos de vida saudáveis. Consumir somente a quantidade indicada na embalagem. Gestantes, nutrizes e crianças somente devem consumir esse produto sob orientação de nutricionista ou médico. O

LSP_anuncio_duplo_41x27.5cm.indd 1 FECHAR ANÚNCIOS GUIA DUPLOS.indd 70

19/06/17 14:51

C P a o I


s s o u O

CONSUMO DESTE PRODUTO DEVE SER ACOMPANHADO DA INGESTÃO DE LÍQUIDOS. NÃO CONTÉM GLÚTEN. Reg. MS. 6.7239.0003.Referência: (1) [02/02/17 06:52:34] Vinicius Guieleu: 1. Patel R et al. New Approaches for Bacteriotherapy: Prebiotics, New-Generation Probiotics, and Synbiotics. Clinical Infectious Diseases. 2015;60(S2):S108-121. (2) Sobieszczanska BM. The influence of intestinal dysbiosis on human`s health. Gastroenterologia Polska. 2008;15:287. (3) Dados de registro disponível em http://consultas.anvisa.gov.br/#/ alimentos/q/?nomeProduto=L.%20ACIDOPHILUS,%20RHAMNOSUS,% 20PARACASEI,%20B.%20LACTIS%20C%252F%20FRUTOLIGOSSACARIDEOS%20EM20%EM%20SACH%C3%8AS-Acessado em 12/12/2016. (4) Nagpal R, Yadav H, Puniya AK, et al. Potential of probiotics and prebiotics for synbiotic functional dairy foods. International Journal of Probiotics and Prebiotics. 2017;2:75-84. (5) Gibson GR, Roberfroid MB. Dietary modulation of the human colonic microbiota: introducing the concept of prebiotics. J Nutr, Cambridge, Inglaterra, v.125, n.6, p.1401. 1412, 1995 (6) Fortes RC et al. Efeitos da suplementação dietética com frutooligossacarídeos e inulina no organismo humano: estudo baseado em evidências. Com. Ciências Saúde. 2009;20(3):241-252.

FECHAR ANÚNCIOS GUIA DUPLOS.indd 71

6/14/17 5:40 PM 19/06/17 14:52


ESPECIAL SAÚDE

INTESTINO PREGUIÇOSO

Um dos problemas de segurar e ir horas ou dias depois ao banheiro é a desidratação das fezes. “As fezes chegam ao reto e não podem ser evacuadas. O intestino grosso tem a função de formar o bolo fecal e ressecá-lo, para que não tenha diarreia. Então, o intestino continua retendo líquido, ressecando as fezes. Além disso, o reto se contrai e manda o conteúdo um pouco mais para cima, em uma região que não há percepção da evacuação, então a pessoa perde a vontade. As fezes só voltarão ao reto junto com um novo bolo fecal, mas estará ressecado e maior, dificultando a evacuação”, argumenta a médica. Outro causador do problema é o estresse crônico e repetitivo, que altera o sistema nervoso, endócrino e imunológico. “O intestino é um órgão muito importante. Então, quando o indivíduo está submetido a situações que liberam substâncias típicas do estresse constantemente, desregula as funções automáticas do corpo, como o funcionamento do intestino. É mais comum que haja diarreia, mas a constipação também pode acontecer”, completa a coloproctologista do Hospital Samaritano.

AS DIFERENÇAS DE CADA UM • Prebióticos: fibras não digeríveis, mas que fermentam no intestino e estimulam o crescimento das bactérias probióticas. • Probióticos: são microrganismos vivos que, quando administrados em quantidade adequadas, levam benefícios à saúde. • Simbióticos: são os produtos que associam os prebióticos com os probióticos, para intensificar os efeitos dos dois componentes. A ação está relacionada à modulação da microflora intestinal que depende de vários fatores, como clima, alimentação, idade, estresse, entre outros. Fontes: farmacêutica responsável pela Farmácia Universitária da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP), Maria Aparecida Nicoletti; e nutricionista clínica do Hospital Sírio-Libanês, Adriana Yamaguti

AJUDANTES DO INTESTINO Microbiota, ou flora intestinal, é o nome dado a um grupo de microrganismos (como vírus, fungos e bactérias) que habita o corpo humano. E é no intestino que se encontra a maior parcela deles. Ela é ligada diretamente ao funcionamento do intestino, além de formar uma barreira de defesa natural no organismo, estando diretamente ligada a funções fisiológicas que impactam na saúde geral, como a digestão de alimentos, à produção de vitaminas (B e K) e à resposta do sistema imune ao ataque de outras bactérias. Diferentes fatores podem desequilibrar a flora intestinal. Os mais comuns são a comida de procedência duvidosa, excesso de gordura e alimentos contaminados. Fora a alimentação, estão o fumo, o excesso de álcool e até a presença de bactérias, como as patogênicas, responsáveis pelo desenvolvimento de doenças infecciosas. Com a rotina agitada, é mais difícil para as pessoas terem o equilíbrio necessário para que a microbiota não seja prejudicada. E aí entra a suplementação alimentar, que pode ser feita com prebióticos (fibras alimentares), probióticos (bactérias benéficas, vivas) e simbióticos (uma combinação entre prebióticos e probióticos). Disponibilizados em comprimidos, cápsulas e sachês, esses produtos auxiliam no bom funcionamento do organismo. 68

guia 296.indb 68

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

19/06/17 17:54


Anúncio Floratil AT_20.5x27.5.indd 1

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

6/22/17 3:46 PM

23/06/17 10:41


ESPECIAL SAÚDE

DOR DOR

Sem aviso prévio AO MENOS 30% DOS INDIVÍDUOS SERÃO AFETADOS POR ALGUM TIPO DE DOR DURANTE A VIDA. COM EFEITOS TANTO NA ROTINA PESSOAL QUANTO PROFISSIONAL DOS ACOMETIDOS, O PROBLEMA TEM DIFERENTES CAUSAS E ACONTECE DE FORMA SÚBITA

A

POR ADRIANA BRUNO

A sensação de dor pode variar muito de um indivíduo para o outro em inúmeros aspectos, desde o local até a intensidade e a duração dessa experiência inegavelmente desagradável. Segundo dados da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor (SBED), a dor afeta ao menos 30% dos indivíduos durante algum momento da vida, sendo que entre 10% e 40% deles, a duração pode ser superior a um dia. Ainda de acordo com a SBED, a dor é uma das principais causas de incapacitação das pessoas, seja ela pessoal ou profissional, neste ca-

70

guia 296.indb 70

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

so, 40% do indivíduos afetados por algum tipo de dor podem perder dias de trabalho. Nos Estados Unidos, a dor acarreta um prejuízo anual de 550 milhões de dias de trabalho perdidos. Em todo o mundo, a incidência de dor crônica, por exemplo, varia entre 7% e 40% da população, sendo que cerca de 50% a 60% dos que sofrem desse mal ficam parcial ou totalmente incapacitados, seja de maneira transitória ou permanente. Entre as dores mais comuns, estão as de cabeça (cefaleia) e as lombares, que juntas irão acometer um número muito grande de pessoas por todo o mundo. IMAGENS: SHUTTERSTOCK

19/06/17 17:54


“Essas são as dores campeãs em toda a população mundial, sendo que 80% das pessoas ou mais poderão senti-las ao longo da vida”, completa o neurocirurgião especialista em dor e presidente da Regional da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor, no Espírito Santo, Dr. Lúcio César Hott Silva. Segundo ele, para entender o mecanismo da dor, é preciso saber que o impulso doloroso é percebido pelos receptores de dor que transmitem esse impulso para a parte posterior da medula espinhal. “Ocorre uma modulação desse impulso, que vai seguir pelas vias da medula até alcançar estruturas encefálicas e, daí, ser percebido pelo córtex cerebral como uma sensação dolorosa. A dor constitui-se em importante sintoma que primariamente alerta o indivíduo para a necessidade de assistência médica”, explica. Ainda não se têm todas as respostas sobre a propensão em desencadear um quadro de dor crônica ou de se ter um menor limiar de sensibilidade à dor. “A literatura mostra que a experiência da pessoa, como exposição ao estresse, trauma e abuso, tanto físico como emocional, pode aumentar a sensibilidade à dor por meio de mudanças de longo prazo na atividade genética, ativando ou desativando genes de maneira a afetar os caminhos da dor”, diz o Dr. Silva. Conforme explica o médico, com o aumento da idade, pode-se ter mais risco de dor crônica, não apenas pelo desgaste natural, mas, provavelmente, também porque a capacidade do corpo de reparar lesões, inclusive danos neurais, diminui à medida que se envelhece. “Os circuitos cerebrais envolvidos em motivação e recompensa também parecem influenciar a vulnerabilidade à dor, em que pessoas pessimistas e que se preocupam excessivamente sejam mais propensas a sofrer”, conta.

A DOR DE CADA UM Dor de cabeça: de acordo com a classificação da Sociedade Internacional de Cefaleia (SBCE) (2013), existem mais 200 tipos de dores de cabeça ou cefaleia, tendo a enxaqueca e a cefaleia tipo tensional figurando como as mais comuns. A neurologista e membro da SBCE, Dra. Eliana Meire Melhado, explica que a enxaqueca ou migrânea é uma dor de cabeça que pode ser unilateral, latejante, pode dar náuseas ou vômitos ou ambos, além de aversão à luminosidade e ao barulho. “A enxaqueca dura até 72 horas e pode ter vários fenômenos, como aura (alterações visuais com a visualização de pontos claros ou escuros no campo visual), ou sensações de formigamentos pelo corpo, além de alteração de fala, que podem durar entre cinco e 60 minutos”, explica. Segundo a médica, a enxaqueca ocorre três vezes mais em mulheres do que em homens. Já a cefaleia ou dor de cabeça tipo tensional é aquela típica do fim da tarde que não lateja, sem` náusea e sem vômito, sem aversão à claridade e barulho simultaneamente. “Ela pode ser aguda ou crônica e dura entre 30 minutos até sete dias. Ocorre mais em homens”, diz a Dra. Eliana. Entre as mais comuns, está ainda a cefaleia associada a problemas sinusais, ou seja, dor na região da face associadas à rinorreia ou secreção nasal. No Brasil, de acordo com a Dra. Eliana, 15% da população sofre com enxaqueca e 13%, de cefaleia tipo tensional. “Já estudos internacionais mostram que 60% da população mundial têm cefaleia tensional e 18%, enxaqueca”, relata a médica. Uma peculiaridade relativa à enxaqueca é de que essa dor é hereditária. “Familiares de quem têm enxaqueca apresentam dores de cabeça. E estudos científicos mostram pelo menos 13 genes envolvidos nos mecanismos da dor da enxaqueca”, ressalta. Existem inúmeros fatores que podem deflagrar crises de dor

2017 JULHO GUIA DA FARMÁCIA

guia 296.indb 71

71

19/06/17 17:54


ESPECIAL SAÚDE

DOR

A DOR AFETA AO MENOS 30% DOS INDIVÍDUOS DURANTE ALGUM MOMENTO DA VIDA, SENDO QUE ENTRE 10% E 40% DELES, A DURAÇÃO PODE SER SUPERIOR A UM DIA. A DOR É UMA DAS PRINCIPAIS CAUSAS DE INCAPACITAÇÃO DAS PESSOAS, SEJA ELA PESSOAL OU PROFISSIONAL, NESTE CASO, 40% DO INDIVÍDUOS AFETADOS POR ALGUM TIPO DE DOR PODEM PERDER DIAS DE TRABALHO

72

guia 296.indb 72

de cabeça, com diferentes impactos entre os indivíduos, ou seja, para alguns, estes fatores podem ser desencadeantes, para outros, não. Entre eles, a ingesta de alimentos gordurosos, jejum prolongado, odores, luminosidade, sons, menstruação, falta de sono ou excesso de sono, estresse. Para prevenir as dores de cabeça, é preciso investir na mudança de hábitos de vida, o que inclui a prática regular de exercícios físicos, alimentação regrada e equilibrada, dormir bem, entre outros. O tratamento medicamentoso profilático, conforme explica a Dra. Eliana, é usado nos casos em que o objetivo é diminuir a frequência, intensidade e duração das crises de cefaleia. “As categorias de drogas profiláticas mais usadas são os betabloqueadores, os antidepressivos, os neuromoduladores e a toxina botulínica tipo A (Botox) para enxaqueca crônica”, comenta. Cólica: por definição, as cólicas são dores relacionadas a vísceras ocas, como estômago, intestino e útero. Geralmente, são dores intensas em ciclos que vão aumentando progressivamente até atingir um pico, e depois começam a aliviar lentamente. Para o Dr. Silva, da Regional da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor, hábitos ruins da vida moderna, como a alimentação com baixa quantidade de nutrientes, o aumento do estresse e a vida sedentária, podem contribuir bastante para o desenvolvimento de problemas digestivos. “Existem muitos problemas digestivos que podem causar a cólica intestinal, por exemplo, e a Síndrome do Intestino Irritável (SII) é um deles. Trata-se de um distúrbio intestinal bastante comum, caracterizado pelo desconforto abdominal que, normalmente, começa após a alimentação e termina após a evacuação”, explica o Dr. Silva. O cálculo renal é outro motivo de queixa de cólicas intensas e agudas na região lombar em pacientes que sofrem com esse problema. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em torno de 15% da população mundial sofre com cálculos renais, sendo duas vezes mais comuns em homens do que mulheres com idade entre 20 e 40 anos. Mas de todas elas, talvez, a de que mais se ouça falar é a cólica menstrual. “Várias pesquisas demonstram que a cólica menstrual é provocada pela prostaglandina, uma substância que é liberada quando a camada do útero descama na forma de menstruação e faz o

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

19/06/17 17:54


ESPAÇO PUBLICITÁRIO


ESPECIAL SAÚDE

DOR

órgão contrair para eliminar o sangue. Essa compressão comprime os nervos e os vasos que passam pelo músculo uterino, causando dor”, explica o Dr. Silva. Segundo ele, 25% das mulheres não sentem cólicas menstruais e 75% as sentem em diferentes graus de intensidade. “Desses 75%, um quarto sente dores muito fortes localizadas no baixo ventre. É uma dor que se irradia para as costas e confunde-se com a das cólicas intestinais, especialmente porque a prostaglandina também age no intestino, que fica mais irritável”, diz. A intensidade da cólica varia muito entre as mulheres e pode ser incapacitante. Para o ginecologista e obstetra, Dr. Domingos Mantelli, quando a dor é intensa, o mais recomendado é que a mulher faça repouso. “Nos casos em que a cólica for mais leve, a mulher pode se beneficiar das atividades físicas para aliviar essas dores até mesmo para os próximos ciclos”, diz. Ainda segundo o Dr. Mantelli, além da menstruação, as cólicas na mulher também podem ter outras causas, como a endometriose, por exemplo, o que as impossibilita de praticar atividades físicas ou até mesmo seguir a rotina diária, uma vez que as dores são muito intensas.

74

ES_Dor 296.indd 74

No caso das cólicas menstruais, a má notícia é a de que não há como preveni-las, apenas tratar para amenizar os sintomas. “A mulher que faz atividade física periodicamente tende a ter uma qualidade melhor no período menstrual e ter menos cólica, assim como com uma alimentação balanceada”, diz o Dr. Mantelli. O tratamento não medicamentoso consiste em desde a ingesta de alimentos ricos em cálcio e potássio, que diminuem a contração uterina, até a prática de atividades, como musculação, corrida e pilates. “Essas e outras atividades permitem que a pessoa se sinta bem, tenha uma sensação de bem-estar, libere endorfinas e ainda ajude a reduzir o inchaço”, indica o Dr. Mantelli. Já, segundo o Dr. Silva, o tratamento medicamentoso inclui os anti-inflamatórios e hormônios esteroidais. Dor muscular: associada à sobrecarga, seja de treinamento ou atividade física rotineira, a dor muscular pode atingir desde os praticantes de atividades físicas diversas, até mesmo pessoas que precisem exigir muito da musculatura em suas atividades profissionais. Para o fisiologista do esporte do HCor, Diego Leite de Barros, a dor muscular pode indicar uma série de coisas, entre elas, a existência de lesões, como distensão, estiramento, contratura e até a ruptura da fibra muscular. “A dor muscular é uma reação do músculo para reparar as fibras que foram danificadas, e regiões, como a posterior da coxa, são as que apresentam grande incidência de problema”, conta Barros. Aos atletas de fim de semana ou àqueles que praticam atividade física sem supervisão, o educador físico e especialista em Fisiologia do Exercício, Gilberto Coelho, relata que existem as dores que são inerentes aos estímulos provocados pelos exercícios físicos, chamadas de microlesões que em algumas horas ou poucos dias passam. “Porém, as dores decorrentes por lesões maiores e sérias podem ser evitadas, principalmente, quando o treinamento físico é feito sob a orientação de um profissional capacitado”, comenta. As dores musculares podem ser divididas em localizadas, como, por exemplo, causadas por tensão ou secundárias a doenças degenerativas, como a discoartrose lombar e cervical; e secundárias, como a fibromialgia, infecção viral ou bacteriana, hipotireoidismo, entre outros. “Por experiência, registramos muitas queixas de dor muscular na coluna cervical, que podem ser causadas por

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

21/06/17 13:01


ALÍVIO das dores, rigidez nos músculos e articulações.

Compressa térmica, inodora e não medicamentosa que promove uma confortável sensação de calor, ajudando a aliviar dores e rigidez nos músculos e articulações. JUL/17 - MS. 80485560005 “SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.”

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

21/06/17 11:51


ESPECIAL SAÚDE

DOR

tensão, má postura no trabalho, além do uso inadequado do celular”, conta a reumatologista do Hospital Bandeirantes, Dra. Tatiana Bueno Tardivo Farhat. Segundo ela, outra queixa comum é a dor na coluna lombar, que está relacionada à obesidade ou às atividades físicas laborativas ou físicas. A prevenção das dores musculares consiste, explica Barros, em melhorar a flexibilidade dos músculos. “Não apenas alongando antes da prática de exercício, mas tendo isto como uma premissa para melhorar a qualidade de vida. Além disso, realizar um trabalho de fortalecimento dos músculos também é importante para estar preparado para as atividades rotineiras”, diz. Conforme a Dra. Tatiana, o tratamento da dor muscular depende da causa. “Em causas tensionais ou mecânicas, podem-se usar medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios, relaxante muscular e repouso. Além disso, também é possível indicar fisioterapia analgésica e até a massoterapia, mas tudo vai depender do diagnóstico”, diz. Dor abdominal: ela pode ser causada por alguma alteração que ocorra em qualquer estrutura dentro do abdome, ou seja, da parte inferior do tórax até a pelve ou também por alteração da parede abdominal. O Dr. Silva relata que a dor abdominal pode se originar em algum outro local mais distante, como no tórax, na pelve ou na região lombar e ser sentida no abdome, sendo conhecida como dor referida. “Como exemplo, podemos citar uma pessoa que diga estar com dor de queimação na região do estômago e que evolua com falta de ar, suor frio, dor no peito ou que irradia para os braços, neste caso, o indivíduo pode estar sofrendo um ataque cardíaco ou até mesmo esteja com uma pneumonia severa”, alerta. Segundo o médico, a incidência anual de dor abdominal crônica é de 15 casos para mil indivíduos. Entre as causas mais frequentes de dor abdominal, estão os processos inflamatórios de origem infecciosa ou química, as doenças isquêmicas, as doenças disfuncionais e as neoplasias (cânceres). Além da dor de queimação, que surge no estômago e pode ter como causa a gastrite, úlcera e o refluxo, outros tipos de dores abdominais são as cólicas e a pontada ou agulhada. “Nesse caso, causada por excesso de gases ou por inflamações no abdome, como apendicite ou inflamação intestinal. É assim chamada, pois pode aparecer de forma forte e aguda, como se algo estivesse espetando a barriga e, muitas vezes, são muito intensas”, relata o Dr. Silva. 76

guia 296.indb 76

TIPOS DE DOR Aguda: se manifesta durante um período relativamente curto, de minutos a algumas semanas, associada a lesões em tecidos ou órgãos, ocasionadas por inflamação, infecção, traumatismo ou outras causas. Exemplos: dor pósoperatória, após um traumatismo; a dor durante o trabalho de parto; dor de dente; as cólicas em geral. Crônica: tem duração prolongada, que pode se estender de vários meses a vários anos. A dor crônica pode ser consequência de uma lesão já previamente tratada, como dor ocasionada pela artrite reumatoide; dor do paciente com câncer; dor relacionada a esforços repetitivos durante o trabalho; dor nas costas; e outras. Recorrente: apresenta períodos de curta duração, porém que se repetem com frequência, podendo ocorrer durante toda a vida, mesmo sem estar associada a um processo específico. Um exemplo clássico desse tipo de dor é a enxaqueca. Nociceptiva: ocasionada por uma lesão tecidual contínua e, neste caso, o Sistema Nervoso Central (SNC) se mantém íntegro. Exemplos: dor inflamatória, traumática, pós-operatória, visceral, entre outras. Neuropática: ocorre quando nervos no SNC ou periférico não estão funcionando corretamente. Exemplos: dor nos nervos, frequentemente envolvendo a pele da face; neuropatia diabética; dor pós-Acidente Vascular Cerebral (AVC), entre outras. Mista: quando a dor tem origens nociceptiva e neuropática, como lombociatalgias (dor lombar que se irradia para a nádega e membro inferior), dor oncológica (derivada de um câncer), entre outras.

El de m

em Arm Me ent

Fonte: neurocirurgião especialista em dor e presidente da Regional da Sociedade Brasileira para o Estudo da Dor no Espírito Santo, Dr. Lúcio César Hott Silva

11 co ww

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

19/06/17 17:54


Para o gastroenterologista e membro da Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG), Dr. Eduardo Usuy, as dores abdominais estão entre as principais queixas de pacientes que procuram assistência médica especializada e, em muitos casos, podem ser prevenidas com ações simples e mudanças de hábitos. “Um dos pontos principais é evitar a automedicação, principalmente, de anti-inflamatórios, uma vez que o uso abusivo destes medicamentos pode resultar em uma gastrite. Além disso, dar preferência a uma alimentação mais natural, incluindo fibras no cardápio, evitando alimentos industrializados, assim como longos períodos sem se alimentar e também comer demais de uma única vez”, orienta. Para tratar a dor abdominal, os medicamentos são direcionados de acordo com patologias específicas. “Alguns exemplos são analgésicos, anti-inflamatórios, antibióticos, antiácidos, quimioterapia”, diz o Dr. Silva.

Qualidade reconhecida pelo mercado

Eleita a melhor empresa de transporte de medicamentos do País e menção honrosa na categoria Armazenagem e Distribuição de Medicamentos ao posicionar-se entre as três melhores do mercado.

11 2902-5000 comercial@ativalog.com.br www.ativalog.com.br

guia 296.indb 77

O Prêmio Sindusfarma de Qualidade é o maior reconhecimento do setor aos melhores fornecedores e prestadores de serviços do segmento farmacêutico. A entidade também homenageou o presidente da Ativa Logística, Clóvis A. Gil, com o Colar Cândido Fontoura do Mérito Industrial, destinado a importantes personalidades na prestação de serviços relevantes à indústria farmacêutica.

Armazenagem e Distribuição

Transporte Rodoviário

Transporte Aéreo

19/06/17 17:54


COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES

Índices de risco APESAR DE SEMPRE SER TIDO COMO DOENÇA, O COLESTEROL NÃO É RUIM. TRATA-SE DE UMA DAS INÚMERAS SUBSTÂNCIAS PRODUZIDAS E UTILIZADAS PELO ORGANISMO PARA O CORPO SAUDÁVEL; SEU EXCESSO É QUE É PREJUDICIAL POR VIVIAN LOURENÇO

U

Um dos exames que não podem faltar em qualquer checkup é o de colesterol, sempre associado de maneira pessimista pelos pacientes. Mas nem sempre é assim: se os níveis estiverem dentro dos padrões, ele pode trazer muitos benefícios ao organismo. O colesterol, como explica o cardiologista do Hospital CEMA, Dr. Carlos Alberto Pastore, é um componente fundamental para a integridade das células e produção de hormônios. Seu excesso na circulação, entretanto, pode ser danoso ao organismo.

78

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

ES_Colesterol 296.indd 78

“Tem o papel fundamental de participar da formação da membrana celular. Mas, em excesso, pode levar a algumas doenças cardiovasculares. Temos duas fontes de colesterol e triglicérides: uma derivada de alimentos e outra produzida pelo próprio organismo, especialmente no fígado”, completa o cardiologista do Hospital e Maternidade São Cristóvão, Dr. Fernando Barreto. Além disso, existem dois tipos de colesterol. O HDL (lipoproteína de alta densidade) que é o colesterol bom. Tem o papel de carregar e limpar o organismo do colesterol ruim, este conhecido como LDL (lipoproteína de baiIMAGENS: SHUTTERSTOCK

20/06/17 16:01


ESPAÇO PUBLICITÁRIO


ESPECIAL SAÚDE

COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES

xa densidade). É o LDL o responsável por formar placas de gordura nos vasos, que poderão, em alguns casos, levar ao infarto e aos Acidentes Vasculares Cerebrais (AVCs). “São diagnosticados por meio do exame de sangue. Pela última diretriz da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), o colesterol total desejável é menor que 200 mg/dL. Já o nível ótimo do LDL é menor que 100 mg/dL e o nível ótimo de HDL é maior que 60 mg/dL”, pontua o Dr. Barreto.

COLESTEROL X INSUFICIÊNCIA CARDÍACA (IC) A principal causa de Insuficiência Cardíaca (IC) é a doença coronária, ou seja, pacientes que apresentaram um infarto do miocárdio e, posteriormente, evoluíram com enfraquecimento do músculo do coração. Segundo o cardiologista do Hospital Samaritano de São Paulo, Dr. José Renato Neves, essa relação acontece quando os níveis elevados de colesterol e de triglicérides favorecem obstruções em artérias, levando a lesões do músculo cardíaco e a uma maior prevalência de miocardiopatia isquêmica, além do desenvolvimento de IC congestiva, mesmo sem infarto prévio. “A dislipidemia, em especial a presença de colesterol ruim (LDL) elevado, figura entre os principais fatores de risco para o infarto, desta forma, fazendo a prevenção/tratamento da dislipidemia, estamos consequentemente reduzindo a chance do indivíduo desenvolver a patologia”, explica o cardiologista do Hospital Santa Paula, Dr. Fabrício Borges.

80

A POPULAÇÃO, DE UMA FORMA GERAL, TENDE A NÃO SE PREOCUPAR MUITO COM O ASSUNTO. UMA VEZ QUE A DOENÇA É ASSINTOMÁTICA E QUE A INFORMAÇÃO NAS MÍDIAS DIGITAIS, MUITAS VEZES, É EQUIVOCADA; A CONSCIENTIZAÇÃO É A MAIOR ARMA Desde a infância, os níveis de colesterol devem ser monitorados, segundo informa a Neo Química. Caso a fração total do lipídeo seja inferior a 200 mg/dL, há diminuição considerável dos riscos. Pacientes com histórico familiar de doenças cardiovasculares devem consultar o cardiologista para acompanhamento e, principalmente, realizar reeducação alimentar, mudança no estilo de vida e, eventualmente, tratamento com medicamentos indicados. Já os triglicérides são a principal forma de gordura do organismo, usados como fonte de energia, transporte de lipídeos e, quando em excesso, como “reserva” de energia nos tecidos adiposos. “O colesterol tem fonte de produção no fígado e na alimentação, mas, diferente do que muitos acreditam, sua fonte alimentar não vem das gorduras e, sim, do excesso de carboidratos da dieta”, destaca o cardiologista do Hospital Santa Paula, Dr. Fabrício Borges.

GRUPOS DE RISCO O alto colesterol e os triglicérides podem existir de forma distinta em cada indivíduo, tanto por fatores ambientais como genéticos. “Quando falamos de doenças cardiovasculares, os pacientes de maior risco são aqueles que apresentam múltiplos fatores que, em conjunto, tornam aquela pessoa mais suscetível a apresentar a doença. Dessa forma, pacientes diabéticos, hipertensos, tabagistas e aqueles com antecedente familiar estão sob maior risco”, alerta o Dr. Borges. Vale lembrar que o risco relacionado à elevação do colesterol e triglicérides é linear, ou seja, quanto mais elevado, maior é. Outro aspecto importante em relação aos triglicérides é que seu risco é ainda mais importante na presença de HDL baixo.

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

ES_Colesterol 296.indd 80

20/06/17 16:01


ESPAÇO PUBLICITÁRIO


ESPECIAL SAÚDE

COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES

A taxa de incidência de altos índices de colesterol associado a doenças cardiovasculares é maior em homens e em torno de três vezes mais que nas mulheres antes da menopausa, devido à produção de hormônios femininos (progesterona, estrogênio) que ajuda a elevar os índices de HDL, fator protetor dos vasos sanguíneos. Após a menopausa, estatisticamente, a incidência de risco cardiovascular se iguala a homens

e mulheres, como alerta o cardiologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, Dr. Firmino Haag. “É interessante ter consciência, também, de que o aumento das taxas de colesterol está diretamente associado ao estilo de vida. Existem também doenças e condições que ocasionam a elevação, como diabetes, alcoolismo, problemas na tireoide e renais”, complementa.

PREVENÇÃO E TRATAMENTOS Grande parte do colesterol é produzido pelo próprio fígado. Algumas pessoas possuem uma condição médica conhecida como hipercolesterolemia. É quando mesmo com uma alimentação ideal e saudável, os níveis de colesterol permanecem altos. Neste caso, é necessário realizar acompanhamento médico e uso de medicamentos da classe das estatinas – como a atorvastatina cálcica – que atuam diretamente no fígado, inibindo a produção de colesterol LDL (colesterol ruim). São medicamentos seguros e importantes para a prevenção de doenças cardiovasculares. O controle é feito com medidas farmacológicas (medicamentos) e não farmacológicas (hábitos de vida). É importante que os tratamentos sejam feitos em associação, ou seja, a população não deve se abster de hábitos saudáveis só porque o controle não acontece só com os medicamentos. As mudanças de hábitos servem tanto para tratamento quanto para a prevenção do desenvolvimento das dislipidemias. Mudanças de hábitos • Perda de peso: há evidências de que uma perda de 5% a10 % do peso pode resultar em redução de até 20% do nível de triglicérides e uma redução também no nível de colesterol. • Alimentação: as gorduras trans e saturadas podem aumentar tanto o colesterol quanto os triglicérides. Sugere-se a retirada de derivados do leite integral, carnes com alto teor de gordura, preparo das carnes com retirada prévia da gordura visível (como a pele do frango) e vale lembrar que o azeite é saudável desde que não seja aquecido. Os carboidratos simples, principalmente frutos, tendem a aumentar os triglicérides (farinha branca; massas; açucares; e tubérculos, como batata, mandioca, etc.) A ingestão de fibras solúveis e fitosteróis também tem papel importante na redução do colesterol total e sua fração LDL colesterol ruim. • Álcool: a ingestão de quantidade moderada a alta de álcool pode aumentar tanto o colesterol quanto os triglicérides, principalmente os últimos. • Atividade física: tem um grande impacto na melhora dos níveis, principalmente, dos triglicérides, mas também tende a aumentar o HDL (colesterol bom) e reduzir o LDL. É recomendada a atividade aeróbica, em treinos de 30 a 60 minutos, de leve a moderada intensidade, num total de 150 a 300 minutos por semana.

82

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

ES_Colesterol 296.indd 82

20/06/17 16:02


FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

19/06/17 15:09


ESPECIAL SAÚDE

COLESTEROL E TRIGLICÉRIDES

INCIDÊNCIA NA POPULAÇÃO • Um a cada 500 habitantes apresentam taxas de colesterol elevadas por fatores genéticos. • 77 milhões de pessoas estão com taxas de colesterol e triglicérides acima da meta. • Em adultos maiores que 20 anos de idade, a incidência é em torno de:

27% +20 anos

31% homens

24% mulheres

PERCEPÇÃO DA DOENÇA

8% crianças

7% adolescentes

• Em adolescentes24% (12 a 19 anos de idade), a mulheres presença de colesterol ou triglicérides é de:

14%

42%

naqueles com peso normal

naqueles com obesidade associada

Fontes: cardiologista do Hospital Santa Paula, Dr. Fabrício Borges; e cardiologista da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, Dr. Firmino Haag

84

O brasileiro tende a ignorar a importância de uma alimentação adequada e seu papel na prevenção de doenças. De acordo com o cardiologista do Hospital e Maternidade São Luiz Anália Franco, Dr. André Feldman, a má alimentação não é a única causa de elevação de colesterol, ela vem associada a um componente genético. Porém, por não levar a sintomas, o seu controle é frequentemente negligenciado pelas pessoas. A população, de uma forma geral, tende a não se preocupar muito com o assunto. Uma vez que a doença é assintomática e que a informação nas mídias digitais, muitas vezes, é equivocada; a conscientização é a maior arma. Além disso, o cardiologista do Hospital Santa Paula pontua que é importante ressaltar que o problema é crônico, relacionado à deposição progressiva de gordura nas artérias e que quanto maior o nível e maior o tempo de exposição, maior a chance de desenvolver sua apresentação clínica, como Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), AVC ou doença vascular periférica. Dados americanos mostram um aumento no número de pacientes tratados, mas ainda em valores muito baixos. Dos pacientes com o diagnóstico, somente 48% recebem tratamento e, de uma forma geral, somente 33% têm suas metas de controle atingidas.

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

ES_Colesterol 296.indd 84

20/06/17 16:03


col0499_AnTradeTotal12_21x28cm4.indd 1

guia.indd 1

6/23/17 12:10 PM

23/06/17 14:56


o que é?

l

C a n i m ita e

V

cia e p s

COMO AGE?

Também conhecida por ácido A vitamina C desempenha ascórbico, a vitamina C é um papel importante na essencial para inúmeras proteção do organismo reações metabólicas e contra infecções, para fortalecer o sistema aumentando a função imunológico. Aliás, estudos bactericida no sangue e apontam que resfriados participando da formação frequentes podem estar de anticorpos que relacionados com a reforçam o sistema imune. deficiência dessa substância. Dessa forma, pode ajudar na prevenção de quadros Ela pode ser encontrada de gripes e resfriados, em frutas, como laranja, elevando a imunidade. gojiberry, acerola, kiwi, Além disso, tem ação goiaba, e verduras, antioxidante, ou seja, como couve e brocólis. combate os radicais Ela melhora o sistema livres que atuam imunológico, a pele, o no envelhecimento humor, evita problemas das células. oftalmológicos e derrames.

86

Vitamina C.indd 86

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Por que suplementar? Quando a alimentação não é suficiente, a reposição de vitamina C pode ser feita via suplementação. Esse tipo de ação é indicado, principalmente, não só para auxiliar no processo de cicatrização, mas também para fortalecer o sistema imunológico. Ela pode ser encontrada no formato efervescente, comprimidos revestidos, cápsulas e balinhas em goma.

IMAGENS: SHUTTERSTOCK

21/06/17 16:31


20,5 cm x 27,5 cm

guia.indd 1

22/06/17 10:34


CATEGORIA

Segurança no dia a dia O MERCADO DE FRALDAS GERIÁTRICAS TRAZ DIVERSAS OPORTUNIDADES PARA O CANAL FARMA. OFERECER PRODUTOS QUE PROPORCIONAM CONFORTO EM MOMENTOS DELICADOS É UM DIFERENCIAL LUCRATIVO POR TATIANA FERRADOR

D

De acordo com dados da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), a incontinência urinária atinge 10 milhões de brasileiros, sendo duas vezes mais comum no sexo feminino, e ainda com maior incidência na população idosa. Essa perda involuntária de urina é um problema comum e, muitas vezes, constrangedor, já que a pessoa não consegue segurar a urina ao fazer esforços, como tossir ou espirrar, e acaba, muitas vezes, isolando-se. As causas mais comuns são pós-operatório, obesidade, genética, envelhecimento, gestação ou até mesmo a prática de esportes. Além disso, pesquisas indicam que em torno de 66% das pessoas que têm incontinência urinária possuem vida ativa. No mercado total, as vendas em valor das fraldas adultas ficaram em R$ 901.246,6, em 2016, com um crescimento de 23%, em relação ao ano anterior, quando registrou R$ 732.555,5. Já no canal farma, a variável positi88

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Categoria Fraldas296.indd 88

va ficou em 25%, passando de R$ 632.700,00, em 2015, para R$ 788.215.3, em 2016. Ao contrário do que acontece com as fraldas infantis cujo principal canal de compra é o supermercado, no caso das fraldas para adultos, a grande concentração de vendas se dá por meio de farmácias e drogarias. De acordo com o diretor de marketing da SCA do Brasil, dona das marcas Biofral e TENA, Agustín Lodoño, o segmento farma corresponde a 80% das vendas e o autosserviço, apenas 20%. “As oportunidades de crescimento são muito grandes na categoria, porém é necessário uma educação no que diz respeito a uma execução adequada em todas as variáveis, como portfólio adequado, margens corretas, visibilidade (espaços e localização dentro da loja) e educação e comunicação que ajude o consumidor no processo da compra”, diz o executivo. As marcas de alto desempenho IMAGEM: SHUTTERSTOCK

20/06/17 16:05


FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

19/06/17 15:02


CATEGORIA

geram muita fidelidade e a ruptura nessa categoria tem um impacto alto nos custos. A SCA se refere à categoria como “Proteção Adulta”, já que além de fraldas, ela também está dividida em absorventes (ou protetores especializados para gotejamentos ou escapes de urina) e produtos tipo roupa íntima. Assim como as mães buscam conforto e segurança nas fraldas infantis, no caso das adultas, a preocupação é ainda maior em busca de uma vida “normal”. Ainda que o fator preço sempre pese na decisão de compra, o que determina a escolha de um produto desse tipo ou não é a proteção contra vazamentos e necessidades de trocas ao longo do dia – itens mais valorizados por seus usuários.

NO PDV O envelhecimento da população brasileira está criando uma oportunidade interessante para o mercado de descartáveis adultos que o autosserviço pode – e deve – aproveitar. O cross-merchandising possui papel relevante no desenvolvimento de algumas subcategorias. Estudos mostram que cerca de nove milhões de brasileiros (75% mulheres) possuem incontinência leve (caracterizada por gotejamentos e pequenos escapes eventuais de urina) e, muitas vezes, elas fazem o uso inadequado de absorventes femininos para menstruação a fim de conter o problema, seja por constrangimento ou mesmo desconhecimento da existência de um produto adequado. “Por esse motivo, a subcategoria de incontinência leve deve possuir dupla exposição: junto aos absorventes femininos (próximos aos noturnos) e, logicamente, dentro da gôndola de Proteção Adulta”, orienta o diretor de marketing da SCA do Brasil. Para a diretora da Connect Shopper e consultora de varejo e shopper marketing, Fátima Merlin, além da definição do sortimento correto que se vai trabalhar, a setorização e exposição dos produtos na gôndola são premissas básicas para engajar e converter o cliente (têm relação direta com o desempenho), e devem seguir a lógica e a hierarquia de decisão dos mesmos (árvore de decisão), para facilitar o processo de escolha e compra. “Vale lembrar que mais de 70% das decisões de compra, de acordo com o Instituto Popai, ocorrem no ponto de venda (PDV), o que ressalta o quanto a exposição e disposição correta dos itens nas gôndolas podem interferir nas vendas e giro”, lembra Fátima. Lodoño endossa, ainda, que existem muitas oportunidades de cross-merchandising para esse mercado, po90

ATRIBUTOS MAIS VALORIZADOS • • • •

Conforto (com formatos variados). Proteção da pele e contra vazamentos. Necessidades de trocas ao longo do dia. Controle de odor da urina.

rém todas devem ter critérios bem definidos para evitar impacto inadequado/negativo. “A sua exposição em categorias, como vitaminas, suplementos para adultos, fixadores de dentadura e suplementos alimentícios, também pode trazer um bom retorno no tíquete médio”, lembra. Para ele, é importante evitar posicionar as fraldas para adultos junto às infantis para não causar constrangimentos aos usuários que também são shoppers.

NOVIDADES NO MERCADO A categoria de Proteção Adulta no Brasil começa a seguir as tendências mundiais e expandir o número de produtos em todas as subcategorias. O objetivo é cobrir todos os segmentos e necessidades de modo a oferecer um portfólio cada vez mais completo. O segmento de roupa íntima, por exemplo, registrou o maior crescimento entre as subcategorias e passou a lançar opções para garantir a maior mobilidade, comodidade, discrição, proteção e segurança. O mesmo ocorreu com os absorventes, que passaram a ser desenvolvidos para conter tanto gotejamentos femininos quanto masculinos. Estes, aliás, são os produtos mais indicados para pessoas ativas e que possuem extrema mobilidade. No tipo fralda, as evoluções não deixam a desejar, já que a indústria investe maciçamente em produtos com mais predicados para conquistar o consumidor, que vão desde maior absorção, fitas reposicionáveis, materiais mais macios e maior securidade. O desenvolvimento da categoria é desafiador, uma vez que é preciso ultrapassar algumas barreiras, como: definir uma localização para categoria nas lojas (evitando estar perto de produtos infantis, fraldas, lenços, etc.); controlar o nível de rupturas para evitar o constrangimento de buscar informação ou compra em outro local/canal; estruturar um planograma segundo as necessidades dos consumidores (árvore de decisão); e oferecer um material educativo que facilite o processo de escolha dos produtos na gôndola.

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Categoria Fraldas296.indd 90

20/06/17 16:06


Bigfral, a marca líder na categoria*

*Fonte: Base Nielsen IndexRetail – Share Index Valor Ano FechadoValor 2016 2.0 *Fonte: BaseRetail Nielsen – Share Ano Fechado 2016 2.0 **Fonte: Base Nielsen Index Retail – VendasIndex Valor Ano Movel Fev 16-17 Ano 2.0 Movel Fev 16-17 2.0 **Fonte: BaseRetail Nielsen – Vendas Valor

de descartáveis adulto, traz uma grande novidade:

a h n e T ua na s a! Lnohja

Te ua na s a! +27% Loj +27%

MOV MOV FEV 16 FEV 16

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70 17-0367_AN_MOVIMENT_GUIA_FARMA_SM_20,5x27,5cm.indd 1

MOV MOV FEV 17

Roupa íntima apresenta o maior crescimento Roupa íntima apresenta da categoria e já é o 2º o maior crescimento segmento mais relevante da categoria e já é o 2º segmento em valor**.mais relevante em valor**.

FEV 17

21/06/17 10/04/2017 18:08:00 12:09


ESPECIAL HOT

Um mundo de sensações MERCADO DE PRESERVATIVOS E GÉIS LUBRIFICANTES APOSTA EM NOVIDADES PARA CONQUISTAR O CONSUMIDOR QUE BUSCA INOVAR NO PRAZER SEXUAL COM PROTEÇÃO POR TATIANA FERRADOR

E

Em 2016, a categoria de preservativos masculinos sofreu uma retração de -8% em comparação ao ano anterior, em unidades vendidas. No entanto, o faturamento cresceu 6%, segundo dados da Nielsen. Ao considerarmos apenas o canal farma, esse crescimento sobe para 8,8%. Segundo o diretor-geral da DKT do Brasil, fabricante da linha Prudence, Daniel Marun, o crescimento é impulsionado especialmente pelo aumento da oferta de produtos com entrega de benefícios ao consumidor, como, por exemplo: mais finos, aromas, texturas, entre outros.

92

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Especial Hot 296.indd 92

“Normalmente, esses produtos possuem valor agregado maior, que ajuda a incrementar o valor de mercado e margem para os lojistas”, lembra. Com uma variedade de cores, texturas, tamanhos e finalidades, o mercado de preservativos segue investindo em novidades para aumentar seu market share. Atualmente, o canal farma é o preferido por 80% dos shoppers para a compra do produto. O preservativo masculino ainda é o método contraceptivo mais natural e eficaz para prevenção de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e gravidez indesejada. “Mais do que um produto de saúde, hoje também é conIMAGENS: SHUTTERSTOCK

20/06/17 16:07


FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

21/06/17 12:11


ESPECIAL HOT

siderado sex toy, pois a variedade de sabores, texturas e sensações ajuda a apimentar as relações, ao mesmo tempo em que aumenta a proteção dos parceiros”, diz Marun.

CANAL FARMA Quando se trata da venda de preservativos, o varejo farmacêutico costuma ser o local em que o shopper se sente mais à vontade para comprar. Segundo Marun, isso ocorre devido a uma série de fatores, entre os quais se destacam o fato de que quase 80% das lojas do canal farma possuem distribuição de preservativos, contra apenas 25,7% do canal alimentar; e ainda por possuírem um mix maior de produtos, oferecendo ao consumidor uma ampla variedade de benefícios. “Vale lembrar que preservativos é uma categoria com alto índice de furto em lojas do canal alimentar e, como medida preventiva, o varejo acaba enclausurando o produto em armários ou ‘caixas antifurto’, o que inibe o consumidor”, pontua. “A compra no canal farma não costuma possuir nenhuma barreira física”, diz. São poucos estudos nesse sentido, mas é notável que cada vez mais o shopper assume o canal farma como destino de compra da categoria de preservativos. Segundo dados da Nielsen, o canal farma vem ampliando sua participação a cada ano. Em 2016, 83,2% do faturamento da categoria veio do canal farma, que cresce ano após ano. Para o diretor da Blau Farma, fabricante do Preserv, Alfredo Maluf, em termos de oportunidades de negócios, o canal farma segue disparado na preferência do consumidor e, consequentemente, na representatividade das vendas. “O maior desafio é criar uma boa logística num país como o Brasil que tem dimensões de um continente, de modo que o produto esteja presente em todos os perfis, tamanhos e localidades, sem rupturas e com um bom sortimento”, acredita. Segundo ele, outro fator importante é investir constantemente em novidades, com produtos diferenciados, como linhas específicas desenvolvidas para usuários com alergia ao látex e para aqueles que buscam itens que aumentem a sensibilidade.

NO PONTO DE VENDA Os preservativos seguem em crescimento na cesta de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (HPC), exigindo alguns cuidados no ponto de venda (PDV), uma vez que é preciso deixá-los à vista e ao mesmo tempo evitar perdas. De acordo com a diretora da Connect Shopper e consultora de varejo e shopper marketing, Fátima Merlin, 94

uma boa saída é posicioná-los em checkouts, pois isto inibe o furto e oferece discrição ao shopper, incentivando a compra por impulso. “Agrupe a sequência de variantes, separando os lubrificados tradicionais dos ‘exóticos’ (aromatizados, com textura, etc.) e invista na exposição em checkouts”, diz. Para Marun, a categoria de preservativos, assim como os produtos relacionados à saúde sexual, merece uma exposição de destaque na área de venda. As oportunidades estão em trabalhar a variedade de mix que a indústria proporciona na área de venda da loja. Geralmente, a categoria tem pouco espaço, mas o consumidor busca o melhor custo-benefício, e é exatamente por esta razão que é necessário espaço na área de vendas para conseguir oferecer vantagens no que diz respeito ao conforto, sensibilidade e diversão. “Com isso, consequentemente, temos uma valorização da gancheira, com produtos com diferenciais de maior valor, que contribuem mais na margem para o varejista e atendem melhor à busca dos consumidores”, finaliza o diretor-geral da DKT do Brasil. O ideal é que a categoria sempre fique exposta próxima à entrada e saída da loja, ou seja, de fácil acesso e visualização. “O shopper desses produtos, em sua maioria, quer liberdade para analisar os benefícios dos itens, muitas vezes sem precisar de auxílio da equipe, já que se tratam de produtos que o consumidor utiliza em sua intimidade, então, se espera que a escolha seja feita de forma tranquila e particular”, explica. “Por esse motivo, as embalagens devem expor os seus benefícios para facilitar o shopper em suas escolhas”, ressalta Marun. Observado o comportamento de compra e com base em pesquisas de opinião, assim como dados de mercado, o executivo da DKT do Brasil explica que o planograma é desenvolvido baseado em benefícios.

ÁRVORE DE DECISÃO • Marca • Tipo • Embalagem • Preço Fontes: Blowtex e Alca

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Especial Hot 296.indd 94

20/06/17 16:07


d or

de fta.

cio

.

Bico for

CAPTURE AQUI E CONHEÇA OS BENEFÍCIOS DE ULTRAFIX

ma

í Evita desperd

ULTRAFIX (creme fixador de dentaduras) MS 80424149001. Produto correlato. Ref.: 1. Relatório final de estudo una 002-15-23.09.15 kosmoscience ciência & tecnologia cosmética Ltda. SAC 0800 11 1559 - www.uniaoquimica.com.br - julho/2017.

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

19/06/17 14:50


ESPECIAL HOT

“Nesse formato, é importante manter o alinhamento por marcas, pois a compra de preservativo está baseada na confiança no produto; já a segunda escolha será o benefício, pois o shopper deseja um produto que traga alguma sensação ou atenda a uma necessidade específica, como de tamanho diferenciado, por exemplo”, diz. “Por esse motivo, classificamos em cinco grupos de benefícios: clássicos, diversão, tamanhos, sensações e texturas”, afirma. O principal desafio é aumentar o número de usuários da categoria e, para isto, tornam-se ainda mais importante as campanhas educativas do governo. É o que diz o sócio proprietário da Alca, fabricante do preservativo Playboy, Gustavo Leiva. “As oportunidades sempre passam por oferecer produtos que trazem segurança no uso, explorando as diversas sensações e com preço acessível”, diz. Ele explica que se trata de um mercado relativamente estável, com picos de vendas no período do verão e de eventos, como o carnaval e o Dia dos Namorados. De um modo geral, entre as novidades mais buscadas pelo shopper, estão as sensações/experiências no uso, sejam elas nos sabores, sensibilidade, uso prolongado ou texturizados, sem abrir mão da qualidade, marca forte, sortimento e preços competitivos.

ACESSÓRIOS CORRELATOS A disposição de itens, como acessórios e géis lubrificantes íntimos, em gôndolas próximas às seções de produtos de higiene pessoal masculina favorece as compras por impulso, assim como acontece com os preservativos. Para a gerente de K-Med, do Grupo Cimed, Priscilla Florêncio, a categoria de géis lubrificantes está cada vez melhor, em crescentes resultados na margem de lucro da empresa. “Nos últimos quatro anos, o mercado cresceu uma média de 10% em unidades, mas ao considerarmos isoladamente a nossa marca, crescemos o dobro no mesmo período, 20%”, diz. Segundo ela, hoje em dia, não existem mais tabus na compra de artifícios que estimulem o conforto e o prazer durante a relação sexual. “Pelo contrário, cada vez mais os casais querem inovar, com novidades que despertem benefícios e sensações tanto para os homens, quanto para as mulheres”, explica. De acordo com a executiva, o shopper ajusta o canal às suas necessidades e exigências. A constatação disso vem por meio do crescimento das categorias de “não medicamentos”, que até pouco tempo eram encontradas em lojas específicas e hoje têm muito espaço nas farmácias. 96

CLASSIFICAÇÃO DOS PRESERVATIVOS • Clássicos: também são chamados de básicos ou tradicionais, são camisinhas com tamanho de 52 mm de diâmetro, feitas de látex natural e lubrificadas. Ou seja, sem cor, sem aroma e sem textura; o preservativo é liso com lados paralelos. São produtos com a melhor relação custo-benefício. • Diversão: os preservativos qualificados com benefício de diversão são aqueles que trazem diferenciais na cor do látex e/ou no lubrificante (sabor e/ou aroma). São preservativos que oferecem diversão e prazer para a relação. • Tamanhos: os preservativos tradicionais têm 52 mm de diâmetro, já os preservativos classificados como ‘tamanhos’ são aqueles que apresentam variações nesta medida, para mais ou para menos. Alguns desses preservativos agregam outros benefícios, como, por exemplo, sabor, sensibilidade, etc. • Sensações: são aqueles com diferenciais nos lubrificantes, que causam efeitos quando em contato com a pele: sensação quente, fria, que retardam ejaculação, entre outros. As sensações são proporcionadas para ele ou para ela, dependendo do benefício do produto. • Texturas: nomeados como texturizados, são aqueles que possuem espessuras diferenciadas, mais fina ou mais grossa. Ou seja, preservativos que proporcionam mais sensibilidade ou diferenciação. As camisinhas com relevos/texturas no próprio látex também estão neste grupo de preservativos e podem contribuir com mais prazer para a mulher. Fonte: DKT do Brasil

O mesmo acontece com lubrificantes, que entram nessa categoria. “Se a perspectiva de crescimento do mercado farma é de 7,8%, o grupo pretende crescer 16% nos próximos cinco anos, com destaque para a linha de géis lubrificantes”, adianta.

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Especial Hot 296.indd 96

20/06/17 16:08


ESTEJA SEMPRE A FRENTE,

PROTEJA SUA SAÚDE. C

M

Y

CM

MY

CY

CMY

K

Vitacin® (ácido ascórbico). MS 1.5423.0045. Indicações: Recomendado como suplemento vitamínico nos casos: pós-cirúrgicos/cicatrizantes, auxílio nas anemias carenciais, dietas restritivas e inadequadas, doenças crônicas/ convalescença, idosos, antioxidante, auxílio do sistema imunológico. Junho/2017.

NÃO USE ESTES MEDICAMENTOS EM CASO DE DOENÇA GRAVE DOS RINS. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

19/06/17 14:49


TREINAMENTO

Inglês para farmacêuticos DUAS RAZÕES PARA FOCAR NO APRENDIZADO DO IDIOMA PARA O ATENDIMENTO EM FARMÁCIAS E DROGARIAS

JULIO CÉSAR F. VIEITAS Gerente acadêmico no Centro Britânico Franquias 98

O

O inglês já não é visto como a língua dos Estados Unidos ou Grã-Bretanha, mas como a língua que unifica todos os países dentro da globalização. Há, atualmente, mais falantes de inglês de nacionalidades diversas (chineses, japoneses, alemães, etc.) que a soma de todas as pessoas nascidas nos países onde o inglês é a língua oficial. Isso significa que as publicações científicas e as descobertas médicas são comunicadas oficialmente em inglês, ou seja, quem estiver interessado em ter acesso ao conhecimento científico deve ter o inglês como segunda língua. O setor farmacêutico é uma das indústrias mais permeadas por inovação e avanços científicos. Consequentemente, para que o profissional tenha acesso a publicações internacionais e possa disseminar conhecimento de ponta para seus clientes finais, precisa minimamente falar um segundo idioma. Mais ainda, é muito comum, no contexto nacional, que o farmacêutico tome decisões sobre quais medicamentos são os ideais de acordo com a descrição dos problemas relatados pelo cliente final, sendo esta situação particularmente típica onde o medicamento em questão não requer uma prescrição médica. Nesses casos, pode tomar suas decisões apoiado em um conhecimento técnico, com pesquisas acadêmicas de ponta, muitas vezes não traduzidas para o português.

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

A_Treinamento 296.indd 98

Outro aspecto que vale ser ressaltado é o número significativo de clientes que o farmacêutico pode passar a ter caso domine o inglês. Em grandes centros, como São Paulo e Rio de Janeiro ou locais com grande atração de turistas, não é incomum a presença de estrangeiros que consomem a mesma gama de produtos que os brasileiros. Medicamentos não são exceção. No caso dos grandes centros urbanos, há ainda os residentes que vêm ao Brasil a trabalho e que, inevitavelmente, criam uma relação de lealdade com os estabelecimentos que usam o inglês como alternativa para a comunicação, uma vez que o português pode não ser uma opção válida ao estrangeiro. Portanto, estamos comentando sobre uma oportunidade de negócios e aumento de lucratividade. Quando levamos em conta que menos de 5% da população brasileira fala inglês (dados do British Council), o farmacêutico que fala inglês facilmente se torna uma exceção junto aos seus concorrentes. Por conseguinte, o profissional tem a ganhar com o domínio da língua inglesa. Senão pelo acréscimo de conhecimento incalculável que o acesso a publicações internacionais lhe trará, ao menos por um grande diferencial frente à concorrência e ao acesso a um nicho de mercado praticamente inexplorado nacionalmente, atendimento bilíngue de qualidade. IMAGEM: DIVULGAÇÃO

20/06/17 16:13


FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

21/06/17 12:27


SEMPRE EM DIA

Cuidado masculino OS HOMENS ENTRAM EM FOCO À MEDIDA QUE BUSCAM SE CUIDAR MAIS. AS MARCAS DESENVOLVEM PRODUTOS ESPECIAIS PARA ESSE PÚBLICO, QUE ESTÁ EM CRESCIMENTO POR LAURA MARTINS

DESODORANTES REPAGINADOS

Dove Men + Care está relançando todo o seu portfólio de antitranspirantes, com novas fórmulas que proporcionam maior cuidado com a pele das axilas e mantêm a proteção antitranspirante por 48 horas. O aerossol regular teve seu desempenho da fragrância melhorado. Serão relançados: Sem Perfume, Invisible Dry, Extra Fresh, Cuidado Total (que se chamava Clean Comfort) e Antibac (que chamava Silver Control). Há, também, o lançamento da linha Elements, com novas variedades: Minerais + Sálvia e Talco Mineral + Sândalo.

SABONETE PARA ELES

Focada nos cuidados masculinos, NIVEA MEN criou o Sabonete 3 em 1, produto multifuncional que oferece cuidados com o corpo, rosto e barbear. São duas versões: Original Protect, para todos os tipos de pele; e Sensitive, indicado para peles mais sensíveis. Formulados com aloe vera e vitamina E, ajudam a prevenir irritações causadas pelo barbear. • www.niveamen.com.br

• www.dove.com 100

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Sempre Em Dia 296.indd 100

IMAGENS: SHUTTERSTOCK/DIVULGAÇÃO

20/06/17 16:14


FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

23/06/17 10:39


SEMPRE EM DIA

VITAMINA C MELHORA A PELE

A Mantecorp Skincare aposta na vitamina C nano-encapsulada em seu gel anti-idade Ivy C®. Sua ação antioxidante combate os radicais livres, reduz rugas e linhas de expressão e uniformiza o tom de pele. Além disso, contém ácido hialurônico, que tem alto poder de hidratação e ultraesferas de retinol, que promovem a renovação celular e estimulam a produção de colágeno. A linha Ivy C® conta, ainda, com o Ivy C® Olhos, anti-idade desenvolvido para combater os sinais de envelhecimento da pele ao redor dos olhos. • www.mantecorpskincare.com.br

PRATICIDADE PARA MÃES E CRIANÇAS

Focada na praticidade, a Lillo apresenta uma evolução em sua categoria de mamadeiras. O novo produto tem frasco mais largo e bico de silicone macio e flexível que ajuda na higienização. A grande novidade está na tampa que possui sistema antivazamento e traz encaixe na parte de baixo da mamadeira, melhorando seu manuseio e transporte e evitando perdas. As cores também foram repaginadas. Além das tradicionais cores rosa e azul, o lançamento também está disponível em branco. • www.lillo.com.br

FIOS CRESPOS E LOIROS

Cabelos crespos e cacheados pedem cuidados especiais, principalmente quando são descoloridos. Pensando nisso, a Salon Line lançou a Maionese Matizadora {A verdadeira matização!}, desenvolvida para definir e nutrir os fios, sem deixar aspecto amarelado. O produto é rico em vitamina A, vitaminas do complexo B e antioxidantes, além de óleo de uva, que proporciona ação umectante, hidratante e emoliente aos fios.

LINHA ESPECIAL PARA GESTANTES

A Mentholatum trouxe ao Brasil a linha Perfecta Mama, composta por sete produtos para as gestantes e mães. São eles: Gel para Higiene Íntima (limpa, hidrata e forma uma barreira natural que protege a área íntima da flora bacteriana, evitando o ressecamento); Creme Anticelulite (auxilia na redução e formação de novas celulites, tonifica e ajuda a modelar o corpo); Creme Firmador (aumenta a hidratação e alivia irritações, melhorando a elasticidade da pele); Creme Firmador Pós-Parto (recupera, tonifica e previne lesões na pele); Creme Facial Fator de Proteção Solar (FPS) 10 (alto poder de hidratação e proteção da pele); Creme Bálsamo para os Seios (hidrata e aumenta a elasticidade da pele dos seios); e Creme Antiestrias (previne o aparecimento de novas estrias e reduz o comprimento, profundidade e visibilidade das já existentes). • www.mentholatum.com.br

• www.salonline.com.br 102

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Sempre Em Dia 296.indd 102

20/06/17 16:15


De que forma sua empresa se comunica com seus clientes? A iDesign tem as melhores soluções para fazer sua empresa vender mais.

Catálogo Impresso e Digital

Tablóide de Ofertas

Criação de Embalagens e Rótulos

Produção Gráfica

Especializada no segmento farmacêutico a mais de 10 anos, a iDesign está preparada para atender Distribuidores e Indústrias de medicamentos e cosméticos, bem como, Redes de Farmácias, em todo território nacional.

www.idesignsc.com Rua João Orlandi Corrêa, 292 | Humaitá de Cima 88708-060 | Tubarão | SC Fone: 48 3628.2357 /idesignsc

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

@idesignsc

M Ú LT I P L A S S O L U Ç Õ E S

21/06/17 12:28


SEMPRE EM DIA

MAIS OPÇÕES DE PROTEÇÃO DIÁRIA

A Monange ampliou sua linha de desodorantes, apresentando o Monange Invisível, que evita manchas e acúmulo de resíduos nas axilas e roupas (brancas, pretas e coloridas), e Monange Sensível, com extrato de algodão, proporcionando cuidado e proteção. Nenhum deles possui álcool em sua composição e nutrem até a segunda camada da pele. Todos os outros desodorantes da marca estão com nova roupagem, com design mais clean. • www.monange.com.br

HIDRATANTES COM ÁGUA TERMAL

A Avène expandiu sua linha de hidratação, lançando a linha TriXera Nutrition. A Loção Corporal é indicada para todos os tipos de pele e possui 66% de água termal. Já o Bálsamo Corporal tem 60% de água termal e é enriquecido com lipídios, sendo formulado para peles secas a muito secas. A água termal é conhecida por ter ação calmante, anti-inflamatória e antioxidante. • www.eau-thermale-avene.com.br

CONTRA O ENVELHECIMENTO

A vitamina C contribui para a formação do colágeno, responsável pela firmeza da pele e suavização das rugas e marcas de expressão. Usando desses benefícios, a RoC® acaba de lançar o RoC® C-SUPÉRIEUR™, que neutraliza os radicais livres que causam o envelhecimento. A mistura com Sérum Concentrado maximiza a absorção da vitamina C pela pele e potencializa seu resultado, garantindo performance superior do produto. O ROC® C-SUPÉRIEUR™ tem textura leve, não oleosa, rápida absorção e é indicado para todos os tipos de pele. • www.jnjbrasil.com.br/roc

PARCERIA SANDY E IMPALA

Pela terceira vez, a cantora Sandy lança uma linha em parceria com a Impala. São seis cores de esmaltes e quatro de batons líquidos com efeito matte. As cores são: Dedilhada (roxo cremoso); Esconderijo (cinza cremoso); Morada (ameixa cremoso); Saudade (rosa-queimado cremoso); Sim (marromacinzentado cremoso); e Segredo (vermelho cremoso). • www.impala.com.br

104

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Sempre Em Dia 296.indd 104

20/06/17 16:15


www.LojaContento.com.br www.LojaContento.com.br

Destaques do mês Destaques do mês

Julho Julho

*Promoção válida de 01 a 31 de Julho de 2017. *Promoção válida de 01 a 31 de Julho de 2017.

Assinatura Anual Guia da Farmácia Assinatura Anual da Farmácia + Lista de Genéricos emGuia Braile + Lista de Genéricos em Braile

,00 534 534,00 compre já!

R$ R$

10x 10x compre já! até

C

até

C M

M Y

12 edições da revista + de Preços de Medicamentos 12Lista edições da revista + Suplementos Especiais Lista de Preços de Medicamentos + Acesso ilimitado ao Guia Digital Suplementos Especiais +1 exemplar da Lista Genéricos Acesso ilimitado aode Guia Digital em Braile + 1 exemplar da Lista de Genéricos em Braile

Y CM

CM MY

MY CY

CY MY

MY K

K

Na compra de qualquer combo ganhe mais um livro grátis!* Na compra Combo Gestãode qualquer combo ganhe Combomais Pele um livro grátis!* Combo Gestão Ferramentas para facilitar e simplificar as

Combo Pele Informações essenciais para orientar o

ações dos farmacistas em drogarias Ferramentas para facilitar e simplificar as ações dos farmacistas em drogarias

cliente sobre essenciais doenças, causas, soluções Informações para orientar o e características dermatológicas cliente sobre doenças, causas, soluções e características dermatológicas de R$ 51,70 de R$ 51,70

,70 74 74,70 compre já!

,00 39 39,00 compre já!

R$ R$

R$ R$

compre já!

compre já!

*Livro escolhido pela Contento *Livro escolhido pela Contento

10% OFF Assinatura Essencial 10% OFF Assinatura Essencial de R$ 78,00 12 edições da revista Essencial! A deda negócios, higiene e 12revista edições revista Essencial! beleza dirigida aos profissionais A revista de negócios, higiene e do varejo beleza dirigida aos profissionais do varejo

,20 70 ,20 70 assine já! de R$ 78,00

R$ R$

desconto desconto

10%% 10

assine já! www.LojaContento.com.br www.LojaContento.com.br

Formas de pagamento:

Segurança:

Formas de pagamento:

Segurança: BOLETO BOLETO

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

21/06/17 13:04


INSTITUCIONAL – ABRADILAN

Sobre a rastreabilidade

www.abradilan.com.br

A ANVISA DESEJA A PARTICIPAÇÃO DE TODO O SEGMENTO, INCLUSIVE POR PORTE DE EMPRESA, PARA TER O MELHOR APROVEITAMENTO NESSA FASE

Q

PO R J O S É C AR LOS N OGUEIR A , A SSESSOR J UR ÍDICO E RELAÇ Õ ES INSTITUC IO NAIS D A AB RAD ILAN

Quando foi editada a Resolução 54, a Associação Brasileira de Distribuição e Logística de Produtos Farmacêuticos (Abradilan) se insurgiu contra o ato normativo porque ali previa que as informações coletadas no Sistema seriam repassadas para um armazenador [que poderia ser consultado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)]; e que, no caso, era a indústria farmacêutica. A questão já estava resolvida desde as discussões na Consulta Pública, retira da indústria essa condição. O que se percebe de comentários sobre a Resolução é a necessidade de se fazer ajustes sobre como os dados serão transmitidos, e isso será feito na fase experimental prevista na regra comentada. Desejável é a participação de todo o segmento, para melhor aproveitamento nessa fase.

Tem-se um prazo de quatro meses para essa fase experimental, a partir da edição da Resolução em causa, quando então haverá a publicação de especificações tecnológicas necessárias à operacionalização do Sistema Nacional de Controle de Medicamentos (SNCM) e que serão publicadas por meio de Instrução Normativa. Depois, tem-se o prazo de até um ano, conforme a Lei 11.903/09, em seu artigo 5, parágrafo único, Inciso I, depois de concluída a regulamentação dos aspectos operacionais do SNCM, para que a indústria, os importadores e os representantes da distribuição e do varejo farmacêutico, escolhidos pelo órgão de vigilância sanitária federal competente, possam, em caráter experimental, receber e transmitir dados referentes a, no mínimo, três lotes de medicamentos que contenham as informações previstas nos incisos I, II, III e

IV do parágrafo primeiro do artigo 3 da lei em questão (vale mencionar que essas regras foram inclusas nessa lei pela outra Lei – a de número 13.410/16). E para que o prazo e os dados sejam cumpridos, será instituído, em Ato Normativo, um comitê. Esse ato normativo está previsto na Resolução 157, em seu artigo 16, que se reporta ao inciso II, do parágrafo único do artigo 5, da Lei 11.903/09. Nesse momento, diz-se que em até oito meses, depois da etapa estabelecida no inciso I mesmo parágrafo único e artigo 5 – será instituído o referido comitê. Acredito que os pontos e prazos mais importantes já estão descritos. Ou seja; deverão ser discutidas as especificações tecnológicas necessárias à operacionalização do SNMC e estas deverão surgir por meio de Instrução Normativa (conforme prevê o artigo 17 da Resolução 157/17).

Inovando para o seu bem-estar.

Indústria Farmacêutica

106

GUIA DA FARMÁCIA JULHO 2017

Institucional Abradillan 296.indd 106

Empresas sócias colaboradoras da Abradilan

20/06/17 16:16


Seu CLIENTE protegido neste inverno!

Nova Embalagem

Solução Oral

Sem Açúcar

Jato contínuo aplicação em 360o

Cápsulas gelatinosas

Óleo de Alho Uso tradicional 2 cápsulas ao dia

Xarope de Guaco Herbarium

Guaco Edulito Herbarium

Rinospray Spray nasal

Para tosse e expectoração

Para tosse e expectoração

Fluidificante

1 Xarope de guaco

Pode ser utilizado por

CFC Free

registrado na ANVISA.

diabéticos

Sem Conservante

o

GUACO EDULITO HERBARIUM, RINOSPRAY E XAROPE DE GUACO HERBARIUM SÃO MEDICAMENTOS. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. . • XAROPE DE GUACO HERBARIUM* - Mikania glomerata 0,5 ml/5 ml. Indicação: Possui ação broncodilatadora e expectorante, o que torna o produto indicado para o tratamento de tosses persistentes e tosses com expectoração. Contraindicações: Gravidez, lactação, diabéticos e crianças menores de 2 anos. MS: 1.1860.0039. • GUACO EDULITO HERBARIUM* - Mikania glomerata 81,5 mg/ml - Solução oral (isento de açúcar). Indicação: Elaborado com o extrato de guaco, auxilia no tratamento de afecções do trato respiratório, como tosses persistentes, tosses com expectoração e rouquidão. Contraindicações: Gravidez, lactação e crianças menores de 2 anos. MS: 1.1860.0078. *Advertências: Pacientes com problemas hepáticos podem apresentar toxicidade com o uso prolongado. Recomenda-se maior critério na administração de guaco em pacientes com quadros respiratórios crônicos não diagnosticados, devendo-se afastar a hipótese de tuberculose e câncer. • ÓLEO DE ALHO - Allium sativum - 45 cápsulas. Na forma de cápsulas proporciona uma administração prática dos óleos voláteis presentes nos bulbos do alho. NÃO CONTÉM GLÚTEN. MS: 4.8697.0017. O Ministério da Saúde adverte: não existem evidências científicas comprovadas de que este alimento previna, trate ou cure doenças. • RINOSPRAY – Solução de cloreto de sódio - estéril 0,9%. Indicação: Fluidificante e descongestionante nasal. Contraindicações: Pacientes com hipersensibilidade aos componentes da fórmula. Advertências: Em bebês, o tempo de administração deve ser curto, de modo a não prejudicar a sua respiração. MEDICAMENTO DE NOTIFICAÇÃO SIMPLIFICADA RDC ANVISA N°199/2006. AFE n° 1.01860.6. Central de Relacionamento Herbarium: 0800 723 8383 • www.herbarium.com.br. ABRIL/2017

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

21/06/17 11:22


Medicamento natural contra o estresse, ansiedade e agitação.

DIFERENCIAIS SEAKALM

BENEFÍCIOS PARA O VAREJO

Fitoterápico mais vendido do Brasil . Líder de categoria1. 1

SEAKALM X MERCADO

EXPOSIÇÃO

Seakalm cresce 6x mais que a categoria de calmantes naturais.

Seakalm 27,85%

Mercado de ansiolíticos naturais em crescimento1. Seakalm é destaque de crescimento no mercado de calmantes naturais. Seakalm oferece um excelente custo/benefício contra seus concorrentes.

Calmantes naturais 4,86% Fonte: IMSH Health PMB YTD 17 X 16 unidades

Siga os passos e organize sua prateleira de calmantes naturais: Passo 1 - ABASTECIMENTO: o estoque de Seakalm deve ser mantido acima do mínimo. Passo 2 - PREÇO: o preço de Seakalm deve estar destacado na gôndola. Passo 3 - EXPOSIÇÃO: Seakalm deve estar bem visível para o seu cliente.

Para não ficar irritado amanhã, abasteça seu estoque hoje. Seakalm

seakalm_natulab

seakalm_natulab

seakalm.com.br

SEAKALM Passiflora incarnata L. - 260mg/com e 90 mg/mL. INDICAÇÕES: Este medicamento é indicado para o tratamento da ansiedade leve, como estados de irritabilidade, agitação nervosa, tratamento de insônia e desordens da ansiedade. APRESENTAÇÕES: Cartucho contendo 20 comprimidos revestidos | Cartucho contendo 100mL - Reg. MS. 1.3841.0039. Seakalm é um medicamento. Durante seu uso, não dirija veículos ou opere máquinas, pois sua agilidade e atenção podem estar prejudicadas. Referência: 1-) IMS Health MAT 2016. Material a ser usado em 2017.

S E P E R S I S T I R E M O S S I N T O M A S , O M É D I C O D E V E R Á S E R C O N S U LTA D O. 0800 730 7370

FECHAR ANÚNCIOS GUIA.indd 70

natulab.com.br

19/06/17 16:38

296 - Julho/2017 - Farmacêutico na mira  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you