Page 1

2ª quinzena de abril e primeira semana de maio de 2017 (dia do trabalhador) Edição coligida

“A notícia como forma de conhecimento” Robert Park

Ano III n° 61

Gustavo Mendanha é eleito por aclamação para Frente Nacional de Prefeitos de Goiás Página 3

Prefeito explica porque escolheu o vereador Arnaldo Leite - Página 5 Povo sendo alimentado pela ilusão do discurso fácil: Doria - Página

Cocô de elefante Página 8

11

Buriti Sereno e Norte Sul receberão duas novas etapas de pavimentação - Página 6

de Aparecida entrega certificado para alunos dos Cursos de Edificações e Técnico em Alimentos - Página 10


editorial

2ª quinzena de abril e primeira semana de maio de 2017 (dia do trabalhador) Edição coligida

2

Um dia a Casa cai

Divulgação

Destaque da Semana Arquivo Pessoal

Emílio, pai de Marcelo Odebrecht esgarça a política brasileira e diz que todos recem no caixa dois. A imagem fala por si. JORNAL QUINZENÁRIO CNPJ 20.555.772/0001-05 Redação - (62) 3248-8238 (62) 8227-4063 www.gazetauniversitaria.jor.br E-mail: gazetauniversitariadegoias@gmail.com Fundador Waldemar Rêgo - editor-geral

C

omo a indecência das coligações partidárias está absolutamente ameaçada, os canalhas agora querem o voto em lista – seja ela qual for – mista ou fechada. O voto proporcional auferido pelas coligações partidárias é uma arma de lesa-pátria que Ulisses Guimarães poderia ter evitado como relator constituinte de 1988, mas não o fez. E porque não fez? Porque isso daria ao PMDB (seu partido) e aos deputados, o poder eterno como se vê hoje. As composições partidárias são feitas de acordo com o interesse de cada cacique político e de seus apaniguados, ou seja, você vota em quem quer, mas elege aquele que não quer; aquele que tem mais dinheiro para gastar em campanha eleitoral; aquele que é o candidato coringa do partido. É assim que funciona. Isto é uma das maiores violências eleitorais já cometida contra qualquer eleitor, um engano intencional que merece ser punido de morte. Com o voto em lista há uma ameaça real de deixar tudo como está – o eleitor idiota e o candidato alienado vão, em parceria, dar continuidade ao processo que hoje vinga no Brasil. O idiota porque continua desconhecendo a engenharia fisiológica do processo eletivo Administração, Redação e Edição Rua Manguari Qd. 21A Lt. 12 Vila Brasília Aparecida de Goiânia-GO Tiragem desta edição 3.000 exemplares

Distribuição Aparecida de Goiânia Grande Goiânia Hidrolândia Senador Canedo Bela Vista Trindade

e o alienado porque acha que tem alguma chance de ganhar, portanto vai o iludido, iludir o eleitor com sua esperança de ganhar as eleições. Hoje, o voto em lista é praticado de forma indireta uma vez que no atual regime, o eleitor escolhe e vota num candidato, mas na verdade elege outro – o mais votado da coligação – é quase a mesma coisa a proposta do voto em lista. A diferença é que o voto em lista é o descaramento abusivo das reais intenções de nossos nobres deputados que não querem largar o osso. Porque eles não querem o voto distrital majoritário? Porque não são bestas. Nesse modelo, ganha quem tem votos por região e não há margem para manobras políticas e isso mudaria radicalmente o processo eleitoral, coisa que eles não querem. Cada distrito ou região teria seu representante. É eleito aquele mais votado. Esse modelo atual ou o voto em lista, só favorece os caciques políticos e escraviza o candidato honesto e idealista, mas sem condições de disputar com quem manda nos partidos. É necessário chamar a atenção aqui para o coronelismo e o caciquismo que sempre existiu em nossa modesta democracia. Essas pessoas sempre influenciaram na formação das chapas colocando-se como exponenciais políticos ao custo de candidaturas sinceras e honestas que jamais tiveram ou terão êxito, exatamente por que são filtradas pela própria lei eleitoral, que permite essa aberração – a de eleger quem tem poder. Por exemplo: o cacique ou o coringa do partido veda qualquer registro de candidatura que ameace seus mandatários. Aqui em Aparecida de Goiânia isso comum – o esvaziamento de partido quando os demais candidatos desconfiam que estejam sendo usados. Mas nem sempre isso é percebido, principalmente pelos candidatos neófitos. Numa situação clara e democrática, em que todos disputam em pé de igualdade, essas figura absconsas da política brasileira jamais teriam coragem de ir aos pleitos eleitorais porque suas verdades são outras, suas demandas não são idealistas como se vê revelado pela Operação Lava Jato. Em um quadro eleitoral onde todos tivessem chances iguais, seria muito arriscado gastar dinheiro numa eleição, por isso não mudam o processo e, se mudar o processo, cai tudo, muda tudo e eles não querem mudanças, tanto que o voto em lista, hoje, é unanimidade entre os políticos, mas somente entre os eleitos. Jornalista responsável: Waldemar Rêgo Jornalista e colaborador desta edição: Waldemar Rêgo Diagramação: Décio Parma *Todas as fotos dessa edição possui caráter de divulgação


Política

2ª quinzena de abril e primeira semana de maio de 2017 (dia do trabalhador) Edição coligida

3

Gustavo Mendanha é eleito por aclamação para Frente Nacional de Prefeitos de Goiás O

Fotos: Rodrigo Estrela

prefeito de Aparecida de Goiânia, Gustavo Mendanha foi empossado na tarde desta quarta-feira (26), como vice-presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) no Estado de Goiás. A assembleia que elegeu a nova diretoria para o biênio 2017 – 2019 foi realizada horas antes, durante o IV Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (IV EMDS) que ocorre em Brasília (DF). O IV EMDS é promovido pela FNP e é realizado no Está-

dio Mané Garrincha. O presidente da Frente é o prefeito de Campinas (SP), Jonas Donizetti (que aparece ao lado do prefeito na foto que ilustra esta matéria). O nome do prefeito de Aparecida, assim como os dos demais que integram a nova diretoria, foi aprovado por aclamação. A posse contou com a presença de centenas de prefeitos – os das capitais marcaram presença maciça –, do ministro Antônio Imbassahy (Governo) e do presidente do Serviço Brasileiro de Apoio às

Sob forte expectativa de que no próximo ranking dos 100 municípios populosos com baixa receita per capita e alta vulnerabilidade socioeconômica (denominado G100) Aparecida de Goiânia esteja fora deste grupo, o prefeito Gustavo Mendanha destacou os pontos fortes da cidade que administra e ressaltou atrativos para novos investidores em painel realizado durante grande encontro da Frente Nacional dos Prefeitos (FNP). Gustavo foi um dos coordenadores da Mesa Redonda intitulada “Projetos e propostas urgentes para os municípios do G100”. Em meio à explanação dos vários indicadores positivos que atestam o desenvolvimento econômico de Aparecida de Goiânia, o prefeito também reforçou a importância daquele debate para troca de experiências e compartilhamento de projetos exitosos que

poderão ser replicados em outros municípios. “Uma de nossas principais obrigações como prefeitos é preparar a nossa cidade para o futuro, sobretudo com investimentos em tecnologia”, destacou ele, quase ao final de sua fala, acompanhado por alguns de seus auxiliares e pelo vice-prefeito Veter Martins, também secretário de Governo. “No atual ranking do G100, Aparecida ocupa a 51ª posição, com receita corrente per capita média de R$ 1.431, conforme dados de 2015. O primeiro lugar é de um município também goiano, Novo Gama (R$ 909). O último lugar, na 100ª posição, é de Ibirité (MG), com receita per capita de R$ 1.663,00”. (sic) Com menções explícitas à gestão do ex-prefeito Maguito Vilela, Gustavo Mendanha citou os feitos da administração passada (2009-2012, 2013-2016) e os investimentos já programados para o

Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), Afif Domingos, entre outras autoridades. “Essa integração que temos hoje (entre os prefeitos) é extremamente positiva, sobretudo para nos inteirarmos de ações e projetos exitosos que são realidade em um município e que podem ser replicados em outros. Como vice-presidente da Frente em Goiás, quero reforçar esta integração ainda mais”, afirmou Gustavo Mendanha minutos após a oficialização do seu nome.

Em Brasília (DF), onde é realizado grande evento da FNP, prefeito de Aparecida foi empossado durante IV Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (IV EMDS)

“Temos a obrigação de preparar nossas cidades para o futuro”, diz Gustavo Mendanha

Prefeito de Aparecida de Goiânia foi um dos coordenadores da Mesa Redonda “Projetos e propostas urgentes para os municípios do G100”, realizada durante encontro da Frente Nacional dos Prefeitos seu mandato, como aumento no número de Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs), apoio institucional e administrativo para a instalação de instituições de ensino superior, a consolidação do trabalho das Unidades Básicas de Saúde (UBS’s) e o foco para que o atendimento seja ainda mais humanizado, e intensificação de obras de infraestrutura, como as de

pavimentação asfáltica. As ações do poder público a fim de atrair empresas e indústrias para a cidade também tiveram destaque. Não à toa, o prefeito citou o aumento considerável do Produto Interno Bruno (PIB) de Aparecida, que saltou de R$ 5 bilhões em 2009 para quase R$ 12 bilhões em 2014. “Sediamos o maior parque industrial

da Região Metropolitana de Goiânia e temos cinco polos industriais”, exemplificou Gustavo Mendanha. A Mesa Redonda contou ainda com prefeitos do Espírito Santo, São Paulo, Paraná e Pernambuco, entre outros. “Estar no G100 nos obriga, de certa forma, a ter uma visão mais proativa e uma gestão ainda mais dinâmica. Porque temos que ‘correr atrás’ para

fazermos o melhor em prol de nossa gente”, avaliou Gustavo Mendanha. “Em contrapartida, também tivemos acesso a determinados recursos liberados pelo governo federal, por meio de seus ministérios, que eram especialmente destinados àqueles que estavam no G100”, acrescentou. “Este é um grupo no qual ninguém quer ficar nos primeiros lugares. Todo mundo quer é sair”, disse, em tom bem humorado, o prefeito de Cáceres (MT), Francis Maris Cruz. Era o gancho que o prefeito de Aparecida precisava para relembrar o quanto o município que administra foi, por consecutivos anos, “discriminada”, vista como mera “cidade dormitório” e citada até como a “Baixada Fluminense de Goiás”. “Os convido não apenas a visitar Aparecida de Goiânia. Quero que vocês invistam em Aparecida”, encerrou o prefeito, bastante aplaudido. Texto: Thiago Marques


2ª quinzena de abril e primeira semana de maio de 2017 (dia do trabalhador) Edição coligida

pOLÍICA

4

Gustavo empossa Arnaldo Leite como secretário de Mobilidade e Defesa Social O Divulgação

prefeito Gustavo Mendanha empossou na tarde desta quinta-feira, 20, o novo secretário de Mobilidade e Defesa Social, Arnaldo Leite. O vereador assume a pasta no lugar do tenente coronel Eder Fernandes que solicitou da desligamento o órgão alegando motivos pessoais. Gustavo ressaltou a importância da secretaria para garantir a segurança dos prédios e parques públicos e também manifestou a confiança que deposita no novo secretário. “Destaco aqui a o extraordinário trabalho executado pelo ex-secretário, o coronel Éder Fernandes, que mesmo ficando pouco tempo no cargo conseguiu desempenhar sua função com primazia, sendo dinâmico e participativo e recebo de braços abertos, na minha equipe, o vereador Arnaldo Leite, que sei que dará sequência ao trabalho até aqui exercido e também imprimirá seu ritmo, pois sempre foi preocupado com as questões de segurança e trânsito enquanto esteve na Câmara”, salientou o prefeito. A Secretaria de Mobilidade e Defesa Social, além de outras atribuições, é a responsável pela formulação de uma política de cooperação e integração na área de segurança pública no âmbito municipal; exercer vigilância estritamente sobre os bens públicos municipais com vistas à preservação do patrimônio e também exerce rondas normais para a fiscalização de espaços vazios (lotes), agindo prontamente

para evitar invasões ou impedir as iniciativas, especialmente de áreas verdes, reservas técnicas e áreas de preservação ambiental. Também faz parte de suas atribuições planejar, projetar, regulamentar e operar o trânsito de veículos, de pedestres e de animais além de promover o desenvolvimento da circulação e da segurança dos ciclistas; implantar, manter e operar o sistema de sinalização e equipamentos de controle viário; fiscalizar o trânsito, autuando e aplicando medidas administrativas cabíveis por infrações previstas no Código de Trânsito Brasileiro no exercício regular do poder de polícia de trânsito. Já empossado, o secretário Arnaldo Leite espera dar continuidade ao trabalho iniciado por Eder Fernandes e implantar novos projetos para promover a segurança dos prédios públicos e também dos moradores de Aparecida. “Darei sequência no trabalho e buscarei a união da GCM e também da SMTA para trabalhar de forma integrada, com diálogo e assim será fácil conquistar o objetivo, qual seja garantir a segurança nos prédios públicos e do trânsito na cidade”, sublinhou o novo secretário destacando os eventos festivos como aniversário da cidade e jogo da Aparecidense além da melhoria da segurança nas escolas como foco principal.

esse problema.

Recém-empossado, Arnaldo Leite recebe os cumprimentos do prefeito Gustavo Mendanha Perfil - Arnaldo Leite tem 48 anos e é casado com Lucivone de Souza Silva, com quem tem duas filhas, Jessica Aline Leite de Souza e Ariane Leite de Souza. Natural de Jaraguá é cabo reformado da Polícia Militar de Goiás e conclui neste ano o curso de Direito na Faculdade Unifan em Aparecida. O secretário iniciou sua vida política em 2012 quando foi eleito vereador pelo município sendo reeleito em 2016 para seu segundo mandato do qual se licencia para assumir a Secretaria de Mobilidade e Defesa Social de Aparecida de Goiânia. Presenças – Participaram da posse do novo secretário de Mobilidade e Defesa Social o presidente da Câmara Vilmar Mariano, secretários, vereadores, servidores da secretaria executiva de trânsito, Guardas Civis, familiares e amigos do secretário Arnaldo Leite e Eliézer Guimarães, que assumirá a cadeira deixada por Arnaldo no Legislativo.

Reconhecido por ser um conciliador, vereador assume secretária

ENTREVISTA

Arnaldo Leite Então Arnaldo, e esse novo desafio? Recebemos com muito entusiasmo, com muita vontade, com muita determinação de poder fazer, assim como fizemos como vereador: dar a nossa contribuição ao município e ao prefeito Gustavo Mendanha. Nossa intenção é auxiliá-lo na administração. A guarda enfrenta varias dificuldades, inclusive a contratação dos cadetes que fizeram piquete na porta da prefeitura.

Como o senhor resolverá essas questões? Na verdade para essa situação, o próprio prefeito Gustavo já vem buscando a solução, inclusive envolvendo o Ministério Público (MP) e a Justiça para equacionar a situação. De minha parte estou aqui para ser o elo, o canal de ligação entre as partes para podermos equacionar esses problemas. Naturalmente nós precisamos resolver essa questão, mas acredito que o prefeito, com vontade e disposição, deverá resolver

O senhor vem pra resolver? Eu venho pra somar. Eu acho que essa palavra resolver.... A Guarda é uma área muito dinâmica, sabemos que a cidade é muito grande e hoje quando se fala em segurança, e nesse sentido eu diria que nós viemos mais para dar nossa contribuição no sentido de mitigar os problema e naturalmente trazer um pouco daquilo que nós conhecemos e temos como experiência para agregar no combate à violência. Como responsável pela guarda o senhor pretende colocar os guardas para proteger as escolas haja vista que elas têm sido assaltadas constantemente? Naturalmente que isso será inicialmente debatido junto com o prefeito e outras medidas serão tomadas para intensificar a vigilância, como por exemplo fazer levantamentos sobre as manchas criminais, onde há uma incidência maior, isso até que nós possamos resolver. Mas a princípio precisamos analisar o efetivo e verificar quais são as condições que nós temos para, até mesmo, colocar um guarda em cada escola. É uma situação em que há muitas escolas e agora nós estamos tomando pé da situação, então, naturalmente, vamos analisar tudo para depois tomarmos uma posição.


pOLÍTICA

2ª quinzena de abril e primeira semana de maio de 2017 (dia do trabalhador) Edição coligida

Gustavo Mendanha explica porque escolheu o vereador Arnaldo Leite ENTREVISTA Gustavo Mendanha Com a nova direção na Guarda Civil Municipal - Guarda que tem enfrentado algumas dificuldade - qual deverá ser o perfil dessa nova gestão? Não é só a Guarda, é Secretaria de Mobilidade e Defesa Social. O Arnaldo é uma pessoa que tem conhecimento,

tem capacidade. Temos vários problemas na ordem da segurança, na ordem do trânsito e escolhi ele justamente por uma questão técnica, ele atende também os critérios políticos, é vereador, conciliador. Então eu acredito que, junto com toda a corporação e equipe técnica, ele vai fazer um grande trabalho.

O senhor julga ser possível colocar os guardas nas escolas nesse momento? É importante, já é uma função deles. Claro, que pelo efetivo que nós temos - são vários prédios públicos e muitas vezes se um guarda tem algum problema de saúde por exemplo, ou falta por algum motivoisso afeta nosso quan-

5

titativo, mas estaremos ampliando agora esse quantitativo. Estaremos chamando agora mais 23 guardas e espero que possamos cobrir todas as escolas da rede municipal. Serão aqueles que fizeram piquete na porta da prefeitura? Serão os que passaram no concurso (risos).

Ministro da Saúde afirma que é prioridade equipar Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia A liberação de recursos do governo federal por meio do Ministério da Saúde para compra de equipamentos que serão destinados ao Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia é prioridade dentro do Orçamento da União para este ano de 2017, informou, nesta quarta-feira (26), ao prefeito Gustavo Mendanha e ao secretário municipal de Saúde, Edgar Tolini, o secretário de Atenção à Saúde da Pasta, Francisco de Assis Figueiredo. A prefeitura pleiteia cerca de R$ 38 milhões em investimentos federais para que as portas da unidade sejam abertas e para que possa ser disponibilizado gradativamente os leitos do hospital, inclusive os de UTIs. Francisco Figueiredo também garantiu que, neste mês de maio, irá à Apare-

Divulgação

Prefeito Gustavo Mendanha e secretário Edgar Tolini estiveram com secretário de Atenção à Saúde nesta quarta-feira (26), em Brasília.

cida para conhecer as instalações do novo Hospital Municipal. “Sei bem da importância de uma obra como esta. Repito: equipar esta unidade é priori-

dade para o ministro Ricardo Barros”, ressaltou. O hospital localiza-se à Avenida V-5, áreas 01 a 04, no setor Cidade Vera Cruz, e sua edificação foi or-

çada em aproximadamente R$ 64 milhões. Em meio aos compromissos do IV Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável (IV EMDS)

- realizado pela Frente Nacional dos Prefeitos (FNP) em Brasília (DF) -, Gustavo esteve no ministério para reunião de trabalho que contou ainda com a presença

do diretor do Departamento de Atenção Especializada e Temática da Secretaria de Atenção à Saúde, Fernando Machado, entre outros técnicos. Pela prefeitura também estavam Valéria Pettersen (Projetos e Captação de Recursos), Veter Martins (vice-prefeito e secretário de Governo) e Mayara Mendanha (primeira-dama e titular da Assistência Social). “O Hospital Municipal é a maior obra pública deste porte localizado na região Centro-Oeste”, disse Edgar Tolini. “A população de Aparecida merece um investimento como este”, destacou o prefeito. A unidade tem cerca de 21 mil metros quadrados e 220 leitos (entre clínicos, cirúrgicos, pediátricos, de UTIs, de recuperação anestésica e de reanimação e observação).


Política

2ª quinzena de abril e primeira semana de maio de 2017 (dia do trabalhador) Edição coligida

6

Prefeito e líderes de associações de bairros fazem reunião de trabalho

Líderes do Camap se reunem com prefeito Gustavo Mendanha

Líderes do Conselho das Associações de Moradores de Aparecida de Goiânia (Camap) foram recebidos nesta segunda-feira (24), pelo prefeito Gustavo Mendanha. No gabinete tiveram o que todos definiram como “reunião de trabalho”. “Apresentamos nossas demandas, ouvimos do prefeito detalhes de seus projetos a curto, médio e longo prazo e ao mesmo tempo, fortalecemos o nosso canal de

diálogo com o poder público”, explicou o responsável pela diretoria financeira da entidade. O Camap foi representado pelo presidente Claudiomir Gomes, entre tantos outros líderes de associações das mais diversas regiões da cidade. Na pauta de reivindicações detalhada ao prefeito, duas em especial: a construção de um Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) no Setor

Independência Mansões e a cessão de uma área para a associação na mesma região. Gustavo Mendanha assegurou que o diálogo com representantes do movimento comunitário será permanente e reiterou que seus auxiliares foram todos orientados a dar toda atenção necessária ao segmento. E agradeceu a visita institucional dos líderes de associações de bairros de Aparecida.

cIDADES

Buriti Sereno e Norte Sul receberão duas novas etapas de pavimentação Dando prosseguimento a meta de universalização da pavimentação no município de Aparecida, o prefeito Gustavo Mendanha assinará na próxima terça-feira (02) uma Ordem de Serviço autorizando o início das obras de pavimentação de duas novas etapas nos setores Jardim Buriti Sereno e Residencial Norte Sul. O total do investimento será de R$ 14.151.754,00, provenientes do Tesouro Municipal. O secretário de Infraestrutura, Mário Vilela, explica que também serão construídas as redes de galerias dos dois bairros, tudo com máquinas e pessoal próprios. “Ao todo serão asfaltados 99 mil metros quadrados no Buriti Sereno e 26 mil metros quadrados no Residencial Norte Sul.

Também estamos construindo 5,8 mil metros lineares de galerias pluviais” - pontua. O secretário ainda disse que também serão construídas as redes de galerias dos dois bairros, tudo com máquinas e pessoal próprios. “Ao todo serão asfaltados 99 mil metros quadrados no Buriti Sereno e 26 mil metros quadrados no Residencial Norte-Sul. Também estamos construindo 5,8 mil metros lineares de galerias pluviais” - pontuou. O Jardim Buriti Sereno; que é o maior bairro de aparecida e um dos maiores do país, será o primeiro do município a ser beneficiado pelo Programa Asfalto Para Todos 2017. A lista completa dos bairros contemplados nesta primeira etapa será anunciada pelo prefeito

Gustavo Mendanha durante o lançamento. Mário Vilela lembra que a Seinfra já pavimentou cerca de 65 mil metros quadrados de vias do bairro na última gestão. “Hoje já é um bairro completamente diferente. Na última gestão fizemos muito, mas nestas duas etapas faremos praticamente o dobro do que já havíamos feito”. Segundo Francisco Pereira Silva, que mora há 23 anos no bairro, todos ficam muito contentes cada vez que os tratores chegam em uma rua levantando poeira. “Chega de sofrimento nos dias de chuva. Chega de crianças doentes por causa da poeira. O asfalto vai trazer dignidade pra a gente” - conta o morador. Ainda segundo Mário Vilela, a ideia de pavimentar todos

Secretário Mario Vilela anuncia retomada do asfaltamento em Aparecida de Goiânia os bairros não tem a ver apenas com Mobilidade Urbana. Universalizar a pavimentação propicia maior conforto

e segurança aos pedestres e motoristas e além disso bairros asfaltados também proporcionam maior

agilidade a todos os outros serviços públicos prestados à população” - completa o secretário.


2ª quinzena de abril e primeira semana de maio de 2017 (dia do trabalhador) Edição coligida

Notas

Reforma da previdência

7

Cobrança Gustavo Mendanha já deu recado: quer agilidade de seus colaboradores. O prefeito tem cobrado rapidez de seus secretários, que nos bastidores, reclamam de alguns “travamentos.” Segundo alguns, a roda de baixo está emperrada.

Sem função Secretários Executivos podem passar pela faca se não atuarem de forma convincente, cumprindo, inclusive, horários determinados.

Marlúcio

O Brasil tem 2,3 milhões de servidores públicos e, em média, 87 milhões de pessoas empregadas - número variável de acordo com demissões e contratações. De um total de 100% de pessoas que contribuem para a previdência, 86% são de trabalhadores da iniciativa privada, mas que recebem apenas 62% do bolo previdenciário. Os 38% restantes do bolo é que vai para os servidores públicos. Uma pergunta: porque ninguém comenta sobre isso na reforma da previdência? Na verdade o Brasil é um país de privilégios.

Filtragem absoluta

Com filtro absoluto e poder de veto, ele não deixa passar nada na Secretaria de Transparência, Fiscalização e Controle. O preço é o desgaste político pelo que vem passando o secretário. Trovoadas a parte, o secretário só cumpre ordens.

O deputado Marlúcio Pereira (PSB) anda fazendo beicinho. Disse via imprensa que Gustavo ainda não o havia convidado para uma visitinha ao Paço. Educado, o vice-prefeito Veter Martins respondeu: Gustavo está sem tempo, mas é só marcar, as portas estão abertas. Será que o deputado quer tapete vermelho?

Fermento da Lava Jato

Com crescimento fermentado pelas delações da Operação Lava Jato que recaíram sobre possíveis candidatos ao governo de Goiás, Ronaldo Caiado passa a ser o nome das oposições no Estado. Vamos ver o quanto dura sua ilibada reputação política, se passar ileso ele será “Ô Cara.”

SMS espera recolher 25 mil pneus durante ação de recolhimento desta semana

Pneus, foco de larvas eles entram nas prioridades do combate ao mosquito aedes aegypti

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Coordenação de Vigilância em Saúde Ambiental, realiza a partir desta segunda-feira, 24, ação de recolhimento de pneus. A ação acontecerá em todo município com o objetivo de recolher o maior número do material nas ruas, lotes baldios e ilhas, evitando que se tornem criadouro do mosquito Aedes aegypti, principalmente nesta época do ano, durante o período chuvoso. A expectativa é recolher cerca de 25 mil pneus.

A coleta de pneus se estendeu até terça-feira, 25, com concentração dos agentes às 8 horas, no Centro de Cultura e Lazer José Barroso. De acordo com o coordenador de Vigilância em Saúde Ambiental, Iron Pereira, os lotes baldios e as borracharias são os campeões de acúmulo de pneus. “Sabemos que a frota de veículos na cidade e região é grande e se renova o tempo todo, portanto, sempre haverá acúmulo de pneus velhos, isso é natural. A questão é como e onde

esses pneus estão sendo descartados. A conscientização da população, evitando o acúmulo desses objetos sem necessidade, é muito importante no combate ao mosquito Aedes aegypti”, frisou. Todos os pneus recolhidos pelas equipes da Vigilância serão encaminhados para o Centro de Cultura e Lazer José Barroso e posteriormente levados para a empresa de Reverso Reciclagem de Pneus Ltda. Ao todo, 60 servidores participarão da coleta e manejo dos pneus.


Cocô de elefante a Globo. Quem me garante que não houve um pacto entre os delatores da Odebrecht para ferrar com todo mundo e com isso limpar a barra de cada um? Um combinado. Será que não houve um acordo entre os diretores das Operações Estruturadas dessa empresa para livramento de todos acusando todo mundo? Será que não houve um pacto entre eles lá atrás, quando o assunto ainda era dormente na imprensa e na justiça como plano e rota de escape do tipo: se der merda - como vai dar mesmo um dia - a gente faz assim e assado e pega uma pena mais leve. Antes de tudo quero responder a uma pergunta: por que cocô de elefante? Porque tudo isso é uma monte de bosta. A essa al-

Waldemar rêgo

D

ia desses a Rede Globo começou o Jornal Nacional a 8:00 em ponto para mostrar o cocô de elefante. A fedentina exalou por 1:30 sem dar descanso. A justiça tinha que ser feita, o Brasil tinha que ir ao vômito, o povo tinha que ser “esclarecido” por isso fizeram uma edição especial. Viva

Artigo

tura das delações, em um país civilizado, essa empresa já teria recebido uma intervenção federal, mas como aqui é o cu do mundo, o poder paralelo das empreiteiras permanece e permanecerá. Como sou adepto da semiótica, do simbolismo, da metáfora, do apotegma, do exemplo, até mesmo da parábola, o paquiderme aqui empanado pela ironia, possui a cara e o jeito do país. O Brasil só se explica pela metafísica surrealista de um quadro de Dali. Não há como desenhar o Brasil de forma compreensível para leigos – é bonito, lindo, mas incompreensível, assim como a Tentação de Santo Antão – um tríptico medieval de Bosch reinterpretado pelo pintor espanhol. O Brasil, como diria certo escritor português, é o cu

do mundo. (Gil Vicente – ele não o disse, mas se vivo, hoje, o diria. Recomendo o Alto da Barca do Inferno). Mas o desbocado Caetano na sua fleuma poética assim nos supre de tão vasta ausência: A mais triste nação/Na época mais podre/ Compõe-se de possíveis/ Grupos de linchadores. Cá estamos nós, repletos de exames. O Cu do Mundo é uma paródia moral brasileira de como não ser. Para entender nossa desgraça é preciso reconhecer que somos um continente católico, perturbado pela quimera sociológica de povos em desuso, nossa moral é uma transubstanciação que flana entre o gasoso e o etéreo, mas com raiz telúrica – ou seja, temos um pé na cozinha. Não nascemos para a nobreza dos sarais da corte. Lá, no máximo

2ª quinzena de abril e primeira semana de maio de 2017 (dia do trabalhador) Edição coligida

8

A tentação de Santo Antão de Salvador Dali servimos em bandejas, o champagne para a nobreza, ou senão, conduzimos um cabriolet furtivo para a finalidade do adultério. Nem sei por que tantos regougues, me cai melhor a teoria dos três macacos porque amanhã acordaremos de novo e tudo se nos retorna à

intermitência de nossa sina. Não acredito na justiça maquiavélica de Moro porque ela fere a alma brasileira em sua mais alta acepção, a de eleitor canalha. Waldemar Rêgo é jornalista e escritor waldemarregojr@gmail.com

Educação

Vereador quer explicação sobre violência contra servidores Divulgação

Vereadores querem que Câmara convoque prefeito, secretário e chefe da Guarda

Violência da Guarda Municipal de Goiânia causa revolta na população e repercute mal na Câmara. Responsáveis podem ser denunciados

R

equerimento de iniciativa de Elias Vaz (PSB), assinado por treze vereadores, pede a convocação do prefeito Iris Rezende, do secretário

Municipal de Educação, Marcelo Ferreira da Costa, e do comandante da Guarda Civil Metropolitana, José Eulálio Vieira. Eles cobram explicações sobre a retira-

da violenta, com balas de borracha e bombas de efeito moral, ontem à noite, dos servidores que ocuparam o prédio da Secretaria Municipal de Educação.

“Não podemos aceitar essa postura. Há mais de um mês, apresentei requerimento pedindo à prefeitura que dialogasse com os servidores. A única resposta foi a violência. A Casa não pode ficar omissa diante de um absurdo como esse. O prefeito gosta de dizer que ele centraliza todas as decisões. Então foi ele quem determinou essa ação. Queremos ouvi-lo e também o secretário e o responsável pela Guarda”, afirma Elias Vaz. Vários trabalhadores ficaram feridos e a Guarda Civil Metropolitana levou nove pessoas para a Central de Flagrantes da Polícia Civil. Servidores

relataram agressões mesmo sem nenhuma reação. Uma professora detida disse à imprensa que a Guarda “já entrou com bombas e pediu para a gente deitar. Apanhei deitada”. O vice-presidente da Comissão de Direitos Humanos da OAB –GO, André Carneiro, informou para uma emissora de TV que a Guarda Civil impediu a entrada dele no prédio para ajudar nas negociações e disse que não foi apresentada ordem de reintegração de posse. Elias Vaz reforça que as reivindicações dos servidores são legítimas. Cita como exemplo a reposição salarial. “A data-base deles é em janeiro. Estamos em abril e até hoje

o prefeito não enviou o projeto para a Câmara. Já fizemos questionamento formal sobre isso e o prefeito não se posicionou”. O vereador lembra que a Câmara Municipal já foi ocupada duas vezes pelos servidores da Educação e nunca foram tratados de forma truculenta. “Da última vez, inclusive, o presidente na época, Clécio Alves, tinha documento judicial de reintegração de posse e preferiu o caminho do diálogo. Deveria ser o mesmo caminho escolhido pela prefeitura, que optou por cometer ilegalidade e criminalizar os trabalhadores”.


Cidades

2ª quinzena de abril e primeira semana de maio de 2017 (dia do trabalhador) Edição coligida

9

Polícia Civil prende travesti por morte de traficante após briga em bar, em Goiânia

Vítima teria se recusado a vender drogas e a manter relações sexuais com a suspeita

A

Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH), prendeu na segunda-feira (24/04), a travesti Michele Brasil, de 26 anos, suspeita de matar um traficante de drogas no Bairro São Francisco, em Goiânia, na última sextafeira (21). De acordo com as investigações, o crime foi cometido porque o homem não tinha drogas para vender no momento e também se recusou a manter relações sexuais

com ela. A vítima era um traficante de pequeno porte e ainda não foi identificado porque não portava nenhum documento. Testemunhas afirmaram que ele era do Maranhão. Segundo a polícia, ele estava acompanhado por algumas prostitutas na mesa do bar. Insatisfeita com a negativa, Michele ofereceu R$ 50 para fazer sexo oral na vítima. Os dois se desentenderam e, instantes depois, a travesti voltou ao

Artigo

É

atualíssimo o milenar ensinamento do “conheça-te a ti mesmo.” Uma rápida reflexão em torno desta assertiva traz a lume o compromisso individual e indelegável de cada um para com a sua própria realidade existencial. De repente vindos de outras paragens nos apercebemos aqui ancorados no palco da vida física onde as coisas realmente acontecem. A primeira preocupação de cada ser antes mesmo de se despertar

para a sua própria realidade existencial é a luta pela sobrevivência. Emergindo de sua intimidade uma indagação resplende em sua tela mental: De onde venho, quem sou, o que estou fazendo aqui e para onde deverei ir. O questionamento demonstra ser inato à criatura humana o desejo de ser feliz e o ego o impulsiona a buscar a oportunidade de sê-lo. A veneranda Joana de Angelis diz que “o Ego prefere o mergulho nas sensações do poder, do gozar, do tocar e do sentir. O Self anela pelo vivenciar e ser”. A renomada autora espiritual cuja mensagem veio a lume pela abençoada mediunidade de Divaldo Franco leciona em sua obra Psicologia da Gratidão que, “uma perfeita identidade na fusão equilibrada do eixo ego-self, dá-se conta de que viver é experienciar gratidão por tudo quanto lhe sucede e

local armada com uma faca e o golpeou duas vezes nas costas e uma na cabeça. Após o crime, Michele fugiu para Trindade, onde ficou escondida por dois dias, mas acabou detida em Goiânia. “Ela estava em um sobrado utilizado para moradia de travestis. A avistamos na sacada e, ao ser presa, acabou confessando o crime”, explicou o delegado Thiago Martimiano. Michele já havia sido presa durante a Operação

Jota Eurípedes

Divas, deflagrada no ano passado, que investigava homicídios e exploração da prostituição na região do Terminal Padre Pelágio. Ela responde por homicídio e organização criminosa e estava em liberdade provisória desde janeiro deste ano. Agora, será indiciada por homicídio qualificado. Durante as buscas por Michele, a Polícia Civil também prendeu Kellyta Maya, pelo homicídio de outro travesti – conhecido como Agatha -, em julho de 2016. Para o delegado Thiago Martimiano, o crime foi

Michele (de costas) responde por outro homicídio e já havia sido presa durante a Operação Divas, deflagrada no ano passado e Kellyta Maya, acusada pelo homicídio de outro travesti cometido pela disputa do controle de prostituição na região. Segundo ele,

Michele também pode ter participado deste crime. Fonte: SESP-GO.

Uma viagem em busca do eu de dentro tem oportunidade de vivenciar.” Sejamos gratos por tudo. Para aqueles que ainda não sabem de onde vieram quem são o que fazem aqui e para onde desejam ir, qualquer caminho serve para conduzi-los à senda de sua trajetória rumo ao desconhecido. Se ainda não foram agraciados com o despertar da própria consciência encontramse fragilizados e impossibilitados de empreender viagem em torno de sua própria intimidade laborando em busca do autoconhecimento. A viagem pelos recônditos da interioridade onde a sombra também estagia será menos penosa para aquele que já procura entender o significado de sua realidade existencial. Ele traz consigo a consciência do dever indeclinável de aprender a conviver com as hostilidades e as-

perezas que ornamentam o cenário nem sempre tenebroso da abençoada nave planetária. Embora tenha como características principais a violência, as contradições, as incoerências e os paradoxos o orbe que nos acolhe com tanto carinho se nos apresenta como uma escola de amor, um educandário de luz e a universidade de nossas almas. E na linha desde raciocínio nos apercebemos artífices da construção de uma nova era impulsionados a deixar a plateia onde aguardávamos a vida passar e assumimos o papel de protagonistas, atores principais na construção da história da vida humana. Em nosso íntimo perdura o desejo de ser feliz e a intenção de buscar a felicidade relativa que o orbe pode nos proporcionar. Vibrando em outra sintonia Jung o renoma-

do filósofo suíço comparece para asseverar que “a finalidade da vida não é a aquisição da felicidade, mas a busca de sentido, de significado.” Ressuma deste entendimento que a felicidade conforme vulgarmente se pensa seria a conquista da alegria, do júbilo, do êxito diante de alguns empreendimentos, a viagem ao país dos sorrisos. E se ainda não nos conhecemos a ponto de encontrar êxito nas relações intrapessoais refugiemos na humildade em busca de um debate recheado com os condimentos da fraternidade universal que um dia dominará o mundo. O nosso é o compromisso de arrefecer a impulsividade interna e evitar a disputa entre os egos que desejam transformar o luminoso cenário do palco da vida em um espetáculo de esgrima mental de consequências imprevisíveis.

Vivenciamos o tempo em o tempo vai mudar o tempo e ninguém pode deter o carro do progresso. Busquemos refúgio na paciência, na tolerância e na resignação. Ao final chegaremos ao término de uma bem sucedida viagem mourejando pelos inóspitos caminhos da própria interioridade conscientes de que a mente é força criadora de onde emerge a energia transformadora do ser E assim anelemos pela urdidura de um tranquilo cenário de esperança e harmonia no coração da humanidade. Mergulhemos todos neste imenso e remansoso oceano de paz deixando-nos envolver pelas blandícias da magistral energia cósmica universal do Supremo Criador do Universo. IRANI INÁCIO DE LIMA Presidente da Associação Jurídico Espírita de Goiás.


10

2ª quinzena de abril e primeira semana de maio de 2017 (dia do trabalhador) Edição coligida

Informe

Sesi-Senai de Aparecida entrega certificado para alunos dos Cursos de Edificações e Técnico em Alimentos O Sesi Senai (Sistema Federação das Indústrias do Estado de Góias(FIEG), realizou na noite de quarta-feira - 19 a entrega dos certificados aos concluintes dos cursos técnicos de qualificação profissional em parceria com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técinco e Emprego (Pronatec), ministrados pela unidade integrada Sesi-Senai de Aparecida de Goiânia. Compuseram a mesa diretiva do evento o diretor da unidade integrada SesiSenai de Aparecida, Adair Prateado Junior; a Diretora de Educação e Tecnologia do Sesi-Senai Goiás professora Ivone Moreyra; o Secretário do Trabalho e Emprego Adriano Montovani de Aparecida acompanhando de sua esposa e ex-secretária do Trabalho e Emprego, Daniela Montovani e a Supervisora de Educação e Tecnologia Aliana Dias Calaça.

O projeto visa contribuir com o desenvolvimento sócio economico da região por meio da capacitação da população local. O Senai, que tem acompanhando a procura por profissionais pelo segmento industrial em Aparecida de Goiânia e por mão de obra especializada, capacita profissionais além de buscar permanetemente recursos para melhoria do ensino profissionalizante para essas mesmas industrias. O Diretor da unidade de Aparecida Adair Prateado ressaltou a satisfação de formar mais uma turma depois de quase seis mil alunos, “hoje estamos formando os últimos alunos pelo programa Pronatec. Ficamos felizes de fazer parte desse projeto em nosso município ao realizar esse importante trabalho de qualificação de nossos trabalhadores”. Ivone Moreyra destacou no evento que “os cursos é

Supervisora de Educação e Tecnologia Aliana Dias Calaça

resultado efetivo de uma parceria que deu certo entre o governo Federal, que disponibilizou vários cursos e instituições públicas e privadas”. A entrega de certificados foram para os concluintes dos cursos Técnico em edificações e técnico em Alimentos. A solenidade ocorreu na Unidade Integrada do Sesi Senai de Aparecida de Goiânia. Presente na reunião representando o prefeito Gustavo Mendanha - de viagem à Brasilia - o secretario Adriano Montovani ressaltou a importância do Pronatec para o desenvolvimento do município ao elogiar os trabalhos desenvolvidos por Adair Prateado e Aliana Calaça, “são profissionais de alta qualidade que não medem esforços na busca pela qualificação profissional dos alunos do Sesi-Senai aqui no município. Parabenizo também está instituição séria que passa muita credibilidade e a secretaria do trabalho está de portas abertas para que vocês possam encontrar uma colocação no mercado de trabalho”, enfatizou o secretário. Em sua fala durante a entrevista, o secretário se mostrou otimista quanto a recursos para o desenvolvimento de novas turmas. Ele fez questão de lembrar que essa última turma formada em Aparecida, foi uma das mais bem formadas do Estado e espera que esses recursos federais sejam disponibilizados para dar prosseguimento a essa, que é uma das mais importantes maneiras de formar profissionais e fomentar a economia através da qualificação da mão de obra.

Mesa composta pelos diretores do Sesi-Senai é secretário Adriano Montovani Aliana Dias Calaça O Pronatec foi criado em 2011 e disponibiliza diversos cursos. Os cursos mudam de um ano para outro e como funciona essa demanda ? O Pronatec é uma parceria com o governo federal e esse projeto realmente iniciou em 2011. Nós ministramos inúmeras turmas a cada ano e o governo federal disponibiliza junto ao MEC, o curso daquela temporada. Então agora, nós estamos finalizando as duas últimas turmas deste programa. Hoje será a formatura dos alunos dos curso Técnicos em Edificações e Técnico em Alimentos. De que modo os candidatos interessados nos cursos podem se inscrever no programa e qual a duração dos cursos? Os cursos são variados e no momento não temos matrículas abertas, ou seja, estamos finalizando este projeto. Vale ressaltar que os cursos são realizados com recursos do Governo Federal e são gratuitos, no momento estamos aguardamos respaldo do Governo Federal para novas programações. Também é importante

ressaltar que o curso técnico é destinado às pessoas que já tinham concluido o ensino médio ou estavam cursando o segundo ano do ensino médio. Qual a idade mínima para que o candidato tenha acesso aos cursos? Depende da modalidade do curso de qualificação. A partir dos 16 anos o aluno já pode se matricular nos cursos técnicos. O Pronatec disponibiliza cursos técnicos para pessoas com deficiência? Sim, claro. Os cursos estão disponíveis para todas as pessoas, sejam elas com dificuldades intelectuais, físicas ou mentais, não temos restrição. O candidato a uma vaga em um dos nossos cursos precisa escolher o curso, se identificar com o mesmo, então a escola dá todo suporte, ambiente adequado e acompanhamento para pessoas com deficiência, tanto apoio pedagógico de professor assistente em sala de aula como, por exemplo, interprete de libras e outras situações. Então, nós temos várias situações e em todas elas o Sesi-Senai se preparou e se organizou para receber da melhor forma possível

esses alunos. Os alunos saem preparados para o mercado de trabalho, tendo em vista essa crise econômica que o País vem enfrentando? Sim, o grande diferencial hoje é a pessoa buscar pela oportunidade, não se acomodar e jogar a culpa em tudo. E um momento de oportunidades no qual se tem mais opções de capacitação, de vagas, então a pessoa precisa identificar em qual área deseja atuar e seguir sua carreira e se manter atualizado. Este é o grande diferencial para permanecer inserido no mercado de trabalho. Quais os cursos mais concorridos no Pronatec? Nós atuamos em mais de nove áreas, os cursos que ofertamos são técnico em quimíca, técnico em alimento, técnico em edificações, técnico eletrotécnica, técnico em logística. São várias áreas. Estes são os cursos que tiveram mais procura e todos os alunos que se qualificaram no Sesi-Senai têm um grande diferencial, até porque 90% dos nossos alunos estão inseridos no mercado de trabalho. Muitos deles conquistaram as vagas durante o decorrer do curso e hoje estão empregados.


Artigo

2ª quinzena de abril e primeira semana de maio de 2017 (dia do trabalhador) Edição coligida

11

Povo sendo alimentado pela ilusão do discurso fácil de mais um enganador: Doria

Waldemar rêgo

J

oão Doria (PSDB), a invenção da direita, pode ser o novo Collor. É nesses momentos de crise que surgem coisas como Hitler, Mussolini, Mao, Fernando e muitos outros. A elite poderá até calçar Doria para presidente, mas o quadro brasileiro necessita de um político e não de um gestor. Collor foi gestor e não político, por isso caiu. O vendaval que varre o Congresso e o Executivo e que mira o Judiciário, pode produzir um remédio pior que veneno e levar o País ao caos. Esse veneno é o escapismo oportunista de lideres emergentes do tipo João Doria ou até mesmo Joaquim Barbosa que já disse estar fora de cogitação. O que se busca no Brasil de hoje e de sempre é uma mão de ferro, um pulso firme e uma mente esclarecida sobre nossa realidade política e econômica, mais política do que econômica. Garimpar esse nome não é trabalho fácil, nossos prepostos são criaturas pichadas pela opinião pública, portadores de uma

verdade partidariamente mesquinha, sem trânsito e penetração em todas as camadas sociais. Cada qual fala o idiometo político de seu respectivo nicho social e ideológico. Não há nenhum que fale a língua do povo, nenhum que tenha capacidade comprovada, todos que aí estão são experiências a serem feitas e o Brasil não pode ser mais um laboratório na mão de um cientista político maluco. Nesse sentido o nome de Lula reverbera os ecos do passado, posto que como presidente, é inegável que o petista foi capaz aglutinar todas essas questões e predicados acima elencados. Ainda que odiado pela classe média e alta, processado e estigmatizado, Lula está disparado nas pesquisas de intenção de voto. Vale lembrar

que Getulio Vargas também passou pelo mesmo processo. Sua história frente ao governo e o contexto daquele momento político o habilitaram a retornar ao Catete. Vargas se impôs novamente e isso nos traz para uma reflexão atual sobre Lula em nosso contexto e em relação à nossa história política. Vale lembrar que o estigma é um apanágio de todo líder carismático e com Lula não é diferente. A vontade de ódio das elites contra ele, os processos da Lava Jato e toda a sorte de pragas rogadas não arranharam sua estampa como a de outros, que atingidos pelo mesmo raio, não resistiram e foram fulminados. O juiz Sergio Moro cava insistente, a sepultura de Lula como se ele fosse ficar inerme como um cadáver sepulto sob sete palmos de

terra. Ele esquece que atrás de Lula há uma gigantesca massa de movimentos sociais que o apoia, milhões de brasileiros que estão prontos para ir aos ferros pelo demônio que tirou esses milhões da miséria. Moro labora dentro de uma ótica pragmática que é a justiça. Não está em seu escopo de juiz à condição política de Lula e nem poderia estar, mas preso, Lula se tornará mais forte, e como dito acima, ele será ressuscitado pelo espírito carismático do qual é dotado assim como qualquer líder carismático ressurge das cinzas. Na falta de um nome que possa aglutinar a nação, especulações genéricas como essa recaem sobre nomes fáceis como o de João Doria, prefeito de São Paulo, o que potencializa o risco de um novo Collor de

João Doria serve coxinha para coxinha

Mello. E aqui fica a pergunta: vale o risco ou é melhor ir com o que já conhecemos?

Waldemar Rêgo é jornalista e escritor waldemarregojr@gmail.com

Luiz Inacio Lula da Silva

Getúlio Vargas


informe publicitário

2ª quinzena de abril e primeira semana de maio de 2017 (dia do trabalhador) Edição coligida

12

Prefeitura realiza Festa do Trabalhador

Divulgação

A

Prefeitura de Aparecida de Goiânia por meio da Secretaria de Trabalho, Emprego e Renda realizou nesta segunda-feira, 1º, a Festa do Trabalhador. O evento, que já é tradicional, foi realizado ao lado do Terminal de ônibus do Setor Garavelo e teve início às 14 horas. A festa em comemoração ao Dia do Trabalho contou com show do cantor sertanejo Léo Magalhães e também houve sorteio de prêmios como um carro zero quilômetro e 20 bicicletas. Para as crianças teve pula -pula e lanche à vontade. “A festa tem como objetivo comemorar o dia do Trabalhador que é uma data muito

importante para todos, pois nos faz lembrar dos direitos conquistados e assim dar força para continuar lutando por mais benefícios para a classe que tanto faz pelo nosso país”, disse o secretário de Trabalho, Adriano Montovani que percorreu durante todo esse mês de abril as empresas e órgãos públicos municipais convidando os servidores e funcionários para participarem da festa e também preencherem e entregarem os cupons para o sorteio dos brindes nas unidades do SINE. “As urnas foram lacradas às 17h30 no dia da festa”, completou o secretário.

Adriano Montovani - empenho na realização da festa que já é uma tradição em Aparecida

Gazeta Universtária - Edição 61  
Gazeta Universtária - Edição 61  
Advertisement