Deccs Skateboarding Magazine #17 - Revista Skate

Page 1


LUIZ ROSS

25​ANOS,​15​DE​SKATE INSTA:​ INSTA:​@LUIZ.ROSS PATROCINIOS:​DIAMOND​SUPPLY​BR​,​ POSSO​SKATEBOARDS​,​PLAZA​STORE​TAUBATÉ FOTOGRAFO:​STEPHAN​DIAS INSTA:@STEPHANDIAS INSTA: MANOBRA:​FS​NOSEBLUNT


Foto: Wallace Belo Insta: @wallace.belo Manobra: Fs Nose Grind

MATHEUS JOÃO

‘‘

‘‘

Idade: 11 anos / Tempo de skate: 9 Anos Cidade atual onde mora: Rio de Janeiro insta: @matheuzaorj

Essa manobra foi registrada durante a gravação da minha video parte, que saiu no mes de Junho, no canal do Youtube da Revista CemporcentoSKATE.

Editorial

///////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////////// DIRETOR EDITORIAL : ANDRE PAIVA Editor Revista : ANDRE PAIVA REVISÃO : ANDRE PAIVA

E D I Ç Ã O : JULHO DIA 15 N17 R E DA Ç Ã O: ANDRE PAIVA COMERCIAL: A N D E R S O N F E R N A N D E S A S S I NA N T E S : www. SHOP.DECCSMAGAZINE.COM.BR

A REVISTA DECCS MAGAZINE É UMA PUBLICAÇÃO QUINZENAL DCS Agradecimento e novidades

ANDRE PAIVA

Salve!!​Eu​sou​Andre​Paiva​satisfação​total, Chegamos​na​edição​N17,​gratidão​a​todos​que​ estão​abraçando​a​Revista​Deccs​Magazine​de​ uma​maneira​incrível​e​acolhedor,​Gratidão​por​ todos​que​estão​na​edição​N17​e​aceitaram​o​ desafi​o​de​tão​pouco​tempo.​Gratidão​também​ a​todos​os​Fotógrafos​e​todos​os​leitores​que​ estão​sempre​marcando​presença​nas​edições​ quinzenais.

s h o p . d e c c s m a g a zi n e . c o m . b r

Indice

AMDERSON CAMARGO: ADRIANO ALVAREZ: ANDERSON ALVAREZ: ALEX TRINDADE: TIAGO CALDEIRA: FLOWPRO - BRUNO MARANHÃO: ANUNCIANTE :

10-15 04 05 06 07 08 09

FEED: SKATE DOS ANOS 70: PAPO DE AMADOR: DOWHILL - LUCIANO PT: ABORDO - FLÁVIO MOREIRA: CASA MAGICA - PEDRO HERTZ:

16-17 18 19 20 21 22 23

ANUNCIANTE

CAPA: Anderson Camargo, esta em nossa capa de Julho N17, com um FRONT SIDE FLIP incrível, acompanhe a Entrevista inédita. Corre lá Pag, 10-15.

Deccs Magazine 03


FLOW-AM

ADRIANO ALVAREZ 17​Anos,​7​anos​de​skate Bocaina​,​SP​​-​@adriano_alvarezz Se apresente aos leitores? Meu​nome​é​Adriano​Alvarez,​tenho​19​ anos,​nascido​na​cidade​de​BocainaSp​interior​de​São​Paulo.​

E música, qual som instiga você nos roles? Normalmente​são​os​trap​gringo,​gosto​ do​trap​por​conta​das​batidas​e​o​ritmo​ agitado,​da​um​gás​pra​poder​andar​na​ rua​ou​até​nas​pistas​de​skate.​ Como esta sendo sua correria no cenário Amador? Diferente​das​categorias​mirim​e​ iniciante,​a​categoria​Amador​pra​mim​ já​é​um​pouco​mais​complexa,​desde​ que​mudei​pra​Amador,​comecei​a​ter​ outra​visão,​e​a​partir​daí​comecei​a​ correria​de​fazer​algumas​vídeo​partes,​ conseguir​novos​patrocínios​e​ir​atrás​ de​algo​grande,​assim​como​todo​ skatista​sempre​tem​um​foco​onde​ quer​chegar,​comigo​não​é​diferente.​ Farei​o​possível​para​poder​realizar​ meus​sonhos​e​alguns​objetos​que​já​ tenho​em​mente.

Para finalizar, deixe uma mensagem para os Leitores? Skate​proporciona​várias​coisas,​uma​ delas​é​a​felicidade,​isso​é​uma​coisa​ que​só​quem​anda​de​skate​sabe​ do​que​estou​falando.​Mesmo​não​ sendo​fácil,​mas​se​não​desistir,​ter​ paciência​e​competência,​com​certeza​ vai​chegar​onde​quer,​tem​hora​que​dá​ vontade​de​jogar​tudo​para​o​alto,​mas​ brasileiro​não​desiste​nunca​e​muito​ menos​de​uma​coisa​que​te​trás​tudo​ de​bom.​Skate​por​amor..

"Ninguém é melhor que ninguém, as pessoas que são diferentes".

Como se interessou pelo skt? Através​dos​meus​amigos,​eles​vinham​ me​chamar​em​casa​pra​andar​de​ skate,​mas​só​eu​que​não​tinha​um​ skate.​Um​dia​meus​pais​compraram​ um​skate​daqueles​Paraguai,​dali​ então​não​parei​mais​de​andar​e​foi​só​ felicidades. Sua família te apoiou? Sim,​eles​sempre​deram​apoio​ e​incentivo,​eles​adoram​os​ campeonatos​que​a​gente​vai​e​ sempre​está​na​correria​pra​poder​ levar​a​gente.​Até​hoje​quando​preciso​ eles​estão​aqui​pra​ajudar.​ Quais são seus patrocínios? No​momento​estou​sem​patrocínio,​ mas​eu​já​tive​a​experiência​de​ estar​em​algumas​marcas​que​ de​certamente​fez​eu​entender​ a​importância​da​divulgação,​ participação​e​responsabilidade​de​ fazer​a​marca​que​você​está​sendo​ patrocinado​crescer. Esta filmando para alguma vídeo parte?Qual? Sim,​estou​fazendo​o​corre​com​alguns​ amigos​meus​para​poder​fazer​isso​ acontecer,​e​assim​aos​poucos​vai​ rendendo.​E​estamos​com​​algumas​ imagens​prontas​para​a​participação​ da​Fullnectar​e​algumas​para​o​ Anonimato​skate.​ 04 Deccs Magazine

Foto: Douglas Oliveira Insta: @do.oliveirinsta Manobra: Fs/Feeble


FLOW-AM

ANDERSON ALVAREZ 17​Anos,​7​anos​de​skate Bocaina​,​SP​-​@alvarezskt_ Se apresente aos leitores? Meu​nome​é​Anderson​Alvarez,​tenho​ 19​anos​e​moro​na​mesma​cidade​ que​nasci,​Bocaina-Sp​interior​de​São​ Paulo Como se interessou pelo skt? Meus​amigos​começaram​a​andar​e​ sempre​me​chamavam​para​ir​junto,​ mas​eu​não​tinha​skate,​e​depois​de​ um​tempo,​meus​pais​viram​que​eu​ queria​muito​um​skate​e​eles​deram​de​ presente​no​Natal,​daí​em​diante​não​ parei​mais​de​andar​ Sua família te apoiou? Sim,​desde​quando​comecei​a​ir​em​ campeonatos,​foi​eles​que​me​levaram,​ pagavam​a​inscrição,​e​sempre​ compraram​pesas​para​que​eu​não​ parasse,​eles​ajudam​e​apoiam​até​ hoje,​que​foi​uma​das​coisas​que​me​ motivou​a​não​parar​de​andar​de​skate.

Quais são seus patrocínios?

No​momento​estou​sem​patrocínio,​ mas​estou​na​correria​para​que​ alguma​marca​possa​ver​meu​corre​ e​assim​podemos​fazer​algo​legal,​já​ estive​em​algumas​marcas​que​fez​ eu​amadurecer​muito​como​skatista​ e​como​pessoa,​responsabilidade​e​ dedicação​é​o​essencial​para​uma​ parceria. Esta filmando para alguma vídeo parte?Qual? Sim,​estou​fazendo​o​corre​com​alguns​ amigos​meus​para​que​possamos​fazer​ isso​acontecer,​e​estamos​fi​lmando​ também​para​ter​uma​participação​do​ video​Anonimato​skate​e​também​para​ Fullnectar

Foto: Douglas Oliveira Insta: @do.oliveirinsta Manobra: Hardflip

E música, qual som instiga você nos roles? Tenho​vários​gostos​musicais,​mas​o​som​ que​me​deixa​inspirado​é​(R.E.M​Losing​My​ Religion),​um​som​bem​agitado​e​que​tem​ um​ritimo​que​deixa​o​sangue​fervendo. Como esta sendo sua correria no cenário Amador? Depois​que​mudei​para​amador​minha​ visão​sobre​skate​mudou,​comecei​a​ correria​de​fazer​vídeo​parte,​conseguir​ novos​patrocínios​e​ir​atrás​de​algo​grande,​ não​tá​sendo​fácil​mas​com​ajuda​dos​meus​ amigos​e​familiares​está​me​deixando​mais​ motivado​a​seguir​em​frente​dos​meus​ objetivos.

Para finalizar, deixe uma mensagem para os Leitores? Nunca​desista​do​seu​sonho,​skate​ proporciona​várias​coisas,​uma​delas​ é​a​felicidade,​algo​que​não​tem​preso,​ só​quem​anda​de​skate​sabe.​Siga​em​ frente​mesmo​não​sendo​facil,​mas​é​ só​não​desistir​e​ter​paciência​que​com​ certeza​vai​chegar​onde​quer,​skate​ não​para,​vamo​que​vamo.

Enquanto eu tiver força para viver, eu nunca vou deixar de sonhar. Deccs Magazine 05


FLOW-AM

ALEX TRINDADE 27​​Anos,​São​Paulo​-​SP ​​@trindade_skateboard

Se apresente aos leitores? Meu​nome​alex​trindade​pereira​ porto​tenho​27​anos​moro​em​ Taboão​da​Serra​sp. Como se interessou pelo skt? O​primeiro​contato​foi​jogando​ um​game​o​play​1​tony​Hawks​ 2. Sua família te apoiou? Minha​família​me​apoia​sim.

Foto: Igor Costa Insta: @igorcostaphotomaker

Manobra: F/S Nosse Grind

Quais são seus patrocínios? @kombskateboard. Esta filmando para alguma vídeo parte?Qual? Estou​fi​lmando​para​o​video​da​ kom​b​skateboard E música, qual som instiga você nos roles? Meu​son​de​role​que​curto​nas​ Sessão​é​nacionais​mcs Como esta sendo sua correria no cenário Amador? Meu​corre​no​skate​e​só​​pela​ minha​marca​mesmo​com​meus​ amigos​da​kom​b​skateboard​ mesmo Para finalizar, deixe uma mensagem para os Leitores? Tenha​muita​fé​no​seu​corre​ que​um​dia​você​chega​la​ persista uma frase?

Ande de skate. 06 Deccs Magazine

Foto: Igor Costa Insta: @igorcostaphotomaker


FLOW-AM Passei​8​meses​só​remando,​porque​não​sabia​de​nada,​ tinha​até​uns​vcds​de​skate​daquela​época,​um​se​chamava​​ D2ois​e​outro​q​n​me​lembro​agora,​mas​mesmo​assim​ não​entendia​como​era​os​nomes​das​manobras​e​nada.​​ Abandonei​o​skate​por​algum​tempo. Um​dia​sai​para​ir​no​bairro​vizinho​com​um​amigo,​ele​topou​ um​brother​que​estava​andando​de​skate,​Nilton​Tr3is​(3)​ o​nome​dele,​ele​deu​um​ollie​na​minha​frente​e​eu​pireiiiiii,​ perguntei como ele fez isso?​Ele​me​disse​coloca​o​pé​ aqui,​bate​arrasta​e​pula... Pütz​sai​do​chão,​nunca​mais​parei. Sua família te apoiou ? No​começo​não,​minha​família​sempre​foi​muito​humilde,​eu​ e​mais​duas​​irmãs​era​difícil​na​época​tirar​do​orçamento​de​ casa​para​comprar​peça.

TIAGO CALDEIRA 29​Anos,​15​anos​de​skate Vitoria,​Espírito​Santo​-​@tiago8__ Salve firma! Meu nome é Tiago8, moro em Vitória Espírito Santo a mais ou menos 20 anos e foi o lugar que comecei a minha carreira como skatista. Como se interessou pelo Skt ? Foi​muito​louco​haha,​Desde​pequeno​sempre​gostava​de​ jogar​Tony​Hawk​Pro​skater​e​meu​primo​já​andava.​Conheci​ um​amigo​dele​que​tinha​um​skate​mas​não​andava​mais. Ele​me​emprestou​o​skate​e​nunca​mais​devolvi​hahahah!!

Sempre​me​virei​para​ter​minhas​peças.​Em​2008​já​fazia​ corre​nas​lojas​para​tentar​ganhar​um​preço​melhor​ou​ até​alguma​coisa,​mas​foi​em​2012​que​eles​realmente​ entenderam​que​era​isso​que​eu​queria​para​a​minha​vida,​e​ começaram​a​me​entender​e​respeitar. Quais​são​os​seus​patriocinadores​? SUBURB.COMPANY​ Uma​marca​aqui​de​Vila​Velha​uma​cidade​do​Espírito​Santo​

Como está sendo sua correria no cenário Amador ? Colhendo​um​pouco​a​cada​dia. Um​atleta​amador​sem​patro​de​shape​e​material​é​difícil​dar​ 100%​mesmo​do​que​sabe. Mas​como​diz​aquela​frase​"caminhando​sem​correr" Creio​que​quanto​mais​você​anda​e​acredita​no​skate,​ele​ acredita​em​você. Acho​que​estou​vivendo​a​melhor​fase​da​minha​vida​ agora​Pai​de​uma​princesa,​a​cabeça​muda​e​amadurece​ muita​coisa. Antes​de​todo​esse​caos​acontecer​estava​fi​lmando​muito​na​ rua​e​trabalhando​nos​compromissos​que​as​marcas​pedem. Para finalizar, deixe uma mensagem para os leitores? Andem​de​skate​por​amor,​E​passem​adiante​tudo​que​ aprender​com​ele.​Fé​em​Deus​e​nas​crianças!​ Uma frase?

"Paciência e Persistência"

que​da​um​suporte​legal​e​é​voltada​totalmente​ao​cenário​ do​skate. Está filmando para alguma vídeo parte ? Qual ? Nesse​momento​de​pandemia​está​meio​difícil​sair​para​ produzir,​mas​tenho​um​projeto​com​o​vídeomaker​Bruno​ Makaa,​para​começar​no​começo​do​ano​que​vem!​Tomara​ que​dê​tudo​certo​. E música? Qual música que instiga você para o rolês? Joey​Badass.​My​yout​

Foto: Leone Iglesias Insta: @leoig Manobra: Fs Flip Local: Jardim camburi -Vitoria ES

Deccs Deccs Magazine Magazine 07 07


FLOW-PRO vez,​foi​muito​louco,​passei​por​algumas​ marcas​depois​disso,​e​lancei​alguns​ pro​models​de​Shape​por​elas,​mas​o​ primeiro​ainda​é​um​dos​meus​favoritos.

BRUNO MARANHÃO

Conte um pouco como foi ter uma breve figuração no filme “Vou nadar até você”? Foi​bem​legal,​eu​era​o​único​dos​ fi​gurantes​que​andava​em​Street,​então​ pediram​pra​eu​fi​car​sempre​andando​ na​trave​e​no​manual,​tive​que​fi​car​ indo​e​voltando​que​nem​um​doido​pra​ preencher​a​cena,​fi​camos​metade​do​ dia​fi​lmando​a​mesma​coisa,​quase​ atropelei​a​Bruna​Marquezine​algumas​ vezes,​mas​no​fi​nal​ela​sobreviveu​ hahaha...

Para finalizar, Bruno Maranhão para o cenário do skate, deixe sua mensagem? Continuem​produzindo​skate,​vendendo​ skate,​comprando​skate,​fi​lmando​skate,​ assistindo​skate,​vivendo​o​skate,​ou​ simplesmente​falando​de​skate... ...ande​de​skate​todos​os​dias,​ande​três​ vezes​por​semana,​uma​vez​por​mês,​se​ sua​vida​não​permitir​isso,​saia​pra​remar​ uma​vez​por​ano,​ou​simplesmente​lembre​ de​como​era​quando​você​andava,​ou​tinha​ vontade​de​começar​a​andar​de​skate... ...seja​você​ex,​old​school,​iniciante,​ amador,​profi​ssional,​ou​apenas​um​ simpatizante,​muito​obrigado,​VOCÊ​É​O​ SKATE!

35​Anos,​20​anos​de​skate

Itaquaquecetuba​-​SP​-​@brunomaranhaoskt Como foi seu início no skateboard? Onde tudo começou? Comecei​a​andar​entre​os​anos​1999​ e​2000,​não​lembro​bem​quando​ exatamente,​como​diria​aquele​ personagem​do​Auto​da​Compadecida:​ “Não​sei,​só​sei​que​foi​assim”​hahaha E quais são seus planos para 2020? Acho​que​2020​está​sendo​o​ano​sem​ planos,​“o​ano​que​não​existiu!”​hahaha Planejava​fazer​muitas​coisas,​algumas​ saíram​totalmente​diferente,​a​maioria​ se​tornou​inviável,​enfi​m,​vida​que​ segue,​e​que​venha​2021.​ Quando poderemos ver uma nova video part de Bruno Maranhão? Quero​muito​começar​a​fi​lmar​algo,​ talvez​um​projeto​com​os​meus​irmãos​ que​também​andam,​fi​zemos​um​vídeo​ ano​passado​da​nossa​viagem​em​ família​pra​Europa,​fi​lmado​e​editado​ pelo​celular​mesmo,​está​no​YouTube​ pra​quem​quiser​ver,​esses​dias​falamos​ de​fazer​algo​mais​elaborado,​mas​sem​ previsão​ainda.​ Qual foi a sessão mais marcante para você? Andar​de​skate​com​meus​irmãos​e​ meu​sobrinho​na​Europa. Conta um pouco sobre o seu primeiro model de shape como profissional? Como foi esse momento em sua carreira? Quando​passei​pra​Pro​em​2011,​ eu​tinha​recém​saído​da​marca​de​ shapes​que​me​patrocinava,​e​estava​ no​processo​de​abrir​uma​loja,​então​ decidi​que​meu​primeiro​model​seria​ pela​minha​loja,​celebrando​com​o​ shape​as​duas​conquistas​de​uma​só​ 08 Deccs Magazine

Foto: Igor Wiemers Insta: @igorwiemers Manobra: Fs 180 Fakie Nose Grind



ANDERSON CAMARGO Insta: @camargotp

Fotografo: Igor Wiemers Insta: @igorwiemers Manobra: ss heel flip

10 Deccs Magazine


Deccs Magazine 11


SKATE - PRO Anderson espero que esteja tudo bem com você e a sua família! Vou começar pedindo para você nos contar o começo da sua história, desde seu primeiro contado em "Campo Mourão" ? ​ alve familia, comigo e com a família está S tudo bem graças a deus. Bom o primeiro contato foi o meu vizinho que construía no final dos anos 80 carrinhos de rolimã e certa vez ele fez um skate naipe o carrinho de rolimã, shape de madeira de porta de casa com uma elevação que simulava um tail rss, trucks de madeira iguais os de carrinho e as rodas eram rolimã, me lembro de eu no portão de casa e ele batendo tabua na subida da rua e saindo faísca rsss. Mas meu primeiro skate eu ganhei em 1990 com 11 anos de idade, um skate da marca Cannion que era uma das marcas de expressão naquela época, e com aquele skate em 1 mês já tinha feito uns rolos e agilizei 2 skates, já desde de criança tinha o comercio na veia rsss. Nos conte como foi poder trabalhar na pista da Aerial, e como isso te ajudou na época? Em 1999 eu voltei a morar em Cascavel, a loja Aerial tinha montado uma loja nova no shopping da cidade e um amigo trabalhava na loja, eles alugaram um barracão no cento da cidade e construíram uma pista indoor e recebi o convite de trabalhar na pista. A pista era perfeita que foi feita pelo Ricardo Santos que foi o mesmo cara que fez a pista da Drop

Fotografo: Igor Wiemers Insta: @igorwiemers Manobra: Back Side Nollie Tail 12 Deccs Magazine

Dead em Curitiba, foi uma época de ouro final dos anos 90 tinha vários circuitos e muita gente foi para Cascavel correr o circuito aerial que foi um projeto que ajudei idealizar e isso me fez conhecer muita gente que vinha no eventos e ai comecei a viajar para participar de campeonatos outros lugares. E foi meu primeiro emprego de carteira assinada e trabalhar em uma pista de skate era um sonho de poder andar mais de skate do que realmente trabalhar rsss que no final o trabalho virou diversão que vivo até os hoje. Qual foi a razão de você ter feito Faculdade ED Física? Eu comecei dar aula de skate em 1999 e em 2002 fiz um projeto de uma escolinha de skate no colégio particular o Ideal em Cascavel, esse projeto tinha a escolinha de skate, alunos que eram destaque tinha bolsas de estudo gratuitas e ainda as despesas de viagens e ajuda de custo para participar dos eventos e ainda tinha uma parceria com a loja Aerial em realizar o circuito de skate Aerial e Ideal de Skate no próprio colégio. Como esse projeto tomou toda essa proporção eu decidi me especializar e como ED Fisica é uma área que tem tudo haver com o skate decidi me graduar, que no final a faculdade me ajudou a participar do Circuito Universitario Skate. . Você teve bastante apoio da sua família? Eu fui criado pela minha vo, e sempre ela e minha mãe e os meus tios me incentivaram a fazer esportes, no skate sempre aceitarão

, mas quando viram que era sério eles me respeitaram e sempre me ajudaram a viajar, comprar as peças e roupas para andar de skate ate uma certa idade, depois comecei a trabalhar com o skate e sempre fiz meu corre mas sempre me apoiaram. Quais vídeos você gosta de asistir? Eu sempre assisto quase tudo que sai de skate, acompanham muito o skate, mas tenho preferência por um estilo de skate mais técnico e com estilo natural, gosto muito dos classicos da plan b dos anos 90, trylogi, mouse, 20 shot sequenci, 411 inesquecível e os da Flip começo dos anos 2000, mas curto os atuais também os videos da nike, adidas, new balance , Magenta, Polar e o video novo da High ficou muito style com os brasileiros. . Qué estilos de músicas você escuta para as session? Eu gosto muito de Rap dos anos 90 até 2000, mas sou bem eclético gosto de música boa, curto uns punk rock, rock classicos, black music uns reagge. . Nos conte como é a sua rotina, entre trabalhar com as lojas de skate família e ser um Skatista Profissional? Tenho uma distribuidora de peças e artigos para o skate a FOOT Skateboards, trabalho com a pronta entrega e atuo como representante de algumas marcas de skate com a Diet Skateboards, Lakai, Huf, Relax e Oddz, que atende o estado do Paraná.


Tenho uma filha de 7 anos que mora com mãe e os avos, mas sempre estamos juntos. Hoje o termo skatista profissional já não levo mais ao pé da letra, ainda sou skatista da Diet Skateboards uma parceria que temos a mais de 10 anos, tenho patrocínio da Blu Skate Shop uma loja de Londrina, até antes dessa pandemia quando estava rolando os eventos sempre ficava de juiz pois sou do quadro de árbitros da modalidade street da CBSK, e a pouco tempo em Londrina tinha retomado o projeto de dar aulas de skate AC Skate School um projeto que vou retomar assim que tiver condições aqui em Curitiba. Mas é assim vivo o skate de uma forma muito intensa seja no trabalho ou praticando o skate faz parte de tudo e mais engraçado que ainda me divirto como no começo acho que esse é o espirito de ser skatista fazer o que ama e se divertir.

SKATE - PRO

Como foi ser convidado para o "Tampa Skate"? E por que você não foi? Na época em 2004 fiz um puta corre para conseguir o convite, tive que fazer umas imagens na câmera digital uma cyber shot rss ai mandar para o organizado o Rayn, deu certo ele gostou e mandou o convite ai juntei grana comprei as passagens, paguei a inscrição em deposito bancário, eu estava trabalhando em um colégio e em 2 projetos da prefeitura dando aulas de skate em Cascavel e cursava o 3 ano da Faculdade de ED Física fiz todo um esquema e deixei tudo armado e a intenção não era voltar era ficar lá e viver na gringa rsss pensamento de skatista rss, mas ai não veio o visto, fiquei até frustrado mas depois entendi que não era para ser assim, ainda vou para Tampa e para os EUA mas para conhecer e andar de skate e nada a mais rss. Nos conte sobre sua lesão no joelho, como foi sua recuperação, e por que você começou a se cuidar mais depois disso? Foi uma novela rsss, depois de 2 semanas que foi negado o visto eu voltei para Cascavel e foi andar de skate um certo dia na pista e cai erado em um flip de front e rompeu total o ligamento cruzado anterior do joelho direito, ai foi cabreiro pq minha cabeça ainda estava em morar nos eua, mas como tudo tem quer ser como deus quer e como a gente pensa, demorei um ano e 6 messes para operar e mais um ano de recuperação, foi bastante tempo, mas aprendi muitas coisas comecei a mudar hábitos alimentares e cuidar ais da saúde, pois vi que skate é muito mais que andar d skate nos eua, skate é vida e para viver bem tem que se cuidar mentalmente e principalmente do corpo. Como foi sua história com a "Dietskateboard"? E como foi sua Profissionalização no Skate com a "Diet"? A Diet sempre foi uma marca que gostei de SP, eu tinha uma loja de skate em 2008 em Cascavel e ai apareceu um representante vendendo a marca e eu comprei, mas não chegou nada ai desencanei do pedido, um certo dia o dono da marca o Adriano o Gorba me ligou e disse que tinha um pedido da loja, ai ele mandou vendi rápido as mercadorias e já fiz uma reposição

Fotografo: Igor Wiemers Insta: @igorwiemers Manobra: Nollie Heel Big Spin e começamos a conversar no msn na época rss, ele começou a acompanhar o meu trabalho como lojista e skatista e gostou, um dia ele me fez o convite de eu ser da marca como skatista e ser o distribuidor da Diet no estado do Paraná, foi um sonho realizado ter o primeiro patrocínio de uma verdadeira marca de skate após 17 anos de skate e ainda poder distribuir a marca, nunca imaginei que ia fazer algo assim foi muito loco, foi no tempo certo mesmo que com 30 anos de idade é tarde para muitos . Quando eu entrei na Diet eu já não participava dos campeonatos AM já fazia um trampo de PRO no meu estado, realiza os eventos de skate, ficava de juiz nos eventos, dava aula de skate, inaugurava pistas com demonstrações, a Diet ajudou eu oficializar a minha profissionalização na CBSK e me ajudou a realizar o meu maior sonho que era ser PRO e ter um Shape PRO Model assinado por uma marca de renome de SP. Deccs Magazine13


SKATE - PRO

Fotografo: Igor Wiemers Insta: @igorwiemers Manobra: Nose Slide 14 Deccs Magazine


SKATE - PRO VOCÊ TEVE UM PEDIDO DE

PROFISSIONALIZAÇÃO DE SKATE NEGADO ANTES DE SER ACEITO QUAL FOI SEU SENTIMENTO? Em​2004​quando​​eu​estava​participando​ dos​circuitos​AM​de​Skate​eu​recebi​um​ convite​do​ED​e​do​Cristian​Sapo​que​na​ época​organizavam​o​circuito​paranaense​​de​ skate​para​passar​para​PRO​para​ajudar​no​ julgamento​do​eventos,​mas​como​eu​não​ tinha​um​patrocínio​de​uma​marca​de​verdade​ não​quiz​passar,​e​ai​aconteceu​de​eu​não​ ir​para​o​Tampa​AM​e​rompi​o​ligamento​do​ joelho​e​mais​a​faculdade,​fiquei​praticamente​ 3​anos​sem​sair​de​Cascavel​e​região,​em​ 2007​quando​estava​recuperado​total​da​ cirurgia​eu​decidi​tentar​a​profissionalização,​ mas​tinha​mudado​muita​coisa​no​skate,​já​ tinha​as​redes​socias,​e​tinha​uma​equipe​ de​skatistas​que​decidiam​se​você​teria​ condições​e​alguma​marca​que​iria​te​ajudar​​ com​salário,​custas​do​eventos​e​te​dar​ produtos​assinados...​Mas​como​eu​estava​ fora​do​game​não​foi​aceito​o​pedido,​foi​outro​ balde​de​agua​fria,​ai​decidi​montar​uma​loja​ e​seguir​meu​sonho​na​minha​cidade,​mas​ com​a​loja​eu​entrei​na​Diet​e​ai​não​teve​jeito​ em​2011​foi​aprovado​e​na​sequência​tive​​ primeiro​pro​model,​as​vezes​não​podemos​ desistir​do​sonho​custe​o​que​custar​. Nos fale como foi correr o "Cirtuito Universitário" de skate? O​Circuito​Universitário​foi​onde​tive​a​ oportunidade​de​correr​meu​primeiro​ campeonato​como​PRO​sem​estar​ oficializado​pela​CBSK​e​me​ajudou​muito​a​ conseguir​a​profissionalizao​pela​entidade,​e​ foi​legal​pelo​fato​de​ser​um​circuito​que​tinha​ todas​as​categorias​de​base​e​Pro​ainda​mas​ para​poder​participa​precisava​ser​formado​ ou​estar​cursando​a​faculdade​foi​algo​muito​ positivo​para​o​skate​ter​esse​mérito​na​época. Anderson como foi sua rotina na Quarentena, e tem planos para superar a crise ou conseguiu passar por tudo tranquilo? Está​sendo​tranquilo​até,​precisamos​ter​a​ consciência​de​ficar​em​casa,​sei​que​muitos​ precisam​trabalhar​e​não​tem​condições​mas​ precisamos​nos​reinventar​e​se​adaptar​a​ tudo​isso,​já​mudou​muita​coisa​em​messes​ e​vai​mudar​muito​mais​ainda,​voltou​a​ vender​as​peças​de​skate​e​os​produtos​ nacionais​vão​ter​mais​valor​agregado​agora​ no​mercado​pelo​fato​do​dólar​está​muito​ alto,​o​skate​é​uma​pratica​individual​e​não​ deixa​​de​ser​esporte​e​faz​bem​a​saúde​e​ por​não​ter​contato​físico​com​outras​pessoas​ diretamente​acredito​que​vai​ter​algo​positivo​ e​mesmo​com​toda​a​crise​​e​o​virus​o​skate​ vai​continuar​sendo​importante​para​quem​ vive​e​trabalha​por​ele,​tenho​em​mente​voltar​

a​dar​aulas​particulares​de​skate​mas​ para​poucos​alunos,fazer​um​atendimento​ individual​e​mais​especializado​focado​nas​ regras​de​saúde​dos​dias​de​hoje​mediante​ a​essa​pandemia. . Está trabalhando em algum projeto de skate atualmente? Atualmente​fiz​o​corre​da​entrevista​​e​da​ capa​​para​revista​Deccs​magazine​que​​ vai​​ter​o​vídeo​da​capa​também,​e​estou​ trabalhando​no​projeto​do​novo​pro​model​ de​shape​pela​Diet​em​collab​com​a​BLU​ skate​shop​que​vamos​fazer​um​anuncio​ na​Deccs​e​vai​ter​um​video​de​lançamento​ do​Shape​. Quais marcas que você está agora? Diet​Skateboards,​Blu​Skate​Shop​e​FOOT​ Distribuidora Deixe seu recado para os Skatistas que querem ser Profissional como você um dia? Acredito​que​ser​profissional​de​skate​ é​algo​que​tem​que​ser​natural,​alguns​ conseguem​antes​e​outros​conseguem​ depois,​uns​tem​talento​e​outros​são​ esforçados,​e​muitos​não​conseguem​e​ se​frustram,​e​​ainda​se​enganam​com​ser​ PRO​acreditam​que​se​tornam​estrelas​ e​que​tem​muito​glamour.​No​meu​caso​ eu​consegui​com​muito​esforço​e​muitas​ barreiras​foram​quebradas​para​esse​ sonho​se​tornar​realidade,​nunca​foi​fácil​ para​mim​e​ainda​é​muito​difícil​tudo​que​ faço​com​skate​seja​uma​manobra,​uma​ venda,​um​evento...​tudo​é​difícil​em​ qualquer​área​mas​no​skate​é​muito​mais​ difícil​então​não​desista,​persista​e​acredite​ em​você​e​seja​honesto​e​humilde​esses​ são​valores​que​são​primordiais​para​qual​ realização​profissional​em​qualquer​área. Anderson eu te agradeço por essa oportunidade e pela sua energia! Deixe seus agradecimentos e até uma próxima! Tamo junto Família Agradeço​a​Deus​porque​sem​ele​nada​ é​possível,​​a​minha​vó​e​meu​tio​que​já​ não​estão​mais​nesse​plano​existencial​,​ minha​mãe​que​sempre​fez​tudo​por​mim,​ a​minha​filha​que​é​meu​combustível​para​ viver,​a​meus​patrocinadores​Diet​,​Blu​e​ a​Foot​​pois​sem​eles​seria​impossível,​ a​meus​amigos​que​me​influenciaram​e​ me​inspiram​até​hoje;​Anderson​Ranso,​ Marcelo​Castor,​Marcelo​Pintado,​​Cristian​ Sapo,​ED​Schander,​Manoel​Coimbra,​​ Jorge​Luis,​Gustavo​totó,​Wagner​Ramos,​ Emerson​Tadeu,​​Raphael​Urso,​​Marcos​ Cão,​Neverton​Casella,​Alexandre​Massotti,​ André​Coxinha​e​​todos​que​conheci​ através​do​skate​e​que​contribuíram​de​ alguma​para​meu​skate. Deccs Magazine 15




ANOS70

Coleção de skate anos 70 Na segunda metade da década de 70, o skate tomava novo fôlego e vivia o segundo Boom, impulsionado graças a invenção das rodas de poliuretano por Frank Nasworthy, em 1972, CadillacWheels Company. Com esta nova roda o skate foi reinventado, sendo muito mais macio, aderente, ideal pra realizar cavadas no flat e se sustentar nas paredes que logo seriam desbravadas. Para representar sua invenção e cativar os praticantes, Gregg Weaver foi escolhido como CadillacKid. Em 1975 o skate voltava com força total e novas marcas tentavam abocanhar o mercado. A febre estava se espalhando pelos quatro cantos do mundo e nós não ficamos de fora. Por aqui lojas foram abrindo e conquistando novos adeptos. Neste período o skate caminhava lado a lado com o surfboard, praticamente a mesma galera que curtia as ondas também, se aventuravam no asfalto. As ruas estavam recebendo um novo olhar. Pistas e points começaram a surgir por todas as cidades, em Sampa a Ladeira do Skate no bairro do Sumarézinho e a pista no condomínio de AlphaVille , no Rio de Janeiro, a Rua Maria Angelica e sua ladeira era fortemente cultuada e a primeira pista da America do Sul, era 18 Deccs Magazine

construída em Nova Iguaçu (04/12/76), Skatódromo, como era chamada. A partir daí cada vez mais pistas de concreto eram feitas, e o bowlrider dava início, "Concrete Era ". Este período, foi de aprendizado e estruturação das modalidades e do próprio skatista que começava a escrever os próximos capítulos da nossa história. Como derivado do surf andar descalço marcou o início e o meio da pratica, por este motivo, quase não se usava lixa no deck, que era produzido de fibra, madeira , metal ou plástico. Slallon, freestyle, high jump, downhill, speed sao modalidades primordiais do skateboard, vert, bowl, downhill slide, street style vieram com a evolucao sempre crescente dos skaters, uma acrescentou e redefiniu a outra, sendo o conjunto da soma o verdadeiro espirito livre o skateboarding. Com o passar dos anos o material skateboard, ganhou status de objeto de arte e decorativos. Os decks reciclados nas mãos de hábeis artesoes/skaters ganham novas formas e propósitos, o carioca Leo "Careca"Lopes é um dos melhores exemplos destes artistas. Sao muito colecionáveis também, e a procura por itens torna- se uma garimpagem na internet e lojas de antiguidade. Recentemente meu primo Cyro no intuito de aumentar sua coleção,

adquiriu três modelos dos anos 70's, de um colecionador, após pesquisa no MercadoLivre, dois DMs e um Hang Ten, todos totalmente originais . Assim como ele muitas outros entusiastas do skateboard ajudam a difundir a arte que existe em cada skate, seja em sua forma bruta ou como reciclado transformando em arte. DM uma das melhores marcas nacionais, produzia rodas, trucks, decks de madeira ou fibra além de toda linha de assessores pra montar seu carrinho. Sua equipe composta pelos melhores skaters do país, viajava de ônibus fretado para demos e champs, inclusive indo aos Estados Unidos participar de competições. - Shape madeira de Mógno DM, rodas DM, rolamentos DM SKF (608)e trucks DM. Shape de fibra de vidro, rodas DM modelo Tube, rolamentos DM SKF e trucks DM. Hang Ten marca icone americana, vestiu a garotada com sua moda praia e asfalto nos 70's, além de patrocínio grandes eventos e profissionais da época, seu skateboard era um dos mais desejados. - Shape madeira Mógno Hang Ten, rodas Hang Ten modelo Tube, bilha e trucks Hang Ten. Hang Ten deck de fibra de vidro de 60cm largura 14cme trucks rodas Tubes, bilhas Texto por: Marcos Cunha Et


PAPO DE AMADOR

Como se interessou pelo skt? Meu pai sempre curtiu muito skate e dez de meno me levava pras pista,aí fui gostando e nunca mais parei. Sua família te apoiou? Minha família sempre me apoio muito principalmente meu pai. Quais são seus patrocínios? Danad brand, thetrinity e plhayneot Esta filmando para alguma vídeo parte?Qual? Sim. Pilacagem 0.1 é um vídeo que

estamos gravando a um tempo já, e logo menos já tá no ar. E música, qual som instiga você nos roles? Mano curto muito racionais e trilha sonora do gueto

Como esta sendo sua correria no cenário Amador? Mano não está tão fácil, ainda mais no momento de pandemia que não está tendo os campeonatos,nos amadores tamo fazendo nossos corre pra consegui sempre tá se destacando

Para finalizar, deixe uma mensagem para os Leitores? Se você tem um sonho qual seja ele, nunca desista porque várias pessoas vão falar que você não vai consegui, que isso não vai te dar futuro, mais não liga não ergue a cabeça e vai corre atrás do seu sonho.

Vencedores vencem dores

Foto: Rodrigo bigo Insta: @bigo.fotos Manobra: Hard Flip

Nome: Matheus Teixeira idade: 15 Anos

idade skate: 7 Anos cidad : São Bernardo do Campo/ SP Deccs Magazine 19


DOWHILL LUCIANO PT Skater​PRO 44​Anos,30​anos​de​skate São​Paulo Você se considera um skater Overall? Sim​ando​um​pouco​de​todas​as​ modalidades. Dessas modalidades qual vc mais se identifica? Downhill​slide Interessante​que​vc​se​identifi​ca​com​a​ modalidade​menos​difundida​hj​no​Brasil. Acha que ainda teremos o dowhill no Brasil como antigamente quando houve aquela explosão ? Vários eventos e dowhill na mídia??? Com​certeza​a​modalidade​que​está​ evoluindo​muito​100​por​cento​brasileira.

Foto: Marcos Manobra: Nose back

Foto: Daniel Bob Insta: @danielbobfotos Manobra: Full slide

Tem conseguido andar de skate no meio dessa quarentena? Não​nem​e​aconselhado​os​skatista​tem​ que​se​conscientizar​do​real​perigo Nos​conte​como​foi​poder​andar​de​skate​ junto​com​um​de​seus​ídolos​o​Fernandinho​ Batman​e​ainda​ser​entrevistado​por​ele​pra​ um​programa​de​TV...​Foi​uma​honra​e​uma​ realização,​Ele​foi​inspiração​pra​mim. Hoje você conta com patrocínio de alguma marca? tô​sem​apoio​ou​patro,mais​alguma​ pergunta​man,​nosso​intuito​é​poder​usar​ das​mídias​para​ajudar​os​amigos​e​skaters​ a​alcançarem​seus​objetivos... Deixa​uma​mensagem​pra​galera​que​curte​ o​rolê​do​PT​ou​pra​quem​tá​começando​ agora​irmão... Galera​se​dedique​que​Vocês​conseguem​ chegar​aonde​querem​ande​por​amor​ e​diversão​apoios​patrocínios​são​ consequências​skate​na​veia​e​um​ detalhe​galera​nessa​época​de​pandemia​ use​máscaras​skate​na​veia​e​Jesus​no​ coração. Parceria com a McTwist skateboards e a OBI Trucks como representante em São Paulo. 20 Deccs Magazine

Foto: Phoetica Fotografia Manobra: Nose back

Foto: Marcos Manobra: Nose back


ABORDO FLÁVIO MOREIRA 30​Anos,​22​anos​de​skate Pelotas/RS​​-​@fl​aviomoreirad Nativo​ de​ Pelotas/RS,​ Flavinho​ como​ é​ conhecido,​ ganhou​ seu​ primeiro​ skate​ simples​ de​sua​avó​materna.​Logo​após​seus​primeiros​ impulsos,​ seu​ tio​ Sandro​ sentiu​ o​ interesse​ e​ resolveu​ comprar​ um​ skate​ de​ uma​ qualidade​ superior.​Com​o​passar​dos​anos​foi​percebendo​ a​ paixão,​ andado​ pela​ cidade,​ descendo​ e​ subindo​ calçadas,​ apadrinhando​ novas​ amizades​ e​ evoluindo.​ Pela​ necessidade​ de​ locais​ apropriados​ para​ andar,​ em​ meados​ de​ 2000​ os​ skatistas​ construíam​ seus​ obstáculos,​ seu​ Pai​ morava​ próximo​ a​ um​ dos​ picos​ e​ foi​ nas​ calçadas​ das​ ruas​ de​ Pelotas​ que​ Flávio​ conheceu​ Leonardo​ Nunes,​ Pok​ Sombra,​ Ary​ Carvalho,​Emanuel​Bueno​entre​outros​primeiros​ amigos​no​skate.​Como​todos​skatistas,​cada​um​ de​nós​veio​de​um​lugar​e​teve​seus​desafi​os.​ Seus​ amigos​ mais​ experientes​ Alexandre​ Mamão​e​Rogério​Pinto,​levaram​nos​primeiros​ espaços​skatáveis,​mesmo​criança,​a​paixão​e​a​ determinação​para​se​tornar​skatista​profi​ssional​ só​ aumentava.​ ​ Provavelmente​ você​ e​ suas​ origens​tem​aquelas​amizades​forte,​com​Otávio​ Sousa,​ Xis​ e​ Rodrigo​ Costelinha​ estreou​ seus​ embalos​na​praça​central​da​cidade,​conhecendo​ a​ inspiração​ Anderson​ Pelézinho​ que​ ali​ manobrava.​Ainda​em​Pelotas,​junto​com​a​Nova​ Geração​ Escola​ de​ skate,​ Moreira​ idealizou​ projetos​sociais​como​ofi​cinas​de​skate​ajudando​ e​incentivando​milhares​de​crianças​e​jovens.​

MANOBRA: FIVE-O GRIND

MANOBRA: FIVE-O GRIND

Atualmente​morando​em​Palhoça/SC,​mentaliza​ o​ sonho​ de​ skatista​ profi​ssional.​ Anda​ em​ diversas​modalidades​do​skate​e​sua​preferência​ é​utilizar​o​mobiliário​urbano​como​corrimãos,​gap​ e​escadas.​Com​sua​especialidade​e​estilo,​deixa​ seu​skate​registrado​em​diversos​picos.​ “Agradeço sempre Deus em primeiro lugar, a Deccs Magazine pela oportunidade que todos e todas skatistas merecem, meus amigos que acreditam no corre e deixo a mensagem que todo sonho é possível, acredite!” Flávio Moreira." Texto por: @emanuelbuenosk8

MANOBRA: OLLIE

Foto: Daniel Bob Insta: @danielbobfotos

Deccs Magazine 21


CASA MÁGICA A

ideia da Casa Mágica surgiu a mais de 8 anos, e o que inicialmente era apenas um projeto sem fins lucrativos de construir uma pista de skate na minha casa que proporcionasse a possibilidade de voar, naturalmente se uniu com as idéias de novos participantes ativos na construção deste espaço, que agora se mostra como um centro cultural e esportivo. Na parte da frente da casa há um estúdio de tatuagem, onde Juliana, estudante de arte, e Amanda, trabalham e dão aula. Quando vieram, trouxeram consigo muitas ideias e atividades, como as aulas de desenho, a biblioteca comunitária Ito da Silva e eventos. Durante a pandemia, elas estão reformando a antiga cantina da casa. Eu trabalho no local com aulas de skate e este é meu principal ganha pão. Como autônomo, precisava de uma pista para treinar e para dar aulas. Esta pista ainda está em andamento, e já sofreu algumas modificações; já tivemos uma mini mega rampa e uma grande 45º, com corrimão que descia do deck para a pista. Hoje temos um bowl do qual falta uma parte para ser concluído, e uma mini pista também em processo de finalização, assim como a rampa de acessibilidade ao espaço. Ao redor das pistas, hortas e canteiros, fruto da permacultura urbana, florescem e produzem o ano todo, e são cultivadas pelos frequentadores. Soma-se ao projeto, a utilização de construções sustentáveis, incluindo as pistas que usufruem de técnicas de reciclagem e reaproveitamento, e banheiros com fossas ecológicas. Já organizamos alguns eventos culturais e best tricks, exposições de arte e a apresentação de alguns músicos, em sua maioria artistas locais, além de parcerias com a feira orgânica do MST, artesãos e comunidade. Também somos parceiros de projetos sociais que fomentam o esporte e arte na cidade, que é carente de pontos de cultura e qualidade de vida. Em nosso espaço também recebemos entidades e grupos de estudos para palestras e atividades, incentivando a organização popular, sustentabilidade e a troca de conhecimento. 22 Deccs Magazine

Skater: Pedro Henrique Foto: Vitor Pamplona Manobra: Fakie ollie

Skater: Pedro Henrique Foto: Daniel Bob Insta: @danielbobfotos Manobra: Backside grind

Skater: Bernard Silveira Foto: Vitor Pamplona Manobra: Fs air


Dentinho 180 fackie nose grind

r ies elic sé psicod

e i r é s c i l e d Psico

whatsapp 79 - 99984-1524 99984-15 funhousedistribuidora@hotmail.co