Page 1

DECCS

ANO 01 - JANEIRO DE 2020 - NUMERO 05 - R$5,99

m a g a z i n e m a g a z i n e

DESTAQUE

DANILO GARCIA DANIEL SANTOS JANAÍNA RENATA

CONEXÃO AMADOR Eduardo Campos Thomas Nascimento Marcelo Bueno

MATERIA SKATE POÉTICO Alexandre Romero

#05

VIVENCIE O SKATEBOARD Capa: Danilo Garcia Manobra: rockslide Foto: Rogério febem


entrevista // MARCELO BUENO

esportes também. O SKATE poderia ser melhor explorado, agora que tem destaque como esporte olímpico, e o poder publico deveria lançar melhores propostas para incetivo ao esporte e aos espaços utilizados a pratica. skatista profissional em quem se espelha: Meus parceiros ...Mike Dias , Diego Fonte, Danilo Rosario ,Marcos Camazano, André Hiena, Marcelo Formiga, Orivaldo Augusto " Sujeira", Rafael Finha,...entre outos.

Marcelo Bueno Qual o seu setup atual: Shape Rua1, skateboard 8.5 Truck Intruder 149,rodas Bones 56 100a,rolamento minilogo

O que não suporta mais ver no skate: Alguma atitudes " panelas" que com o tempo vão ser mais normais, pela falta de pesquisa da nova geração para conhecer os atletas mais antigos e não apenas se ater as redes sociais. Ver o tempo que a pessoa esta encima do skate, o que ele já fez e faz pelo skate até hoje, , o respeito e o carinho pelo skate e a família skateboard. Manobras que ainda pretende acertar: 180 F/S Flip Nosegrind, Barley Grind Principais redes sociais que usa: Insta @marcelobuenoprado Face: @MarcelobuenoLobinho

Atual melhor equipe de skate Brasileiro: Vans Amador que gostaria de ver pro: Gabriel Fortunato Fale um pouco sobre seu foco em 2020: Meu foco em 2020 é buscar uma evolução maior como pessoa, aprender manobras novas , programar novas viagens e realizar alguns projetos relacionado ao skate ,como também ajudar mais as pessoas a evoluir com bons gestos, trabalhar para poder ter coisas minhas de satisfação pessoal como todos queremos; um canto, um carro e evoluir cada vez mais como skatista e ser humano. Você tem patrocínios ou apoios: Rua1, Psm shapes Conte para nos uma trip que marcou: A ultima Trip que me marcou foi a viajem a BA - Argentina, tive a oportunidade de conhecer uma cultura nova, conhecer novos lugares e entender um pouco da cultura local.

Melhor sessão na trip: Foi um ollie que acertei de um monumento no meio da avenida um gap diferente. O que você tem feito hoje? Tem algo a nós contar sobre os seus treinos e planos futuros? Hoje sou skatista amador, e tento andar de skate no minimo 3 vezes na semana ,mas divido o meu tempo também com trabalho, pois sou publicitário e trabalho com designer publicitário desenvolvendo peças gráficas. O que você tem a dizer para os outros skatistas brasileiros: Quando gente tem um sonho temos que correr atras dele, obstáculos sempre teremos na vida mas o skate nos ensina e nos ajuda em nossa caminhada, temos que aprender a cair e levantar superando barreiras. E independente de quem você seja, estude, para ninguém possa enganar você na vida ou passar para traz. O skate é um esporte lindo mais tem seus altos e baixos. Fique à vontade para se expressar a todos que estão lendo sua entrevista: Gostaria muito que nosso esporte fosse mais valorizado ,que nossos atletas tivessem melhores condições de desenvolvimento no esporte e equipamentos , pois no Brasil temos excelentes atletas que muitas vezes desistem de andar de skate por falta de incentivo. Quero que o poder publico incentive mais os espaços de cultura e ongs como a " Ong Social Skate" , pois vejo muitos lugares abandonados que poderiam ser utilizados para pratica do esporte e desenvolvimento da cultura e educação. Agradecer a Deus e a minha família.

foto: Sid Pics "Sidão" Insta: @sidpicsfotografo

Maior dificuldade em ser skatista na sua área: A maior dificuldade e a falta de incentivo ao esporte pelo poder publico aqui na região. Não só ao skate mais outros

marca fora do skate que gostaria de ter patrocinado: RedBull, Sony

Foi legal pois consegui produzir um material sobre uma pista localizada no bairro de Palermo a plaza Haití onde fiz uma amizade muito baca com os locais alem do lugar lindo.

Skater: Marelo Bueno do Prado Apelido: Lobinho 31 anos 16 de skate, Atual: Jundiaí - Sp insta: @marcelobuenoprado

02 2020Janeiro N05 DECCS SKATE

" Se Tu Lutas Tu Conquistas " SNJ


DANIEL SANTOS//

MATERIA

e

foto: Daniel amorim santos Insta: @amorim_skateboh

u me chamo Daniel, tenho 17 anos e atualmente moro em são paulo com meus dois irmãos, vou contar um trechinho da minha história, bom eu adoeci, contrai meningite aos 6 anos de idade, então eu acabei perdendo meus membros superiores e inferiores, ai por dificuldades em casa meus irmãos e eu nos separamos na infância e ficamos em alguns lugares diferentes, eu e mais dois fomos para um abrigo, onde eu ganhei meu primeiro skate de rodinhas de gel da minha irmã Sandrinha e apaixonei pelo esporte até que minha tia Marlene nos adotou e cuidou muito bem de nós até meus 16 anos, quando fui morar com meus irmão onde estou hoje. Ainda pratico e me aprimoro cada vez mais, quando não estou na escola ou estudando em casa eu saio para dar umas voltas de skate como na chácara do jokei clube são Paulo, as pessoas que mais me ajudaram e me impulsionaram foram meus irmãos Rony e Antônio, meu irmão Antônio até voltou a andar de skate pelo meu isentivo, mais eles dois me deram dicas como andar, os locais e muito apoio no skate e tem ainda mais um cara excelente e especial que também me ajudou muito chamado Zaka que praticamente me proporcionou com um skate profissional que me levou a um outro patamar e alguns acessórios incríveis de sua loja Zakalifestyle e hoje eu pratico todo tipo de esporte eu faço natação, jogo vôlei mais o esporte que eu mais amo é o skate. Estou em busca dos meus sonhos, buscando aprender mais e mais, e especialmente buscando um patrocínio para expandir meus horizontes e poder ter acesso a qualidade de produtos e acessibilidade.

2020Janeiro N05 DECCS SKATE 03


INDICE

Marelo Bueno_______________02 Daniel Santos:________________03 Danilo Garcia:________________08-09 JANAINA RENATA:_______________10-11 Skate Poetico:________________12-13 Freestyle - Thomas Nascimento:_16

DECCS MAGAZINE Chegamos na edição N05 Janeiro, tenho que agradecer a todos que estão abraçando a deccs de uma maneira incrível e acolhedor, Incrível satisfação por todos que estão na edição N05 voces são grandes skatistas foquem e nunca deixem de acreditar que vocês vão chegar acredite e voe OBRIGADO A TODOS GRATIDÃO.

Editorial Diretor Editorial

DECCS

Editor Revista

DECCS

Revisão DECCS Edição

JANEIRO N05

Assinantes

www.facebook.com/deccsmagazine www.deccsmagazine.com.br A revista deccs magazine é uma publicação Quinzenal dcs Fotografia @rogeriofebem,@andersonfernandesmct,@ RAFAEL_AARAUJO,@ ROBERTDIASPHOTOGRAPHER,@ thiago_silvaphotos,@osphereclothing,@ rogertil1960,@danielvargasphoto,@ Outravisão,@Pam Bassolli, @amorim_skateboh

CAPA: Danilo Garcia, esta em nossa capa de Janeiro N05, com um rockslide monstro perfeito, acompanhe a entrevista inédita. Corre lá Pag, 08-09.

04 2020Janeiro N05 DECCS SKATE

‘‘

Esse dia foi um dia especial pra mim ,todos

skatista sonha em um dia andar em uma piscina abandonada né aquela essência que vem desde do começo do skate né aqueles vídeos que você assisti desde criança os skatistas da Califórnia invadindo as piscinas você realmente se encontra no berço do skateboarding aquela piscina suja com água parada mosquito barata rato e você ali sessão única ainda mais dando wall ride quando você aprende a adar de skateboarding nas paredes e que o nível elevou mesmo você já andou muito no chão já voou bastante agora e hora de experimentar novas experiências andar pelas paredes sessão única esse dia foi um dos mais loco tava praticamente quase toda família Lion Roots presente no pico aquela energia né todos marretando muita diversão eu filmava meus amigos meus amigos me filmava foi Real skateboarding essa foto foi tirada nada mais nada menos pelo Boss skateboarding Rogério Febém gratidão eterna família (satisfy my soul)

‘‘

ANO 01 - JANEIRO DE 2020 - NUMERO 05 REME PELAS PAGINAS


SKATE PRO // CONEXAO

foto: Rogério Febem Insta: @rogeriofebem

manobra: wall ride

Skater: Robison Godoy tigre Apelido: Tarzan 28 anos 15 de skate, Natural do Paraná, Atual: Tokyo Japão insta: @tarzan.skt

2020Janeiro N05 DECCS SKATE 05


Materia // Fingerboards - Kaue Santos

kauê santos

A

ntes mesmo de largar a chupeta, Kaue já era fissurado pelo skate de dedo, me lembro que não largava o finger por nada e se alguém tirasse da mão dele chorava sem parar... Tendo como influencias ,o pai,o irmão que também andava de skate mas brinca com o finger até hoje e o tio Fabrizio Santos (Cara de Sapo) que atualmente trabalha com construção de pistas de fingerboards nos Estados Unidos, vem colecionando skatinhos de dedo e aprendendo manobras novas diariamente... Pra ele qualquer lugar vira obstáculo (risos) , só participou de um campeonato até hoje, aos 5 anos de idade, ficando em terceiro lugar ! Siga ele no instagram @kauefer10 , aproveita o espaço na Deccs pra agradecer a oportunidade e as marcas que sempre chegam junto... " Fingerboard é vida, ajuda a treinar minha mente"

Nome completo: Enzo Kaue Santos Fernandes idade: 10 anos, skater desde os 2 anos, fingerboarder desde os 3 anos Apoio: Narina, McTWIST, i9 fingerboards

06 2020Janeiro N05 DECCS SKATE

texto e fotos : Anderson Fernandes


2019Dezembro DECCS SKATE 07


MATERIA // DANILO GARCIA

Danilo Garcia

MINHA HISTÓRIA

S

ou Danilo Garcia,tenho 26anos e sou local da cidade de Apucarana-pr! comecei a anda de skate com 12 anos, em dezembro de 2005,no bairro onde eu morava tinha vários skatistas,lembro que via eles passando em uns 15 pia,eu pirava naquilo,mais eu morava na primeira rua,onde a moda mesmo era vender droga,até que um dia um amigo meu compro um skate por 1 pedra de crack,um skate bem velho sem tail e sem nose,comprei dele na hora,ele me vendeu por 10 reais,foi ai que comecei a cola com os pia das ruas de baixo a galera que andava de skate,eles tinha vários corrimão,caixote,trilho de trem,rampinhas e vários outros obstáculos na rua,eu aquele piazinho de 12 anos pirava na pistinha,andava o dia todo e anoite ficava na esquina vendendo droga,rápido,já fui preso tendo como pena que frequentar a "casa da gente" que oferecia o skate escola para os menor infrator e os demais crianças e adolescentes dos bairros da região,o professor era o rogerio febem,foi ai que conheci mais de perto esse monstro,com o tempo ele começou a levar alguns alunos em campeonatos nas cidades vizinhas e eu estava sempre envolvido, na época ainda mirim ganhei vários campeonatos e tive ate a oportunidade de ir pá sp para só estudar e andar de skate,mais como eu estava iludido naquele mundo podre que é o crime,onde eu via mais futuro para mim do que no skate, não fui. Com 16 anos eu já tinha 3 passagens por trafico, fora outras que ganhei no decorrer da caminhada,como desacato desobediência e resistência por exemplo,mais não parava,com 17 anos fui preso pela 4 vez por trafico,foi ai que tirei minha primeira cadeia,fiquei 1 ano e sai mais revoltado ainda,eu já não era mais só um traficante ,eu tava emocionado,comecei a usar drogas demais cheguei a deixar o skate, já de maior fui preso varias vezes em pequenos crimes em pró da droga,ficava 4 meses,8 meses,1 ano preso as vezes andava de skate nesses intervalo,no total fiquei 4 anos e 6 meses preso com idas e voltas,13 anos iludido no crime,fui de traficante a noiado porque o que você planta você colhe,de uma forma ou de outra,essa foi a minha....mais ano passado mais uma vez dentro de uma cela parei,pensei caralho Danilo até quando isso?! orra foi uma facada no meu peito hora que eu cai na real,mais ali ainda preso e cheio de maldade sabia que eu ainda tinha mais uma opção, o SKATE ,coisa que eu amo fazer e que sou bom...lá dentro mesmo decidi que faria acontecer ,meu skate tinha que dar certo,então la dentro mesmo da cadeia comecei muda minhas atitudes,entre eu e Deus,e Deus viu meu esforço e de uma simples conversa em uma rede social ele mi presenteou com uma linda esposa Aline luzia Garcia que só veio pra somar acendendo ainda mais meu sonho de viver do skate,depois que conheci minha esposa fiquei mais 4 meses preso,mais foi bem mais fácil ,eu sabia que estava fazendo tudo certinho e que assim Deus tinha o melhor pra mim. Assim que sai já comprei meu skate e comecei a treina, não como antes,mais como alguém que deseja viver do skate, alguém que tem uma mãe que sofreu a vida inteira e ja ta na hora de sentir um poco de orgulho(skateproporciona) Como alguém que tem uma esposa que acredito quando ninguém mais acreditava,e eu não posso decepcionar Como alguém que clamo por mais uma chance pra Deus,e foi concedido.... Deus uso o skate pra mi salva Deus uso o skate pra mostra para mim que quando você faz para agradar ou pelo menos evita desagradar Ele,Deus toca nas nossas vidas. Primeiro o convite para 4 edição da revista, agora essa matéria, Tem como falar que não é Deus?! Obrigado deccs magazine pela oportunidade e fortalecimento, Obrigado Rogerio Febem pela força, Obrigado Aline Garcia por acredita

08 2020Janeiro N05 DECCS SKATE

SKATE SALVA!


DANILO GARCIA// MATERIA foto: Rogério Febem Insta: @rogeriofebem

26 Anos, 13 anos de skate, Apucarana-Pr Manobra: Wallride stall

2020Janeiro N05 DECCS SKATE 09


ENTREVISTA // SKATE FEMININO

MANOBRA: BLUNT

JANAINA RENATA

foto: RAFAEL ARAUJO Insta: @RAFAEL_AARAUJO

Quando você começou a andar de skate? Como foi esse começo?

COMECEI A ANDAR QUANDO VI UNS AMIGOS DESCENDO A RUA DA MINHA CASA EM 1998/1999.FOI MUITO DIFÍCIL, ERA QUASE 15 MENINOS E SO EU DE MENINA E AS PESSOAS NÃO TINHA UMA VISÃO BOA DO SKT PRINCIPALMENTE PRATICADO POR MENINA .

Qual foi o maior incentivo? MEU IRMÃO POR TER ME DADO UM SKT DE QUALIDADE. E ESTES AMIGOS QUE SEMPRE ME INCENTIVAVA.

Qual manobra foi a mais difícil?

FLIP , EU CHORAVA KKK E OS MENINOS SEMPRE ALI MANDANDO KKK .ATÉ PENSEI EM DESISTIR

Que tipo de som você curte ouvir para andar? RAP, GOSPEL ,LOUVORES ...

Indique uma música perfeita para o rolê? GOSTO MUITO DO PREGADOR LUO: MAUS TEMPOS

Qual o Skate Park em que você mais gostou de andar? A PISTA DO CORINTHIANS EM SÃO PAULO

Você tem patrocínios ou apoios?

NÃO. SÓ AJUDA . SOU FLOW DE UMA MARCA DE SHAPE DAQUI (ASP DECKES) DE UMA PISTA AQUI CHAMADA BLUNT TENHO O APOIO PARA PODER ANDAR LÁ . SEMPRE QUE TEM EVENTOS PEÇO AJUDA PARA AS PESSOAS ( FAÇO RIFA . COM AS PREMIAÇÃO QUE GANHO EM CAMPEONATO ) PARA PODER PAGAR AS DESPESAS

10 2020Janeiro N05 DECCS SKATE

Qual foi a sua melhor premiação/pontuação atingida? 2015 BRASILEIRO FEMININO NO RIO 2°LUGAR NO BRASILEIRO 2018 CAMPEA BRASILEIRA MASTER STREET

Qual o seu maior sonho?

SEMPRE PODER ESTAR COM SAÚDE , COM MINHA FAMILIA E FAZENDO O QUE GOSTO

Qual o seu setup atual?

KKK ANDO COM QUE TEM KKKK. MAS ATUALMENTE ANDO COM SHAPE : ASP 8.0, LIXA :JONH , ROLAMENTO HONDAR , RODA : FLH E TRUCK: THUNDER .QUE PELA PRIMEIRA VEZ EM QUASE 20 ANOS DE SKT PUDE COMPRAR UM NOVO KKK E ME DAR DE PRESENTE KKK

O que você tem feito hoje? Tem algo a nos contar sobre os seus treinos e planos futuros? SÓ FAÇO UM CAMINHADA DE LEVE MESMO ,MAS CLARO QUE GOSTARIA DE TER UM ACOMPANHAMENTO SIM , ATÉ MESMO PELA MINHA IDADE E DE NÃO ESTAR PRATICANDO TODOS OS DIA. MAS QUEM SABE PORTAS POSSAM SER ABERTAS . TEMOS UMA PAGINA NO INSTAGRAM COM AS ARTES QUE FAZEMOS @GFARTESKT QUE REUTILIZAMOS DE FORMA SUSTENTÁVEL AS PEÇAS DE SKT PARA FAZER VARIAS ARTES .

O que você tem a dizer para as outras skatistas brasileiras?

SEJA VOCÊ .NÃO PASSE POR CIMA DE NINGUÉM ,NINGUÉM E MELHOR QUE NINGUÉM NEM PIOR . ELOGIE ,AJUDE , OFEREÇA AJUDA , APLAUDA, COMEMORE. NÃO PERCA A SUA IDENTIDADE PARA PODER FAZER PARTE DE GRUPOS PARA SER ACEITA . VOCÊ E IMPORTANTE. LEMBRE DE ONDE VOCÊ VEIO E QUEM VOCÊ E.


SKATE FEMININO

O que não suporta mais ver no skate:

COBRANÇAS DE PAIS COM OS SEUS FILHOS OU ATÉ MESMO DOS PRÓPRIOS SKATISTAS .QUE NÃO SOMOS MAQUINAS ERRAMOS MAIS QUE ACERTAMOS .... A PANELINHA (NÃO SOU CONTRA TER GRUPOS ,MAS QUANDO VC FECHA A TAMPA DA PANELA E NÃO DEIXA NINGUÉM ENTRAR KK AI DA PRESSÃO ) O ESTRELISMO E FALTA DE HUMILDADE . EM VER QUE NEM TODOS RESPEITAM A CATEGORIA FEMININO NOS EVENTOS . EM DAR PREMIAÇÕES QUE NÃO SÃO COMPATÍVEL AS MENINAS .... A FALTA DE VALORIZAÇÃO DAS MARCAS EM NÃO APOIAR AS MENINAS

Manobras que ainda pretende acertar:

NA VERDADE KKK O QUE EU ACERTA E LUCRO KKK . MAS E CLARO QUE POR NÃO ANDAR DIARIAMENTE TENTO MELHORAR AS QUE SEI , KKK VOLTAR A MANDAR FLIP SWITCH

Principais redes sociais que usa indique: NÃO SOU MUITO TECNOLÓGICA NÃO KKK, MAS USO MAIS O INSTAGRAM

Maior dificuldade em ser skatista na sua área:

OLHA CREIO QUE SERIA A VALORIZAÇÃO , EM SABER DAS DIFICULDADES. E QUE SE EU NÃO TENTAR NINGUM VAI TENTAR POR MIM.

skatista profissional em quem se espelha:

KAREN FEITOSA , BADEL, MAZETO . E É CLARO TODAS AS MÃES ,MULHERES SKATISTAS QUE ESTÃO

ANDANDO DE SKT INDEPENDENTE SE SÃO CONHECIDAS OU NÃO .

marca fora do skate que

gostaria de ter patrocinado: DE TODAS QUE RECONHECE O SKT E QUE VALORIZE A MULHER .

Atual melhor equipe de skate Brasileiro:

A NOSSA SELEÇÃO BRASILEIRA DE SKT ESTÁ MUITO BEM REPRESENTADA POR TODA SUA EQUIPE TANTO MASCULINA COMO A FEMININA . FICO MUITO FELIZ EM SABER QUE TEMOS PEDRAS PRECIOSAS NO NOSSO PAIS E VEJO QUE O BRASIL E UM POLO DO SKT . MUITAS DESTAS PEDRAS PRECIOSAS SÃO CONHECIDAS E MUITAS AINDA ESTÃO SENDO LAPIDADAS E NÃO TEM ESTÁ VISIBILIDADE. MAS CREIO QUE ISSO PODE MELHORAR .

Amador que gostaria de ver pro:

NOSSA SÃO TANTOS SKATISTAS QUE ESTÃO ALMEJANDO SE PROFISSIONALIZAR, QUE GOSTARIA QUE TODOS PUDESSE REALIZAR ESTE SONHO. MAS DAQUI DE BH QUE CONHEÇO E ADMIRO E TAMBÉM ANDOU COMIGO QUANDO ELE COMEÇOU E O : THIAGO ANTUNES – PICOMANO MUITO ESFORÇADO E DEDICADO .... QUE OS SKATISTAS AO PASSAR PARA PRO NÃO SEJA SOMENTE UM NOME . ESPERO QUE AO VIRAR PROFISSIONAL TODOS POSSAM SER VALORIZADOS, RECONHECIDOS E POSSAM SUSTENTAR SUAS FAMÍLIAS E VIVER DO SKT .

// entrevista

Fale um pouco sobre seu foco para 2020:

NÃO TENHO POR AGORA NADA FOCADO NÃO , MAS POR TER PARTICIPADO DO BRASILEIRO FEMININO E TER CONSEGUIDO UMA VAGA PARA REPRESENTAR O BRASIL NO PAN EM SETEMBRO NO RIO (STREET MASTER )GOSTARIA MUITO DE PARTICIPAR, MAS TENHO QUE FAZER SEMPRE ALGO PARA PODER PARTICIPAR *RIFA* E PEDIR AJUDA .

Fique à vontade para se expressar a todos que estão lendo sua entrevista:

VOU FALAR UM POUCO DE MIM KKK. SOU CASADA, MÃE, ANDO DE SKT SÓ 4X POR MÊS POR VOLTA DE 1:00 OU 1:30 QUANDO DA ... SINTO MUITA DIFICULDADE EM CONCENTRAR OU MELHOR, FOCAR QUANDO ESTOU ANDANDO, CLARO QUE PERCEBO QUE NEM SEMPRE AS MANOBRAS ESTÃO NO PÉ .E CLARO QUE TAMBÉM EM APRENDER NOVAS KK . TER UM FILHO E UMA FAMÍLIA SÃO A MELHOR PREMIAÇÕES QUE TENHO . CONVERSO BASTANTE COM MENINAS QUE TAMBÉM SÃO MÃES E TEM TAMBÉM ESTÁ MESMA DIFICULDADE, ALGUMAS ATÉ PARARAM DE ANDAR .

39 Anos, 21 anos de skate, CONTAGEM –MG .

FÉ EM DEUS E PÉ NA TÁBUA 2020Janeiro N05 DECCS SKATE 11


MATERIA // SKATE-POÉTICO foto: Thiago Silva Insta: @thiago_silvaphotos

“SKATE POÉTICO”

O

“Skate Poético” consiste em um projeto social de educação informal, criado por dois jovens skatistas, Nanderson e Kevin, no ano de 2016, no bairro Jardim Romano, extremo leste de São Paulo. Sua finalidade é usar o skate como ferramenta de inclusão de crianças, jovens e adultos no universo da leitura de diversos gêneros textuais, sobretudo da poesia por acreditarmos ser mais flexível e dar mais liberdade em ir além do uso formal da língua portuguesa. Além de aulas de skate, leitura e interpretação de textos, o projeto abrange também oficinas de marcenaria ( onde os alunos aprendem a construir seus próprios obstáculos de skate), oficinas de customização de lixas (onde os alunos aprendem a criar estêncil com uso de ferramentas manuais e digitais), oficinas de fabricação de shapes sustentáveis. O projeto, como um todo, se fundamenta em documentos oficias, como os Parâmetros Curriculares Nacionais e seus temas transversais, que são temas de relevância social, tais como: ética, meio ambiente, saúde, pluralidade cultural, trabalho e consumo, entre outros. Nessa perspectiva, iniciamos nossas atividades com rodas de conversas onde dialogamos essas 12 2020Janeiro N05 DECCS SKATE

temáticas, problematizando-as e propondo que os alunos construam poesias sobre os temas discutidos em aula. Temos em vista o skate não apenas como uma prática operacionada e estereotipada, mas como uma ferramenta fundamentalmente educativa, inclusiva e para formação de um indivíduo autônomo que reivindique espaços específicos para a pratica do skate, contribuindo dessa forma para a formação de um cidadão crítico e participativo, um Skatista Cidadão. Todos os integrantes do Coletivo “Ápice Periférico” e do Projeto “Skate Poético” são moradores do Jardim romano e tem percebido as péssimas condições da qualidade de vida da maioria dos moradores da região, entre outras coisas, no que refere-se ao acesso à cultura, lazer e alfabetização. Diante dessas circunstâncias não é difícil nos depararmos com jovens e crianças que sem nenhuma instrução e perspectivas acabam se envolvendo no submundo das drogas e criminalidade, jovens estes que possuem um baixo nível de alfabetização e conscientização política. Sendo assim, ao utilizar o skate como ferramenta para leitura, nosso objetivo é possibilitar o acesso à diversidade cultural e participação social, contribuindo para a redução de riscos e melhoria da condição de vida dos moradores da região. Não obstante a falta de iniciativa e atenção dos órgão públicos em relação a esses assuntos, o coletivo “Ápice Periférico” nesses dois anos já desenvolveu três campeonatos de skate, em parceria com lojas; shows com bandas (rap, rock, rap, reggae) e saraus, abordando debates sociais e políticos. De acordo com essa perspectiva, o objetivo do Ápice Periférico é dar a oportunidade para que as pessoas possam vivenciar esses momentos de alegria, curtição e respeito mútuo com todos os participantes, organizadores e apoiadores desta ação. Bem como valorizar os temas transversais e proporcionar acesso à diversidade cultural e a conscientização, não só social e política, mas também corporal, isto é, contribuir para uma educação de corpo inteiro.


SKATE-POÉTICO // MATERIA foto: Thiago Silva Insta: @thiago_silvaphotos

2020Janeiro N05 DECCS SKATE 13


Materia // Alexandre Romero

n

o skate tudo começou nos anos 80 quando eu vi meus primos andando de Bob les um tipo de carrinho misturado com e skate que os caras desciam deitados nele numa auto velocidade em ladeiras iradas do bairro em que eu morava tinha, eu tinha uns 8 a 9 anos de idade e então nesse meio aparecerão alguns manos com skates mesmo e ainda os bandeirantes e uns costa norte , poh eu não sabia mas ao passar do tempo foi descobrindo qual era a melhor marca kkkk ai um dos primos começou a andar de skate era uma junção de pessoas de patins com um pedaço de madeira tirado dos caixotes de frutas kkkk mas eu então ia passear na casa dele então foi amor a primeira vista em 1985 que fiquei em pé pela primeira vez no skate daí eu descia a rua e me imaginava encima de uma prancha de surf dentro de uma grande Honda kkkkk era incriável mais minha mãe me bateu muito pois era uma aventura perigosíssima kkkkkk ai meu sonho era ter um skate de verdade mas grana era zero não rolava morava na periferia de São Paulo z. L não conhecia ninguém que andava com um skate de verdade aí já tinha 14 anos comecei no meu primeiro trampo de office boy no centro de São Paulo que também era uns dos meus sonhos de independência nossa foi foda conhecia o centro andava com o guia São Paulo na pasta era o GPS DA ÉPOCA e não falhava kkkkk então eu conhecia as lojas da época como mapim e a mesblla no centro aí eu ia na seção de brinquedos e então avistei meu sonho de consumo um skate nossa era de uma marca cost com rodas de sabão kkkkk truks muito duro rolamento de bilhas madeira era uma especie de uma bolacha Mirabel kkkkkk nossa meu primeiro salário foi lá todo contente e comprei meu primeiro skate kkkk eu levei para casa parecia um sonho mas cara quando pois ele no asfalto meu descobri o tombo eu primeiro ren gep kkkkk não conseguia parar em pé kkkkkk ai eu descobri a roda de sabão kkkkkk fora o vária tentativas kkkk então eu vi que andar de skate era difícil não só pelas manobras mas pelo custo alto para manter, sai com meu skate de brinquedo pelo mundo então descobri que no meu bairro tinha uns caras do outro lado da linha do trem em guaianases uns caras malucos que tinham feito uma rampa monstra na rua e fui sem conhecer ninguém meu os caras eram loucos davam várias batidas de bek said front sid kkkkk foi mas aí meu skate de plástico eu não parava encima como eu iria chegar nesse nível kkkkk fui aí que eu conheci um mano o amarelo ele era um mano mil gral skete board na veia aí ele foi me ensinando e corre do skate para eu poder obter umas peças melhor e de verdade então foi pegando jeito e o amor foi crescendo e eu descobrir a loja star poit a franett e trabalhando e andando e começou o street no Brasil em seguida o Dew hiw slyd aí comecei nuns campeonatos de bairro iniciantes peguei a época da proibição do janio quadros começando a proibir no Ibirapuera e depois em todos lugares de São Paulo foi foda mas tá ligado o skete se uniu aí já vio até hoje tai um esporte hoje olímpico kkkkk mas nos viemos de uma época difícil poucas pistas pouquíssima lojas apropriadas mas amamos o que fazemos e correremos a traz e eu tive o azar um gravíssimo acidente de moto que me machucou muito as pernas braços cabeça foram violentamente atingindo aí tá ligado sem andar de skete por anos e isso rolou em 2010. Em 2015 me casei em tão vim para o Rio de Janeiro em unamar Cabo frio em tão poh já tinha me recuperado legal do acidente mas fiquei muito tempo sem andar mas aí aqui em unamar não tem nada de skate nem quem anda aí e que eu peguei o telefone e comecei a entrar em contato com vários manos das antigas. Que ainda estão no mercado mas apoio moral foram vários mas o material só um mano que apoiou e apoia até hoje e v i r o u meu irmãozão de coração o Cidy Nei Dantas o néx da presti Maia na zona leste o mano foi e é um dos responsável por todo meu recomeço aí ele me mandou shep, rodas, rolamento, truks, um tênis, aí eu sai na luta para montar minha mini remp aí cara e for fun sempre.

Alexandre Romero 14 2020Janeiro N05 DECCS SKATE


SKATE Longboard // entrevista Vejo que voce tem muitas variação de manobras, quem foi sua inspiração para conseguir executá las ? Para ser sincero, não tive uma inspiração, pois sempre treinei mais sozinho. A questão é que sempre “estudei” outros riders, como Alan Deilon, nas tricks de Old School, Adrian Poral, nas tricks de Flip.

Eduardo Campos Qual foi seu ponto inicial no Longboard? Quando e como? E há quanto tempo prática? Meu ponto inicial foi em 2012, quando visitava o ibirapuera para praticar basquete, e ao passar na marquise, via pessoas praticando, ate que um dia decidi ir com um amigo que tinha um Longboard, e peguei para andar, foi uma sensação única. Quais foram suas dificuldades no início? E qual conselho pode dar para a galera que quer começar ou que está começando? As dificuldades no inicio são iguais a de quem quer começar no street, as primeiras tricks, aprender um varial ou um flip, a questao é apenas não desistir, e ter sempre algum amigo para te ajudar na motivacao ou dando algumas dicas. Qual marca Brasileira de skate long voce gostaria de ter como seu patrocinador? eu tenho muito interesse de conseguir um apoio de tenis principalmente, como a Comply ou a Hocks, mas infelizmente o cenário do longboard ainda é recente, e sofre de preconceitos pelo fato de que as pessoas ainda acham que é um esporte de “passeio” Como atleta, o que deseja para o esporte e o que deseja para si mesmo? principalmente que o cenário da modalidade cresça e chegue um dia a ser um esporte olímpico que nem o skate.E pessoal, espero um dia me tornar referencia na historia do skate. Uma trip de skate? Conta pra gente sobre sua experiência! Eu vou fazer uma trip para a California final de janeiro, essa vai ser legal contar depois as historias, mas de que já fiz, foi para o Mundial de Longboars na Holanda. Tive a oportunidade de conhecer pessoas do mundo inteiro praticantes, mostrar o potencial brasileiro no esporte, ser preso por acertar um carro sem querer com o skate (parte ruim e engracada), mas foi incrível, alem de que nessa viagem pude passar um mês no polo mundial do longboard, a França. Foi sensacional tanto de realização pessoal e profissional.

Estreou 2020 com um novo video, (Longboard Greetings from São Paulo) conte sobre seu video? Vem mais novidade por aí? Como falei anteriormente, vou fazer essa viagem para California no final de Janeiro, então provável que mais uma video parte venha, e sobre o video, quis mostrar que São Paulo é uma cidade perfeita para o skate, e que nela, podemos desenvolver nosso potencial em diversos picos. Foram 4 picos no total, que tem tanto importância pessoal, quanto importância no cenário do skate paulistano. (roosevelt, ipiranga, carandiru, anhangabau) É uma video parte que fiz questão que cada linha tivesse o meu melhor, com tricks que nunca foram feitas no longboard mundial e ate as vezes no Skate Normal, como fakie bigger flip crossland, ou oldschool fakie 360 flip body varial.

Fakie No comply biggerspin flip

Quais suas influências e inspirações? minha maior inspiração sou eu mesmo haha, quer dizer, tento sempre me superar a todo treino e video. Mas tenho pessoas que me influenciam como os que citei, alan deilon, adrian poral, rodney mullen principalmente Quais seus objetivos para 2020? me tornar referencia e conseguir entrar na equipe da RedBull, nike sb, ou vans. Alem de conseguir aprender tricks nunca feitas antes na historia do Skate

fakie bigflip - osphere clothing

Trick que mais gosta de fazer? Triple Flip body varial, aeroflip (fakie no comply 540) Você tem uma rotina de treinos, como ela funciona? de preferencia aos finais de semana (5 horas) E de férias da faculdade costumo treinar todo dia (5h) Comeco com aquecimento, tricks iniciantes em todas as bases, linhas de tres trick em sequencia, e depois,no final do dia, treino uma best trick. Conta aí que tipo de música você gosta de ouvir no role? De preferencia Rap Nacional, como marcelo d2, Kamau, djonga e Felipe Flip Mas as vezes curto ouvir um Lo-fi como bootleg Boy Patrocínios e apoios? Swarm Skateboards, Original Skateboard

foto: Osphere Clothing Insta: @osphereclothing

old school 360 flip

23 Anos, 8-9 anos de skate, SP- Capital . 2020Janeiro N05 DECCS SKATE 15


Entrevista // freestyle - Thomas Nascimento

Manobra: POGO FLIP POGO

Manobra: POGO

Thomas Nascimento Qual foi seu ponto inicial no freestyle skate? Quando e como? E há quanto tempo prática? Através de amigos da rua, quem me arrumou um skate. E depois de um tempo notei que eles fazia umas manobras diferentes das quais eles me mostraram, quando ganhei o skate deles. Isso foi exatamente em Dezembro de 2003, ai conversando com eles “Lucas Fraga” e o Francisco “Xicão” descobri que era o FREESTYLE rsrs. E de onde veio essas manobras, haviam muitas outras no lugar onde praticavam e conheceram a modalidade a marquise do Ibirapuera. Atualmente fazem 16 anos desde que conheci e pratico a modalidade. Quais foram suas dificuldades no início? E qual conselho pode dar para a galera que quer começar ou que está começando? As dificuldades no inicio, foram e as vezes não deixa de ser atualmente talvez o suporte. Por não ser uma modalidade cujo qual o mercado do skate enxerga o retorno, mas sempre houve os skatistas pelo skate, para mim foi muito pontual por estar próximo na época o Per Canguru, que conheci através das sessões no Ibira e quem me arrumou shapes, tênis e estímulo para andar e nunca parar ao ver ele andando também, assim como os amigos o Lucas Fraga, Marco Antônio, Rodrigo Jackass, Mario Hermani e também não mais presente entre nós porém não menos importante o Laurence Reali. São pessoas, que tive a oportunidade de conviver além do skate e me fez entender skate como é realmente e o quão bom é para nós. De fato sempre

16 2020Janeiro N05 DECCS SKATE

me inspiraram e inspiram até hoje. A quem começa a prática hoje, sempre que encontro com alguém e vejo que esta praticando skate e esta no inicio, no geral independente de modalidade gosto de enfatizar a divertir -se essa é a melhor parte do skate, estar livre e conhecer pessoas. Esse o ponto estar bem, antes de tudo, querer bem. Qual marca Brasileira de Skate freestyle voce gostaria de ter como seu patrocinador? Plural Skate Como atleta, o que deseja para o esporte e o que deseja para si mesmo? Desejo sempre poder andar de skate, até o final estar nas sessões, conhecer outras pessoas através do skate e para o “esporte” skate que plorífere porém da forma correta, com essência e sinergia que sempre teve. Uma trip de skate? Conta pra gente sobre sua experiência! Já tive a oportunidade de andar por alguns lugares incluindo, no Brasil e alguns fora do brasa. Que foi o Cloverdale Vancouver - Canadá 2013, qual fui junto com “KA” Kauê Arújo, mano de várias sessões de skate inclusive de trips como essas, em 2017 iríamos para a Europa juntos, mas rolou um problema com documentos do “Ka”, impossibilitando de ir. Porém eu fui, com dois amigos Willian e a Erica, que não andam de skate. Mas foram o apoio para que a sessão acontecesse, fomo para Alemanhã, em um evento de Paderborn e foi muito massa. O melhor em ambas as viagens foi poder absorver o nível de skate da galera e como o freestyle acontece lá fora. Mas o que me marcou foi essa viajem a Alemanhã, no qual fiquei uns dias na casa do Guenter Mokulys, isso

era surreal sempre assistia os vídeos do cara, até o encontrei algumas vezes e ficar no dia- a - dia com a cara foi muito massa. Fazer as sessões e colar nos picos e ter as dicas com uma pessoa que você sempre acompanha foi muito massa mesmo. Vejo que voce tem muitas variação de manobras, quem foi sua inspiração para conseguir executarlas ? Guenter Mokulys srsrs, Oswald “O”; Quais suas influências e inspirações? Guenter Mokulys srsrs, Oswald “O”, Rene Shigueto, Per Canguru, Connor Burke, Diego Pires, Ikkei Nagao, Kauê Araujo, Lucas Fraga, Rodrigo Francisco “JABA”, Miles Silvas, Wilton Souza, Sergio Santoro, Felipe Oliveira; Quais seus objetivos para 2020? Terminar o “FDR” Freestyle De Rua. Projeto audio visual. Trick que mais gosta de fazer? M80 (FLIP OLD SCHOOL REVERSE) Você tem uma rotina de treinos, como ela funciona? Gosto de estar na rua com os amigos, andando de skate e aprendendo as manobras evoluindo e conhecendo novos picos. Conta aí que tipo de música você gosta de ouvir no role? Música no geral, mais aprecio muito instrumental, como Parteum, Mestrinho, Makiko Yoneda Patrocinios e apoios? Synopsis Bearings, Stronger (Apoio)

29 Anos, 17 anos de skate Guarulhos - SP

foto: DANIEL VARGAS Insta: @danielvargasphoto

foto: ROGER TIL Insta: @rogertil1960


AMADOR // ESPAÇO

foto: Nathanael martinengo Insta: @Outravisão

' ' Uma missão na zona rural de extrema MG a procura de novos picos rendeu esse ollie sobre o banco''

Skater: Luís gustavo Apelido: Gu, 19 anos 9 de skate, Cidade atual: extrema MG insta: @guuskate

2020Janeiro N05 DECCS SKATE 17


GUIA // CAMPEONATO

Vem aí o pregos carving challenger 3

U

m campeonato como o nome diz desafio de carving só valendo manobras de bordas corridas. Vai fica de fora ou vai encarar o desafio uma festa do skate com homenagem ao ícones do skate doa anos 80 e 90 Atletas Confirmados Sérgio negão Tio liba Wilson sallada Edu tchintcha e muitos outros além de churrasco amigos e muito skate no grito skate clube inscrições e dúvidas deixa no comentário

Categorias Evolution Open Master Gran master Feminino Infantil O evento terá cobertura. #clickonfire #sk8nofront #mandurefotografia #chuquigralha #eusouskatista #deccsmagazine #77lifestyle

ebsskateshop

18 2020Janeiro N05 DECCS SKATE


PISTAS SKATE / GUIA

guia pistas

Fonte: riorampdesign

Pista Tatu ( Madureira ) Skatepark

Um dos maiores e mais importantes equipamentos do Parque Madureira , a área destinada ao Skate é uma das maiores e mais modernas pistas da américa Latna, contando com equipamentos para diferentes modalidades: os Bowls combinados ( Flow Course ), com várias profundidades e níveis de dificuldade ; um bowl com coping block que está em um local privilegiado no topo da área, próximo ao mirante de onde se pode contemplar toda a área de skate, além da arquibancada para os espectadores. Margeando a pista, temos uma ladeira com laterais transicionadas para os praticantes de Downhill, e finalizando o circuito , o Street Plaza com vários desníveis e obstáculos e design diferenciado, utilizando diferentes materiais, texturas, paisagismo e arborização, valorizando a forma e a estética, criando novas experiências na função dos obstáculos. O espaço – sendo o primeiro Plaza no estado do Rio e um dos poucos do País – atendendo a grande demanda que o Street Skate, modalidade com seu maior número de praticantes dentro do skate, necessita.

2020Janeiro N05 DECCS SKATE 19


Bruno Estará na edição N06

Felipe

entrevistado skate pro

GRATIDÃO

Sonhar, viver, e todo dia agradecer. Obrigado, Deus. Edição JAN-N05 Deccs Skateboarding M a g a z i n e

Foto: Pam Bassolli

Profile for Deccs Magazine

Deccs Skateboarding Magazine #5  

DECCS MAGAZINE Chegamos na edição N05 Janeiro 2020, tenho que agradecer a todos que estão abraçando a deccs de uma maneira incrível e acolh...

Deccs Skateboarding Magazine #5  

DECCS MAGAZINE Chegamos na edição N05 Janeiro 2020, tenho que agradecer a todos que estão abraçando a deccs de uma maneira incrível e acolh...

Advertisement