Page 1

2013 Poesias de Paulo Leminski

DĂŠbora Dacanal (org.) MStech 01/01/2013


Poesias de Paulo Leminski

1


Poesias de Paulo Leminski

Poesias de Paulo Leminski Organizado por: DĂŠbora Dacanal

RibeirĂŁo Preto 2013

2


Poesias de Paulo Leminski

3


Poesias de Paulo Leminski

Sumário Isso de querer................................................................................................................................ 6 O paulo leminski é um cachorro ................................................................................................... 8 Se ................................................................................................................................................... 9 Quando eu vi você....................................................................................................................... 11 Choveu ........................................................................................................................................ 12 As coisas estão pretas ................................................................................................................. 13 Matar, a forma mais .................................................................................................................... 14 Repara bem ................................................................................................................................. 15 Ao que tudo indica ...................................................................................................................... 16 Não discuto com o destino.......................................................................................................... 18 Lua na agua ................................................................................................................................. 19 Vazio aguda ................................................................................................................................. 20 Amor, então também acaba?...................................................................................................... 21 O amor, esse sufoco .................................................................................................................... 22 Haja hoje ..................................................................................................................................... 23 Liberdade..................................................................................................................................... 24

4


Poesias de Paulo Leminski

Dedico este livro aos professores que participam do projeto de produção do livro digital. Bom trabalho e boa inspiração! Débora

5


Poesias de Paulo Leminski

6


Poesias de Paulo Leminski

7


Poesias de Paulo Leminski

8


Poesias de Paulo Leminski

9


Poesias de Paulo Leminski

10


Poesias de Paulo Leminski

11


Poesias de Paulo Leminski

Choveu na carta que vocĂŞ mandou quem mandou?

12


Poesias de Paulo Leminski

13


Poesias de Paulo Leminski

14


Poesias de Paulo Leminski

15


Poesias de Paulo Leminski

16


Poesias de Paulo Leminski

17


Poesias de Paulo Leminski

18


Poesias de Paulo Leminski

19


Poesias de Paulo Leminski

20


Poesias de Paulo Leminski

21


Poesias de Paulo Leminski

22


Poesias de Paulo Leminski

23


Poesias de Paulo Leminski 1

1

Imagens disponĂ­veis na internet. http://goo.gl/510Jb. Aceso em 28/03/2013.

24


Poesias de Paulo Leminski

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO

SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO MARIA DÉBORA VENDRAMINI DURLO Secretária da Educação

ALESSANDRA MARA SICCHIERI Coordenadora da área do Ensino Fundamental dos Anos Iniciais VANICE RIBEIRO VINHADO RODRIGUES Coordenadora da área do Ensino Fundamental

PROGRAMA VIVER DIGITAL – MStech Coordenadora Regional: Graziela Caldeira Orientadora Educacional: Débora Dacanal MStech. Ribeirão Preto – SP Telefone comercial: (16) 3441-4335 E-mail: debora@mstech.com.br

25


Poesias de Paulo Leminski Paulo Leminski: Biografia OBRA POÉTICA DE PAULO LEMINSKI2 Poesia

LEMINSKI, Paulo. Quarenta clics em Curitiba.[Poesia e fotografia, com o fotógrafo Jack Pires]. Curitiba: Etecetera, 1976. ____. Polonaises. Curitiba: Ed. do Autor, 1980. ____. Não fosse isso e era menos, não fosse tanto e era quase (80 poemas). Curitiba: Zap, 1980. ____. Tripas. Curitiba: Ed. do Autor, 1980. ____. Caprichos e relaxos. São Paulo: Brasiliense, 1983. ____; RUIZ, Alice. Hai Tropikais. Ouro Preto: Fundo Cultural de Ouro Preto, 1985. ____. Um milhão de coisas. São Paulo: Brasiliense, 1985. ____. Caprichos e relaxos. São Paulo: Círculo do Livro, 1987. ____. Distraídos venceremos. São Paulo: Brasiliense, 1987. ____. La vie en close. [edição póstuma]. São Paulo: Brasiliense, 1991. ____. Winterverno. [edição póstuma] Com desenhos de João Virmond. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1994. ____. O ex-estranho. [edição póstuma]. São Paulo: Iluminuras, 1996. ____. Melhores poemas de Paulo Leminski. (Orgs.). MARINS, Alvaro; GÓES, Fréd. São Paulo: Global, 1996.

Romance LEMINSKI, Paulo. Catatau. Curitiba: Ed. do Autor, 1975, p. 213. ____. Agora é que são elas. São Paulo: Brasiliense, 1984, p.163. 2

Disponível em http://poebrasoficial.blogspot.com.br/2013/01/paulo-leminski-o-poeta-dos-haicaise.html. Acesso em 28/03/2013.

26


Poesias de Paulo Leminski

Novela LEMINSKI, Paulo. Minha classe gosta. (Logo, é uma bosta). Curitiba: Raposa Magazine. Fundação Cultural de Curitiba/PR, nº 4, nov/1981.

Conto LEMINSKI, Paulo. Descartes com lentes. [edição póstuma]. Coleção Buquinista. Curitiba: Fundação Cultural de Curitiba, 1995. ____. Gozo Fabuloso. [edição póstuma]. São Paulo: DBA, 2004.

Biografias LEMINSKI, Paulo. Cruz e Souza, o Negro Branco. São Paulo: Brasiliense. 1985, p.78. ____. Matsuó Bashô, a lágrima do Peixe. São Paulo: Brasiliense, 1983. ____. Jesus A.C. São Paulo: Brasiliense, 1984, p. 119. ____. Trotski: a paixão segundo a revolução. São Paulo: Brasiliense, 1986. ____. Vida. [reunião das biografias anteriores]. Porto Alegre: Sulina, 1990. ____. Anseios crípticos(anseios teóricos): peripécias de um investigador dos sentido no torvelinho das formas e das ideias. Curitiba: Criar, 1986, p. 143. ____. Metaformose, uma viagem pelo imaginário grego. [edição póstuma]. São Paulo: Iluminuras, 1994. ____. Ensaios e anseios crípticos. [edição póstuma]. Curitiba: Polo Editorial, 1997. ____. Anseios Crípticos 2. [edição póstuma]. Curitiba: Criar, 2001. ____. "Apêndice". In: POE, Edgar Allan. O corvo. São Paulo: Expressão, 1986. ____. "Poesia paixão da linguagem".In: Sentidos da paixão. Rio de Janeiro: Companhia das Letras, 1987. ____. "Nossa linguagem". [edição póstuma]. In: Leminski, Paulo (Org.). Revista Leite Quente. Curitiba, Fundação Cultural de Curitiba, v.1, n.1, mar.1989. * Alguns ensaios disponíveis em: FRÓES, Élson. Site sobre Paulo Leminski [Kamiquase]

27


Poesias de Paulo Leminski Literatura Infanto-juvenil LEMINSKI, Paulo. Guerra dentro da gente. São Paulo: Scipione, 1986, p. 64. ____. A lua foi ao cinema. [edição póstuma]. São Paulo: Pau Brasil, 1989.

Roteiros de H.Q. LEMINSKI, Paulo. O anãozinho do bordel. Grafipar, 1979, PR. Reproduzida em "Volúpia" de Júlio Shimamoto. Opera Graphica, SP, 2000. ____. Sinal verde para o prazer. Grafipar - Paraná, 1979. ____. A vida e morte. Grafipar - Paraná, 1979.

Textos inéditos LEMINSKI, Paulo. Argumento. Peça teatral. ____. Roteiro para documentário sobre o Museu David Carneiro. ____. Quando papai voltar. Roteiro de H.Q.

Correspondências LEMINSKI, Paulo. Uma carta uma brasa através. [Cartas a Régis Bonvicino]. Iluminuras, São Paulo, 1991. ____. Envie meu dicionário. [Cartas a Régis Bonvicino e alguma crítica]. 34 Letras, São Paulo, 1999.

Entrevistas LEMINSKI, Paulo. Entrevista concedida pelo poeta paranaense [a Ademir Assunção], publicada na revista Medusa. Curitiba, n. 6, p. 7-9, ago./set. 1999. ____. Um escritor na biblioteca ("bate-papo"). Biblioteca Pública do Parana, Curitiba, 1985. ____. Paulo Leminiski. reunião de entrevistas e resenhas. [Série Paranaenses nº 2], Scientia et Labor, Curitiba, 1988.

28


Poesias de Paulo Leminski

Cinema LEMINSKI, Paulo. Roteiro para documentário sobre o Museu David Carneiro. ____. Drama da fazenda Fortaleza. (participação no roteiro).

Biografia de Leminski VAZ, Toninho. Paulo Leminski - O Bandido Que Sabia Latim. Record, 2001, p. 378. LEMINSKI, Paulo. Szórakozott Gyozelmunk[Tradução de Zoltán Egressy]. Hungria: Kráter, 1994. ____. Aviso a los náufragos. [Traduzida por Rodolfo Mata]. Coyoacán-México: Eldorado, 1997, p. 79. ____. Lemiskiana: Antología Variada. [Tradução Mario Cámara]. Buenos Aires: Corregidor, 2005.

Traduções realizadas por Paulo Leminski BECKETT, Samuel. Malone Morre. [Por: Paulo Leminski]. São Paulo: Brasiliense, 1986. 16Op. lndicação editorial, posfácio e traduções do francês e inglês. (Malone Dies) FANTE, John. Pergunte ao pó. [Por: Paulo Leminski]. São Paulo: Brasiliense, 1984. (Ask the dust) FERLINGHETTI, Lawrence. Vida sem fim. [Por: Paulo Leminski; Nelson Ascher] São Paulo: Brasiliense, 1984. (Endless life) JARRY, Alfred. O supermacho. [Por: Paulo Leminski]. São Paulo: Brasiliense, 1985. p. 135. (The Supermale) JOYCE, James. Giacomo Joyce. [Por: Paulo Leminski]. São Paulo: Brasiliense, 1985,p. 94. Edição bilingüe, tradução e posfácio. (Giacomo Joyce) LENNON, John. Um atrapalho no trabalho. [Por: Paulo Leminski]. São Paulo:Brasiliense, 1985. (A Spaniard In The Works) MISHIMA, Yukio. Sol e aço. [Por: Paulo Leminski]. São Paulo: Brasiliense, 1985. (Tayô to tetsu). PETRÔNIO, Satyricon. [Por: Paulo Leminski]. São Paulo: Brasiliense, 1985, p.19. Tradução do latim. (Satyriconlibri).

29


Poesias de Paulo Leminski . Fogo e água na terra dos deuses. Poesia egípcia antiga. [Por: Paulo Leminski].São Paulo: Expressão,1987, p. 28.Coleção Bagatela II, volume 1.

Produção musical de Leminski

1981 - Verdura. [Caetano Veloso], no disco "Outras palavras". 1981 - Mudança de estação. [A cor do Som], no disco "Mudança de estação". 1981 - Valeu. [Paulinho Boca de Cantor], no disco "Valeu". 1982 - Se houver céu. [Paulinho Boca de Cantor], no disco "Prazer de viver". 1982 - Razão. [A Cor do Som], no disco "Magia tropical". 1988 - Filho de Santa Maria. [com Itamar Assumpção], no disco “Intercontinental! Quem diria! Era só o que faltava!!!”. 1990 - Verdura. [Blindagem], no disco "Blindagem". 1990 - Se houver céu. [Blindagem], no disco "Blindagem". 1993 - Mãos ao alto. [Edvaldo Santana], no disco "Lobo solitário". 1994 - Luzes. [Susana Sales], no disco "Susana Sales". 1996 - Mudança de estação. [A cor do Som], no disco "Ao vivo no circo". 2004 - Flôr de cheiro, Quem faz amor faz barulho, Caixa furada. [com Marinho Gallera], no disco "Fazia poesia". 2004 - Valeu e Se houver céu. [Paulinho Boca de Cantor], no disco "Gera sons - ao vivo". 2006 - Não Mexa Comigo. [com Casca de Nós] - Estrela Ruiz Leminski e Teo Ruiz, no disco "Tudo tem recheio".

Gravações musicais em parceria Letras: Paulo Leminski - Música: dos parceiros. 1976 - Festa Feira. [com Celso Loch], no disco "Mapa - Movimento de atuação Paiol". 1977/78 - Me provoque pra ver e Buraco no coração. [1º compacto], da banda "A chave". 1982 - Promessas demais. [com Moraes Moreira e Zeca Barreto], gravação porNey Matogrosso.

30


Poesias de Paulo Leminski 1982 - Decote Pronunciado. [com Moraes Moreira e Pepeu Gomes], no disco"Coisa acesa". 1982 - Baile no meu coração; Pernambuco Meu. [com Moraes Moreira], no disco "Coisa acesa". 1983 - Sempre Ângela. [com Moraes Moreira e Fred Góes], no disco "Sempre Ângela" de Ângela Maria. 1983 - Oxalá; Teu cabelo. [com Moraes Moreira], no disco "Pintando o 8". 1984 - Mancha de Dendê não sai. [com Moraes Moreira], no disco "Mancha de dendê não sai". 1984 - Milongueira da Serra Pelada; O Prazer do Poder; Circo Pirado; Xixi nas estrelas; Cadê Vocês?; Coração de Vidro; Frevo Palhaço; Viva a Vitamina. [com Guilherme Arantes] no disco "Pirlimpimpim 2". 1985 - Alma de Guitarra. [com Moraes Moreira], no disco "Tocando a vida".1985 - Vamos Nessa. [com Itamar Assumpção], no disco "Sampa midnight". 1986 - Desejos Manifestos. [com Moraes Moreira e Zeca Barreto], no disco"Mestiço é isso". 1986 - Morena Absoluta. [com Moraes Moreira], no disco "Mestiço é isso". 1988 - UTI. [com Arnaldo Antunes], gravado por Clínica no disco "Clínica". 1990 - Oração de um Suicida. [com Pedro Leminski, Blindagem], no disco"Blindagem". 1990 - Sou legal eu sei; Não posso ver; Palavras; Hoje; Marinheiro; Quanto tempo mais; Legião de anjos. [com Ivo Rodrigues], no disco "Blindagem". 1991 - Lêda. [com Moraes Moreira], no disco "Cidadão". 1991 - Morena Absoluta. [com Moraes Moreira], no disco "Optimun in Habbeas Coppus". 1992 - Polonaise; e Subir Mais. [com José Miguel Wisnik] no disco "José Miguel Wisnik". 1993 - Alles Plastik. [com Carlos Careqa], no disco "Todos os homens são iguais". 1993 - Freguês Distinto. [com Edvaldo Santana], no disco "Lobo solitário". 1993 - Custa nada sonhar. [com Itamar Assumpção], no disco 'Bicho de sete cabeças". 1994 - Polonaise. [com José Miguel Wisnik], na trilha sonora do filme "Ed Mort". 1995 - O Deus. [com Edvaldo Santana e Ademir Assunção], no disco "Tá Assustado?" de Edvaldo Santana. 1996 - Filho de Santa Maria. [com Itamar Assumpção], gravado por Zizi Possi no disco "Mais simples". 1996 - Ode X. [com Marcelo Solla], no disco "Marcelo Solla". 1997 - Lua no Cinema. [com Eliakin Rufino], no disco "Sansara" da Sansara.

31


Poesias de Paulo Leminski 1997 - Lêda. [com Moraes Moreira], no disco "50 Carnavais". 1997 - Mancha de dendê não sai. [com Moraes Moreira], no disco "50 Carnavais". 1997 - Parece que foi ontem. [com Bernardo Pelegrini], no disco "Quero seu endereço", da banda Bernardo Pellegrini e o bando do cão sem dono. 1997 - Filho de Santa Maria. [com Itamar Assunção], no disco "Quero seu endereço", da banda Bernardo Pellegrini e o bando do cão sem dono. 1998 - Legião de Anjos; e Rapidamente. [com Ivo Rodrigues], no disco "Dias Incertos". 1995 - Filho de Santa Maria. [com Itamar Assumpção e Banda Beco], no disco"Beco". 1995 - V. de Viagem; Peso da Lua. [com Banda Beco], no disco "Beco". 1998 - Coisas. [com Celso Loch], no disco "Verfremdungseffekt blues". 1998 - Além Alma. [com Arnaldo Antunes], no disco "um som". 1998 - Dor Elegante. [com Itamar Assumpção], no disco "Petrobras". 1998 - Enquanto vivo. [com Hilton Barcelos], no disco "Olhos de luz". 1999 - Todo susto sob a forma de um súbito arbusto. [com o grupo Soma], no disco “Hoje cedo”. 1999 - Perdendo Tempo. [com Thadeu; Roberto Prado; e Walmor Douglas], trilha sonora do filme “Bar Babel” da banda Maxixe Machine. 2000 - Dor Elegante. [com Edvaldo Santana], no disco “Edvaldo Santana”. 2000 - O Velho Leon e Natália em Coyoacán. [com Vitor Ramil], no disco “Tambong”. 2000 – Reza. [com Titane - musicada por Zeca Baleiro], no disco “Sá Rainha”. 2000 - O Disco Voará. [com Reinaldo Godinho], no disco “Semente bem dita”. 2000 – Reza. [com Miriam Maria - musicada por Zeca Baleiro], no disco “Rosa fervida em mel”. 2000 - Polonaise II. [com Anna Toledo], no disco “Viva!”. 2001 – Luzes. [com Arnaldo Antunes], no disco “Paradeiro”. 2001 - A palmeira estremece. [com Guca Domenico], no disco "Te vejo". 2001- Perdendo Tempo. no disco “Cartografia Musical Brasileira - Paraná e Santa Catarina", produzido pelo Itaú cultural. 2002 - Tudo a mil. [com Vange Milliet], no disco “Tudo em mim anda a mil”. 2002- Xixi nas estrelas. [com Jair Oliveira], no disco “Superfantástico - quando eu era pequeno”.

32


Poesias de Paulo Leminski 2002 – Oxalá (Cesta Cheia De Sexta). [com Gilberto Gil], no disco “To be alive is good”. (Anos 80) 2003 - A lua foi ao cinema. [com Black Maria], no disco “Os quatro elementos-fogo”. (coletânea de bandas paranaenses). 2003 - A lua foi ao cinema. [com Black Maria], no disco “Geração pedreira rock”. (Coletânea) 2004 – Isto. [com Carlos Careqa], no disco “Não sou filho de ninguém”. 2004 - Polonaise. [com Eveline Hecker], no disco “Ponte aérea”. 2004 - Zum-zum-zum; Garganta; Enquanto; Divisa dona; Comportamento, Live with me (parceria com Shakespeare). A chave; Os incomodados que se mudem;Nóis fumo. (parceria com Alice Ruiz). Adolescência; Tarde calor - o coração das meninas; 'Gracias, Graciano'; Fazia poesia. [com Marinho Gallera], no disco “Fazia poesia”. 2005 – Verdura. [com João Lopes], no disco “Bicho do Paraná acústico”. 2005 - Dor Elegante. [com Zélia Duncan], no disco “Pré-pós-tudo-bossa-band”. 2006 - Filho de Santa Maria. [com Quarteto Repercussão], no disco “Som mestiço”. 2006 - Reza. [com Zé Guilherme], no disco “Tempo ao tempo”. 2006 - Ímpar ou Ímpar. [com Estrela Ruiz Leminski e Teo Ruiz], no disco “Música de Ruiz”. 2007 - Cabeça Cortada. [com Neuza Pinheiro], no disco “Olodango”. 2007- Além alma. [com Escola de Robô], no disco “Um mais um mais”. 2007 - Luzes. [com Arnaldo Antunes], no disco “Ao vivo no estúdio”. 2009 - Chuva. [com Luciana Souza], no disco “Tide”. 2009 - Ímpar ou Ímpar. [com Maísa Moura - Estrela Leminski sobre poema de Paulo Leminski], no disco “Moira”. 2009 - A lua. [com Cid Campos], no disco “Crianças crionças”.

33

Poesias de Paulo Leminski  

Poesias de Paulo Leminski