Issuu on Google+

CARTA AO CONEA Belo Horizonte: Goiânia, 15 de Março de 2014 Olá amigos diretores, militantes, participantes e gansos do II CoNEA Belo Horizonte. Gostaríamos de oficializar, através desta carta, a candidatura do Encontro Regional Centro na cidade de Avelinópolis, Goiás, apelidado de EREA Taboca, para o ano de 2015. Esta ideia é fruto do estudo de alunos do curso da Universidade Estadual de Goiás que realizam, no atual semestre, o Plano Diretor da cidade supra como atividade da disciplina de Planejamento Urbano I, cujo processo de pesquisa abriu o leque para a discussão sobre o desafio de se produzir arquitetura nas cidades de pequeno porte, além dos benefícios e malefícios do desenvolvimento dessas terras interiores com relação à cultura, costumes e tradições. Deu-se origem, com isso, a Pré - Comissão Organizadora, que no início tratava a ideia como desconsiderável. Hoje, aprofundada na pesquisa, já vivenciando o potencial da cidade para esse debate, e inspirada pelos encontros de Barra do Bugres – MT, Itaúnas – ES e Ibitipoca – MG, que exploraram com carinho e objetivo a cidade sede, vem se reunindo e debatendo a possibilidade de abordar o tema do acesso à Arquitetura pela população dos interiores de pequeno porte, e ter Avelinópolis - Goiás como sede de tão consagrado evento da área. Avelinópolis é um exemplo. Não é polo, não se destaca na economia e nem é cenário dos melhores eventos e discussões, sejam políticas, ambientais ou sociais. Mas existe, assim como mais da metade das cidades brasileiras que não têm visibilidade. O município é muito além do campo de pesquisa do trabalho acadêmico do grupo, a cidade do Matt, e uma das 100 menores cidades do país. É um lugar. Tem sua história, costumes típicos, uma paisagem específica, uma tradição, uma necessidade, e o mais importante: pessoas. Gente que vive, que planta, que espera, e que mora. Seja pelo turismo barato, a percepção maior das tradições, as manifestações culturais puras e encantadoras e até pela importância que se têm dado à sustentabilidade e a vida vernacular, as cidades pequenas estão ganhando destaque. Mas isso pode acontecer de forma desregrada e explorada pelos detentores de grande capital e interesse sobre as riquezas que envolvem essas terras. Há pouco mais de uma década do Estatuto da Cidade, instrumento máximo de ordenamento e planejamento do território, onde a cidade de porte pequeno é contemplada? E o CAU o que defende sobre a atuação e fiscalização sobre essas áreas? Por isso, a Pré-Comorg anseia que esse crescimento inevitável aconteça sem defender interesses de terceiros, e um Encontro possa trabalhar essa identidade singular e conscientizar essa comunidade sobre o planejamento urbano e a atuação dos arquitetos e urbanistas, para que a cidade em desenvolvimento receba acima de tudo QUALIDADE. Com isso, tornamos oficial nossa candidatura e esperamos a colaboração de todos para o desdobramento dessa temática. Queremos falar de raízes. Propomos um olhar sobre as minorias. Em breve nossa página. Atenciosamente, Pré-CoMOrg EREA Taboca 2015 – “Beleza Interior”!


Carta ao conea belo horizonte