Page 1

Junho . Julho 2015 | Nยบ1


Ao Leitor Quem já não sentiu aquela satisfação transbordante ao ver um desejo de longo tempo se materializar? Um misto de euforia por ter realizado o que se gosta e ansiedade em saber se vai agradar para quem foi feito! É assim que me sinto ao entregar a vocês esta publicação. Não temos intenção que seja a mais profissional, nem que seja a mais bem feita, nem a de melhor conteúdo. Em todos os momentos pensamos se vocês iriam se sentir em casa, se enxergarem nos comentários, se sentirem entretidos, participantes de um todo e orgulhosos de terem uma revista tão legal na empresa onde trabalham! A COMUNICAFÉ veio para unir pessoas, para fortalecer o sentimento de fazer parte de um grande Grupo econômico que só ficou grande por causa da sua competência! E isto não é pouco não! Nesta primeira edição as idéias e os assuntos eram tantos que tivemos que passar na peneira fina, queríamos falar tudo! Tantos não conhecem todas as empresas, não sabem o que se faz em cada uma delas, nem se lembram que tem um de nós lá nas terras de Angelândia, onde fica a Fazenda Matilde, que terá que pedir um computador emprestado e uma boa alma para ler esta revista para ele. Queremos chegar lá neste lugar, e queremos que este de lá chegue até nós, conheça um pouco do que o pessoal da cidade grande pensa, onde este pessoal anda pelo mundo! E estes que voam mundo afora saibam o valor de uma boa festança com viola lá no campo e a fartura que tem nas bandas de lá! Queremos que todo mundo se torne exibido e orgulhoso do seu local de trabalho, da sua vida e queira muito nos mandar seus “causos” para a próxima COMUNICAFÉ! Ao lerem cada um dos artigos tenham a certeza que muitas e muitas vezes, nós da equipe de Marketing, questionamos se o olhar de vocês iria se deter em um artigo, se iria parar para admirar a cor do layout, a diagramação das páginas, se o título de chamada para o texto instigava sua curiosidade, se as fotos ilustravam bem tudo que queríamos dizer com as palavras. Conto tudo isto querendo dizer quanto carinho investimos neste trabalho e o quanto queremos agradar-lhes! E como sempre digo, a vida sem charme, beleza e boas risadas não é vivida por inteiro! Por isso queremos te divertir, causar comentários bons e ruins, uma fofoca grande, que nos incentive a fazer a próxima COMUNICAFÉ muito melhor!!! Abraços a todos, Patricia A. Fonseca Gerente de Marketing

01


Sumรกrio DESTAQUES Nossa

03

Revista Exame Julho/15 As Maiores e Melhores empresas do Brasil

45

11 43 73 85 91 95 02


HOMENAGEM Emerson Thomazini e Gustavo Toledo

HOMENAGEM

Com a filha Isabel e a esposa Juciane.

Primeiro Dia dos Pais

|

Na casa dos pais.

Thomazini nasceu no dia 13 de junho de 1971 na cidade de São Paulo. Começou a trabalhar cedo e só teve a oportunidade de realizar o sonho de ser piloto quando trabalhou em três empregos. Aos 37 anos já acumulava bastante experiência quando chegou ao Grupo Montesanto Tavares a convite do presidente Ricardo Tavares. Com seu jeito discreto, sempre sorridente, de postura impecável, interessado nas pessoas, fez muitos amigos na empresa e na família dos diretores do Grupo. Uma de suas maiores virtudes foi seu inconformismo com as injustiças do mundo e uma de suas distrações era sua paixão por motos. Outro de seus talentos era cozinhar. Sempre perfeccionista em tudo que fazia, era muito elogiado quando servia sua especialidade culinária: Carne de Panela com cerveja preta, e detalhada e pacientemente ensinava como prepará-la. Em 2010 conheceu Juciane, diretora financeira do Grupo Montesanto Tavares, e formaram uma família. Há quatro anos encheu-se de alegria ao nascer Isabel e como era de sua natureza, tornou-se um pai extremamente zeloso e carinhoso. Foram momentos de cumplicidade, passeios, muito carinho e muitos sonhos que estavam sendo construídos. 03


Gustavo, 39 anos de amor e alegria. Desde criança corria pela casa com os braços abertos, com o corpo já se fazendo de avião e sonhando estar no céu. Adolescente, escreveu no armário: "Gustavo TOP GUN" e aeromodelos, pôsteres e o simulador de vôo no seu primeiro computador eram parte do cenário do seu quarto. Em Curitiba fez o curso superior de Ciências Aeronáuticas, tirou o brevê e em 1998 já era instrutor de vôo na escola EPA (Escola Paraense de Aviação), no aeroporto do Bacacheri em Curitiba. Outro talento nato de Gustavo era cantar. Em sua festa de formatura em 2002, subiu ao palco e com seu irmão Eduardo na guitarra, cantou lindamente “Fly Away”! A paixão pela música fez nascer a banda "Capitão Nascimento e os Pede Pra Sair", juntamente com o primo Henrique Toledo e outros amigos, fazendo a alegria de muitas festas. Tinha muitos talentos, além de voar e cantar. Era também policial, mergulhador, DJ e recentemente fazendeiro. Foi locado no Hangar da polícia na Pampulha como agente patrimonial, vizinho de Hangar de Emerson Thomazini. Nasceu assim uma grande amizade e o destino os levou a pilotar, sonhar, fazer planos, plantar, e fazer tudo mais que grandes amigos fazem e sentem juntos. Nos últimos dois anos dividia sua vida com Mayra Coraspe e demonstrava como estava feliz!

Em sentido horário:

Com os irmãos | Em treinamento | Vocalista da banda Momento especial com a noiva Mayra. 04


LIVE

TV

NE

S

W

07

S

NEW


É com grande prazer que inauguro essa Primeira Edição da COMUNICAFÉ. Nós seres humanos estamos em constante processo evolutivo em todos os aspectos da vida, assim como o mundo em que vivemos. Então talvez seja mais adequado tratar os processos evolutivos que acontecem no âmbito profissional não como simples "mudanças", mas sim como evolução. Gostaria de abordar um tema que recentemente tem povoaRogério Schiavo

do nossos pensamentos e está se tornando nossa maior fonte de inspiração para o futuro:

A consolidação, no verdadeiro sentido da palavra, do Grupo Montesanto Tavares. Essa consolidação passa por aspectos mais profundos que apenas assuntos de ordem financeira, sinergia na operação ou novos modelos de imagem das nossas logos. Passa principalmente pelas atitudes que nós, como indivíduos e parte dessa grande família, devemos ter. Muitas perguntas só serão respondidas ao longo dessa caminhada, que a meu ver, não tem fim! Grandes feitos nunca são resultados de ações isoladas de um indivíduo, mas sim da somatória do engajamento, da cooperação e da determinação de todos os envolvidos. Portanto, quanto mais clara é a consciência que nós temos da importância do papel que desempenhamos em nosso posto de trabalho, maior a conquista do todo! Movidos pela mesma fé que nos trouxe até aqui vamos seguir juntos nessa caminhada de descobertas e certamente de muitas outras conquistas! Texto de Rogério Schiavo CEO Atlântica Coffee | Grupo Montesanto Tavares

08


CAFÉ

09


Nossa equipe queria muito ter nesta Primeira Edição algumas palavras do nosso MasterChef, Ricardo Tavares. Com a convivência aprendemos a admirar suas inúmeras qualidades e compreendemos que dentre elas não está a habilidade nem a vontade de escrever textos! Mas sabíamos que poderíamos contar com sua boa prosa. Sendo fiéis a sua imagem de pessoa simples, despojada e sempre pronta a fazer um bom negócio, tivemos a idéia de apresentar um de seus inúmeros "causos" que aconteceu em sua trajetória até aqui. Gravamos tudo e transcrevemos como ele nos contou! Divirtam-se! Quando "apanhamos" o Café Três Corações , em 1984, ele ainda não era muito vendido no Centro nem na Zona Sul de Belo Horizonte. "Quebrando a cabeça" para saber como iríamos alavancar as vendas, eu e Zezinho (José Feliciano) meu cunhado, bolamos uma estratégia. Vendíamos para padarias e supermercados destas regiões e no mesmo dia à tardinha nós voltávamos e comprávamos os mesmos cafés! Deste jeito mostramos para as pessoas e para os donos das lojas que o café girava, vendia bem!!! Acabamos convencendo os donos de que o café tinha saída, e se animaram em comprar cada vez mais. Todo esse nosso esforço valeu a pena pois depois de anos viramos líder de mercado. 10


AGRONEGÓCIO

11


MATILDE

12


AGRONEGÓCIO

Projeto:

FOLLOWOOD

Cada árvore foi plantada por um convidado chamado a participar desta floresta que representa a amizade entre pessoas de bem, a celebração do entrosamento entre todos os povos e raças, unidos pelo bom legado que querem deixar para a posteridade.

13


Projeto social: “Promovendo a vida e saúde no campo” A maioria da população é formada por pessoas menos favorecidas com baixa escolaridade e sobrevivem da agricultura de subsistência. O projeto abrange em torno de 100 famílias, composto principalmente por idosos e crianças que sãos os mais necessitados de assistência médica. Além do atendimento médico o espaço é utilizado para palestras e orientações voltadas a saúde como: Primeiros socorros, saúde da mulher, dia do hipertenso, e outras atividades relacionadas à saúde.

Palestra: Primeiros Socorros e Doenças Sexualmente transmissíveis

14


AGRONEGÓCIO

15


SEQUテ的A BAHIA

16


AGRONEGÓCIO

VISITA DOS ESTUDANTES DO CURSO DE AGRONOMIA NA FAZENDA SEQUÓIA BAHIA

17


FAAHF: Faculdade Arnaldo Horácio Ferreira Aula pratica, com a professora Ana Grenho, para entender como funciona o sistema de irrigação da fazenda de café

18


Sobre: O café na sombra do mogno

Ricardo Tavares tem confiança no Em busca de um café de melhor qualidade e com maior rentabilidade, a holding Montesanto – 10 empresas e faturamento previsto de R$ 1,6 bilhão em 2015, crescimento de 40% em relação ao ano passado – decidiu consorciar a produção de cafés com o mogno africano. Para isso, o empresário e empreendedor Ricardo Tavares, que sempre investiu em café, atuando na produção, exportação, importação, transporte e armazenagem, criou a marca Mahogany Coffee, que identifica esse plantio diferenciado. “Produzimos um café arábica especial, sombreado pelo mogno africano, o que atenua as variações de temperatura sofridas pelo café em seu processo de maturação. Isso resulta em um café mais adocicado e homogêneo em sua qualidade, e com ótimo sabor”, afirmou o presidente da holding, Ricardo Tavares. O grupo conta com o plantio de 3.200 ha de café, distribuídos entre as cidades mineiras de Pirapora, Angelândia, Ninheira (MG) e Luis Eduardo Magalhaes (BA). “Temos uma colheita prevista de 40 sacas de média anual por ha, totalizando 128 mil sacas/ano. Desse volume, 3.500 sacas são de cafés sombreado com mogno, sendo que, desse total, 80% são destinados à exportação para Estados Unidos, Europa e Ásia”, revelou. Para Ricardo Tavares, os cafés especiais têm ganhado força, uma vez que o consumidor tem procurado mais por cafés diferenciados, sendo esses “o mercado que mais cresce no mundo”. 19

Fonte: http://www.hojeemdia.com.br/noticias


mercado e inicia duas novas operações

“Em outubro já estaremos operando na Suíça com a importação de cafés especiais, considerados aqueles acima de 80 pontos na tabela de classificação” Ricardo Tavares, Presidente da holding Montesanto A Atlântica Coffee é a maior empresa do grupo, com sede em Belo Horizonte, e com exportação e comercialização previstas de 1,5 milhões de sacas em 2015. Além das empresas da holding focadas em cafés especiais – Cafebrás (Patrocínio - MG) e Ally Brazilian Coffee Merchants (Miami - EUA), sendo que essa começará a operar a partir de outubro também na Suíça - o empresário deu início, em junho, a uma nova operação voltada para esse segmento: a InterBrasil Coffee. A empresa, com sede em Manhuaçu (MG), é focada nos cafés produzidos na Zona da Mata mineira e com exportação voltada para os mercados dos Estados Unidos, Europa e Oriente Médio.

20


AGRONEGÓCIO

21


ATLÂNTICA AGRO

22


AGRONEGÓCIO

A Fazenda Atlântica Agropecuária, com o objetivo de profissionalizar seus trabalhadores do campo, ofereceu um curso para os Pivoristas. Foram realizados treinamentos de como executar um painel de controle de pivot de café, manutenção e formas de se manusear que não ofereçam risco à integridade física dos pivoristas.

23


Terreiro de secagem do café a ser beneficiado.

No dia 10 de Junho a Fazenda recebeu a visita da ABAVAR - Associação de Bananicultores do Vale do Ribeira / SP. Os visitantes puderam conhecer o plantio de Mogno Africano como uma nova cultura a ser implementada. 24


Notícias ABPMA Alguns irão estranhar porque a ABPMA - Associação Brasileira dos Produtores de Mogno Africano está presente na COMUNICAFÉ , revista do Grupo MonteSanto Tavares. Mas vamos explicar! Todas as fazendas do Grupo hoje tem o mogno plantado em suas terras. Seja em florestas exclusivas de mogno, seja o mogno consorciado com café. E como nasceu o MAHOGANY COFFEE, produzido na Fazenda Matilde, e hoje considerado um dos nossos melhores cafés? Foi plantado e amadurecido embaixo da sombra de uma árvore de mogno. Então como não falarmos desta madeira nobre que hoje representa uma grande parte do negócio do Grupo? Como não mencionarmos a ABPMA que assim como o Grupo tem o Ricardo Tavares como seu presidente? E tem também esta que vos escreve como diretora executiva da ABPMA e gerente de marketing do Grupo! São muitas as linhas que nos unem e são muitas as ações que a Associação tem feito em prol da divulgação do mogno para que daqui a cinco ou sete anos quando fizermos a colheita, nossa madeira tenha um bom valor nos mercados nacional e internacional. Através das ações da ABPMA vamos levá-los a conhecer um pouco do mundo da arte, do design de móveis e do mercado de mogno. Será um conteúdo novo e delicioso de se apreciar!

27


Chaise Mogno,

produzida por

Hugo França. Na exposição “50 anos de carreira da cantora Maria Bethania”, no Paço Imperial, centro do Rio de Janeiro.

Poltrona Espécies, em mogno africano, pelo designer Zanini de Zanine. Participação na MOSTRA BLACK, uma das maiores feiras de decoração e design da América do Sul. Saiba mais: http://issuu.com/rotellisouza/docs/revista_abpma_mostra_black

28


NotĂ­cias ABPMA

Raiz de Mogno Africano, produzido pela Hermes Hebanesteria. 29


Palestra do João Emilio, gerente geral da Fazenda Atlântica Agro. 2º Seminário Brasileiro de Mogno Africano, realizado em Abril de 2014, na Fazenda Atlântica Agro. Um evento bienal que reúne mais de 500 pessoas.

Carranqueiros da Cooperativa de Pirapora trabalhando com o mogno africano no 2º Seminário. No final do evento as carrancas foram sorteadas aos participantes. 30


CADERNETA DE POUPANÇA OU MOGNO AFRICANO? Onde investir? Porque devo fazer dessa forma? Quais os riscos que corro?

São perguntas frequentes quando estamos falando em investir o nosso capital, seja ele de que dimensão for. O mundo moderno oferece um sem fim de opções para investimento de capitais. Umas formas com retorno mais rápido, porém mais arriscadas, outras com retorno a longo prazo, normalmente com rentabilidade menor e com risco reduzido. Note, falei reduzido, não inexistente, pois todo o investimento, mesmo que na caderneta de poupança, apresenta riscos para os quais você deve estar atento, mas que falarei mais à frente. Muitas vezes ouvimos que determinada pessoa investiu na bolsa e conseguiu ganhar muito dinhei-ro. De fato isso pode acontecer, mas há um risco muito elevado relacionado a este tipo de investimento. Além disso, é um sistema complexo em que o investidor deve estar completamente mergulhado nesse mundo para que perceba as tendências de mercado, as interprete e invista de forma a obter um bom rendimento. Muitas vezes corre mal. 31

A esmagadora maioria dos brasileiros aposta em soluções menos arriscadas, como a caderneta de poupança e outras opções similares que não apresentam tantos riscos e o rendimento parece aceitável. Mas só parece… A poupança não tem apresentado nos últimos anos um desempenho muito bom, na verdade em 2013 não conseguiu acompanhar a inflação, que se posicionou em 5,91% enquanto o rendimento foi de 5,67%, e o mesmo irá acontecer este ano de 2015, onde se prevê um rendimento de 5,80% enquanto a inflação irá galgar os 8,34% até ao final do ano. Frequentemente a inflação destrói uma grande parte do rendimento da poupança, uma vez que esta não é um produto sobre o qual haja incidência da mesma, não acompanhando o mercado. Mas então, como é que eu posso investir o meu dinheiro de forma segura e com um excelente rendimento?


Floresta de mogno africano é a resposta para essa pergunta. A madeira de mogno africano é muito apreciada na Europa e nos Estados Unidos. Tem um excelente valor de mercado e a sua adaptação às condições climatéricas do Brasil é fantástica. Na verdade estamos na presença de um verdadeiro fenômeno de que permite que investidores conservadores tenham também a oportunidade de obter alto rendimento com risco mínimo. Está havendo uma migração, por parte de investidores em outras culturas, para o mogno africano porque não existe nenhuma outra lavoura que tenha uma capacidade de retorno comparável. Frequentemente, atendo investidores que estão com as suas terras paradas ou então em alguma cultura de onde tiram rendimento para empatar com os custos e que estão avançando para a implementação de floresta de mogno africano, a fim de captar maior rentabilidade para as suas propriedades. Mas eu não tenho terra? Como é que eu posso investir? Hoje em dia há já projetos com soluções completas onde o investidor compra uma fazendaem condomínio, a assessoria de implementação, a implementação da floresta, a manutenção, a certificação da madeira, assessoria na venda da madeira para o mercado externo e ainda pode utilizar de toda a estrutura de lazer para levar a família para conhecer a floresta. Mas eu não entendo nada de florestas, como eu posso entrar nesse segmento sem errar? Buscando parcerias com empresas sólidas e que realmente estão focadas no segmento e buscando se atualizar a cada dia que passa. Hoje em dia existem empresas e profissionais extremamente capacitados, no Brasil, em condições de prestar uma excelente assistência ao nível técnico e até comercial ao investidor. É importante se aliar a uma empresa sólida, com conhecimento do produto e do mercado, que está atenta às inovações e que ativa no segmento, buscando novidades e fazendo questão de passar essas novidades para os seus clientes e parceiros.

Mas vamos às contas. Um investidor que tivesse depositado na poupança de R$ 300.000,00 no ano de 2003, hoje estaria com R$ 618.954,89. Parece razoável não é? Não, porque a inflação acumulada no período foi de 79,31%, então na verdade ele teria o equivalente a R$ 367.601,70. Já não está tão mais razoável, não é? Em comparação, um investidor que em 2003 tivesse utilizado os mesmo R$ 300.000,00 para implementar cerca de 10 hectares de mogno africano, já iria ter colhido madeira referente aos 2 primeiros desbastes iniciais, e estaria colhendo o seu primeiro corte comercial, conseguindo com essa madeira hoje, no mínimo, R$ 430.000,00. Além disto, ainda teria o último corte comercial que aconteceria em 3 a 4 anos e que lhe traria uma renda de cerca de R$ 4.000.000,00. Mas há mercado para essa madeira? Claro que sim. O mogno é uma marca que está vendida há séculos, desde a colonização quando era extraído das florestas nativas, e é muito apreciada no mercado europeu e norte americano. A sua facilidade de acabamento, aliada à durabilidade e beleza natural fazem com que esta madeira seja aplicada em mobiliário de primeira linha, pisos, embarcações, aviões executivos, acabamentos de automóveis de luxo, instrumentos musicais, etc. A utilização de madeiras provenientes de fontes sustentáveis é cada vez mais uma exigência das grandes empresas de processamento de madeira na Europa e Estados Unidos, por isso há uma grande procura por este tipo de produto, em detrimento das madeiras provenientes da exploração de florestas nativas, bem como se torna importante obter cerificação da floresta desde o início da sua formação a fim de facilitar a sua comercialização no exterior. Resumindo, o investimento de capitais em florestas é bom, e o investimento em floresta de mogno africano é ainda melhor. Uma madeira nobre, com ciclo de produção muito rápido, adaptação ao clima e solos brasileiros fantástica e sem incidência de doenças e pragas, fazem desta espécie a melhor opção de investimento rural.

Texto de Vitor Pinheiro | Diretor Comercial do IBF - Instituto Brasileiro de Florestas

32


AGRONEGÓCIO

33


MGX FLORESTAL

34


AGRONEGÓCIO

Visita do secretário de Estado Paulo Guedes ao empreendimento, ladeado dos sócios da MGX

35


PLANTIO DE CAFÉ COM MOGNO

Primeiro projeto idealizado para ser todo de café com mogno, desde sua concepção. Atualmente são 35 hectares. A partir deste ano serão expandidos em mais 94 hectares, com novo espaçamento. 36


AGRONEGÓCIO

37


PRIMAVERA

38


AGRONEGÓCIO

A Primavera Agronegócios, preocupada com o desenvolvimento e bem estar da comunidade local, tem como objetivo principal a produção de alimentos saudáveis de forma sustentável. Implantou escola de horta comunitária, em parceria com a Secretaria de Educação do município de Angelândia. A partir de agosto/15, a escola será transferida para Angelândia, com novo método de ensino, tendo o aluno em tempo integral, conforme a Secretaria de Educação.

39


Palestra com nutricionista para crianรงas participantes do projeto.

Palestra: Alcoolismo e tabagismo

40


HISTÓRIA DO CAFÉ O que é o café? A palavra "café" vem do árabe Kahoua ou Qahwa (o excitante) e designa: o fruto do cafeeiro; bebida preparada por infusão de água quente com café torrado e moído; lugar público onde se tome café ou outras bebidas; cor café, um marrom escuro que lembra o grão de café torrado.

De onde vem o café? Uma lenda conta que um pastor chamado Kaldi observou que suas cabras ficavam mais espertas ao comer as folhas e frutos do cafeeiro. Ele experimentou os frutos e sentiu maior vivacidade. Um monge da região, informado sobre o fato, começou a utilizar uma infusão de frutos para resistir ao sono enquanto orava.Parece que as tribos africanas, que conheciam o café desde a Antiguidade, moíam seus grãos e faziam uma pasta utilizada para alimentar os animais e aumentar as forças dos guerreiros. Seu cultivo se estendeu primeiro na Arábia, introduzido provavelmente por prisioneiros de guerra, onde se popularizou aproveitando a lei seca por parte do Islã. O Iêmen foi um centro de cultivo importante, de onde se propagou pelo resto do Mundo Árabe. O conhecimento dos efeitos da bebida disseminou-se e no século XVI, sendo torrado pela primeira vez na Pérsia. Na Arábia, a infusão do café recebeu o nome de kahwah ou cahue. Enquanto na língua turco otomana era conhecido como kahve, cujo significado original também era "vinho". A classificação Coffea arabica foi dada pelo naturalista Lineu.

41


CURIOSIDADES Existem 65 países no mundo que cultivam o café. Todos estão na faixa equatorial da África, Ásia e América.

Dia 1 de Outubro é o dia oficial do café no Japão.

Cientistas descobriram mais de 800 compostos aromáticos no café. Existem mais de 25 tipos de plantas de café, mas apenas 2 são populares: a Robusta e a Arábica.

Mundialmente, mais de 20 milhões de pessoas trabalham na indústria do café.

O café é o segundo elemento mais comercializado no mundo, sendo petróleo o primeiro. O Brasil produz cerca de 40% do café consumido mundialmente.

42


TRADE

43


44


45


3ª maior do setor de Café dentre as 10 maiores do setor

42ª dentro das 50 maiores em expansão nas vendas no agronegócio

203ª dentro das 400 maiores

do agronegócio

857ª dentro das 1000 maiores em vendas no Brasil 46


TRADE

SEMANA DO COLABORADOR 27/04 A 01/05 1ª SIPAT – Atlântica BH A CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes realizou palestras sobre saúde e qualidade de vida, abrangendo temas como: Bem Estar e Sexualidade. Sessões de massagem e medição de pressão arterial. SIPAT – Atlântica unidades Varginha e Manhuaçu Foram oferecidas sessões individuais de massagem relaxante aos colaboradores

47


Curso Aprimoramento em Gestão UM IMPORTANTE PASSO PARA GESTÃO MAIS EFICIENTE DO GMST - GRUPO MSTAVARES

Grupo Montesanto Tavares está investindo na capacitação e no desenvolvimento do seu corpo gerencial com o objetivo de desenvolver os atuais gestores do grupo, alinhando conhecimento e promo vendo a integração dos mesmos. A Fundação Dom Cabral, eleita a melhor escola de negócios da América Latina, elaborou um curso com a duração de 6 (seis) meses, de acordo com as necessidades das empresas, e estruturado da seguinte forma: - Desenvolvimento do Negócio – participação dos gestores das Tradings do Grupo: Atlântica Coffee, Cafebras, InterBrasil - Desenvolvimento Gerencial – participação dos gestores de todas as empresas do Grupo.

Equipe de Gestores das Tradings do Grupo que participou do primeiro encontro do curso.

48


TRADE

Vis ita da equip e de Logística a Santos 19 e 22 de maio Reforçando os laços profissionais e buscando melhorias para a nossa operação. Integrantes do setor Logístico visitaram a cidade de Santos para conhecer as instalações da Montesanto Logística, transportadora do Grupo Montesanto, e do despachante GHS. Na transportadora, além de conhecer as instalações e parte da frota de caminhões, conheceram as pessoas com as quais se relacionam no dia a dia, entendendo melhor sobre a operação e todo o trâmite junto aos armadores e terminais de containers. Para bem ilustrar toda a visita tiveram a feliz coincidência de ver containers da Atlântica no pátio, aguardando a abertura do gate para serem depositados. No escritório do nosso despachante GHS tiveram a oportunidade de conhecer todo o trabalho desempenhado por eles, desde quando recebem a nossa ordem de serviço, que é enviada através da instrução de carregamento, até a parte final do desembaraço aduaneiro. A equipe do GHS agendou a nossa visita ao terminal Santos-Brasil, que é o maior do porto de Santos. Entramos no terminal para ver a infraestrutura e o seu funcionamento, ficando muito próximos dos navios nos quais alocamos nossas cargas. Ainda no terminal foi possível conhecer a unidade da Receita Federal lá instalada. A viagem ainda rendeu visitas a três dos principais armadores com os quais trabalhamos.

49

AGRADECIMENTOS: A equipe Logística da Atlântica gostaria de agradecer ao Sr. José Luiz Tavares, comercial da Montesanto Logística, pela atenção dispensada e por ter ficado à nossa disposição.


Atlântica marca presença no evento

“Mercado Newton” Pela segunda vez seguida a Atlântica Coffee foi escolhida pelos alunos do Centro Universitário Newton Paiva como tema de trabalho acadêmico. Na primeira oportunidade, o foco foi conhecer as operações da Atlântica e o seu processo de internacionalização, já neste segundo trabalho, o foco foi o desembaraço aduaneiro. Para a realização do mesmo, recebemos os alunos em nosso escritório e explicamos toda a nossa operação, respondemos as perguntas relacionadas ao desembaraço e fornecemos materiais promocionais. O trabalho foi apresentado pelos alunos no “Mercado Newton”, evento organizado pelo Centro Universitário onde os alunos apresentam seus melhores projetos.

Equipe de alunos da Newton Paiva durante apresentação do trabalho. Danilo, Coordenador da Logística, esteve presente prestigiando os estudantes. Texto de Danilo Vitor Coordenador de Logística, Atlântica BH

50


Aconteceu dos dias 08 a 12 de junho de 2015, em Londres, a 4ª Assembléia Geral da 4C, No evento houve a Eleição do Conselho e a Atualização das Ações Desenvolvidas pela 4C desde o ano de 2012, quando aconteceu a última Assembléia, em Genebra na Suiça. A Atlântica Coffee foi convidada a falar para todos os participantes sobre seu trabalho desenvolvido no setor de certificação. No 2º dia as palestras foram do sr.Narciso Perdomo da HonduCafe, (Honduras), seguida da minha, e depois a palestra do sr.Hans Jöhr, CEO da Nestlé Agricultura. Na palestra da Atlântica abordei os seguintes temas: 1- Histórico do Grupo MonteSanto Tavares da Atlântica- Organograma 2- Localização geográfica no Brasil, do Grupo e da Atlântica 3- Participação da Atlântica no 4C (2008 – membro / 2012 - Licença 4C) 4- Desenvolvimento do Departamento de Sustentabilidade (2014) 5- Desenvolvimento do Comitê de Certificados da Atlântica (2014) 6- Dificuldades X Casos de Sucesso. Apresentei uma foto dos nossos colaboradores mostrando como somos um grupo jovem. O sr. Hans Johr, que nos conhece, citou várias vezes o exemplo da Atlântica, sobre como somos proativos, empenhados, sempre procurando soluções no Comitê de Certificados, e focados no que podemos fazer no futuro. Ele ressaltou que os discursos tem que ser colocados em ação e é isso que a Atlântica tem feito. Parabéns a todos da nossa equipe! Texto de Renata Eller Assistente de Certificados da Atlântica, Atlântica BH 51


Acima : ConferĂŞncia 4C | Visita : A empresa Finlays Beverage, Londres

52


Starbucks aumenta empréstimos a produtores de café A rede americana de cafeterias, Starbucks, está aumentando para mais do dobro o tamanho de um programa de empréstimos para agricultores. O processo foi iniciado há sete anos para ajudar a manter sua oferta de café obtido de maneira ética. A empresa comprometerá US$ 30 milhões a mais para seu programa Fundo Global para Agricultores, que iniciou em 2008 e para o qual já foram outorgados US$ 20 milhões em empréstimos a mais de 40 mil agricultores em oito países. A nova injeção de dinheiro será entregue em 2020, disse a Starbucks em um comunicado.

53

“Os bancos comerciais locais nunca assumiriam o risco desse tipo de empréstimo”, disse o vice-presidente executivo de Café Global para a Starbucks, Craig Russell. “Queríamos garantir que os agricultores tenham árvores excelentes”. Os empréstimos têm sido, até o momento, principalmente a curto prazo e a intenção tem sido de ajudar os agricultores a salvar as diferenças entre os cultivos, proporcionando capital para diferentes necessidades, como pás e fertilizantes. A Starbucks agora quer financiar empréstimos de até sete anos para que os agricultores possam


investir em infraestrutura e enfrentar os desafios gerados pela mudança climática, disse Russell. Embora grande parte dos agricultores que recebem os empréstimos sejam fornecedores da Starbucks, esse não é um requisito para participar do programa. Os primeiros US$ 20 milhões investidos pela cadeia de cafeterias foram distribuídos pela Root Capital e Fairtrade Access Fund. Os agricultores só pagam cerca de 10% de juros sobre os empréstimos, enquanto a Root Capital devolve uma média de 1% a 3% a investidores como Starbucks, segundo o vice-presidente sênior da Root, Liam Brody.

A Root, fundada há 15 anos, distribuiu cerca de US$ 1 bilhão em empréstimos a agricultores de diversas indústrias, com um foco no café, nas castanhas de caju e no cacau, disse Brody. Sem esse tipo de empréstimos, os produtores de café não teriam acesso ao capital para investir em seus negócios. “Muitos deles estariam pagando aos usurários 50 ou 75%. Estamos oferecendo algo que é competitivo com a taxa de mercado”. A reportagem é do http://www.elfinanciero.com.mx / Tradução por Juliana Santin

54


TRADE

55


ALLY COFFEE

56


TRADE

Ally tão longe,

tão perto

A Ally Brazilian Coffee Merchants empresa que faz parte do Grupo Montesanto Tavares atua como importadora e distribuidora de café verde no mercado norte americano e em breve também no mercado europeu.

Laboratório de Provas, em Greenville

57

O escritorio principal está localizado na cidade de Plantation no estado da Florida, USA, e conta com filiais em Los Angeles (California) e Greenville (Carolina do Sul). O escritorio de Plantation é onde está toda a equipe financeira, de logistica e de trading de café comercial. O escritório em Los Angeles (Califórnia), serve como um escritório de vendas tanto de café comercial quanto de café especial. O escritório de Greenville, Carolina do Sul, é o responsável pela compra e venda de cafés especiais. É onde se efetua todo o processo de qualidade para estes cafés. Anexo a este escritório, está um laboratorio certificado pela SCAA onde serão oferecidos cursos de barista, de torra e degustação, (incluindo o curso de “Q” grader) a partir de julho/2015.


Ally pelo mundo Suiça

Carolina do Sul Los Angeles

NOVA YORK MIAMI

Fotos da filial em Greenville, Carolina do Sul

58


TRADE

59


CAFEBRAS

60


TRADE

Feira da SCAE Durante os dias 13 a 16 de Junho, a Cafebras participou da Feira de Cafés especiais da SCAE ‘’Nordic World of Coffee’’. A feira aconteceu em Gotemburgo, a segunda maior cidade da Suécia, pela grande importância da região para o segmento de cafés especiais. Durante os três dias do evento estiveram presentes expositores e visitantes do mundo inteiro. Recebemos um convite especial de Johan & Nystron, um dos melhores torradores suecos e referência na Escandinávia. A Cafebras realizou cuppings dos melhores micro lotes exportados, tendo a oportunidade de divulgar e comentar sobre os cafés do Cerrado e Espirito Santo.

61


Viagem ao Norte de Minas e Bahia

Eustáquio, CEO da Cafebras, e Francisco, Agente de Relacionamento, fizeram um tour pelo Norte de Minas e Bahia visitando importante parceiros. Foi uma grande oportunidade para estreitar o relacionamento com os produtores e ver de perto as lavouras desta região. Foi promovido um almoço em Taobeiras com objetivo de reunir os amigos, trocar idéias sobre o mercado, lavouras e colocar os assuntos em dia. A viagem também os levou à Vitória da Conquista, Vale do Sossa e Machado Mineiro. Estiveram em Salvador, onde participaram do 16º Agrocafé e finalmente à Piatã. Piatã é cidade do grande campeão de cafés especiais Categoria Cereja Descascado, do 15º Cup of Excellence – Early Harvest Brasil 2014, concurso promovido pela BSCA. “A Chapada Diamantina além de muito bonita, possui excelentes condições para a produção de cafés especiais. Será uma das regiões onde a Cafebras irá intensificar sua busca por cafés de alta qualidade. Durante a visita, pudemos realizar uma intensa troca de informações sobre as técnicas de produção utilizadas e experiências. Procuramos entender melhor as características da região, sua história e a cultura de sua gente” relatou Eustáquio.

62


Microlote,

O FINO PARA OS AMANTES DO CAFÉ Quando se fala de cafés especiais logo se pensa no termo da vez: “MICROLOTE”. Os microlotes vêm impulsionando a terceira onda dos apreciadores da bebida. Estes pequenos lotes, como diz o nome, têm garantia de origem, qualidade e excepcionalidade, mas o que o torna realmente diferente ao consumidor final é o prazer de Lorena Leonel

tomar um café único, sem misturas de origens e carac-

terísticas, cafés completos por si só. Um café de microlote vai além do prazer sensorial, fornecendo ao consumidor acesso a todos os dados da bebida: origem, qualidade, meio de produção, secagem e a história por trás de cada grão. O café dos microlotes apresenta-se aos seus apreciadores, “sommeliers”, como um produto único, daquele único momento. Durante aqueles minutos de apreciação da bebida surge o mais interessante questionamento: como um café chegou a um nível tão alto de qualidade? É nos microlotes que se tem todas as respostas. Sempre que se vende um microlote, a intenção não é simplesmente comercializar um café.Em se tratando de um produto único, de volume reduzido, mas de qualidade surpreendente, a intenção é valorizar o produtor no seu diferencial de criação, desde a lavoura até a xícara. O empenho daqueles pequenos produtores em colher apenas os melhores e mais maduros grãos, secá-los em camas suspensas, muitas vezes dentro de estufas, é o que o faz diferente de todos os outros, somando-se a um processo criterioso de torra. 63


Convido aos consumidores apaixonados por café a degustarem um café de história, não apenas “tomar um cafezinho”, mas ir mais a fundo, chegar até onde este café é produzido. Muitos microlotes contém apenas cinco sacas, ou até menos, então aquele que é convidado a apreciar esta bebida deve fazê-lo com calma e prazer. Sinta-se um indivíduo privilegiado se tiver oportunidade de degustar um microlote!!! Texto de Lorena Leonel Trader, Cafebras, Patrocínio

64


TRADE

65


INTERBRASIL

66


TRADE

A InterBrasil Coffee empresa que faz parte do Grupo Montesanto Tavares atua no segmento de cafés Rio MInas, Good Cups, Fine Cups e Conillon . O escritorio principal esta localizado na cidade de Alto Jequitibá onde se encontra a equipe financeira, contábil, fiscal, logística e risco. O Armazém e Qualidade em Caparaó e o Trading em Manhuaçu. A idéia é atuar especificamente nesse nicho de mercado podendo assim focar no bom relacionamento com nossos clientes e na qualidade do serviço oferecido. 67


O RENASCER DOS CAFÉS DAS MATAS DE MINAS GERAIS Matas de Minas ou Zona da Mata é uma região famosa não somente por seus cafés de montanha mas também pela predominância de produtores familiares. Mas nem sempre foi assim, pois por muitos anos a região foi considerada incapaz de produzir cafés com alta qualidade o que gerou desmotivação e descapitalização de famílias que há anos viviam desta cultura.. Com o apoio da EMATER/MG em Manhuaçu , essa realidade mudou. Andrea Franklin

Criaram um trabalho específico para ajudar os produtores a se profissionalizarem em técnicas de cultivo e preparação do café. O uso de água tratada, a incidência de luz, o manuseio na secagem , implantação de terreiros suspensos, tulhas bem conservadas. Tudo isso ajudou a aprimorar a qualidade, sabor e aroma do café da Zona da Mata. A região produz 80% de catuaí, seus cafés em geral tem sabor encorpado, de aroma neutro e característica suave. As principais cidades produtoras são Manhuaçu, Alto Caparaó, São João do Manhuaçu, Luizburgo, Caratinga, Dom Viçoso, Araponga e Ervália.

Fazenda Santa Clara, Manhuaçu - MG

Depois de anos a região conquistou sua posição no patamar de cafés de qualidade e foi uma das pioneiras na produção de cafés socialmente justos e ambientalmente corretos. Hoje são a prova viva de que uma cultura levada a sério, melhorias e transformações na agricultura, geram renda, orgulho profissional e satisfação aos produtores. Texto de Andrea F. Franklin Analista Comercial da Interbrasil

68


Gente Nova

69


70


Gente Nova Unidade Varginha

Da esquerda para a direita: Maicon Rodrigues e Marco Roberto Ambos Operadores de Empilhadeira

CONTRATAÇÃO DE NOVOS COLABORADORES PARA INICIO DA COLHEITA EM MAIO E JUNHO/2015. Foram contratados 47 novos colaboradores na FAZENDA SEQUOIA BAHIA

71


Unidade Patrocínio

Da esquerda para a direita: Lucimar Forceline; Pedro Santos Lima; Edson Luiz da Silva – Operadores de Máquina. Alex Sandro Zaccaro - Operador de Empilhadeira. Gleicon Humberto Ferreria Rezende - Mecânico.

Unidade Manhuaçu

Da esquerda para a direita: Valdinei Moreira; Robson Dias; Victor Amorim – Ambos Auxiliares de Armazém Camilo da rocha Bittencourt – Auxiliar Administrativo 72


ARMAZENAMENTO

73


ARMAZÉNS

LESTE DE MINAS

74


ARMAZENAMENTO MANHUAÇU

Apresentação balé SESI Em parceria com o SESI, houve uma apresentação de Balé, incentivando os funcionários com descontos para que possam matricular os filhos na Escolinha Cantinho dos Sonhos, nas aulas de natação, futsal, balé, taekwoond. Apesar do frio intenso que estava na manhã, as meninas fizeram uma linda apresentação.

75


Comemoração do Dia das Mães:

Treinamento dos novos membros da CIPA Comissão Interna de Prevenção de Acidentes

76


ARMAZENAMENTO VARGINHA

AMPLIAÇÃO DA UNIDADE VARGINHA Sua capacidade operacional passará de 400 mil para 800 mil sacas, com área de armazenagem de 32 mil metros quadrados.

77


Palestra Motivação e Trabalho em Equipe SEBRAE Palestrante: Marcio Lopes / Parceiros ACIV - Associação Comercial e Industrial de Varginha

Palestra EPI – Metro Segurança

Com intuito de promover a segurança no trabalho com o uso devido dos equipamentos de proteção

78


ARMAZENAMENTO PATROCÍNIO

SIPAT Armazéns Gerais Leste de Minas Prevenção e Solidariedade Esse ano, a empresa Armazéns Gerais Leste de Minas – Unidade Patrocínio, além de realizar uma série de palestras com profissionais especializados durante a SIPAT, resolveu, assim como em ocasiões anteriores, tornar esse evento um ato de solidariedade. Foram arrecadados durante o evento diversos materiais de uso diário para serem doados ao Hospital do Câncer de Patrocínio Dr. José Figueiredo. O resultado surpreendeu: 215 quilos de açúcar, 4 pacotes de sacos de lixo de 50 litros, 13 litros de água sanitária, 27 embalagens de detergente, 16 embalagens de produtos de limpeza do ambiente, 6 embalagens de produto de limpeza para chão e 47 pacotes de papel A4. Os materiais arrecadados pelos colaboradores, prestadores de serviços e parceiros, contribuirão para reduzir a aquisição destes produtos pelo Hospital do Câncer de Patrocínio, pois são de uso constante. O Hospital do Câncer de Patrocínio “Dr. José Figueiredo” agradece a iniciativa da empresa e principalmente o espírito de solidariedade da equipe do Armazéns Gerais Leste de Minas, mais uma empresa que abraça nossa causa! Transformar uma obrigatoriedade em ato de carinho, isso faz uma empresa do bem! 79


Visita na unidade

No dia 24 de Julho, recebemos a visita de um grupo de franceses que conheceram todo o processo do Armazem.

80


CADA GRÃO NO SEU LUGAR Saudações, Meu nome é Diego Gomes. desde 2009 trabalho nos Armazéns Gerais Leste de Minas, subindo vários degraus até chegar na minha atual atividade como Fiscal da Qualidade e também Classificador aqui nos Armazéns Gerais Leste de Minas de Patrocínio. Convivo diariamente com café e gosto muito do que faço! Cada ano que passa, temos uma safra diferente, cafés diferentes e é isso que eu Diego Gomes.

gosto nesse trabalho. A diversidade oferecida.

Temos o privilégio de morar numa das áreas mais agraciadas para o cultivo de café. Nosso Cerrado Mineiro nos dá anualmente uma safra de cafés especiais apreciados em todos os continentes. A "família Leste de Minas" preza muito pela qualidade dos nossos serviços, tendo isso como princípios fundamentais da empresa. Somos treinados frequentemente, cursos de qualidade oferecidos para nosso crescimento profissional. Como trabalho no setor de classificação, que é o filtro da qualidade da empresa em relação ao café, diversas vezes os colegas de trabalho de outros setores, e até mesmo os produtores, me perguntam como nós classificamos o café. Achei que seria interessante elaborar algo, explicando de forma mais clara e objetiva os defeitos que classificamos no café. A Classificação é mais fácil de ser entendida, pois você pode tocar o café, entender o que apresenta e o porque. Fazemos a análise física, diferentemente da Degustação que é um assunto mais complicado, onde você precisa fazer a análise sensorial. Selecionei em uma tabela, um resumo do que são os defeitos, as causas e o que podemos fazer para solucioná-los ou até evitá-los. Cada café é um café diferente, e cada cliente exige um padrão para o seu café, portanto só descrevi o que realmente é defeito e classificamos seguindo a COB (Classificação Oficial Brasileira). Um forte abraço aos que estão lendo esse artigo e também aos meus colegas de trabalho. Uma boa safra pra todos nós. Texto de Diego Gomes, Fiscal de Qualidade dos Armazéns Gerais leste de Minas, Patrocínio 81


LOGÍSTICA

85


MONTESANTO LOGÍSTICA

86


LOGÍSTICA

Treinamento da equipe A equipe de Cubatão recebeu treinamento pelo SESMT - Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e em Medicina do Trabalho. Tema abordado: Segurança em abastecimento dos caminhões, e procedimentos do serviço de Carga e Descarga dos Containers.

87


Comemoração do Dia das Mães. As mamães da Montesanto Logística foram presenteadas com sabonetes da Natura.

Matriz (BH)

Cubatão - São Paulo

88


GASTRONOMIA COM CAFÉ B E N E F I C I O S D E I N C LU Í - LO E M R E C E I TA S D I Á R I A S

Café pode ajudar você a queimar gordura: O café acelera o metabolismo e a elevação do uso de ácidos graxos presentes nos tecidos gordurosos. Além disso, como é uma substância estimulante, pode melhorar a performance da pessoa em exercícios físicos. Café pode reduzir o risco de desenvolver diabetes tipo 2: Esse tipo de diabetes afeta cerca de 300 milhões de pessoas no mundo e faz com que o doente tenha níveis elevados de glicose no sangue, o que pode levar a uma série de complicações. Em diversos estudos de observação, pesquisadores concluíram que o consumo habitual de café pode reduzir as chances de se desenvolver diabetes tipo 2 (a redução vai de 23% a 67%, de acordo com as pesquisas). Um estudo em particular, publicado no periódico JAMA International Medicine, avaliou dados de outros 18 (totalizando 457.922 participantes) e concluiu que cada xícara de café consumida dia-riamente reduzia em 7% o risco de se desenvolver esse tipo de diabetes. Café pode reduzir as chances de desenvolver doença de Alzheimer e de Parkinson: Diversas pesquisas mostram que o consumo diário de café (a depender da quantidade e de outros fatores, naturalmente) pode diminuir em 60% as chances de se desenvolver doença de Alzheimer e de 32% a 60% as chances de se desenvolver doença de Parkinson. Café pode ajudar a preservar o fígado: Essa é para os bebedores de plantão: tomar quatro xícaras de café por dia pode reduzir em 80% suas chances de desenvolver cirrose hepática (estágio em que grande parte do tecido do fígado está comprometida, normalmente devido a consumo excessivo e constante de álcool). O café também pode reduzir em 40% as chances de se desenvolver câncer no fígado. Café possui nutrientes importantes: Uma xícara de café contém, em média: 6% do valor diário recomendado (VDR) de Vitamina B5; 11% do VDR de Vitamina B2; 2% do VDR de Vitamina B3 e Vitamina B1; 3% do VDR de Potássio e Manganês; Quantidade considerável de antioxidantes (que ajudam a preservar suas células). Texto de Marcela Tavares Marketing do Grupo MSTavares 89


B O LO D E C H O C O L AT E C O M C A F É

Ingredientes

Modo de Preparo

Massa:

Massa:

- 1 xícara de margarina derretida - 3 xícaras de açúcar - 1 xícara de chocolate em pó - 2 xícaras de café pronto - 4 xícaras de farinha de trigo - 1 colher de sopa rasa de fermento em pó - 4 ovos (separados gemas e claras)

Cobertura: - 2 colheres de sopa de margarina - 1 lata de leite condensado - 1 gema peneirada - 5 colheres de sopa de café pronto - 4 colheres de sopa de chocolate em pó

- Bata as gemas, a margarina e o açúcar até ficar um creme claro. - Adicione o chocolate em pó e o café, acrescente a farinha de trigo e o fermento em pó. - Por último, acrescente as claras em neve e misture delicadamente. - Leve ao forno para assar em forma untada por 30 m

Cobertura: - Em uma panela coloque a margarina, o leite condensado, a gema peneirada, o chocolate em pó e o café. - Leve ao fogo sem parar de mexer e deixe cozinhar até ficar cremoso. Despejar por cima do bolo

90


RESPONSABILIDADE SOCIAL

91


92


RESPONSABILIDADE SOCIAL

No ano de 2011 nascia o INSTITUTO CAFÉ SOLIDÁRIO, uma organização filantrópica do Grupo Montesanto Tavares. Seu principal objetivo é envolver produtores e clientes que participam da grande cadeia cafeeira, agregar amigos que se sensibilizem e tenham um olhar humano e solidário para as comunidades e pessoas necessitadas.

Instituto

O nosso objetivo: A nova sede em Buritizeiro em MG.

93


94


Casamento do João Emilio, gerente geral da Atlântica Agro. Dia 5 de Setembro de 2015

Participação na Feira Gulf Food, em Dubai. Nos dia 27 a 29 de outubro de 2015, com as trades do Grupo MSTavares.

Do dia 20 a 24 de Julho de 2015 a Fazenda Sequoia Bahia, passará por processo de certificação Rainforest e UTZ.

95

Participação da ABPMA na Feira de design IDA no Rio de Janeiro. De 09 a 13 de Setembro de 2015.

A atual sede da Atlântica Coffee, vai passar por uma reforma. preparando para acolher outras empresas do Grupo MSTavares

O grupo Rappel da equipe montada por alguns funcionários do Armazém, unidade Manhuaçu, convida a todos para participarem do esporte radical na cidade.


Patricia Fonseca

Marcela Tavares

Dayane Silva

Caso tenha alguma sugestão, crítica, observações ou queria enviar algum conteúdo para a revista, envie um e-mail para: dayane.dayse@atlanticapar.com.br. Sua participação é o que nos motiva a realizar este trabalho.

Agradece aos colaboradores desta primeira edição Andrea Franklin . Analista Comercial InterBrasil Coffee . Manhuaçu . MG Carolina Fonseca . Analista de RH Atlântica Coffee . BH . MG Jordana Covas . Assistente de Certificados Fazenda Sequóia Bahia . Capelinha . MG Vera Lúcia . Assistente Gerencial Armazém Leste de Minas . Manhuaçu . MG Giovanna Suarato . Coordenadora de RH Montesanto Logística . BH . MG

Em especial Rogério Schiavo CEO do Grupo MSTavares Juciane Gomes . Diretora ADM | Financeiro Atlântica Coffee . BH . MG

Lorena Leonel . Trader Cafebras . Patrocínio . MG

Mayra Coraspe e familiares de Gustavo Toledo

Lucélia Santos . Coordenadora de RH Fazenda Atlântica Agro . Pirapora . MG

Renata Eller . Assistente de Certificados Atlântica Coffee . BH . MG

Junior Furini . Gerente Administrativo MGX Florestal . Ninheira . MG

Danilo Vitor . Coordenador de Logística Atlântica Coffee . BH . MG

Ricardo Pereira Ally Coffee . Miami . EUA

Natália Brito . Trader Cafebras . Patrocínio . MG

Leandro Silva . Analista de RH Atlântica Participações . BH

Diego Gomes . Fiscal de Qualidade Armazém Leste de Minas . Patrocínio . MG

Cássia Mendes . Assistente de Certificados Fazenda Primavera . Capelinha . MG

Nate Mylander Ally Coffee . Miami . EUA 96


Comunicafé - 1º Edição  
Comunicafé - 1º Edição  
Advertisement