Issuu on Google+

Crianรงas & Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 1

22/09/2011 15:53:30


criancas_adolescentes.indd 2

22/09/2011 15:53:32


EDITORIAL

Diretores Presidentes Pedro Zidoi Maria Helena Zidoi Diretora Administrativa Abigail J. C. Maglio Diretor Institucional Nelson Grecov Diretor Financeiro José Carolino Campos Jornalista responsável Darius Roos (MTB: 49.753) Gerente de Marketing e Vendas Graziele C. Lucato Diagramação e arte Dawis Roos Editora Lison Rua Santa Isabel, 160, 4º andar Vila Buarque, São Paulo/SP CEP: 01221-010 (11) 3361-5705 ABCFARMA Rua Santa Isabel, 160, 5º andar Vila Buarque, São Paulo/SP CEP: 01221-010 (11)3223-8677 www.abcfarma.org.br Distribuição ABCFARMA Publicidade Lison Editora Impressão Gráfica PGE Parceiros

É sempre uma alegria!!! O mundo infanto juvenil sempre foi considerado fonte de riquezas e alegria em qualquer ambiente. Atentos a esse inquestionável crescimento sócio/econômico e familiar, a Editora Lison- braço editorial para publicação de materiais impressos da Associação Brasileira do Comércio Farmacêutico – ABCFARMA , inova e busca outras oportunidades para as farmácias e drogarias. Lançamos no tradicional mês das crianças o Suplemento Especial – Crianças e Adolescentes. De conceito editorial leve e fácil leitura, interage com assuntos de amamentação, vacinação, crescimento e entretenimento. Belas fotos e imagens permitem visualizar dicas úteis no cuidado de nossos filhos e netos. Aos empreendedores do varejo farmacêutico o desafio é aproveitar as dicas do suplemento especial e criar o banco de fidelidade – Crianças e Adolescentes em seu estabelecimento (quantos são, quem são eles/elas e como passar uma mensagem para eles/elas?). Gerenciar adequadamente produtos da linha infantil/juvenil é garantir rentabilidade neste nicho de mercado que mais se valoriza na gestão por categoria de produtos em farmácias e drogarias. Boa Leitura. Agora, vamos ao trabalho!!! Nelson Grecov Assessor para Assuntos Institucionais ABCFARMA - Editora Lison ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 3

3

23/09/2011 09:58:28


DESCANSO

HORA DE NANAR O que fazer para seu bebê (e você também) dormir melhor Bebês são dorminhocos, passam quase 18 horas por dia no bem-bom, dormindo feito anjos (ou quase). E o motivo para tanta soneca é simples: o organismo deles está a mil, crescendo e se desenvolvendo a uma velocidade impressionante. Ou seja, eles gastam muita energia e precisam dormir para recuperar suas forças.

4

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 4

22/09/2011 15:53:42


DESCANSO

ABCFARMA Crianรงas e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 5

5

22/09/2011 15:53:47


DESCANSO

B

ebês não dormem 18 horas seguidas. Eles descansam aos poucos, acordam de três em três horas e seu sono é levíssimo. Basta um barulho e... Buááá! Abrem o berreiro e daí os pais é que não dormem. Para nossa sorte, há técnicas (cientificamente comprovadas) que beneficiam o sono dos bebês (e consequentemente de mães e pais). Angela Underdown, pós-doutorada em Saúde Pública e pesquisadora-líder da Universidade de Warwick, no Reino Unido, ensina o que fazer.

M assagem em fa mília Bebês que recebem massagem são mais felizes, menos estressados e dormem melhor. Conforme pesquisadores, a massagem reduz os níveis de hormônios como cortisol (corticosteróide), principal causador do estresse, enquanto eleva os de neurotransmissores como a serotonina, que aumenta a sensação de felicidade. O sono tranquilo é certo. Outro hormônio liberado durante a massagem é a melatonina, “que é importante para a cura e recuperação das crianças”, revela Underdown. Além disso, a massagem tem caráter integrador, fortalecendo a relação “pais e filhos”. Quando é massageado, o bebê relaciona a pessoa (massageadora) a uma sensação agradável. 6

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 6

22/09/2011 15:54:04


DESCANSO

Banho alegre pra descansar Um bebê cheiroso e limpinho é tudo de bom, mas é legal você entender que há diferentes tipos de banho. Por exemplo: antes da soneca, o banho pode ser voltado ao relaxamento. “Deixe o bebê mais solto, brincando e gastando energia. Você deve apenas acompanhar e usar movimentos suaves enquanto dá o banho”, diz Underdown. Com o bebê cansado e relaxado, aumentam as chances de ele dormir bem.

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 7

7

22/09/2011 15:54:23


DESCANSO

Am bientação à la barriga

S

eu bebê precisa aprender que o mundo exterior é diferente daquele de dentro da barriga, entender que ele tem 24 horas, que tem dia (para as atividades) e noite (para o descanso). Durante o dia é comum haver luminosidade, ruídos e a toda a movimentação da casa, enquanto à noite se esperam escuridão e silêncio.

A dica é deixar a claridade em destaque pelas manhãs e tardes, e nada de luzes acessas à noite. Ao perceber a relação da escuridão com a tranquilidade, seu bebê tenderá a dormir mais tempo durante a noite.

Santo anjo do senhor, meu zelozo e guardador Se a ti me confiou a piedade divina, sempre me rege, me guarde, me governe, me ilumine. Amém!

8

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 8

22/09/2011 15:53:27


criancas_adolescentes.indd 9

22/09/2011 15:53:29


iltdacomunicação

iltdacomunicação

DESCANSO

DiCA! Quando entende que está próximo de dormir, o bebê se prepara e fica sonolento.

tina Ensinando a ropra

m Adotar uma rotina é bo é cuidado. em qu quem cuida e pra

ar o bebê A ideia é manter uma ordem, acostum a. Se os pais cois a cad a que há uma hora cer ta par colocam o ho, ban do brincam, alimentam e, depois , após o que rá nde filho para dormir... Então ele ente banho, chegou a hora de dormir. do bebê. O Outro detalhe é sobre quem cuida pessoa. Senão, ideal é que seja sempre a mesma não vale o do vale apelar para o revezamento... Só é você”. Lembretipo “desta vez sou eu, da próxima ar às situações, e se que o bebê precisa se acostum Melhor é revezar isso envolve pessoas e ambientes. faça as tarefas horários inteiros, deixando que o pai cuida do diurno. e mã a do período noturno, enquanto a estimula o De acordo com Underdown, a rotin , treinando nça cria da desenvolvimento psicológico previsões faça ela sua percepção e permitindo que sobre as coisas ao seu redor.

Apres Apre

Pom Pomad

Outu Outubr

S O OM

10

Me Medi

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

M.S. M.S.: 1 criancas_adolescentes.indd 10

22/09/2011 15:53:35


Cuida e protege Cuida e protege o bebê das o bebê das assaduras.

iltdacomunicação

iltdacomunicação

assaduras.

Nistatina100.000UI/g 100.000UI/g + Nistatina + óxido de zinco 200mg/g óxido de zinco 200mg/g

Indicações:

Uso Uso tópico tópico Uso Usoadulto adultoeepediátrico pediátrico

Apresentação: Apresentação:

Pomada: embalagemcontendo contendo11bisnaga bisnaga de de 60g. 60g. Pomada: embalagem Outubro/2011 Outubro/2011 PERSISTIREMOSOSSINTOMAS SINTOMAS SESE PERSISTIREM O MÉDICO DEVERÁSER SERCONSULTADO. CONSULTADO. O MÉDICO DEVERÁ

MedicamentoGenérico GenéricoLei Leinºnº9.787/99 9.787/99 Medicamento

M.S.: 1.4107.0078 M.S.: 1.4107.0078 criancas_adolescentes.indd 11

Indicações: Indicado no tratamento de assadura de Indicado no tratamento de assadura de bebês, principalmente relacionadas ao bebês, principalmente relacionadas ao usodedefraldas. fraldas. Também pode usada uso Também pode serser usada em crianças maiores e adultos, em crianças maiores e adultos, no no tratamento irritações região tratamento dede irritações na na região dosdos órgãos genitais e das nádegas, entre órgãos genitais e das nádegas, entre os os dedos,axilas, axilas,sobsob seios outras dedos, osos seios ou ou emem outras áreas da pele que sofrem atrito. áreas da pele que sofrem atrito. Referência Dermodex® Referência Dermodex®

Nistatina+óxidodedezinco zincoé éum ummedicamento. medicamento. pode Nistatina+óxido SeuSeu usouso pode trazer Leia a bula. trazer riscos. riscos.Procure Procureoomédico médicoououfarmacêutico. farmacêutico. Leia a bula. SAC SAC0800 0800037 0373322 3322

Qualidade a serviço da vida Qualidade a serviço da vida

22/09/2011 15:53:41


AMBIENTE

estranho no ninho

iltdacomunicação

Alguns pediatras defendem que, nos meses iniciais, o bebê deve passar em ambientes que lembrem a barriga. Mas como fazer isso? Adaptando o berço, apertando as medidas, colocando cobertas, lençóis e almofadas para tomar conta do espaço local. O apertadinho lembra a vida que o bebê tinha dentro da barriga da mãe e isso o deixa mais tranquilo, ele fica todo aconchegado. Então já sabe: berço acolchoado é sono na certa. zzzzZ!

iltdacomunicação

antes de vir ao mundo, o bebê estava na barriga da mãe, lugar que era apertado, escuro, quentinho, um ambiente controlado em que a criança se sentia protegida

A Ap

Co Com co con

Outu Outub

12

O OM

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 12

22/09/2011 15:53:53


iltdacomunicação

iltdacomunicação

Contra febre e dor Contra febre e dor

Asetisin Asetisin ácido acetilsalicílico

ácido acetilsalicílico

Uso oral oral Uso Uso infantil infantil Uso

Apresentação: Apresentação:

Comprimidosde de100mg 100mg em em embalagens embalagens Comprimidos contendo200 200ee500 500 comprimidos. comprimidos. contendo

Outubro/2011 Outubro/2011

M.S.: 1.4107.0001 M.S.: 1.4107.0001

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS PERSISTIREM OS SINTOMAS OSE MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

Indicação: Indicação: Para o alívio sintomático de cefaleia, odontalgia, Para o alívio sintomático de cefaleia, odontalgia, dordor degarganta, garganta,dismenorreia, dismenorreia, mialgia artralgia, de mialgia ouou artralgia, lombalgiae edor dorartrítica artríticadedepequena pequena intensidade. lombalgia intensidade. Noresfriado resfriadocomum comumouounana gripe, para o alívio No gripe, para o alívio sintomático e da febre. sintomático dada dordor e da febre. Referência Aspirina Referência Aspirina ®® Não emem caso de de gravidez, Nãouse useeste estemedicamento medicamento caso gravidez, gastrite e suspeita de de gastriteououúlcera úlceradodoestômago estômago e suspeita dengue ou ou catapora. dengue catapora.

SAC SAC0800 0800037 0373322 3322

Qualidade a serviço da vida Qualidade a serviço da vida

criancas_adolescentes.indd 13

22/09/2011 15:53:58


AMAMENTAÇÃO

Leite materno é tudo de bom! As qualidades do mais importante alimento do bebê Da gestação aos primeiros meses de vida do bebê, a mãe vivencia situações incríveis, percebe mudanças em seu corpo, gera outra vida e descobre ser capaz de produzir leite materno, simplesmente o mais completo alimento para o desenvolvimento do bebê. O leite é isento de contaminação, adaptado ao metabolismo do bebê e fornece todos os nutrientes necessários até que o bebê possa comer e digerir alimentos sólidos. Sua composição química inclui anticorpos, fibronectinas, glóbulos brancos, laxantes e lisozimas, entre outros nutrientes, promovendo a imunização, a hidratação e a alimentação da criança.

14

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 14

22/09/2011 15:52:57


criancas_adolescentes.indd 15

22/09/2011 15:53:03


VACINAÇÃO

Xô, doenças! Uma tabela completa de vacinação para deixar seu bebê saudável e protegido Bebê quer vacina Para aumentar a imunidade do bebê contra as doenças mais comuns no Brasil, o Ministério da Saúde indica aos pais acompanhar o Calendário Básico de Vacinação da Criança, que traz a relação de vacinas que a criança precisa, desde recémnascida até os 4 anos. Vale lembrar que as vacinas relacionadas são oferecidas gratuitamente em postos de saúde do governo. Em caso de dúvida sobre vacinas e locais de vacinação, acione o DISQUE SAÚDE 0800-61-1997, serviço disponibilizado pelo próprio Ministério. Idade Vacina Ao nascer BCG-ID Hepatite B 1 mês Hepatite B 2 meses

3 meses 4 meses

5 meses 6 meses

16

Dose(s) dose única 1ª dose 2ª dose

1ª dose

Imuniza contra Formas graves de tuberculose Hepatite B Hepatite B Difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b Poliomielite (paralisia infantil)

1ª dose

Diarreia e desidratação causada por rotavírus

Vacina tetravalente (DTP + Hib) 1ª dose VOP (vacina oral contra pólio) VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano) Vacina Pneumocócia 10 (conjugada) Vacina Meningocócia C (conjugada)

VOP (vacina oral contra pólio) VORH (Vacina Oral de Rotavírus Humano) Vacina Pneumocócica 10 (conjugada) Vacina Meningocócia C (conjugada)

2ª dose

Pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo Doença invasiva causada por Neisseria meningitidis do sorogrupo C Difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b Poliomielite (paralisia infantil)

2ª dose

Diarreia e desidratação causada por rotavírus

Hepatite B

3ª dose

Hepatite B

VOP (vacina oral contra pólio)

3ª dose

Poliomielite (paralisia infantil)

1ª dose 1ª dose

Vacina tetravalente (DTP + Hib)  2ª dose

2ª dose 2ª dose

Pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo Doença invasiva causada por Neisseria meningitidis do sorogrupo C

Vacina tetravalente (DTP + Hib) 3ª dose

Difteria, tétano, coqueluche, meningite e outras infecções causadas pelo Haemophilus influenzae tipo b

Vacina Pneumocócica 10 (conjugada)

Pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo

3ª dose

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 16

22/09/2011 15:53:17

Anuncio_f


criancas_adolescentes.indd 17 Anuncio_final.indd 1

22/09/2011 15:53:17 15/09/11 16:26


VACINAÇÃO Idade

Vacina

Dose(s)

Imuniza contra

9 meses

Febre amarela

dose inicial Febre amarela (em áreas endêmicas)

12 meses Vacina Tríplice Viral (SRC)

1ª dose

Sarampo, rubéola e caxumba

Vacina Pneumocócica 10 (conjugada)

reforço

Pneumonia, otite, meningite e outras doenças causadas pelo Pneumococo

15 meses Vacina Tríplice Bacteriana (DTP) 1º reforço

4 anos

18

Difteria, tétano e coqueluche

VOP (vacina oral contra pólio)

reforço

Poliomielite (paralisia infantil)

Vacina Meningocócia C (conjugada)

reforço

Doença invasiva causada por Neisseria meningitidis do sorogrupo C

Vacina Tríplice Bacteriana (DTP) 2º reforço

Difteria, tétano e coqueluche

Vacina Tríplice Viral (SRC)

Sarampo, rubéola e caxumba

2ª dose

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 18

22/09/2011 15:53:25

anuncio


LINHA

mamy

do xixi Era por causa não tinham e do cocô que ficavam para onde ir e do nenê. irritando a pele áá! Resultado: buáá e do cocô, Coitado do xixi a deles. a culpa não er ãe chegou, Um dia a mam s Prevent e todo passou Derma . s para sempre. viveram felize amãe, o papai, O neném, a m xi e o bumbum, o xi . o cocô também

Derma prevent

CH EG

OU !

É melhor prevenir que o bebê chorar.

SAC 0800 11 1559 www.uniaoquimica.com.br

criancas_adolescentes.indd 19 17 x 26.pdf 1 anuncio Derma Prevent Consum

22/09/2011 15:53:25 31/08/11 16:02


ALIMENTAÇÃO

Fracionar a alimentação Jovem é quase adulto No que diz respeito à alimentação, enquanto bebês necessitam de uma alimentação peculiar, adolescentes têm organismos mais parecidos com os de um adulto, mas em ritmo acelerado. Gastam mais facilmente a energia acumulada, mas é essencial ter uma alimentação saúdável.

É menos, mas é melhor A idéia é simples: se você comer de pouco em pouco, terá comido menos até o final do dia. “Fracionar a alimentação permite ao organismo trabalhar em condições ideais, sem exagero e sem escassez. Ao consumir somente o suficiente, você não sobrecarrega seu corpo, que fica leve e trabalha melhor”, diz VeEtta Simmons, pesquisadora da Divisão de Agricultura da Universidade de Arkansas, Estados Unidos. Outra dica é prestar atenção à qualidade dos alimentos. Frutas e legumes? São bem vindos. Massas e as proteínas? OK, mas com moderação. Açúcares, doces, 20

refrigerantes e frituras ainda são considerados inimigos da saúde.

De três em três horas “Faça seu café da manhã, almoço e jantar, e os lanches (fruta, iogurte ou similar -- um basta!) nos intervalos entre manhã, tarde e noite”, explica Simmons. “Não dá tempo de a fome chegar. São seis refeições em intervalos de três em

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 20

22/09/2011 15:52:42


ALIMENTAÇÃO

Ajuda a manter o corpo mais saudável e é tudo de bom para os jovens prato, ter alimentos de boa qualidade e respeitar os intervalos. Segundo a pesquisadora, “as pessoas preferem comer bastante e depois passar horas sem comer. Isso é prejudicial e pode até engordar”, alerta. “Se elas respeitassem os intervalos e as porções, poderiam emagrecer”.

Sem deslizes

três horas”, argumenta. A pessoa acha que ao reduzir as porções ela vai passar fome, mas é somente ansiedade. Sensações de cansaço, mau-humor ou dor de cabeça só acontecem quando não se alimenta, “pois quando passamos muito tempo sem comer, a taxa de açúcar do sangue despenca e o cérebro fica pouco alimentado, causando mal estar”, conta. O legal é ser moderado ao fazer o

Caprichar não pode. Em vez de encher ou repetir o prato, você precisa aprender a moderar. “Não dá para estabelecer uma quantidade ideal a ser ingerida, afinal as pessoas são diferentes. Isso requeriria uma consulta. Mas é comum cortar pela metade a quantidade de alimentos e, ainda assim, a pessoa estar muito bem alimentada”, revela Simmons. Uma das experiências promovidas pelos pesquisadores é deixar as pessoas frente a frente com os alimentos a serem ingeridos ao longo do dia. “Quando a gente coloca à mesa, de uma vez só, sempre é uma reação impactante. A pessoa acha muito, mas ela come muito mesmo”, diz. Ao reeducar hábitos alimentares, a quantidade de alimentos para consumo tende a reduzir. ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 21

21

22/09/2011 15:52:44


Comer numa boa é tudo de bom A alimentação saudável é bacana porque dá resultados bem rápidos e promove a melhoria da qualidade de vida ao longo do tempo. A curto prazo é perceptível o jovem ficar mais bem disposto. Ele fica mais ativo e é ampliada sua capacidade de concentração em atividades intelectuais. A médio prazo o que se nota é o emagrecimento. Ao moderar a alimentação e cuidar do tempo, passa a sensação de fome e se torna possível a substituição de alguns alimentos. Você troca o doce pela fruta, o frito pelo assado, o empanado pelo grelhado. E se quem espera sempre alcança, a longo prazo a alimentação saudável e fracionada resulta em um corpo equilibrado, magro e saudável, prevenindo ou reduzindo o aparecimento de doenças.

22

Dicas da hora  Ao trocar carne vermelha por branca (peixes e frango) cortamos a gordura pela metade. Enquanto um filé mignon tem cerca de 40% de gordura, uma peça igual de tilápia possui 12%.  Beber um copo de água por hora.  Ao trocar suco de laranja natural por suco de abacaxi (maracujá, limão ou acerola) você reduz de 100 a 150 calorias/dia, o equivalente a 6 kg (pense bem, 6 kg!) de gordura em um ano.  Se você estiver em casa, prefira se servir em pratos pequenos. Quando você enche esses pratos, tem a ilusão de que está comendo bastante.  Para beber, prefira copos finos e compridos aos bojudos e baixos. Também é fator psicológico, você acha que está bebendo mais.  Café da manhã, almoço e jantar somente devem ser servidas à mesa, onde o jovem se concentrará em comer. Já os lanches (uma fruta, ou um iogurte) podem ser consumidos em frente à televisão. E nada de levar biscoito ou salgadinho.

Ap par uma a C seu pas qua gar tem

47205

ALIMENTAÇÃO

A a d d

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 22

22/09/2011 15:53:00

26310_00


A agora faz parte da Onda Laranja da Cremer.

47205

A presença da Cremer S.A. nas gôndolas de farmácias de todo o Brasil não para de aumentar. Primeiro, a mudança de todas as embalagens trouxe uma nova identidade visual. Agora, a aquisição das marcas da Topz torna a Cremer líder na categoria de primeiros socorros, além de ampliar seu portfólio na categoria higiene e beleza. Os produtos Topz passam a fazer parte de uma companhia que é sinônimo de qualidade e confiança desde 1935. Com a ampla distribuição, garantindo presença em gôndola, sua farmácia só tem a ganhar. Cremer, qualidade que você confia.

criancas_adolescentes.indd 23 26310_007_AN_CREMER_REVISTA_FARMA_17X26cm.indd 1

22/09/2011 15:53:01 9/19/11 2:25 PM


VACINAÇÃO

Doses de saúde As vacinas que você precisa tomar para ficar saudável e aproveitar a vida Crescendo imune Quando vem a adolescência, a gente deixa as coisas de criança e passa a adotar as responsabilidades adultas, inclusive a de cuidarmos do próprio corpo. Para isso, além de atividades físicas e intelectuais, boa alimentação

24

e descanso, é preciso uma dose de ciência, ou melhor, doses de vacinas. A Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM) recomenda a lista de vacinas a seguir, mas sempre aconselha a realização de consulta médica.

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 24

22/09/2011 15:53:11


VACINAÇÃO

Vacinas para adolescentes Quem

Vacina

Dose(s)

Todos (11 ou mais anos)

Hepatite A

1ª na data, 2ª seis meses depois

Todos (11 ou mais anos)

Hepatite B

1ª na data, 2ª um mês depois, 3ª cinco meses após a 2ª

Todos (11 ou mais anos)

Hepatite A+B

1ª na data, 2ª um mês depois, 3ª cinco meses após a 2ª

Mulheres (de 9 a 26 anos) HPV(*)

1ª na data, 2ª um mês depois, 3ª cinco meses após a 2ª

Para prevenção do papiloma vírus humano Todos (11 ou mais anos)

DTPa

1 (única)

Para prevenção de coqueluche, difteria e tétano: completado o esquema de vacinação básico contra o tétano, basta fazer o reforço aos 14 anos com dTpa. Todos (11 ou mais anos)

DT

1ª na data, 2ª dois mês depois

Todos (11 ou mais anos)

Tríplice viral

1 (única)

Para prevenção do sarampo, rubéola e caxumba. Todos (13 ou mais anos)

Varicela

1ª na data, 2ª dois mês depois

Todos (11 ou mais anos)

Gripe (influenza)

1 anual

Todos (11 ou mais anos)

Meningocócica C

1 (única)

Todos, a cada 10 anos

Febre amarela

1 (reforço)

Todos, a cada 10 anos

DT

1 (reforço)

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 25

25

22/09/2011 15:53:21


DENTIÇÃO

Diga Ahhh! Os cuidados para ter uma dentição infantil saudável

Com você desde o começo Dá um dó escutar o berreiro dos pequeninos quando se inicia o crescimento dos dentinhos, mas é inevitável. É quando ocorre a erupção dos dentes, que rasgam a gengiva até que fiquem na posição e no tamanho esperados. Dói, mas passa. É um período de dedicação às crianças, de entender a situação. Se

26

o berreiro lhe incomoda, imagine o bebê. Ele sente tudo! É tempo de ter paciência, de descansar e dormir, pois também você precisa cuidar da saúde. Se para o bebê o crescimento dos dentes é marcado pela dor, à mãe pode ser a oportunidade para mostrar todo o seu carinho. Nessa fase é muito importante à criança se sentir segura e os cuidados dos pais ajudam não somente a resolver a situação imediata (de dor) como fortalecem a relação, criam laços afetivos. A primeira dica é ter carinho.

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 26

22/09/2011 15:50:04


CUIDADOS

DICAS! • lave as mãos e use o dedo indicador para, cuidadosamente, massagear a gengiva do bebê. • resfrie os mordedores (aqueles com géis são os mais apropriados) ao oferecer para o bebê. A temperatura reduzida alivia a sensação de dor.

O que saber sobre dentição infantil Os dentes começam a se formar antes do nascimento, mas só costumam chegar à superfície (“nascem”) aos seis meses de idade. Serão 20 dentes de leite nascendo até os 3 anos, entretanto a ordem e o ritmo de erupções varia de uma criança para outra. Nascidos os dentes de leite, por

baixo da superfície o organismo lentamente prepara os dentes permanentes, muito mais fortes e resistentes para aguentar a vida toda. Os de leite ou caem sozinhos ou são empurrados pelos permanentes, que crescem por baixo e começam a nascer por volta dos 6 anos, e assim segue até perto dos 21 anos. ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 27

27

22/09/2011 15:52:07


15DENTIÇÃO A 17 ANOS

Cronologia dos dentes Saiba quais são os produtos mais adequados para as crianças em cada fase da vida 6 a 9 meses

incisivos centrais inferiores. 9 a 10 meses

incisivos centrais superiores. 10 a 11 meses

incisivos laterais superiores. 11 a 12 meses

incisivos laterais inferiores. 12 a 14 meses

caninos inferiores e superiores. 14 a 24 meses

primeiros e segundos molares inferiores e superiores.

Sorriso de mãe pra filhos Mãe, aprenda a cuidar do sorriso de seu bebê muito antes de ele nascer De acordo com a Associação Brasileira de Odontologia (ABO), é durante a gestação as mães devem tomar os primeiros cuidados com relação à saúde do bebê. E o primeiro passo é a mãe cuidar de si mesma. A alimentação da mãe define a do filho (mesmo na barriga). Se a mãe come mal ou se tem alguma infecção, a criança sente. O odontopediatra é o profissional que melhor pode orientar a mãe a respeito de como seus hábitos influenciam a 28

formação do bebê, e indicar os alimentos próprios para cada período de gestação. Quando a criança nascer, vale fazer uma nova consulta. Segundo a ABO, a alimentação da mãe deve ser balanceada com proteínas, fibras e cálcio. E sem exageros. Não é preciso completar a alimentação com medicamentos, vitaminas ou flúor. A quantidade de flúor contida na água é suficiente para a higiene bucal -- enquanto o excesso de flúor resulta em fluorose, enfraquecendo os ossos e dentes manchados.

ABCFARMA Crianças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 28

22/09/2011 15:52:38


criancas_adolescentes.indd 29

22/09/2011 15:52:39


DENTIÇÃO

Sorrir é o melhor remédio Do nascimento à maturidade, a vida inteira os dentes e o ambiente ao seu redor necessitam de cuidados, uma combinação de bons hábitos de higiene oral, hidratação e alimentação adequada Água na boca: Beber 1 copo

d’água por hora ajuda a higienizar dentes, boca, além de sistemas e órgãos relacionados. Flúor: O tratamento à base de flúor fortalece o esmalte dos dentes. Selante dental: O tratamento de selante dental cria uma espécie de capa protetora contra as cáries. Vale conferir. Dê o exemplo: Estimule o hábito e a regularidade da escovação sempre acompanhado do uso do fio dental. Para isso, inclusive faça suas escovações ao lado da criança, que segue seu exemplo e aprende a se cuidar. Nada de selinho: Ao beijar a boca do bebê, os pais podem transmitir bactérias fortes demais para o organismo infantil, afirmam os especialistas da ABO. Embora carinhoso, o beijinho é desaconselhável.

30

Todos contra a cárie A cárie afeta 99% da população. Suas causas podem ser relacionadas ao próprio dente, à placa bacteriana ou ao excesso de açúcar na alimentação (que representa a maioria dos casos). Quando a doença cárie ataca, ocorre a desmineralização da superfície dental (esmalte) e a perda da própria estrutura (dentina), ou seja, seus dentes enfraquecem por dentro e por fora. Um dos males causados pelo excesso de açúcar é a chamada cárie de mamadeira, que acontece quando se adoça demais os alimentos e o açúcar se acumula na mamadeira. A higiene deve ser feita com algodão ou gaze embebida em água filtrada ou fervida, sempre após as mamadas. A dica é evitar açúcares, e adoçar o mínimo de alimentos. O bebê não se alimenta segundo seu paladar... Mas, caso você faça questão de adoçar, prefira açúcar mascavo ou mel.

ABCFARMA Crianças Cri anças e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 30

22/09/2011 15:52:43


ABCFARMA Crianรงas e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 31

31

22/09/2011 15:52:43


PASSATEMPO

Teste Cerebral

Mostre que você está vacinado, quer dizer, que sabe a coisa certa

Caça-palavras

No quadro da página 34, encontre as respostas que completam as frases ou respondem às questões. Além disso, você pode encontrar outras palavras escondidas. Quantas você consegue encontrar? Para ajudar na caçada, marque as respostas usando uma cor, e use outra cor para as palavras-bônus. ;) 1. A vacina chamada “tríplice viral” previne três doenças. Quais? 2. Qual a vacina tomada para prevenção de coqueluche, difteria e tétano? 3. Quem já foi vacinado contra a febre amarela precisa de doses de _______ a cada 10 anos. 4. Qual é a idade das mulheres que precisam ser vacinadas contra o papiloma vírus humano (HPV), segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM)?

Ref

Ind nas HIR por Reg SE

32

ABCFARMA Crianças Cri e Adolescentes

criancas_adolescentes.indd 32

22/09/2011 15:50:04

Anun


Fuja Fujado do ROXO ROXO www.fujadoroxo.com.br www.fujadoroxo.com.br

Trata Trata asas manchas manchas roxas roxas e auxilia e auxilia 1 1 nono tratamento tratamento dede varizes varizes

Alívio Alívio na na sensação sensação 1 1 de de peso peso nasnas pernas pernas

Indicado Indicado para para todas todas 1 1 as as idades idades

Diminui Diminui a inflamação a inflamação 1 1 de de áreas áreas com com varizes varizes

Melhora Melhora dosdos sintomas sintomas 1 1 a partir a partir de de 2 dias 2 dias de de usouso

® ® HIRUDOID HIRUDOID É UMÉ MEDICAMENTO. UM MEDICAMENTO. SEUSEU USOUSO PODEPODE TRAZER TRAZER RISCOS. RISCOS. PROCURE PROCURE O MÉDICO O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. E O FARMACÊUTICO. LEIALEIA A BULA. A BULA. ® ® Referência Referência bibliográfica: bibliográfica: 1. Bula1. doBula produto do produto HirudoidHirudoid . .

Indicações: Indicações: nos processos nos processos inflamatórios inflamatórios localizados localizados como como manchas manchas roxas roxas (hematomas) (hematomas) que aparecem que aparecem após traumas após traumas ou contusões, ou contusões, ou apósou cirurgias; após cirurgias; flebitesflebites ou tromboflebites ou tromboflebites nas veias nas superficiais, veias superficiais, após injeção após injeção de medicamentos de medicamentos numa numa veia ouveiapunção ou punção de umadeveia umapara veiacolher para colher examesexames de sangue. de sangue. Como Como auxiliarauxiliar do tratamento do tratamento principal principal nos seguintes nos seguintes casos:casos: ® ® HIRUDOID HIRUDOID POMADA POMADA - varizes - varizes nas coxas nas coxas e pernas, e pernas, com oucomsemouferidas sem feridas abertas; abertas; em casos em casos de inflamação de inflamação dos vasos dos vasos linfáticos linfáticos ou linfonodos ou linfonodos (linfangites (linfangites ou linfadenites) ou linfadenites) que ocorre, que ocorre, ® por exemplo, por exemplo, na erisipela; na erisipela; em furúnculos; em furúnculos; nas mamas nas mamas (mastite). (mastite). HIRUDOID HIRUDOID GEL®- GEL mesmos - mesmos casos casos da pomada da pomada com exceção com exceção de varizes de varizes nas coxas nas coxas e pernas e pernas com feridas com feridas abertas.abertas. Nº de Nº de RegistroRegistro MS: 1.0454.0013. MS: 1.0454.0013. MBVR01. MBVR01. PM(38)PM(38) 21/09/2011 21/09/2011 - 551123. - 551123. SE PERSISTIREM SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, OS SINTOMAS, O MÉDICO O MÉDICO DEVERÁ DEVERÁ SER CONSULTADO. SER CONSULTADO.

criancas_adolescentes.indd 33 Anuncio_16x26_Hirudoid.indd Anuncio_16x26_Hirudoid.indd 1 1

22/09/2011 15:50:05 9/22/11 9/22/11 9:45 AM 9:45 AM


PASSATEMPO

Encontre aqui as respostas das perguntas da página 32 O V A C I N A Ç J G W M E L

G H W M A R I O B R O S T O

M C A E R K E N T C M U A E

N N M X C Ç S O Y F X M I M

C M J W F U Z V G W H B O A

R A G U L H A E H E Z I S I

L U N B E N C A X U M B A L

D P G Z D L D V K A I O N H

S C S Q W I V I Ç S K F R F

W A A P Z H K N N X O L U X

Ç T R M S R B T M V T V B I

Y A A Ç Q Y M E O I S E E F

U P M I A F G E U D G G O R

Q O P O M P J S S E N I L T

E E O K B I N E E O U C A U

A S C L N O T I I G D H I F

X C H N V L Y S J A Y A B A

B O R R A C H A V M H E E R

S L L J C O U N N E Y M A M

B A E Y V A I O R C Q C U A

O E G B X W L S Y G L U C C

L S T H C R E F O R Ç O A I

A X D I P H O N E B D T P A

N

M N

L

S M

criancas_adolescentes.indd 34

22/09/2011 15:51:37


. Merthiolate sempre em casa Porque a brincadeira não pode parar.

NÃO

ARDE

INVESTIMENTOS EM MÍDIA

NÃO DEIXE FALTAR MERTHIOLATE PODE SER EXPOSTO NO AUTOSSERVIÇO LÍDER ABSOLUTO DE MERCADO*

SE PERSISTIREM OS SINTOMAS O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.

criancas_adolescentes.indd 35

TV

Rádio

Material PDV

Equipe de Visitação PDV

MERTHIOLATE: digluconato de clorexidina 10 mg/mL. MS 1.7817.0086. Indicações: assepsia da pele e de feridas de pequenas extensões. OUT/2011. *Fonte: IMS PMB Mercado Antissépticos OTC MAT JUL 2011 em unidades.

22/09/2011 15:51:59


criancas_adolescentes.indd 36

22/09/2011 15:52:05


ABCFARMA Crianças e Adolescentes #1