Issuu on Google+

Escola Secundária Anselmo de Andrade Ano Lectivo de 2011/2012

Métodos Contraceptivos Não Naturais - Barreira

Disciplina de Ciências Naturais


Métodos contraceptivos (de barreira) são meios utilizados para evitar uma gravidez indesejada e o seu principal objectivo é que o espermatezóide não encontre o óvulo e, por sua vez não o fecunde ou, se noutro caso tiver ocorride fecundação, que este não se possa alojar no útero Alguns dos métodos também evitam doenças sexualmente transmissíveis

Vamos falar de preservativos masculino e feminino, do diafragma, de espermicidas e do dispositivo intra-uterino (DIU)

Adiante…


PRESERVATIVO - Masculino É uma protecção em latex que se coloca sobre o pénis erecto antes da penetração. Depois da ejaculação deve-se dar um nó na extremidade aberta deste e deitar fora num local conveniente

Embora raro, pode causar alergias por causa do latex, e, se utilizado incorrectamente, poderá romper durante o acto ou mesmo ficar retido dentro da vagina

É o método contraceptivo mais antigo e tem uma uma fiabilidade de 90%


PRESERVATIVO - Feminino É um invólucro de borracha que se introduz no interior da vagina. Depois da ejaculação não precisa de ser imediatamente retirado, mas quando tal acontece, deve-se apertar e torcer o anel da extremidade aberta para que o esperma se mantenha dentro do preservativo, e, depois deitá-lo fora num local adequado

Este é menos propenso a romper-se durante a penetração e, a probabilidade de causar alergias é ainda menor que a do preservativo masculino

Pode ser inserido até 8 horas antes do acto e tem uma taxa de fiabilidade de 85%


DIAFRAGMA É uma cúpula de borracha ou silicone que se introduz dentro da vagina, sobre o colo do útero antes da relação sexual

Quando se introduz o diafragma, para uma maior eficácia, deve-se aplicar um espermicida na parte côncava e nas extremidades. Tem uma taxa de fiabilidade de 83% Deve ser introduzido até seis horas antes do acto, e depois, deve-se aguardar mais outras seis horas até se poder retirar o diafragma


ESPERMICIDAS São cremes, espumas, cones, esponjas ou comprimidos vaginais que matam os espermatozóides (e por vezes impedem o contagio de DST), impedindo assim que fecundem o óvulo

Deve-se introduzir o espermicida profundamente na vagina e o espaço entre a sua aplicação e o acto sexual não deve ser superior a 60 minutos

Não é muito eficaz, tendo uma fiabilidade de 70% e pode causar alergias ou irritações cutâneas tanto no homem como na mulher.


DISPOSITIVO INTRA-UTERINO (DIU) É um dispositivo anticoncepcional de metal ou plástico inserido no útero por um médico especializado e impede que o embrião se implante no útero

Não interfere com o acto sexual e pode permanecer no útero entre 1 a 10 anos, quando retirado, a possibilidade de engravidar mantém-se a mesma que antes se tinha

Tem uma fiabilidade de 98% e é mais eficaz em mulheres que já tiveram filhos e com mais idade


Bibliografia - http://www.forum-bebes.com/sexualidade/metodoscontraceptivos/ - Livro de Ciências Naturais – Descobrir a Terra 9

Trabalho realizado por: Francisca Lopes nº10 David Ferreira nº8

Disciplina de Ciências Naturais Ano Lectivo de 2011/2012


Trabalho de ciencias naturais