Page 1


1 8

MARAVILHAS

DA

TERRA

2 O O 3


CIDADES

ANTIGAS

Capadócía, região localizada no plalJa1tb,central da Turquia, é famosa por sua paisagem tomada por cones de pedra com até 30 metros de altura e, no subsolo, por uma intrincada rede de cavernas que penetram dezenas de metros no ínteríor da terra para formar ven'lade4lias cidades subterrâneas. A região ~ - considerada uma das maravilhas do ~<,-,v',jC-~""'planeta e Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco desde 1978começou a ser povoada ainda na PréHistória. Desde então, vários povos se sucederam na ocupação desses labirintos subterrâneos: hititas (a partir de 2500 a.C}, persas (até a libertação por Alexandre, o Grande, em 334 a.C), Império Romano-Bizantino e comunidades de cristãos. Os templos religiosos, também escavados na rocha, são uma das marcas do local. Há centenas de capelas e igrejas espalhadas pela Capadócía, mas apenas 30 delas estão abertas ao público.

Arte em lava relevo singular da Capadócia foi esculpido por dois vulcões: o Monte Argeu, de 3 916 metros de altura, e o Hasan Dagi, de 3 268 metros. As lavas desses dois gigantes formaram planícies de solo maleável e poroso. Com o tempo, a erosão provocada por sol, vento e chuva desgastou as superfícies mais frágeis, enquanto as rochas mais duras resistiam para dar origem às formações rochosas que se vêem hoje, chamadas "chaminés de fada" pelos nativos. O relevo da região, colorido em tons que vão do vermelho vivo ao dourado, guarda ainda belezas como cânions, mesas (montanhas que lembram chapadas) e desfiladeiros.


CIDADES

A encruzilhada da fé Jerusalém é uma cidade de pedras junto ao árido Deserto da [udãa e ao estéril Mar Morto. Toda sua riqueza reside no papel que a fé desempenhou em sua história, como pode ser conferido na Cidade Velha. Dividida em quatro bairros - armênio, cristão, judeu e muçulmano -, o coração de Jerusalém parece destinado a refletir o ódio e a incompreensão que separam os homens.

ANTIGAS

gVIA DOLOROSA

Por estas ruas [esus teria levado a cruz no dia de sua morte.

n Y

SANTO SEPULCRO

Esta igreja foi erguida sobre o Monte Calvário, onde Jesus teria sido enterrado.

DOMO DA ROCHA

Os muçulmanos acreditam que neste lugar Maomé subiu aos céus.


emsalém A cidade mais sagrada

e disputada do planeta emmesmo o fato de ser berço das três maiores religiões do mundo o cristianismo, o islamismo e o judaísmo - poupou Jerusalém dos horrores da guerra: ela foi conquistada 2S vezes e sofreu 17 destruições ao longo de sua história. A primeira semente da cidade surgiu ainda por volta de 3000 a.C, quando tribos nômades da Palestina, originalmente de pastores, passaram a viver também da agricultura. Segundo a tradição, ao redor do ano 1000 a.c., o rei hebreu Davi, da casa de Judá, escolheu esse povoado às margens do Deserto da Judéia como a capital de seu reinado. Seu filho, Salomão, teria construido um templo em adoração a Deus, colocando a cidade no centro da religião judaica. Por volta do ano 30,

N

nMURO DAS ••• LAMENTAÇÕES Este muro foi o que restou do antigo templo judeu erguido no século 1 no mesmo lugar do mítíco Templo de Salomão.

r.. SALA •••

DA ÚLTIMA CEIA

Aqui Jesus teria dito suas últimas palavras aos apóstolos, antes de ser preso e morto.

CIDADE DE DAVI

Nesta colina o rei dos judeus, Davi, teria fundado a cidade, por volta do século 11 a.c.

a cidade foi palco da crucificação de Jesus, tornando-se sagrada também para os cristãos. No século 2, após uma série de revoltas contra o domínio romano, os judeus foram expulsos da Terra Santa. O islamismo chegou a Jerusalém no século 7, durante a expansão islâmica. Na Idade Média, na época das Cruzadas, Jerusalém foi alvo de disputa acirrada entre cristãos e muçulmanos. Em 1947, após a II Guerra Mundial, a ONU criou um Estado judeu na Palestina, dividindo Jerusalém entre árabes e judeus. Essa divisão nunca foi aceita por nenhuma das partes. Em 1967, após uma curta guerra contra seus vizinhos árabes, Israel reunificou a cidade sob sua bandeira, coisa que os palestinos jamais aceitaram.

Os monumentos

da discórdia

Jerusalém está tomada por prédios e ruínas consideradas sagradas. Para os judeus, o Muro das lamentações exibe o que restou do grande templo erguido no século i, onde, no passado, havia o Templo de Salomão. Em 335, os cristãos ergueram a Igreja do Santo Sepulcro no lugar onde Jesus foi sepultado. Os muçulmanos, por sua vez, afirmam ter marcado a pedra onde Maomé teria subido ao céu, erguendo sobre ela o Domo da Rocha, em 691.

2 1

MARAVILHAS

DA

TERRA

2

o o

3


CIDADES

ANTIGAS

Roma A fascinante Cidade Eterna orna é o berço de grande parte da civilização ocidental. O latim, base de muitas línguas faladas hoje em todo o mundo, surgiu ali. Também são heranças romanas o direito, a burocracia a serviço da administração pública, os arcos usados na arquitetura monumental, os exércitos profissionais e as estradas. Esses avanços culturais permitiram aos romanos governar por séculos um território que avançava pelo norte da África, Oriente Médio e quase toda a Europa. Desde sua fundação lendária às margens do Rio Tibre, em 753 a.C., Roma foi destruída e reerguida sete vezes, mas jamais deixou de ter sua importância no cenário político e cultural do Ocidente. Não é à toa, portanto, que recebeu o título de Cidade Eterna. Capital do Império Romano, Roma viu a ascensão e queda dos césares. A partir da cidade, no século 4, o cristianismo alastrou-se como religião para conquistar boa parte do mundo. Roma sofreu com a invasão dos povos bárbaros e a derrocada do império, mas voltou a ser o centro da Europa na Idade Média, quando o papa, a partir do Vaticano, passou a decidir os destinos dos povos cristãos. Por Roma passaram os principais artistas do Renascimento, contratados para embelezar as igrejas e palácios da cidade, que viu o surgímento do barroco e a retomada da arquitetura neoclássica no século 18. No século 19, com a reunificação da Itália, saiu das mãos da Igreja para se tornar a capital do país. Cada um desses momentos históricos pode ser recuperado nas ruas, prédios e praças da cidade, que mantém ainda hoje uma atmosfera agitada e culturalmente rica que atrai milhões de turistas todos os anos.

R

2 2

MARAVILHAS

DA

TERRA

2

oo

3

.1


Vaticano Menor país do mundo e coração do cristianismo o Vaticano é uma cidade e um país ao mesmo tempo. Encravado no meio de Roma, na Itália, tem apenas 0,44 quilômetro quadrado de território, o que faz dele o menor país do mundo. Apesar de ter apenas mil moradores fixos, sua influência mundial é imensa. Seu chefe de Estado, o papa, também é o líder espiritual de uma população de mais de 1 bilhão de pessoas espalhadas pelo planeta. Todos os anos, cerca de 10 milhões de turistas o visitam. Mas não é só a devoção que atrai toda essa gente. O Vaticano possui nos seus limites

um tesouro de valor inestimável. Distribuídas pela Basilica de São Pedra, Capela Sistina, aposentos papais e por sete enormes museus estão mais de 18 mil obras de arte que retratam a cultura ocidental desde a Idade Média até os nossos dias. Durante o Renascimento, no século 15, o Vaticano foi todo remodelado e decorado por artistas como Rafael, Michelângelo e Bernini. Eles deixaram suas marcas em quadros, afrescos e esculturas que compõem uma das mais fabulosas coleções do mundo.

Entre o céu

e a terra

o Vaticanosurgiu no lugar onde o primeiro papa, o apóstolo Simão Pedro, foi crucificadoem 67 a.c. A cidade começou a tomar forma no século 4, quando o imperador Constantino, convertido ao cristianismo,deu início à primeira IgrejaCristã no local. Durante a Idade Média, os papas atingiram o auge de seu poder, assumindo o controle de um território equivalente a três Estadosde Sergipe. No século 19, porém, com a reunificaçãoda Itália, o Vaticanoperdeu seus territórios e foi confinado às suas dimensões atuais.


CIDADES

ANTIGAS

Paris Esplendorosa, inteligente e cheia de história para contar -"'X opinião de quem a visita é unânime: Paris é, de fato, a mais bela capital do mundo. Algu,mas de suas atrações, como a Torre Eiffel, o Museu do Louvre, as pontes do Rio Sena, o Arco do Triunfo e a Catedral de Notre Dame fazem parte do imaginário de milhões de pessoas. Meca de artistásrescritores e filósofos, a Cidade Luz - como é carinhosamente chamada '- víu'surgír os principais movimentos intelectuais e artísticos dos últimos três séculos: O neóclassícísmo, romantismo e as várias propostas de ruptura dos modernistas dos séculos 19 e 20. Em Paris, es reis da França viveram seus dias de glória até que a Revolução Francesa, em 1789, pôs fim ao velho regime e abriu um novo capítulo da História da humanidade. Nos antigos e charmosos cafés da cidade sentaram-se grandes escritores, poetas, músicos e pintores,

°

L

_

enquanto seus bistrôs e restaurantes são cultuados como verdadeiros templos da culinária. Nas vitrines das galerias de Paris aparecem pela primeira vez as tendências da moda, que rapidamente ganham as ruas do mundo inteiro. Suas universidades atraem estudantes de todas as partes em busca do ambiente de liberdade e criatividade que paira sobre a cidade. Paris começou no século 3 a.c. como um povoado gaulês espalhado pelas ilhas do Rio Sena. Conquistada pelo imperador Júlio César, em 53 a.c., ficou sob o domínio romano até a queda do império, no século 5. Na Idade Média, assumiu um papel de destaque como centro monástico. Em 1257 foi fundada a Sorbonne, uma das mais antigas universidades do mundo, instalando na cidade a tradição intelectual e refinada que ainda hoje a distingue.


Istambul Um portal entre Oriente e Ocidente

A

s águas escuras do Estreito de Bósforo não só cortam Istambul em duas partes mas também em dois continentes. Do lado ocidental, a velha Europa. De outro, a Ásia islâmica herdeira da cultura árabe e dos preceitos do Alcorão. Istambul é como uma ponte entre esses dois mundos bem distintos. Fundada pelos gregos em 658 a.c., seu primeiro nome foi Bizâncio, mas também já se chamou Constantinopla quando, em 330, o imperador Constantino a transformou na capital da parte oriental do Império Romano. Em 1453, foi conquistada pelos turcos otomanos, que introduziram a cultura árabe e lhe deram seu nome atual. Hoje, com 11 milhões de habitantes, Istambul continua a brilhar graças a seus palácios, museus, igrejas e mesquitas, que representam cada fase de sua cultura. O antigo palácio do sultão otomano, por exemplo, chamado Topkapi, guarda um tesouro fabuloso em jóias. Mas o prédio mais famoso é a Basílica Haghia Sofia, do século 6, que reflete o esplendor da cultura bizantina.


Veneza Beleza e magia sobre as águas do Mar Adriático Com seus canais, gôndolas e uma arquitetura riquíssima, que mescla influências ocidentais e orientais, Veneza talvez seja a cidade que melhor incorpora a expressão "museu a céu aberto". Tudo ali exala história e cultura. Durante o Renascimento, a cidade viveu seu período de maior glória, o que pode ser constatado nos palácios de estilo bízantíno espalhados ao longo do Canal Grande, na arquitetura e decoração das igrejas e na Praça de São Marcos - o coração da cidade. Formada por uma rede de 118 ilhas, Veneza tem 150 canais e 400 pontes. Sua história remonta à época

2 6

da invasão dos bárbaros, ao final do Império Romano. Os moradores do nordeste da Itália, ao fugir dos hunos, acabaram se fixando na região pantanosa e repleta de ilhas da costa do Adriático. Assim surgia Veneza, em 421. Graças a sua posição estratégica para o comércio entre a Europa e o Oriente, a Veneza cresceu rapidamente entre os séculos 13 e 14, tomando-se uma das cidades mais ricas e bonitas mundo. Pólo de artistas e intelectuais, Veneza ainda hoje seduz com a magia de seus becos e canais, seus palácios suntuosos, bairros históricos e a riqueza de seus museus artísticos.

MARAVILHAS

DA

TERRA

2 O O 3

De canoa

As gôndolas foram por séculos o principal meio de transporte dos venezianos ao longo dos 150 canais que cortam a cidade. Hoje, levam principalmente turistas em busca de romantismo.

,

• f


CIDADES

ANTIGAS

Florença Os tesouros artísticos do berço do Renascimento ,;~':~~ legado místico do Renascímento, que ..•. represeritôuUma das maiores revoluções culturais da Hi;tória da humanidade, deve muítd ao que aconteceu na pequena ci~aq:~Jle Florença, capital da província ~aT()icana, no oeste da Itália, durante o, . . r 15. Nessa época, famílias. esas, como a dos Médici, ,.I'lXi9,ué~idas pelo comércio e donos dos primeir~s bancos supranacionais da Europa, passaram a gastar suas fortunas pagando artistas como Michelângelo Leonardo da Vinci e Rafael. Num arco de duas décadas, esses gênios criaram uma nova estética, recuperando os valores da Antigüidade Clássica que a soturna Idade Média havia enterrado por mais de mil anos. Fundada em 59 a.c. como uma '~~~

colônia de ex-soldados romanos, Florença só começou a se destacar no século 13, graças a sua moeda, o florim, considerada uma das mais fortes do continente por conta do poderio dos Médici. No século 14, a cidade já brilhava com a poesia de Dante Alighieri - o autor de Divina Comédia e considerado o pai da lírigua italiana -, mas foi durante o século 15 que Florença experimentou seu auge artístico. Algumas amostras dessa época dourada estão expostas em museus como a Galeria degli Ufizzi e a Academia, e também espalhadas pelas dezenas de igrejas, praças e até pelas pontes que atravessam o Rio Amo, fazendo com que Florença seja, hoje, uma das cidades mais visitadas da Europa.


V

isitar as ruínas de Pompéia, no sul da Itália, é como ser transportado 2 mil anos no passado. Mais precisamente para o primeiro século da Era Cristã. Nessa época, no auge do Império Romano, Pompéia era uma agitada cidade de 20 mil habitantes. A vida social se desenrolava pelos teatros de arena, ginásios, templos, armazéns e prostíbulos, Havia classes sociais bem definidas. Enquanto pequenos artesãos se aglomeravam em condomínios de vários andares, os grandes proprietários de terra ocupavam mansões bem ventiladas, decoradas com estátuas de mármore, mosaicos e delicados afrescos. No dia 24 de agosto de 79 d.C., porém, Pompéia sofreu uma tragédia inesperada: o vulcão Vesúvio explodiu, sepultando-a em poucas horas sob 4 metros de cinzas. Debaixo dos detritos, as casas, praças e templos da cidade .permaneceram incrivelmente preservados até que, em 1748, foram revelados ao mundo por um arqueólogo. Hoje, os 44 hectares de ruínas já escavados representam um dos mais importantes sítios arqueológicos sobre a Antigüidade. A polêmica, agora, diz respeito ao futuro das escavações. Alguns defendem sua continuidade, enquanto outros afirmam que as ruínas de Pompéia estão mais bem preservadas sob o solo do que expostas à chuva ácida e ao impacto da visita de milhares de pessoas todos os anos.

2 8

MARAVILHAS

DA

TERRA

2

o o

3


-----------

CIDADES

ANTIGAS

Isfahan

Uma cidade desenhada à imagem do paraíso cde Isfahan, localizada no centro do Irã, a\41.4\uilômetros ao sul da capital, Teerã, surg!úçon}o uma tentativa de reproduzir na ezas do paraíso descritas no livro sagrado dos muçulmanos). Ideal' elo rei da Pérsia, xá Abbas I, em 159.1".;an estende-se pelas duas margens dP;~o~~àQçl~. Suas longas pontes em arco ;ládriléªdas'õe azulejos, ruas ajardinadas, enormes templos e palácios luxuosos decorados com motivos geométricos são exemplos preciosos da cultura islâmica. O mais importante monumento é •

c

o Palácio Ali Qapu, residência do xá, com sua entrada decorada com mosaicos. Outro exemplo de suntuosidade é a Mesquita do Imã, com minaretes de mais de 40 metros de altura. No século 17, Isfahan conheceu sua glória, quando era considerada a "metade do mundo" pelos súditos do xá da Pérsia. No século 18, porém, os afegãos invadiram o Irã, derrotaram o xá e transferiram a capital do império primeiro para Shiraz e, depois, para Teerã. Isfahan continua sendo, porém, a capital cultural do Irã e uma das grandes maravilhas do Oriente.


----------------------------------------------------------------------------------------------------------------CIDADES

ANTIGAS

aipur

Janela discreta

Os palácios rosados do Rajastão ~"'-;; ....."""".,.'''''.,',~

A~idaqe de ]aipur é uma fonte ine\gQtâ'vel de sensações para quem a visiffl: e~'pital da província do Rajastão, ~~, '",' Q .nO<llowe,ste da Indía, tem o apelido d2t~ftêRosa", por causa da cor de ~ muitl:Jsd~ seus palácios e monumentos. Por ,suas Calçadas desfilam homens de tur~antecle mulheres trajando sáris de .",..........."..eq1;es cintilantes, enquanto as ruas são ~~»·tomlcta~'por uma caótica mistura de carros de três rodas, elefantes e carroças puxadas por camelos. A 300 quilômetros ,

'.

.

3 O

ao sudoeste de Nova Délhi, ]aipur é sede da cultura dos rajastanis -- uma etnia de guerreiros que deu à Índia alguns de seus mais poderosos marajás. Ela foi planejada pelo marajá astrônomo ]ai Singh II, no século 18. Sua maior atração é o Palácio da Cidade, construído em 1727, que ocupa uma área repleta de jardins e templos no ponto mais alto de ]aipur. No centro dessa edificação está o Palácio da Lua, de onde se tem uma vista privilegiada da região.

MARAVILHAS

DA

TERRA

2 O O 3

Um dos monumentos mais fantásticos de Jaipur é o Palácio dos Ventos. Com cinco andares, forma semi-octogonal e cor avermelhada, o prédio lembra uma colméia e foi erguido em 1 799 para ser residência das mulheres do marajá. De suas janelas, elas podiam ver o movimento das ruas sem que seus rostos fossem vistos por outros homens.

f


uioto o Japão dos templos, jardins e samurais â@,afiligo ainda sobrevive em Quioto - a antiga ca'ci!tal'lmperial do país, localizada no centro da',· ~'al ilha japonesa, Honshu. Hoje com 1,5 m e habitantes, Quioto é a sétima maior cidaqe. o.Japão e um importante centro econômico!tlesmo servida pelo que existe de mais ~ """"!f moderno ~Jll'1:~.énologia,a cidade preserva monumeFÍto&,,{mportantes do período que foi a <r pitê1,ú:I}.periale mantém intactas suas tradições tnilertáres, como a arte da confecção de arranjos florais, a cerimônia do chá e o paisagismo dos jardins de pedra. Cercada por montanhas, Quioto concentra 20% dos tesouros históricos e culturais do Japão. São milhares de edifícios de arquitetura tradicional, incluindo 1700 templos budistas e 300 santuários xíntoístas. A cidade começou a se formar ainda no século 7, com a chegada de um clã vindo da Coréia. Em 794, tornou-se a capital do Japão, título que manteve por mais de mil anos. Em 1868, num período de grandes mudanças sociais e econômicas, conhecido por era Meiji, a capital japonesa foi transferida para Edo, atual Tóquio. Durante a Segunda Guerra Mundial, os tesouros históricos e artísticos de Quioto fizeram com que os aliados poupassem-na dos bombardeios. Hoje, os jardins e templos da cidade incorporam a essência do espírito japonês, marcado pela meditação e busca da paz

-

Jardins de pedra

Paz de espírito

Nos jardins típicos de Quioto, pedras de vários formatos e tamanhos são utilizadas para compor paisagens que transmitem

o xintoísmo e o budismo são importantes religiões do Japão, O xintoísmo, bastante ligado à natureza, surgiu na pré-história do país como um conjunto de mitos sobre a origem do mundo, Já o.budismo, trazido da Ásia Continental, prega a disciplina mental como forma de atingir a paz,

~,.~:~~s~~~~~~~~~x~~;I~; C;!~:lhO

~

representar a".água borbulhante, iJofldaseaté mesmo redemoinhos;

'"

~,<

E


Ouro Preto A jóia barroca de Minas Gerais ombada corno Patrimônio Histórico e Cultural da Humanidade pela Unesco, em 1980, Ouro Preto é a mais importante cidade histórica brasileira e a que melhor preserva o estilo barroco dos séculos 17 e 18. Suas íngremes ladeiras estreitas, calçadas de pedra, praças, chafarizes, casarões e dezenas de igrejas testemunharam momentos importantes do período colonial do país, corno a descoberta do ouro em Minas Gerais, a fermentação cultural e política do século 18, que culminou com a Inconfidência Mineira e o nascimento das artes no Brasil, corno a poesia arca dista, a música de câmara e a escultura religiosa do

T

mestre Aleijadinho. A história de Ouro Preto começou com a fundação de um pequeno arraial pelos exploradores bandeirantes, em 1698. Em 1711, o arraial foi promovido a vila, passando a se chamar Vila Rica de Albuquerque. Em 1823, já no centro da vida econômica da colônia, graças à mineração do ouro, passou a se chamar Ouro Preto e foi elevada a capital da Província de Minas Gerais, posição que perdeu em 1897 para Belo Horizonte. O ouro foi usado fartamente para enfeitar mansões e igrejas e ainda hoje reluz em igrejas como a Matriz de Nossa Senhora do Pilar, de 1733, que tem mais de 400 quilos do metal no altar.

Descuido

Apesar de tombada, Ouro Preto continua sofrendo com a falta de planejamento urbano, que tem desfigurado suas paisagens e monumentos ao ponto de a Unesco ameaçar tirá-Ia da lista dos Patrimônios da Humanidade.

Machu Picchu A misteriosa cidade inca no alto dos Andes se sabe ao certo como nem para que ela foi construída no alto das montanhas do Peru, a 2 400 metros de altitude - e tampouco a causa de seu abandono pelos incas, menos de um século depois de terminada. As ruínas de Machu Picchu (que significa apenas "cume antigo" na língua quíchua) são um dos grandes mistérios da arqueologia. Erguida no século 15 (quando o Império Inca atingia seu auge), a cidade está apoiada em estruturas de pedra e rochas que chegam a pesar mais de 100 toneladas. Descoberta pelos arqueólogos em 1911, não há consenso se Machu Picchu foi um centro de peregrinação religiosa, observatório astronômico ou, ainda, morada de virgens que depois se casariam com a nobreza inca.

N

ão

Cidades Antigas  

Cidades Antigas - Coleção Maravilhas da Terra. Ouro Preto,Jaipur, Jerusalém, Roma, Quioto etc.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you