Page 1

} route compara

ETIOS X HB20 X GOL G6

FELIPE TOZZO “Acelerar e sentir o ronco do motor, aquele som parece sacudir o coração.”

} porsche

O GIGANTE PANAMERA TURBO S PDK

} china GRANDE POTÊNCIA NA PRODUÇÃO DE AUTOMÓVEIS


ATRASS


SOM


Os pilotos Raijan Mascarello e Felipe Tozzo

20

CAPA ROUTE

FELIPE TOZZO

A corrida para chegar à prova dos sonhos.

editorial O MERCADO

AUTOMOTIVO É FORTE Estudo recente do Sindipeças (Sindicato Nacional da Indústria de Componentes para Veículos Automotores) aponta que a frota brasileira cresceu 7% no ano passado, e o número de veículos em circulação no País cresce em ritmo muito superior ao da população. Desde 2004, quando a economia se livrou da hiperinflação, a frota aumentou 54,8%, atingindo 34,856 milhões de veículos em 2011. No mesmo período, a população, estimada em 192,3 milhões de pessoas, cresceu apenas 5,7%. De qualquer forma, o cenário como vemos, é otimista, e é claro, sendo motos carros novos ou usados, vai se destacar quem souber usar de boas estratégias, principalmente na comunicação. O mercado automotivo é forte, é uma força que pode influenciar toda a economia do país por seu encadeamento com outros segmentos como: insumos, peças, componentes e serviços. 6

ROUTE MOTORS #04

Este setor gera ainda importantes efeitos na economia em termos de emprego, renda, exportações e tributos. Além da fabricação, montagem e comercialização, os veículos quando em circulação demandam o fornecimento de peças para reposição e diversos outros serviços, como, reparos de pintura e carroceria, lubrificantes, combustíveis, acessórios lavagem e manutenção, além de uma complexa infraestrutura física de estradas de rodagem. O Brasil que já esteve com a quinta posição em produção de veículos, terminou 2011 na sétima posição, e em contrapartida aumentou e muito a importação de veículos. Medidas como o aumento do IPI para importados no ano de 2011 e a diminuição do IPI para os “nacionais” em 2012 deixam explícitas as intenções de retomar posições no ranking de produção nacional perante outros países. Apesar destas medidas que beneficiam empresas “nacionais”, o peso dos impostos ainda

é grande e mesmo isso não afetando muito os lucros das montadoras e importadoras, o consumidor final é quem sente no bolso, pagando literalmente um dos preços mais altos do mundo por seus veículos. Mas como diz o ditado, “brasileiro que é brasileiro não desiste nunca”. Aqui o consumidor compra mesmo, e ele paga mesmo, faz em muitas vezes, aceita tirar uma coisa aqui outra ali nos acessórios, mas compra, e paga bem. Principalmente agora, que o cenário econômico do Brasil está otimista. Não é por menos que tantas empresas estão de olho, e não é de se admirar a quantidade de novos lançamentos. Existem tantas opção que realmente quem está pensando em comprar um carro novo se vê em um grande dilema. Qual carro comprar, nacional ou importado? Novo ou usado? Como uma edição apenas é pouco para tanto lançamento, selecionamos alguns modelos que você pode conhecer um pouquinho, e quem sabe ajude nesta decisão.

Boa leitura!


expediente REVISTA ROUTE MOTORS publicação bimestral Av. Plínio Arlindo de Nês, 780 - Centro - Xaxim - SC

DIREÇÃO Route Com DIRETOR GERAL Deivid Borges DIRETOR EDITORIAL Daniel Alves do Amaral

12

DIRETOR EXECUTIVO Roberto Sartori

ROUTE COMPARA

GOL X HB20 X ETIOS

SUMÁRIO

08

PORSCHE

16

LANÇAMENTOS

COMERCIAL Maycon Tormen DIAGRAMAÇÃO E ARTE Triocom DIAGRAMADORES Angélica Baldissera Marques Matheus Corseuil COLABORADORES Idania Welter, Daiane Costarelli ROUTE E-MAILING EDITOR dani_zairo@hotmail.com COMERCIAL comercial@revistaroutemotors.com.br ARTE arte@revistaroutemotors.com.br

28

CARROS CHINESES

SUGESTÕES redação@revistaroutemotors.com.br ANÚNCIOS E ASSINATURAS ROBERTO SARTORI (49) 9148.2198 DEIVID BORGES (49) 8819.4959

32

PERFIL DE TRILHEIRO

MAYCON TORMEN (49) 8822.0125 Não nos responsabilizamos pelo conteúdo dos anúncios veiculados, que são de responsabilidade dos anunciantes. Da mesma forma, os negócios firmados através dos anúncios. Os artigos assinados também são de responsabilidade de seus autores. Fotos: Divulgação, Net Car Show, ROUTE COM.

www.facebook.com/RevistaRoute

7


O GIGANTE

panamera turbo s pdk

8

ROUTE MOTORS #04


O Porsche Panamera é um sedan de luxo de quatro portas e quatro lugares. O carro é caracterizado por um perfil de coupé e uma traseira curva. Tem motor dianteiro, tração traseira como padrão, com tração às quatro rodas opcional. O modelo de produção Porsche Panamera estreou no Salão Automóvel de Xangai em 2009. O modelo inclui o Panamera base, o Panamera 4, Panamera S, Panamera 4S e o Panamera Turbo S PDK.No início de 2011 uma variação híbrida, o Panamera S Hybrid, foi apresentada. Do primeiro ano de produção, até Setembro de 2010, a Porsche já havia produzido mais de 25.000 Panameras. O modelo é o mais popular nos EUA e a versão best-seller da gama é o Panamera 4S. Esta versão utiliza um motor de 4806cc com uma potência de 550 cv às 6000 rpm e 750 nmNm de binário. Adotando um motor dianteiro longitudinal, move-se a gasolina com um consumo médio de 11.5 l/100km.

O Panamera Turbo S PDK tem a mais alta cilindrada e é naturalmente o sedan mais potente desta geração. Ele alcança os 100km/h em 3.8 segundos e uma velocidade máxima de 306 km/h. A velocidade máxima é um dos detalhes técnicos que mais se destaca nesta versão. O motor é o mesmo 4.8 V8 biturbo, com injeção direta, do utilitário esportivo Cayenne, com 500 cv de potência e 78,5 mkgf de torque, mas aperfeiçoado. Para aliviar o peso, ele teve uma série de componentes substituídos. No lugar do alumínio do cabeçote entrou magnésio. E os parafusos de aço foram trocados por outros de alumínio. Além disso, o motor passou por mudanças estruturais profundas, para ser instalado em uma posição que pudesse baixar o centro de gravidade do carro. O cárter foi encurtado na altura, a caixa de transferência dianteira ficou acoplada ao lado do bloco e o eixo dianteiro agora passa por dentro do bloco.

“ alcança os 100km/h em 3.8 segundos e uma velocidade máxima de 306 km/h”

www.facebook.com/RevistaRoute

9


No que diz respeito à transmissão, o Panamera conta com o sistema Porsche Traction Management (PTM), que monitora constantemente as condições de rodagem e envia a força do motor para as rodas de acordo com a necessidade de tração, podendo variar a distribuição em questão de milissegundos, de acordo com a fábrica. O PTM é capaz de detectar mudanças nas condições dinâmicas nos primeiros momentos em que elas ocorrem, evitando que as rodas girem em falso e garantindo o máximo de aceleração possível. Tem uma transmissão com 7 velocidades e caixa automática com tração integral. O Porsche Panamera Turbo S PDK de 4 portas tem 4970 mm de comprimento e uma distância entre eixos de 2920 mm. Tem 1418 mm de altura e 1931 mm de largura. Ele é um grandalhão com super-potência.

10

ROUTE MOTORS #04


www.facebook.com/RevistaRoute

11


ROUTE

compara Com a enorme quantidade de novos lançamentos no mercado este ano, fica difícil decidir por qual modelo ou marca escolher na hora de comprar um carro novo. Por isso nós selecionamos alguns que acreditamos que serão sucessos de vendas neste e no próximo ano. Na lista dos populares destacamos Gol que já é figura carimbada, e que sempre é uma boa escolha, e dois de seus principais concorrentes, o Toyota Etios, e o Hyundai HB20, que chegam com tudo e é claro, querem dividir um pouco desta paixão dos brasileiros por carros.

12

ROUTE MOTORS #04


Hyundai HB20 “Coreano agora naturalizado brasileiro”

CONCORRENTES TOYOTA ETIOS

Produzido na nova fábrica da marca sul-coreana, em Piracicaba (SP), o Hyundai HB20 chega às lojas em outubro. Com motores flex 1.0 de 80 cavalos e 1.6 de 128 cv, e com câmbio manual ou automático na versão mais completa. Com desenho moderno o hatch chega para brigar principalmente com o VW Gol, Fiat Palio e Toyota Etios. O compacto tem acabamento de qualidade, garantia de cinco anos e preços a partir de R$ 31.995. O modelo 1.0 Comfort, vem de série com faróis com máscara negra, spoiler, arcondicionado, direção hidráulica, airbag duplo, computador de bordo e ajuste de altura para o banco do motorista. O Comfort Plus 1.0 acrescenta alarme e fechamento automático das portas, vidros elétricos “one touch” e desembaçador. Já o 1.0 Comfort Style tem freios ABS, faróis de neblina, regulagem de altura e profundidade no volante e repetidor de seta. Os modelos Comfort e Comfort Plus 1.6 já saem de fábrica com sistema de freios

ABS com EBD, além dos equipamentos das versões com motor 1.0. Os modelos de entrada partem do valor de R$ 31.995, chegando até os top de linha Premium, que sai por R$ 44.995 e Premium Automática, cujo preço base é R$ 47.995.

O acabamento Premium vem com todos os itens das demais versões e acrescenta painel em duas tonalidades, tecido cinza claro nos bancos, volante em couro, farol com moldura cromada e rodas alumínio de 15 polegadas. Entre os opcionais estão sensor de estacionamento, faróis de neblina e acendimento automático dos faróis. Em relação à pintura, a montadora oferece as cores sólidas vermelho, branco e preto sem custo adicional. As metálicas prata e cinza saem por R$ 1.045, enquanto as perolizadas azul, marrom e preto “Phantom”, por R$ 1.245. *Valores consultados em Setembro de 2012 no site da concessionária.

NISSAN MARCH FORD NEW FIESTA HATCH NOVO FIAT PALIO

O HB20 nacional será comercializado numa rede de concessionárias totalmente novas e com identidade visual diferenciada. Com o nome HMB, e para diferenciar da loja de importados que é cinza, a loja que venderá os carros brasileiros terá pórtico azul.

www.facebook.com/RevistaRoute

13


Toyota ETIOS “Toyota Etios, esse tem nome e sobrenome” Há muitos anos a Toyota atua no Brasil com carros de luxo e utilitários, porém agora de olho numa fatia que corresponde a 65% da venda de veículos no País lança o compacto que chega para brigar no segmento de entrada. O Etios, hatchback e sedan, chega com motorização 1.3 e 1.5, e traz nove versões disponíveis. O carro será produzido na nova fábrica da Toyota em Sorocaba, e terá a produção anual inicial de 70 mil automóveis, especificamente o Etios. Como a partir de 2014 será obrigatório no Brasil que os carros venham de fábrica com airbag e freios ABS, o Etios já vem com estes itens e com três anos de garantia, dois a mais do que os veículos com os quais pretende concorrer: Palio e

CONCORRENTES NISSAN MARCH RENAULT LOGAN CHEVROLET COBALT FORD NEW FIESTA

Gol, por exemplo. O motor 1.3 com gasolina tem cerca de 84 cavalos de potência e faz 12 quilômetros por litro na cidade. Com etanol, a potência chega em 96,5 cavalos e faz 8,5 quilômetros por litro. Na rodovia chega a 13 quilômetros por litro com gasolina e nove com álcool. A motorização 1.5 tem 92 cavalos com gasolina e 96,5 cavalos com etanol. O consumo urbano e rodoviário é praticamente o mesmo que o do motor 1.3. No sedan a motorização 1.5 tem a mesma potência, mas muda no consumo: 11.9 quilômetros por litro com gasolina e 8.4 com etanol na cidade. Na estrada, o Etios consome 14 quilômetros por litro com gasolina e 9.3 com etanol.

O modelo básico, Etios 1.3 hacthback custará R$ 29 990,00. A versão sedã, que será equipada com motor 1.5, terá preços entre R$ 36 190,00 e R$ 44 690,00. Veja a tabela abaixo:

Etios Hatchback

1.3 - R$ 29.990,00 1.3 X - R$ 33.490,00 1.3 X (com ar ) - R$ 36.190,00 1.3 XS - R$ 38.790,00 1.5 XLS - R$ 42.790,00

Etios Sedan

1.5 X - R$ 36.190,00 1.5 X (com ar) - R$ 38.890,00 1.5 XS - R$ 41.490,00 1.5 XLS - R$ 44.690,00 *Valores consultados em Setembro de 2012 no site da concessionária.

14

ROUTE MOTORS #04


Volkswagen GOL “Outro Gol 2013??” Se você está se fazendo esta pergunta, a resposta é sim, a Volkswagen já lançou um modelo, mas como fez a Ford com o seu Focus 2012, a VW lançará o modelo como Novo Gol 2013 ½. É claro que pode parecer injusto com os que já compraram o modelo 2013, mas todos podem imaginar qual a sensação de ser ultrapassado pelo Uno, apesar de não ser qualquer Uno. Mas esse lançamento precisa ser feito o mais rápido possível justamente para que o Gol volte para a liderança, caso contrário o Novo Uno poderá deixá-lo para trás, ficando com o titulo de maiores vendas no Brasil e também o de carro mais vendido. O gol que já foi absoluto entre os brasileiros agora figura entre adversários à altura, e apesar da moral que conquistou,

CONCORRENTES NOVO FIAT UNO FORD KA CHEVROLET CELTA RENAULT CLIO

terá que rebolar para acompanhar o mesmo ritmo que manteve durante tanto tempo. No geral o estilo do Novo Gol 2013 está mais esportivo, com um visual mais agressivo e moderno caracterizado por linhas retas e planos inclinados. A versão topo de linha, o Gol Power, agora com a parte inferior da lateral com o contorno em preto - o que contribui para acentuar a esportividade ao deixar a impressão de que o carro é mais baixo.

Hoje o Novo Gol 2013 conta com várias versões diferentes: Novo Gol 2013 1.0, que é o mais barato da linha, por R$27.990,00 Novo Gol 2013 1.6, por R$31.890,00 Novo Gol 2013 1.6 com cambio I-Motion, por R$34.490,00 Novo Gol Power 2013, por R$38.290,00 Novo Gol Power 2013 com cambio I-Motion, por R$40.890,00 *Valores consultados em Setembro de 2012 no site da concessionária.

www.facebook.com/RevistaRoute

15


LANÇAMENTOS

2013

Alguns dos lançamentos mais importantes deste ano ainda aguardam para acontecer durante a 27ª edição do Salão do Automóvel de São Paulo, que tem presenças importantes confirmadas. As grandes montadoras francesas, japonesas, coreanas e as chineses JAC e Chery também confirmaram participação. E entre as principais marcas podemos citar Aston Martin, Audi, Bentley, BMW, Jaguar, Land Rover, Lexus, Mercedes-Benz, Mini, Porsche, Seat, Subaru e Volvo. Selecionamos aqui alguns dos carros que vão estar presentes e que vão chamar muito atenção nesta edição.

AUDI A3 sportback O modelo, que será comercializado a partir de 2013 – chegando ao Brasil provavelmente no segundo semestre do próximo ano. O Sportback da marca alemã chega com cinco opões de motorização, entre os motores a diesel 1.6 TDI e 2.0 TDI; e a gasolina: 1.2 TFSI, 1.4 TFSI e 1.8 TFSI. O câmbio é manual de seis velocidades e o automático S Tronic de dupla embreagem aparece como opcional. Além disso, o lançamento conta com medidas maiores que as do modelo atual, contando com 4,29 m de comprimento, 1,76 m de largura e 2,58 m de entreeixos; o porta-malas, por sua vez, leva 380 litros. No interior, encontra-se sistema MMI com direito a navegador e recursos multimídia através de monitor de 7 polegadas no painel; o som é Bang & Olufsen. Dispositivos de assistência ao motorista, como o Adaptative Cruise Control e Side Assist, auxiliam na direção. No Brasil, o A3 Sportback deve ser comercializado a partir de R$ 121.000,00.

CHEVROLET trax Com um conjunto completo de equipamentos e acessórios, o novo Chevrolet Trax virá com sistema multimídia MyLink, ou seja, Conexões USB, bluetooth, GPS e comando de voz, além da febre do momento, a função Stop/Start, que ajuda o carro a economizar combustível, o Trax virá também com ar-condicionado e Cruise Control (controle automático de velocidade de cruzeiro). Além de tudo isso, ele terá controle eletrônico de tração e estabilidade e bolsas infláveis nas laterais do carro. Principal motivo de concorrência com o Ford Ecosport, o Chevrolet Trax terá três opções de motores em seu lançamento: o modelo a gasolina com motor 1.6 (atmosférico) de 115 cavalos, o novo 1.4 turbo de 140 cv e a alternativa à diesel 1.7 de 130 cv. Nesses dois últimos modelos, podem ser acopladas caixas automáticas para seis velocidades. Sendo o modelo com tração nas quatro rodas apenas disponível nos motores de 1.4 e 1.7. Valor estimado: R$ 90.000,00. 16

ROUTE MOTORS #04


NOVO fusion A Ford do Brasil confirmou que o Novo Fusion 2013 chega ao Brasil importado do México e, portanto, isento de imposto de importação, em versões movidas à gasolina e híbridas. O Fusion abandona o V6 e ganha dois motores movido a gasolina. Traz sob o capô motores 2.5 de 170 cv, 1.6 EcoBoost com 179 cv e 2.0 EcoBoost de quatro cilindros com 237 cv, sendo este último com opção de tração integral e segundo a empresa, apresenta um consumo de combustível de 10% e 20% menor mantendo o nível de desempenho. O Fusion 2013 incorpora o conceito “One Ford”, que será a base dos próximos lançamentos globais da marca. Ele provavelmente ficará na faixa de R$70.000,00 à R$90.000,00.

A VEZ DO fusca As vendas começam já a partir de novembro, em versão com motor 2.0 turbo que desenvolve 200 cv de potência com câmbio automatizado de seis marchas e dupla embreagem. A mudança no nome, ou a volta às origens, se deu por uma ação da Volkswagen em todo o mundo, incentivando que as filiais adotassem o nome original do popular em cada mercado onde foi vendido. O novo Fusca chega equipado com teto solar, spoiler, bancos de couro, rodas aro 17 ou 15 polegadas e faróis de LED. O preço para o pequeno besouro deve alcançar a casa dos R$ 90 mil.


moda

CATERPILLAR Há mais de 80 anos, a marca é ícone mundial em infra-estrutura, sendo a maior fabricante de equipamentos. Com sua forte presença no mercado, a empresa decidiu licenciar produtos como calçados, vestuário e relógios, dirigindo suas criações, tecnologia e design a um público jovem, determinado, que busca qualidade e confiabilidade.

18

ROUTE MOTORS #04

IMPORTADORA

CATERPILLAR SHOP

A Royal Opera Luxury Brands é uma das mais importantes distribuidoras de perfumes, maquiagens, tratamentos, relógios e acessórios de moda. No mercado desde 2007, distribui com exclusividade em todo o território nacional 24 marcas, num portfólio dividido em 10 marcas de perfumes entre elas Cartier e Lalique, 11 marcas de relógios com modelos clássicos e fashions.

Local de uma paragem para todas as mercadorias Caterpillar oficial licenciado. Roupas Caterpillar genuíno & vestuário, calçado / sapatos / botas, brinquedos, modelos em escala, acessórios, e muito mais. Visite a loja online entrando no site www.shopcaterpillar.com


relógio

DeLorean DNA Homenagem a uma lenda dos anos 80, o automóvel DeLorean do filme De Volta para o Futuro. O relógio chamado “DeLorean DNA”, traz uma caixa em aço escovado medindo 46 milímetros de largura e utilizando um metal original do carro DeLorean DMC-12 no aro do relógio. O modelo RJ-001CH 23 tem movimento mecânico com 42 horas de reserva e a função de cronógrafo, além da gravura “RJ”, logotipo da marca suíça. Na parte de trás do relógio é apresentado com uma gravura do carro DeLorean DMC-12 com as portas abertas e com a numeração da peça, limitada a 81 unidades (ano do lançamento do automóvel). A pulseira é feita de couro como as características da costura dos bancos, semelhante a do interior do carro DeLorean. O relógio está sendo comercializado a 15.900 dólares, cerca de 31.800 reais.

www.facebook.com/RevistaRoute

19


20

ROUTE MOTORS #04


www.facebook.com/RevistaRoute

21


a corrida para chegar à PROVA DOS SONHOS Entrar em uma Ferrari é o sonho de muitos meninos, e por que não o desejo de quase todos os homens. Nesta edição, conversamos com o piloto chapecoense, Felipe Tozzo (CORDILAT/ R OYA L PAC K / F LC / CO O P E R A LCO OL), que compete no Campeonato Brasileiro de Gran Turismo (GT), e acredite, o “brinquedinho” dele é nada mais nada menos que uma Ferrari F-430. Felipe conta que a preparação é além de um trabalho. “Desde criança sempre gostei de tudo que tivesse motor, mas na época era um tanto complicado encontrar brinquedos motorizados, então minhas maiores emoções eram quando íamos para praia e meu pai locava buggys, ou motos”, ressalta Tozzo. Sonhos são 22

ROUTE MOTORS #04

assim, são para serem realizados. Felipe conta que não é de hoje que ele além de sonhar, treina, se prepara e conquista títulos em diversas categorias do automobilismo. A chegada na GT foi um sonho realizado aos poucos, em muitas

“Acelerar e sentir o ronco do motor, aquele som parece sacudir o coração” (Felipe Tozzo) etapas e com muita dedicação. Felipe foi influenciado pelos primos, Daniel Tozzo e Lisandro Vaca-

ri, ambos corriam de Kart e levavam Felipe junto de vez em quando. Ele conta que a paixão pela máquina foi imediata, mas somente depois de muita insistência ganhou de seu pai o primeiro Kart. Em 1996, com apenas 12 anos participou de sua primeira prova, que aconteceu na cidade de Xanxerê.

“A vitória foi minha, mas era uma corrida para estreantes e não valia para campeonato, a partir daí vieram os campeonatos e muitas vitórias”, lembra Felipe.


Veja na tabela o histórico de competições e vitórias ao longo de sua trajetória: 1999 1997 - Campeão da Copa Oeste de Kart - Campeão Taça Radio Aliança de Kart - Campeão Citadino de Passo Fundo RS (Kart) - Campeão Citadino de Chapecó SC (Kart) - Campeão Copa Sadia de Kart - Quarto colocado Campeonato Catarinense de Kart

1998 - Campeão da Copa Oeste de Kart - Campeão Citadino de Passo Fundo RS (Kart) - Campeão Citadino de Chapecó SC (Kart) - Campeão Citadino de Concórdia SC (Kart) - Campeão Citadino de Brusque SC (Kart) - Quinto colocado Campeonato Catarinense de Kart

- Campeão da Copa Oeste de Kart - Campeão Citadino de Chapecó SC (Kart) - Quarto colocado Campeonato Catarinense de Kart

2000 - Campeão Copa Oeste de Kart - Campeão Citadino de Chapecó SC (Kart) - Excelentes colocações Campeonato Gaúcho de Fórmula - Ford (Estreante destaque) - Terceiro Colocado Campeonato Catarinense de Kart

2001 - Campeão Catarinense de Kart - Campeão Copa Oeste de Kart - Campeão Citadino de Chapecó (Kart)

O Afastamento

Entre 2002 a 2004 Felipe precisou ausentar-se das provas para cuidar dos negócios da família. Quando retornou às pistas em 2005 foi campeão Catarinense de Velocidade na Terra Marcas N.

O Acidente

Em 2006 o piloto passou por um momento complicado em sua carreira. Na época sofreu um grave acidente no autódromo de Tarumã (RS) numa etapa do Brasileiro de Endurance. Nesta prova ele perdeu o controle, batendo de traseira, o banco do piloto foi arremessado para traz, Felipe bateu a cabeça e fraturou uma das vértebras.

A Superação

Na época do acidente Felipe era o líder do Campeonato Catarinense Marcas B. Apesar do trauma que sofreu, o piloto se recuperou rapidamente, ficando ausente das pistas apenas na conclusão daquele campeonato e voltando com tudo no Campeonato Catarinense Marcas A de 2007, onde foi o campeão absoluto. Em 2008 foi Vice Campeão Catarinense Marcas A. No ano 2009 foi Campeão Copa Turismo Show (Paranaense) e Campeão Catarinense Kart. Em 2010, Vice Campeão Copa Pinhais (Paranaense). Já em 2011 participou do Campeonato Brasileiro de Stock Car Mini Challenge, onde em oito corridas teve duas poles, três vitórias, dois terceiro lugar, um quinto lugar, e duas quebras. Já na primeira prova conquistou a pole e a vitória. Ficou o 6° colocado no Brasileiro de Stock Car Mini Challenge, o piloto que mais ganhou corrida, três na temporada, terminou seis corridas e todas no pódio. Mesmo correndo em dupla (50% das provas), foi o maior vencedor da temporada e eleito pelos próprios pilotos como o estreante da temporada.

O SONHO

é alcançado

No ano de 2012, Felipe recebe o convite do piloto Claudio Ricci, e estréia como um dos pilotos da equipe Mottin Racing no Campeonato Brasileiro de Gran Turismo. Nesta etapa um empresário disponibilizou o carro, e a equipe entrou com os serviços, de engenharia, mecânica e gerenciamento total. O piloto é contratado e com equipe completa teria mais um desafio pela frente, a busca por apoio de empresas que estivessem dispostas a expor sua marca para o Brasil inteiro como patrocinadores da Ferrari F-430, pilotada por ele e por Raijam Mascarello, com quem divide o carro nas corridas. “A visibilidade alcançada por estas marcas é muito grande, e as empresas tem um bom retorno do investimento em comunicação, já que a exposição do carro esta sendo uma das maiores da temporada, pois das 10 corridas que participamos ganhamos sete”, explica. As empresas patrocinadoras ainda têm suas marcas associadas com carros de alto luxo como Aston Martin, Ferrari, BMW, Mercedes, Lotus, Lamborghini, Maserati e outros. “Neste momento estamos fazendo este trabalho de captação de recursos para a temporada 2013”, lembra Tozzo. www.facebook.com/RevistaRoute

23


Qual foi a maior velocidade que você já alcançou com a Ferrari? Alcancei 270km/h em uma reta na pista de Curitiba. A adrenalina nesta velocidade é inexplicável . Quais as primeiras Influencias? Meus primos, Daniel Tozzo e Lizandro Vacari. Teve algum mestre? Sim. Sr. Arildo foi um grande mestre, e devo muito a Claudio Ricci, piloto de Passo Fundo – RS, um dos maiores pilotos do Brasil, campeãobrasileirodeGranTurismoem2009 e atual piloto da Ferrari F-458 na categoria GT3. Ele desde a minha primeira corrida em 1996 é um grande incentivador e amigo, inclusivefoiatravésdelequechegueiaoCampeonato Brasileiro de Gran Turismo.

24

ROUTE MOTORS #04

Um ídolo? Meu maior ídolo sempre foi Ayrton Senna. Fale um pouco sobre o piloto, Raijan Mascarello O Raijan é um grande homem e um grande piloto.Assimcomoeu,elefoicontratadopela equipe e conseguimos um equilíbrio muito bom,asposiçõesalcançadasnocampeonato sedevemaesteequilíbrioentreosdoispilotos. E agora, quais os planos? O objetivo agora é conquistar o campeonato da GT 2012, juntamente com meu parceiro de pista, Raijan e continuar na próxima temporada. Mas um grande sonho seria pilotar na Stock Car, que hoje éondeestáaelitedospilotos.Quemsabe depois participar de provas na Europa.

“Era um sonho chegar à GT. A sensação de pilotar uma Ferrari é indescritível, não se consegue explicar, somente andando mesmo para saber”. (Felipe Tozzo)

Nesta temporada Felipe Tozzo é apoiado também pelas empresas Maxul Alimentos, Laticínios Cordilat, Centro Supermercados, HLC Hidráulica, Batistela Veículos, Orleplast, Trukam, Shramm, Recuperadora Chapecó, Canadá, Videpel, Massas D’Italia, Maestria, Extra Brasil, Azeplast e Pinduca.


MEU SOM

Montar o seu próprio som automotivo pode parecer fácil, mas conseguir equilibrar os componentes para ter um som de qualidade depende de muitos outros fatores além um aparelho de som e alguns alto-falantes, por isso antes de gastar dinheiro e tempo tentando montar seu próprio som, siga alguma dicas importantes:

1ª Dica - Entrando no Estilo

Não se afobe, não gaste dinheiro comprando equipamentos que seus amigos dizem ser de qualidade. Procure por lojas especializadas em sua cidade e até na região, converse com especialistas e procure entender o funcionamento de tudo, e também quais são as melhores marcas.

2ª Dica - Pesquisa de Mercado

Algumas lojas vendem conjuntos prontos com player, potência e caixa já montada. Mais normalmente os componentes destes conjuntos não são de qualidade. Por isso, como eu expliquei na primeira dica, procure entender o funcionamento dos componentes.

3ª Dica - Comprando

Player - É o principal, por isso comece com ele, procure por Player’s com suporte a mp3 e wma que são os formatos mais utilizados na atualidade, mais claro não deixe de lado os DVDPlayers. Marca e estilo fica a escolha do comprador, porém as melhores são Pioneer e Sony. Auto Falantes - Não perca dinheiro adquirindo os mais baratinhos, pois certamente sua qualidade é muito inferior, durabilidade é péssima, além de claro a RMS ser mínima. Procure por marcas consagradas como Selenium, H-Buster, Sony ou Pioneer. Se for muito caro, compre parcelado, mas não caia na tática do “bom e barato”.

www.facebook.com/RevistaRoute

25


revitalização de FARÓIS Deixe-o novo sem precisar trocar Com o tempo a ótica do farol, acaba queimando a camada de verniz. O grande causador disto na maioria das vezes é o excesso de exposição ao sol que acaba depreciando o peça, e também pequenas pedras da estrada acabam riscando e deixando o farol com aparência fosca, meio amarelado e com o aspecto de velho. Isso ocorre somente nos faróis de carros mais novos, pois eles são de policarbonato(acrílico) e os carros mais antigos eram de vidro, por isso não ocorria esse tipo de problema. Porém quando chega a esse ponto, não é preciso trocar o farol como muitas pessoas fazem. Existe um procedimento para polir o farol, que vai retirar esse amarelado e dar um novo aspecto ao seu farol, deixando novinho outra vez. É um método simples e rápido, que pode fazer você economizar uns bons trocados.

26

ROUTE MOTORS #04


CATALISADORES

filtram ar poluente

Em boas condições, peça pode converter até 98% dos gases poluentes e ajudam a preservar a natureza. O número crescente de carros nas ruas do mundo inteiro preocupa muito os ambientalistas, por conta do volume de gases emitidos na atmosfera. Um dos elementos que funciona como redutor dessas emissões é o catalisador. Formado por um núcleo de cerâmica, ele filtra o ar poluente produzido pelos carros, convertendo os gases nocivos do automóvel em matéria inofensiva ao meio ambiente. Desde 1992, todos os carros são fabricados com catalisador. Para passar

pela inspeção veicular, o carro tem que ter a peça em dia e, como nem sempre isso acontece, muitos são reprovados. Um catalisador em boas condições de funcionamento é capaz de converter até 98% dos gases poluentes. A ausência dele provoca diversos problemas no automóvel, desde a desregulagem do sistema de injeção eletrônica, passando pela alteração da contrapressão do sistema de escapamento e o aumento do consumo de combustível em até 20%,

até a perda de rendimento do motor. A parte cerâmica do catalisador é revestida com óxido de alumínio e outros metais como o paládio, o ródio e a platina. Os gases poluentes emitidos pelo motor atravessam a parte cerâmica e uma reação química provocada pelos metais nobres acontece. Os gases poluidores se transformam, então, em gases inofensivos. Uma das maneiras de saber se o catalisador está funcionando bem ou não, é medindo sua temperatura, que deve ser maior na saída do conversor. Caso não esteja funcionando, ele tem que ser substituído o mais rápido possível.

www.facebook.com/RevistaRoute

27


MADE IN

CHINA

“Por muito tempo qualquer produto chinês era visto como produto de qualidade inferior ou pirateado, porém essa imagem tem mudado e a China desponta como uma grande potência na produção de automóveis, mostrando que está evoluindo e que seus preços mais baixos podem não ser sinônimo de baixa qualidade nos seus veículos.”

A próxima maior economia do mundo A China possui atualmente uma das economias que mais crescem no mundo. A média de crescimento econômico deste país, nos últimos anos é de quase 10%, fa-

28

ROUTE MOTORS #04

zendo deste país a segunda maior economia do mundo e representando atualmente cerca de 15% de toda a economia mundial. Se tratando de automóveis a China é líder

tanto no seu mercado automotivo, como em sua produção automotiva. Segundo dados divulgados recentemente pela Associação Internacional dos Fabricantes de Veículos (OICA). A China é líder entre os principais países fabricantes de automóveis, com uma produção total de 18,41 milhões de unidades, seguida dos EUA (8,65 milhões), que superou o Japão (8,39 milhões).


POPULARES OS QUE FAZEM A RODA-GIGANTE GIRAR Apesar de carros mais sofisticados e mais caros estarem também sendo vendidos em boas proporções no país, são os populares que realmente influenciam as estatísticas e fazem o mercado crescer, e são estes consumidores, compradores de carros mais populares que estão na mira da maioria das fábricas, montadoras e importadoras. E já que o bolo é grande e tem um pedaço para todo mundo, os chineses vieram para causar mudanças, pois acertam em cheio este público, quando oferecem carros completos a preços populares. As marcas mais conhecidas e enraizadas até culturalmente, começam a sentir o impacto da migração de uma grande quantidade de consumidores para estas marcas mais baratas.

CHINA AQUI Visitamos em Chapecó algumas concessionárias de marcas chinesas para conhecer de perto estes tão comentados veículos e constatamos, tanto na Chery como na Lifan que os carros literalmente vêm com tudo. Desde vidros, travas elétricas e alarmes até freios ABS, duplo Air Bag e ar-condicionado. Isto falando de apenas alguns detalhes, pois todos eles vêm completos de série. Veja como exemplo apenas um dos modelos, o Lifan 320, que por um valor aproximado de 30 mil vem com: Abertura automática das portas em caso de colisão Abertura interna do porta-malas Air bag para o motorista e para o passageiro Ajuste manual dos bancos dianteiros Ar-condicionado Aviso de utilização do cinto de segurança Banco do passageiro com cinto de segurança de 3 pontos Banco traseiro com cintos de segurança de 3 pontos Banco traseiro rebatível Bancos de tecido Breaklight Coluna de direção com absorção de impacto Desembaçador do vidro traseiro Direção hidráulica Espelho retrovisor interno dia e noite Faróis de neblina dianteiros

Abertura automática das portas em caso de colisão Abertura interna do porta-malas Air bag para o motorista e para o passageiro Ajuste manual dos bancos dianteiros Ar-condicionado Aviso de utilização do cinto de segurança Banco do passageiro com cinto de segurança de 3 pontos Banco traseiro com cintos de segurança de 3 pontos Banco traseiro rebatível Bancos de tecido Breaklight Coluna de direção com absorção de impacto Desembaçador do vidro traseiro Direção hidráulica Espelho retrovisor interno dia e noite Faróis de neblina dianteiros Faróis de neblina traseiros Faróis de pisca laterais nos para-lamas dianteiros Faróis halógenos Freios ABS + EBD Iluminação no porta-malas Indicador de portas abertas Limpador do vidro traseiro Luz de leitura central Maçanetas externas cromadas Maçanetas internas cromadas Para-choque na cor do veículo Rádio AM/FM com entrada auxiliar USB Retrovisores externos elétricos Rodas de liga leve 14” Sistema de áudio com 4 alto-falantes Transmissão mecânica de 5 velocidades Travamento automático das portas a 20 km/h

Esta diferenciação de trazer carros cheios de acessórios, para um público ainda acostumado a comprar carros “pelados”, e com preços similares fez muita diferença e causou alvoroço no mercado. O que é bom principalmente para o consumidor, pois força a redução de preços no mercado em geral, e faz com que o consumidor aos poucos se torne mais exigente, buscando mais por menos. O grande dilema quando se trata destas marcas novas ainda é o medo, ou segundo alguns consultores de vendas, a falta de informação a respeito da assistência técnica oferecida por estas empresas, por isto fomos conversar pessoalmente com alguns representantes de marcas chinesas em Chapecó. www.facebook.com/RevistaRoute

29


Conheça algumas marcas presentes em nossa região.

EFFA

Em 2007, a Effa Motors chegou ao mercado brasileiro com uma proposta bem clara: oferecer ao consumidor opções que ele ainda não tinha se tratando de veículos utilitários. A Azivel Comércio de Veículos está instalada em Chapecó desde 2010. Segundo Clairton Censi, Gerente da Azivel Comércio de Veículos de Chapecó, os utilitários Effa além do preço baixo na compra representam economia no dia-a-dia, pois podem fazer uma média de 10km/l dentro da cidade e até 17km/l na BR. As picapes da marca variam entre 2 e 5 lugares com caçamba longa de 2, 85 metros, e também as cabine dupla com caçamba de até 2,30 metros e capacidade de peso entre 800 e 940 kilos.

“Revisões de 40, 50 e até 60 mil km já foram realizadas em carros vendidos aqui, e os compradores estão satisfeitos, tanto com a capacidade de carga quanto com a força e a resistência dos veículos. Nossos veículos estão tendo grande aceitação, e recebendo muitos elogios dos nossos clientes”. Clairton Censi (Effa)

LIFAN

Fundado em 1992, o Grupo Lifan se tornou um dos maiores conglomerados privados da China, e conta hoje com mais de 13 mil colaboradores. Apesar da curta trajetória, este gigante já conquistou seu espaço em vários setores reconhecidamente competitivos, com um portfólio de empresas que engloba fábricas de automóveis, motocicletas, caminhões e motores. Sua rede de vendas hoje está presente em 167 países da Ásia, Europa, África e América do Sul. Com um ano em Chapecó a marca contabiliza 137 carros vendidos e pouquíssimos retornos de veículos para assistência. Para o Consultor de Vendas da Liffan Motors, Luciano Altair de Souza, as pessoas deveriam perder o medo de apostar em marcas novas, a maior preocupação ainda é a assistência, e isso é aceitável, porém não justificável pois a empresa oferece assessoria tanto de peças como de manutenções, e três anos de garantia. “É preciso abrir os olhos, exigir mais, pesquisar mais, se impor, exigir qualidade e segurança. O brasileiro precisa abrir a cabeça, buscar mais qualidade com preço melhor, valorizar mais o dinheiro suado dele”. Luciano Altair de Souza (Liffan)

CHERY “É impossível que alguém que se preocupe com a segurança de sua família, ainda compre um carro sem Air Bag, sem ABS, sem direção hidráulica, e pague ainda mais por isso. Se você ama sua família você pega um carro completo, hoje não é mais o tempo das marcas hoje é o tempo da segurança, o tempo do conforto”. Pablo Matheus Richter (Chery)

30

ROUTE MOTORS #04

Fundada em 1997, a Chery Automobile Ltda. é a maior montadora independente da China. Sediada em uma área de aproximadamente dois milhões de metros quadrados, na cidade de Wuhu, província de Anhuí, a Chery está presente em 80 países, tem 16 unidades produtivas e emprega aproximadamente 25 mil funcionários em todo o mundo.Em Chapecó a empresa Redecar Chery está instalada há 2 anos. Pablo Matheus Richter, Consultor Comercial da Redecar em Chapecó, enfatiza que a empresa oferece assistência a qualquer problema que o cliente venha a ter com qualquer carro e em qualquer lugar, podendo acionar a assistência através do serviço 0800, que a empresa encaminhará um guincho, e disponibilizará por 48 horas um carro, sem custo, porém, segundo ele, os veículos apresentam uma taxa muito baixa de retorno à assistência.


Motos off-road da

italiana TM

CHEGAM AO BRASIL Criada em 1976, na Itália, por dois amigos que partilham a mesma paixão por motocicletas e corridas, a fabricante TM Racing, especializada em modelos off-road produzidos artesanalmente, começa a vender suas motos em larga escala no Brasil. A filosofia que sempre distinguiu TM Racing é a escolha de materiais de altíssima qualidade e processos de desenvolvimento e produção atingindo sempre o mais alto nível de excelência. Os modelos dos segmento enduro e motocross disponíveis são: EN 144, MX 250 FI, MX 450 FI, EN 250, EN 300, EN 250 FI e EN 450 FI, que passaram por ajustes para se adaptarem ao combustível nacional.

Todas são motos 4 tempos e contam com partida elétrica. Além disso, o câmbio de seis velocidades e as suspensões passaram por aperfeiçoamento. Segundo a marca, os produtos TM são jóias tecnológicas, que atendem tanto aos pilotos que querem somente se divertir, assim como os pilotos mais exigentes que querem competir em alto nivel. Com valores a partir de R$ 28.000, o objetivo da TM é comercializar 48 motos até o final do ano, das quais 16 já foram vendidas. “Para o próximo ano a expectativa é aumentar este número para até 200 motos”, disse Adalto Gomes Filho, gerente comercial da TM Racing. www.facebook.com/RevistaRoute

31


perfil de

TRILHEIRO Nome completo? Paulo Cesar Celuppi Profissão? ENTREVISTA OFF RUSH Com: Paulo Cesar Celuppi A idéia é fugir da rotina da semana. O que em pouco tempo vira paixão por um esporte. Ao amanhecer de domingo a aventura começa. Uma mistura de adrenalina e belas paisagens. Nesta edição entrevistamos o praticante de Off Road, Paulo Celuppi.

Industrial. Hobby? Pilotar moto de trilha. Desde quando? Desde 2004. Porque o gosto por esse esporte? Sempregosteidemoto,desdepequenoacompanhavacorridasdeMotoCrosseapaixãosó aumentou.

Comente sobre as corridas DurantedoisanosparticipeiemcompetiçõesdeKart,mastiveque ficar longe das pistas por um tempo para me dedicar à empresa (FibroCar).AlgumtempodepoistiveaoportunidadedecorrerporhobbycomumgrupodeamigosemXaxim.Andávamosnosfinaisde semana e a paixão pela moto aumentava cada vez mais. Por vários anosfoiassim,atéqueasaventurascomeçaramcommaisvelocidadeeadrenalina.Em2010fuiconvidadopeloproprietáriodaBamba Racing, Marcio Bamba para competir em um dos maiores enduros de regularidade do Brasil, o Enduro da Independência, essa prova aconteceuemMinasGerais,foiumasemanadeaventura,saímosde Pouso Alegre passando por Lavras, São João Del Rei, Mariana até chegar em Betim, corríamos cerca de 200 km/dia. No ano seguinte,2011, participei do Brasil Moto Tur, em São Luiz no Maranhão, junto com o proprietário da Motocar de Chapecó, Julio Treichel, nessa aventura andamos por alguns trechos onde passou o Raly dosSertõesde2010.Duasaventurasquerecomendo,cadacentavo investido vale a pena. Não posso deixar de ressaltar o mais importantenestasaventuras,oapoioquerecebodaminhafamília,minha esposa,Cleusaeminhafilha,Ilkaquesãomuitoespeciaisparamim.

Dica para os iniciantes Segurança sempre, apesar de ser uma brincadeira de final de semana é necessário usar equipamentos de segurança como botas, colete,capaceteeroupaadequada,poiséumesportequeemalguns momentosacabasetornandoperigososenãoforpraticadocomresponsabilidade.

Quais as motos que você já teve e qual é a atual? A primeira foi uma Agrale depois veio XR 200, Tornado, WR, YZF, duas KTM e a atual não poderia deixar de ser uma Sherco, com a qual estou muito contente. O que você pode dizer sobre a moto Sherco? Como ela se comporta em ação? Umamotoperfeitaemciclística,motorizaçãoepeso.Semfalarque temosumarevendapróxima,emChapecó,dandodicaseassistência, isso é muito importante. 32

ROUTE MOTORS #04

Uma Mensagem Ser trilheiro é mais que um esporte, é um estilo de vida que vai além da competição. É passar por lugares desconhecidos,geralmentealternativos.Éconhecergente humilde que nos recebe sempre com um sorriso e na partida desejam boa viagem. É respeitar a natureza. É cultivar bom humor. É ser diferente. Que Deus abençoe todos os amantes do esporte.


www.facebook.com/RevistaRoute

33


7ª trilha do CACHORRO

LOKO A Trilha do Cachorro loko a cada ano surpreende e faz um grande evento. Neste ano a trilha que teve 83km terminava em um Neutro histórico, com cinco barrancos abertos por trator de esteira, que garantiram bons desafios aos pilotos. Os organizadores agradecem os 563 pilotos que participaram, e as empresas que patrocinaram o evento e propiciaram um domingo inteiro de diversão, aventuras e muitas histórias para contar.

Para o próximo ano aguardamos outras programações inéditas para o evento.

34

ROUTE MOTORS #04


TRILHA

arranca toko

No dia 23 de Setembro de 2012, na comunidade São Roque em Seara aconteceu o sexto encontro de trilheiros do estado de Santa Catarina. Um mega evento, com uma super estrutura. Uma trilha com 70km de trilhas para motos e 25km de trilhas para Jipes e Gaiolas, considerada as melhores trilhas do Oeste. Com a participação de pilotos de toda a Santa e Bela Catarina. Muito bem sinalizada, e contando com assistência de mecânicos e carros de apoio. A largada foi as 8:00hrs, ao meio dia teve um delicioso churrasco, e a tarde a diverção ficou por conta das Gaiolas e os Jipes que animaram a festa, o pessoal da equipe Arranca Toko está de parabéns pela organização do evento que foi um sucesso! A Route Motors acompanhou de perto este mega evento, e aguardamos o próximo.

www.facebook.com/RevistaRoute

35


TECNOLOGIA ESP o controle de estabilidade para corrigir erros do motorista O ESP (Electronic Stability Program) ou programa eletrônico de estabilidade, como já diz o nome, é um programa que corrige a estabilidade do veículo. Pode-se dizer que ele é o anjo-da-guarda eletrônico. Ele fica permanentemente ativo. Um microcomputador faz o monitoramento dos sinais dos sensores do ESP e verifica 25 vezes por segundo se a trajetória real do veículo corresponde aos movimentos aplicados pelo motorista ao volante. Se o veículo se movimentar em uma direção diferente, detecta a situação crítica e reage de imediato – independentemente da ação do motorista. Utiliza o sistema de frenagem do veículo para “conduzir” o veículo de volta à estrada. Com intervenções seletivas de frenagem em cada roda, o ESP produz a força contrária necessária para que o veículo reaja de acordo com a vontade do motorista. O ESP

36

ROUTE MOTORS #04

não só inicia a intervenção de frenagem, como pode intervir no motor para acelerar as rodas motrizes. Assim, dentro dos limites da física, o veículo é mantido em segurança na trajetória. Reduz substancialmente as dificuldades em controlar o veículo nas situações críticas, auxiliando o motorista.

Funções Adicionais do ESP A principal função é evitar a derrapagem. No entanto, as possibilidades oferecidas pelo ESP vão muito, além disso. Uma vez que o ESP pode aumentar a pressão de frenagem independentemente da posição do pedal do freio, é

possível efetuar uma série de funções adicionais, agregando valor. Estas funções proporcionam maior segurança e permitem ao motorista usufruir melhor conforto e agilidade ao dirigir. Várias destas funções já estão disponíveis no mercado, e outras deverão surgir para satisfazer a procura crescente de segurança e conforto. Dependendo do fabricante e do tipo de veículo, as funções adicionais do ESP estarão disponíveis como opcional ou item de série no sistema ESP já instalado. Então da próxima vez que alguém disser que o veículo tem o sistema ESP, pode acreditar que dá pra pagar um pouco a mais por ele.


GÁS NATURAL VEICULAR Economizar com combustível é sempre bom, e para aqueles que de tanto que andam de carro, quase moram dentro dele melhor ainda, mas a opção GNV pode ser uma economia arriscada se você não respeitar os padrões e os procedimentos de segurança exigidos. Veja a seguir uma série cuidados a serem observados ao converter o veículo para uso com o GNV:

Cilindro

• Os cilindros devem ser sempre de aço ou de material próprio, especificado para o uso com GNV e devem ser fixados em suportes adequados. • Jamais permita soldas nos cilindros, pois este ponto estará sem resistência e será um provável ponto de ruptura ou vazamento do combustível.

Conversão

• Só converta seu carro em oficinas homologadas pelo INMETRO. • Exija a nota fiscal de conversão e o Certificado de Homologação do

INMETRO, para fazer o devido registro da conversão no DETRAN. • Realize, no mínimo, a cada 5 anos a revisão do kit e do cilindro. • Na instalação, exija tubos de aço.

Cuidados Gerais

vazamento. Assim que notar algo suspeito, procure a assistência técnica! Se perceber qualquer vazamento, ou mau funcionamento, abra todas as janelas e o local onde o cilindro está instalado desligue o motor e chame sua instaladora

• Todos os serviços a serem feitos no kit e nos cilindros de gás natural, deverão ser sempre feitos por uma convertedora homologada pelo INMETRO. • Não tente você mesmo consertar os pequenos defeitos. Procure uma convertedora homologada pelo INMETRO! • Não rode com nenhum tipo de

www.facebook.com/RevistaRoute

37


trânsito SEGURO Pista-dupla: se estiver andando mais devagar, trafegue na pista da direita! Todo mundo quer um trânsito fluente, com vias organizadas e motoristas gentis. Mas o que cada um faz? De que forma nós contribuímos para que exista este trânsito desejado? Ninguém em hipótese alguma quer ter problemas com seu veículo ou com o veículo que trafega na mesma via. Ninguém sequer cogita que aconteça um acidente justamente com ele. Porém quando estamos no trânsito, todos estamos sujeitos, e cada um tem que cuidar de si, e dos outros. Ninguém aqui é exatamente um expert no volante, e é justamente por isso que todos precisam ter vontade de fazer o melhor, pois, ter paciência e respeitar as regras e os outros motoristas é uma

38

ROUTE MOTORS #04

atitude que escolhemos ter, ou não. Quem trafega pelo trecho do Acesso Plínio Arlindo de Nês, em Chapecó, sabe muito bem o que falo quando me refiro à falta de respeito às regras, e aos outros motoristas. Há um regra básica, que poucos respeitam e que realmente causa muito estresse e até manobras arriscadas. Muitos motoristas que trafegam nesta via de mão-dupla, talvez por ignorância, não utilizam a faixa da direita quando estão em velocidade inferior ao veículo que o segue. Além da pista estar passando por grandes reformas (o que já prejudica e muito o trânsito normal) atitudes como estas tornam-se inaceitáveis, e no entanto se repetem o tempo inteiro.

Pista-dupla: se estiver andando mais devagar, trafegue na pista da direita! “Quando uma pista de rolamento comportar duas ou mais faixas de circulação no mesmo sentido, são as da direita destinadas ao deslocamento dos veículos mais lentos e de maior porte, e as da esquerda, destinadas às ultrapassagens e ao deslocamento dos veículos de maior velocidade”. “Art. 30. Todo condutor, ao perceber que outro que o segue tem o propósito de ultrapassá-lo, deverá: I - se estiver circulando pela faixa da esquerda, deslocar-se para a faixa da direita, sem acelerar a marcha”


essa é

A LEI É permitido transitar pela faixa da esquerda quando uma pista comportar duas ou mais faixas de circulação no mesmo sentido, porém você deve sempre facilitar a passagem dos veículos que circulem em maior velocidade, independentemente das velocidades que estejam sendo praticadas.

TRÊS PEQUENAS E SIMPLES ATITUDES PODEM FAZER TODA A DIFERENÇA: } Nunca ande na faixa da esquerda, sem necessidade. } Tenha sempre atenção aos veículos que queiram fazer uma ultrapassagem por você, e fique à direita. } Tenha sempre uma conduta segura, facilitando aqueles que queiram fazer uma ultrapassagem por você.

www.facebook.com/RevistaRoute

39


A TROCA DE ÓLEO

NÃO É TÃO SIMPLES QUANTO SE IMAGINA Não são poucos os proprietários de veículos que tentam economizar até no lubrificante e acabam deixando o carro com mais de 15 mil km sem troca ou substituem o óleo de forma incorreta. Porém existem vários fatores que devem ser observados, como por exemplo: ao completar o nível do lubrificante, deve-se considerar a marca, tipo e viscosidade. Ao adicionar óleo com aditivos diferentes do que já está no motor, ele se deteriora imediatamente. Misturar lubrificante sintético com mineral é ainda mais prejudicial para o motor. Geralmente, em postos de gasolina, os frentistas não perguntam qual a marca e tipo do óleo que já existe no carro. Eles medem o nível e, se estiver baixo, completam com o óleo que possuem no estoque. É por isso que o mais indicado é sempre trocar ou completar o óleo em locais especializados, pois, para cada marca de carro recomenda-se um tipo de óleo. O tempo de troca também varia de modelo para modelo.

CUIDADOS } Troque o óleo e o filtro no intervalo recomendado pelo fabricante do veículo; } Se for necessário completar o nível do lubrificante, use a mesma marca, tipo e viscosidade do que já está no motor; } Não misture lubrificantes diferentes quando completar o nível, nem aditivos extras (devem ser colocados junto com o óleo novo) e nunca adicione óleo mineral ao sintético (ou vice-versa); } Se o motor consome muito óleo, faça logo sua retífica; } Observe a vareta do óleo (sentindo a viscosidade com os dedos) ou retire a tampa de óleo: a “pasta” também se aloja ali; } Em caso de dúvida, troque o óleo. Fica bem mais barato que reformar o motor; } Desconfie do combustível muito barato. Abasteça seu carro em postos com combustível de qualidade comprovada; } Veículos que rodam pouco devem trocar o óleo pelo menos uma vez por ano.

40

ROUTE MOTORS #04


conservando o seu AR CONDICIONADO “..foi fabricado para durar muito tempo e lhe proporcionar conforto e satisfação.” A manutenção do equipamento de ar condicionado veicular é fundamental para um bom funcionamento. Tome como hábito fazer uma revisão geral em seu ar condicionado, pelo menos uma vez ao ano, pois ele foi fabricado para durar muito tempo e lhe proporcionar conforto e satisfação. A melhor maneira de mantê-lo em perfeitas condições de funcionamento também é a mais fácil, barata e óbvia: basta usá-lo, isso mesmo, usar o acessório com freqüência. Quanto mais tempo ele ficar parado, mais ele pode ter problemas. A assistência técnica só deve ser procurada se o equipamento apresentar perda de rendimento. O condicionador de ar funciona graças ao movimento do motor do veí-

culo. A ligação é feita por meio de correias. Este componente deve ser verificado junto com a revisão das demais correias do automóvel e substituído em prazos semelhantes também. Recomenda-se que a manutenção preventiva do sistema de ar condicionado seja realizada a cada 5.000 km, em uma oficina especializada. A substituição do filtro de cabine, responsável por evitar a contaminação do ar lançado pelo ar condicionado, deve ser feita a cada 15.000 km. Sem manutenção, o equipamento gera ruídos indesejáveis, perde eficiência, e em casos extremos pode parar de funcionar, gerando uma grande despesa, que pode ser evitada com a manutenção.

3 DICAS QUE AJUDAM NA

CONSERVAÇÃO A ventilação ideal é a média, que conserva uma refrigeração mais eficiente. Antes de desligar efetivamente o sistema ou o carro, deixe o ventilador ligado por apro-ximadamente 5 minutos com o ar condicionado desligado (como no trecho final para o trabalho). Após o estacionamento prolongado sob o sol forte, ligue o sistema e ande por alguns minutos com as janelas abertas permitindo a expulsão do ar excessivamente quente, mais rapidamente e só depois ligue o ar condicionado.

www.facebook.com/RevistaRoute

41


42

ROUTE MOTORS #04


www.facebook.com/RevistaRoute

43


44

ROUTE MOTORS #04

Route Motors Edição 04  

Liberdade e muitas cilindradas