Issuu on Google+

1


Sumário Nós dois (?) ........................................................................................................................................................................ 3 Aceita Assim? .................................................................................................................................................................... 4 Já Doeu Demais ................................................................................................................................................................. 5 Eu Não Vou Voltar ............................................................................................................................................................. 6 Olha que eu vou deixar! .................................................................................................................................................... 7 Quer saber? ....................................................................................................................................................................... 8 Não vês? ............................................................................................................................................................................ 9 Até Que Feche As Cortinas .............................................................................................................................................. 10 Coração ........................................................................................................................................................................... 11 Até Parece ....................................................................................................................................................................... 12 O Vento ........................................................................................................................................................................... 13 Fim Do Espetáculo ........................................................................................................................................................... 14 Tão Perto ......................................................................................................................................................................... 15 Euforia Apenas ................................................................................................................................................................ 16 Descanso teu ................................................................................................................................................................... 17 Maldito Penar .................................................................................................................................................................. 18 Nada Mais........................................................................................................................................................................ 19 Já Era Hora....................................................................................................................................................................... 20 Elo Fraco .......................................................................................................................................................................... 21 Se Não Eu Desabo ........................................................................................................................................................... 22 Só Basta Você Acreditar .................................................................................................................................................. 23 Meu Amor Que Se Foi ..................................................................................................................................................... 24 Então Esqueça ................................................................................................................................................................. 25 A Chuva E Você ................................................................................................................................................................ 26 Eu Quero Declarar ........................................................................................................................................................... 27 Era Só O Que Eu Queria................................................................................................................................................... 28 Foi Tudo Em Vão.............................................................................................................................................................. 29 O Querer E O Não Poder ................................................................................................................................................. 30

2


Nós dois (?)

Desinteresse teu Perderam-se todas as chances De existir nós dois Não se despeça de vez Meu amor nunca acabou O tanto que esperei O tanto que meu coração vacilou O medo que nunca deixou E agora sofro com a dor que restou Errei por esperar o perfeito Mesmo que há tempos Você tenha sido o eleito Se eu ainda pudesse tentar Se eu ainda pudesse te abraçar Se eu ainda pudesse ter a chance Ter a chance de construir o "nós dois" Tentar cultivar tudo aquilo Que desde menina sonhei E o que, ao crescer, esperei E que agora, amadurecida, Posso lutar, eu sei Espero um dia poder merecer Tudo o que tantas vezes coloquei a perder O meu tudo que se resume em você. Raíssa Stèphanie

3


Aceita Assim?

Eu gosto tanto de você E já nem sei por que Não tenho coragem de dizer Não sei nem quanto tempo faz Que já não sou capaz De me arriscar, de ser feliz Mas pelo menos digo Que ter você comigo É o que eu mais quero É o que há mais de um mês espero E com estes versos pobres e loucos Só venho pedir o mínimo, pedir o pouco Pedir que melhor me conheça E que não me esqueça Pois eu te espero, sim Aceita que seja assim?

Raíssa Stèphanie

4


Já Doeu Demais

Já doeu demais por hoje Quase perco meu controle Como em outras vezes já o fiz Não adiantaria só o que sinto De tudo que pra você não minto Mas que de nada valeu lhe dizer Por anos vivi apaixonada E por tempos a mais me perderei nesta estrada Doeu por todos esses anos Já doeu demais só por eu te querer Viver assim tão deslumbrada E por tempos ignorada Realmente! Nosso tempo já passou E meu amor nunca valeu nada Aproveitar a oportunidade para quê? Pra não perder a chance de me ver sofrer? Pra medir meu valor em te merecer? Pra provar que não há chances de me corresponder? Meu sentimento não é fútil Não é brinquedo, nem mera distração Se você nunca quis, nada mais me resta fazer Mas não precisava menosprezar meu coração

Raíssa Stèphanie

5


Eu Não Vou Voltar

Se quiser chorar, chore Mas não venha me ligar Não queira me perturbar Não, eu não vou voltar Se quiser reclamar, reclame Mas não queira de culpas eximir-se Em eternas lamúrias subtrair-se Porque eu não vou voltar Foram alguns momentos bons do passado Mas agora já deixei de lado De tanto que também fiquei a me machucar Não, eu não vou voltar

Raíssa Stèphanie

6


Olha que eu vou deixar!

Encanta-te com meus olhos Apaixona-te pelo meu sorriso Olha que eu vou deixar! Envolva-me em teus braços Leva-me onde vai teus passos Olha que eu vou deixar! Me dá um frio na barriga Me deixa um pouco perdida Olha que eu vou me apaixonar! Então chega aqui bem perto Diz que tá tudo certo Que você quer mesmo me amar

Raíssa Stèphanie

7


Quer saber?

Quer saber? Não vou mais esperar por você Já fiz minha parte Deixei de ser covarde E me aproximei de você Você não sabe o que dizer? Você não sabe o que fazer? Desculpe-me Esperei tanto tempo E mais do que isso não vou perder Se for pra você ficar calado Já não há mais o que fazer

Raíssa Stèphanie

8


Não vês?

Não queira me despedaçar em mil Eu já estou despedaçada Não queira dizer que vai passar Não, isso não passa. É sincero, por favor, Queira acreditar Não me despreze Não me pise Não vês quão grande é o meu pesar? Fui covarde, admito Mas ainda preciso expiar? É sincero, eu imploro Queira ao menos tentar

Raíssa Stèphanie

9


Até Que Feche As Cortinas

Até que se fechem as cortinas Continuarei sofrendo Até que se fechem as cortinas Por ti estarei me perdendo Será que eu deveria ficar calada? Será que eu não mereceria ser amada? Inconstante teatro da vida Em que não se pode tentar de novo Para que se evite abrir mil feridas Não permite ensaios Não remete aos meus pedidos de socorro Só tentei ser forte, tentei arriscar Em qualquer das minhas cenas Precisaria me expressar Para que não caísse em desuso Para que eu não perdesse nem as importâncias pequenas Esforcei-me, como de costume, com meus sentimentos ser sincera Mas será que uma retomada feliz nos espetáculos verídicos, é um clímax que há muito já se desfizera?

Raíssa Stèphanie

10


Coração

Coração desgraçado Nunca está consolado Enquanto não se encontra atrapalhado Coração vagabundo Insiste em mudar seu mundo E acaba sem lar, moribundo Coração amargurado Tenho tanto te apoiado Mas tudo sempre dá errado Demorei tanto pra ter coragem Deixar de ser tão covarde Mas de nada isso vale Mereço tal penitência Mesmo com a tamanha paciência Que tive ao agir como quero Fui tão presa às chantagens Que agora nem para tal mensagem Terei chance de receber o que espero.

Raíssa Stèphanie

11


Até Parece

Até parece Que a única culpada foi eu Que a única ladra foi eu Que roubou teu coração Que roubou teu caminhão Poupe-me Não se faça de vítima Não insista Mude de ideia Não vou voltar Não serei mais essa tua Amélia É mesmo por tu teres mente pequena Que achas que não pode ter valido a pena Até parece que menti Até parece que não senti Tuas indiretas bobas não vão me fazer voltar Das tuas correntes já decidi me soltar Aponte-me quantos dedos puder Faça os outros acharem o que quiser Essa culpa já não me atormenta mais Ponha-se no seu lugar, se assim for capaz.

Raíssa Stèphanie

12


O Vento

Sou como o vento Constante ou passageiro Passo na vida de cada pessoa Fazendo diferença ou não Se este feito conquista Tenho minhas vitórias Mas tenho fracasso Se o resultado é inútil Apareço em um canto E você pode até perceber Mas não se espante Se ali eu não permanecer Pois se continuarei ou não Não importa O que vale é se lhe fiz bem Se lhe fiz florescer o coração E peço que não me prenda Não queira me sufocar Só de fato irei embora Se eu não puder voltar.

Raíssa Stèphanie

13


Fim Do Espetáculo

O espetáculo acabou O crítico desaprovou A plateia não gostou O palco desabou Acabou meu amor pela arte Importância que de mim fez parte Acabo com estes pobres versos Versos de disparates É triste minha despedida Mas deste rumo não tenho saída Não avançarei mais nestes passos Passos de eternos fracassos O espetáculo acabou Nada de mim restou Acabou meu amor pela arte Fim de um eterno desastre.

Raíssa Stèphanie

14


Tão Perto

E estava aqui tão perto Eu tampouco a enxergar E se era ou não incerto Não fiz questão de pensar Espiava-te, mas não me envolvia Com medo de novamente me machucar Minha sorte, veja então O amor fez questão de esperar Que eu curasse o meu coração E estivesse pronta pra fazê-lo entrar Meu amor, minha vida, meu tudo Como eu fui boba em não perceber Não te aceitar seria absurdo Pois feliz você me faz ser.

Raíssa Stèphanie

15


Euforia Apenas

Então eu percebo que Amor não era exatamente O que eu sentia E o que me restava Era apenas mágoa Que tanto me corroía Amor aquilo não seria Era apenas euforia Paixão e euforia E que em minha própria Armadilha eu caía Era apenas euforia Foram duras as minhas penas Mas vindas de euforia apenas.

Raíssa Stèphanie

16


Descanso teu

Não se cansa de viver assim? Não se cansa de cair? Diz que nada tem a merecer E não enxerga o porquê Não se põe a se esforçar E nada do que tem busca valorizar Não reclamo só pelo meus calos Mesmo tendo sido causados por você Entristeço-me mais porque você Tem por si mesmo tamanho descaso Forço-me a não mais nisto insistir Mas, por favor, tenha ao menos dó de si.

Raíssas Stèphanie

17


Maldito Penar

Não se cansa de viver assim? Não se cansa de cair? Diz que nada tem a merecer E não enxerga o porquê Não se põe a se esforçar E nada do que tem busca valorizar Não reclamo só pelo meus calos Mesmo tendo sido causados por você Entristeço-me mais porque você Tem por si mesmo tamanho descaso Forço-me a não mais nisto insistir Mas, por favor, tenha ao menos dó de si

Raíssas Stèphanie

18


Nada Mais

Como dizer que te esqueci? Como dizer que não te amo mais? Seriam apenas mentiras Seria apenas mascaramento Como te esquecer? Se volta e meia te vejo Se volta e meia falo de você Se quando olho pra você Você está olhando pra mim Como dizer que estou feliz? Se vez ou outra desabo Se vez ou outra imploro a sua volta Se você não está aqui E o que mais me dói É quando nossos olhares se encontram E só isso pode acontecer Apenas isso, nada mais.

Raíssa Stèphanie

19


Já Era Hora

Já era hora Hora de esquecer-se dos teus abraços De andar com outros passos Que me levem para longe de você Já era hora De enxugar as minhas lágrimas De expulsar estas minhas lástimas De te desconsiderar como meu bem querer Já era hora E agora estou indo embora Já basta de dores Já basta de sofrer Já era hora E o problema seu Já não é problema meu Há muito já deixou de ser Se era isso o que você queria Já se tornou o que eu mais quero Já é hora de partir Já é hora de sorrir Já é hora de viver feliz Hora de viver longe de você.

Raíssa Stèphanie

20


Elo Fraco

Quando você se foi Meus dias ficaram vazios Ficaram sem vida Eu não pude fazer nada E nada agora posso fazer A dor, ininterrupta, cresce Dor do corpo Dor da alma Dói e nada posso fazer Ao menos que você permita Ao menos que se permita Abra-me um sorriso E convide-me de volta para o seu abraço Não há um dia que eu não pense em você Dia após dia vou vivendo sem prazer Embebendo-me de esperanças ao seguir o seu passo Se é idiotice, se é ilusão O que importa? É o que eu sinto E o que mais me machuca agora Envolva-me novamente em seu laço Pois sem você torno-me um elo fraco

Raíssa Stèphanie

21


Se Não Eu Desabo

Estou de mãos atadas Por favor, diga-me: O que me resta fazer? Não me peça para ser feliz assim Não me peça para estar longe de você Muito menos suma da minha vida Não me obrigue a esquecer Ainda que sua ausência me consuma Ainda que o que espero me cause ferida por ferida Peço-lhe o mínimo, de exigência tenho só uma Posto que em lamentações ultimamente me acabo Não vá embora ou, ao menos, não vá sem mim Não me deixe sozinha, senão eu desabo

Raíssa Stèphanie

22


Só Basta Você Acreditar

O que me dói é saber que você Talvez ainda pense em mim E perceber que você ainda está Em meu coração, sim [Sempre esteve] Diga-me o que há! Diga, por favor, Por que juntos não podemos estar? Ainda penso em você Eu queria por você lutar Só basta você deixar Só basta você acreditar Eu tentei por tantas vezes Ser forte e isso te demonstrar Mas só consegui fingir ser rude E assim te machucar Eu tentei entender o motivo Que fez você se afastar Eu fingi não ligar Mas ainda me dói Mas ainda me corrói Diga-me o que há! Diga, por favor Por que juntos não podemos estar? Ainda penso em você Eu queria por você lutar Só basta você deixar Só basta você acreditar. Raíssa Stèphanie

23


Meu Amor Que Se Foi

Seu mundo é diferente do meu Quem dera comigo você compartilhar Mas você não quer Hesita em arriscar Não quer descobrir se a nossa Felicidade será ou não efêmera Eu diria: Não se vá O contrário do que você pediu a mim E eu insistiria: Não vá Mas você sempre partiria sem mim Total contradição te pediria Entre me amar e não me poupar Mas, por sentir algo por mim, Você decidiu me poupar Sendo que poupar me traria lágrimas E ainda sim você o fez Dizendo-me: Vá! Quem dera poder te amar Quem dera neste mundo seu entrar Mas você não quer, nunca quis Teme tanto em me machucar E a mim você deixou duas coisas O entristecer e o melhorar O amor não cultivado E o dever de me valorizar E dizer "29 vezes que eu te amo" Poderá adiantar? Insisto tanto em acreditar Que você ainda vai voltar. Raíssa Stèphanie

24


Então Esqueça

Então esqueça Esqueça os momentos não vividos Esqueça o "Eu te amo" que por mim não foi dito Esqueça o sentimento que eu não declarei Esqueça o beijo caloroso que não dei Esqueça o que se deixou por fazer Esqueça, para que eu possa esquecer Para que eu possa enterrar minhas fraquezas Para não lembrá-las e depois me arrepender Imploro que esqueça Imploro-te em vão Pois não se pode esquecer o que não foi Só resta conformar o coração Faltou-me pulso Quem deve esquecer sou eu Que sou culpada de minha própria frieza Mas, ao menos, me esqueça Para que eu obtenha o castigo meu.

Raíssa Stèphanie

25


A Chuva E Você

Quando a saudade bate em meu peito Não sei mais o que fazer A dor se torna tão grande Que não dá para esconder Você não está aqui Para me fazer sorrir Para que eu possa dividir O que estou a sentir Se você não está a me entender Lembre que a chuva me faz pensar em você Agora a chuva se tornou um paradoxo em mim Não sei se choro de saudade Ou se fico a sorrir Pois sei que, de alguma forma, você está aqui Em mim.

Raíssa Stèphanie

26


Eu Quero Declarar

Ah! Eu quero declarar Não quero mais te amar Não quero ter você aqui a me machucar Eu quero esquecer O que me fez sofrer Quero mudar de planos E então te esquecer Esquecer o que eu passei Tudo o que eu chorei Por um amor que se foi e não vai voltar Então por que ainda tenho que me importar? Ah! Eu quero declarar Não quero mais te amar Não quero ter você aqui a me machucar Eu quero esquecer O que me fez sofrer Quero mudar de planos E então te esquecer Vou mudar, vou viver Apagar todo o meu sofrer Vou me livrar De tudo o que possa me machucar Ser feliz, isso sim É tudo o que eu quis para mim E não deixar Que haja alguém a me magoar Com esses não vou mais me importar Isso é o que eu quero declarar! Raíssa Stèphanie

27


Era Só O Que Eu Queria

Eu só queria deslizar os meus finos dedos Por entre os fios dos teus cabelos negros Causar-te arrepios Envolver-me em teus suspiros Afagar tua solidão Realizar teus sonhos, tua principal aspiração Eu queria deitar em teus braços Liberar minhas angústias, medos e desconfianças Para enfim eu me sentir livre Livre para amar e me entregar Eu só queria... Queria voltar a amar e ser feliz (Se é que um dia eu o fui)

Raíssa Stèphanie

28


Foi Tudo Em Vão

Foi tudo em vão Que eu machuquei meu coração Eu poderia evitar O meu sofrer, o meu chorar Se esse segredo fosse me contar Evitaria te amar como amei Evitaria chorar como chorei Evitaria te amar Evitaria chorar Confiei em você Como jamais confiei em alguém Dei todos os motivos e provas Para que você confiasse em mim No entanto, você me fez isso O fato de você não me amar é o de menos Mesmo que me doa, é o de menos Por que não confiou em mim? Bastaria contar Doeria, mas eu te aceitaria assim Você nunca fez nada por mim Você só fez me machucar E eu que fiz tudo pra te defender Mas você não fez nada para me merecer Ainda te aceito como és Mas a falta de confiança ainda machuca A falta de confiança que você tem E não só comigo Com os seus amigos Com quem só te quer bem Quão grande é o meu deleite Pelo segredo que você teima em esconder até então Amei-te E machuquei meu coração E ainda que do jeito que és eu te aceite De qualquer jeito meu amor foi em vão. Raíssa Stèphanie

29


O Querer E O Não Poder

Você não é quem eu esperava Eu não sou quem você esperava Mesmo que viéssemos a querer que fôssemos um a outro o que nós esperávamos Eu queria poder ser o homem que você espera Mas eu não posso! Eu queria que você pudesse ser o homem que eu espero Mas você não pode! E isso me dói tanto Mas se houver outra saída Eu quero poder ser sua companheira Sua amiga de longa estrada Você me conhece Você sabe que isso eu posso ser Mesmo que eu não possa negar Que um dia amei demais você

Raíssa Stèphanie

30


Agradecimento Venho deixar meus sinceros agradecimentos á todos os meus amigos que estiveram presente no lançamento do meu livro “Poemas de Amor”. Espero ter correspondido suas expectativas. E espero que a obra não decepcione aos que vão adquirir e aos que já adquiriram. Agradeço em especial ao Geovanne Lewandosky, por seu imprescindível auxílio na organização do evento; a educadora Rosane Blanquer, por sua perfeita análise da obra; ao Santiago Fller, por sua competente assistência no protocolo; ao Juane Millani, pela ajuda na distribuição do material disponibilizado pela Editora Globo; á Stephanie Serafim, pela excelência atuação como fotógrafa. Todos os que estiveram presentes, e os que não puderam comparecer por motivos de forças maiores, merecem meus mais profundos agradecimentos.

31


Poemas de Amor