Page 1

Ano 1, Dezembro de 2018 - Edição 25 - Venda avulsa R$ 2,50 Jornal Praia do Rosa, Dezembro de 2018

Altas Ondas na Praia do Rosa

1

Corpo e Mente

Movimento

Comunidade

Flashes

Conhecimento

Desvendando os mistérios da Alquimia

Alma Corgiolu e Tayrom Silva são campeões Catarinenses

Dona Gracilina: 100 anos de alegria e gratidão

Festival de Riba e os eventos mais movimentados da região

Prancha ecológica pelos quatro cantos do Brasil

Foto: Saul Oliveira Filho

Fernando Alves, campeão da Local no The Legends Pico da Tribo Movimento, pág. 04


2

Jornal Praia do Rosa, Dezembro de 2018

Menu & Cia Morongo

Mãos do futuro Ha milhões de anos, elementos inorgânicos como cálcio, magnésio, zinco, carbono, oxigênio, entre outros, se combinaram e produziram as primeiras formas de vida. Desde então, camada após camada, em um processo holárquico*, a vida orgânica se desenvolveu em múltiplas ramificações, sendo uma delas o que somos hoje: homo sapiens sapiens. Seria o fim da jornada de nossa ramificação ou o processo continua? Seremos extintos como inúmeras outras espécies que já não compartilham o planeta conosco ou seguiremos em frente? Ninguém tem a resposta definitiva, entretanto o homem cada vez mais assume o papel de gestor de seu futuro. Até recentemente, os saltos holárquicos* nos moldavam em prazos de milhares de anos. Agora, em períodos de poucas décadas, poderemos através da engenharia genética, da nanotecnologia entre outras especialidades científicas, provocar transformações inimagináveis, tanto no corpo como no meio ambiente que nos cerca. O que mais me surpreende é que os inorgânicos, elementos que possibilitaram a criação do orgânico e sua inteligência, agora recebem deste mesmo orgânico a capacidade de "pensar". A inteligência artificial Fraca já está dentro de nossos computadores e acessam dados milhões de vezes mais rapidamente que nossos cérebros orgânicos. A inteligência artificial Forte, aquela que é capaz de se autoconhecer, em breve estará capacitando máquinas quânticas a ter consciência de si mesmo e com poderes que o cérebro humano talvez nunca consiga alcançar. Aí reside uma séria questão: hoje, com sua inteligência superior, o homem é o senhor da Terra. Amanhã, as máquinas com sua inteligência talvez zilhões de vezes superior, serão elas com seus algoritmos quem ditarão os destinos de tudo e de todos? O inorgânico assumirá o comando? Esta nossa prerrogativa de manipularmos as coisas como semideuses, deve ser cercada de muita responsabilidade. *holárquico: indica que uma base proporciona a oportunidade de algo mais ser acrescentado sem perder a estrutura da base. É holístico porque incorpora tanto a base como a parte que é acrescentada. E é também hierárquico porque a estrutura formada é superior àquela que serviu como base. No caso específico do texto, salto holárquico se refere à evolução na qual o ser humano está inserido.

Marco Aurélio Raymundo, o Morongo, é médico, empresário e surfista. Hoje, se define como "uma mosca na sopa". No Jornal PDR escreve sobre temas que cercam a vida no Universo em que vivemos.

Expediente Direção e Comercial André Damazio Redação e Edição Glaucia Rosa Damazio Direção Administrativa Gilberto Passos Diagramação Daniel P. Mendes

Capricho Lanches: crescendo em família No Alto Arroio, a família Bitencourt sonha e trabalha junto, com a casa sempre cheia

H

á quatro anos, o Ronaldo Anselmo Bitencourt – o Nado – e a esposa Elisangela experimentaram se aventurar no mundo da gastronomia. E rapidamente, a carrocinha de cachorro-quente Capricho se tornou ponto de encontro dos moradores do Alto Arroio. Conforme iam desvendando o bê-a-bá do ramo, cada um foi se dedicando àquilo que encantava mais. Ela, a cozinha. Ele, os clientes. “Eu me apaixonei pelo negócio. Aprendi que cada cliente é único. Atender bem é o meu desafio diário”, revela o Nado. E hoje, o Capricho já tem um cardápio variado de lanches e porções, que deixa o todo mundo na maior liberdade para escolher. O espaço foi feito pelo próprio Nado, que deixou a construção civil de lado para fazer moradia no coração de seus clientes, a maioria nativos da região. “São todos meus amigos”, completa.

Fotos: Arquivo pessoal

Dona da receita secreta de maionese caseira que traz gente de Garopaba e até de Paulo Lopes, a Elisangela é quem inventa na cozinha. As opções nos prensados de pão grande incluem calabresa, frango, bacon e mais uma lista de 12 itens a serem incluídos ou não. Também tem cachorro-quente doce e Mistura na Chapa, conforme o gosto de cada um. “E o capricho não fica só no nome”, garante o Nado.

Capricho Lanches

Para seguir:

Rua Ataíde Manoel Rosa, s/nº - Alto Arroio (próximo ao acesso sul da Barra de Ibiraquera) Fone: 3255.6703 / 99668.5668

Capricho Lanches

Valores Mistura na Chapa: 40,00 (p/ 2 pessoas) Cerveja Heineken 600ml: R$10 Suco natural 300ml: R$4,50

Espaço do Saber Popular Aveia É um grão consumido sempre na formal integral, com fibras, vitaminas e minerais importantes à saúde. A aveia melhora a resistência ao estresse, ameniza a ansiedade e acalma a mente. Pode ser uma escolha saudável para quem tem colesterol elevado. A fibra solúvel auxilia na redução de níveis de lipoproteína de baixa densidade, conhecida como colesterol ruim, o LDL. O mingau de aveia, rico em carboidratos, proteínas e gorduras boas, é um excelente alimento para o café da manhã do dia a dia.

Colaboração Ana Carla Heisler Antônio Scattolin Elizabeth Hoffmann Kharina Oleksiuk Rosa Teixeira Thiago Vieira Pedro Guetter Leonardo Bandeira Katiuscia Dier Francisco Fernanda Zanette Alfosin Rômulo Bonassina Warken Marco Aurélio Raymundo Márcio Martinho B. de Almeida

Mingau de aveia com leite de amêndoa • 1 copo de aveia em flocos • 1 pitada de cravo em pó • 2 paus de canela • 1 copo de água • 3 copos de leite de amêndoa • Sal • 1/3 de copo de castanha-de-caju picada • ½ copo de coco ralado • Melado de cana (opcional)

Modo de preparo Coloque a aveia, o cravo e a canela em uma panela em fogo alto. Adicione a água e o leite de amêndoa e deixe ferver. Tempere com sal a gosto, reduza o fogo e cozinhe por 15 minutos. Mexa com frequência. Quando o mingau estiver pronto, acrescente a castanha-de-caju e o coco. Mexa bem e sirva com gojiberry, canela e castanha-de-caju torrada. Se quiser, coloque uma colherada de melado de cana. Fonte: Bela Cozinha - as receitas, Bela Gio

PARA FALAR COM O JORNAL jornalpraiadorosa@gmail.com ASSINATURAS E ANÚNCIOS Telefone: (48) 3255.2938 WhatsApp: (51) 99972.1787 REDAÇÃO WhatsApp: (48) 99110.0690 glauciadamazio@gmail.com

jornal_pdr jornalpdr

Praia do Rosa, Ibiraquera, Arroio, Araçatuba e Campo D’una - Tiragem: 2.000 exemplares - Endereço: Estrada Geral da Ibiraquera, s n. Imbituba, Santa Catarina - CEP 88.780-973


3

Jornal Praia do Rosa, Dezembro de 2018

Corpo e Mente

Desvendando os mistérios da Alquimia

Dr. Rômulo

Essencialmente como uma ciência médica, a prática é hoje uma terapia complementar para problemas de corpo, mente e espírito

O

Foto: Alquimia Floral Joel Aleixo

Os compostos florais são extraídos da natureza por meio de diferentes processos artesanais, começando pelo plantio, respeitando a colheita e chegando na elaboração dos remédios. “O plantio é feito de forma circular, principalmente em mandalas, para preservar o equilíbrio na vitalidade da planta. Assim, todas elas vão ter a força que preci-

Tratar pessoas, não doenças O psicoterapeuta Rodrigo(F) explica que a Alquimia não foca na doença, mas na pessoa que sofre de algum distúrbio vivido internamente, buscando as causas profundas de seus sintomas. “A Alquimia considera que temos um pré-destino, um caminho a ser percorrido. Nesse caminho, temos talentos e desafios evolutivos, quando não conseguimos superá-los, podemos ficar presos em um emaranhado e sofrer com isto. Em quadros de depressão, por exemplo, consigo trabalhar a causa do sofrimento daquela pessoa, para que o sintoma e a doença desapareçam naturalmente. Isso também é comum em outros problemas que têm relação com a mente, o emocional, o corpo e o espírito, como ansiedade, transtorno de pânico, problemas psicossomáticos, doenças autoimunes, mulheres com dificuldade de engravidar”, enumera.

sam, formando uma egrégora* equilibrada”, esclarece o alquimista. “Os extratos são combinados ou únicos e passam pelo álcool de cereal, principal conservante e veículo do remédio”, exemplifica. Todo o processo é realizado observando as características naturais da planta e do ambiente como o todo, inclusive a ação do sol e da lua.

Foto: Arquivo pessoal

termo é antigo e amplo, mas simples de compreender. A alquimia é o processo de transformar e aperfeiçoar os corpos com a ajuda da natureza. “É uma prática que observa além do ser humano, mas os processos naturais da vida”, explica o médico psiquiatra, psicoterapeuta e alquimista Rodrigo Riefel. “O sistema solar e os aspectos astrológicos são influência para estudar o macro e o microcosmos. Considerando o ser humano como um microcosmo, compostos de átomos e células, que são minisistemas solares, vivemos às mesmas leis e lógicas de um sistema solar. ‘Tudo que está em cima é igual ao que está embaixo. Tudo que está dentro é igual ao que está fora’, citando Hermes Trimegisto”, completa o profissional, formado na Escola de Alquimia Joel Aleixo.

Como agem os florais trabalha com memórias traumáticas, experiências de vida repetitivas, com pai e mãe, por exemplo, questões femininas como fertilidade, maternidade e o equilíbrio nos órgãos. E com os desafios das

Disponível no SUS Desde 2018, o Sistema Único de Saúde (SUS) inclui a terapia de florais entre as 29 práticas de medicina integrativa e complementar baseadas em conhecimentos tradicionais, ao lado de ayurveda, dança circular, meditação, musicoterapia, quiropraxia, aromaterapia e yoga, entre outras. Para saber mais: alquimiafloraljoelaleixo.com

fases evolutivas do indivíduo; Atua no corpo áurico, nas memórias distorcidas distantes da essência da pessoa, ressignificando-as. Alquimia é limpar e expandir o sentido interior do ser”, finaliza Rodrigo.

Foto: Kashai Theurapeutes

A Alquimia trabalha no processo de desintoxicação e purificação do corpo, das emoções e da mente. Atua na eliminação de toxinas e no maior funcionamento dos sistemas de eliminação; “Também

Proteção solar nas crianças Verão, sol, calor... Curtir com os filhos essa época do ano é tudo de bom! Mas alguns cuidados são necessários para um verão tranquilo. 1- Escolha um protetor solar ou fator de proteção 30 ou superior. Fator 30 significa uma proteção 30 vezes maior do que estar sem protetor solar e defende contra os raios ultravioleta. 2- Proteção UVA e UVB. Os raios UVA estão relacionados ao envelhecimento precoce da pele e ao risco de câncer. A proteção UVB tem relação com a pigmentação da pele e as queimaduras solares. 3- Prefira protetores hipoalergênicos e livres de PABA (ácido para-aminobenzóico) e outros produtos irritantes, como álcool. Eles podem causar alergias na pele da criança. 4- Evite produtos em spray para crianças e bebês menores de 2 anos. A aplicação desses produtos muitas vezes não é uniforme e pode ser em menor quantidade, deixando alguma área descoberta com risco de queimadura. 5- Filtros resistentes a água mantêm a proteção até 40 minutos após imersão. Os chamados “A prova d’água” ou “muito resistente a água” têm níveis de proteção por pelo menos 80 minutos. 6- Não há protetores solares liberados para crianças abaixo dos 6 meses. Nessa idade, deve-se evitar a exposição solar. 7- Reaplique o protetor quando o suor for intenso e no contato com água, a cada duas horas, observando as áreas mais sensíveis como rosto,orelhas e pés. Rômulo Bonassina Warken (CREMESC 23644 RQE 14395) é Médico Pediatra. Veio para Garopaba em busca de qualidade de vida e contato mais próximo com a natureza. Gosta de trilhas, praia e praticar esportes. Sua Missão é fazer o bem como pessoa e médico, contribuindo de maneira eficaz com a comunidade local, assim se dispõe a escrever no Jornal PDR.

DR RÔMULO BONASSINA WARKEN

Médico Pediatra CRM 23644 - RQE 14395

Fones: 3255.3074 e 99129.1867

Fonte: Agencia Brasil EBC; Alquimia Floral Joel Aleixo; Brasil Escola

CRECI - 7284

(48) 3255-4772 3255-6163 / 99982-5039


4

Jornal Praia do Rosa, Dezembro de 2018

Movimento

The Legends Pico da Tribo: altas ondas na Praia do Rosa

J

á considerado o maior circuito master do sul do país, o The Legends Pico da Tribo realizou, nos dias 8 e 9 de dezembro, sua 3ª e última etapa em ondas de três metros na Praia do Rosa. Muitos atletas passaram trabalho para varar a arrebentação no primeiro dia de competição, e a ajuda dos Bombeiros foi necessária. A presença de muitos dos maiores ícones do surf catarinense e brasi-

leiro, como Fabinho Gouveia e Rodrigo 'Pedra' Dornelles trouxe um brilho especial para a competição. O surfista e comunicador André Zanine, o 'Zana Hickel, também passou por lá, ganhando antecipadamente a categoria Open. As feras da região se sentiram em casa. O imbitubense Riomar 'Kiko' Rodrigues levou a categoria Master. Já Fernando Alves levou a melhor sobre Ariel Ferreira na

Fotos: Saul Oliveira

Local “Altas ondas e uma energia muito boa, com grandes ídolos surfando aqui na praia. O mar estava desafiador e, ao decorrer do campeonato, criei uma tática que deu certo”, conta o Fernando. O garopabense Roni Ronaldo comemorou o título da Kahuna com os amigos - M.Dio (2º) e Marcos Fino (3º) e ainda o Fabinho Gouveia, que terminou na 4ª colocação. Colaboração: Eduardo Rosa/ Swell Eventos

Ranking Final do The Legends 2018 Open 1º Andre Zanini 2º Ygor Arakaki 3º Moa Soares 4º Daniel Pedreira

Máster 1º Riomar Rodrigues 2º Adriano Lemos 3º Andre Zanini 4º Jorge Correa

Gran Master 1º Rodrigo Wazlawick 2º Roni Ronaldo 3º Adriano Lemos 4º Alvaro Bacana

Kahuna 1º Roni Ronaldo 2º M.Dio 3º Rubens Farias 4º Marcos Fino

Real Ferraz é campeão em Garopaba

O

Real Ferraz superou o Kadense no jogo final do Campeonato Municipal de Futebol Amador de Garopaba, no dia 2 de dezembro. A decisão aconteceu no Estádio Manoel Pedro Estácio, casa do Kadense, que só precisava do empate para levantar a taça. Aos 32 minutos do primeiro tempo,

Matelzinho marcou o gol da partida para o Ferraz e levou a disputa para os pênaltis. Os visitantes levaram a melhor, vencendo por 4 a 2. Com o título 2018, o Real Ferraz acumula três estrelas ao brasão: 1993 e 1999. Invicto até o jogo final, o Kadense fez uma excelente campanha mesmo jogando quatro partidas da primeira

Gran Kahuna 1º M.Dio 2º Rubens Farias 3º Junior Maciel 4º Carlos Santos

Foto: Fábio Teixeira/ PMGaropaba

fase fora de casa, em função da perda de mando de campo, punição herdada da competição do ano passado. Na categoria Aspirante o time do Kadense empatou em 1 a 1 com o Garopaba em sua casa, na Ressacada, se sagrando campeão com a vantagem do jogo de ida das finais, quando venceu por 3 a 2.

Em Imbituba, Primos Bomba e União são os finalistas Na Vila Nova, o Primos Bomba FC venceu o Paes Leme EC por 2 a 0 e chegou à inédita final da competição. João Manoel aos 20 minutos e Willian aos 28 do 1º tempo marcaram os gols da vitória e da classificação. Na outra semifinal, em Nova Brasília, o

União FC venceu o Botafogo FC por 1 a 0 e garantiu a vaga na final do Municipal. Pedro, aos 26 minutos do 2º tempo, marcou o único gol da partida e que deu a classificação à equipe do União. A decisão acontece no próximo dia 16 de dezem-

bro, no Estádio Emília Mendes Rodrigues, a partir das 16h. O Campeonato Municipal Não Profissional de Imbituba 2018 é uma realização da Liga Imbitubense de Futebol com o apoio da Federação Catarinense de Futebol.

D

epois de pedalar cinco etapas da Copa Soul de Mountain Bike pelo estado afora, a atleta garopabense Rosemeri Peirão comemorou, no dia 02 de dezembro, em Itajaí, a conquista no lugar mais alto do pódio na categoria PRÓ – que corre percursos acima de 50km. A emoção da Meri se completou por dividir o espaço com a ídolo esportiva Tânia Pickler, atleta de nível nacional. “No início, pensei em participar pensando ‘quem sabe sobra um pódio pra mim’, pois não tenho o nível da mulherada que corre lá na frente. Não imaginava

Foto: Arquivo pessoal

vencer o circuito, pedalando ao lado da Tânia, que é uma atleta raiz, que representa o ciclismo com humildade. É muita felicidade”, conta. Para completar a alegria, outros integrantes do grupo OuVerRosa, da Meri As-

sessoria Esportiva, também tiveram boas colocações, como o pai de Meri, seu Aurino, que levou o segundo lugar na categoria acima de 60 anos e a pequena Maria Luyza Santana, 5° na categoria infantil.

O

Circuito Surf Talentos Oceano, que aconteceu nos dias 1º e 02 de dezembro na Praia da Vila, Imbituba, definiu os Campeões Catarinenses de 2018. Entre eles, o garopabense mais querido da Praia do Rosa, o surfista Tayrom Silva, que levou o troféu da Open e a segunda colocação na Junior, categoria em que sagra-se bicampeão estadual. “É a realização de um sonho ser campeão do estado novamente. No começo do ano, estava indeciso se competiria o circuito de novo ou não, mas daí veio na cabeça que eu precisava competir pra puxar o meu nível e treinar para as competições ainda maiores. Comecei a me destacar, conseguindo pontos importantes e no final, deu tudo certo e consegui o segundo título seguido. Estou muito feliz e aliviado. Só tenho a agradecer meus patrocinadores e ao meu

Fotos: Marcio David

Copa Soul de Mountain Bike leva atletas da região para o pódio

Surf Talentos Oceano fecha o Circuito Catarinense

pai, Leandro, por sempre estar comigo em todas as dificuldades”, comemora o atleta. O imbitubense Leonardo Barcelos também subiu ao pódio, na 4º colocação da Junior no Surf Talentos, assim como Gustavo Ramalho, 3º na Iniciante. E não acabou: de forma inédita, a Praia do Rosa também celebra uma campeã no SC QS 2018: a Alma Corgiolu

foi confirmada como a melhor do estado na categoria Infantil (Sub 12) Feminina. “Na frente dela estavam duas atletas do Paraná, a Luara Mandeli e Gabriely Basques, então o título de campeã Catarinense do SC QS 2018 é dela”, comemora o Presidente da Associação de Surfistas da Praia do Rosa (ASPR), Carybean Heleodoro.


5

Jornal Praia do Rosa, Dezembro de 2018

Comunidade

Feira Ecocultural no centrinho do Rosa

A

Êxodo urbano é tendência civilizacional

Natal é doação!

A

festa de Natal que acontece na comunidade da Limpa, organizada pelo Júlio César Lisboa, o Lululéla, e seus parceiros já está marcada: será no dia 22 de dezembro. A partir das 14h, brincadeiras e lanche esperam os pequenos. A chegada o Papai Noel acontece pelas 16h30min. E para que a festa aconteça, o Júlio Cesar conta com o apoio da comunidade. Ele recebe brinquedos novos, doações em alimentos ou dinheiro. No dia do evento, a ajuda voluntária também é bem-vinda. A chegada do Papai Noel na Limpa acontece desde 2011 e, no ano passado, recebeu 750 crianças. O contato para as doações é pelo fone/Whats app: 99606-5115, com o Júlio.

Um doce Natal Outra galera da região se prepara para o desfile do Papai Noel e a distribuição de doces pelas regiões de Ibiraquera, campo D’una e Araçatuba. Eles arrecadam doces como balas, pirulitos, chocolates e pipoca doce para

Foto: Daniela Lobo

Os municípios pequenos e médios vêm sendo procurados como refúgio residencial. Cidades como Garopaba e Imbituba, com suas belezas naturais incontestes, aumentam a densidade demográfica a cada ano. Isto se explica por diversos fatores. O mais aparente é o potencial turístico que oportuniza o investimento no terceiro setor. Entretanto, este fator não é único. Vários municípios menores do Brasil tendem a receber um movimento de êxodo urbano. Se olharmos para trás na história da humanidade podemos comparar. Por exemplo, o crescente aumento da violência nos grandes centros pode ser comparado com as invasões bárbaras das “polis” romanas no início da idade média ou da destruição destas na segunda guerra. Na primeira situação, a população se refugiou nos feudos e, na segunda, fugiram das cidades devastadas. Neste sentido, a crescente urbanização dos pequenos é inevitável. Temos de achar um meio de conviver pacificamente com o pessoal que escolhe nosso lugar em busca de paz e sobrevivência. Márcio Martinho B. de Almeida, é natural de Lageado (RS), músico e geógrafo. Reside em Curitiba, mas mantém com Ibiraquera uma relação de 15 anos, apaixonado pela região. O conhecimento abriu o convite a contribuir no jornal PDR, falando sobre geografia humana, filosofia e história em geral.

a ação que acontece no dia 24. “No ano retrasado fizemos a carreata e faltaram doces para a quantidade de crianças que encontramos. Este ano, começamos a organização mais cedo”, convida uma das ajudantes do papai Noel, a Nicole Furtado. Quem quiser fazer uma doação, de qualquer tamanho pode contatá-la pelo fone 99841.7262 até o dia 22 de dezembro.

Ponte flutuante é instalada em Ibiraquera

F

Márcio

Fotos: Glaucia Rosa Damazio

segunda edição da feira Ecocultural da Praia do Rosa aconteceu no dia 9 de dezembro, na Morada Meraki. Ecoponto – recebimento de lâmpadas, óleo de cozinha e outros materiais para descarte adequado – produtos artesanais, música, arte e conexão entre as pessoas foi o que rolou por lá. Além disso, teve doação de mudas nativas e muito desapego, com as iniciativas de venda de roupas e calçados de segunda mão. Sustentabilidade é a bandeira do projeto que acontece em diferentes locais de Ibiraquera, como o trabalho da Carol Duenha e suas Carolentas. As mudas de plantas suculentas, cactos e outros verdes são artesanalmente preparadas em recipientes reaproveitados, como vidros de conserva, plástico e restos de obras. A partir do dia 26 de dezembro, a feira acontece diariamente, no centrinho do Rosa, das 17h até a meia noite.

oi concluída a instalação da ponte provisória de Ibiraquera. A estrutura flutuante pode ser utilizada por veículos leves até caminhonetes, pedestres e ciclistas, enquanto a nova ponte Lenio Roberto Teixeira estiver sendo construída – cerca de 12 meses. Segundo os representantes da empresa Guaiúba, responsável pela ponte flutuante, dois semáforos devem conduzir o tráfego dos veículos em mão única.

Foto: Mateus Damazio

Investimento de 16 milhões em asfalto para Garopaba

O

Prefeito de Garopaba, Sérgio Cunha, comunicou, no dia 28 de novembro, a aprovação do empréstimo de R$ 16.253.895,58 a ser utilizado na pavimentação asfáltica de diversas ruas da cidade. A oportunidade é do programa Avançar Municípios do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e do programa Avançar Cidades do Ministério das Cidades. A contrapartida municipal será de pouco mais de R$ 1 milhão. Serão cerca de 15 quilômetros de asfalto, distribuídos nas seguintes obras: conclusão do Acesso Norte da cidade, trecho que vai da ponte do Siriú até o alto do morro, divisa com Paulo Lopes; no Ambrósio entre o Campo do Vera Cruz e a rodovia SC-434, em Areias de Palhocinha; na Estrada Geral da Barra; na Ressacada, até o campo do Kadense; no Campo D’una, conclusão do asfalto na Estrada Vereador Laudelino Antônio Teixeira (Estrada Geral do Ouvidor ), até a divisa com Imbituba. A previsão, segundo o Executivo, é que algumas obras comecem no início do ano que vem.


6

Jornal Praia do Rosa, Dezembro de 2018

Comunidade

Dona Gracelina: alegria centenária Foto: Arquivo pessoal

“Vento sul quando vem Arranca pau, arranca raiz Quem quiser fazer escárnio Vá fazer do seu nariz.”

R

Foto: Glaucia Rosa Damazio

Foto: Glaucia Rosa Damazio

ecitando versos sorridente, dona Gracelina Umbelina de Jesus Borges goza dos 100 anos no pomar de casa, relembrando a vida no Alto Arroio ao olhar para o patrimônio de casa, carregado de história. “Esse ranchinho eu fiz para estender a roupa. Aqui, era moída a farinha e ali, ficava estocada”, conta. Dona de lucidez e de emoções transparentes, dá gargalhadas ao lembrar os bailes no “Bastião” e chora de saudade do amado marido Antonio Bernardino, companheiro que faleceu há oito anos, aos 110 de vida. “Era um homem muito bom, calmo, não brigava com ninguém. Não tinha ciúmes, mandava eu me divertir. Ainda hoje choro por ele”, revela, beijando a foto do esposo. “O pai ajudou muita gente. Dizia que era pobre, mas ao mesmo tempo rico, por ter a idade que tinha e pelas coisas que doou na vida. Nunca se arrependeu por tudo que deu”, lembra a filha Lindoia(à esq.). As duas contam, entre risos, do dia que seu Bernardino estourou 12 tiros de foguete para Nossa Senhora Aparecida pelo lado contrário. Os fogos ricochetearam pela casa inteira. O último, embaixo da televisão. “Quando se escutou o barulho, a família toda correu pra ver o que era. Não se via nada, uma fumaça dentro de casa. De estrago, só quebrou uma xícara e o pai ficou um pouco surdo”, lembra dona Doia.

Natural de Ibiraquera e moradora da região por todo o século de vida, dona Gracilina foi parteira por 50 anos, entregando mais 500 crianças às mães por puro amor. Da agricultura e da pesca viveu e cuidou da família. Costurava com maestria a máquina que tem quase sua idade, hoje guiada pelas mãos da filha

devido a pouca vista. Lamenta os perigos dos dias de hoje e revela que no seu tempo de mocidade, andava por tudo sem medo. “Aquele que se bobeasse, eu empurrava-lhe a mão na cara. Comigo, não se tirava farinha.” Da união de 75 anos, são 13 filhos, 68 netos, 77 bisnetos e 20 tataranetos – aproxi-

Horóscopo Áries

Importante saber que você não está no controle de tudo, mas que sua força interior e fé devem ser exercitadas com sabedoria. Momento de entender processos emocionais e tomar decisões conscientes.

Libra

Semana de crescimento no trabalho e com questões que cercam a sua rotina. Preste atenção às palavras e à interação com pessoas próximas. A saúde também é um fator importante. Cuide sua alimentação.

Touro

Há uma atmosfera leve e positiva para concretizar atividades com os amigos, inclusive profissionalmente. Mas é importante observar as mudanças que devem acontecer. O céu traz superação e consciência.

Escorpião

Momento de crescimento no campo afetivo. A semana colabora para amadurecer posturas e buscar equilíbrio na troca. Mas é imprescindível examinar as ilusões ou expectativas. Atenção com julgamentos.

Gêmeos

Semana de crescimento no campo profissional. Mas você precisa ter foco e determinação. No campo afetivo, é necessário refletir sobre as experiências do passado que interferem no momento presente.

Sagitário

Semana decisiva para situações em família ou com pessoas íntimas. Atenção com distorção de fatos. O relacionamento requer diálogo e entendimento do momento de cada um. Busque uma postura madura.

www.horoscopovirtual.com.br

Câncer

Observe a sua rotina e a forma como você produz. É um momento em que você está consciente e precisa de autocontrole para lidar com as pessoas. Semana produtiva para planos de lazer e troca a dois.

Capricórnio

madamente. E a experiência de tantos anos bem vividos a dois lhe permite um conselho: “Cuide da sua mulher. Abrace ela, beije, trate bem”, roga. Os cabelos branquinhos, os passos curtos do corpo curvado e o belo sorriso são o retrato de um olhar da vida com pouca vista, mas que enxerga tudo com gratidão.

Você está em condições de amadurecer suas posturas e lidar de forma diferente com os desafios. Não camufle sentimentos e sensações. Há a tendência a distorcer fatos. Seja sábio e mude a sua percepção.

Leão

A Lua Crescente colabora para mudanças que geram cortes. É preciso esvaziar as malas pesadas que impedem o desenvolvimento. E é essencial identificar o seu valor e desenvolver o autorreconhecimento.

Aquário

Semana de crescimento nos projetos, principalmente os financeiros. Examine as posturas e expectativas. Está propenso a tomar decisões precipitadas, assuma as rédeas com sabedoria e autoconhecimento.

Virgem

Existem conflitos e situações que devem ser curadas para o desenvolvimento saudável das relações. Busque se colocar no lugar do outro. Atenção com a impulsividade!

Peixes

Semana para examinar as posturas e a imagem que está passando de si. A Lua Crescente indica desenvolvimento, entretanto examine os conflitos que camuflam sua visão sobre o futuro. Use a sua intuição!

Quer receber o jornal PDR em sua Pousada ou Comércio? Fale com a gente (51) 99972.1787 (48) 3355.2938


7

Jornal Praia do Rosa, Dezembro de 2018

Flashes Sociais

Agendão

Fotos: Glaucia Rosa Damazio

Sexta (14/12) - Nordic Souls Rock n’ Roll no Beleza Pura , a partir das 23h Sábado (15/12) - 7º Festival Mundial Surf em Pranchas de Garrafas Pet EcoGaropaba, a partir das 9h, na Praia do Centro - Reabertura do Z1080 Praia do Rosa com Sublime Tribute 40oz e Dj LEF, a partir das 18h - Dazaranha no Pico da Tribo, a partir das 23h - Aniversário Bukit com Zaka Kappel, a partir das 19h. Entrada gratuita - Feira Ecocultural da Praia do Rosa, no centrinho – entre a GoPak e o Bistrô Agridoce – das 17h às 00h – evento acontece também no domingo (16) Domingo (16/12) - Natal Cristo Luz traz Papai Noel na Praça Gov. Ivo Silveira, em Garopaba + Cia de Dança Arco Iris, a partir das 18h A galera acompanhou, com muita energia na beira do Rosa Sul ensolarado, a 3ª etapa do The Legends Pico da Tribo, nos dias 08 e 09 de dezembro Fotos: Glaucia Rosa Damazio

Música, arte, cultura e encontro também rolou no Festival da Riba, na casa dos músicos Mariana Corso e Rodrigo Balsemão, no dia 08 Foto: Glaucia Rosa Damazio

Go vegan foi a proposta do Cozinha Secreta do dia 04, na Palm House 9, trazendo a cheff vegana Tuane Musskopff ao som da banda Santa Madre

Foto: Divulgação

A Feijoada da APAE, aconteceu no dia 02 de dezembro, no Restaurante La Rural, com bazar e venda de obras de arte, arrecadando R$3.850 para a instituição

Click do Leitor

Sexta (21/12) - Formatura da Escola LCL no Bali Hai. DJ Teddy, Helena War, Vini Silva e Helyton Vieira, a partir das 23h - Natal Solidário no Beleza Pura Cosmic Bar, a partir das 23h para arrecadação de brinquedos com a Banda DOC + Djs Diego Heron e Rafinha - Baile da Gaiola no O Botequim, às 22h. DJ Camilly Cardoso e Mcs, a partir das 23h - Formatura da Saad, no Praia Eventos, às 23h30min, com Dj Helyton Vieira Sábado (22/12) - Natal Cristo Luz apresenta Atitude Centro de Dança e o musical de Natal “O quebra nozes”, às 20h30min, na Praça Gov. Ivo Silveira, em Garopaba - Festa de Inauguração do BSJ Lanches Naturais, a partir das 16h, com degustação e shows de Milsinho Sá e Júlio Bueno, na entrada do Rosa Norte - Big Up + Dj Tuca e Dj Mariba,no Pico da Tribo, às 23h Domingo (23/12) - Natal Cristo Luz Garopaba com a apresentação teatral “Natal, a vinda do filho”, às 21h30min, na Praça Gov. Ivo Silveira - Circo Mágico do Bem - espetáculo O Mundo Mágico, na Fazenda do Rosa, às 14h. Entrada franca - Pré-Natal da Palm House 9: Reggae com Buffalo Sound System e Flash Tatoo, a partir das 18h. Entrada franca.

Fique Ligado! Foto: Arquivo Pessoal

"Altas ondas, meio balanço com uma sessão boa abrindo para os dois lados, vento e corrente tocando pro costão. Cenário digno de um campeonato", conta o fotógrafo Eduardo Ávila, durante o The Legends na Praia do Rosa.

- Dias 11,12 e 13/01 tem o Festival Tocando a Alma - Arte e Saúde em Garopaba. Artistas, expositores, terapeutas e público convidados para um evento de integração. Informações pelo fone (54) 99665.1602 - Dia 18/01 - Círculo de Tambores e Dança dos 5 Elementos, na Casa da Montanha Encantada, às 7h30min. Valor de troca R$ 70 - Informações no evento do Facebook

Quer participar também? Enviei sua foto para: jornalpraiadorosa@gmail.com

- Dia 20/01 tem Café Colab para debater arte, filosofia e espiritualidade, no Museu Usina, às 16h30min. Exposição do artista Izar Duarte. A entrada é um lanche para compartilhar durante o evento. - De 22 a 25/01 acontecem as inscrições para o SISU. Acompanhe as redes sociais do IFSC Garopaba para o edital de orientações para a matrícula.

Previsão do tempo e do mar Sábado (15/12) Ensolarado Min. 18 Máx. 29 Vento NE de 10 a 15km/h Ondulação 0,9 Picos da maré alta: 03:20 / 15:19 Picos maré baixa:09:21 / 21:24

Wather.com/ Wind Guru

Domingo (16/12) Tempestades isoladas Min. 18 Máx. 28 Vento E de 10 a 15km/h Ondulação 0,7 Picos da maré alta: 04:05 / 15:57 Picos maré baixa: 09:58 / 21:59

Segunda (17/12) Sol entre nuvens Min. 18 Máx. 29 Vento ENE de 10 a 15km/h Ondulação 1,0 Picos da maré alta: 04:43 / 16:31 Picos maré baixa: 10:37 / 22:37

Terça (18/12) Ensolarado Min. 19 Máx.30 Vento NE e variáveis Ondulação 1,4 Picos da maré alta: 05:22 / 17:04 Picos maré baixa: 11:30 / 23:34

Quarta (19/12) Ensolarado Min. 19 Máx 30 Vento E e variáveis Ondulação 1,5 Picos da maré alta: 06:09 / 17:41 Picos da maré baixa: 12:40


8

Jornal Praia do Rosa, Dezembro de 2018

Conhecimento

Fotos: Divulgação

Mostra Lutz apresenta Responsabilidade Socioambiental e Cultura Açoriana

O

encerramento da 17ª Mostra Lutz, realizado em 30 de novembro, foi marcado como um dia de troca de saberes na Escola MEF

Pinguirito, mesmo local onde há 18 anos foram lançadas as sementes do Programa Ambiental Prof. José Lutzenberge. A instituição foI ocupada por estudantes de 26

escolas, professores e comunidade, além dos parceiros Instituto Federal Santa Catarina - Campus Garopaba (IFSC), Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina

(IMA), Instituto Australis, Instituto Baleia Franca, Instituto Monitoramento Mirim Costeiro, Instituto Ekko Brasil, Plant for the Planet, Projeto Toninha e R3 Animal.

O futuro começa aqui

Mostra Lutz: uma vida de reflexão

Nas salas de aula, foram projetados 39 vídeos abordando temas como cultura açoriana, brincar heurístico, alimentação saudável, hortas escolares, mudanças climáticas, arborização urbana, mata atlântica, abelhas nativas, áreas protegidas, turismo, trânsito seguro e reaproveitamento de óleo e lixo no mar. Estudantes do Ensino Médio ainda participaram do 1º De-

projeto que recebeu o troféu Açorianidade 2018 do Núcleo de Estudos Açorianos (NEA) de Santa Catarina.

A Mostra Lutz é uma parceria entre a Prefeitura de Garopaba, Fundação Gaia e Projeto Ambiental Gaia Village, com apoio da Evoluos Foundation. Om programa se realiza há 17 anos com o objetivo de promover, apoiar e orientar projetos de caráter ambiental desenvolvidos pelas unidades escolares.

Carol e Jairo também comemoram a aprovação do projeto de captação de recursos por meio da Lei de Incentivo Fiscal do Ministério dos

Esportes. Qualquer pessoa física ou empresa de lucro real pode ajudar a iniciativa por meio da dedução de seu imposto de renda. Quem quiser

Eco Garopaba pelos quatro cantos do Brasil

O

projeto Prancha Ecológica, da Associação Eco Garopaba, está cheio de novidades. Depois da viagem para o Amazonas em novembro, levando as pranchas de garrafas pet e a conscientização ambiental para a peque-

na comunidade de Careiro Castanho – cerca de 100km de Manaus -, a dupla Carolina Scorsin e Jairo Lumertz se prepara o 7º Festival Mundial de Pranchas em Garrafas Pet. O evento acontece no dia 15, na praia do Centro, a partir das 9h.

Fotos: Divulgação

safio Mobile de Garopaba, explicando os protótipos de sete aplicativos para celulares sobre turismo, ciclismo e coletiva seletiva. Os 270 anos da presença açoriana no Estado foram representados pelas crianças da EMEF Professora Constância Lopes Pereira, da Gamboa, que divertiram e encantaram com a tradição do Boi de Mamão -

conhecer melhor o trabalho desta dupla pode acessar as redes sociais ou pelo site ecogaropaba.com.br.

Engenhos de farinha vivos e ativos

R

ecentemente, o Centro de Promoção de Agricultura em Grupo (CEPAGRO) realizou em Garopaba e Imbituba atividades de mapeamento

e mobilização das comunidades para compor a Rede Catarinense dos Engenhos de Farinha. “Essas iniciativas somam à campanha #engenhoépatrimonio, propondo

o registro dos engenhos artesanais do litoral de Santa Catarina como patrimônio cultural imaterial, reconhecido pelo IPHAN”, explica a educadora Giselle Miotto. No pri-

meiro momento, o grupo apoiado por agentes locais e estudantes de Educação Patrimonial do IFSC contabilizou 28 engenhos de farinha na região.

No dia 25 de novembro, o engenho da Vó Cicina, na Encantada (Garopaba), recebeu a primeira Oficina Mapeando os Engenhos de Farinha. Com muita prosa e reflexão, os sete engenhos representados no encontro discutiram as dificuldades para manter o funcionamento. Na visão dos enge-

nheiros, o que mais compromete a manutenção da cultura é a falta aspectos legais que garantam a terra para o plantio. “Sem roça, não tem mandioca, sem mandioca, não tem farinha”, afirmam. Segundo José Antônio Furtado, o Zezinho, que trabalha no engenho construído pelo pai há

69 anos e faz parte do Conselho de Agricultura do município, “hoje é tudo lote, não tem mais terra”. A resistência é principalmente contra a especulação imobiliária e a megaprojetos que preveem a expropriação de terra dos agricultores e causam grandes impactos socioambientais no território. Ma-

noel João Pereira, pescador e lavrador do Capão, se pergunta o porquê de não poder plantar sua roça, enquanto aqueles que têm interesse em construir, conseguem a liberação para “vir com uma máquina e arrancar tudo”. Ele mantém o engenho do pai funcionando desde a década de 1970.

Engenho da Vó Cicina

Fotos: Carú Dionísio

Cultura

Imbituba mostra que os engenhos produzem As rotinas de trabalho, as brincadeiras e a fartura dos engenhos e ranchos de pesca foram relembradas também no dia 9 de dezembro, durante a oficina na Associação Comunitária Rural de Imbituba (ACORDI). “Quando começava a farinhada, era como abrir as portas de uma fes-

ta”, recorda Luís Farias. A temporada de produção artesanal, de maio a agosto, representava a reunião de vizinhos e familiares para o trabalho coletivo de arrancar e descascar a mandioca, colaborar na seva, prensar e torrar a farinha. Tudo envolto em brincadeiras e versinhos irônicos

(chamados pasquim): além da farinha, saía muito beijú, cuscuz, bijajica, mané pança, além das colheitas de batata doce e milho. “Também dava muito namoro nas farinhadas”, completa Luís. No mapeamento de Imbituba, foram identificados 23 engenhos que

continuam produzindo mandioca artesanalmente. Ainda assim, muitos dos saberes estão desaparecendo. “A técnica de fazer um fuso ou uma prensa de madeira está se perdendo”, afirma Marlene Borges. “Aprendi a tirar o ponto da farinha com a minha mãe. Colocava na boca e sentia se

tava estalando. Mas vou repassar isso pra quem?”, questiona Aroldo dos Reis Carvalho. O próximo encontro ocorre em março, em Florianópolis, reunindo a Rede Catarinense dos Engenhos para a devolutiva dos materiais das oficinas realizadas.

Profile for Daniel Mendes

Jornal PDR Edição 25  

Jornal PDR Edição 25  

Advertisement