Issuu on Google+

Eldorado do Sul ganha Monumento à Bíblia R$ 0,50 Eldorado do Sul / RS - Ano X - Edição nº 127 - Junho / 2013 - Segunda Quinzena -

www.jornalecodojacui.com.br

AcessoAté à BR 116 Perigo! quando?

Obras ferem o direito de ir e vir em Eldorado do Sul

Jornal alertou, vereador fez a indicação. Agora só depende da prefeitura e da Concepa

Eldorado do Sul

Pág. 11 Trabalhadores que precisam acessar o Distrito Industrial de Eldorado do Sul enfrentam o perigo de atravessar a BR 290 O local, logo após uma curva, não possui redutores de velocidade e tampouco uma passarela

Bomba de esgoto explode e invade residência em Eldorado do Sul

Pág. 04

Administração municipal ouve comunidade do Parque Eldorado

Pág. Pág. 08 11


02

Junho/2013 - Segunda Quinzena

Parque Eldorado 25 anos de abandono No mês em que nosso município completa 25 anos de emancipação, os moradores do distrito do Parque Eldorado (a comunidade mais distante do centro da cidade) continuam a espera dos serviços básicos como: água tratada, luz elétrica confiável, transporte público, saúde e educação adequadas etc... O maior problema nos dias de hoje é a saúde. O Pronto Atendimento foi fechado no ano passado pela administração anterior alegando falta de verbas e a nova continua com a mesma alegação. No posto de saúde Nelson Marchezan (único do bairro) os doentes são obrigados a tirarem fichas pela manhã para consultarem à tarde. Além disso, não podem adoecer nas segundas e nas sextas-feiras porque nestes dias não tem médico. E para completar, também não podem precisar de emergência em horários em que a única ambulância do distrito estiver atendendo outra ocorrência. Mas o problema não é só saúde. No que se refere à segurança, nosso distrito está ainda muito aquém do necessário. Não possuímos delegacia de polícia civil e o único posto da brigada militar opera com defasagem de pessoal e equipamento. Os poucos policiais disponíveis são verdadeiros heróis. Se você precisar registrar uma ocorrência, terá que se deslocar 35 quilômetros até a sede do município e pagar 03 pedágios (para quem não tem desconto = R$ 24,00 – vinte e quatro reais). Para agravar ainda mais a situação o distrito está sendo invadido constantemente por sem terras que invadem praças e terrenos vazios. Tudo isso sem a mínima fiscalização por parte do poder público. Já os comerciantes, que pagam seus tributos e estão gerando renda para o município, tem seus estabelecimentos constantemente visitados para que apresentem seus alvarás, inclusive o de bombeiros (PPCI) numa cidade que não possui corpo de bombeiros. E por fim, a situação do transporte público. Os moradores são obrigados a desembolsar quase R$ 8 reais para poderem pagar uma conta de luz ou simplesmente irem ao banco no município vizinho (Arroio dos Ratos), já que o distrito não possui uma única agência bancária nem tampouco um posto credenciado, pois não oferece segurança pública. O valor da passagem é R$ 3,90 para um percurso de menos de 08 quilômetros (imaginem se fosse em Porto Alegre onde alguns passageiros pagam R$ 2,85 para quase 40 quilômetros e ainda protestam)o que é um verdadeiro absurdo. Para agravar ainda mais a situação, os estudantes que precisam voltar de Porto Alegre na sexta-feira à noite, precisam comprar suas passagens para o sábado pela manhã e pedirem ao fiscal para que possam viajar nem que seja de pé caso haja lugar no ônibus da empresa Planalto que faz a linha Porto Alegre – Butiá, já que o último horário da Empresa Louzada (responsável pelo trajeto) é às 21:30 hs. Não acredito que um município como Eldorado do Sul, que arrecada mais de 70 milhões não consiga investir sequer um milhão de rais ao ano em um distrito que possui quase 7 mil habitantes e 5 mil eleitores. Falta saúde, segurança, saneamento básico etc... Mas falta principalmente: boa vontade política, capacitação, empenho,. fiscalizaçãoe etc... O Parque Eldorado não pode mais esperar. Não sei se a melhor solução é a emancipação política ou a anexação aomunicípio de Arroio dos Ratos. Só sei que é preciso uma conscientização política urgente por parte da comunidade e das lideranças do distrito no sentido de acabar de uma vez por todas com esta situação. Não sei se paralizando novamente a BR 290 ou formando uma comissão para cobrar as autoridades competentes, tanto estadual quanto municipal. Só sei que como está não pode ficar. Daniel Ribas Jornalista e Estudante de Gestão Pública

ECO DO JACUÍ COMPANHIA JORNALÍSTICA LTDA. CNPJ n° 06.894.675/0001-08 INSCRIÇÃO MUNICIPAL n° 4166-1

Flagrante na Foto

A impenhorabilidade do imóvel rural

Perigo na esquina A esquina quase em frente à prefeitura de Eldorado do Sul já necessita de um semáforo (principalmente em dias de neblina)

Fila para pagar contas Moradores do Parque Eldorado já são maioria nas filas dos bancos e da única agência lotérica de Arroio dos Ratos

Ônibus lotado na sexta-feira Planalto completamente lotado na no horário das 22:30hs (a maioria moradores do Parque Eldorado)

O ônibus da empresa Planalto foi apedrejado. Aconteceu na sexta-feira à noite provavelmente por não ter parado próximo ao Pedágio da BR 290 (Km 130). A resposabilidade de atender este trajeto é da empresa Louzada.

Atualmente, bem imóvel constituído de pequena propriedade é excluído da possibilidade de penhora pelo Código de Processo Civil. Cabe ressaltar que pequena propriedade vem a ser aquela que alcança área de até quatro módulos fiscais, devendo ainda ser trabalhada pela família. Consequentemente, é importante saber como mensurar a unidade denominada de módulo fiscal. Por definição legal, cada módulo fiscal deve abranger, de acordo com as condições específicas de cada região, uma porção de terras, mínima e suficiente, em que a exploração da atividade agropecuária mostre-se economicamente viável pelo agricultor e sua família, o que vem a atender o preceito constitucional afeto à impenhorabilidade. Neste ponto, a Lei 8.629/93 traz o conceito de imóvel rural e pequena propriedade, sendo esta o imóvel rural de área compreendida entre um e quatro módulos fiscais. Em termos práticos, dependendo do município e levando em conta as especificidades acima, um módulo fiscal varia de 5 a 110 hectares. Nas regiões metropolitanas, a extensão do módulo rural é geralmente bem menor do que nas regiões mais afastadas dos grandes centros urbanos. Além da extensão, a proteção da pequena propriedade rural depende da condição de estar sendo trabalhada pela família. Não há impenhorabilidade se alugada ou se não utilizada para a produção rural. Na eventualidade de incluída com outros imóveis no cultivo de lavouras ou na pecuária, o afastamento da constrição em exame se limita ao equivalente da pequena propriedade, admitindo-se penhora do restante do patrimônio. De acordo com o que se retira da doutrina de Arnaldo Rizzardo, é necessário ater-se ao significado da regra: o imóvel fica livre da constrição, e não o todo do patrimônio rural. Se a área é constituída de três módulos, não importa em se buscar a impenhorabilidade desse imóvel em mais um módulo rural de outro imóvel, mesmo que também empregado na atividade agrária. Havendo o domínio e a utilização de dois ou mais imóveis para igual finalidade, reserva-se ao proprietário a iniciativa da escolha de um dos imóveis, mas sempre até o limite de quatro módulos fiscais. Não é necessário que o imóvel protegido seja a moradia do titular do domínio ou da posse. A tutela tem uma dimensão econômica e não residencial. Carine A. Rizzardo – Advogada www.rizzardoadvogados.com.br contato@rizzardoadvogados.com.br

Assessoria Jurídica Noemi da Silva Roque e-mail : noemidasilva7@gmail.com

Fone: 9838 4030 Av. Ângelo Collovino, 100 -`Parque Eldorado

Vândalos destroem as paradas de ônibus no Parque Eldorado. A população precisa apreender a denunciar tais atos, pois em um distrito tão carente como este, não podemos nos dar ao luxo de deixar destruirem o pouco que temos.

www www.. jor nalecodojacui .com.br jor nalecodojacui @hotmail.com

* Colunistas e colaboradores do Jornal Eco do Jacuí não são remunerados.

O Jornal Eco do Jacuí não se responsabiliza Av. Roque J. O. Giacomelli, 542 por conceitos expressos CEP 92990-000 Parque Eldorado em artigos assinados. Eldorado do Sul/RS Caixa Postal: 263

Diretora Executiva: Elisabete Troleis Ribas Colunista: Jornalista Isnar Ruas Diretor Editorial: Daniel Ribas Comercial: Raquel Ribas


03

Junho/2013 - Segunda Quinzena

Mutirão de limpeza das Ilhas do Guaíba recolheu 5 toneladas de lixo

A 9ª edição da Operação Delta ocorreu nesta quinta-feira, entre 10h e 16h, totalizando o recolhimento de 5 toneladas de lixo da Ilha Grande dos Marinheiros, localizada no km 98 da BR-290, na entrada da capital. Ao todo, 100 pessoas estiveram envolvidas na ação, que vem ocorrendo desde 2009. O mutirão começou com o recolhimento de lixo do Lago Guaíba, por pescadores da região. Em seguida, o trabalho ocorreu junto às áreas de acesso e região interna da Ilha, incluindo aí a orientação aos moradores sobre separação de lixo , doação de 200 mudas de plantas, entrega de folheto educativo e recolhimento de detritos de grande porte que estavam localizadas nas ruas.

Município realiza obras de infraestrutura Fonte: Assessoria de comunicação

O próprio secretário ajudou nas obras onde foi conferir pessoalmente os trabalhos que estavam sendo executados

A prefeitura municipal de Eldorado do Sul, através das Secretarias de Obras e Viação, Transporte e Trânsito e Planejamento, realizou uma ação conjunta para a troca de tubulação no município.A obra foi realizada entre os dias 15 e 16 de junho na travessia da BR 290 e, servirá para a melhoria da infraestrutura das vias: Adão Bortowiski, Mário Ribeiro, Estrada da Arrozeira, Av. Emancipação e Bairro Residencial. A Operação Delta tem o objetivo de contribuir com a limpeza das áreas de maior concentração de resíduos e também proporcionar ações de educação ambiental para a comunidade local. A ação é uma parceria entre a Secretaria Estadual do Meio Ambiente (SEMA), Prefeitura de Porto Alegre, Colônia de Pescadores Z5 e Concepa.

O trabalho junto às áreas de acesso e região interna da Ilha incluiu a orientação aos moradores sobre separação de lixo

Essa ação conjunta, das Secretarias, contou com a parceria da CONCEPA Concessionária da Rodovia Osório-porto Alegre S.A. As obras também devem acabar de uma vez por todas com o problema de entupimentos de bueiros no centro da cidade e com o perigo causado pelo constante deslocamento do piso da calçadas.

Durante a realização das obras, o trânsito foi desviado por dentro da cidade e os passageiros que frequentemente esperam o ônibus na parada do posto de gasolina, tiveram que pegá-lo na esquina da Estrada da Arrozeira.


04

Junho/2013 - Segunda Quinzena

Bomba de esgoto explode e invade residência em Eldorado do Sul

Após arrancar o portão, percorrer cerca de 30 metros e arrancar também a porta de ferro da residência, a peça ainda causou diversos estragos no interior da mesma. Uma das alavanca que acionavam o sistema estava quebrada e foi substituida por uma chave de fenda

A realidade foi outra e bairro foi alvo de protestos veja a matéria de 16/09/2005:

Caminhão apresentava problemas de conservação Uma peça que se deslocou do caminhão usado para sugar o esgoto do Residencial Centro Novo invadiu uma residência e por pouco não ocasionaou uma tragédia. O artefato de metal, pesando cerca de 200 quilos arrebentou o portão de ferro em frente a residência, avançou por cerca de 30 metros dentro do pátio, destruiu a porta de entrada e causou danos em diversos móveis dentro da residência. No momento do ocorrido apenas a moradora estava em casa. Seu marido foi chamado pelos vizinhos e em menos de cinco minutos chegou ao local. Segundo ele, os funcionários da empresa contratad pela Corsan já haviam invadido sua residência e retirado a peça causadora dos estragos (ocultação de provas).Ao acionar a Brigada Militar, o proprietário foi instruido a procurar a Delegacia de Polícia Civil, pois não havia danos físicos. Ao chegar à delegacia de polícia de Eldorado do Sul, foi informado de que deveria aguardar pois os únicos policiais disponíveis no momento estavam atendendo um flagrante de tráfico dfe drogas.

A peça arrancou a porta da residência e também atingiu vários móveis.

Situação é preocupante O bairro que desde sua inauguração está sem a ETE (Estação de Tratamento de Esgotos) sofre com o constante mau cheiro e agira também com o perigo deste tipo de procedimento. Os novos projetos estão também sendo trancados pela Secretaria do Meio Amnbiente enquanto as providências necessárias não sejam tomadas, o que causa prejuízos tanto para os proprietários dos lotes, como também para os profissionais como arquitetos engenheiros e construtoras.

Representante da Corsan no momento em que fazia o levantamento dos danos causados pelo acidente (acima) .Companhia disponibilizou um tapume e guarda.(a baixo)

“Condições de moradia geram protestos em Eldorado do Sul” O deputado estadual Dionilso Ogaiar observou que as Marcon (PT), presidente da famílias estão expostas a um Comissão de Cidadania e loteamento que apresenta falta Direitos Humanos da de infra-estrutura básica como Assembléia Legislativa, enviou ofício ao prefeito municipal de rede cloacal e água encanada. Eldorado do Sul, solicitando Esta situação gera riscos para atenção às condições de a população, ameaçada de ter moradia no loteamento Centro a saúde agravada por doenças Novo. O deputado cita a visita decorrentes da fluência de à CCDH de Carlos Miguel dejetos à céu aberto. Pacheco Ogaiar, morador e Citou que os moradores já membro da Comissão de procuraram o Ministério Moradores do Bairro Centro Público local e a Prefeitura Novo, em Eldorado do Sul. O Municipal e têm dificuldades referido cidadão expôs o de visualizar uma solução para drama vivido por cerca de o problema. Ogaiar solicitou à 350 pessoas, 205 famílias, que Comissão que intervenha junto estão na área desde setembro às autoridades municipais no de 2004, colocadas no local sentido de fazer avançar as depois da desocupação de obras de infraestrutura no loteamento. O deputado área privada. estadual Dionilso Marcon (PT) afirmou que o drama de prover habitação é uma realidade cada vez mais crescente para os municípios, mas é atribuição do “Poder Executivo criar as condições A Arquiteta Cíntia (acima) de habitabilidade para os acompanha perplexa os estragos munícipes”, observa o causados e se preocupa com a deputado falta de uma ETE.


09

Junho/2013 - Segunda Quinzena

Tradicionalistas buscam reconhecimento O Ctg sesmarias dos farrapos assumiu a coordenação da cavalgada municipal que será realizada de 16 a 20 de set, em alusão a semana farrapa no estado. Neste ano o 1º coordenador do evento será José Rebouças o Baiano, que deverá apresentar para as entidades que compõem a cavalga, um projeto que tem como objetivo debater a manutenção da cultura ntradicionalista, no município.

No dia 17 de junho foi realizada uma reunião juntamente com representantes do executivo no gabinete do prefeito juntamente com a Secretaria de Educação, para a explanação do projeto e busca de parcerias. É através do envolvimento dos centros de tradição local e alunos da rede municipal que o projeto terá a sua maior contribuição. Será elaborado um documentário, com a origem da cavalgada no município, seus fundadores e uma exposição, mostrando em detalhes a função do cavalo na vida do gaúcho. O principal foco é rever a história e tentar entender sua dinâmica e seu contexto atual. Desta maneira, produziremos um legado de cultura que será disponibilizado nos acervos do município, ressalta Baiano.

José Rebouças (Baiano)

Falta de verbas para o tradicionalismo ?

A democracia e a ordem Nos últimos dias, as grandes capitais brasileiras têm sido palco de protestos populares que ganharam as manchetes no Brasil e no mundo. Surpreendentemente, o povo que não saía às ruas contra a corrupção, a violência, a exorbitante carga tributária e o péssimo estado dos serviços públicos, entre outras tradicionais mazelas, de repente se manifesta indignado contra um aumento de vinte centavos no preço das passagens de ônibus. O povo acordou por mágica? Não. Os manifestantes, no caso, foram organizados pelo Movimento Passe Livre, criado em 2005 em encontros do Fórum Social Mundial em Porto Alegre. Excessos da repressão policial aos manifestantes em São Paulo serviram para alastrar o fogo da revolta popular, nem tão pacífica quanto se pretendia, pois já depredava bens públicos e privados, além de obstar o exercício do direito de ir e vir. Ampliando o leque das causas do movimento, que virou um protesto geral contra “tudo que aí está”, os primeiros manifestantes ganharam a adesão de dezenas de milhares de pessoas insatisfeitas com governos corruptos, inflação crescente e os mais diversos problemas nacionais, com particular ênfase nos gastos absurdos para a Copa do Mundo de 2014. Aparentemente, enfim, o povo que assistiu bestializado à infindável sucessão de escândalos políticos dos últimos governos, suportando com bovina paciência os abusos dos maus políticos, resolveu dizer um “basta!”. O povo brasileiro cansou de seus governos e resolveu mostrar a sua força nas ruas. Lembrando a “Primavera Árabe”, é a primavera da cidadania no Brasil. Em meio ao espanto ou euforia, contudo, parece que um detalhe escapa ao raciocínio: o Brasil não tem nenhum déspota como aqueles países árabes; tem um regime democrático que permite ao povo eleger os seus governos e os seus representantes no parlamento. O povo, então, revolta-se contra as suas próprias escolhas? No regime democrático, o principal instrumento da cidadania é o voto. Se 0,5% da população não se conformam com as autoridades eleitas pelos demais, têm todo o direito de protestar. Além da soberania popular, é da essência do regime democrático a liberdade de expressão. Porém, o protesto não pode ultrapassar o devido respeito às leis, também essencial ao estado democrático de direito, atentando contra direitos alheios fundamentais inscritos na Constituição, como a propriedade e a liberdade de ir e vir, ou contra a integridade do patrimônio público.

Segundo comentários da comunidade, desde março deste ano o pagamento do professor da invernada mirim foi suspenso por falta de verba. A medida, segundo informações é devido ao fato de que só haviam inscritos 5 meninas e 4 meninos e por isso as atividades foram encerradas, pois era preciso no mínimo um quadro completo com seis(6)pares. É lamentável se tal notícia venha a ser confirmada. Será que nosso CTG não tem condições de atrair mais crianças para seu quadro de sócios? Está na hora de ser feita uma revisão nas práticas que estão sendo desenvolvidas.

Supermercado

COLLOVINI Entrega de rancho

Grátis (51) 3481 1632

Não existe democracia sem ordem. O sistema que permite ao povo se autogovernar é um tanto mais complexo que a imposição de uma vontade única. O povo elabora as leis, por meio dos seus representantes, e deve obediência a elas. Se vota mal, queixe-se de si mesmo. Aprenda a votar! Informe-se sobre os projetos de lei em trâmite, escreva “e-mails” para os deputados, reeleja os bons e exclua os maus, e não queira simplesmente fechar o Congresso Nacional por inútil ou inconveniente, como fazem os ditadores. O sufrágio universal e obrigatório, infelizmente, leva ao governo e ao parlamento indivíduos cuja imoralidade e despreparo repugnam à parcela mais esclarecida do povo, da qual são muitos dos indignados de hoje. Mas não podemos cassar o direito ao voto dos iletrados e ignorantes; tratemos, pois, de combater a ignorância, a começar por nós mesmos. E preservemos as instituições que oferecem canais para a expressão da nossa vontade. Numa ordem democrática, os promotores da desordem são geralmente os inimigos da democracia. Milena Cardoso Costa Analista Judiciária do TRT da 4ª. Região Mestre em Direito Público

Mercado Parque das Acácias JOMARIS Comércio de Alimentos

F: 9693 4071 / 9976 3724 3481 1540 Aqui tem o ECO do Jacuí

Tele-Taxi 24 horas Bazar - Avon - Natura - Langery

Aqui tem o ECO BR 290 - Km 144 - P. Eldorado

BR 290 - Km 142 - Estrada 22 N.46


08

Junho/2013 - Segunda Quinzena

50 anos da IEDADES em Eldorado do Sul

A família é a mais importante instituição criada por Deus para a sociedade O propósito de Deus Deus criou a família com desígnios sublimes. O criador não criou o ser humano para viver na solidão. O propósito divino era estabelecer uma instituição que pudesse propiciar ao ser humano abrigo e relacionamento. Atualmente vivemos em tempo de escassez na área dos relacionamentos. Estamos ficando cada vez mais superficiais frios e distantes uns dos outros. Por se multiplicar a iniqüidade o amor de muitos esfriará. (Mt 24.12) Por isso precisamos investir em nosso relacionamento familiar. Podemos dizer que o segundo propósito divino para a criação da família foi fazer dela um núcleo pelo qual as bênçãos do Senhor seriam espalhadas por toda a terra (GN. 1.28)

Os resultados da Queda no relacionamento familiar.

O pastor Wilson Laerte Zalewski, presidente da Igreja Evangélica Assembléia de Deus de Eldorado do Sul (IEADES) enfatizou a importância do trabalho social desenvolvido pela igreja e as missões na África e Uruguai.

A Igreja Evangélica Assembléia de Deus de Eldorado do Sul realizou no sábado (11) na sede da igreja, um culto de Ações de Graça em razão dos 50 anos da IEADES no município. Na oportunidade foram homenageados; Pastor Edegar Souza Machado da cidade de Canoas, que no dia 10/05/ 1963 realizou o 1º culto nesta localidade (na casa do presbítero Odorvalino Pereira do Couto – também homernageado), que na época ainda era um distrito de Guaíba. Foram homenageados ainda, o Pastor Osvaldo Gomes Ibaldo, da cidade de Guaíba, Pastor Ubiratan Batista Job, Presidente da CIEPADERGS e também da igreja de Porto Alegre e o Pastor Ariovaldo Bombre da Silva da cidade de Charqueadas.(foto ao lado - a baixo)

Qual é a origem dos males que atacam a família? O pecado. A vida familiar de Adão e Eva era perfeita, porém o pecado trouxe a disfunção para o seio familiar. Depois da Queda ocasionada pelo pecado, podemos ver sentimentos como o medo, a culpa e a vergonha, perturbando a convivência do casal (Gn 3.8-12). O pecado sempre faz o relacionamento familiar adoecer. Há muitos lares doentes, onde a família deixou a muito tempo de ser um local de acolhimento, proteção e cuidado devidos aos pecados não confessados e não abandonados. Essas transgressões causam culpa e separam as famílias da comunhão com Deus. O Diabo sabe disso, por isso cada vez mais ele usa de todas as armas (dardos inflamados do maligno) como homosexualismo, poligamia, pedofilia, drogas, violência familiar etc.. Tudo isso patrocinado pela grande mídia para destruir a família, já que a grande maioria dos atores, atrizes e diretores de programas na TV não possuem uma família estruturada.

O Casamento Bíblico As escrituras ensinam que o homem e a mulher foram feitos “à imagem e semelhança de Deus” (Gn 1.27). Após Deus formar o homem (Gn 2.7), formou também a mulher (v.22). Essa foi a segunda grande decisão divina no tocante à existência da humanidade. Deus uniu o homem e a mulher, instituindo assim o casamento, não apenas para a perpetuação da raça humana, mas para a formação do casal e , consequentemente, de toda a família.

Também foram homenageados os membros que se destacaram na obra desde o começo dos trabalhos, como o evangelista Gelson Antunes(a cima) à frente do Centro de Recuperação e Reintegração Social Bom Pastor, entidade sem fins lucrativos que atende dependentes químicos. A igreja homenageou ainda o prefeito de Eldorado do Sul, Sérgio Munhoz e o deputado federal Ronaldo Nogueira. A Igreja de Eldorado do Sul atualmente é presidida pelo Pastor Wilson Laerte Zalewskli que assumiu em 14/04/2009. Nestes quatro anos foram construídas 7 novas igrejas templos e só no último ano foram batizados 131 novos membros. Neste tempo a igreja adquiriu um ônibus e duas tendas de 25 metros para evangelização.

O templo sede (acima) foi remodelado)

O pastor Laerte agradeceu a todos aqueles que se fizeram presentes, bem como a diretoria, o ministério e os obreiros em geral.

A poligamia é condenada por Jesus Certa feita os fariseus aproximaram-se de Jesus e interrogaram-no se era lícito ao homem repudiar a “sua mulher” por qualquer motivo (Mt 19.3). Note que eles não perguntaram “deixar suas mulheres”. A resposta do Senhor remonta às origens do casamento e da própria criação (Mt 19.5,6). Jesus refere-se apenas a “uma” esposa, e as epístolas fundamentam-se nos evangelhos ao tratar desse tema.

A educação cristã na família Os filhos são herança do Senhor. Os pais precisam cuidar dos filhos com zelo, carinho e amor, oferecendo uma educação de qualidade, pois eles são “herança do Senhor” e a nossa grande recompensa (Sl 127.3); portanto, agradeça a Deus pelos seus filhos. Como forma de gratidão, procure ensiná-los e educá-los no temor do Senhor (EF 6.1-4). Não seja negligente com a educação deles (Pv. 22.6)

Questões sobre a sexualidade Vivemos numa sociedade marcada por um erotismo tão maligno e ímpio, que não poupa sequer as crianças. Nossas famílias, principalmente as crianças, estão sendo expostas à exploração do sexo de modo intenso e irresponsável (Tudo com o patrocínio das grandes redes de TV e seus programas de reality shows, mini-séries e novelas). O sexo em si não é pecaminoso, pois foi Deus quem o criou. O diabo, porém, encarregou-se de transformá-lo em algo vergonhoso e vil. Eis porque temos de educar nossas crianças e jovens segundo os princípios da Palavra de Deus, para que não sejam destruídos.

A prática do homosexualismo No princípio o Criador não uniu dois “machos” nem duas “fêmeas”. A Bíblia é clara: “ E Deus criou o homem à sua imagem” à imagem de Deus o criou: macho e fêmea os criou. E Deus os abençoou, e Deus lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos, enchei a terra, e sujeitai-a; e dominai sobre os peixes do mar, e sobre as aves do céu. (Gn 1.28)

A família e a igreja

Centro de Recuperação

Num mundo de intensas mudanças e incertezas a Igreja é a única instituição em que o cristão e sua família podem contar. Lares sofrem terríveis ataques do inimigo, e muitas famílias não tem resistido, sucumbido moral e espiritualmente às investidas malignas. Por isso, a Igreja do Senhor, representada pela comunidade local, é o ponto de apoio espiritual e moral para a família. Ali se aperfeiçoam os relacionamentos entre os cônjuges, pais e filhos, avós e netos. A família cristã se desenvolve no dia a dia da igreja local. A família é o elemento básico da igreja local. Esta, por sua vez, deve ser uma comunidade acolhedora de famílias carentes. E a família chamada por Deus, tem o privilégio de servir ao altíssimo juntamente com outras famílias numa igreja local. Aqui somos ensinados, edificados e exortados a representar o reino de Deus neste mundo moderno. Portanto não perca tempo: envolva-se com a sua igreja local, pois esta precisa de você e toda a sua família. Daniel Ribas - Pesquisa


Joined document 2