Page 1

PONTIFICIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL PLANEJAMENTO DE MARKETING PROFESSORA: Cláudia Bromirsky Trindade

MENTHA ORGÂNICOS

Daniel Gontijo - Daniel Pippi Jéssica Michalski - Julia Rocha Luisa Troglio - Marina Vale Milena Luchini - Rafael Vieira

Porto Alegre-RS, 2017


SUMÁRIO

1. DEFINIÇÃO DO NEGÓCIO ............................................................................. 04 1.1. DESCRIÇÃO .................................................................................................. 04 1.2. CONTEXTO DE CRIAÇÃO DA EMPRESA .................................................... 04 1.3. PRODUTO INICIAL ........................................................................................ 04 1.4. INTERFACE DO APLICATIVO ....................................................................... 05 1.5. FONTES DE RENDA ...................................................................................... 05

2. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ................................................................ 05 2.1. MISSÃO .......................................................................................................... 05 2.2. VISÃO ............................................................................................................. 06 2.3. VALORES ....................................................................................................... 06 2.4. OBJETIVOS .................................................................................................... 06

3. MICROAMBIENTE ............................................................................................ 06 3.1. NOVOS ENTRANTES E PRODUTOS SUBSTITUTOS ................................. 06 3.1.1. Novos entrantes ......................................................................................... 06 3.1.2. Produtos substitutos ................................................................................. 07 3.2. FORNECEDORES E COMPRADORES ........................................................ 08 3.2.1. Fornecedores ............................................................................................. 08 3.2.2. Compradores ............................................................................................. 09 3.3 CONCORRÊNCIA ........................................................................................... 09 3.3.1. Tabela de análise dos concorrentes ........................................................ 37

4. MACROAMBIENTE .......................................................................................... 39 4.1. AMBIENTE DEMOGRÁFICO ......................................................................... 39 4.1.1. Mercado de orgânicos ............................................................................... 39 4.1.2. Comportamento do consumidor de orgânicos ....................................... 40 4.2. AMBIENTE ECONÔMICO .............................................................................. 44 4.3. AMBIENTE FÍSICO-NATURAL ...................................................................... 46 2


4.4. AMBIENTE TECNOLÓGICO .......................................................................... 46 4.4.1. Uso tecnológico na agricultura orgânica ................................................ 46 4.4.2. Plataformas mobile .................................................................................... 47 4.5. AMBIENTE POLÍTICO .................................................................................... 49 4.6. AMBIENTE SOCIO-CULTURAL ..................................................................... 51

5. MATRIZ SWOT ................................................................................................. 53

6. PARECER ......................................................................................................... 53

7. OBJETIVOS E ESTRATÉGIAS ........................................................................ 55 7.1. REMODELAR AS FUNCIONALIDADES DO APLICATIVO ........................... 55 7.2. TERCEIRIZAR AS ENTREGAS COMO UMA OPÇÃO .................................. 55 7.3. DIVULGAR O APLICATIVO ........................................................................... 56 7.4. INTENSIFICAR AS AÇÕES PROMOCIONAIS .............................................. 57

8. PLANO DE AÇÕES .......................................................................................... 57 8.1. AÇÕES PARA REMODELAR AS FUNCIONALIDADES DO APP ................. 57 8.2. AÇÕES PARA INTENSIFICAR AS AÇÕES PROMOCIONAIS ...................... 58 8.3 AÇÕES PARA DIVULGAR O APLICATIVO .................................................... 58

9. REFERÊNCIAS ................................................................................................. 62

3


1. DEFINIÇÃO DE NEGÓCIO 1.1.

Descrição

A “Mentha Orgânicos” é uma empresa que atua no mercado de orgânicos em Porto Alegre-RS. Tem como objetivo fortalecer a cultura da alimentação orgânica, criando um vínculo entre o produtor do alimento e o cliente final. A ideia principal da empresa é fornecer um aplicativo mobile que facilite a compra de orgânicos, de forma que o cliente receba na porta de casa os produtos. A Mentha trabalha visando construir comunidades, tanto de produtores quanto de consumidores. Para os produtores, a empresa chega como um novo mercado, que dá um bom destino à maior parte da produção, diminuindo excedentes. A Mentha é preocupada com a incidência de doenças, como o câncer, a falta de cuidado com que a indústria fornece os alimentos, com o uso abusivo e proibido de produtos químicos nas plantações e com a falta de incentivo aos produtores orgânicos. 1.2.

Contexto de criação da empresa

A busca crescente por uma alimentação mais natural, orgânica e livre de aditivos químicos tem chamado a atenção de empreendedores dispostos a investir. No ano passado, o mercado brasileiro de alimentos e bebidas saudáveis alcançou R$ 93,6 bilhões em vendas, o que colocou o país na quinta posição no ranking dos gigantes desse setor. Entre todas as categorias do segmento, a de orgânicos foi a que teve o maior avanço dos últimos cinco anos, de 18,5%. Os dados são de um estudo da agência de pesquisas Euromonitor Internacional publicado em fevereiro de 2017. O apoio à produção orgânica está presente em diversas ações do governo brasileiro, que oferece linhas de financiamento especiais para o setor e incentiva projetos de transição de lavouras tradicionais para a produção orgânica. Em meio a todo esse cenário, a agricultura orgânica está cada vez mais em alta no Brasil. A busca por um estilo de vida mais saudável deu lugar a uma série de novas empresas, amparadas na produção de alimentos orgânicos, sem lactose, sem glúten, sem gordura e mais naturais. O Brasil já é o quinto maior mercado de alimentos e bebidas saudáveis, com volume de vendas de US$ 27,5 bilhões em 2015, segundo levantamento da Euromonitor. A velocidade de crescimento do segmento impressiona: de 20%, em média, desde 2012 contra 8% no resto do mundo. 1.3.

Produto Inicial

O produto inicial da empresa Mentha Orgânicos se trata de um aplicativo mobile que visa incentivar a cultura da alimentação orgânica, com a ideia principal de aproximar produtores e consumidores. Essa aproximação aconteceria devido a proposta principal, que seria o próprio produtor que cultivou os alimentos entrega-los na porta de casa do consumidor final. Porém, esse fator faz com que o público da Mentha seja muito segmentado, fazendo com que eles só direcionem o seu produto para comunidades formadas por proximidade (condomínios e residenciais), pois assim facilita a entrega direta do produtor.

4


1.4.

Interface do aplicativo

1.5.

Fontes de renda

O aplicativo da empresa será disponibilizado gratuitamente nas lojas de apps (Google Play e Apple Store). Em relação a compra feita dentro do aplicativo, a fonte de renda da Mentha acorrerá através das taxas de serviços, que será cobrada conforme o valor da compra do consumidor. Compras acima de $30

Taxa: $10

Compras acima de $50

Taxa: $7

Compras acima de $100

Taxa: $0

2. PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2.1.

Missão

Entregar alimentos orgânicos na porta da casa do consumidor em comunidades formadas por proximidade, visando incentivar e facilitar o consumo de produtos orgânicos. 5


2.2.

Visão

Desenvolver diversas comunidades de consumidores de produtos orgânicos, estabelecer um relacionamento entre o consumidor e o produtor, e fazer com que a empresa seja referência dentro do mercado de orgânicos no Brasil. 2.3.

Valores

Os valores da empresa Mentha Orgânicos envolvem muito o conceito de preocupação com a alimentação, pois priorizam os valores da “comida de verdade”, livre de químicos e industrias. Enfatizam também a preocupação que eles têm com a incidência de doenças que ocorre devido à falta de cuidado com que a indústria fornece nossa comida, com o uso abusivo e, muitas vezes, proibido de produtos químicos nas plantações e com a falta de incentivos a produtores de alimentos orgânicos 2.4.

Objetivos

Os próximos passos que a empresa pretende dar envolve a criação de novas comunidades que queiram ser adeptas da cultura de orgânicos, a busca por novas parcerias com produtores e cooperativas e o aprimoramento da plataforma online (aplicativo).

3. 3.1.

MICROAMBIENTE Novos entrantes e Produtos Substitutos

3.1.1. Novos entrantes O mercado brasileiro de alimentos orgânicos está crescendo a taxas expressivas que passam de 20% ao ano, conforme registros do projeto Organics Brasil. O índice foi de 25%, em 2015, e agora deve passar de 30%. As taxas de crescimento registradas globalmente nos últimos no período são bem menores. Ficaram entre 5% e 11%, mostram dados da consultoria Organics Monitor. Ou seja, o mercado está crescendo em ritmo dobrado no Brasil, embora o país ainda represente menos de 1% da produção e do consumo. Entre os alimentos que devem ampliar o faturamento dos orgânicos em 2016 estão produtos lácteos e de origem animal, com maior valor agregado, detalha. Porém, mesmo o consumo global ainda é pequeno diante do faturamento geral do setor de alimentos, pontua. “O importante é saber que há um mercado e que este mercado vem crescendo, e a sua estruturação será determinada pela demanda, produção e disponibilidade dos produtos. ” As projeções para 2017 reafirmam tendência de crescimento maior no Brasil. O mercado de orgânicos teria movimentado o equivalente a R$ 350 bilhões no mundo e R$ 2,5 bilhões no país (0,71%) – perto de US$ 80 bilhões e US$ 600 milhões, respectivamente. Se a previsão do Organics Brasil de crescimento entre 30% e 35% se concretizar, o faturamento brasileiro deve ultrapassar a marca de R$ 3 bilhões neste ano – um terço referente às exportações.

6


Em relação aos novos entrantes no mercado de orgânicos, tem-se como exemplo o McDonald's, que, no primeiro trimestre do ano de 2017 foi lançado no mercado uma salada orgânica. A ideia, de acordo com a empresa (em entrevista com a revista Exame), foi ampliar a distribuição das saladas à medida que os produtores conseguiram aumentar o fornecimento dos vegetais. A novidade integra uma série de iniciativas de longo prazo do McDonald's para ser mais sustentável. A marca já anunciou, por exemplo, que a partir de 2025 só comprará ovos de galinhas livres de gaiolas e que seus fornecedores de carne suína devem usar apenas sistema de criadouro coletivos até 2022. Outro exemplo é a PepsiCo, que, em 2016, lançou o Gatorade orgânico. De acordo com uma entrevista da Exame, após dois anos de pesquisas, a empresa agora está vendendo o "G Organi"c de morango, limão e frutas vermelhas em alguns supermercados Kroger, disse Brett O’Brien, vice-presidente sênior e gerente-geral da Gatorade. A empresa pretende expandir o lançamento para alguns mercados, lojas de produtos naturais e lojas de conveniência. A Sadia, em setembro de 2016, também entrou para o mercado de alimentos saudáveis. Segundo entrevista com a revista Exame, a empresa anunciou um investimento de 50 milhões de reais para lançar uma linha de produtos à base de frangos criados de maneira especial e que promete “incentivar os brasileiros a comer melhor”. Os pratos pré-prontos precisarão ser finalizados pelos consumidores. Será necessário aquecer o molho, assar ou selar a carne, por exemplo, o que, segundo a marca, vai “inspirar as pessoas a cozinhar”.

3.1.2. Produtos substitutos Como existe a facilidade de adquirir alimentos em mercados, supermercados e feiras, elas se tornam fortemente a primeira alternativa na hora de pensar em onde e como comprar o alimento orgânico, ao invés de encomendá-lo. Como a empresa Mentha Orgânicos é uma empresa de alimentos orgânicos, o cliente tem várias outras opções para substituir esse produto. A pessoa pode ir comprar seu alimento no mercado perto de casa, pode ir a feiras orgânicas quando quiser, pode comprar os alimentos enquanto faz outras compras no supermercado. Além disso, a pessoa pode estar querendo consumir o produto naquele exato momento, podendo optar por ir a algum restaurante orgânico em Porto Alegre-RS. Além desses restaurantes disporem de muitas variedades de produtos, há sempre a facilidade de eles prepararem o alimento na hora. Ainda, há as tele entregadas, que levam os produtos diretamente à sua residência. Podem ser qualquer tipo de alimento, tanto orgânicos como não orgânicos. Assim, o produto é entregue em pouco tempo na casa. Também, há compras feitas por aplicativos, que têm crescido muito recentemente, devido a facilidade do uso do celular. O consumidor pode realizar compras de qualquer tipo de alimentos, apenas clicando alguns botões. Há, também, as hortas feitas pelas pessoas em suas próprias residências, e as hortas compartilhadas em condomínios, onde os moradores do prédio contribuem 7


conforme acham crucial. Essas práticas facilitam a aquisição dos alimentos pois existe a praticidade de não ter que se deslocar para adquirir o produto, que além de ser orgânico, possui um custo menor e há a confiança de consumir o próprio alimento que foi plantado. O principal produto substituto pode ser considerado advindo das feiras que ocorrem em Porto Alegre-RS. De acordo com o site oficial da prefeitura de Porto Alegre (http://www2.portoalegre.rs.gov.br), existem, atualmente, 39 Feiras Modelo na capital gaúcha divididas em sete grupos que vendem hortigranjeiros, carnes, derivados de leite, frios e embutidos. A prefeitura, por meio da SMIC, coordena e incentiva sua qualificação. Participam das feiras produtores rurais e comerciantes, aprovados em processo de seleção pública. As exigências variam conforme o ramo em função das características dos produtos vendidos. As feiras são semanais e acontecem de quartafeira a domingo em vários bairros de Porto Alegre. Há muitas lojas físicas e também online em Porto Alegre-RS que realizam a venda de produtos orgânicos. Como exemplo de loja física, pode-se citar a “Mesa Natural”, localizada no coração do bairro Petrópolis. Como exemplo de loja online, citamos a “Empório do Bem Orgânicos”, que faz entregas de cestas com alimentos orgânicos em POA. No caso de a pessoa não restringir seu paladar apenas a alimentos orgânicos, ela pode substituí-los de diversas maneiras: comprando alimentos no supermercado; comendo em restaurantes, adquirindo alimentos em feiras, pedindo comida por tele entrega, solicitando um pedido por meio de um aplicativo

3.2.

Fornecedores, Compradores e seus poderes de barganha

3.2.1. Fornecedores Os fornecedores são um elo importante no sistema geral de entrega de valor da empresa ao consumidor. Eles provêm os recursos necessários para a empresa produzir seus bens e serviços, e podem afetar seriamente o marketing. Para o aplicativo da Mentha, os fornecedores são os programadores que transformam as especificações de negócio do aplicativo em código e também profissionais como: Designer, responsável por elaborar o desenho das interfaces do app; Webdesigner, que aplica o layout projetado anteriormente; Analista de sistemas, responsável por compreender a necessidade de negócio do cliente e especificar por escrito o que precisa ser feito no projeto. É um profissional com bagagem em desenvolvimento de software e, em alguns casos, também ajuda na programação; Arquiteto de software, analisa as necessidades do projeto e define a arquitetura técnica que melhor se encaixa no projeto; Analista de banco de dados, é responsável por definir a arquitetura do banco de dados e apoiar na criação dos comandos para tratamento das rotinas mais complexas de manipulação de dados e Analista de testes que faz a validação do aplicativo.

8


Os produtos orgânicos fornecidos pelo Aplicativo da Mentha possuem como seus fornecedores os grandes agricultores, convencionais e pequenos agricultores.

3.2.2. Compradores O mercado consumidor de aplicativos atualmente é extremamente abrangente, uma vez que todas as classes, gêneros e idades são compradores. Como resultado do mundo estar avançando muito rápido tecnologicamente, o mercado industrial encara como grande exigência identificar-se como empresa tecnológica, para não cair no risco de se tornar obsoleta. Assim como, o mercado revendedor; o mercado governamental; e o mercado internacional, também possuem interesse na compra de aplicativo, pois atualmente 59% de usuários de smartphones fazem compras pelo celular pelo menos uma vez por mês, ou seja, mais de 20 milhões de algum tipo de transação ou compra é feita por mês no Brasil. É difícil estar fora de um canal de vendas tão potente como este. No geral, os aplicativos são as principais ferramentas e passatempo dos usuários de smartphone, e têm de ser melhor aproveitados pelos negócios. Hoje em dia os apps devem ser parte integrante de todas as empresas, independente da sua dimensão. Utilizados como uma ferramenta promocional gerando mais visibilidade e aumentando os canais de vendas. Segundo o Centro de Inteligência de Orgânicos, atualmente, os compradores de produtos orgânicos são divididos em três tipos, o de comercialização direta, indireta e mista. Na comercialização direta, as transações ocorrem entre o produtor e o consumidor final através de feiras, entregas em domicílio de cestas com mix de produtos da estação ou a venda feita diretamente na própria propriedade do produtor. Na comercialização indireta, a venda pode ocorrer via supermercados, atacado, lojas especializadas ou ainda, distribuidoras independentes. O principal ponto-de-venda desta modalidade, atualmente, são as grandes redes varejistas (supermercados), em resposta a oportunidade do setor. Para comercialização de produtos orgânicos nesses pontos-de-venda é necessária a certificação do produto. Este instrumento reduz a assimetria de informação entre produto e consumidor. A comercialização dos produtos orgânicos deve fazer parte do planejamento do produtor e/ou empresa, tendo o agente final como direcionador estratégico. A sintonia de todos os agentes da cadeia permite uma produção planejada que atenda a demanda sem excesso ou escassez de oferta.

3.3.

Rivalidade existente na indústria, Concorrência

9


Empório do Bem

Um site de delivery localizado em Porto Alegre e tem como objetivo, assim como a Mentha Orgânicos, entregar produtos orgânicos na porta de casa, priorizando os pequenos produtores. Através do site se pode encomendar cestas com o valor mínimo de R$40,00 mais taxa de frete, entregando aos sábados em Porto Alegre e Viamão, e segunda feira, exclusivamente, na capital gaúcha. O site possui grande quantidade e variedade de alimentos, além de ter uma plataforma de fácil acesso e bem desenvolvida. As empresas se diferem entre as plataformas usadas, enquanto o Empório do Bem utiliza de site para fazer suas vendas a Mentha utilizará um aplicativo. Além disso, a forma de entrega. A primeira, faz entrega por meio de uma empresa terceirizada. Enquanto a segunda, a entrega é feita pelos próprios agricultores. Site - http://www.oemporiodobem.com.br

10


Facebook

Empório do Bem Mentha Orgânicos Pedidos realizados pelo site, email Pedidos realizados, por enquanto, ou whatsapp. apenas pelo whatsapp. Entrega realizada por uma empresa Entrega realizada pelos produtores. terceirizada. Valor mínimo da cesta é de R$45,00 Valor mínimo de compra é R$30,00 Frete R$9,90

Frete: A partir de R$30,00 é R$10,00 A partir de R$50,00 é R$7,00 A partir de R$100,00 é Grátis. Possui página no Facebook com Não há. cerca de 4.000 curtidas

11


Cesta Feira

A Cesta Feira é um serviço de entrega de produtos orgânicos, que mantém a relação próxima com os produtores. Esses têm certificação Ecocert e Ecovida, o que significa que todos o seu processo produtivo foi inspecionado e aprovado quanto às normas da agricultura orgânica. Os dias de entrega são Segundas, Terças, QuintasFeiras das 12:00 às 17:00 e Quartas-Feiras das 17:00 às 20:00. A entrega é agendada pelo cliente através do site (http://www.cestafeiraorganicos.com.br), na hora da compra. Há, além dos produtos orgânicos que são entregues para os moradores de Porto Alegre, produtos processados que são entregues para todo o Brasil via Correios. Instagram

12


Facebook

Cesta Feira Pedidos são realizados pelo site. Entrega é realizada por uma empresa terceirizada. O preço mínimo da cesta é de R$40,00. O valor do frete é de R$10,00.

Mentha Orgânicos Pedidos realizados, por enquanto, apenas pelo whatsapp. Entrega realizada pelos produtores. Valor mínimo de compra é R$30,00. Frete: A partir de R$30,00 é R$10,00. A partir de R$50,00 é R$7,00. A partir de R$100,00 é Grátis.

Produtos processados entregues para Não há. todo o Brasil via correios. Grande participação nas mídias sociais Não há. como Facebook (mais de 14 mil curtidas) e Instagram (mais de 10 mil seguidores). 13


Fresh Orgânicos

A Fresh Orgânicos é uma loja online de produtos orgânicos e naturais que entrega na casa do cliente, atendendo todo o Brasil. Possuem um serviço de assinatura exclusivo em Porto Alegre para quem deseja receber toda a semana os kits personalizados com os alimentos orgânicos. Os dias de entregas são: segundas, quartas, quintas e sábados e o pedido deve ser feito até no máximo 48 horas antes para a entrega ser feita no dia desejado. Todos os produtos possuem o selo de classificação “orgânico” e são 100% orgânicos de produtores certificados pelo Ministério da Agricultura. Site - http://freshorganicos.com.br

14


Instagram

15


Facebook

16


Fresh Orgânicos

Mentha Orgânicos

Pedidos são realizados pelo site.

Pedidos são realizados, por enquanto, apenas pelo whatsapp. Entrega realizada pelos produtores.

Entrega realizada por empresa terceirizada. O preço mínimo da cesta é de R$35,50. O valor do frete é de R$12,00.

Serviço de assinatura em Porto Alegre para receber semanalmente. Participação nas mídias sociais como Facebook (5.729 mil curtidas) e Instagram (10,4 seguidores).

O preço mínimo de compra é de R$ 30,00. Frete: A partir de R$30,00 é R$10,00. A partir de R$50,00 é R$7,00. A patir de R$100,00 é Grátis. Não há. Não há.

17


Quitanda Virtual

A Quitanda Virtual é um site para a compra de produtos orgânicos e assim como na Mentha, o cliente recebe na porta de casa. Tendo como seus fornecedores produtores orgânicos certificados pelas empresas IBD, Ecovida, Ecocert ou pela certificação participativa (OPAC). Possui como diferencial cestas prontas (com produtos de livre escolha) para casal e família e assinatura para o cliente receber semanalmente. As entregas ocorrem na região de Porto Alegre-RSt nos seguintes dias: segunda-feira – 9:00 às 14:00; quarta-feira – 16:00 às 20:00; quinta-feira – 9:00 às 12:00 e sábado 10:00 às 14:00. Site - http://www.quitandavirtual.com.br/

18


Instagram

19


Facebook

20


Quitanda Virtual

Mentha Orgânicos

Pedidos são realizados pelo site, pelo whatsapp e pelo e-mail. Entrega realizada por empresa terceirizada.

Pedidos são realizados, por enquanto, apenas pelo whatsapp. Entrega realizada pelos produtores.

O preço mínimo da cesta é de R$45,00.

O preço mínimo de compra é de R$ 30,00. Frete: Acima de R$30,00 é R$10,00 Acima de R$50,00 é R$7,00 Acima de R$100,00 é Grátis. Não há.

O valor do frete é de R$ 8,00.

Disponibiliza orçamentos para restaurantes, escolas e escritórios. Possui cestas prontas e serviço de assinatura. Participação nas mídias sociais como Facebook (2.795 mil curtidas), Instagram (2.151 seguidores) e utilização de um Blog para dicas e novidades.

Não há. Não há.

Raízs

A Raízs, assim como a Mentha Orgânicos, tem como objetivo entregar alimentos orgânicos na porta da casa de seus consumidores, visando criar um vínculo entre os produtores e os consumidores. A missão deles é criar laços e gerar empatia entre as pessoas. Acreditam na geração de laços, na transparência, na valorização dos pequenos produtores e no incentivo à alimentação saudável. A empresa se considera um negócio de impacto social que valoriza a conexão entre o consumidor e o produto, através de uma nova forma de comprar. O primeiro passo parai isso, segundo a Raízs, é conhecer, saber de onde vem o alimento consumido e quem o produziu. Através da plataforma da empresa, é proporcionado o acesso aos produtos orgânicos, a oportunidade de conhecer a origem do alimento e quem produziu. Além de contribuir para a saúde alimentar dos consumidores urbanos através da comercialização de produtos orgânicos, a empresa visa incentivar os pequenos produtores a se inserirem na cadeia de compras das grandes cidades, gerando impacto em ambos os lados.

21


É uma empresa localizada em São Paulo, atendendo somente o público de lá, e seu meio de venda é o site (www.raizs.com.br) da empresa. É por meio do site que os consumidores compram os produtos, nele não estão disponíveis apenas verduras e legumes criado pelos agricultores, e sim uma vasta opção de produtos, que ao entrarmos no site está disponibilizado desta maneira: “Nossa Horta” -> “Verduras; Frutas; Temperos; Legumes; Higienizados; ” “Mercearia” -> “Azeite; Vinagre e Óleo; Cereais e Grãos; Mel e Açúcar; Pimentas; Cafés e Chás; Chocolates; Especiarias; Massas e Molhos; Pães e Farinha; Diversos; ” “Ovos e Aves” -> “Frangos; Ovos; ” “Bebidas e Lacticinios” -> “Iogurtes e Leite; Sucos e Outros; Queijos, Manteiga e Outros; Vinhos; ” “Assinaturas de Cestas” “Corpo e Casa” -> “Corpo; para casa; ” “Novidades e Ofertas” “Nossos Produtores” Ao clicarmos em cada uma dessas opções podemos ir conhecendo os produtos oferecidos e ir colocando no “carrinho virtual” para depois efetuar a compra. Existe a opção “Assinaturas de Cestas” onde o consumidor pode contratar essa assinatura mensal, e escolher entre 3 tamanhos de cesta que chegarão semanalmente: - Cesta Pequena: 4 verduras e temperos, 2 legumes e 1 fruta. R$60,00 por semana (R$240,00 mensais – 4 cestas). - Cesta Média: 5 verduras e temperos, 4 legumes e 2 frutas. R$80,00 por semana (R$320,00 mensais – 4 cestas). - Cesta Grande: 6 verduras e temperos, 5 legumes e 3 frutas. R$100,00 por semana (R$400,00 mensais – 4 cestas). O consumidor fazendo o pedido antes das 11:00hrs receberá os produtos encomendados no dia seguinte, podendo ser entregues de bicicleta ou caminhão. Tendo a opção também de buscar o pedido em um dos pontos da Raízs, localizados em São Paulo. A maioria dos produtos chegam na casa do consumidor com a foto e o nome dos produtores, e também é possível conhecer a história de cada um deles, no site, na opção “Nossos Produtores”, comentada anteriormente.

22


Site - www.raizs.com.br

O site Raízs é a porta de entrada para os clientes conhecerem o conceito da empresa, entrarem em contato com a história das famílias produtoras, terem acesso aos produtos orgânicos e se conectarem com a empresa. A Raízs tenta aproximar o público e gerar um impacto real na vida dos produtores e dos consumidores.

23


“Nossos Produtores” (segmento do site)

Parte do resultado financeiro da Raízs alimenta o Fundo do Pequeno Produtor. O fundo é a forma que a empresa encontrou de atuar diretamente na vida dos pequenos produtores. A proposta, segundo o site, é redistribuir ou utilizar os recursos para a compra de insumos, capacitar e resolver problemas que impactam diretamente a vida dos pequenos produtores. As decisões do Fundo do Pequeno Produtor são tomadas em conjunto com os produtores, gerando um sentimento de coletividade entre os pequenos produtores e a inserção deles nas tomadas de decisão da Raízs.

24


Além do site, existem outras plataformas da Raízs que trazem informações sobre os produtos, os produtores e os valores/missão da empresa, porém é só através do site que se pode efetuar as compras.

Instagram

25


Facebook

26


Google +

27


Youtube

Raízs Pedidos realizados pelo site. Entrega Raízs.

realizada

pela

Mentha Orgânicos Pedidos realizados, por enquanto, apenas pelo whatsapp. própria Entrega realizada pelos produtores.

Não é exigido valor mínimo de Valor mínimo de compra é R$30,00 compra. Frete à calcular, depende localização do consumidor.

da Frete: Acima de R$30,00 é R$10,00 Acima de R$50,00 é R$7,00 Acima de R$100,00 é Grátis.

28


Mercado dos Orgânicos

O Mercado dos Orgânicos é um site online de entrega de produtos orgânicos variáveis localizadas em Porto Alegre, que tem como propósito facilitar o acesso aos orgânicos e naturais, eles propõem a substituição dos produtos "tradicionais" (não orgânicos) por produtos mais saudáveis, com garantia de procedência e produção limpa. São entregues desde produtos de limpeza e higiene, bebidas, laticínios até mercaria. Para obter a compra é necessário que o comprador se cadastre no site, escolha seus produtos e escolha sua forma de pagamento através de cartão de crédito, boleto bancário ou no ato da entrega. Se o comprador morar em Porto Alegre, irá receber seus produtos nas segundas e terças (para kits de hortifrúti), ou de segunda a sexta para os demais produtos da loja (horário a combinar). Caso você more em outra cidade a entrega será feita pelo correio, diferente da Mentha.

29


Site - https://www.mercadodosorganicos.com.br/

30


Instagram

31


Facebook

32


Mercado dos Orgânicos

Mentha Orgânicos

Atendimento pelo site, whatsapp, email; Grande variedade de produtos naturais e orgânicos: bebidas, maquiagem, beleza, produtos alimentícios, entre outros. Pagamento de três formas: cartão, boleto bancário e no ato da entrega. Comunicação pelo facebook e instagram.

Por enquanto só pelo whatsapp; Somente produtos alimentícios;

O pagamento da Mentha é feito no ato da entrega. Sem comunicação nas redes sociais.

Tribo Viva

Tribo Viva é um novo sistema de consumo, uma rede colaborativa, de Porto Alegre, formado por cidadãos e produtores locais de alimentos orgânicos. Você escolhe o seu produtor e tem direito a de 1 a 3 cotas de alimentos por compra variando o preço de produtor a produtor. A Tribo visa excluir atravessadores, viabilizando o acesso contínuo e sustentável a uma alimentação com mais saúde, inclusão social e melhor custo benefício para todos que participam. Tem como parceria de entrega VELO, entrega de segunda a sexta e não cobra a zona sul de Porto Alegre.

33


Site - http://www.triboviva.com.br/

34


Instagram

35


Facebook

Tribo Viva

Mentha Orgânicos

Pedidos realizados pelo site. Disponibilidade de redes sociais, Facebook (mais de 11 mil curtidas na página), email, Twitter e Instagram (mais de 500 seguidores). Indica parceiros entregadores por sua reputação e competência comprovada na prestação de serviços de entrega.

Pedidos realizados, por enquanto, apenas pelo whatsapp. Não há.

Entrega realizada pelo produtor.

36


3.3.1 Tabela de Análise dos Concorrentes Possui página no Facabook para a divulgação.

Possui perfil no Instagram para a divulgação.

Possui outras mídias sociais para a divulgação.

Pedidos realizado s pelo site.

Pedidos realizados pelo email.

Pedidos realizados por WhatsApp.

Serviço de assinatura para o cliente receber os produtos semanalmente.

Disponibiliza, também, a venda de produtos não alimentícios.

Mentha Orgânicos

Sim

Não

Não

Não

Não

Sim

Não

Não

Empório do Bem

Sim

Não

Não

Sim

Sim

Sim

Sim

Não

Cesta Feira

Sim

Sim

Não

Sim

Não

Não

Sim

Não

Fresh

Sim

Sim

Não

Sim

Não

Não

Sim

Não

Quitanda Virtual

Sim

Sim

Sim

Sim

Sim

Sim

Sim

Não

Raízs

Sim

Sim

Sim

Sim

Não

Não

Sim

Sim

Mercado dos Sim Orgânicos

Sim

Não

Sim

Sim

Sim

Não

Sim

Sim

Sim

Sim

Sim

Não

Não

Não

Não

Empresas

Orgânicos

Tribo Viva

37


Valor mínimo da compra.

Valor do frete.

Mentha Orgânicos

R$30,00.

Empório do Bem

R$45,00.

À calcular. Não (Compras a partir de R$30,00 o frete é R$10,00; R$50,00 é R$7,00; R$100,00 é grátis.) R$9,90. Sim

Cesta Feira

R$40,00.

R$10,00.

Sim

Fresh Orgânicos

R$35,00.

R$12,00.

Sim

Quitanda Virtual

R$45,00.

R$8,00.

Sim

À calcular.

Não

À calcular.

Sim

À calcular.

Sim

Empresas

Não é exigido valor mínimo. Mercado dos R$30,00.

Raízs

Entrega realizada por empresa terceirizada.

Orgânicos Tribo Viva

Não é exigido valor mínimo

38


4. 4.1.

MACROAMBIENTE Ambiente Demográfico

4.1.1. Mercado de Orgânicos A ascensão do mercado de produtos naturais e orgânicos segue uma tendência mundial de aumento da demanda por produtos e serviços que proporcionam saúde e bem-estar. Soma-se a esse fator a crescente desconfiança de alguns setores da sociedade em relação à indústria moderna, que trouxe uma série de facilidades à vida cotidiana, mas também aumentou significativamente a manipulação de químicos persistentes no meio ambiente, com graves consequências para a saúde humana e para os ecossistemas naturais. O Brasil encontra-se entre os maiores produtores de orgânicos do mundo, conforme relatório "The World Organic Agriculture", elaborado pelo "Research Institute of Organic Agriculture" (FIBL) e pela "International Federation of Organic Agriculture Movements" (IFOAM). Segundo dados do Censo Agropecuário 2006, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil conta com 4,93 milhões de hectares de área destinada ao cultivo de produtos orgânicos. Em 2014, a agricultura orgânica movimentou cerca de R$ 2 bilhões e a expectativa é que, em 2016, esse número alcance R$ 2,5 bilhões, segundo o setor. A área de produção orgânica no país, em 2017, deve passar da marca dos 750 mil hectares registrados no ano passado. Segundo a Coordenação de Agroecologia (COAGRE) da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e Cooperativismo (SDC), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), esse tipo de cultivo no campo já é encontrado em 22,5% dos municípios brasileiros, e a perspectiva é ainda maior para este ano que se inicia. A área de produção orgânica no Brasil abrange 950 mil hectares. Nela, são produzidas hortaliças, cana-de-açúcar, arroz, café, castanha do Brasil, cacau, açaí, guaraná, palmito, mel, sucos, ovos e laticínios. Atualmente, há 11.084 produtores no Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos, gerenciado pelo Mapa. O banco de dados é liderado pelos estados do Rio Grande do Sul (1.554), São Paulo (1.438), Paraná (1.414) e Santa Catarina (999).

39


4.1.2. Comportamento do Consumidor de Orgânicos Pesquisa "Retratos da Sociedade Brasileira – Meio Ambiente", que trata de questões ambientais, realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e pelo IBOPE, divulgada em dezembro de 2010, mostrou que a maioria dos consumidores brasileiros estão dispostos a pagar mais caro por um produto que não polui o meio ambiente. Concordaram com esta afirmativa 68% do universo pesquisado, enquanto 24% se mostraram contrários à ideia. Essa tendência foi verificada mesmo entre a população com baixa renda familiar.

Frequência de consumo 83% dos consumidores abordados por pesquisas de mercado de extrema confiabilidade, dizem que já consomem orgânicos frequentemente ou às vezes. Chama muito a atenção neste tema, que 24% dos consumidores já consomem frequentemente. Ou seja, ¼ do mercado potencial de consumidores de alimentos, querem orgânicos. Importância do consumo 93% dos consumidores julgam de importante a muito importante procurar alimentos orgânicos para comporem sua alimentação básica e diária. Reforço neste item que isoladamente, quanto a importância, 64% dos entrevistados disseram que são. 40


Fatores de limitantes de consumo Definitivamente preço e disponibilidade são os maiores entraves para o setor. Estes dois fatores estão intimamente ligados. Primeiro porque a produtividade dos orgânicos ainda é mais baixa que a produtividade dos cultivos convencionais. Sendo menos produtivos os preços são maiores para compensarem a renda. Os preços sendo maiores limitam as faixas sociais que podem adquirir. Composição dos consumidores A maioria dos consumidores de orgânicos são mulheres, são bem informados e esclarecidos, possuem renda familiar alta, compram objetivamente frutas, legumes e verduras. A distribuição de renda no Brasil Um estudo desenvolvido pela Tendências Consultoria integrada mostrou que a classe A (famílias com rendimento superior a R$ 14.696) detém uma fatia ainda maior da renda da massa nacional. Nas famílias com renda entre cinco e dez salários mínimos, a massa de renda é 13% menor do que mostra o dado da Receita Federal. A diferença é crescente conforme o topo da pirâmide se aproxima. Na faixa de brasileiros com ganhos acima de 160 salários mínimos, a massa de renda é 97% menor do que os dados obtidos pela análise do Imposto de Renda. Lista de classes sociais IBGE •

Classe Social = A o

Classe Social = B o

Renda mensal: De 03 a 05 salários mínimos;

Classe Social = D o

Renda mensal: De 05 a 15 salários mínimos;

Classe Social = C o

Renda mensal: + de 15 salários mínimos;

Renda mensal: De 01 a 03 salários mínimos;

Classe Social = E

41


Crescimento populacional Censo

Pop.

1872

9 930 478

1890

14 333 915

44,3%

1900

17 438 434

21,7%

1920

30 635 605

75,7%

1940

41 236 315

34,6%

1950

51 944 397

26,0%

1960

70 992 343

36,7%

1970

94 508 583

33,1%

1980

121 150 573

28,2%

1991

146 917 459

21,3%

2000

169 590 693

15,4%

2010

190 755 799

12,5%

Est. 2016 206 756 201

21,9%

Composição da população por sexo O Brasil não foge à regra mundial. A razão de sexo no país é de 96 homens para cada grupo de 100 mulheres. Até os 60 anos de idade, há um equilíbrio quantitativo entre homens e mulheres, acentuando-se a partir desta faixa etária o predomínio feminino. Rendimento nominal mensal domiciliar per capita da população residente, segundo as Unidades da Federação – 2016, fonte IBGE 201

42


Rendimento nominal mensal domiciliar per capita da população residente (R$) nas Unidades da Federação. •

Brasil – R$ 1.226

Rondônia – R$ 901

Acre – R$ 761

Amazonas - R$ 739

Roraima - R$ 1.068

Pará - R$ 708

Amapá - R$ 881

Tocantins - R$ 863

Maranhão - R$ 575

Piauí - R$ 747

Ceará - R$ 751

Rio Grande do Norte - R$ 919

Paraíba - R$ 790

Pernambuco - R$ 872

Alagoas - R$ 662

Sergipe - R$ 878

Bahia - R$ 773

Minas Gerais - R$ 1.168

Espírito Santo - R$ 1.157

Rio de Janeiro - R$ 1.429

São Paulo - R$ 1.723

Paraná - R$ 1.398

Santa Catarina - R$ 1.458

Rio Grande do Sul - R$ 1.554 43


Mato Grosso do Sul - R$ 1.283

Mato Grosso - R$ 1.139

Goiás - R$ 1.140

Distrito Federal - R$ 2.351

4.2.

Ambiente Econômico

Desde 2014, o Brasil encontra-se em uma forte crise política econômica. Nesse período, segundo o IBGE, o PIB (Produto Interno Bruto) chegou em -3,6%; o desemprego em 12%; a inflação em 6,3%. As áreas que mais sofreram com a crise foram: a indústria, a construção civil, prestadoras de serviços, comércio e outros serviços (transporte, limpeza urbana e serviços pessoais). Além disso, o Rio Grande Do Sul, em 2015, estava entre os 3 estados que mais demitiram e Porto Alegre, em 2016, estava entre as 10 cidades do país com maior número de demissões, cerca de 16.300, segundo dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados). Também segundo o Caged, os municípios gaúchos chamados de “municípios agro”, onde a agropecuária corresponde à 30% ou mais do PIB do município, desde 2015, foram abertas 1.539 novas vagas.

Em contrapartida, a agricultura orgânica, no mesmo período cresceu. Em 2014, a agricultura orgânica movimentou R$ 2 bilhões e em 2016 R$ 2.5 bilhões. Segundo dados do Ministério da Agricultura, atualmente há 11.084 produtores de orgânicos cadastrados no Cadastro Nacional De Produtores Orgânicos, dentre eles, 1.554 são do Rio Grande do Sul, 1.438 de São Paulo, 1.414 do Paraná e 999 de Santa Catarina, estados com maiores números de produtores até 2015. Nesse período, a área de plantio era de 950 mil hectares com produção de hortaliças, cana-de-açúcar, arroz, café, castanha, cacau, açaí, guaraná, palmito, mel, sucos, ovos e laticínios. O Brasil exporta 44


para mais de 76 países e os principais produtos exportados são: açúcar, mel, oleaginosas e frutas. Segundo uma pesquisa realizada pelo IPD (Instituto de Promoção do Desenvolvimento) a venda de produtos orgânicos no Brasil é feita por meio de redes de supermercados, os quais concentram 77% das vendas de produtos orgânicos no país. O grupo Pão de Açúcar divulgou, em 2010, os valores de venda de seus produtos orgânicos: cerca de 76 milhões de produtos vendidos. No Rio Grande do Sul, seis universidades fizeram uma pesquisa conjunta sobre os consumidores de produtos orgânicos, ouviu 2.732 pessoas em 80 municípios do estado. A pesquisa revela que 40% dos gaúchos passaram a incluir esses itens nas compras. E mais de 75% afirmam que são compradores frequentes. Os produtos mais comprados são: Vegetais e Hortaliças, 67.3%; Frutas, 65.3%; e Ovos 38.6%. Os principais lugares de compra são: mercados, supermercados e hipermercados, 65.3%; feiras do produtor, 57.9%; diretamente do produtor (na propriedade rural), 37.9%; e em lojas especializadas, 31.5%. As universidades que fizeram parte da pesquisa foram a Univates, Unisinos, Universidade Federal do Pampa, Universidade de Santa Cruz do Sul, Universidade de Cruz Alta e Faculdade Anglicana de Tapejara e contou com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. As principais dificuldades do sistema orgânico estão relacionadas principalmente a uma mudança nos padrões de produção e consumo e a falta de ações públicas efetivas principalmente na liberação de crédito para os produtores transitarem para produção orgânica. Os custos iniciais são elevados, pois necessitam de adaptações em relação aos métodos convencionais. Esta conversão da agricultura traduz-se na mudança da infraestrutura produtiva, aquisição de implementos e materiais adequados, sementes, à introdução de práticas de preparo e conservação do solo, assistência técnica, entre outros. Com a escala de produção se mantendo reduzida, devido ao baixo número de agricultores adeptos ao método orgânico, culmina-se com um maior custo ao consumidor ainda afirma que os preços cobrados ao consumidor, pelos produtos orgânicos são, em média, 30% a 100% maiores do que aqueles cobrados pelos convencionais (2010). Aparentemente, trata-se de uma tendência irreversível para as próximas décadas, os últimos dados divulgados pelo Ministérios do Desenvolvimento Agrário revelam que a produção orgânica nacional vem crescendo mais de 20% ao ano. No entanto, esse crescimento é inferior à demanda pelos produtos. O quadro se agrava pelo fato de que 70% da produção é exportada para a Europa. Os mercados consumidores são afetados pela dinâmica populacional e pela evolução da renda. Segundo dados da ONU, em 2050 a população mundial será de aproximadamente sete bilhões de pessoas. Os países da União Europeia, os Estados Unidos e o Japão deverão contribuir positivamente para o setor de agronegócio, não tanto pelo crescimento de seus mercados consumidores, mas sim pela redução dos seus mecanismos de proteção às importações. A quantidade limitada de produtos orgânicos, os padrões de qualidade e as normas governamentais para a produção orgânica de países em desenvolvimento podem limitar o atendimento à demanda para alimentos orgânicos em mercados como Estados Unidos, Europa e Japão.

45


4.3.

Ambiente Físico-Natural O ambiente natural abrange os recursos naturais que podem tanto viabilizar os

produtos da Mentha como também inviabilizá-los. Uma das características fundamentais da produção orgânica é a preocupação com o meio ambiente. Os sistemas orgânicos de produção priorizam o uso responsável dos recursos naturais, contribuindo para o desenvolvimento sustentável. A agricultura orgânica busca diversificar e integrar a produção de espécies vegetais com o objetivo de criar ecossistemas mais equilibrados. Um dos princípios da produção orgânica é a preservação e ampliação da biodiversidade. A restituição da biodiversidade vegetal permite o restabelecimento de inúmeras interações entre o solo, as plantas e os animais, resultando em efeitos benéficos para o agroecossistema. Os orgânicos por serem produtos sazonais dependem completamente do clima de onde estão. Porto Alegre, possui clima subtropical úmido com temperatura de média anual de 19,5ºC. No verão o tempo é mais úmido com chuvas concentradas no fim de tarde tendo como maior cultivo, cenouras, rúculas, acelgas, feijões, vagem, aipos e coentro. Na estação do outono temos o tempo mais seco do ano sendo bom para o plantio de alho-porro, cebolinha verde, fava de sevilha, salsão e beterraba. No inverno as temperaturas são baixas podendo-se registrar temperaturas negativas não atrapalhando o cultivo de morango, beterraba, ervilha e radiche. A primavera é boa para plantar abóbora, cenouras, couve chinesa, agriões, alfaces e berinjela, sendo o período mais chuvoso. Em suma, as melhores estações para específicos cultivos se alternam, dificultando a venda de determinados produtos e a não utilização de agrotóxicos impossibilita a conservação dos mesmos. Ao abrir mão dos químicos e se preocupar com a fertilidade da terra, em vez de se ater apenas aos resultados da produção, o agricultor está defendendo a biodiversidade protegendo o meio ambiente, porém dependendo completamente dele e também se expondo aos riscos de pragas como pulgões, ácaros e lagartas, responsáveis por danos em muitas plantações, diminuindo o ritmo de crescimento dos produtos orgânicos

4.4.

Ambiente Tecnológico

4.4.1. Uso tecnológico na agricultura orgânica A tecnologia empregada na agricultura orgânica e no processamento póscolheita vem desenvolvendo um padrão produtivo bastante distinto à agricultura "moderna". No uso de agroquímicos, a agricultura orgânica recupera conceitos 46


tradicionais e se renova a partir da utilização de inovações tecnológicas intensivas em conhecimento. De acordo com a estimativa do coordenador da Secretaria Executiva da Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão (CBAP), Fabrício Juntolli, cerca de 67% das propriedades agrícolas do país usam algum tipo de tecnologia, seja na área de gestão dos negócios ou nas atividades de cultivo e colheita da produção. De acordo com uma pesquisa de 2013, conduzida por Mauro Tereso, professor associado da Faculdade de Engenharia Agrícola (FEAGRI) da Universidade Estadual Paulista (UNESP), ao observar os produtores orgânicos em seu ambiente de trabalho, Tereso pode reparar que os produtores compensam a ausência de tecnologia disponível na forma de máquinas e equipamentos com o desenvolvimento de soluções tecnológicas na forma de processos, de organização do trabalho e de comercialização de seus produtos. “O que mais chamou nossa atenção foi a capacidade de os produtores orgânicos encontrarem saídas para driblar a falta de oferta de equipamentos que enfrentam hoje no mercado brasileiro. Quando o mercado passar a oferecer equipamentos específicos para esses profissionais, eles poderão superar em muito a produtividade da agricultura convencional”, disse Tereso. Muitos agricultores têm descoberto nesses últimos anos que a agricultura orgânica pode ter mais benefícios do que a agricultura convencional em vários aspectos. Além de os alimentos produzidos terem mais qualidade existe um resgate da agricultura tradicional, as com o uso de inovações

tecnológicas

que

ajudam

a

otimizar

a

produção.

Em geral a agricultura orgânica utiliza métodos de cultivo mecânicos como eram utilizados antigamente, o diferencial é que esses métodos vêm sendo adaptados as novas e modernas tecnologias de produção da agropecuária. O objetivo de inserir a tecnologia no cultivo orgânico é conseguir produzir mais e melhor. Para compensar o fato de não existirem equipamentos concebidos para a agricultura orgânica os agricultores criam processos produtivos únicos e passam a utilizar novos métodos organizacionais. É bastante comum que esses produtores adaptem os equipamentos da agricultura convencional para o seu uso.

4.4.2. Plataformas Mobile

De acordo com o renomado site de tecnologia TecTudo, o site "AppAnnie" liberou o seu último relatório sobre os números relacionados aos downloads de aplicativos ao redor do mundo no primeiro trimestre de 2016. O destaque fica para um dos dados levantados no documento: o Brasil aparece em terceiro lugar na lista de países com maior número de downloads combinados entre as plataformas Android e iOS. Por outro 47


lado, quando se considera a receita gerada pelos downloads, o Brasil não aparece nem no Top 10, o que mostra a preferência do pessoal por aplicativos gratuitos.

O relatório traz mais informações interessantes, como o domínio do Google Play sobre o iOS App Store quando a quantidade de downloads é considerada – o Android conta com o dobro do número apresentado pela loja da Apple. Quando a receita gerada é levada em consideração, no entanto, a Apple tem um resultado 90% maior. Outro aspecto de destaque nos downloads é a cada vez mais frequente integração entre aplicativos. O documento mostra que a introdução de funções interapps, como a que acontece com o Spotify e com o app do Starbucks – que contou com o maior número de usuários ativos no último mês –, pode ser uma das principais tendências para o futuro. A funcionalidade permite ao usuário descobrir músicas que tocam nas lojas da cafeteria e salvá-las ou então sugerir o que deveria ser tocado. Para finalizar, o documento mostra que as categorias que vêm forte nas duas plataformas, fora os jogos, são as de aplicativos de comunicação, redes sociais e fotos e vídeos. De acordo com um artigo publicado pelo site G1, segundo uma pesquisa sobre hábitos de consumo em aplicativos, realizada pela Opinion Box a pedido da Mobile Time, apenas 15% dos usuários brasileiros compraram programas para seus celulares ou tablets em 2015. A pesquisa ouviu 1.280 internautas em abril de 2015. Os dados contrastam com os do ano anterior, 2014, que indicavam que 33% dos brasileiros já haviam baixado algum app pago.

48


De acordo com uma pesquisa realizada pela Google, junto com a Ipsos, você pode aumentar a visibilidade ao focar na promoção dele em uma experiência voltada para o download, usando campanhas de instalação de apps para celular, por exemplo. Neste modelo, sua marca poderá atingir audiências amplas que procuram por apps semelhantes ao seu. Além da busca, estender a campanha para formatos de anúncios que geram downloads, como rede de display e vídeo, pode ajudar as pessoas a descobrir o seu app em qualquer lugar.

4.5.

Ambiente Político Em 27 de dezembro de 2007 o governo brasileiro regulamentou através do Diário

Oficial da União (DOU) os novos critérios para o funcionamento de todo o sistema de produção orgânica, desde a propriedade rural até o ponto de venda. DECRETOS As regras estão expressas no Decreto nº 6323 de 27 de dezembro de 2007. O decreto cria ainda o Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade Orgânica, é composto pelo Ministério da Agricultura, órgãos de fiscalização dos estados e organismos de avaliação da conformidade orgânica. A nova regulamentação permite também a produção paralela, na mesma propriedade, de produtos orgânicos e não orgânicos, desde que haja uma separação do processo produtivo. Também não poderá haver contato com materiais e substâncias cujo uso não seja autorizado para a agricultura orgânica. 49


De acordo com as novas regras, os agricultores familiares passam a receber autorização para a venda direta ao consumidor, desde que tenham cadastro junto ao órgão fiscalizador. Foi publicado o Decreto 7.048, de 23 de dezembro de 2009, alterando o Art. 115 do Decreto 6.323 de 2007, que prorroga o prazo de adequação dos agentes da rede de produção orgânica em relação à regulamentação do setor até o dia 31/12/2010. A alteração foi solicitada pela Câmara Temática de Agricultura Orgânica, ao pedir maior prazo para adequação de segmentos envolvidos na rede de produção. A solicitação teve como base os números apresentados no Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

De acordo com o estudo, o Brasil possui 90 mil

produtores orgânicos, número muito superior às estimativas anteriores, de 15 mil. O que são produtos orgânicos? Pela legislação brasileira, considera-se produto orgânico, seja ele in natura ou processado, aquele que é obtido em um sistema orgânico de produção agropecuária ou oriundo de processo extrativista sustentável e não prejudicial ao ecossistema local. Para serem comercializados, os produtos orgânicos deverão ser certificados por organismos credenciados no Ministério da Agricultura, sendo dispensados da certificação somente aqueles produzidos por agricultores familiares que fazem parte de organizações de controle social cadastradas no MAPA, que comercializam exclusivamente em venda direta aos consumidores. Fonte: www.agricultura.gov.br/assuntos/sustentabilidade/organicos O produtor orgânico deve fazer parte do Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos, o que é possível somente se estiver certificado por um dos três mecanismos descritos a seguir: Certificação por Auditoria – A concessão do selo SisOrg é feita por uma certificadora pública ou privada credenciada no Ministério da Agricultura. O organismo de avaliação da conformidade obedece a procedimentos e critérios reconhecidos internacionalmente, além dos requisitos técnicos estabelecidos pela legislação brasileira. Sistema Participativo de Garantia – Caracteriza-se pela responsabilidade coletiva dos membros do sistema, que podem ser produtores, consumidores, técnicos e demais interessados. Para estar legal, um SPG tem que possuir um Organismo

50


Participativo de Avaliação da Conformidade (Opac) legalmente constituído, que responderá pela emissão do SisOrg. Controle Social na Venda Direta – A legislação brasileira abriu uma exceção na obrigatoriedade de certificação dos produtos orgânicos para a agricultura familiar. Exigese, porém, o credenciamento numa organização de controle social cadastrado em órgão fiscalizador oficial. Com isso, os agricultores familiares passam a fazer parte do Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos. 4.6.

Ambiente Socio-Cultural A curiosidade e o querer facilitar seus recursos são características da sociedade

brasileira que viabilizam o objetivo da Mentha. Além de que, o ambiente cultural de ser um pais tropical faz com que o brasileiro seja um ótimo consumidor de frutas, verduras e legumes, porém nem todos são informados ou possuem plena consciência de que agrotóxicos, hormônios e pesticidas podem ser muito prejudiciais. Os produtos orgânicos são o resultado de um processo de cultivo sustentável e inserir produtos orgânicos em nossa rotina é muito saudável e responsável, incentivar seu comércio preserva os recursos naturais, a fauna e a flora local, além de melhorar a qualidade de vida. O cultivo de produtos orgânicos está em ascensão no Brasil. Segundo dados do Ministério do Desenvolvimento Agrário, a produção aumenta de 15% a 20% por ano. Além disso, conforme registros do projeto Organics Brasil, o índice se mantinha em 25% e em 2016 passou de 30%. As taxas de crescimento registradas globalmente nos últimos períodos são bem menores, ficam entre 5% e 11%. Ou seja, o mercado está crescendo em ritmo dobrado no país. Pesquisas realizadas em várias partes do mundo apontam para três motivos que tem levado mais consumidores a aderirem ao consumo de orgânicos: a preocupação com a saúde; a vontade de participar na proteção do meio ambiente e a busca de sabor e frescor nos alimentos consumidos. A preocupação com a saúde é a principal motivação dos consumidores de produtos orgânicos. Eles aspiram por uma alimentação mais saudável, natural e equilibrada. Mesmo que contaminados com teores baixos de agentes químicos, pode ocorrer alguma intoxicação em determinado período do ciclo de vida. Um dos problemas no diagnóstico é que não existem sintomas característicos da epidemia de intoxicação subclínica por agrotóxico. Segundo HIGASHI (2002), nenhum medicamento pode agir adequadamente em pacientes com acúmulo de agrotóxicos em seu organismo.

51


O meio ambiente, pois pesquisa do IBOPE revela que os transgênicos não têm boa aceitação no Brasil. Enquanto existirem divergências entre os cientistas em relação a possíveis prejuízos à saúde e ao meio ambiente, 65% dos entrevistados afirmam que os transgênicos deveriam ser proibidos. E o melhor sabor, onde procuram encontrar o gosto autêntico dos alimentos no sabor das frutas, dos legumes e nas carnes provenientes de animais criados soltos é uma preocupação constante. Pesquisas de análise sensorial comparando alimentos orgânicos e convencionais mostraram superioridade do alimento orgânico, sobretudo em preparo ao vapor. (Marinho Carvalho, 2004 – EMBRAPA ).

Referências: HIGASHI, T. Agrotóxicos e a saúde humana. Agroecologia Hoje. Ano II, N. 12, Dezembro 2001 – Janeiro 2002. p. 5-8.

52


5.

MATRIZ SWOT

PONTOS FORTES ➢ ➢ ➢ ➢

Alimento de qualidade e fresco. Facilidade ao fazer a compra pelo aplicativo de celular. Promover o contato direto com o produtor Conseguem fazer com que os preços dos produtos sejam mais baratos em comparação aos orgânicos dos supermercados.

PONTOS FRACOS ➢

➢ ➢ ➢

AMEAÇAS

OPORTUNIDADES ➢ ➢ ➢

➢ ➢ ➢ ➢

6.

Crescimento do mercado de orgânicos no Brasil. Aumento do interesse da população por alimentos orgânicos. Não haver nenhuma empresa em Porto Alegre-RS que realize a venda alimentos orgânicos por aplicativo. O Brasil encontra-se entre os maiores produtores de orgânicos do mundo. Consumo frequente de orgânicos. Inovações tecnológicas para os produtores orgânicos. O Brasil é um dos três países que mais baixam aplicativos gratuitos.

Segmentação dos consumidores, devido a proposta ser do próprio consumidor entregar o produto para o consumidor final. Mobilidade baixa em relação as entregas dos produtos. Equipe pequena. Poucos programadores.

➢ ➢ ➢ ➢

Todos os tipos de concorrentes diretos, como feiras orgânicas, seções orgânicas em mercados. Concorrentes indiretos, como hortas familiares e comunitárias. Problemas climáticos, como secas ou chuvas em demasia. Riscos de pragas. Crise econômica.

PARECER

Analisando nossa pesquisa sobre o macroambeinte, a tendência mundial por demanda de produtos e serviços que proporcionam saúde e bem-estar está em ampla ascensão, somados à desconfiança por alguns setores da sociedade em relação à indústria moderna, que muitas vezes apresenta graves consequências para a saúde humana e ecossistemas naturais. Segundo relatório do anuário estatístico "The World Organic Agriculture", elaborado pelo "Research Institute of Organic Agriculture" (FIBL) e pela "International Federation of Organic Agriculture Movements" (IFOAM), o Brasil encontra-se entre os países com maior produção de orgânicos. Com área de aproximadamente 950 mil hectares apenas para o cultivo orgânico, o país produz hortaliças, cana-de-açúcar, arroz, café, castanha do Brasil, cacau, açaí, 53


guaraná, palmito, mel, sucos, ovos e laticínios. Atualmente, há 11.084 produtores brasileiros no Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos, sendo liderado pelo estado do Rio Grande do Sul, com 1554 produtores cadastrados. Em frequência de consumo, 83% dos consumidores abordados por pesquisas de mercado de extrema confiabilidade, dizem que já consomem orgânicos frequentemente ou às vezes. A maioria dos consumidores de orgânicos são mulheres, são bem informados e esclarecidos, possuem renda familiar acima de R$6.000,00, compram objetivamente frutas, legumes e verduras. A razão de gênero no país é de 96 homens para cada grupo de 100 mulheres. Até os 60 anos de idade, há um equilíbrio quantitativo entre homens e mulheres, acentuando-se a partir desta faixa etária o predomínio feminino.  Em relação aos ambientes, destacam-se os de aspecto físico-natural, tecnológico, político e sociocultural. O primeiro abrange os recursos naturais que podem tanto viabilizar os produtos da Mentha como também inviabilizá-los. Os orgânicos por serem produtos sazonais dependem completamente do clima de onde estão. O segundo ambiente diz respeito sobre a tecnologia empregada na agricultura orgânica e no processamento pós-colheita vem desenvolvendo um padrão produtivo bastante distinto à agricultura "moderna". O objetivo de inserir a tecnologia no cultivo orgânico é conseguir produzir mais e melhor. Já o ambiente político trata das leis que regem os orgânicos, tanto os alimentos como seus produtores. Por final temos o ambiente sociocultural, onde a curiosidade e o querer facilitar seus recursos são características da sociedade brasileira que viabilizam o objetivo da Mentha. Analisando o microambiente, o mercado brasileiro de alimentos orgânicos está crescendo 20% ao ano e em ritmo dobrado em relação ao mundo inteiro. As projeções para 2017 reafirmam tendência de crescimento maior no Brasil, cerca de R$ 2,5 bilhões. O fato desse mercado estar crescendo faz com que empresas já consolidadas, como Mc Donalds e Pepsi, apostem em produtos entrantes, como a salada orgânica e o Gatorade orgânico, respectivamente. A ideia dessas empresas é expandir os investimentos em orgânicos a longo prazo. Além desses novos produtos, há alternativas à compra dos alimentos pelo aplicativo. Como exemplo, podemos citar feiras orgânicas, supermercados, restaurantes, tele entregas e outros aplicativos. Ademais, as hortas caseiras e comunitárias estão sendo cada vez mais utilizadas. O local onde os consumidores mais compram orgânicos atualmente é o supermercado, pela praticidade. Em relação a área dos aplicativos, os consumidores são de todas as classes sociais e gêneros. Hoje em dia, os app são parte essencial das empresas. Um dos pontos importantes é a ferramenta promocional, usada para divulgar a empresa, como por exemplo, contas nos aplicativos Instagram, Facebook e Twitter. Há várias empresas concorrentes no mercado em Porto Alegre, tais como: Empório do Bem, Cesta Feira, Fresh Orgânicos, Quitanda Virtual, Mercado dos Orgânicos e Tribo Viva. Em todos eles, as compras são feitas por meio de site, onde o conteúdo é muito bem produzido e bem comunicado e quase todos têm páginas nas

54


redes sociais, como Facebook e Instagram, para promover sua empresa, comunicar promoções, desenvolver conteúdo e aumentar o contato com os clientes.

Analisando a matriz Swot, observamos que a Mentha Orgânicos tem como facilitadores o crescimento do mercado de orgânicos no Brasil, não haver nenhuma empresa em Porto Alegre que realize a venda de produtos orgânicos por meio de aplicativo e o Brasil estar entre os três países que mais baixam aplicativos gratuitos. Ademais, consegue competir com mercados e feiras orgânicas na questão do preço e comodidade na entrega. Os problemas que a Metha pode enfrentar são: a baixa mobilidade na entrega de seus produtos por serem feitas apenas pelos produtores, a falta de programadores em sua equipe que atrasa a produção do aplicativo, concorrentes diretos e indiretos como feiras orgânicas, supermercados e hortas familiares, além do risco de pragas e desastres naturais. Visto isso, as sugestões para as soluções dos problemas apresentados são: a terceirização da entrega, pois facilitar a entrega, tornando-a mais rápida, além de conseguir abranger um público-alvo maior; a contratação de um social midia para melhorar a comunicação entre empresa e público consumidor; a contratação de programadores para agilizar a produção do aplicativo e mantê-lo atualizado.

7.

OBJETIVOS E ESTRATÉGIAS

7.1. Remodelar as funcionalidades do aplicativo No ambiente tecnológico atual, é necessário inovar para se sobressair e ter sucesso. Pensando nisso, uma de nossas estratégias para o aplicativo é criar conteúdo relevante a fim de buscar um engajamento maior com o público-alvo para que ele esteja em constante interação com nossa plataforma. Assim, sugerimos que seja contratado um social media, ou uma equipe responsável por isso, que iria gerar conteúdo tanto no aplicativo, como nas redes sociais. Além disso, contratar um desenvolvedor e fazer com que os dois trabalhem juntos, para que seja possível saber o que pode funcionar e o que é relevante para colocar como conteúdo no aplicativo. Pensamos que, na interface do aplicativo, poderia ser acrescentado dicas e receitas dos próprios produtores que cultivaram o alimento, além da possibilidade de interação entre os usuários do app. A demais, haveria o perfil de cada um dos produtores, falando sobre sua história de vida e o local em que trabalham. 7.2. Terceirizar as entregas como uma opção Como há uma deficiência na entrega dos produtos, pois ela é feita pelos próprios produtores, o que limita a capacidade de entrega, pensamos que terceirizar a entrega seja a melhor opção para ampliar a área e qualidade da entrega. Além das entregas feitas por motoboys, há a opção de contratar o serviço de entregas por meio de 55


bicicletas, como o PedalExpress que oferece serviço para Porto Alegre (informações abaixo). Área

de

atuação

e

preços

PedalExpress:

7.3. Divulgar o aplicativo para o maior número possível de pessoas Realizar parcerias com restaurantes e cafeterias de Porto Alegre/RS que tenham propostas orgânicas também, como Bonobo, Restaurante Botânico, Suprem etc. Possibilitando, assim, que os produtores utilizem esses locais para entrega de seus orgânicos, além dos locais servirem como possível ponto de divulgação do aplicativo com folders e cartazes Programar as entregas em dias de semana definidos, visto que tanto os produtos têm validade como os clientes possuem seus horários pessoais e precisam se organizar para receber os orgânicos. Localizar dias e horários estratégicos que beneficiem a grande maioria dos clientes. Abrir mercado com grandes campanhas, como campanhas beneficentes ou sustentáveis que tenham grande alcance e visibilidade perante a população local com finalidade de divulgação e boa imagem da empresa. Como exemplo, criar um “kit” de orgânicos e enviá-lo à blogueiras, ou influenciadores digitais, para que eles divulguem o produto e a marca da empresa. Ao mesmo tempo, eles estariam passando uma imagem boa, pelo fato de estarem usando produtos orgânicos. 56


7.4. Intensificar ações promocionais Criar um perfil no Instagram tanto para melhorar a divulgação quanto para realizar ações promocionais aos seguidores, criando uma dinâmica e interação com os clientes, desenvolvendo um relacionamento e estabelecendo um vínculo entre marca e consumidor. O aplicativo Instagram foi considerado o “App do ano”, em 2011, pela App Store, possuindo 35 milhões de usuários do Brasil. Esses dados demonstram a relevância e a dimensão dessa rede social, logo é fundamental trabalhar a marca dentro dela. Criar um programa de pontuação, ''quanto mais você usar mais você vai ganhar" com o objetivo de estabelecer uma fidelidade, fazendo com que o cliente compre com mais frequência, uma vez que recebe descontos e vantagens. O programa de fidelidade incentiva a compra fiel do cliente e faz o engajamento dos usuários do programa para compreender as necessidades dos consumidores e interagir melhor no futuro e também incentiva o comportamento com intuito de gerar melhor experiência com o cliente.

8. PLANO DE AÇÕES

8.1 Ações para remodelar as funcionalidades do aplicativo: Contratar programadores e social media Criar, na interface do aplicativo, uma parte onde seria possível ter dicas e receitas dos próprios produtores. Assim, o cliente teria uma possibilidade maior de não esquecer do aplicativo. Disponibilizar um meio de chat entre usuários, entre produtores e entre usuários e produtores. Entre usuários, poderiam ser trocadas ideias para receitas e recomendações de produtos. Entre consumidores e produtores poderia haver elogios para o produto, estimulando os produtores, ou críticas, para que o alimento fosse melhor escolhido, por exemplo. Entre produtores, haveria uma possibilidade de interação para conversarem sobre como está a produção de cada um. Além disso, um meio de avaliar a qualidade do produto, tempo de entrega, qualidade do serviço, no próprio aplicativo. Por exemplo, poderia existir uma forma de avaliar os produtos de um produtor, dando uma nota para ele de 1 a 5, assim como é feito no aplicativo Uber. Poderia ser avaliado a disponibilidade do produtor de conversar no aplicativo, o modo que ele responde e a qualidade do produto.

57


8.2 Ações para intensificar as ações promocionais: Realizar ações promocionais por meio da rede social Instagram, aonde os seguidores que postarem a melhor foto ao receber/consumir os produtos da Mentha, recebam prêmios das seguintes opções: Brinde: Objeto de pequeno valor no qual aparece estampado o nome da empresa (sacola ecológica); Amostra: Consiste em uma miniatura ou pequena porção de um produto (cestinha de orgânicos); Cupom: Certificado que oferece um desconto no preço de um produto. Além disso, criar ações promocionais fixas e específicas: Aniversário da empresa com preços ou condições especiais por ocasião do aniversário; Aniversário do cliente com uma vantagem ou um desconto aos aniversariantes do dia e apresente um amigo, com vantagens para seus clientes que indicam para amigos consumirem.

8.3 Ações para divulgar o aplicativo: Contratar um social media para gerenciar as páginas de redes sociais; Custo de R$ 600,00 reais mensalmente. Produzir um vídeo explicando o que é a Mentha e qual o seu conceito, com participação dos criadores, produtores e consumidores, para circular no Facebook e Youtube. Enviar um ''kit'' de orgânicos (R$ 40,00 reais) à blogueiras e influenciadores digitais da região de Porto Alegre/RS:

Julia Cardones, modelo e estudante de nutrição na PUCRS com 51,5K de seguidores no Instagram. Possui grande influência em jovens que gostam de cuidar da saúde.

58


Aline Strunkis, nutricionista da clínica Strunkis, possui 29k seguidores no Instagram, vista em diversos programas nutricionais de Tv e colunas de saúde em revistas. Grande influenciadora para um público saudável de todas as idades.

Ana Carolina Bragança, nutricionista e diretora da clínica Nutrissoma, influenciadora digital com 14,6K de seguidores.

Jéssica Stein, nutricionista de vegetarianos na clínica Nutrissoma, influenciadora digital com 13,2K de seguidores. 59


Realizar parcerias com bancas do mercado público de Porto Alegre, que é localizado numa área de fácil acesso, com fluxo intenso de pessoas diariamente, preços acessíveis a todos e com propostas orgânicas parecidas e vendas de produtos semelhantes aos da Mentha. Bancas do mercado a realizar as parcerias: •

Ponto Certo – Box 7;

Banda 12 - armazém de produtos naturais;

Banca 13 – Pozzebon;

Armazém do Mercado;

60


Armazém Metropolitano.

Todas estas bancas têm características semelhantes a Mentha e podem ser realizadas parcerias, já que todas elas visam consumo de produtos naturais e orgânicos.

Restaurante Bonobo Realizar também, parceria com o restaurante vegano de Porto Alegre Bonobo, que tem como idéia mostrar que é possível comer bem sem agredir o meio ambiente e os animais. O restaurante utiliza quase todos seus alimentos orgânicos, como farinha de trigo, açúcar , arroz, feijão, grão-de-bico, a couve, o limão, as bananas, as cebolas, o vinagre e alguns outros ingredientes. A idéia é o restaurante preparar alguns pratos e refeições com parceria da Mentha, através de seus produtos e alimentos.

61


9.

REFERÊNCIAS

http://www2.portoalegre.rs.gov.br http://www.oemporiodobem.com.br http://www.cestafeiraorganicos.com.br http://freshorganicos.com.br http://www.quitandavirtual.com.br/ www.raizs.com.br https://www.mercadodosorganicos.com.br/ http://www.triboviva.com.br/ www.agricultura.gov.br/assuntos/sustentabilidade/organicos HIGASHI, T. Agrotóxicos e a saúde humana. Agroecologia Hoje. Ano II, N. 12, Dezembro 2001 http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/campo-e-lavoura/noticia/2017/03/imunes-a-crisemunicipios-ligados-a-agropecuaria-mantem-expansao-das-vagas-de-emprego9739961.html https://oglobo.globo.com/economia/os-setores-que-mais-demitiram-em-201518861961 http://g1.globo.com/economia/noticia/55-das-cidades-fecharam-vagas-em-2016-vejaas-que-mais-demitiram-e-contrataram.ghtml https://noticias.terra.com.br/dino/gauchos-procuram-cada-vez-mais-por-alimentosorganicos,d95cfd3ec862edaa84352919454524a1gkj680bh.html http://zh.clicrbs.com.br/rs/opiniao/colunistas/gisele-loeblein/noticia/2017/03/cerca-de40-dos-gauchos-incluem-produtos-organicos-em-seus-pratos-9755541.html http://www.ipd.org.br/upload/tiny_mce/Pesquisa_de_Mercado_Interno_de_Produtos_O rganicos.pdf http://www.brasil.gov.br/economia-e-emprego/2015/10/agricultura-organica-devemovimentar-r-2-5-bi-em-2016 http://www.gastronomiaverde.com.br/site/index.php?option=com_content&view=article &id=203:economia-expande-se-o-mercado-global-de-alimentosorganicos&catid=35:news&Itemid=54 https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/artigos/o-mercado-para-os-produtosorganicos-esta-aquecido,5f48897d3f94e410VgnVCM1000003b74010aRCRD www.vivacomorganicos.com.br http://www.canalrural.com.br/noticias/agricultura/consumo-alimentos-organicos-crescesetor-busca-mais-produtividade-32532 http://www.organicsnet.com.br/2016/01/mercado-de-organicos-cresce-o-dobro-nobrasil/ 62


http://www.agricultura.gov.br/assuntos/sustentabilidade/organicos http://www2.portoalegre.rs.gov.br/turismo/default.php?p_secao=260 http://vamoscomermelhor.com.br/category/mapa-de-cultivo/ http://blog.branco.com.br/as-principais-pragas-que-atacam-plantacoes/ http://www.gazetadopovo.com.br/agronegocio http://www.portalsaofrancisco.com.br/meio-ambiente/produtos-organicos http://www.brasil.gov.br/economia-e-emprego/2015/10/agricultura-organica-devemovimentar-r-2-5-bi-em-2016 http://www.ipd.org.br/upload/tiny_mce/Pesquisa_de_Mercado_Interno_de_Produtos_O rganicos.pdf http://www.ipd.org.br/upload/tiny_mce/Pesquisa_de_Mercado_Interno_de_Produtos_O rganicos.pdf http://blogs.canalrural.com.br/danieldias/2016/06/10/agricultura-organica-no-brasilesta-crescendo-30-ao-ano-e-movimentando-r25-bilhoes-vejam-as-oportunidades/ https://pt.wikipedia.org/wiki/Demografia_do_Brasil#Expectativa_de_vida

63

Planejamento de Marketing - Mentha Orgânicos  

Trabalho realizado para a cadeira de Planejamento de Marketing em Publicidade e Propaganda, do curso de Publicidade e Propaganda da PUCRS, m...

Planejamento de Marketing - Mentha Orgânicos  

Trabalho realizado para a cadeira de Planejamento de Marketing em Publicidade e Propaganda, do curso de Publicidade e Propaganda da PUCRS, m...

Advertisement