Issuu on Google+

Quem é o viajante brasileiro? Pesquisa inédita CNC | VT | Ibope

Material apresentado na ABAV – Feira das Américas, em 20 de outubro de 2011

Realização

Apoio

Coordenação Editorial


O prêmio Viagem e Turismo – A Escolha do Leitor Ao longo de dez anos, o Prêmio Viagem e Turismo – a escolha do leitor se consolidou como referência do setor no Brasil, com divulgação anual dos melhores destinos, serviços e estabelecimentos para o turista brasileiro, tanto no país quanto no exterior, segundo a opinião dos leitores da revista Viagem e Turismo.

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

2


O prêmio Viagem e Turismo – a escolha do leitor

Em sua 11ª edição, a premiação inaugura uma nova etapa, ainda mais fiel às experiências dos leitores. Pela primeira vez, a pesquisa é realizada pelo Ibope Inteligência, responsável pela criação de uma nova metodologia, pela coleta dos dados em ambiente seguro e pela tabulação dos resultados.

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

3


O prêmio Viagem e Turismo – a escolha do leitor

Principais mudanças

Metodologia que considera não apenas votos absolutos, mas principalmente avaliações detalhadas de diversos atributos

Realização

Sistema de filtros para Pesquisa realizada separar votos de recall em duas fases e aspiracionais, permitindo um resultado mais calibrado com a experiência real do viajante

Apoio

Coordenação Editorial

4


O prêmio Viagem e Turismo – a escolha do leitor

Primeira fase

segunda fase

• Perfil detalhado dos votantes

Atribuição de notas aos finalistas

• Hábitos de viagem

em 33 categorias

• Votação aberta em 33 categorias • Ranqueamento das características mais

importantes na tomada de decisão por um

destino, serviço ou estabelecimento

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

5


O prêmio Viagem e Turismo – a escolha do leitor

Realizado em ambiente seguro do Ibope entre 1º de junho e 7 de setembro de 2011, o Prêmio VT - A Escolha do Leitor reuniu opiniões de mais de 10 mil pessoas acerca de 1.200 variáveis, entre perfil do turista, hábitos de viagem e avaliação de concorrentes nas 33 categorias.

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

6


O prêmio Viagem e Turismo – a escolha do leitor

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

7


O prêmio Viagem e Turismo – a escolha do leitor

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

8


O prêmio Viagem e Turismo – a escolha do leitor

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

9


O prêmio Viagem e Turismo – a escolha do leitor

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

10


Perfil do turista brasileiro e hábitos de viagem Na primeira fase do Prêmio VT - A Escolha do Leitor, foram colhidas informações que permitem compor um retrato aprofundado do turista brasileiro hoje, incluindo segmentação por perfil demográfico e sócio-cultural.

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

11


Perfil do turista brasileiro e hábitos de viagem

Informações mais

>> Com que frequência viaja

relevantes e atuais

>> Com quem viaja

acerca de quem

>> Como escolhe seus destinos

está viajando

>> Os tipos de destinos, serviços

hoje no Brasil

e opções de hospedagem preferidos

>> Fatores que mais pesam na decisão DE um destino, serviço,

Uma compilação de informações preciosas em um momento de promessas reais de crescimento do setor

OU estabelecimento

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

12


Cenário atual do turismo brasileiro: breve panorama

Com a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 no horizonte e o aumento do poder de compra da classe C, estamos em um momento de grandes oportunidades.

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

13


Só em infraestrutura há a previsão investimentos de R$ 23,47 bilhões de até 2014 – R$ 11,47 bilhões em mobilidade urbana, R$ 5,7 bilhões em estádios, R$ 5,56 bilhões em aeroportos e R$ 740 milhões em portos.

Realização

Na recessão que em 2009 derrubou em 3,4% o PIB dos países desenvolvidos, a economia brasileira caiu apenas 0,2% – para no ano seguinte crescer 7,5%.

De 2005 a 2010, tivemos um aumento de 62% da classe C (101,7 milhões de pessoas) e de 60% da classe AB (42,2 milhões de pessoas).

o turismo brasileiro tem tudo para ocupar novos espaços antes reservados aos países desenvolvidos

Apoio

Coordenação Editorial

14


Com a ascensão social

Mais famílias brasileiras querem

O setor nunca esteve tão forte.

do brasileiro, o número

viajar: segundo a sondagem

Segundo a 7ª pesquisa anual

de viagens domésticas

de expectativas do consumidor

de conjuntura econômica do

aumentou em 34%:

elaborada pela FGV nas sete

turismo, o faturamento cresceu

de 138,71 milhões

principais capitais emissoras de

para 97% das empresas do

de viagens, subimos

turistas, 30,8% dos pesquisados

setor consultadas, e se manteve

para 186,05 milhões.

disseram em maio de 2011 estar

estável para 3%. A expectativa é

(fonte: Fipe Depes/MTur)

dispostos a viajar nos próximos

que o faturamento de 2011 feche

seis meses – contra 22,4% na

15,7% acima daquele de 2010.

pesquisa do ano anterior.

(fonte: FGV/MTur)

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

15


Cenário atual do turismo brasileiro

Este crescimento, no entanto, traz quatro dificuldades identificadas pelo Ministério do Turismo – que devem ser vencidas até 2014

>> Cobertura do sistema de transportes aéreo e limitações da infraestrutura aeroportuária >> Precariedade na oferta de serviços básicos em muitos destinos nacionais >> Baixa estruturação de atrativos turísticos >> Déficit da balança comercial do turismo

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

16


Prêmio VT – primeira fase – perfil do turista brasileiro

6.115 entrevistas em 17 estados e no Distrito federal realizadas de 1º de junho a 20 de julho de 2011.

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

17


Quem é ESTE TURISTA?

Faixa etária

Classe social %

51 anos ou mais

41 a 50 anos

19%

22%

24%

34%

18 a 30 anos

31 a 40 anos

%

Classe A

Realização

%

Apoio

Classe B

Classe C

%

Classes D/E

Coordenação Editorial

18


Quem é ESTE TURISTA?

62%

Com quem viaja

são casados

50%

Amigos

Família

têm filhos

Realização

Apoio

31%

62%

12%

55%

Sozinho (a)

Cônjuge ou namorado (a)

Coordenação Editorial

19


Quem é ESTE TURISTA?

Frequência de viagem 41%

2 vezes por ano é a média, mas 41% viajam 3 vezes

36%

ou mais no período

19% Entre as classes C, D e E, no entanto,

4% 3 vezes ou mais por ano

2 vezes por ano

1 vez por ano

Realização

a frequência é menor: 49% viajam

Menos de 1 vez por ano

uma vez ou menos por ano.

Apoio

Coordenação Editorial

20


Quem é ESTE TURISTA?

Destinos preferidos

81%

35%

dos entrevistados já viajaram para o exterior

Realização

30%

9% Praias

Grandes cidades/ capitais

Apoio

Resorts

9%

5%

Destinos Cruzeiros de inverno

Coordenação Editorial

21


Quem é ESTE TURISTA?

Nos últimos cinco anos

Entre os entrevistados das classes C, D e E, a

94% utilizaram companhias aéreas 82% hospedaram-se em redes de hotéis

utilização da maioria desses serviços é proporcionalmente

73% compraram pacotes turísticos

menor, mas significativa:

57% alugaram automóveis

se hospedaram

45% viajaram com companhias de ônibus

em hotéis de rede

Realização

Apoio

74% voaram e 53%

Coordenação Editorial

22


Quem é ESTE TURISTA?

Fontes de planejamento de viagem Revistas de viagem são o meio mais comum de informação para o turista, com 36% de menções.

Realização

A internet tem grande espaço também: 34% recorrem a sites e blogs para buscar informações.

Apoio

Operadoras de viagens aparecem em 3º lugar, com 13% das menções.

Coordenação Editorial

23


O que é mais importante na hora de escolher um destino ou serviço?

qualidade

preço

conforto

serviçolazerespecialização beleza localização confiabilidade

infraestrutura

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

24


Para cada uma das 33 categorias de concorrentes ao Prêmio VT, foi pedido aos participantes que colocassem em ordem de importância os fatores que mais pesam na hora de se decidir por um destino ou serviço. Assim, foi possível levantar um panorama detalhado daquilo que é importante para o turista brasileiro. A seguir, alguns dados que saltam aos olhos.

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

25


Beleza é fundamental Ao decidir o destino de uma viagem, tanto no Brasil quanto no exterior, a maioria dos eleitores declarou que a BELEZA é o que mais importa no momento de escolher para onde viajar, na maioria das categorias – à frente de atributos como hospitalidade, infraestrutura, segurança, compras, vida noturna.

NO BRASIL

NO EXTERIOR

Cidade 47% Destino de ecoturismo 44% Destino de inverno 64% Praia 59%

País 33% Cidade 57% Destino de praia 63% Destino de ecoturismo 54% Estação de esqui no hemisfério norte 44% Estação de esqui no hemisfério sul 47%

BASE: Brasil: 6.115 entrevistados (cidade), 2.561 (ecoturismo), 3.930 (destino de inverno), 5.837 (praia) No exterior: 4.965 (país), 4.965 (cidade), 3.301 (praia), 1.231 (ecoturismo), 2.096 (estação de esqui no hemisfério norte e no hemisfério sul)

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

26


RESORTS Entre os participantes que se hospedaram em resorts nos últimos cinco anos, os fatores mais importantes para a escolha do estabelecimento, seja na praia ou no interior, foram as atividades

Nem por isso a localização fica de lado: é fator mais importante para 26% dos frequentadores de resorts de praia e 18% de quem se hospedou recentemente em resorts no interior.

e a infraestrutura de lazer. para 27% dos entrevistados que frequentaram resorts de praia e para 34% dos frequentadores de resorts de campo, termas, interior ou selva.

Em terceiro lugar nas duas categorias aparece o preço, que pesa mais para 13% dos participantes – tanto entre quem se hospedou na praia quanto em resorts no interior. A comida é a característica de menor relevância: apenas 3% (praia) e 4% (campo) a consideram o fator mais decisivo.

BASE: 2.963 entrevistados (Resorts de praia) 2.118 entrevistados (Resorts de campo)

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

27


HOTÉIS Já na escolha de hotel no Brasil, o que mais vale é a localização (para 35% dos entrevistados), seguida da qualidade dos quartos (com 21% da preferência) e do preço (para 19% da amostra).

Um dado digno de nota: a preocupação com o meio ambiente foi apontada como principal fator de decisão para 4% dos entrevistados, à frente da gastronomia, fator mais relevante para apenas 2% dos entrevistados.

Já Na escolha de hotéis de rede, o que mais pesa é o preço (41%) e quartos (23%) BASE: 5.019 entrevistados

BASE: 5.582 entrevistados

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

28


companhias aéreas Na decisão de companhia aérea nacional, o que mais importa para o leitor de VT é o preço (apontado por 48% dos participantes como o fator de maior importância).

Pontualidade fica em segundo lugar, mas bem atrás, com 12%, seguido de programa de milhagem (11%).

A importância maior atribuída ao quesito preço se repete na escolha de companhias aéreas estrangeiras (é o principal para 44% dos eleitores), seguido de conforto (para 16%).

O preço é também o fator mais importante na escolha de locadora de automóveis, para 67% dos entrevistados BASE: 3.471 entrevistados

BASE: 5.766 entrevistados

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

29


operadoras de viagem

Confiabilidade é a palavra-chave para 35% dos entrevistados.

Preço é o segundo fator de decisão pela operadora (mais importante para 28% dos entrevistados).

Atendimento e opções de pacotes aparecem empatados com 14% das menções cada um.

Confiabilidade também é atributo-líder no segmento de operadoras de luxo e ecoturismo. BASE: 1.038 entrevistados (luxo) 1.086 (ecoturismo)

BASE: 4.490 entrevistados

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

30


cruzeiros Para eleger um navio de cruzeiro, o mais importante é o itinerário, para 37% dos entrevistados.

Bem mais que preço, o segundo colocado (24%).

Também são bastante valorizadas as atividades e a infraestrutura de lazer (16%) e a qualidade da cabine (13%).

BASE: 2.100 entrevistados

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

31


Os dados que vocês acabaram de ver são um retrato do que pensa o turista brasileiro no oportuno momento atual. A partir deles, é possível diagnosticar pontos sensíveis para melhorias em infraestrutura e serviços, além de vislumbrar um cenário de oportunidades para o turismo nacional.

Realização

Apoio

Coordenação Editorial

32


Ao longo dos próximos anos teremos a oportunidade de realizar novas coletas de dados e construir uma base histórica sobre a evolução do turismo nacional. Acompanhe conosco esse crescimento, que tem tudo para se confirmar.

OBRIGADO Realização

Apoio

Coordenação Editorial

33


Quem é o viajante brasileiro?