Page 1

EDIÇÃO DIGITAL | www.peninsulanet.com.br

Ano 7 - No 88 - Novembro de 2016

NATUREZA EM ALERTA Atropelamento de animais e espancamento de gatos, acontecimentos que mobilizam a Associação e muitos moradores. Defenda também o meio ambiente.

MAUS-TRATOS DE ANIMAIS EM DEFESA DOS BICHOS CAPIVARAS

É crime e dá cadeia. Moradores se mobilizam e procuram os caminhos legais para protegê-los. Atropeladas no entorno da Península. Saiba quais as medidas tomadas para evitar novos acidentes.


O AMERICAS MEDICAL CITY TEM TUDO PARA O SEU DIAGNÓSTICO. • • • • • • •

Laboratório; PET CET; Medicina nuclear; Hemodinâmica; Ressonância; Tomografia; Pacote completo de diagnóstico cardiológico.

Dr. Marcus Vinicius José dos Santos Diretor técnico | CRM: 52-71339-2

Barra da Tijuca | Rio de Janeiro

americasmedicalcity.com.br

Uma cidade para cuidar de você Uma cidade para cuidar de você


4 Editorial

MALTRATAR ANIMAIS É CRIME!

www.peninsulanet.com.br revistapeninsula@peninsulanet.com.br (21) 3325-0342 Revista Península é uma publicação

A

edição de novembro aborda o meio ambiente, com destaque para a fauna local. A Península tem quase 800 mil metros quadrados e um ecossistema rico. Aqui, há desde minúsculos insetos, até o maior roedor das Américas, a capivara. Bandos de aves utilizam o mangue como ninhal, como é o caso das garças-brancas, biguás e marrecos. Outros moradores são os répteis, os peixes, os crustáceos e os moluscos. Muitos saguis se alimentam nas árvores frutíferas e há ainda animais domésticos, como os gatos, que vivem livres na Península.

EDITORA RESPONSÁVEL Tereza Menezes Dalmacio

REPÓRTERES

Infelizmente, o homem coloca toda essa natureza pulsante em risco quando não respeita as diferentes espécies. Há denúncias, na Associação, de espancamento de gatos, moradores que provocam o seu cachorro para atacar gatos, várias capivaras foram atropeladas aqui no entorno e ainda existem adolescentes que também não respeitam a integridade dos felinos.

Aldilene Mafra | Guilherme Cosenza | Sandro Miranda

Quanto ao atropelamento, a ASSAPE já comunicou a Subprefeitura e solicitou a apuração dos fatos. Já sobre os maus-tratos aos animais, órgãos ambientais foram comunicados. Vale lembrar que a legislação é severa, como você terá a oportunidade de conhecer ao longo da edição.

DIREÇÃO DE ARTE/DIAGRAMAÇÃO

FOTOGRAFIA

Hilton Ribeiro

ESTAGIÁRIA DE FOTOGRAFIA Lourrayne Lima

REVISÃO

Laila Silva Rachel Sartori

DESIGN

Allan Pecora | Marcília Almeida Renato Passos

COMERCIAL

Importante: caso presencie alguma situação de maus-tratos a animais, comunique a Associação. Lembrando que a sua identidade será preservada.

(21) 3471-6799

A maioria dos moradores escolheu a Península como morada para ter esse contato próximo com a fauna e a flora. É lamentável que ainda existam pessoas que não respeitem a vida animal.

www.grupocoruja.com editora@grupocoruja.com.br Av. Armando Lombardi, 205, sls. 211 a 215 Barra da Tijuca - Rio de Janeiro - RJ

Declaração Universal dos Direitos dos Animais 1 - Todos os animais têm o mesmo direito à vida. 2 - Todos os animais têm direito ao respeito e à proteção do homem. 3 - Nenhum animal deve ser maltratado. 4 - Todos os animais selvagens têm o direito de viver livres no seu habitat. 5 - O animal que o homem escolher para ser seu companheiro não deve ser abandonado. 6 - Nenhum animal deve ser usado em experiências que lhe causem dor. 7 - Todo ato que põe em risco a vida de um animal é um crime contra a vida. 8 - A poluição e a destruição do meio ambiente são considerados crimes contra os animais. 9 - Os diretos dos animais devem ser defendidos por lei. 10 - O homem deve ser educado desde a infância para observar, respeitar e compreender os animais.


18 SUMÁRIO 10 ASSAPE em Ação 16 Atenção: animais na pista 18 Meio ambiente 24 Vôlei 28 Acervo cultural 36 Porta-Retrato 40 Futebol

40

28

36


10 ASSAPE EM AÇÃO

EM DEFESA DOS ANIMAIS A

na Beatriz Fischman (Península Life) mora há 2 anos e meio no condomínio e é dona de um gato. A moradora conta que sempre gostou de bichos. “Desde que vim pra cá, soube das ações da Associação Amigos da Península (ASSAPE) e fiquei muito feliz em saber que ela dá suporte à alimentação, castração e veterinário dos felinos. Mas, por outro lado, fiquei sabendo também de vários casos

de maus-tratos a animais, principalmente de gatos. Como sou protetora, comecei a entender melhor a situação e conheci outras moradoras, também protetoras. Por isso, nós criamos um grupo nas redes sociais. Lá, tratamos de todos os assuntos pertinentes ao condomínio. Nele são divulgados os episódios de maus-tratos e que, infelizmente, são frequentes. Desta forma, as notícias correm rápido;

aliás, o grupo é muito representativo”, conta. Há aproximadamente 4 ou 5 meses, apareceu um gambá com fraturas sérias. Ana Beatriz explicou que ele estava junto à carcaça da família. Em seguida, foi levado ao veterinário da Península, mas pelas feridas, tudo indica que não tenha sido ataque de outro animal. Ele foi encontrado numa área próxima ao Saint Barth.

Ana Beatriz (Península Life).


ASSAPE EM AÇÃO 11

Outro caso que chamou a atenção do grupo foi de uma gata que levou chutes, mas teve os cuidados necessários e ganhou um lar. “Dentro do possível, tentamos dar uma vida diferente a esses animais. Outra ação nesse sentido é o controle do número de gatos. Nós até assumimos, por um período, o pagamento da castração de alguns deles”, comenta. Em paralelo às ações da ASSAPE, o grupo trabalha em cima da resistência de alguns moradores aos felinos. “Nós não podemos compactuar com casos de intolerância a animais e nós não podemos ser coniventes com esse tipo de atitude. Maltratar animal é crime. Com o objetivo de orientar crianças e adolescentes, temos o desejo de realizar ações educativas para que, desde cedo, eles sejam pessoas mais conscientes e que respeitem os animais”, salienta Ana Beatriz.


12 ASSAPE EM AÇÃO

LUTA PERMANENTE Q

uando indagada sobre a preocupação com os animais começou em sua vida, Cristina Tavares sorri e responde: “desde que nasci”. A moradora do Via Privilège ganhou o primeiro cachorro com 1 ano de idade. A partir daí iniciou uma paixão sem fim: “o bicho só nos dá amor, não tem a maldade do homem”. Justamente por isso, Cristina fica profundamente chocada quando se vê diante de um caso que envolve violência contra animais. Ela relata um episódio que lamentavelmente culminou com a morte cruel de um gato no condomínio: “no dia 5 de outubro, havia três adolescentes no Lagoon Park. Um deles estava com um bastão de beisebol dando pancadas nos gatos”. No dia 9, por volta das 14h, ela soube que o ato teve uma consequência grave: “eu tinha voltado do almoço, quando soube que havia um gato todo machucado no Espaço Zen, que fica bem em frente ao

Mondrian. É uma colônia de gatos, que eu alimento no fim do dia. No dia 9, o animal em questão estava com a mandíbula quebrada, o focinho retorcido e muito machucado”.

o gato fugiu outra vez, pois estava cheio de bicheiras. No dia 11, ele entrou aqui no prédio, depois foi para o Mondrian e entrou numa manilha, onde faleceu”, lamenta a moradora.

Cristina acionou então a ASSAPE, que enviou um carrinho com dois funcionários para tentar capturar o gato e cuidar de seus ferimentos. “O bicho devia estar sentindo tanta dor, que ficou arredio e fugiu para a trilha. Coloquei o incidente no grupo do Facebook, e, no dia 10, o gato apareceu mais uma vez e entrou no Mondrian. A ASSAPE veio novamente, mas

Segundo Cristina, no mesmo dia 5, os três adolescentes teriam passado pela banca de jornal que fica em frente ao Via Privilège e deram com o bastão de beisebol nas bolas penduradas na banca. “É um desvio de conduta violento, que não pode acontecer. Foi aberto um procedimento e tem um inquérito correndo na Delegacia de Proteção ao Meio Am-


ASSAPE EM AÇÃO 13 biente. Nós estamos bem instruídos, e as intimações serão devidamente feitas e entregues”, afirma. Ainda de acordo com Cristina, há uma testemunha, que esteve na quadra polivalente, no domingo do dia 9, quando o adolescente do bastão de beisebol chegou falando que tinha acabado de matar um gato. “As pessoas não podem se omitir ao presenciar algo assim, precisam denunciar. Tenho um neto de 13 anos, e não é por ser adolescente que ele faria algo do tipo”, defende ela, antes de deixar um alerta para a consciência de to-

dos. “Você não é obrigado a gostar de gatos, gambás ou outro animal, mas é preciso respeitá-los. É crime fazer maldades contra qualquer um deles. E se

você vive num lugar que é até uma reserva ambiental, tem que ter cuidado. Não pode machucá-los, é algo abominável, inadmissível”, conclui. Cristina Tavares (Via Privilège).

O morador deve registrar a sua denúncia no site da ASSAPE. A Associação dará o devido retorno. www.peninsulanet.com.br


14 ASSAPE EM AÇÃO

MALTRATAR ANIMAIS É CRIME AMBIENTAL DIANTE DOS ÚLTIMOS ACONTECIMENTOS NA PENÍNSULA, ENVOLVENDO OS MAUS-TRATOS DE ANIMAIS, É IMPORTANTE CONHECER A LEGISLAÇÃO VIGENTE.

N

o país, maltratar animais de qualquer espécie é considerado crime, segundo prevê o Art. 32 da Lei nº 9.605, de 1998, com pena de detenção de três meses a um ano e multa.

Além da violência física, são considerados maus-tratos contra os animais: o abandono em via pública; mantê-lo permanentemente acorrentado; não abrigar do sol e da chuva;

mantê-lo em local pequeno, não higiênico e/ou sem ventilação adequada; não alimentar diariamente; negar assistência ao ferido; obrigar o animal a trabalho excessivo etc.


ASSAPE EM AÇÃO 15

CADA QUAL NO SEU LUGAR A ASSAPE LEMBRA QUE HÁ ESPAÇOS QUE SÃO EXCLUSIVOS DAS CRIANÇAS. COLOCAR CACHORRO PARA PASSEAR NOS BRINQUEDOS INFANTIS É PROIBIDO. ASSIM COMO, DEIXÁ-LOS BEBER ÁGUA NO BEBEDOURO. ATENÇÃO, RESPEITE AS REGRAS DA BOA CONVIVÊNCIA.


16 ASSAPE EM AÇÃO

ATENÇÃO! ANIMAIS NA PISTA! A

s capivaras são vistas frequentemente às margens das lagoas da Barra. Mas muitas vezes se afastam do seu habitat e ganham as ruas do bairro, o que aumenta os riscos de atropelamento e facilita a ação de caçadores. No primeiro domingo de novembro, quatro animais foram atropelados e mortos na Avenida João Cabral de Mello Neto, próximo ao estacionamento do O2. A Associação Amigos da Península (ASSAPE) recebeu reclamações dos moradores sobre o excesso de velocidade na via e, prontamente, enviou um documento à Subprefeitura solicitando a instalação de mecanismos de redução de velocidade no local. Mais segurança para os homens e os animais.

Inea, e Paulo Cesar Becker, Assessor da Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura, para viabilizar também a instalação de placas junto à Lagoa da Tijuca, com avisos sobre a presença dos bichos na via. “Nesse exato momento está acontecendo um genocídio ambiental que a maioria de nossa cidade não está tomando conhecimento. Refiro-me ao Complexo Lagunar da Baixada de Jacarepaguá e em particular à fauna residual que persiste em sobreviver. O caso das capivaras é icônico! Em 24 horas, 6 animais morreram numa única região, sendo que mensalmente são encontradas carcaças desossadas, fruto de caça, boiando nas águas das lagoas. Só este ano encontrei aproximadamente 20 na Barra da Tijuca”, explica Mário.

A ASSAPE também acionou o biólogo Mario Moscatelli, que é parceiro da Associação desde a criação da Península. Moscatelli atendeu a solicitação e se reuniu com Eduardo Lardosa, Gerente de Fauna do

Paulo Cesar Becker (Assessor da Secretaria de Meio Ambiente da Prefeitura), Mario Moscatelli (Biólogo) e Eduardo Lardosa (Gerente de Fauna do Inea).


ASSAPE EM AÇÃO 17 Em resposta às solicitações, Paulo César garantiu que antes do Natal as placas estarão instaladas nos pontos mais críticos entre o Via Parque e o BarraShopping. Já no que diz respeito à instalação dos pardais, ele explica que precisaria de uma concessão. “Mário conhece tudo aqui e nos traz esses casos para que possamos solucionar esses acidentes da melhor maneira possível, mas, é claro, com o apoio da população”, salienta. Aos moradores da Península e motoristas que circulam pela região, Mário faz um alerta: “os condutores que chegarem a 90/100 km na região estão sujeitos a catástrofes, como as que ocorreram recentemente. É preciso ter cuidado, por isso acredito que as placas e os pardais podem ser medidas rápidas, que trarão bons resultados em relação a esses acidentes”.


18 Meio ambiente

A NATUREZA PRECISA DE VOCÊ V

iver cercado pelo verde em uma cidade cosmopolita e na região que mais cresce no Rio, é um privilégio. A Península é um oásis em meio a arranha-céus e trânsito caótico. Um bairro planejado e premiado por sua preocupação ambiental. A Associação trabalha permanentemente pela manutenção e proteção desses 780 mil metros quadrados. E a natureza faz sempre um convite para uma convivência pacífica e amorosa entre todas as espécies. A maioria dos associados recebe esse convite e retribui, preservando cada área. Caminha, pedala ou simplesmente contempla a natureza, sem ferir a fauna e a flora. Todo o ecossistema original foi restaurado, incluindo a recuperação dos

manguezais e da vegetação de restinga. Hoje, a fauna nativa encontra alimento farto na região. “Os manguezais são ecossistemas fundamentais para a manutenção da biodiversidade da zona costeira, pois funcionam como supermercados, maternidades e filtros naturais, por isso são protegidos por tantas leis no Brasil. No entanto, apenas as leis não foram o suficiente para protegê-los. Felizmente, de duas décadas para cá, a luta pelo reconhecimento de sua importância ambiental e a aplicação das leis que o protegem têm gerado a recuperação de inúmeras áreas desse ecossistema. Uma das mais significativas, na Baixada de Jacarepaguá, é a área de man-


Meio ambiente 19 gues que circunda a Península, onde encontram-se abundantemente árvores de mangue-branco, vermelho e negro de dimensões quase inexistentes no resto da cidade do Rio de Janeiro, juntamente com a sua fauna associada”, conta Mário Moscatelli, biólogo. Um trabalho longo da Associação, que levou anos, e que revela seus frutos. E os frutos são, realmente, muitos: pitanga, cajá, sapoti, manga, goiaba, fruta-do-conde, grumixama, carambola, jabuticaba, tamarindo, seriguela, entre outras que estão distribuídas entre dois grandes parques, com 45 mil m² cada, e cinco jardins temáticos. A Península é, sem dúvida, a prova de que é possível existir uma relação equilibrada entre a preservação ambiental e a ocupação urbana.

Clinica Dermatológica Fernanda Sanchez (Dermatologia & Estética Facial e Corporal)

Tratamentos Dermatológicos: Doenças de pele, cabelos e unhas • Retirada de pequenas lesões • Mesoterapia para calvície Tratamentos Estéticos Faciais: Limpeza de pele • Revitalização facial Skinceuticals® • Peelings químicos • Botox® • Preenchimentos com Ácido Hialurônico (rugas, lábios, olheiras) e Preenchimentos com Juvéderm Voluma (maçãs do rosto, queixo e mandíbula) • Sculptra® (estímulo de colágeno) • Microagulhamento para tratamento de rugas, cicatrizes e manchas • Luz intensa pulsada (manchas, olheiras e vasos) • Laser CO² fracionado (rejuvenescimento e cicatrizes) • Radiofrequência EXILIS® (Flacidez de face, pescoço, pálpebras e redução de Papada) Tratamentos Corporais: Massagens relaxante, modeladora e turbinada • Drenodetox • Lipo Enzimática com lipossomas de girassol • Mesoterapia para estrias, celulite e gordura localizada • Drenagem linfática • Acupuntura • Depilação a laser • Radiofrequência EXILIS® (flacidez corporal, abdomen pós parto, gordura localizada e rejuvenescimento íntimo)

Atendimentos: Particulares e Convênios (Unimed, Real Grandeza e Mútua dos Magistrados) Dra Fernanda Sanchez (CRM : 52.72125-5) Título de Especialista em Dermatologia pela UERJ (RQE: 11765) Membro Titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) www.fernandasanchez.com.br Siga-nos nas redes sociais

Clinica Dermatológica Fernanda Sanchez @fesanchezdermato

CEO (Corporate Executive Offices) (21)

3566-0722 / 99612-5094

Av. João Cabral de Mello Neto 850, sala 201 - Bloco 2 Ao lado da Entrada 2 (Península)


20 Meio ambiente

E quando alguma coisa não dá certo, é por culpa do homem, que não respeita o próprio habitat e não percebe que é apenas mais um elemento desse universo, e não dono dele. Assim, fere outras espécies, burla a lei e acaba cometendo crimes. Uma grande perda para todos os envolvidos. Que você associado, que escolheu esse espaço protegido como morada, seja mais um vigilante na proteção. Denuncie, entre em contato com a ASSAPE e registre qualquer irregularidade. A Península conta com você!


22 Meio ambiente

Renata Rodrigues de Oliveira vive na Península há 11 anos. A moradora do Monet gosta de fazer caminhadas, principalmente na trilha, aproveitando o contato com a natureza e a vegetação exuberante enquanto se exercita.

O casal Cristiano e Fabiane Lajoia gosta de aproveitar os bons momentos ao ar livre juntos. Moradores do Via Privilège, eles caminham quase todos os dias, desfrutando da paz e tranquilidade por morar em um lugar arborizado e com temperatura amena.

Janete Ferreira, moradora do Style, adora passear com Victor Hugo, de 3 anos e 6 meses. “Aqui tem muito espaço para ele brincar”, afirmou ela, que também gosta de praticar exercícios admirando a paisagem da Península.


Meio ambiente 23

Aos 82 anos de idade, Jandyr Espírito Santo, do Green Lake, esbanja vitalidade e simpatia. “Há um ano eu me mudei da zona sul para cá, e estou muito feliz. Aqui é um paraíso. Cuido da minha saúde e caminho sempre”, disse ele, antes de comer um refrescante açaí.

Um momento simples, brincando com os filhos no gramado, é motivo de grande alegria para Aline Martins, mãe de Alekxander (7 meses), e para a amiga Isabelle Vechi, mãe de Noah (4 meses) e Lara (7 meses). Uma voltinha pelo parque, quando saem do Saint Barth, é sempre bem-vinda.

Eliane Cardoso mora há 9 anos no Quintas da Península. Ela está sempre acompanhada de seus escudeiros, Simbad e Dimba, pai e filho. A preservação do meio ambiente é uma preocupação da moradora, que faz a sua parte para que tudo esteja limpo e bem conservado.


24 Vôlei

ESCOLA DE CAMPEÕES A

turma mais jovem não conhece o Bernardinho jogador. Ele foi levantador, de 1972 até 1988, em vários e clubes e também na seleção brasileira. Nas Olimpíadas de 1984, em Los Angeles, conquistou a medalha de prata; o seu maior feito como jogador. Mas fora das quadras, as conquistas são absolutas: caminhada longa e coroada. Foi auxiliar técnico em Seul, em 1988. Em 1993 passou a comandar a seleção brasileira feminina, onde conquistou duas medalhas de bronze nas Olimpíadas de Atlanta, em 1996, e Sidney, em 2000. Em 2001, assumiu a seleção masculina. Com ela, conquistou, por diversas vezes, os principais títulos disputados no circuito mundial, incluindo quatro medalhas olímpicas consecutivas, sendo duas de ouro, em Atenas, em 2004, e no Rio de Janeiro, em 2016, e duas de prata, em Pequim 2008 e Londres 2012. Além da medalha de ouro no Pan-Americano do Rio de Janeiro, em 2007. Com sete

medalhas olímpicas, sendo uma como jogador e seis como técnico, Bernardinho é o brasileiro com o maior número de medalhas em Olimpíadas. Em casa, a consagração: medalha de ouro nas Olimpíadas 2016. Bernardinho acredita que conhecimento se passa e não se guarda. E a escolinha que leva o seu nome, vem formando mais que futuros campeões, forma cidadãos. Disciplina, superação, cooperação e responsabilidade estão presentes nos fundamentos da escola. Outra campeã e parceira da escola é a ex-jogadora Fabi, bi-campeã olímpica. Essas duas feras trabalham com equipes preparadas por eles e que ministram aulas em diversos locais no Rio. Em 2017, o morador terá a oportunidade de ingressar na Escola de Vôlei do Bernardinho, aqui mesmo, na Península. Aulas para crianças a partir de 7 anos e também para adultos. Aguarde mais informações.


VĂ´lei 25

Dois grandes nomes do vĂ´lei brasileiro: Bernardinho e Fabi.


28 Acervo Cultural

OBRAS QUE VALORIZAM O SEU PATRIMÔNIO A

Península possui o maior acervo cultural a céu aberto do Rio de Janeiro. Passeando pela área, você vai se deparar com obras de Franz Weissmann, um dos mais significativos artistas do século 20, assim como outros nomes de relevância no cenário cultural: Zélia Salgado, Sonia Ebling, Ascânio MMM, Emanoel Araújo, Caciporé Torres, Evan-

dro Carneiro, Rubem Gerchman, Vera Torres, Nicolas Vlavianos e Mario Agostinelli. No Jardim das Esculturas podem ser admiradas réplicas de criadores imortais, como o italiano Gian Lorenzo Bernini (1598-1680). O verde e a arte se misturam, acrescentando mais valor ao seu patrimônio.


Acervo Cultural 29


30 Acervo Cultural

Há pouco mais de um ano, muitas peças passaram por restauração. É que com o passar do tempo, as obras sofrem com a ação das intempéries, que danificam o material. Hoje está tudo perfeito. E para agregar ainda mais beleza à Península, foram instados projetores de LED. A iluminação direta trouxe mais beleza, quase uma poesia. Vale conferir o resultado. Todas as noites os projetores são ligados, trazendo um ar bucólico para quem caminha em meio a tanta arte.


Acervo Cultural 31


32 Acervo Cultural

O acervo cultural da Península é rico, grandioso e valoriza o seu imóvel. Ao todo, são 127 obras. Foram mais de dois milhões de reais investidos na época da aquisição. Investimento que é cuidado, protegido e recuperado, para se manter fiel às características de cada peça.


QUALIDADE DE VIDA PODE SER PARA VIDA TODA Cuidados domiciliares para a TERCEIRA IDADE auxilio com alimentação e higiene pessoal; organização e escolha de vestuários; administração de medicamentos; acompanhamentos para lazer; aferição da pressão e verificação dos níveis de glicose; carinho e cuidado para todos os momentos.

ATENDIMENTO EM TODO O RIO DE JANEIRO

Ligue (21) 3734-6381 dolceviverehome.com.br

DOLCEVIVERE HOME

Foco total na TERCEIRA IDADE.

MAIOR EXPERIÊNCIA MELHOR ATENDIMENTO.

MARKETMED

-


CLUBE DE BENEFÍCIOS DA ASSAPE A Associação apresenta algumas empresas que oferecem descontos em serviços ou produtos para o morador da Península. Para usufruir dos benefícios, basta apresentar a carteirinha da ASSAPE. O morador também pode indicar a empresa que desejar para fazer parte do Clube, oferecendo prêmios, descontos ou vantagens para o cliente Península. Lembramos que são fechadas somente as parcerias que não contrariam o Estatuto, o Regulamento Interno e o Código de Ética da Associação. Mais informações pelo telefone 3325-0342, das 9h às 18h.


*Consulte o Guia Comercial em penĂ­nsulanet.com.br e descubra os descontos para moradores da PenĂ­nsula.


36 Porta-Retrato

COMO É QUE O BOM VELHINHO NÃO SE ESQUECE DE NINGUÉM A PENÍNSULA É UM DESSES LUGARES EM QUE A TRANQUILIDADE E A PAZ ESTÃO EM CADA ESQUINA. VIVER AQUI É DESFRUTAR DO BOM, DO BELO E FAZER O MELHOR ÁLBUM DE FOTOGRAFIA. CONFIRA.

Heitor (3 anos) e Arthur (7 anos) passeavam com a mãe, Daiani Queiroz (Saint Barth), e pararam para conversar com a nossa equipe. Eles já sabem o que vão pedir na cartinha para o Papai Noel: Heitor quer um avião elétrico e Arthur quer uma bike. “Lá em casa, o bom velhinho costuma aparecer entre nove e dez da noite. Deixamos frutas para que ele sinta-se bem acolhido. Por onde passa, ele deixa rastros, derruba as cadeiras e faz uma bagunça”, explica a mãe, já no clima natalino.

TRATAMENTOS -Doenças da pele, cabelos e unhas -Dermatologia Pediátrica, adulto e senil -Cirurgias Dermatológicas (Retirada de pequenas lesões de pele) - Acne e cicatrizes -Manchas e melasma -Rejuvenescimento (Toxina botulínica, preenchimento de rugas, lábios etc) -Peeling de cristal e químicos (Clareamento de manchas, revitalização do tecido, estrias etc) -Tratamentos corporais (estrias, celulite e flacidez) - Microagulhamento (cicatriz, estrias e rejuvenescimento) -Depilação a laser -LIP - luz Intensa Pulsada -Laser de CO2 fracionado CONVÊNIOS CRM 5271245-0/ RQE 10276 CRM 52741876/ RQE 10462

Unimed, Petrobras, Tempo Saúde, Golden Cross e outros karenekeniaazevedo www.karenekeniaazevedo.com.br


Porta-Retrato 37

Já Carlos Fernando Leandro (Península Way) confessa que, ano passado, o filho, Fernando (7 anos), ficou triste por não participar da festa de Natal do condomínio. Mesmo não participando do evento, o garoto foi lembrado pelo Papai Noel, que o presenteou com um Playstation. “Este ano, quem sabe não ganho uma viagem pra Disney?”, comenta Fernando.

Ao lado do pai, Julio Cesar Perez, Enzo (5 anos) conta que este ano sonha em ganhar do bom velhinho um celular para caçar Pokémon. O menino está ansioso pela chegada do Papai Noel. “Apesar de todo apelo comercial que a figura representa, eu a acho fundamental no crescimento das crianças. Até nós, adultos, ficamos atentos a esse encontro para ver a emoção nos olhos dos pequenos. Esse é o momento mais esperado do ano”, confessa o pai.

Transporte ecológico com qualidade de vida para seu animal Pet shop: rações, medicamentos, acessórios... Banho e tosa Consultório veterinário: clínica geral e especialidades, vacinas,exames... Delivery

DENTRO DO CONDOMÍNIO PENÍNSULA

Av dos Flamboyants da Península, 855 loja 111 - Península Open Mall - Barra da Tijuca (21) 2408-4680/2408-4843/98420-9619/98420-9620 contato@bichoperfeito.com.br


38 Porta-Retrato

Reinaldo Martins (360 On The Park) acompanhava o treino de seu filho mais velho, Thiago (9 anos), ao lado do mais novo, Gabriel (5 anos). Os dois são apaixonados por futebol. O menor disse que o jogador de futebol Neymar, do Barcelona, é o ídolo dele e vai pedir na cartinha deste ano uma chuteira nova para as partidas do ano que vem. Já o irmão inovou e vai querer um overboard, uma espécie de skate elétrico para se divertir por ai.

Enquanto passeava de patinete com o Pedro (5 anos), Felipe Martins (Saint Martin) procurava saber o que o filhão vai querer de Natal. Como foi um bom menino e se comportou direitinho, merece um presente.

Assim como Reinaldo, os avós, Regina Torres e Augusto Panaro, acompanhavam o treino do neto, João Pedro (9 anos), morador do Península Life. “Este ano, na minha cartinha, vou pedir uma viagem para os Estados Unidos e que toda a minha família vá comigo. Gosto muito da festa de Natal que acontece aqui e fico aguardando pela descida do Papai Noel de helicóptero”, conta João.

Na compra de um você ganha descontos imbatíveis para adicionar ao seu par de lentes


Porta-Retrato 39

Julio Cesar Alves (Fit) já sabe o que o filho, Thiago (3 anos), vai querer do Papai Noel: uma bicicleta, para pedalar bastante pelos parques e trilhas da Península.

Entre um Pokémon capturado aqui e outro ali, Bernardo (9 anos) pediu ao papai Flávio Eduardo Corrêa (Saint Martin) um presente de gente grande: um iPhone 6. Essa geração conectada não cansa de nos surpreender!

Victor Hugo Marussi e a esposa, Janine (Saint Martin), alternam entre a vida em São Paulo e Rio, mas escolheram passar as festas de fim de ano ao lado dos filhos, Gabriel (1 ano e 6 meses), e Pedro, que ainda está na barriga da mamãe.


40 Esporte

TREINO FORTE E MUITO DISPUTADO O

crescimento do futebol feminino na Península possibilitou a realização de um amistoso bastante disputado no dia 30 de outubro. Divididas em duas equipes, as jogadoras fizeram uma partida bastante acirrada, que terminou com o placar de 4 x 2 para o time de amarelo. O primeiro tempo foi determinante para o resultado. Mais entrosado, o time

branco encontrou boas oportunidades pelas pontas e caprichou no toque de bola, realizando uma boa variedade de ataques. Entre cruzamentos precisos, passes açucarados e arremates certeiros, o time de amarelo fez 3 x 0. Na etapa final, o equilíbrio foi bem maior, principalmente por conta das mexidas em ambas equipes. Afinal, o importante é que


42 Esporte


Esporte 43 todas estejam no mesmo nível para encarar de igual para igual quaisquer adversárias. O placar final de 4 x 2 foi mais justo pelo esforço que todas as jogadoras apresentaram no jogo-treino, mostrando mais uma vez que as Águias estão no caminho certo.


44 Transporte

LINHA DE ÔNIBUS ATÉ O JARDIM OCEÂNICO 05:30

13:50

05:50

14:10

06:10

14:30

06:30

14:50

06:50

15:10

07:10

15:30

07:30

15:50

07:50

16:10

08:10

16:30

08:30

16:50

08:50

17:10

s Olimpíadas e Paralimpíadas passaram, mas elas deixaram para a cidade algumas melhorias. Elevado do Joá, BRTs, VLTs e o tão sonhado metrô. A mobilidade urbana está melhor, os deslocamentos mais rápidos, o que, consequentemente, influencia na qualidade de vida dos usuários.

09:10

17:30

09:30

17:50

09:50

18:10

10:10

18:30

10:30

18:50

10:50

19:10

Pensando em trazer ainda mais comodidade e facilidade para os moradores do condomínio, a Associação Amigos da Península implantou, desde o dia 19 de setembro, a linha Península-Jardim Oceânico. Ela circulará durante a semana (de segunda a sexta), com curtos intervalos, exceto em feriados.

11:10

19:30

11:30

19:50

11:50

20:10

12:10

20:30

12:30

20:50

A

12:50

21:10

Lembrando que o cumprimento do horário depende do trânsito.

13:10

21:30

13:30

21:50

Obs.: Estamos em fase experimental, efetuando testes e pesquisas sobre a real demanda, conforme aprovado na AGE.

22:00


SEGURANÇA PARA TODOS Use a coleira no seu cão, seja qual for a raça ou o tamanho. Usar a coleira é, acima de tudo, respeito ao próximo. E não esqueça a focinheira para os cães identificados como ferozes.

PROTEJA SEU AMIGO!

PSICANALISTA CLÍNICO

Stress Compulsão Angústia Ansiedade Pânico Depressão Fobia Social Tel.:

98876-9009

O2 Corporate Office, sala 257, Bl. Ecology

Em frente ao Península!


ESTOFADOR EXCLUSIVO DO PENÍNSULA. OFERECEMOS ATENDIMENTO DIFERENCIADO.

Conforto, Qualidade e Elegância no seu estofado

(21) 2568-6312 | 99893-2642 | 98746-2777


Natal Península Chegada do Papai Noel

Dia 11/12/16 (domingo) Green Park - às 16h

Apresentação do Coral da Península Brinquedos e recreação


Revista Península ed. 88  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you