Page 1

Vale do Gramame: mem贸rias e viv锚ncias


Presidente do Iphan Jurema Machado Chefe de Gabinete Rony Oliveira Diretor de Articulação e Fomento Luiz Philippe Peres Torelly Diretora de Patrimônio Imaterial Célia Maria Corsino Diretor de Patrimônio Material e Fiscalização Andrey Rosenthal Schlee Diretor de Planejamento e Administração Marcelo de Brito Vidal

Equipe técnica Átila Tolentino - Iphan/PB Carla Gisele Moraes - Iphan/PB Daniella Lira - PEP/MP/Iphan Igor Alexander Souza - Iphan/PB José Maria Bezerra Filho - Iphan/PB Maria da Penha Teixeira - CHP/Evot Maria Olga Enrique Silva - Iphan/PB Suelen de Andrade Silva - Iphan/PB Projeto gráfico e diagramação Daniella Lira

Superintende do Iphan na Paraíba Kleber Moreira de Souza Diretor Técnico do Iphan na Paraíba Umbelino Peregrino de Albuquerque Diretora Administrativa do Iphan na Paraíba Lindaci Bandeira de Souza

Agradecimentos: Adeildo Vieira, Anderson França, Cecília Bandeira, Chico César, Coletivo Mundo / Fora do Eixo, Elioenai Gomes, Elizabeth Silva do Nascimento (Betinha), Fórum da Agenda 21 do Baixo Gramame, Geralda Vitória dos Santos, João do Nascimento Ferreira (João Cirandeiro), José Francisco de França (Zé Pequeno), José Maria da Cunha (Zé do Balaio), Judite Palhano, Laudicéia Alves, Leandro Cunha, Marcos Antônio de Souza (Coronel Rabichola), Maria Botelho e Amália, Maria Cícera dos Santos (Cissa), Maria dos Anjos Mendes Gomes (Doci), Milton Dornellas, Raimundo Cláudio da Silva, Sérgio Vilar, Thercles Silva, Zominho Leite da Silva, artistas locais, comunidades e escolas do Vale do Gramame, igrejas locais, meninada e equipe do Olho do Tempo, músicos e padrinhos do encontro cultural.

Capa | Recorte de flores de chita. Foto: Daniella Lira.


Vale do Gramame: mem贸rias e viv锚ncias

Casa do Patrim么nio de Jo茫o Pessoa

2013


Apresentação Uma região rica em recursos naturais e preciosa pela vivacidade cultural. É assim que podemos sintetizar o Vale do Gramame, que abrange comunidades rurais, urbanas e quilombolas, com uma população aproximada de 20 mil habitantes, situada numa área periférica da cidade de João Pessoa. A área rural, situada às margens do Rio Gramame, é formada pelas comunidades de Engenho Velho, Gramame e Ponta de Gramame, em João Pessoa, e Mituaçú, comunidade quilombola e indígena, no município de Conde. A área urbana abrange as comunidades Colinas do Sul I e II, Gervásio Maia e Conjunto Marinês, recentes bairros populares resultantes de políticas públicas de habitação. Dentre as expressões culturais existentes, podemos destacar o coco de roda, a ciranda, a capoeira, a poesia popular, a lapinha, a quadrilha junina, a pesca, o forró pé-de-serra, o artesanato, as brincadeiras de roda, o cultivo e o manuseio de ervas, além de muitas narrativas lendárias. Em toda sua área ambiental destacam-se o Rio Gramame, o Rio Jacoca, as cacimbas, a estrada Velha para Recife e toda sua área de Mata Atlântica. E reverência também se faz necessária para a bela Ponte dos Arcos, que une os Municípios de João Pessoa e Conde. No calendário de festas comunitárias e celebrações constam a Festa dos Padroeiros São Sebastião e São Severino, bem como as Festas de São José, Santo Antônio, São João, São Pedro, São Vicente, Nossa Senhora da Conceição , Nossa Senhora Aparecida e Santo Expedito. Dentre as formas de lazer dessas comunidades destacam-se as caminhadas pelas trilhas, o banho de rio, o passeio de canoa, a capoeira e passeio de carroça. O preparo de comidas típicas, como o pirão do goiamum, cuscuz da mandioca e o tradicional camarão no mato, bem como a extração do azeite de dendê, a pesca, a produção de farinha, a prática de assar castanhas, a pecuária e a agricultura fazem parte dos fazeres tradicionais vivos no cotidiano dessas comunidades. A exposição “Vale do Gramame: memórias e vivências”, ao mesmo tempo que convida o público a vivenciar a riqueza cultural dessa região, também faz uma homenagem aos griôs, mestres e mestras locais, que mantêm vivas as suas referências culturais, transmitindo-as às novas gerações. Congregação Holística da Paraíba - Escola Viva Olho do Tempo (CHP/Evot) e Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional na Paraíba (Iphan/PB) Foto: Acervo Evot.


Vale do Gramame

Nossa história começou

Somos Gramame, Mituaçú

De um modo interessante

Engenho Velho e Colinas

Uma escola, um olho, um tempo

Tem senhora de meia-idade

Uma ideia, um instante

Cem por cento femininas

Um horizonte a vista

E jovenzinhas senhoras

Que promete ser brilhante.

Com a cara de menina

[...]

Judite Palhano


Fotos: CecĂ­lia Bandeira.


Foto: Daniella Lira.

Foto: Acervo Evot.

Foto: CecĂ­lia Bandeira.


Foto: CecĂ­lia Bandeira.


São João Rural

Anavantur, anarriê No Vale do Gramame quadrilha é tradição Todos por um, eu e você Mantendo acesa a verdadeira chama do São João Uma planta não é nada sem suas raízes Nordeste não é nada sem suas origens Não faz sentido o São João sem tradição O show não pode perder sua atração Anderson França


Fotos: Acervo Evot.


Fotos: Thercles Silva.

Caminhada de São José


Quem vem para a Caminhada de São José pode até nem crer em santos, mas terá seu lugar nesse cortejo onde se contempla a natureza e a beleza da diversidade que torna o ser humano um só em seu desejo de felicidade. Adeildo Vieira


Foto: Daniella Lira.

O Rio Gramame

Eu lembro que aos sete anos de idade Este rio tinha paz e prosperidade Suas テ。guas cristalinas e areia branca Suas margens refletiam tranquilidade E revolta por tamanha crueldade Judite Palhano

Foto: テ》ila Tolentino.

Hoje, ao vテェ-lo poluテュdo sinto pena


Foto: Daniella Lira.

Foto: Cecília Bandeira.

Foto: Sérgio Vilar.


Foto: Leandro Cunha.


Socorro! Rio Gramame delira... Em seu coma induzido apela e chora

Ao ver seu rio moribundo Pede providências já, agora! Judite Palhano

Foto: Daniella Lira.

A esta população que hoje implora

Foto: Cecília Bandeira.

Não vamos continuar indiferentes


Mestres Cirandeiros

João do Nascimento Ferreira, Maria Cícera dos Santos (Cissa) e Geralda Vitória dos Santos

Moradores da comunidade Engenho Velho, cantadores de cirandas e coco expressam as histórias, lutas e belezas do Vale do Gramame. Com sua brincadeira, convidam a comunidade para rodas de memórias e encantamento.

“Se você quiser dançar ciranda Entre na roda e venha brincar. O balanço de ciranda é gostoso É dois passinhos, um pra lá outro pra cá.” (Mestre João da Penha, Mestra Cissa e Mestra Geralda)

Foto: Sérgio Vilar.

Cirandeiros


Foto: CecĂ­lia Bandeira.


Mestra Doci Maria dos Anjos Mendes Gomes

Contadora de histórias

Foto: Acervo Evot.

Contadora de histórias, idealizadora do Olho do Tempo, Maria é seu nome, Dos Anjos é seu sobrenome, codinome Doci. Conta as histórias e nelas se insere, numa completude.

“É através dos sonhos que procuramos despertar o indivíduo como ser humano, capaz de transformar a si mesmo e o mundo que o cerca.”

(Mestra Doci)


Foto: CecĂ­lia Bandeira.


Mestre Zominho Zominho Leite da Silva

Tocador de acordeon

Foto: Daniella Lira.

Morador da comunidade Gramame, mestre sanfoneiro, animou por muitos anos os festejos juninos do Vale do Gramame. Hoje Mestre Zominho leva os sons da sua sanfona para as rodas, fazendo crianças e adolescentes viajarem nos acordes vivos da história.

“Eu digo isto porque tenho recordação Fui criado nesta terra Com meus pais e meus irmãos.”

(Mestre Zominho)


Foto: Daniella Lira.


Mestra Betinha Elizabeth Silva do Nascimento

Foto: Maria da Penha Teixeira.

Lapinha

Moradora da comunidade Mituaçú, mestra em lapinha, com sua voz forte continua sua cantoria e assim mantém vivo dentro de si o desejo de passar seu saber às meninas moças da comunidade.

“A lapinha é minha vida.”

(Mestra Betinha)


Foto: Maria da Penha Teixeira.


Mestre Zé Pequeno José Francisco de França

Foto: Cecília Bandeira.

Mateiro e pescador

Morador da comunidade de Mituaçú, é pescador e mestre mateiro. Aprendeu o poder medicinal das ervas com sua avó parteira.

“Remédio ruim é o que cura doença, remédio bom não cura.”

(Mestre Zé Pequeno)


Foto: CecĂ­lia Bandeira.


Mestra Judite Judite Palhano

Foto: Daniella Lira.

Poeta Popular

Poeta popular e moradora da comunidade de Engenho Velho, conta o Vale com sua literatura. Nas rodas de contação de histórias, partilha as lendas e mitos da região, com suas narrativas e poesias.

“Não troco esse lugar por nenhum outro no mundo.”

(Mestra Judite)


Foto: Daniella Lira.


Mestre Zé do Balaio José Maria da Cunha

Foto: Daniella Lira.

Artesão em Titara

Morador da comunidade quilombola Mituaçú, é artesão, trabalha com titara e paleta de dendê, saber que aprendeu com seu pai aos sete anos de idade.

“Aí eu pegava o cipó do meu pai e ele dizia: Se você estragar meu cipó cê vai levar uma pisa. Eu disse: tá danado!”

(Mestre Zé do Balaio)


Foto: Daniella Lira.


Mestre Marcos Marcos Antônio de Souza

Puxador de quadrilha

Foto: Acervo Evot.

Morador da comunidade quilombola Mituaçú, é reconhecido como mestre griô e transmite seu saber como puxador de quadrilha junina tradicional desde 1986. É o fundador da quadrilha Fazenda Linda Flôr de Mituaçú, onde é conhecido como Coronel Rabichola.

“Aí tinha que ter um nome que chamasse bem atenção (...) a gente trabalhava muito a questão de cavalo, tinha uma questão bem rural, aí colocaram coroné Rabichola.”

(Mestre Marcos - Coronel Rabichola)


Foto: CecĂ­lia Bandeira.


Encontro Cultural

Este Encontro Cultural É uma demostração Dos valores pessoais Da nossa região É uma boa descoberta Da nossa rica tradição Judite Palhano


Fotos: Acervo Evot.


Escola Viva Olho do Tempo

E a Escola grita viva!!! Viva o olho do Tempo Que brilha com o presente E deixa o futuro atento E a gente canta feliz soltando a voz ao vento [...] Viver a vida assim Fazendo um mundo novo Pra você e pra mim Vale amar

Foto: Cecília Bandeira.

Se for me chame Eu quero amor do Vale do Gramame Laudicéia Alves


Fotos: Acervo Evot.


O Vale do Gramame

Deste vale, vale a pena

Tem histórias pra contar

Sua história conhecer

De um Rio que era limpo

Lugar tranquilo e bonito

Com muita vida pra dar

Venha conosco aprender

E que hoje, moribundo

Que a vida aqui no vale

Corre triste para o mar

É um gostoso e bom viver

Este Vale tem Cultura

Aqui você tem luar

Quadrilha de Tradição

E por do sol também

Ciranda, coco de roda

Ouve o canto dos pássaros

Muito forró e baião e

O chamado do vem-vem

Um folclore muito rico

Escuta a natureza

De lendas e assombração

E vê o encanto que ela tem

[...]

Judite Palhano


Foto: Daniella Lira.


Casa do Patrim么nio de Jo茫o Pessoa

Vale do Gramame: memórias e vivências  

Vale do Gramame: memórias e vivências

Vale do Gramame: memórias e vivências  

Vale do Gramame: memórias e vivências

Advertisement