Issuu on Google+


3

varejo EM FOCO


f la fa l preside dent nte e fa fala la pre resi side si dent de nte nt e fala presidente

EDITORIAL

#

[O novo sempre vem]

C

omeçar algo novo definitivamente não é uma tarefa das mais simples. É preciso ter a ideia, engajar uma equipe que abrace com você a empreitada, enfrentar aqueles que logo de início já goram o projeto e, como se não bastasse, ainda é preciso trabalhar para que o conteúdo no papel se concretize. Assim é na nossa vida e, claro, não foi diferente na concepção desta nova revista da ACE. Para iniciá-la, tivemos de imediato que reconhecer que a ACE merecia um veículo de comunicação à altura de seus 91 anos de empreendedorismo e nos esforçar para descobrir qual então seria a melhor mídia representativa dessa força.

[EXPEDIENTE]

O resultado é o material que agora apresentamos aos associados, autoridades e população jundiaiense. Uma revista com o mesmo compromisso defendido pela gestão atual, de trabalhar

com transparência em benefício do comércio ,ousando levantar bandeiras e apontar caminhos para que o segmento se fortaleça e seja respeitado em sua função de gerar renda e criar uma economia forte. Nesta edição, atentamos para o problema da alta rotatividade, que influencia diretamente na qualidade dos serviços e que, sim, pode ser mudada com uma gestão de excelência. Além disso, temos a satisfação de anunciar o retorno de nossa festa anual com jantar comemorativo do aniversário da entidade, marcado para 14 de junho. Finalizo convidando-o a experimentar o novo sempre, a começar pelas páginas de nossa revista. Desejo uma excelente leitura e bons negócios!

Reges Donatti Filho Presidente

Presidente Reges Donatti Filho

Jornalista responsável Elis Soares - MTB 48.990/SP

Murilo Offa Domingo Zaniqueli (in memoriam)

Textos e fotos COMpasso Comunicação

Diretoria e Conselho ACE

Tiragem: 4 mil exemplares Revisão: Gilmara Berverte Magro

Diagramação e Projeto Gráfico Nort Marketing Estratégico Colaboração Neto Rossi

Marcos Meerson Carla Maltoni Armando Tomaducci Mara Migliato Danilo Rosa Fabiano Roncoletta Giulliana Milamonti Mário Sérgio

ACE Jundiaí

Rua Rangel Pestana, 533 - loja 1 Edifício Palácio do Comércio Centro - Jundiaí/SP CEP: 13.201-903 (11) 3308-4305 www.acejundiai.com.br

A Revista Varejo em Foco é um produto da ACE Jundiaí e Nort Marketing Estratégico, em parceria COMpasso Comunicação. Contato Comercial Thiago Bastos (11) 9.7092-6324 comercial@agencianort.com.br


EMPREENDEDORISMO

INDIVIDUAL

14 18 PONTO DE VISTA CAIO PORTELLA

ASSOCIADO EM DESTAQUE

20 28 CAPA: 91 ANOS ACE

E-NEGÓCIOS: APLICATIVOS

5

varejo EM FOCO

índice índice

10

índi ín diice c

6

ROTATIVIDADE EMPRESARIAL


meu negócio

AQUI NÃO PARA

[

NINGUÉM

Se é essa a percepção que você mesmo tem de seu negócio, é porque infelizmente o nível de turnover ou rotatividade já ultrapassou a linha do controlável para se tornar prejuízo, inclusive financeiro

S

egundo Bianca Costantini, de 34 anos, gerente de Recursos Humanos na multinacional ManpowerGroup, existem três tipos de empresários quando se trata de rotatividade.

]

talou. Dos 300 colaboradores, 60 entraram no último ano. “Quando se trata do sexo feminino, a maior justificativa para a saída é falta de alguém para cuidar dos filhos. Em relação aos homens, a possibilidade de um salário maior sem comprometer o final de semana é que atrai para outro emprego”, relata a gerente de vendas, Maite Ferreira da Silva, formada em Psicologia.

O primeiro deles, em sua maioria de pequeno e médio porte, ainda não se conscientizou de que o turnover é responsabilidade da empresa. “Esses empreendedores tratam o tema como se fosse algo natural e inevitável”, lamenta.

No caso do comércio em Jundiaí, dois são os agravantes: horário de trabalho que compromete os fins de semana e a superoferta de vagas em todos os setores. “A demanda é tanta que, quando abrimos uma vaga, temos de convocar pelo menos quatro vezes mais pessoas para a entrevista. Os candidatos vão desistindo antes mesmo de começar a trabalhar”, enfatiza Bianca.

No segundo grupo, encontram-se as empresas que já se conscientizaram, mas que ainda não sabem como resolver a questão. Por último, estão normalmente grandes corporações, que já criaram projetos de retenção de talentos. “As estratégias estão sempre ligadas à gestão das pessoas, desde políticas de benefícios e treinamentos, até preparação contínua da liderança. Essas instituições estão no caminho certo, mas ainda não encontraram a fórmula perfeita”, explica Bianca.

Carla Andréa Maltoni, 43 anos, formada em Gestão de Empreendimentos, tam-

Na loja de variedades Maravilhas do Lar, com unidades em Jundiaí, Campinas e Várzea Paulista, a rotatividade também se ins-

6

varejo EM FOCO


bém foi afetada pelos efeitos da rotatividade em seu negócio, a Maltoni Gráfica Digital, na cidade de Jundiaí, fundada em 1970. “Temos uma equipe de 18 funcionárias, um quadro 100% feminino. O ano de 2013 foi marcado por um turnover nunca antes vivido. Tivemos 11 novas contratações”, contabiliza. Para ela, o grande desafio e a dificuldade é treinar os novos membros da equipe e levá-los a assimilar os valores da empresa e o nível esperado no atendimento aos clientes. Apesar da preocupação, Carla é otimista. “Pessoas novas na equipe trazem uma nova visão, um novo ânimo, quebram velhos paradigmas com facilidade e geram renovação”, acredita. Entre as estratégias aplicadas para minimizar o problema, Carla destaca treinamento e benefícios. “Oferecemos plano médico e odontológico, vale alimentação, fol- gas periódicas e remuneradas. Também temos investido constantement e em capacitação e temos buscado ouvir a nossa equipe, procurando criar melhores condições de trabalho e um ambiente mais acolhedor. Acreditamos que treinar e ensinar são formas de tornar as pessoas melhores, não apenas na empresa, mas como seres humanos. Cremos que isso vale a pena”, reforça. Em relação ao futuro do segmento, Carla é realista. “No comércio e na prestação de serviços, há dificuldades em relação aos horários e dias de trabalho. A maioria dos jovens não considera atraente trabalhar aos sábados ou à noite. Sabemos que a tendência é que essa situação persista e que a rotatividade aumente. Certamente o desafio para os empresário é grande, precisamos ser criativos e renovar o nosso olhar sobre a geração que passa a fazer parte das nossas equipes de trabalho. São pessoas que sonham em trabalhar na Google e é impossível para nós, principalmente no comércio, reproduzirmos as condições de trabalho que eles oferecem”, finaliza.

A inquietude da geração Os primeiros questionamentos sobre rotatividade começaram a aparecer a partir dos anos 90,

quando a geração Y entrou no mercado de trabalho e passou a exigir feedback. A busca pela realização pessoal e profissional tornou-se mais importante, e isso vai além de dinheiro e bom salário. Fabiana Maria Franco do Prado, 33 anos, formada em Letras e Pedagogia, atualmente professora de Ensino Fundamental bilíngue, é uma típica representante de sua geração inquieta. “Em minha vida profissional, passei por 14 empresas, sem contar as vezes em que saí e voltei para a mesma companhia. Meus primeiros empregos foram na área de atendimento no comércio varejista, mas passei por empresas grandes nas áreas de vendas e secretariado, até chegar à de Educação”, relembra. Entre os motivos apontados para as várias mudanças, está a própria dificuldade com rotina. “É complicado para mim fazer a mesma coisa por muito tempo. Tenho bastante facilidade em aprender, em me adaptar a novas situações, e, mesmo nos empregos em que fiquei por mais tempo, acabava passando por várias funções, o que acabava sendo positivo, pois conseguia exercer qualquer função que fosse necessária. Com o tempo, percebi este como sendo um traço da minha personalidade e aprendi a trabalhar essa inquietação”, reforça. Para tirar o melhor proveito de sua característica pessoal, Fabiana investiu em autoconhecimento. “Estou no meu atual emprego há quase quatro anos. Com o passar do tempo, e chegando perto dos 30, comecei a ficar incomodada com a minha inconstância profissional. Até motivo de piadas dos amigos eu estava me tornando. Fiz coaching de carreira, o que me ajudou a identificar objetivos e pontos fortes. A psicoterapia também contribuiu para me conhecer e a manter o foco nos meus objetivos. Passei a lidar melhor com as frustrações, a diversificar e usar a criatividade sem fugir do meu foco e a aceitar que nenhum trabalho será um mar de rosas, em todos haverá dificuldades e recompensas. Aprendi com o tempo a fazer o melhor arranjo com as flores que eu tenho”, comemora. Aos empresários que sofrem pela alta rotatividade em suas empresas, Fabiana indica que sejam sempre objetivos e honestos com os candidatos no momento da contratação. “Eu diria para exporem claramente as atribuições da vaga, até mesmo as menos agradáveis, assim podem evitar surpresas para ambas as partes. Na pressa de preencher a vaga, os empregadores também acabam por não analisar a fundo o perfil do candidato, para ver se realmente se encaixa, considerando apenas um requisito que ele precisa

7

varejo EM FOCO


meu negócio

muito em detrimento de outros que seriam mais essenciais. Eu mesma fui contratada em algumas empresas por falar inglês, porém as demais atribuições tinham muito pouco a ver com o meu perfil. Investir em bons profissionais de RH para identificar o candidato mais adequado também é uma boa estratégia”, finaliza.

[

[

Por que os funcionários vão embora?

•Liderança despreparada •Falta de feedback •Baixo equilíbrio entre trabalho e vida pessoal •Preocupação com o futuro da companhia •Desmotivação •Salários baixos •Comportamento típico da geração Y •Clima da empresa •Distância da residência •Falta de reconhecimento Consequências da rotatividade

•Aumento do custo da empresa com contratação •Diminuição na qualidade dos serviços prestados •Paralização da produção •Queda no nível de experiência exigido pelas empresas na contratação •Perda de clientes Como calcular a rotatividade Segundo Bianca, a geração atual prefere crítica construtiva ao invés de elogios: “É preciso dar feedback à equipe”

Identifique quantos funcionários foram desligados no período. Some a quantidade de pessoas contratadas. Divida por dois. O total deve ser dividido pelo número de funcionários e multiplicado por 100 para chegar ao percentual. Exemplo: •5 dispensados •6 contratados •11 total •5,5 média •5,5 dividido por 20 funcionários •0,275 multiplicado por 100 = 27,5% de rotatividade A empresa deve acionar o sinal de alerta a partir dos 15% de índice, o normal gira em torno de 5%. “Algumas companhias estão com 50% de turnover e lamentavelmente nem sequer perceberam a realidade. Quanto maior o índice, mais alto é o custo de mão de obra e desperdício de tempo da equipe de contratação. Essa perda é sempre prejudicial, em especial quando se deixa escapar talentos, os colaboradores mais qualificados e produtivos”, atenta Bianca Costantini, gerente de RH.

“Os jovens não têm medo de arriscar quando julgam que há uma oportunidade melhor no mercado, mesmo que venham a se arrepender”, afirma a empresária Carla Maltoni

Dados gerais •O Brasil é o 2º país no mundo com maior dificuldade em preencher uma vaga; •66% das pessoas que desejam abandonar suas empresas indicam um melhor salário como argumento principal; •49% das pessoas que não desejam abandonar seus trabalhos estão satisfeitas com os benefícios oferecidos; •82% foi o índice de crescimento da rotatividade em 2013 no Brasil.

Com duas carteiras de trabalho, a professora Fabiana já passou por 14 empresas; em uma delas ficou apenas duas semanas

8

varejo EM FOCO


9

varejo EM FOCO


empreendedorismo

EMPREENDEDORISMO INDIVIDUAL É CAMINHO PARA A FORMALIZAÇÃO

[

Entre oportunidades e desafios, o número de microempreendedores formais tem aumentado; em 2013, a média foi de 94 mil formalizações por mês

D

ados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) apontam que existem mais de 3,3 milhões de microempreendedores individuais (MEI) no Brasil. O avanço constante mostra a consciêntização do brasileiro em relação aos benefícios que a formalização traz para o próprio negócio.

]

que tinha de fazer para São Paulo no meu emprego anterior. Além disso, o trânsito é melhor”, aponta.

Aos 27 anos, William e a esposa Aline aguardam a chegada do primogênito, Daniel. Para se preparar financeiramente, ele faz trabalhos extras e controla as finanças, sempre fazendo uma reserOutra pesquisa anual que traça o perfil do MEI, va de dinheiro. “Recebo por semana os dias tratambém realizada pelo SEBRAE, aponta que balhados, mas estou sempre atento, pois não dá 93,9% dos microempreendedores estão satisfei- para ficar gastando à toa”, explica. tos com a legalização. E entre as atividades mais frequentes estão comércio varejista de artigos de O MEI é enquadrado no Simples Nacional, fica vestuário e acessórios (10%), cabeleireiros (7%) e isento de tributos federais – Imposto de Renda, construção civil/obras de alvenaria (3,4%). PIS, Cofins, IPI e CSLL – e paga um valor fixo mensal de acordo com a área de atuação. Por meio Após ser demitido em novembro do ano passado, desta contribuição, o microempreendedor tem o MEI foi o caminho encontrado por William Antô- direito ao auxílio maternidade, auxílio doença, nio de Morais, que se formalizou em janeiro, para aposentadoria, entre outros. prestar serviços para uma transportadora. “Os impostos de outros tipos de registros são altos, por isso, optei pelo MEI. Tenho intenção de crescer, mas antes preciso de mais experiência”, conta o microempreendedor, que antes trabalhou por sete anos como motorista em uma grande empresa de varejo. A flexibilidade de horário e a ausência de um chefe estão entre os benefícios, apontados por William, em trabalhar por conta própria. “Hoje, não tenho que dar satisfação e minha rotina é menos cansativa. Tenho consciência de que a minha renda depende somente do meu desempenho”, afirma.

Recém-chegado ao mundo do empreendedorismo, William optou em trabalhar por conta própria; o microempreendedor controla todas as suas contas e sempre faz uma reserva financeira

Outro benefício apontado pelo microempreendedor, que antes trabalhava em São Paulo e atualmente presta serviços somente em Jundiaí, é a segurança. “Fui assaltado 17 vezes nas viagens

10

varejo EM FOCO


A figura do MEI foi criada através da Lei Complementar nº 128/2008 e os mecanismos de incentivo começaram a ser implantados em julho de 2009.

O O faturamento fa atturam mento de de um um m microempreendedor microe empreended ded ed dor é é de de até até R$ a R$ 60 60 mil mil por porr ano ano e e não nã ão pode pode ter terr participação partic particip articipa ticipaç cipaçã pação paçã ação ção ão o em em outra outra empresa o empresa como como sócio sóc cio ou ou titular. titularr.

O O MEI ME EI pode po ode ter ter um um empregado em mpregado ado do contratado c co contra contr ontrat ntrata ratado tado ado do o que que qu ue receba rece eb ba o o salário salário mínimo míínim mo ou ou o o piso piso da da categoria. da categ ca cate ate ego g gor oria or oria ria. ria. a

Em Em 2012, 2012 2 2012, mais mais de de e um um um milhão m milh milhão mi milhã ilhão lhão ão de ão d de e pessoas p pess pe ess esso esso soa soa oas oas as se sse e formalizaram formalizaram como como MEI. MEI.. De De e janeiro janeiro jane ja aneiro neiro eiro ro oa a agosto ag agos ago agost osto stto sto o de de de 2013, 2013 3, esse esse número número foi foi de de mais mais de de e 750 750 50 0 mil. m miilill.. mil

Antes Ante te ess de de se de se se formalizarem, fo form orma orma maliza mali a aliz liza izare arem em, m, 40,6% 40 40, 0,6% 6% dos 6% d do o os microempreendedores micrroempreend reended eendedo ndedor dedore edores ores ress eram e era eram ram m empregados emp pregados e e outros outros tros oss 30,6% 30 30,6 30,6% 30, 06 6% % empreendedores emp preendedores res ess informais. informa informais informai formais. ormais. rmais. mais. ais. is

Sobre Sobr Sobr obrre eo o faturamento, fatur ffat aturam urame amen ento nto, o, 84% 84% 84 8 % dos dos MEI ME MEI EI pretendem p preten prete re retend tendem ndem dem m que q qu que ue e seja seja sej a mais mais ais de de R$ R R$ $ 60 60 0 mil mil mil por por p po orr ano. ano. no o..

78,5% 78 8,5% indicaram ind ndicaram que qu ue o o principal principal motivo motivo da mo da formalização formalizaçã ção são são os os benefícios benefíci cios trazidos trazidos para para a a a empresa. empresa. em

77,9% 77,9% afirmaram afirmaram que que a a formaliform rmalização zação contribuiu contribuiu para pa ara melhorar me elh lhorar as as condições condições de de e compra. com mpra.

11

varejo (Fonte: Perfil do Microempreendedor Individual 2013 realizado pelo SEBRAE) EM FOCO


SERVIÇOS

ACE Para a contratação de um profissional seja efetivo, temporário ou estagiário -, a ACE Jundiaí tem uma ferramenta que auxilia os associados a encontrarem o perfil ideal para a vaga. Com praticidade e qualidade, o contratante conta com um banco de dados com mais de 3.500 currículos cadastrados para diferentes áreas de atuação. Acesse: www.acejundiai.com.br.

Com mudanças ocorridas no sistema Via Rápido no procedimento para abertura de empresa, os primeiros documentos que serão liberados para impressão serão DARE (Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais) e DARF (Documento de Arrecadação de Receitas Federais) e somente após a confirmação desses pagamentos é que outros formulários estarão disponíveis. Pensando na comodidade do empresário, a ACE Jundiaí está fazendo o pagamento de tais documentos para quem for até a sede da entidade ou enviar por e-mail ao posto da JUCESP edmara@acejundiai.com.br e luciane@acejundiai.com.br

A ACE Jundiaí, em parceria com a Destra Consultoria, oferece o projeto ISO em Grupo, para facilitar e tornar mais rápido o processo de certificação ISO 9001:2008. Cada grupo, com até oito empresas, passa por treinamento e consultoria durante nove meses. Após esse período, a empresa passa por auditoria para obter a certificação de qualidade, que tem validade de três anos. Entre os principais benefícios, estão: maior controle dos processos da empresa, redução de desperdício e aumento da qualidade, lucro e satisfação do cliente.

12

varejo EM FOCO


* Título da modalidade incentivo emitido pela ICATU CAPITALIZAÇÃO S/A, CNPJ/MF nº 74.267.170/0001-73, Processo SUSEP nº 15414.900130/2013-82. A aprovação deste título pela SUSEP não implica, por parte da Autarquia, em incentivo ou recomendação à sua aquisição, representando, exclusivamente, sua adequação às normas em vigor. Serviço de Informação ao Cidadão SUSEP 0800 021 84 84 (dias úteis, das 9h30 às 17h) ou www.susep.gov.br. Ouvidoria Icatu Seguros 0800 286 0047. Fundos de investimento não contam com a garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo de seguro ou, ainda, do Fundo Garantidor de Crédito - FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. É recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e do regulamento do fundo de investimento pelo investidor ao aplicar os seus recursos. Promoção válida durante o período de 20/01 a 31/07/2014, para os associados das cooperativas de crédito participantes. Consulte regulamento completo da promoção em sorteemcamposicredi.com.br ou nas cooperativas de crédito participantes. Produtos e serviços sujeitos à disponibilidade na sua cooperativa de crédito. Para informações sobre produtos e serviços e condições de contratação, dirija-se a uma de nossas unidades de atendimento. Prêmios pagos em moeda corrente nacional e líquidos de impostos. SAC Sicredi - 0800 724 7220 / Deficientes Auditivos ou de Fala - 0800 724 0525. Ouvidoria Sicredi - 0800 646 2519.

INVISTA E Concorra a

RS

em depósitos a prazo

R$ 200

ou

R$ 300

em poupança

=

números da sorte 13

Confira outros produtos e formas de acumular números em sorteemcamposicredi.com.br EM FOCO

varejo

30 mil ea

2 RS

por semana

no FInal da promoção.

250 mil


ponto de vista

PONTO DE VISTA CAIO PORTELLA

14

varejo EM FOCO

[

[

A todo momento, lidamos com marcas. Não me refiro a marca como um sinônimo de status, mas ao verdadeiro sentido da palavra: identificar uma empresa, um produto ou serviço e transpassar os valores agregados.prejuízo, inclusive financeiro


I

nfelizmente, é cultural o empresário brasileiro achar que registrar uma marca é algo apenas para empresas grandes ou que já estão no mercado há muito tempo. Essa ideia está totalmente ultrapassada, uma vez que o registro de marca é para todos que estão atuando no mundo dos negócios e os riscos de não ter esse registro são mais evidentes em empresas de médio e pequeno porte. Imagine criar uma marca para seu estabelecimento ou produto, fazer banners, fachadas, cartões de visita, criar um site, páginas nas redes sociais, investir em propaganda e, do dia para a noite, literalmente, ser informado de que está usando uma marca já registrada? Ou, ainda, utilizar uma marca por anos e, novamente, num piscar de olhos, ser notificado de que deverá cessar o uso dessa marca? Pois é, todo o investimento será em vão seja o dinheiro gasto, o tempo investido para criar a marca e as propagandas e claro, o principal, a fatia de mercado já conquistada. Afinal, hoje em dia não se compra mais um produto em um lugar porque ele é de “fulano” ou “ciclano”, hoje se compra porque se conhece a marca.

pouco tempo depois, acabou fechando as portas. Somente com o registro o empresário evitará esses problemas e, ainda, utilizará os benefícios de ser proprietário de uma marca - como a possibilidade de vendê-la ou licenciá-la, de criar franquias e, o mais importante, de ter a exclusividade no mercado, ou seja, ninguém poderá usar a mesma marca, ou muito semelhante, no mesmo ramo de atividade.

O processo de pedido de “registro de uma marca é

simples e rápido, idêntico para grandes e pequenas empresas. Contudo, sempre terá direito aquele que o solicitar primeiro

Quem não se lembra da doceria de Jundiaí chamada Formigão? Na década de 90, era conhecida por todos, mas, infelizmente, não tomou os devidos cuidados com sua marca e um terceiro acabou registrando-a. A empresa ainda tentou se manter no mercado com outra marca, mas infelizmente não caiu nas graças do consumidor e,

Com a facilidade ao acesso à internet e às redes sociais, tornou-se muito fácil divulgar uma empresa ou produto. O que antes o consumidor buscava, hoje ele recebe em sua casa ou no celular. Mas de que adianta sua marca ser vista por milhões, se ela não está protegida?

O processo de pedido de registro de uma marca é simples e rápido, idêntico para grandes e pequenas empresas. Contudo, sempre terá direito aquele que o solicitar primeiro. Por isso, verifique se sua marca está disponível e proteja-a, só assim prosperará e fidelizará seus consumidores. Caio M. Chinaglia Portella é advogado formado pela Faculdade de Direito Damásio de Jesus, sócio do escritório Crimark Propriedade Intelectual e atua na área de propriedade intelectual desde 2009. Também atuou como advogado ambientalista por três anos.

15

varejo EM FOCO


O CALENDÁRIO

A SEU FAVOR [ O

incremento nas vendas com uma campanha em data comemorativa pode ser de até 30%. Natal, Dia das Mães, das Crianças, dos Pais e dos Namorados são algumas das melhores datas para faturamento no comércio. Além delas, a partir do segmento do negócio, pode-se pensar em públicos específicos e criar uma campanha personalizada. Por exemplo, se o seu negócio é um pet shop, procure relacionar a dias reverenciados aos animais ou mesmo ao Dia do Amigo. “Não adianta a data existir por si só, o lojista precisa se planejar, preparar a loja, os funcionários e o estoque para atender à demanda”, ressalta Marcos Meerson, diretor da ACE e empresário. Dia da Sogra (28 de abril), da Avó (26 de julho), da Amizade (20 de julho) e da Secretária (30 de setembro) podem não ser tão fortes como as datas tradicionais, mas são boas estratégias para destacar a empresa, estimular compras e estreitar a carteira de clientes. “O ideal é que a campanha tenha sempre como objetivo aproximar o cliente. Para isso, é preciso comunicar-lhe de alguma forma, seja mídia social, telefone ou e-mail”, ensina o empresário. Outra dica é entender quem é o seu público para não criar falsas expectativas quanto à demanda. “Se vende artigos de esporte, é preciso entender que o Dia das Mães não é uma boa data. Nesse caso, é melhor focar investimentos para o Dia do Amigo, dos Na-

[

Mais que Natal ou Dia das Mães, as datas comemorativas podem contribuir para a criação de novas campanhas que atraiam o consumidor e aqueçam as vendas

morados ou do Homem”, finaliza Marcos. Dia das Mães Premiado ACE Para comemorar o dia delas, a ACE Jundiaí está preparando uma campanha especial, na qual consumidor e lojista ganham. Os prêmios são: uma viagem para duas pessoas para Porto Seguro (BA), tanto para o consumidor sorteado quanto para o lojista que o atendeu; dois smartphones Samsung Galaxy S4 mini; 10 vales-compras no valor de R$ 250 cada. As lojas participantes da promoção estarão identificadas com cartazes. Ação social destaca a festa A ACE também promoverá evento na Praça da Matriz, no dia 10 de maio. Entre 10h e 15h, a população poderá fazer consultas de nome gratuitas ao SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito); hidratar a face; cortar os cabelos e aprender técnicas de maquiagem. No espaço da criança, haverá desenhos para colorir e pintura facial. Distribuição de pipoca e algodão-doce, orientação sobre saúde bucal no consultório móvel da Uniodonto, sorteio de brindes e muita música completam o sábado com horário de funcionamento prolongado. As lojas abrem até as 18h.

16

varejo EM FOCO


Aproveite ABRIL e lance novas campanhas

1 Dia da Mentira

13 Dia do Beijo

7 Dia do Jornalismo

25 Dia do Contabilista

17

varejo EM FOCO

11 Dia do Prefeito

27

Dia da Empregada DomĂŠstica

[

[


DESTAQUE [ LEONARDO MAGATÃO

L

eonardo Magatão, 37 anos, é franqueado da Leardi e associado da ACE Jundiaí.

“Tornei-me empreendedor no final de 2013, quando decidi investir em uma filial da empresa Leardi, por conta de uma crescente demanda no mercado imobiliário de Jundiaí e região. Atuo com compra, venda e locação de imóveis prontos e terrenos, também focado no segmento industrial com a venda e locação de terrenos e galpões industriais em toda a região.

[

associado em destaque

ASSOCIADO EM

Ser empreendedor é um desafio diário e a experiência é única. Por se tratar de um negócio próprio, tem suas vantagens no sentido de poder colocar as minhas ideias em prática e também vislumbrar novos rumos para minha carreira profissional. Conheci a ACE Jundiaí através do meu trabalho anterior – trabalhei num veículo de mídia impressa, no qual fazia planejamento de mídia – e me associei pelas oportunidades que a entidade fornece ao parceiro-associado. Pretendo utilizar os benefícios e repassar aos meus funcionários.”

18

varejo EM FOCO


NOVOS ASSOCIADOS

A

ACE Jundiaí dá boas-vindas aos novos associados e está de portas abertas para receber os empreendedores e à disposição para contribuir com o sucesso de cada empreendimento. •J T Telecom •Silvana Roveri Cerimônias •Aulas Particulares de Matemática •Marcenaria Carpi •Delta •Filatelia •Click Luminosos •Vieira e Bertani Ltda •Fly High •Lojas Ecodecor Decorative Coatings •Steel Nutrição e Esporte •Mercado Aliança Loja 2 •Delphos Plus •Alemidia •R M Modas •Leardi

•Jumbex Express Ltda •Maria Alves Gundin da Silva •Alento Assessoria e Consultoria •Prosoft Campinas •Antônio Pavan •L J Serviços Administrativos •M M Malhas e Tricô •Maricota Calçados e Acessórios •Hotel Buriti •Clássica Farmácia e Manipulação •Nadir Venâncio da Silva •Núcleo de Artes Studio Z •Edison Marcos de Araújo •Gesso Vitória •Golden Pet Shop •Vostro •Pizzaria Portiamore •Trade Invest •Questão de Estilo •G G Comercial •Cirúrgica Jundiaiense •Scarance Móveis Planejados

19

varejo EM FOCO


matĂŠria de capa

FESTA DE GALA

PARA COMEMORAR

[

OS 91 ANOS A ACE JundiaĂ­ se prepara para retomar suas grandes festas. A diretoria definiu a data do jantar comemorativo de 91 anos da entidade, agendado para 14 de junho

20

varejo EM FOCO

]


O

[

[

Repertório variado e figurino personalizado devem manter o público animado nas mais de seis horas de festa

s associados merecem esse momento de confraternização. São muitas as adversidades enfrentadas no dia a dia do comércio e nada melhor que uma festa de gala para comemorar as vitórias”, defende o presidente Reges Donatti Filho.

ria, considerada uma das maiores e melhores bandas de baile do Brasil. “É um investimento contratar um fornecedor com mais de 35 anos de experiência. Uma boa festa tem de ter música de qualidade”, reforça o presidente Reges.

O local definido para o jantar é a sede de campo do Clube Jundiaiense. “É um local tradicional que por si só já destaca o glamour do momento”, acredita Reges.

Alta qualidade de som, luz, vídeo, cenários e efeitos visuais é o que prometem trazer os organizadores. “É uma estrutura de um MEGA SHOW com muita música e um supervisual. Repertório variado e personalizado, com sucessos que vão desde os anos 50 aos 90, além dos grandes hits do momento, que agitam as rádios e as principais baladas”, adianta André Zamp, diretor da banda.

Os ingressos estão à venda na sede da ACE. Os associados têm desconto e podem comprá-los por R$170,00. O preço para não associados é de R$ 190,00. Mais informações pelo telefone (11) 3308-4300.

MÚSICA DE QUALIDADE Entre as atrações da festa, está a Santa Ma-

A banda também investe em figurino para impressionar o público. “Nosso elenco de músicos, cantores e dançarinos estão sempre caracterizados com o tema da canção”, finaliza André.

21

varejo EM FOCO


EU VOU? [HOMENS]

matéria de capa

COM QUE ROUPA

1. O famoso e tradicional terno é a melhor opção: camisa, paletó, calças sociais e sapatos. É importantíssimo fazer a escolha da camisa e gravata certas; geralmente, e o mais comum é que a gravata combine com o restante do conjunto;

3. Nada de usar tênis com terno, fica extremamente fora de linha;

2. O cinto não é requisito fundamental, mas muitos homens optam por usá-lo; nesse caso, é interessante que combine com os sapatos;

5. Se a ocasião não for muito formal, uma opção é usar apenas calças sociais e camisa, sem gravata e paletó, porém mantendo os sapatos sociais.

4. É importante não abotoar o paletó até em cima. Deixe alguns botões faltantes para que a gravata possa aparecer;

22

varejo EM FOCO


[MULHERES] 1. É sempre muito importante que tais roupas sociais sempre estejam bem passadas. Evite deixar em suas roupas rugas, linhas e amassados; 2. Vestidos são sempre elegantes, desde que respeitado o comprimento. A barra deve sempre alcançar os joelhos para não parecer vulgar; 3. Os sapatos devem combinar ligeiramente com o vestido, podem ser do mesmo tom,

mais claros ou mais escuros. Outra opção são os tradicionais em cor dourada, prata, preta ou ouro velho; 4. Há ainda também a possibilidade de usar saia e camisa. Se preferir, use um casaco por cima, pode ser um tipo mini ou até mesmo um blazer; 5. Lembre-se de que um cabelo bem arrumado e maquiagem são igualmente essenciais.

23

varejo EM FOCO

[

[

Um baile como o de 91 anos da ACE exige de seus convidados o mesmo requinte empregado na organização. O traje indicado é o social e, para que você faça bonito nessa e em outras festas como casamentos, óperas e coquetéis específicos, preparamos algumas dicas:


matéria de capa

CARDÁPIO BUFFET ANCONA BEBIDAS

•Entrada Bobozinho de camarão Chicken Caesar Salad: Alface americana, alface crespa, parmesão em tiras e croûtons ao molho Caesar com frango desfiado

Vinho | Whisky | Cerveja Brahma Coca-Cola | Coca-Cola ZERO | Guaraná Antarctica | Guaraná Antarctica ZERO | Soda Limonada Antarctica Água: Mineral natural | Gaseificada Tônica

•Massa Manicaretti recheado com mussarela de búfala e tomate seco

SALGADOS •Finger Foods Blini de camarão | Minicarolinas recheadas com creme de camarão | Minicarpaccio de mignon recheado ao molho de alcaparras e manjerona, salpicados com gergelim | Stick Caprese | Mussarela de búfala, tomate cereja e manjerona | Paninis allá Romana | Paninis recheados com creme de gorgonzola com nozes | Petit crepe de bacalhau •Folhados Folhado Napolitano: presunto defumado, creme de queijo e orégano | Esfirra de carne | Torteletas folhadas com cremes: camarão e palmito •Quentes Maravilhas de queijo crocante | Empanada com macarrão cabelo de anjo | Rissoles de milho verde com catupiry | Minikibe com molho de coalhada seca |Croquetinhos de mandioquinha com carne seca | Mini coxinhas de frango e salsinha | Medalhão de frango: peito de frango envolto com bacon

•Molhos Suíço: combinação de molhos branco e ao sugo •Carne Escalope de filé mignon bourguignonne: molho de vinho tinto, cebolinhas e champignons •Guarnições Risoto de Limão Siciliano: arroz arbóreo italiano, limão siciliano, alho-poró e amêndoas Arroz branco Batata Noizete: cozida e temperada no azeite e orégano •Sobremesa Petit Gatêau de Chocolate

MESA DE CAFÉ Água mineral | Bombons de chocolate mentolado | Café com chantilly | Petit-fours Sequilhos | Torta de Chocolate | Torta de Limão | Torta de Maracujá  

24

varejo EM FOCO


JANTAR 91 ANOS Dia 14 de junho • 20h30

Sede de Campo Clube Jundiaiense

CONVITES LIMITADOS Associados: R$ 170 | Não-associado: R$ 190

“Sentimo-nos honrados em participar da trajetória da Associação Comercial Empresarial de Jundiaí ao longo desses 91 anos de existência e de ter contribuído, com essa parceria, para o desenvolvimento do comércio da região, o que resultou no crescimento de outros setores e consequentemente da cidade como um todo”, Silvia Helena Orenga Sandoval – gerente de marketing do Maxi Shopping

QUEM APOIA •Crimark Marcas e Patentes • Maxi Shopping

25

varejo EM FOCO

[

[

• Pitágoras • Teddy Bear


[LEITURA] A Arte da Guerra - Sun Tzu O mundo dos negócios está em constante mudança, e o empreendedor precisa ter estratégia, além de saber competir, para sobreviver. A obra traz ensinamentos que podem ser aplicados à gestão e ao dia a dia de uma empresa. Encantamento: A arte de modificar corações, mentes e ações - Guy Kawasaki No livro Encantamento: a arte de modificar corações, mentes e ações, o autor escreve sobre como encantar e convencer pessoas para negócios que quer desenvolver, além de mostrar como criar admiração por produtos.

26

varejo EM FOCO


[CURSO]

[DICA]

No dia 1º de abril, às 19h30, Alfredo Rocha ministrará a palestra “Liderança & Gestão de Pessoas – um evento para empresários e líderes de um novo Brasil”, no Hotel Serra de Jundiaí. Como criar o espírito de equipe para a conquista, o desempenho máximo e a importância da liderança e gestão de pessoas para melhorar resultados são alguns dos temas abordados pelo palestrante. Informações: www.corporh.com.br.

Segundo o palestrante Harvey Deutschendorf, a inteligência emocional é essencial para cargos de liderança. Para saber lidar com algumas situações, as dicas são: melhore a autoconsciência, desenvolva a habilidade de ouvir, demonstre interesse verdadeiro pelas pessoas que lidera, saiba gerenciar as emoções dos outros e as próprias e aprenda a ser grato.

27

varejo EM FOCO


e-negócios

APLICANDO TEMPO

E DINHEIRO EM

APLICATIVOS A

tualmente, a Apple lidera o mercado, com 90% das vendas de aplicativos. Até pouco tempo atrás, a empresa não tinha concorrentes à altura, além disso, é dona da mais completa loja de programas para tablets, a App Store, com 65 mil aplicativos. Mas não é porque uma gigante domina o mercado que não há espaço para os pequenos. Desde 2006, a empresa de Elton Monteiro, de 31 anos, sempre teve em seu DNA o compromisso com a inovação. Criada para ser uma agência digital, rapidamente a essência partiu para a criação de aplicativos. “O pedido veio de um cliente que já tinha desenvolvido dois sites conosco”, relembra.

nóstico de equipes e autoconhecimento. Em termos financeiros, a criação de sistemas corresponde aproximadamente a 80% do faturamento da agência. “Nosso ponto forte é o desenvolvimento de soluções que agreguem valor e tragam inteligência para o negócio. Atuamos com aplicativos inéditos, ou seja, são projetos personalizados que atendem completamente à necessidade do cliente”, explica.

Entre os aplicativos mais “procurados estão os que auxiliam os pequenos e médios empresários

A partir daí, a agência já assina mais de 100 projetos. Dentre eles, o Vercop - www.vercop.com – um sistema de gestão de contato, propostas e tarefas. “Fácil de usar e com planos grátis”, afirma. Elton também destaca o Getsongs - www.getsongs.com.br – Jogo de mapeamento de competências para diag-

Quem busca por um aplicativo precisa ter caixa. “Há uma variação muito grande, pois depende do escopo do projeto. Acredito que a partir de R$ 30 mil é possível desenvolver soluções pontuais ou menos complexas”, precifica o jovem empresário.

Entre os aplicativos mais procurados, estão os que auxiliam os pequenos e médios empresários. Normalmente, concentram-se em três categorias: controle financeiro, vendas e produtividade.

28

varejo EM FOCO


GERINDO SEU NEGÓCIO PELO CELULAR OU TABLET

MEMEO CONNECT READER Sincroniza automaticamente todos os seus documentos do Google Docs. É compatível com os formatos do Office, PDFs, fotos e vídeos. Indicado para fazer apresentações de PowerPoint, consultar planilhas e ainda escrever textos no tablet da Apple. Os diferentes tipos de arquivos ficam agrupados por pastas.

ADOBE IDEAS Voltado para quem trabalha com design e usa programas como o Photoshop ou o Illustrator. Os dedos e a tela substituem o lápis e o papel. Excelente para exercitar a criatividade, criar esboços ou simplesmente anotar ideias para novos projetos. É possível trabalhar em até dez camadas diferentes, definir a opacidade de cada uma delas e incluir imagens.

WEBEX O programa da Cisco, usado para fazer reuniões virtuais no PC, ganhou uma versão para o tablet da Apple, gratuita e muito simples de usar. O aplicativo permite criar reuniões virtuais com diversos participantes. As imagens de cada um aparecem na tela do iPad intercaladas à apresentação de slides.

PULSE

Transforma a tarefa essencial de ler notícias em um passatempo divertido. Você escolhe os sites e blogs que quer acessar e as informações são apresentadas na forma de um mosaico animado. Se você já usa o Google Reader para guardar seus sites favoritos, basta sincronizá-lo com o Pulse. O aplicativo guarda as últimas notícias em modo off-line, caso você perca a conexão. Permite ainda compartilhar o conteúdo de sites em redes sociais.

29

varejo EM FOCO

[

[

Fazer reuniões virtuais, recuperar arquivos remotamente, criar apresentações para PowerPoint. Essas são apenas algumas das facilidades proporcionadas pelos aplicativos. Confira algumas opções gratuitas:


acontece na ACE

ACONTECE NA ACE Café de Negócios De forma dinâmica, os participantes do Café de Negócios se apresentam e interagem entre si. Em um mesmo ambiente, a ACE Jundiaí, é possível conhecer um futuro fornecedor ou cliente. Os próximos cafés da manhã acontecem em 11 de abril e 9 de maio. A inscrição é gratuita e pode ser feita pelo telefone (11) 3308-4319 ou pelo e-mail comercial@acejundiai.com.br.

Ana Amélia Benazi, do CIEE, e Eli Gonçalves, da Saber Fazer, aproveitam o café da manhã para fechar negócios

Reges Donatti Filho, presidente da ACE, dá entrevista para Mell Bueno, da TV Negócios, e conta as novidades sobre a entidade

Álefe de Oliveira (gerente da ACE), Marcos Meerson (vice-presidente da ACE), Caio Portella (Crimark), Rafael Testa (Estágio Pró), Thiago Bastos (Agência Nort) e Reges Donatti Filho (presidente da ACE) se encontram no café e colocam a conversa em dia

ACE no dia a dia Para você, associado, saber tudo o que envolve a ACE Jundiaí, este espaço será para mantê-lo informado sobre os principais acontecimentos internos. Nos últimos meses, os principais investimentos foram em eventos e estrutura interna, como a reforma do refeitório para os colaboradores da entidade e a aquisição de softwares

originais - Microsoft Windows, Microsoft Exchange, Microsoft Office, Symantec Endpoint Protection etc. Além disso, a entidade também está participando de processo para certificação e obtenção de ISO 9001:2008. Tem alguma dúvida sobre o dia a dia da ACE? Mande sua pergunta para comunicacao@acejundiai.com.br.

30

varejo EM FOCO


31

varejo EM FOCO



Revista Varejo em Foco #1