Issuu on Google+

Proposta de Candidatura

Vice-Presidência Ayra Consultoria

RioJunior – Federação das Empresas Juniores do Estado do Rio de Janeiro www.riojunior.com.br


1. Apresentação da Empresa Júnior 1.1 Histórico da Empresa Júnior A Ayra Consultoria é a empresa júnior de gestão de negócios da UFRJ. Fundada em 2002, a Ayra atualmente contempla 5 cursos: Administração, Economia, Ciências Contábeis, Biblioteconomia e Gestão Pública. Possui como missão “Realizar projetos de consultoria que formem cidadãos capazes de desenvolver a sociedade”. Desde 2009, quando a empresa quase chegou a falência, a Ayra vem crescendo de forma contínua e a dois anos seguidos está entre as vinte melhores empresas juniores do país. Hoje, a Ayra é reconhecida no MEJ por ser referência em desenvolvimento colaborativo e responsabilidade socio-ambiental. Além disso, a empresa executa um elevado número de projetos chegando a uma média de dois projetos por membro. Possui prêmio de melhor prática empresarial em praticamente todos os eventos de empresas juniores do país, é vencedora do Prêmio RioJunior 2011 e medalha de prata e bronze no PQ Rio. A empresa vem se consolidando internamente a cada ano que passa ao mesmo tempo que realiza grande quantidade de projetos externos. Histórico de participação na RioJunior Desde a sua federação à RioJunior a Ayra Consultoria já participou de 3 diretorias executivas, em 2009, 2010 e 2011. Além disso, a empresa é a única da RioJunior a estar entre as Top 20 do SMD EJs, em 2010 e 2011. Objetivos da Candidatura Ayra Consultoria Desde

2011,

a

Ayra

Consultoria

vem

trabalhando

estrategicamente para que os membros façam das instâncias do 2


MEJ sua extensão de plano de carreria. Nesse ano a Ayra esteve presente com coordenadores e assessores na RioJunior e Brasil Júnior, coordenadoria do EFEJ 2013 e dois Coordenadores na organização do JEWC 2012. Em 2013, a Ayra Consultoria pretende continuar desenvolvendo seus colabores e trabalhar contribuindo e gerando resultados ao Movimento Empresa Júnior estadual e nacional. Pessoais Entrei no Movimento Empresa Júnior com sede de conhecimento. Aproveitei todas as oportunidades que tive para adquirir o maior aprendizado e deixar o maior resultado que eu era capaz. Aceitei o desafio de ser o primeiro trainee da minha geração a pegar projeto

externo,

ser o

primeiro

Vice-Presidente

da

Ayra

Consultoria e ser o Coordenador responsável pela captação do maior – e mais caro – projeto da história do Movimento Empresa Júnior. Depois de experiências em tantas áreas diferentes, hoje, enxergo qual

é

o

maior

aprendizado

que

podemos

ter:

o

autoconhecimento. Acredito que posso contribuir para fazer da RioJunior a federação referência e protagonista do país, com empresas juniores orientadas de forma personalizada, processo consolidado de formação de líderes, referência no ecossistema empreendedor do estado e com uma gestão eficiente. Sem clichês, acredito que 2013 será um ano histórico para a RioJunior. Diretor Exclusivo Informações do candidato Nome: Daniel Faleiro Barros

Tempo de MEJ: 20 meses

Cargo na RioJunor:

Idade: 21 anos

Coordenador de Negócios 3


E-mail: danielfaleiro@outlook.com Telefone: (21) 9862-8214

Skype: d.faleiro IES: UFRJ Curso: Economia

Histórico no MEJ Ayra Consultoria Consultor de Gestão de Pessoas – janeiro/2011 a julho/2011 Principais atividades: ferramentas motivacionais,integração dos membros, inserção de práticas de feedback.

Consultor de Relacionamentos – julho/2011 a outubro/2011 Principais atividade: relacionamento com stakeholders e parcerias.

Consultor Comercial – outubro 2011/ a janeiro/2012 Principais atividade: relacionamento com clientes,planejamento e venda de projetos

Consultor da Célula de Excelência em Gestão – outubro/2011 a dezembro/2012 Principais atividades:acompanhamento estratégico, qualidade interna e gestão da informação

Vice-Presidente – janeiro/2012 a julho/2012 Principais atividades: monitoramento estratégico, representatividade e gestão interna e coordenação da Célula de Excelência em Gestão

Projetos de Consultoria realizados: - Plano de Negócios

Projetos Internos: - Mapeamento de Processos -P&D (Pesquisa de Desenvolvimento) de Indicadores - Ayra Consultoria - Organização do evento: II Rodada de Empreendedorismo

4


Cargos de negociação: Especialista em Recrutamento e Seleção Especialista em Plano de Negócios

JEWC 2012 Assessor de Parcerias – fevereiro/2012 a abril/2012 Coordenador de Parcerias – abril/2012 a setembro/2012 RioJunior Coordenador de Negócios – agosto/2012 – cargo atual Eventos Encontro Nacional de Empresas Juniores 2011 Encontro Fluminense de Empresas Juniores 2011 Encontro Sul-Brasileiro de Empresas Juniores 2011 e 2012 Junior Enterprise World Conference 2012 - organizador Perfil do candidato Sou movido por ideais. Acredito em causas transformadoras, ações que geram mudanças na sociedade e na forma como enxergamos o mundo. Ao mesmo tempo sou pragmático, não acredito em discursos vagos ou movimentações sem ações. O MEJ e as pessoas que conheci nele ou por causa dele, me mostraram que é possível fazer os sonhos saírem do discurso e virarem realidade. Na CHOICE aprendi muito isso. Trabalhando seis meses em gestão de pessoas pude aprender a importância do relacionamento interpessoal, como ter empatia e a importância da motivação pessoal para a geração de resultados no trabalho. Em nove meses de trabalho na Célula de Excelência em Gestão da Ayra pude aprender como de fato estruturar um modelo de gestão e a importância de uma estratégia bem consolidada com indicadores e processos claros. Como Vice-Presidente pude aprender a importância do planejamento, acompanhamento e 5


execução das tarefas, como liderar e gerenciar equipes e tomar decisões que afetarão a história de uma organização. Aprendi que um Vice-Presidente precisa facilitar uma gestão e não criar processos que façam a organização perder tempo com o que não é estratégico. O JEWC 2012 foi para mim o maior aprendizado pessoal que já tive, aprendi a trabalhar em rede, trabalhar com uma equipe de coordenadores de desempenho sobrenatural, construir uma equipe de alto desempenho e gerar resultados “impossíveis”. E agora, trabalhando na RioJunior, consigo enxergar internamente a Federação e entender os principais gaps de atuação. Sem dúvidas, todas essas experiências geraram em mim um grande amadurecimento e espero poder gerar resultados ainda maiores para a RioJunior. Planejamento pessoal para o cargo Meu planejamento pessoal é priorizar a RioJunior sobre qualquer outra atividade. Pretendo continuar conciliando a faculdade e só entrar em atividades que não prejudiquem meu trabalho na Federação. Visão de MEJ O Movimento Empresa Júnior é um dos maiores e mais eficazes modelos

de

educação

do

mundo.

Através

de

projetos

desenvolvemos jovens para que se tornem futuros líderes globais. Vejo o MEJ com duas vertentes principais: -Empreendedorismo A economia e igualdade social de um país está diretamente associada a geração de renda de diferentes classes da população, o empreendedorismo permite o avanço econômico de todas as classes. Qualquer pessoa pode empreender e ter

6


sucesso, qualquer empreendimento gera emprego, circulação financeira setorial e aumento de renda. -Pós Juniores O MEJ tem o poder de ciar oportunidades únicas na vida de jovens. Educamos pessoas através de projetos e relacionamentos tanto interpessoais como intrapessoais. Formamos uma geração que, seguramente, será protagonista e levará esse país a pataremos melhores. O MEJ inspira, desenvolve e transforma – todos os anos – milhares de pessoas no mundo

Análise de Contexto Contexto atual da RioJunior Desde a fundação da Brasil Júnior, em 2003, o Movimento Empresa Júnior vem procurado se organizar de forma que consigamos gerar resultados expressivos e formar cada vez mais jovens líderes comprometidos e capazes de transformar o país. Em 2009, com a criação do Planejamento Estratégico em Rede o MEJ passou a crescer de forma mais organizada, evoluindo em quantidade de Federações e empresas juniores . A estrutura proposta pelo Planejamento Estratégico em Rede é direcionada por um PE de ciclos trienais que vão se sobrepondo e guiando qual vai ser o foco da estratégia entre: Gestão, MEJ e Sociedade.

7


O último triênio foi um momento em que os três ciclos convergiram, variando a etapa (início – amadurecimento – consolidação) de acordo com o período. Acredito que esse espaço de tempo tenha sido de extrema relevância para que pudéssemos enxergar que tal evolução não é linear. Ao entrarmos no ciclo Sociedade começamos a perceber que tipos de ajustes teríamos que fazer em nossa Gestão para nos adaptarmos ao nosso objetivo principal através da percepção final após experiências iniciadas ou feedbacks recebidos. Os anos recentes da RioJunior eu me atrevo a definir que foram fases de implementações e experimentações. Após a quebra da Federação, em 2005, passamos entre três e quatro anos reconstruindo a Federação, procurando unir as empresas juniores do estado.Como exemplo de culminância simbólica se destaca a realização do EFEJ 2009. A partir de 2010, se começou a pensar mais como rede de forma inicial, a partir de então se iniciou uma fase de experimentação e testes, bem sucedidos ou não, como forma de indentificação de oportunidades e práticas viáveis que pudessem trazer resultados. 8


No quadro atual, a RioJunior se encontra como uma das Federações protagonistas em articulação com a sociedade. Hoje parcerias como Endeavor, FIRJAN e Associação Comercial do Rio de Janeiro demonstram que estamos caminhando de forma progressiva nesse aspecto. Em contrapartida ainda existem grandes falhas na gestão da Federação, estas são recorrentes de problemas de equipe, ausência de indicadores, falta de acompanhamento estratégico e ausência de mapeamento dos processos críticos da Federação faz com que a RioJunior tenha em sua gestão uma grande falta de controle interno. Esses desdobramentos fazem com que a RioJunior não consiga conectar suas ações a resultados claros, gerando problemas graves atrelados a gestão. Vou citar abaixo três problemas que são recorrentes devido a esses fatores:

- Instituição RioJunior A Organização não consegue identificar o resultado final do trabalho de forma clara, além de não existir uma melhoria contínua.

- Equipe RioJunior Com a falta de controle interno e ausência de metas, KPIs e OPIs a equipe fica com seus resultados comprometidos, gerando desmotivação e quebra de expectativa das partes envolvidas. - Conselho É de suma importância que tanto a Federação quanto o Conselho tenham suas expectativas alinhadas. O Vice-Presidente tem como função prezar pela transparência do andamento da gestão com o intuito de criar um canal de comunicação que seja informativo e explore o auxílio estratégico do Conselho.

9


Em 2013, enxergo a Federação com um principal objetivo: ser uma das principais instituições relevantes do ecossistema empreendedor do estado do Rio de Janeiro. Para tal, vejo que o próximo Vice-Presidente deve trabalhar em conjunto com o Presidente guiando a RioJunior estrategicamente nessa direção, gerando valor para a RioJunior e seus stakeholders. Além disso o Vice-Presidente deve atuar concentrando seus esforços em um modelo de trabalho alinhado e sinérgico com as Diretorias da Federação, priorizando um acompanhamento próximo e um controle analítico estratégico, tático e operacional da equipe RioJunior.

Resultados esperados Gestão Ao iniciarmos um processo de reflexão sobre o cargo de VicePresidente começamos a listar inúmeras atribuições relacionadas a controle interno e necessidades de monitoramento contínuo que o cargo demanda.

De fato

todas

estas

atribuições

são

extremamente

importantes para que um Vice-Presidente possa gerir a organização de forma adequada. Contudo, ao nos aprofundarmos nesse processo reflexivo e analisarmos muitos Vice-Presidentes do Movimento Empresa Júnior começamos a perceber que diversas vezes ao assumirem o cargo, estes já começam a criar ferramentas complexas,

novos

processos e práticas que muitas vezes não estão alinhados com o objetivo final da organização.Tal atitude faz com que a instituição tenha uma infinidade de atribuições internas que

por consequência gera

deperdício de tempo, perca de foco em resultado e acaba até engessando a empresa nos momentos de tomada de decisão. Sendo assim, acredito na clara percepção que hoje precisamos trabalhar com um conceito de lean management. Lean Management é uma filosofia de gestão empresarial que tem como objetivo principal criar valor para a organização através da redução de desperdício.É um 10


modelo de gestão centrado na melhoria da produtividade, reduzindo ou eliminando custos e tempos, com vista a promover as atividades que realmente acrescentam valor para o cliente, que no nosso caso são as empresas juniores e a sociedade. Mas como fazer isso? Meu grande amigo Ryoichi Penna, candidato eleito a Vice-Presidência e Presidência da FEJEMG foi muito feliz quando citou a seguinte frase do Steve Blank em sua proposta: “Não devemos enxergar as pequenas organizações como miniaturas de grandes organizações”.

A partir desta perspectiva é notório que a

RioJunior precisa ter uma gestão enxuta e eficaz; baseada em um planejamento estratégico eficiente que seja acompanhado de perto com metas coletivas e individuais controladas através de indicadores que embasarão a Diretoria nas tomadas de decisão e servirão como informação para as gestões seguintes. Seguindo a linha do Steve Blank, por que não quebrarmos paradigmas? Abaixo segue uma adaptação da metodologia de Lean Startup que enxergo encaixar perfeitamente ao modelo da RioJunior:

Para uma Excelência em Gestão, é necessário a preocupação com a Gestão

da

Informação

e

Gestão

do

Conhecimento

em

uma

organização. No Movimento Empresa Júnior a atenção dada a essa questão deve ser ainda maior, devido ao fato de termos uma alta rotavidade em todas as instâncias do MEJ. A Federação das Empresas Juniores do Estado do Rio de Janeiro possui um recomeço de história 11


recente, mesmo assim a RioJunior já sente na sua rotina as dificuldades de uma falta de centralização dessa informação.Dessa forma vejo como ideal a criação de um Sistema Integrado de Informação, onde possamos através de um sistema online ter a centralização das informações da Federação, facilitando o controle e acesso a estas, possibilitando assim uma eficiência maior da gestão. Seguindo a lógica de um modelo Lean Management é perceptível que os principais procesos da Federação precisam ser claros, mapeados e monitorados. Dessa forma, é necessário o entendimento de que os processos chaves são os que estão diretamente ligados a cadeia de valor das organizações. No caso da Apple, os processos chaves são ligados a Tecnologia, Inovação e Design.

Na RioJunior devemos trabalhar como processos chaves, aqueles que possuem como resultado final as empresas juniores e a sociedade, isso pode ser identificado através da nossa visão do ciclo 2010-2012 que é: “Em 2012, a RioJunior terá alta representatividade, através de grande capacidade de articulação com as Sociedade e as EJs Fluminenses”. Uma das vertentes que será importante explorarmos são parcerias com empresas de mercado que possuem know-how em gestão, estratégia e processos. Dessa forma, no próximo ano, teremos a consolidação de uma gestão que seja organizada e focada na execução dos projetos traçados.

12


Gestão de Pessoas

“Você poderia tirar de mim as minhas fábricas, queimar os meus prédios, mas se me der o meu pessoal, eu construirei outra vez todos os meus negócios.” Henr y Ford

As pesssoas não são apenas o maior ativo de uma empresa, são o maior ativo de tudo o que o ser humano pode construir. Não diferente, o Movimento Empresa Júnior tem como seu maior recurso o capital intelectual de cada empresário júnior. Desta forma ao traçarmos os objetivos da Federação precisamos dar uma passo atrás e perceber que tudo o que almejamos será feito por pessoas e a RioJunior é o lugar onde não podemos aceitar nada menos do que os melhores universitários do estado do Rio de Janeiro. Para a construção de uma equipe de alta performance o primeiro passo deve ser a realização de um processo seletivo que recrute e selecione as melhores pessoas disponíveis. Este deve ser um projeto interno de Gestão de Pessoas que exige uma grande interação com a Coordenadoria de Comunicação na fase de recrutamento, buscando traçar as melhores estratégias de marketing que possibilitem um maior alcance e efetividade na atração de pessoas. Deste modo, busca-se posteriormente selecionar as pessoas com maior experiência, tempo de MEJ e histórico de resultados nas EJs para entrarem nos cargos almejados. É importante também, entendermos que porventura eventuais problemas ou necessidades da instituição, que pessoas precisem sair da Federação ou serem recrutadas em períodos fora do processo seletivo. Para que não haja problemas de equipe, o que foi recorrente nos últimos anos, quando ocorrem esses casos o ideal será procurarmos e entrevistarmos pessoas indicadas pelas lideranças do movimento empresa júnior do estado. Estruturada a equipe, é fundamental que exista um alinhamento estratégico com todos os colaboradores. Mesmo com o trabalho em 13


rede, reuniões presenciais periódicas são importantes para se criar tal alinhamento, além de um acompanhamento de equipe sobre o andamento das diretorias, motivação e integração entre o time RioJunior. A rotina de trabalho deve ser focada em resultados, doravante é necessário que cada pessoa tenha suas atividades focadas na estratégia da Federação e que tais atribuições sejam acompanhadas de metas individuais. Uma importante ferramenta de RH que deve se manter é a prática de feedbacks. A implementação de uma cultura de feedbacks atrelada a uma avaliação de desempenho que consiga dar insumos para que a Coordenadoria

de

Gestão

de

Pessoas

consiga

trabalhar

no

desenvolvimento dos colaborados da RioJunior é fundalmental. A formação e o desenvolvimento de líderes será um dos focos de GP para que preparemos os futuros líderes do Movimento Empresa Júnior brasileiro.

Considerações Finais É válido ressaltar que toda essa proposta de candidatura foi criada a partir de propósitos e valores que acredito e carrego comigo. Estou ciente da responsabilidade de ser uma das lideranças que guiará centenas de jovens durante um ano tão importante para a nossa Federação. Gostaria de agradecer a minha família que sempre me deu total apoio e suporte para continuar no Movimento Empresa Júnior, principalmente meus pais e meus padrinhos. Também agradeço as pessoas que vivenciaram situações da minha história ou compartilharam idéias e propósitos comigo no MEJ me ajudando na cocriação dessa proposta.

Primeiramente a grandes amigos que compartilham, todos os dias, experiências comigo e me ensinam a enxergar potencial em todas as coisas: Marcus Barão, Mateus Aguiar, Pedro Nascimento, Ubirajara Ribeiro, Gabriel Matos e Gustavo Valverde. A toda equipe organizadora do JEWC 2012, que me mostrou que para transformar precisamos ser transformados. 14


Aos Coordenadores, pessoas brilhantes e grandes amigos parceiros de jornada: Ryoichi Penna, Yaro Carvalho, João Paulo Raia e Lívia Barbosa. Sem esquecer a equipe de Parcerias que fez história.

Aos amigos da RioJunior, Diretoria e a equipe de negócios por estarem construindo comigo um futuro promissor para a Federação.

E aos amigos da Ayra Consultoria, por terem vivenciado comigo experiências incríveis e por terem confiado em mim para representá-los na Federação. “ A melhor maneira de prever o futuro é criá-lo.” Peter Drucker

Obrigado. Daniel Faleiro

15


Proposta de Vice-Presidência - Daniel Faleiro