Issuu on Google+


ao leitor

Ideias criam valor quando investimos nelas com nossas ações. De fato, quanto mais você age sobre suas ideias, melhor elas acabam ficando. Por quê? Se você nunca age sobre elas, não tem de se preocupar se são realistas ou não. Saber que vai ter de agir baseado em uma ideia irá fazer você ter mais foco, ser mais realista e obter maior sucesso. A ação impõe uma disciplina saudável em seu pensamento – e traz melhores ideias à tona. Pense em como uma ideia pode ser poderosa. Toda grande invenção, todo trabalho magnífico de arte e toda conquista brilhante começou com uma ideia. Não há limites para onde ela possa levá-lo. Mesmo assim, uma ideia sozinha não é suficiente. Elas são inúteis se alguém não executá-las. Por si só, uma ideia não é capaz de fazer nada – ela só passa a ter valor quando ações correspondentes são realizadas. Você, provavelmente, já teve centenas ou mesmo milhares de boas ideias – e as únicas que serviram para algo foram as que tiveram uma ação sua conectada ou causada por elas. Uma ideia é um mapa para o sucesso, e não o sucesso em si. Uma ideia é um ótimo começo, mas só se você agir. Respeite e valorize suas boas ideias agindo para transformá-las em realidade.


NA PRÁTICA Vale ressaltar que a técnica pode ser realizada em qualquer momento e da forma que o líder achar conveniente – até mesmo individualmente. “Ele deve fazer sessões individuais de brainstorming com seus vendedores e, depois, cruzar com os outros. Se em cada cérebro há 144 bilhões de neurônios e o líder tem dez vendedores, multiplique 144 bilhões por dez e conclua o quanto de riqueza inovadora há dentro da empresa”, explica Góis. Embora não exista uma linha de direção predeterminada, se você nunca fez uma sessão de brainstorming e gostaria de começar a aplicá-la com sua equipe, fique atento aos passos básicos sugeridos por Daychoum:


Adoramos a idéia da Koo de unir poltrona e berço num só produto para a mamãe. Uma solução bastante inteligente para pequenos espaços, hotéis, lojas e porquê não para residências.

http://vimeo.com/11815603


apple mania

O italiano Mirko Ginepro projetou estas mesas com formato de iPod. A mesa tem 47 x 29 x 13 cm e são feitas em acrílico e alumínio. Elas já estão disponíveis há algum tempo e dão um toque de modernidade a qualquer sala de espera ou estar.


iPhone Coffee Table

Inspirado no iPhone, essa mesa de café foi feita de papelão e colada com cola branca. Ela ainda apresenta os ícones de aplicativos como porta-copos. Essa mesa também pode ser utilizada para bares com opção de espaço para ações de merchandising ou até mesmo para deixar a copa de uma empresa mais extrovertida e moderna.


empreendedorismo

Ideias criativas, ótimos negócios Atenção, candidatos a alçar vôo solo! Apresentamos quatro maneiras diferentes de ganhar dinheiro:

SALÃO DE BELEZA EM DOMICÍLIO Luciana Zambrano Masi, 28 anos, dona do Beleza Delivery, de São Paulo "Como sou vaidosa, freqüentava sempre salões de beleza. Porém, pequenas coisas, como atrasos e fofocas, me incomodavam. Em semanas muito corridas, chamava a manicure em casa. Era cômodo, mas sem nenhum glamour. Na minha cabeça, o ideal seria unir as duas coisas: o profissionalismo e o charme do salão com a comodidade do atendimento em domicílio. Imaginei que estava diante de um bom negócio. Comecei a pesquisar e vi que poderia criar um serviço diferenciado sem cobrar preços mais altos que os de mercado. Abandonei o trabalho como pedagoga e criei então o Beleza Delivery, que oferece os tratamentos de estética com agrados que eu gostaria de receber. Se faz o pé, por exemplo, a cliente ganha massagem relaxante com óleos aromaterapêuticos e fones para ouvir música. Todo o material é esterilizado e embalado individualmente. A empresa dispõe de cabeleireiro, manicure, esteticista, fisioterapeuta e até de uma dentista, que faz limpeza e clareamento. Abri o negócio no ano passado. A maior dificuldade foi encontrar equipamentos portáteis, mas achei até um lavatório apropriado. Espero recuperar o investimento nos próximos meses. Estou batalhando bastante para isso: hoje atendo vários bairros de São Paulo e já tenho uma segunda equipe para dar conta de todos os chamados."

ALUGUEL DE VELAS Eliana Lipiani de França, 49 anos, dona da Eliana Lipiani de França Objetos de Arte, do Rio de Janeiro "Sempre gostei de trabalhar com as mãos. Fiz faculdade de artes gráficas, montei vitrines, produzi artigos para festas. Em 1998, comecei a criar velas. Meu pai tinha um galpão na zona norte do Rio e concordou em alugá-lo para mim. O negócio caminhava do jeito convencional: eu trabalhava sob encomenda e estocava pouca coisa. Passados três anos, apareceu na loja uma menina que queria comprar velas brancas para decorar sua festa de 18 anos. O orçamento ficou em 980 reais. Triste, ela disse que a mãe jamais concordaria em gastar tanto dinheiro, e eu compreendi a situação. O que ela iria fazer com tantas velas depois? Foi aí que surgiu a idéia do aluguel. Desenvolvi técnicas especiais para a produção de modelos mais resistentes. Quando começam a ficar gastos, são derretidos e a parafina é reaproveitada em novas peças. O valor do aluguel corresponde a um quarto do preço para a venda e peço um depósito, que funciona como caução. É alto, porque, do contrário, as pessoas não se dariam ao trabalho de devolver as velas. No primeiro ano, o faturamento não foi significativo. Aos poucos, consegui ficar conhecida entre os festeiros mais badalados do Rio, que me procuram para decorar eventos importantes. Atualmente, estudo propostas para abrir franquias em Belo Horizonte e Curitiba."


ESCOLINHA PARA GRÁVIDAS Olívia Bernardes, 30 anos, sócia de Glória Staneck, 44 anos, na escola para mães Marinheira de Primeira, do Rio de Janeiro "A idéia de montar um curso para futuras mães nasceu quando tive o Francisco, há um ano e meio. Achei que me realizaria totalmente, embora adorasse meu trabalho como chef de cozinha. Convidei uma amiga, que é enfermeira e tem dois filhos, para ser sócia. Juntas, Glória e eu elaboramos as apostilas e montamos a estrutura das aulas, que são dadas na casa de minha mãe. No início, o único investimento para criar a Marinheira de Primeira foi importar da Alemanha um boneco com tamanho e peso semelhantes ao de um recém-nascido. Gastamos apenas 200 reais. Quase todo o restante do material - banheira, roupinhas, brinquedos - já tínhamos. Em cinco encontros, que duram duas horas e meia cada um, ensinamos a dar banho, escolher a babá, além de técnicas para a amamentação. As turmas têm oito alunas no máximo e os pais participam da última reunião. Para quem não consegue abrir brecha na agenda, oferecemos a opção de aulas particulares. O negócio está dando certo. As alunas nos pediram para desenvolver um curso para babás, sugestão que acatamos logo. O que ganho ainda não cobre todas as despesas, mas as coisas vão melhorar, porque intensificamos a divulgação por meio de folders e cartões de visita."

BRECHÓ PARA BEBÊS Miriam Sanger, 34 anos, dona do brechó Bolota, de São Paulo «Depois do nascimento de minha filha, Isabela, percebi quanto os bebês perdem roupas e pensei que poderia transformar esse fato em uma oportunidade de negócio diferente. Fiz uma pesquisa informal com mães da minha idade para saber se elas comprariam roupas em um brechó. Algumas amaram a idéia e outras abominaram, garantindo que não colocariam no filho uma peça de segunda mão. Então, tive outro insight: associar à loja uma ponta de estoque de marcas famosas para atrair também esse tipo de público. Deu certo. Logo na primeira visita, quando as clientes têm a oportunidade de comprovar a qualidade das roupas seminovas, qualquer preconceito some. Como nos fundos da minha casa há uma edícula com entrada independente, resolvi abrir a loja ali, o que acabou barateando o investimento inicial. O fato de negociar as roupas em sistema de consignação também facilita. Comecei pela curtição, pois já trabalhava com meu marido em uma consultoria empresarial, mas o negócio está crescendo e exigindo mais atenção. Um ano atrás, havia só uma arara de roupas. Hoje, são sete. O sistema de atendimento também evoluiu. Era feito por meio de hora marcada, agora a loja tem expediente fixo. Neste ano, pretendo transferir o brechó para um endereço de mais visibilidade e talvez passe a me dedicar a ele em período integral."


idéias verdes Ideias e soluções para implementar a sustentabilidade no seu dia a dia.

No caminho da tendência do consumo colaborativo, o portal BuscaLá divulga produtos que podem ser trocados ou alugados e mantém um espaço de divulgação para ações de trabalho voluntário. Os fundadores do projeto acreditam que é possível, com a iniciativa, incentivar “um consumo mais saudável entre as pessoas”. Quem tem um produto parado em casa ou com pouco uso (livros, ferramentas, equipamentos eletrônicos), pode escolher uma modalidade e cadastrá-lo para troca por alguma outra coisa, venda por um preço mais acessível ou aluguel do item por um valor e tempo previamente determinados.


Já o espaço Ações do Bem é reservado para instituições que realizam projetos sociais, como asilos, creches, escolas e ONGs. A intenção é que as instituições divulguem suas necessidades (como reforço escolar e visitas culturais) e encontrem pessoas que estão dispostas a trabalhar ou ajudar de forma voluntária.

Se você pensa que viver a base de troca de produtos é apenas uma prática da Idade Média, está completamente enganado! O método, também utilizado atualmente e conhecido como consumo colaborativo. Uma prática onde adquirimos serviços e diversos produtos através de trocas, aluguéis, doações, empréstimos e compartilhamento feito pela Internet. Saiba mais na FAN PAGE do BUSCA LA clicando no link:

http://pt-br.facebook.com/buscala


como fazer?! Como ter ideias criativas Para pensar diferente, é preciso estar atento: ao seu inconsciente, aos arredores e até às opiniões de fora. As ideias só aparecem para quem procura

Crie com moderação Nem todo problema precisa de uma solução inédita. Escolha aquele em que a diferença vai... bem, fazer diferença e foque nele.

Cheque a panela Não há gênio solitário: a criação coletiva é que move o mundo. Cultive uma panelinha sincera e talentosa, para consultar e dar palpites.


Note a anote Ideia não tem hora marcada, então esteja alerta. Anote suas sacadas e elimine do seu vocabulário "pensei um negócio, mas esqueci..."

Deixe estar Não fique com a primeira solução que aparecer: as melhores ideias surgem após um período de incubação. Faça sua parte armazenando informações e seu inconsciente fará a dele. Às vezes, a solução pode vir até durante o sono.

Deixe errar Ambientes que se pretendem criativos preveem o fracasso recorrente e o desperdício de tempo e recursos. "Para criar algo realmente bom, você precisa ter os meios para fazer um monte de porcaria", diz o guru digital Kevin Kelly.


Chame o síndico Tim Maia testava seus discos chamando quem estivesse passando para escutar e dar opinião. Não precisa chegar a tanto, mas muitas vezes a contribuição de quem não tem nada a ver com o assunto pode ser fundamental.

Ligue os pontos Se a vida lhe der um limão, não faça uma limonada: junte com cachaça e faça uma caipirinha. Acostume-se a combinar ideias aparentemente divergentes. Peças que não se encaixavam podem ser a chave do quebra-cabeça.

Fonte: Revista Superinteressante

http://super.abril.com.br/cotidiano/como-ter-ideias-criativas-619843.shtml


inspiração Olha só que ideia simples para uma embalagem de chá com tema Natalino. “Christmas Tea” é um conceito criado pelos designers Maja Matas e Kresimir Miloloza.


ESSA É PARA CURTIR!

Natal de BRINQUEDO A estação de metrô St. Pancras, localizada em Londres, se preparou para o Natal deste ano com uma árvore bastante inusitada. Uma árvore de 10 metros de altura foi erguida no meio da estação, e ela é completamente feita de LEGO! Os detalhes são impressionantes,


ideias estampadas

Essas camisas básicas mais incrivelmente diferentes foram criadas pelo casal japonês Noto-Fusai e são vendidas no site Shikisai. As camisas exploram as possibilidades alternativas de design para t-shirt, através do uso de tinta preta sobre a superfície branca.


Cordões, cadarços, botões, tiras de couro e outros materiais somados a ideias geniais, fazem com que as camisas sejam interativas.

Além disso, tem também tamanho infantil. Olha que coisinha mais fofa esse japinha! Para ver outras opções acesse o site.

http://www.shi-ki-sa-i.com/index.htm


humor



Dando IDEIA 01