Issuu on Google+

MANUCA ALMEIDA

ALÉM DO AMOR


Além do Amor copyright (by) Manuca Almeida Projeto gráfico editorial AP303 estudio design (www.ap303.com) Produção executiva Lu Almeida Impressão Gráfica Print pex Revisão Valdelice Leal

Todos os direitos reservados a Barboza Almeida Produção e Publicidade LTDA. Proibida a reprodução dos textos originais, por qualquer processo, sem autorização, por escrito, do respectivo autor.

Avenida Armando Ferreira Almeida 2 Jardim Vitória. Juazeiro Bahia. CEP 48.902.120 +55 74 3611-5280 / +55 74 8817-7687

www.manucaalmeida.com.br


Manuca é feliz. Quem fica em volta dele Também fica feliz. Essa é a mensagem, esse é o carinho Esse é o destino dele É transformar tudo Que está em sua volta em beleza, Poesia alegria e música. Que você continue espalhando poesia, Alegria, música, fantasia, Entusiasmo e força pra todo mundo, Por anos e anos e anos, e não esqueça, Já que você abre as portas da música e Da poesia pra gente, a gente tem que Estar sempre à sua espera, “Esperando na janela. Um abraço e seja feliz pra sempre.

MAURÍCIO DE SOU-


HOJE EU PENSEI Como podemos ver

Além do amor está DEUS

ou sentir algo além do amor,

e Deus está presente

Se o amor está presente

em cada verso do poeta

em tudo que pensamos

que tanto ama e transmite

e sonhamos?

a todos os seus sentimentos.

Hoje eu pensei...

Só mesmo quem ama intensamente

Somente com mais amor

é capaz de fazer

no coração e nas atitudes,

da sua vida uma poesia

descobrimos que o amor

e viver a vida com a alegria

pode ir além das cores,

de quem nasceu para ser feliz.

das flores, além de você,

Lindo livro!

Só basta querer.

Lu Almeida – seu amor


EU VENHO DAS RU AS da poesia falada na praça, eu sou daqueles

que o tempo marcou como poeta marginal, alternativo, emergente, seja lá qual for

o nome criei a minha estrada com caminhos de palavras urbanas, simples, como quem vive no interior da Bahia e pode pensar em uma poesia, que seja feita de verdade

sem o “academicismo” dos ditos intelectuais da crítica tupiniquim. Eu não faço parte de nem uma academia, a minha palavra não tem músculos, é feita de moléculas e sonhos, e o Grammy que ganhei eu guardo no meu guarda roupa...


A gramática não precisa de grama, a poesia precisa de seu jardim. Eu venho de um verso concreto e não preciso provar nada. A prosa é a sopa que me alimenta, por isso eu ainda posso dizer que daqui a 20 anos eu vou ser poeta, vou poder abrir a porta e deixar meus versos escorregarem em direção ao futuro, sem medo das metáforas, além do amor que eu juntei pra lhe fazer feliz.Esse livro é para quem faz da vida um aprendizado diário, da coragem de poder sonhar.


Dedico ao meu amor, Lu Almeida, cada gesto de amor que a minha palavra possa alcançar, cada abraço poético que possa ser desejado. Dedico também ao mestre e amigo MAURÍCIO DE SOUSA e às minhas outras mulheres: a minha mãe Eunice, as minhas filhas Dandara, Iana, Vitória e a minha neta Fernanda Almeida, por cada dia vivido e dividido por me levarem ALÉM DO AMOR. Que a simplicidade nos mostre, além das palavras, o caminho, porque motivos não faltam pra seguir na estrada do futuro. Manuca Almeida - Quintal do Poeta 2012


ALÉM DO AMOR MANUCA ALMEIDA


Você pra mim é o Céu, Enfeitado de cores, desejo concretizado, O sonho cheio de amores, Você pra mim é um riacho Um cacho em flor, água pura cristalina que o meu corpo se banhou, mistérios que a natureza enfim me revelou Você é a rosa, prosa de um conto bom Você pra mim é rio Me aquece no frio. Certeza que o desafio é Força pro que não chegou Eu sei, eu sei Você não precisa de nada além do amor Você é paz Você é mais ... Do que eu queria ter e sou. E eu sei disso

de você. E gosto muito Eu gosto


o homem quer colher

Sem querer plantar, Quer amar sem amor O homem quer saúde Mas não quer se cuidar, Quer união Sem quer se dar, O homem perde tempo com seus medos e vícios Espera a paz do mundo E não vive em paz, O homem é capaz de não perdoar e destruir pra não se dar.


De que vale o conhecimento Sem o envolvimento? De que vale o equilíbrio Sem dividir o que aprendemos? De que vale um sonho Se vivemos longe do que somos? De que vale o medo se precisamos seguir acertando ? De que vale a certeza se duvidamos tanto? De que vale o paraíso, um sorriso, Ou um novo encanto? Sei que precisamos aprender Com o silêncio, Com o conhecimento dos outros animais Além do tempo que dita às horas Que faz a regra do que suportamos

a mais


VOU COMEÇAR dizendo

Que perto pra mim é muito longe. Que ontem já é uma eternidade E agora eu quero você aqui. Minha previsão é um verso novo, É um universo de pensamento Um monte de sentimento Pra gente evoluir. Vou começar fazendo hoje O que pensei pro futuro. E só vou deixar pra traz A poeira de um pensamento, A fraqueza de minha tristeza E a incerteza do que existe Atrás do muro.


Além do amor