__MAIN_TEXT__
feature-image

Page 17

www.jornalfalandodedanca.com.br ISSN 2237-468X

ANO 6 - Nº 68 MAIO/2013

17

Abril a Pista de Dança RioTur leva a dança de salão para a Lapa, em evento organizado por Carlinhos de Jesus, que prestou homenagem à Estudantina e à Maria Antonietta, no encerramento do projeto Carlinhos de Jesus avaliou como grande sucesso o evento promovido pela RioTur nos dias 19, 20 e 21 de abril, e já pensa em reapresentar a proposta para ano que vem. “Aumentando de três para seis companhias de dança se apresentando por noite”, adianta ele. Com ampla repercussão junto à grande mídia, sendo matéria de páginas inteiras de jornais e destaque no RJTv, o evento, cujo título faz jogo de palavras com o mês (Abril) e a expressão “abriu a pista”, atraiu grande público nas três noites de aulas, apresentações e bailes ao ar livre. Chamou-nos a atenção a excelente organização da produção da Casa de Dança Carlinhos de Jesus: policiamento, seguranças, UTI Móvel, banheiros químicos, camarotes refrigerados para os artistas dançarinos, grande palco para banda e apresentações, buffet para os participantes e convidados, iluminação e som impecáveis e backstage digno de grandes shows da MPB. Sem dúvida o evento colocou a dança de salão em um patamar há muito tempo não alcançado aqui no Rio de Janeiro. O primeiro dia foi marcado por aulão ministrado por Rodrigo Marques e equipe da CDCJ, apresentação de três cias de dança (Cia Carlos Bolacha, Cia Dom e Centro Cultural Carioca) e baile ao ar livre com a banda Signus. O segundo dia, ainda nos Arcos da Lapa, teve aulão ministrado por Carlinhos de Jesus e equipe da CDCJ, mais três cias de dança se apresentando (Cia Nuevos Aires, Cia Alex de Carvalho e Cia Carlinhos de Jesus) e, novamente, baile-show com banda Signus. Já a culminância do evento aconteceu na Praça Tiradentes, em frente à Estudantina Musical, com aulão de

Carlinhos de Jesus, apresentações da CDCJ e baile da banda Signus. O ponto alto deste último dia foi a homenagem à gafieira Estudantina Musical e à Maria Antonietta, in memorium. Antes de inciar o baile, o prédio histórico da gafeira foi iluminado com efeitos de canhões de luz, e na fachada surgiram casais de dançarinos em trajes de baile, que dançaram ao som de solo de trompete, cujo músico também se instalara em uma das sacadas. Em seguida, Carlinhos leu sobre a história da Estudantina e a atuação de Isidro Page à frente da casa a partir dos anos setenta, destacando a importância da mestra Maria Antonietta, que ministrou aulas de dança no local por mais de três décadas. A família da falecida mestra foi representada por sua filha, Aninha, que recebeu das mãos de Carlinhos de Jesus o troféu Prêmio Cultura da Dança de Salão, patrocinado pela Secretaria de Estado de Cultura do RJ e pelo Jornal Falando de Dança. Isidro Page também recebeu o troféu Prêmio Culltura da Dança de Salão, representando a Estudantina Musical. Ao final, Carlinhos de Jesus comunicou ter a Prefeitura autorizado uma placa comemorativa em homenagem à mestra, mas que a intenção dos envolvidos na campanha UMA ESTÁTUA PARA ANTONIETTA (Jornal Falando de Dança, Agenda da Dança de Salão Brasileira e Carlinhos de Jesus) era não deixar o processo da estátua ser arquivado e, ainda, juntá-lo ao dossiê apresentado pelo próprio Isidro, que pleitou a mudança do nome do logradouro em frente à Estudantina para Rua Maria Antonietta Guaycurus de Souza. Vamos torcer. ___________________ Leonor Costa

Profile for Leonor Costa

JFD 068  

Jornal Falando de Dança, edição 068, maio/2013

JFD 068  

Jornal Falando de Dança, edição 068, maio/2013

Profile for dancenews
Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded