Page 1

Uma Aventura Literária 2013 Modalidade Teatro

Alunos do 8º ano: Julien Ribeiro David Pereira Alexandre Ramalho Hugo Fernandes Secção Portuguesa, Lycée international de Saint-Germain-en-Laye (França)

1


«AS FILHAS DE FARAM» – um conto tradicional da Guiné -, in Rãs, Príncipes e Feiticeiros, Ana Maria Magalhães e Isabel Alçada

PERSONAGENS

FARAM (o pai) MULHER DE FARAM MATE (filha mais velha) SECANHUMA (filha mais nova) O FEITICEIRO IRÃ OS PÁSSAROS FALCÃO MULHER BONDOSA

2


ATO I (Na Guiné, em casa de Faram)

Cena 1 FARAM, MULHER DE FARAM, MATE, SECANHUMA

FARAM e MULHER DE FARAM Quando nós estivermos longe, fiquem sempre juntas e ajudem-se uma à outra. MATE E SECANHUMA Claro. Nós somos muito amigas, havemos de nos proteger uma à outra a vida inteira.

Cena 2 FARAM, MULHER DE FARAM, MATE, SECANHUMA

FARAM Vamos ter de sair, eu e a mãe, adeus. Portem-se bem. Mate, não te esqueças de ir trabalhar no campo! MATE Está bem. Adeus! (quando os pais saem, Mate dirige-se a Secanhuma ) É melhor ficares em casa e, como pode aparecer alguém para te fazer mal, fecha-te. Só abres a porta quando me ouvires cantar assim: “Secanhuma yóó-bara...”

Cena 3 FEITICEIRO IRÃ, MATE, SECANHUMA, PÁSSAROS

FEITICEIRO IRÃ (aparte) Vou raptar esta menina. (depois de Mate se afastar, aproximou-se e cantou com uma voz fininha) “Secanhuma yóó-bara...”

3


SECANHUMA (abrindo a porta) Já terminaste, Mate? (admirada perante a pessoa que lhe surgiu à frente) Mas... tu não és minha irmã. FEITICEIRO IRÃ Claro que não! Sou um feiticeiro e vim raptar-te. Porta-te bem e obedece-me. Vamos, antes que a tua irmã chegue! (Mate chega a sua casa e descobre que a irmã desapareceu.) MATE (monólogo) Minha maninha foi raptada! De certeza que foi Irã. (aparte) Talvez um pássaro possa levar-me até sua casa. (pôs-se a dançar à roda com os braços no ar e a dizer em altos gritos) Preciso de ajuda de quem tem asas! Asas! Asas! PÁSSAROS (admirados com aquele pedido, rodeiam-na) Que passa? MATE A minha irmã foi raptada e quero que me levam a casa do feiticeiro Irã. PÁSSAROS Pode ser!

4


ATO II (Na Guiné, onde vive Irã)

Cena 1 MATE, SECANHUMA, FALCÃO

FALCÃO É ali! MATE Tens a certeza? FALCÃO Tenho! MATE Então desce, por favor! (o Falcão desce devagarinho e Mate começa a cantar) Secanhuma yóó-bara... Secanhuma yóó-bara

Cena 2 MULHER BONDOSA

MULHER BONDOSA Parece que a irmã mais velha de Secanhuma vem buscá-la. Ainda bem. E sou eu mesma que lhe entregarei.

Cena 3 MATE, SECANHUMA, OS PÁSSAROS, MULHER BONDOSA MULHER BONDOSA Despachem-se, que Irã pode chegar a qualquer momento e prender as duas. Vão-se embora e fazem a festa em casa.

5


MATE Tu me fizeste-me medo. Nunca mais te via… SECANHUMA Foi culpa do Irã. Mate Agora já não há problema. Estamos de novo juntas e já nos podemos proteger uma à outra como os pais nos pediram. PÁSSAROS (em coro) Secanhuma yóó-bara... Secanhuma yóó-bara...

FIM

6


8º modalidade teatro as filhas de faram (nº 4)  

Mudança de género para o conto tradicional da Guiné "As Filhas de Faram" (8º ano)

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you