Issuu on Google+

Bahianest Dezembro 2013 | 1


Editorial

Caros Amigos, É uma publicação da SAEB – Sociedade de Anestesiologia do Estado da Bahia em parceria com a COOPANEST-BA – Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas Estado da Bahia. Diretoria da SAEB: Presidente Dr. Jedson dos Santos Nascimento CRM/Ba 11.927 Vice-Presidente Dr. Carlos Eduardo Aragão de Araujo CRM/Ba 3.811 Secretário Geral Dr. José Admirço Lima Filho CRM/Ba 15.231 1º Secretário Dr. Diogo Medeiros Bahia CRM/Ba 16.575 1º Tesoureiro Dr. Hugo Eckener Dantas de Pereira Cardoso CRM/Ba 15.709

Estamos finalizando o ano e temos a sensação de dever cumprido. O sucesso da junção das almas gêmeas, Saeb e Coopanest-BA, numa única sede, nos traz a alegria de ter realizado o objetivo da nossa gestão. Sabemos das decepções associadas ao poder público, mas cabe não desanimar fazendo guerra de guerrilha, cada um com a arma que tem à mão, para vencer quem deprecia nosso ofício. A igualdade entre os injustos, maldosos e facciosos nos dá a certeza de que a união de nossa classe e, particularmente, de nossa especialidade é fundamental para vencermos as dificuldades vindouras. Enfim, feliz natal e um ano novo de muita alegria. Coloquemos nosso coração nos valores maiores e no cuidado do nosso bem estar e de nossa família.

2ª Tesoureira Dra. Ana Cláudia Morant Braid CRM/Ba 9.365 Diretora Científica Dra. Vera Lúcia Fernandes de Azevedo CRM/Ba 8.363

Dr. Jedson Nascimento Presidente da SAEB

Diretor de Defesa Profissional Dr. Gilvan da Silva Figueiredo CRM/Ba 12.617 Diretoria da COOPANEST-BA: Presidente Dr. Carlos Eduardo Aragão Araujo CRM/Ba 3.811 Vice-Presidente Dr. Danilo Gil de Menezes CRM/Ba 8.009 Secretário Geral Dr. José Siquara Rocha Filho CRM/Ba 2.413 1º Secretário Dr. Roque José Archanjo dos Santos CRM/Ba 2.217 1º Secretário Dr. Marco Aurélio Oliveira Guerra CRM/Ba 16.575 1º Tesoureiro Dr. Hugo Eckener Dantas de Pereira Cardoso CRM/Ba 15.709 2º Tesoureiro Dr. Aurino Lacerda Gusmão CRM/Ba 7.182 Responsável pela revista: Dr. Jedson dos Santos Nascimento CRM/Ba 11.927 Textos e Edição Cinthya Brandão - Jornalista DRT 2397 www.cinthyabrandao.com.br Designer Gráfico Carlos Vilmar www.carlosvilmar.com.br Tiragem 800 exemplares Impressão Cartograf

SOCIEDADE DE ANESTESIOLOGIA DO ESTADO DA BAHIA

Bahianest Dezembro 2013 | 3


ÉTICA MÉDICA GANHA DESTAQUE NA 25ª JORBA 4 | Bahianest Dezembro 2013

A 25ª edição da Jornada Baiana de Anestesiologia reuniu profissionais da capital e do interior entre os dias 21 e 22 de setembro, no Centro de Convenções do Fiesta Bahia Hotel. O tema escolhido O PAPEL DO ANESTESISTA EM SITUAÇÕES CRÍTICAS proporcionou uma abordagem ampla das ocorrências de maior desafio durante o ato anestésico, dirimindo possíveis dúvidas e exemplificando as condutas mais adequadas e eficientes. Além do tema central, assuntos envolvendo Ética Médica e Mercado de Trabalho também atraíram grande público. Para o presidente do Cremeb, Dr. José Abelardo Garcia de Meneses, a abordagem da ética médica no primeiro dia de jornada e no período da tarde foi um diferencial. “A Comissão Científica da JORBA merece os parabéns por selecionar um assunto de suma importância para o exercício pleno da medicina em horário de maior concentração de participantes. Isso reflete a seriedade e preocupação da SAEB, justamente num período crítico para todos os médicos brasileiros, em que a nossa imagem está num processo de desgaste oportunamente provocado pelo governo brasileiro, principalmente através da imprensa.”, ressaltou. O presidente da SAEB, Dr. Jedson dos Santos Nascimento, ratifica a necessidade de uma retomada da conduta e união entre os médicos. “Precisamos continuar acreditando que fazer da dignidade e seriedade o nosso cotidiano é o melhor caminho para coibir essa propaganda negativa, mas sejamos prudentes e simples para aceitar que a ameaça é real e o risco de termos nosso ofício maculado por propostas nada mais que midiáticas e eleitoreiras não é apenas uma perspectiva”, afirma.


DEFESA PROFISSIONAL FOI O TOM DA SOLENIDADE DE ABERTURA DA 25ª JORBA A solenidade de abertura da 25ª Jornada Baiana de Anestesiologia foi marcada por intensas abordagens no que tange ao respeito à dignidade médica e à imagem do médico no Brasil. A mesa contou com a presença do vice-presidente da SBA, Dr. Sylvio Lemos, o representante do CFM na

Bahia, Dr. Jecé Brandão, o presidente do Cremeb, Dr. Abelardo Meneses, o presidente da SAEB, Dr. Jedson Nascimento, o presidente da COOPANEST-BA, Dr. Carlos Eduardo Araujo, o diretor geral da Rede Hospitalar do Estado da Bahia, Dr. José Walter dos Santos Júnior e a diretora científica da SAEB, Dra.

Vera Lúcia Fernandes de Azevedo. Em cada discurso, uma reafirmação indignada de repúdio às manobras do governo federal em aplicar políticas públicas de cunho eleitoreiro, colocando em cheque a credibilidade e a seriedade na conduta do médico perante a população. Bahianest Dezembro 2013 | 5


SAEB

ELEIÇÕES SAEB: Nova diretoria para o biênio 2014/2015 é eleita As eleições da nova diretoria da Sociedade de Anestesiologia do Estado da Bahia (SAEB) aconteceram no dia 01 de dezembro, domingo, das 8h às 20h, na sede da SAEB para os médicos anestesiologistas que residem na capital e os que moram no interior do estado o voto foi por correspondência. Pela primeira vez, o processo se deu num domingo, o que sempre acontecia em dia útil. E a novidade foi bem aceita entre os sócios. Para muitos o trânsito livre do domingo foi um fator positivo e facilitador no deslocamento até à SAEB.

6 | Bahianest Dezembro 2013

SOCIEDADE DE ANESTESIOLOGIA DO ESTADO DA BAHIA


Conheça a diretoria eleita da SAEB: Presidente: Dr. José Admirço Lima Filho Vice-presidente: Dra. Vera Lúcia Fernandes de Azevedo Secretário Geral: Dr. Fernando César Cabral de Oliveira Filho 1° Secretário: Dr. Alexandre Chaves Mira 1° Tesoureiro: Dr. Libório Ximenes Aragão Filho 2ª Tesoureira: Dra. Ana Cláudia Morant Braid Diretor de Defesa Profissionail: Dr. Paulo Cezar Medauar Reis Diretor Científico: Dr. Lucas Jorge Santana de Castro Alves Comissão de Defesa Profissionail: Dr. Paulo Cezar Medauar Reis – Diretor Dr. Aurino Lacerda Gusmão Dr. José Arnaldo Borges de Carvalho Comissão Científica: Dr. Lucas Jorge Santana de Castro Alves – Diretor Dr. Guilherme Oliveira Campos Dr. Elio Ferreira de Oliveira Júnior

O clima durante a votação foi de cumprimento não somente de uma obrigação associativa, mas do exercício da democracia e incentivo aos novos representantes da entidade, lembrou o presidente da Comissão Eleitoral, Dr. Altamirando Santana. “Sem dúvida para a SAEB que tem uma tradição de democracia, liberdade, onde todos os direitos e opiniões são respeitados, esse processo é muito importante, especialmente, nesse momento de desafios que os médicos brasileiros estão enfrentando. Nós observamos uma participação ativa dos sócios tanto da capital como também dos que moram no interior. E isso vai conferir à nova administração da SAEB uma responsabilidade ainda maior na defesa dos interesses da saúde, da medicina e da comunidade. A nossa atuação é fundamental na valorização da vida, no respeito à dignidade e ao ser humano”. A disputa contou com uma única chapa e os novos integrantes que assumem oficialmente o comando da sociedade serão empossados dia 25 de janeiro de 2014, em horário e local posteriormente divulgados.

Conselho Superior: Dr. Bruno Gardélio Pedreira de Cerqueira Dr. Carlos Eduardo Aragão de Araujo Dr. Diogo Medeiros Bahia Dr. Luciano Santos Garrido Dr. Luciano Santana Almeida Dr. Ricardo Almeida de Azevedo Conselho Fiscal Efetivos: Dr. Anderson Cardoso Gazineu Dr. Marcelo de Jesus Martins Dra. Letícia Bulhões Guimarães Suplentes: Dr. Diego Barretto Lorenzo Dra. Magnólia Montenegro Matos Granja Dr. Julival Máximo dos Santos

Bahianest Dezembro 2013 | 7


Artigo Científico

ALERGIA AO LÁTEX A anafilaxia peroperatória ocorre após a administração de determinados fármacos ou contato com certas substâncias, com quadro clínico variável desde manifestações cutâneas discretas até quadros graves (choque anafilático) e óbito.

dução, são utilizados vários anestésicos num curto espaço de tempo e, muitas vezes, são administrados outros fármacos não anestésicos e/ou substâncias, como por exemplo, antibióticos.

A incidência de reações anafiláticas ou anafilactóides (RAA) em anestesia variade 1:600 a 1:25.000, na dependência do método de pesquisa, da época e da localidade onde os estudos foram feitos.

Alergia ao látex que contém uma mistura complexa de proteínas vegetais solúveis em água, tornou-se uma grande fonte de preocupação na prática clínica.

Os sinais e sintomas de RAA em anestesia iniciam-se, em geral, entre segundos até 20 a 30 min após a administração venosa do agente causador. Quanto mais precoce o começo da RAA, mais grave é o caso. Quando a administração ou o contato com o antígeno se faz por outras vias, o tempo de início torna-se imprevisível, como nas reações aos derivados do látex, quando o contato se faz, por exemplo, através de mucosas e a reação anafilática pode começar depois de 40 a 120 min. Além disso, no ato anestésico-cirúrgico, principalmente no momento da in-

A Food and Drug Administration(FDA) recebeu relatórios de incidentes de milhares de reações alérgicas envolvendo produtos médicos contendo látex, incluindo anafilaxia, paradas cardíacas e mortes. O látex é o fator desencadeante de pelo menos 10% das reações anafiláticas relatadas sob anestesia. Anestesiologistas, anestesistas enfermeiras, enfermeiras de sala de cirurgia e cuidados intensivos e cirurgiões estão em alto risco de desenvolver hiper sensibilidade ao látex, como resultado da exposição ocupacional.

8 | Bahianest Dezembro 2013

Identificação de Grupos de Alto Risco 1. Os pacientes comum à história de vários procedimentos cirúrgicos, incluindo aqueles com mielomeningocoele (espinha bífida) e anomalias congênitas do trato geniturinário. Os pacientes com espinha bífida têm uma incidência de 30-70 % de alergia ao látex. 2. Os profissionais de saúde com exposição ocupacional. A alergia ao latex é um grande problema entre profissionais de saúde uma vez que a prevalência da sensibilidade ao látex pode ser tão elevada como 17 %. Aproximadamente 70 % dos eventos adversos ao látex relatado pelo FDA envolvem profissionais de saúde. 3. Outros indivíduos com exposição ocupacional ao látex como cabeleireiros, assistentes de estufa e os de fabricação de produtos de látex. 4. Indivíduos com uma história de atopia, febre dos fenos, rinite, asma ou eczema. 5. Indivíduos com história de alergia alimentar a frutos tropicais (como abacate, kiwi, banana, castanhas, frutas de caroço).


Sinais e Sintomas Três tipos de reações podem ocorrer em indivíduos . Os dois primeiros são reações generalizadas e não provocam risco de morte: 1. Dermatite de contato irritativa, causando pele seca e com rachaduras. 2. Hipersensibilidade Tipo IV (contato) também conhecida como hipersensibilidade retardada. Normalmente, ocorre ao longo de um período de 24 horas, é mediada por células e é limitado ao local de contato. 3. Hipersensibilidade Tipo I (mediada por IgE) - também conhecida como hipersensibilidade de tipo imediato. Esta é uma reação alérgica verdadeira e pode ter sintomas locais ou sistêmicos que pode incluir:

a. Urticária, eritema, urticária, que pode ser localizada ou generalizada. b. Sintomas do trato respiratório superior, incluindo nariz entupido ou corrimento nasal, tosse, asma. c . Hiperemia ocular, coceira nos olhos , angioedema das pálpebras. d. Sintomas gastrointestinais, incluindo diarreia, náuseas, vômitos, cólicas. e. Dor de cabeça, ansiedade, falta de ar, coceira. g. Anafilaxia, taquicardia, hipotensão, colapso cardiovascular. Tratamento de Reação Alérgica ao Látex 1. Dermatite de contato e reações Tipo IV: a. Evite irritar a limpeza de pele. b. Os corticosteróides tópicos podem ser aplicados localmente para erup-

ções cutâneas ou urticária. 2. Reações ao látex tipo I: a. Reações leves respondem bem aos anti-histamínicos e corticóides tópicos nasais podem ser úteis; b. Urticaria são tratados com anti-histamínicose corticóides sistêmicos; c. A reação com o envolvimento das vias aéreas podem exigir o uso de esteróides sistêmicos, bronco dilatadores, entubação endotraqueal e adrenalina; d. No caso de anafilaxia, um protocolo de anafilaxia formal é aconselhável; 3. Precauções sem látex devem acompanhar o paciente durante todo o período perioperatório (SRPA, UTI até a alta). 4. Os detalhes de qualquer reação alérgica deve ser claramente documentados.

PROTOCOLO PARA PACIENTES ALÉRGICOS AO LÁTEX - SERVIÇO DE ANESTESIOLOGIA AOSID – HOSPITAL SANTO ANTONIO CUIDADOS AOS PACIENTES ALÉRGICOS AO LÁTEX 1. IDENTIFICAR PACIENTES DE RISCO. a. Atopia prévia e/ou exposições frequentes ao látex. Rinites, asma, eczema, história de múltiplas cirurgias, más formações genitourinárias, ostomias, cateterizações, mielomeningocele, espinha bífida, atresia esofágica, etc; b. Exposição ocupacional. Profissionais de saúde, da indústria da borracha, cabeleireiros, jardineiros, etc, com atopia ou dermatite de contato nas mãos relacionada ao uso de luvas descartáveis ou derivados de látex; c. Indivíduos com alergia a alimentos, principalmente a frutas tropicais como abacate, banana, kiwi e castanhas. 2. USO PROFILÁTICO DE MEDICAMENTOS. a. Prednisona (40 mg via oral no adulto, 0,4 mg/Kg via oral na

criança) 24, 12 e 6 horas antes da cirurgia; b. Prometazina (25 mg IM no adulto; 0,5 mg/Kg IM na criança) ou difenidramina (50 mg IM no adulto, 1,5 mg/Kg IM na criança) 1 hora antes da cirurgia; c. Ranitidina (1mg/kg) ou cimetidina (4mg/kg) uma hora antes da cirurgia. 3. IDENTIFICAR O PACIENTE com bracelete de alerta “ALÉRGICO AO LÁTEX”; 4. ETIQUETAR O PRONTUÁRIO com aviso de alerta “ALERGIA AO LÁTEX”; 5. AGENDAR CIRURGIA, SE POSSÍVEL, PARA O PRIMEIRO HORÁRIO DA MANHÃ, onde se encontram os mais baixos níveis de antígenos dispersos no ar. Caso contrário, ter a sala cirúrgica parada por, pelo menos, 2 horas. 6. IDENTIFICAR A SALA como “ISENTA DE LÁTEX”. Visando que todos os envolvidos no procedimento estejam atentos aos cuidados.

7. CUIDADOS PERIOPERATÓRIOS: a. Cobrir colchonetes e braçadeiras com lençol de algodão. b. Usar materiais e equipamentos isentos de látex: luvas (evitar uso de luvas com pó), circuitos respiratórios do equipamento de anestesia, tubos traqueais, conexões, máscaras, balões de ventilação, ambu, torniquetes, garrotes, faixas, drenos cirúrgicos, cateteres venosos e urinários, manguito de PA (preferir silicone, polisopropeno, nitrile ou neoprene); c. Remover as tampas de borracha dos frascos de medicamentos. Não furar a borracha com agulhas; d. Usar seringas de vidro ou descartáveis sem látex; e. Não puncionar introdutores dos equipos e soros. Administrar medicamentos utilizando o bico da seringa conectada a torneirinha no injetor lateral. 8. Disponibilizar tratamento de choque anafilático. Autores: Dra. Vera Lúcia Fernandes de Azevedo Dr. Eliomar Santana Trindade Dra. Ana Claudia Morant Braid

Referências: Suporte Avançado de Vida em Anestesia. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Anestesiologia/SBA, 2011. Robert S. Holzman. Task Force on Latex Sensitivity. American Society of Anesthesiologists, 2005. Eliomar S. Trindade, Ana Claudia M. Braid e col. PROTOCOLO PARA PACIENTES ALÉRGICOS AO LÁTEX - SERVIÇO DE ANESTESIOLOGIA AOSID HOSPITAL SANTO ANTONIO.

Bahianest Dezembro 2013 | 9


CAPA

Emoção e congraçamento marcam inauguração das novas instalações da COOPANEST-BA e da SAEB A noite do dia 30 de novembro tornou-se mais um marco na trajetória associativa da anestesiologia baiana. A Cooperativa dos Médicos Anestesiologista do Estado da Bahia (COOPANEST-BA) e a Sociedade de Anestesiologia do Estado da Bahia (SAEB) voltam a desenvolver suas atividades no mesmo prédio – unidas em estrutura e direcionamento em prol do anestesiologista baiano.

10 | Bahianest Dezembro 2013


O evento contou com a participação de sócios, cooperados e colaboradores das duas entidades. A cerimônia de abertura foi envolvida por muita emoção, principalmente no discurso de Dr. Carlos Eduardo Aragão Araujo, presidente da COOPANEST-BA, que fez um breve histórico da trajetória da cooperativa, onde ainda criança, já participava ao lado do pai, Dr. Eduardo de Araujo Filho, um dos fundadores. Dr. Jedson Nascimento, presidente da SAEB, ressaltou a unidade que existe entre as duas entidades desde a origem de ambas, e a força que isso representa para a especialidade. E retratou essa parceria citando O mito da alma gêmea criado por Platão que em seu livro “O Banquete” tenta definir o que é o amor. “Amigos a mitologia grega consegue transferir o sentimento que tenho agora: de que duas almas gêmeas nesse momento se reencontram e se reúnem - a SAEB e a Coopanest. Lembrar que nosso oficio, a anestesiologia, é uma construção que cada um põe um tijolo, e hoje nossa co-

munidade coloca o tijolo da união, seguramente o mais belo dos tijolos que pode existir. A união de dois corpos que são um só ‘o sentimento de amor dos anestesiologistas’”. Dr. Jedson falou da amizade e parceria com Dr. Carlos Eduardo. “Quero ressaltar um nome fundamental neste processo: Dr. Carlos Eduardo Aragão Araujo, amigo fiel e fundamental neste processo, sem sua dedicação e empenho isso jamais teria acontecido. CADU que Deus te abençoe, pois eu não tenho palavras para agradecer a Ele nossa amizade”, e agradeceu também a cada membro de sua diretoria. Dr. Abelardo Meneses, presidente do Cremeb, fez referência ao pleito de reaproximar as entidades ao longo dos últimos 18 anos, quando presidiu o Congresso Brasileiro de Anestesiologia em 1995. Aproveitou o momento para fazer um balanço da atuação do Conselho perante o cenário enfrentado pelos médicos brasileiros. E reforçou que somente com a união e confiança será possível minimizar os danos ao exercício digno da medicina no país.

Dr. Carlos Eduardo Aragão Araujo

Dr. Jedson Nascimento

Dr. Abelardo Meneses

Bahianest Dezembro 2013 | 11


Depois da solenidade, os convidados visitaram as novas instalações e desfrutaram de um coquetel de congraçamento. Na oportunidade a colaboradora Helida, coordenadora do departamento de glosas, falou em nome dos colegas da satisfação de estar presente em tal momento e contribuir para o crescimento da cooperativa.

Quando unirmos as forças, os nossos interesses... Nossos sonhos deixarão de ser desejos para se tornar REALIDADE! Parabéns a todos que lutaram por essa grande conquista para a anestesiologia baiana”, Dr. José Admirço Lima Filho, presidente eleito da SAEB, gestão 2014/2015

12 | Bahianest Dezembro 2013


Desde que adquirimos a sede da SAEB em 1996 imaginávamos a possibilidade de compartilhamento deste espaço com a COOPANEST-BA. Hoje esse sonho torna-se realidade, a integração física e entre as duas entidades certamente trará muitos benefícios para os associados”,

Dr. Aurino Lacerda Gusmão, 2º Tesoureiro da COOPANEST-BA

Bahianest Dezembro 2013 | 13


DICA DE LEITURA

A Revolução do Amor Luc Ferry Invocando o espírito do poeta Mário Quintana ao nos afirmar que: “o livro traz a vantagem da gente estar só e ao mesmo tempo acompanhado”, lembramos como dica de leitura A Revolução do Amor, de Luc Ferry, festejado pensador contemporâneo, um dos mais representativos defensores do humanismo secular, cuja filosofia se baseia na razão, na ética e na justiça. Autor de inúmeras obras, foi Ministro da Educação da França, de 2002 a 2004. No livro sugerido, Luc Ferry nos conduz desde os caminhos babilônicos em que narra a epopeia de Gilgamesh, passando pela mitologia grega - a Odisseia de Homero - até os nossos dias com a desconstrução dos valores tradicionais. Com Ferry aportamos no que ele chama de “sabedoria dos modernos” ou de “espiritualida-

de laica”, a qual confere ao homem a tarefa de refletir sobre a vida com os seus próprios meios, dentro de uma visão das transformações espirituais e morais que marcaram o século XX. O autor nos fala de novo humanismo, com a sacralização do homem pelo amor e, com muita propriedade, aborda o nascimento de uma nova família, ancorada no casamento por amor. Estuda a evolução do núcleo familiar ao longo da história, e dá especial destaque para a emancipação da mulher, a qual passa a ter um papel importante na construção de uma sociedade globalizada, marcada pelo consumismo. É um autor preocupado com a desmitificação da filosofia, a nos mostrar como a sabedoria pode ser o caminho para uma vida melhor. Para ele, viver bem é a melhor respos-

ta que a filosofia pode dar aos grandes dilemas da existência. Dos seus mais de trinta livros publicados, merece também uma recomendação especial o best-seller Aprender a Viver, em seu segundo volume. Ficam aqui as nossas recomendações e desejamos boa leitura.

Dr. Altamirando Santana Médico Anestesiologista

60º CONGRESSO BRASILEIRO DE ANESTESIOLOGIA O 60º CBA realizado em Aracaju, entre os dias 9 e 13 de novembro, entrará para a história da anestesiologia brasileira por provar que, quando uma comissão se empenha em realizar um evento da magnitude de um congresso brasileiro, a missão que parecia impossível se mostra factível. A regional de Sergipe nas pessoas da comissão organizadora do CBA merece o aplauso e parabéns de todos os anestesiologistas por esse evento que nos propocionou uma programação cientifica primorosa, cuidadosa, inovadora, uma programação social divertida com uma festa de encerramento magnífica. Organizar e realizar um congresso no meio de tantas adversidades e ter certeza de ter cumprido de maneira brilhante esse projeto os transforma em vencedores. Parabéns! Dra. Vera Lucia Fernandes de Azevedo Diretora Científica da SAEB 14 | Bahianest Dezembro 2013


WEB

COOPANEST-BA lança novo site Design mais leve, dinâmico e com novos recursos. Esses são os destaques do novo site da Cooperativa dos Médicos Anestesiologistas do Estado da Bahia – COOPANEST-BA lançado no mês de dezembro. O projeto foi elaborado a fim de proporcionar ao cooperado um ambiente atrativo e funcional para navegação. A área restrita continuará acessível para o levantamento de faturas e boletins, porém terá seus serviços ampliados, atendendo a inúmeras solicitações. Em breve o cooperado poderá acompanhar as planilhas detalhadas de faturamento e glosas. Além das páginas convencionais que apresentam a estrutura física e organizacional da cooperativa, no site terão disponíveis os arquivos da AMB/ CBPHM e do CID 10, notícias, eventos de interesse dos cooperados, convênios e hospitais de atuação. Para os pacientes, existe uma área direciona a sanar possíveis dúvidas relacionadas ao procedimento anestésico. Como novidade, foi criada uma área chamada Pergunte ao Jurídico. Um espaço destinado ao anestesiologista que necessita esclarecer alguma questão. Todas as perguntas serão enviadas diretamente à assessoria jurídica da COOPANEST-BA. Para a diretoria, a iniciativa vai ao encontro do processo de crescimento e implementação de novas tecnologias para atender às demandas dos anestesiologistas baianos.

www.coopanestba.com.br Bahianest Dezembro 2013 | 15


16 | Bahianest Dezembro 2013


Revista bahianest dezembro 2013