Issuu on Google+

fundador: francisco rio miceli

Desde 1937

Maio de 2012

editor 1995: heber penha miceli editor 2012: heber micelli jr

Ano n01

Nesta edição

03 04 05 06 07 08 09 10 12

Saúde Economia Arte Curiosidades Alimentação Informática Direito Turismo

Dia das Mães

13 Gastronomia 14 15 16 17 18 19

Terapia Artesanato Protesto Aura Soma Cultura Fotográfia

maio 2012 n01


OVila Mariana - Maio de 2012

editorial

75 anos

de História

F expediênte editor

Heber Micelli Jr. departamento comercial

Heber Micelli Jr. jornalista Zida Brandão direção de arte

José Américo de lima revisor João Soares colaboradores Aristides Campos Jannini, Cristiane Craveiro, Emanuel von Lauenstein Massarani, João Soares, Luís Renato Reis, Maria da Paz F. P. Soares, Marion Caruso, Olavo R. de Aguiar Filho, Patrícia Monteiro, Rejane Maluli, Ricardo Fraga Oliveira, Vicente Miceli telefone

(11) 9829-7229 e-mail

ovilamariana@uol.com

. .. . . .

2

alar do jornal “O Vila Mariana” é voltar 75 anos. Foi fundado em 1937 pelo meu avô, Francisco Rio Miceli, um imigrante italiano apaixonado pelo bairro, em 1995 meu pai Heber Penha Miceli deu continuidade a esta proposta de um jornal de bairro ativo em prol dos seus moradores. Mantivemos e sempre manteremos a mesma visão e compromisso. O bairro chamava-se VILLA MARIANNA e o jornal adotou o mesmo nome até 1955, quando minha família registrou o nome “O Vila Mariana” que mantivemos até hoje. “O Vila Mariana” é um jovem de 75 anos, com três gerações de apaixonados moradores do bairro. A maioria de nossos colaboradores reside no bairro. Os que não residem, foram criados ou possuem algum laço, família ou grandes amigos, com nosso bairro. Relançar “O Vila Mariana” é reencontrar amigos, recordar bons momentos, redescobrir o bairro literalmente, conhecer novos vizinhos, novas culturas, sentindo-me em casa. O Jornal será publicado mensalmente e a nossa intenção sera contribuir para a melhoria de nosso bairro, procurando focar nosso compromisso social e ético da comunidade em geral. Trazendo em sua pauta diversos assuntos: Saúde, Conhecimentos Gerais, Gastronomia, Turismo, Moda e Cultura. Tendo como referencia 75 anos de informação e respeito a cidadania, buscando atraves destes setenta e cinco anos de jornal o mesmo desejo de equipe, promovendo e garantindo bons negócios para o bairro com crescimento organizado, sustentável e ecológico. Apoiando não somente o comércio local bem como buscando o bem estar de todos que aqui vivem, fortificando o elo entre a comunidade. Que Deus abençoe a todos nos, Vida longa ao “O Vila Mariana”


OVila Mariana - Maio de 2012

saúde

10 dicas para iniciar uma atividade física A

gora a falta de tempo não é mais desculpa. Você pode (e deve) organizar o seu tempo para deixar pelo menos 30 minutos diários para a sua atividade física e colher os benefícios desde já! 10 dicas para deixar a preguiça e o sedentarismo de lado e iniciar um programa de Atividade Física levando uma vida mais saudável.

1

A meta é desenferrujar, colocar o corpo em movimento para descobrir o prazer dos exercícios portanto

escolha qualquer atividade leve e que lhe agrade, procure um médico para ter uma referencia de como anda sua saúde. Caminhe no inicio de qualquer outra atividade física, dessa maneira você aproveitara dos benefícios dessa atividade essencial para o coração e também prepara seus músculos para outro tipo de atividade que venha adiante. Caso haja alguma limitação física para a realização dessa caminhada opte por qualquer outra atividade essencial como bicicleta. Escolha um lugar e horário que seja confortável. Antes ou depois do trabalho? Cada pessoa tem mais disposição em certo horário do dia, por isso vale a pena “testar” seu momento de dedicação. Seu corpo determinará esse horário e com isso você obterá mais sucesso. Use sempre roupas e calçados adequados para que essa prática não traga nenhum desagrado. Defina algumas metas e objetivos para o treino e com a regularidade de treino.

2

3 4 5

6

Comece gradativamente: Atividades consideradas leves como a caminhada, é necessário que sejam repetidas durante 30 min ao menos 5 vezes durante a semana para que haja boa efetividade para seu corpo. Atividades mais intensas como corrida, natação ou musculação e essencial primeiramente conversar com um profissional que programe o inicio desse programa de forma progressiva fazendo com que não corra risco nenhum. 3 vezes por semana pode ser uma boa pedida. Convide alguém para fazer a atividade com você. Dessa maneira você encontrará um incentivo maior. Tenha sempre disciplina em relação aos horários e treinos. Lembre-se. Você está mudando sua rotina e isso exige esforço!

7 8

9

Inclua mais frutas, legumes e verduras na sua alimentação. Beba bastante água. A nova rotina vai levar você a mudar alguns hábitos, mas não se esqueça de exercitar-se sem antes se alimentar. Atente-se aos resultados. Lembre-se que por mais que não pareça visível aos primeiros treinos os resultados e benefícios estão lá e as vezes levam um pouco mais de tempo para percebê-los.

10

Professor de Educação Física Luís Renato Reis luis_renato_reis@hotmail.com

. .. . . .

3


OVila Mariana - Maio de 2012

economia

Vila Mariana,

que País é este I

nspirado na musica vamos falar um pouco sobre economia. Esta é uma matéria que falará um pouco das nossas condições. Não do Brasil, mas do nosso bairro. Poderia escrever algo citando as atividades econômicas do passado e as de hoje que movimentaram nosso bairro. Seria melhor com alguém que conhecesse a historia do bairro melhor do que eu. Que tal tentarmos isto? Alguns meses atrás toda a imprensa comemorou que o PIB brasileiro tinha passado em tamanho o PIB inglês. PIB é a sigla para produto interno bruto, que

. .. . . .

4

nada mais é que a soma monetária de todos os bens e serviços produzidos numa região. O que isto significa para quem vive na Vila Mariana? Que nos ficamos mais ricos e vivendo melhores do que os ingleses? Não. PIB é um numero que mede a dimensão, a soma de algo. O que nos mais importa é como mensurar a qualidade de vida das pessoas. Melhorar sua qualidade de vida é algo, que talvez, seja o único objetivo comum a todo ser humano independente da idade, sexo, crença, classe social, lugar onde mora ou nasceu. Este é realmente o

nirvana da civilização. Em 1990, foi desenvolvido pelas Nações Unidas um indicador chamado Índice de Desenvolvimento Humano – IDH. Todo ano os países membros da ONU são classificados de acordo com essas medidas. Rapidamente, ele engloba três fatores: expectativa de vida, educação e renda, medidas através de uma media comparativa. Caso alguém tenha interesse em saber exatamente como ele é calculado, sugiro que acesse a internet e digite em qualquer buscador, que aparecerão inúmeras explicações. Quando falamos em economia forte, sempre imaginamos os Estados Unidos. Portanto seria obvio que o mesmo tivesse o melhor IDH. Certo? Pois bem, os EUA por este indicador é o quarto colocado. Repare no IDH de nossas cidades comparados aos dos países acima. A cidade de São Paulo é 68 colocada, com índice de 0,841. Bom, voltando para Vila Mariana. Qual seria o IDH do nosso bairro? Com esse numero poderíamos comparar nosso bairro, nossa região em que vivemos, com alguma cidade ou pais de qualquer parte do mundo. Precisamos levantar alguns dados. Gostaria de lembrar que o artigo é apenas um exercício. Nosso bairro tem: taxa de alfabetização de 98,9% e a de escolaridade é de 80%. Nossa renda per capita é de R$ 43.000 ou US$ 25.900 por ano, conforme o dólar médio do ano passado. A expectativa de vida encontra-se em 77 anos (estimado igual à cidade de Brasília). Tudo isso resulta em um IDH (teórico e aproximado) de 0,906. Veja o quadro dos países algumas

País IDH 01 Noruega 0,943 02 Austrália 0,929 03 Países Baixos 0,910 04 Estados Unidos 0,910 05 Nova Zelândia 0,908 06 Canadá 0,908 07 Irlanda 0,908 08 Liechtenstein 0,905 09 Alemanha 0,905 10 Suécia 0,905 O Brasil encontra-se na 84 posição. Dentro do nosso país, as dez melhores cidades:

cidade IDH 01 S. C. do Sul/SP 0,919 02 Águas de S. Pedro/SP 0,908 03 Niterói/RJ 0,886 04 Florianópolis/SC 0,875 05 Santos/SP 0,871 06 Bento Gonçalves/RS 0,870 07 Camboriu/SC 0,867 08 Joaçaba/SC 0,866 09 Porto Alegre/RS 0,865 10 Fern. de Noronha/PE 0,865 linhas acima. O nosso bairro tem um IDH igual ao da Alemanha, acredite se quiser. Pois bem você deve estar perguntando vivemos igual aos alemães? Uns dirão: a cerveja deles é melhor, mas nossa caipirinha é melhor. Os carros deles melhores, nosso clima dá de goleada, o povo de Vila Mariana é mais amigável, a pizza melhor, etc.. A brincadeira acima tem um objetivo: vamos cuidar do nosso bairro como nenhum povo do mundo cuida do seu país. A diferença está em pensar que a soma das partes é o todo, ou se preferir, o todo é a soma das partes. Não jogue lixo na rua, não estrague o bem publico, ajude seu vizinho. A grande diferença dos povos está na capacidade de como nos interagimos, isto é à base do desenvolvimento da economia. Agindo assim, acredite, em alguns anos poderemos descobrir que comer o joelho de porco (eisbein) até seja gostoso, mas nós temos o porco inteiro, ainda com feijão, arroz, couve e laranja. Aristides Campos Jannini


OVila Mariana - Maio de 2012

reportagem

Museu de Arte do

Parlamento de São Paulo: no Ibirapuera o mais novo

acervo paulista H

á exatamente dez anos, em agosto de 2002, sob a gestão do presidente Walter Feldman foi inaugurada com 71 obras a primeira fase do acervo artístico da Assembléia Legislativa de São Paulo. Hoje contando com mais de 1300 obras, esse acervo foi ampliado consideravelmente e transformado em Museu de Arte do Parlamento de São Paulo, no ano de 2005, na gestão do deputado Rodrigo Garcia. Localizado no complexo do Parque do Ibirapuera, dentro do pólo cultural formado pela Bienal Internacional de São Paulo, Museu de Arte Contemporânea da USP, Museu de Arte Moderna e Museu Afro-brasileiro, Museu de Arte do Esporte Olímpico, o mais novo museu paulista, vem recebendo reconhecimento a nível nacional e internacional. Seu acervo constituído de pintura a óleo e acrílico, aquarelas, pastéis, gravuras, serigrafias, colagens, tapeçarias, esmaltes, desenhos, fotografias, cerâmicas e escultura formam um patrimônio representativo das varias tendências e de estilos da arte brasileira com obras doadas por artistas novos e já consagrados ou por instituições particulares e oficiais ou são prêmios de aquisição da Assembléia nos últimos Salões Paulistas de Belas Artes. Visando facilitar a leitura dos visitantes que freqüentam diariamente o Palácio 9 de Julho, as obras de seu acervo estão distribuídas por todos os andares da Sede do Legislativo dentro de critérios museológicos que contemplam a

temática, o estilo e o gênero. Se inicialmente o acervo foi constituído com a preocupação de humanizar a instituição, propiciando aos parlamentares e aos funcionários um ambiente mais agradável para desenvolver suas atividades, nos dias de hoje, a iniciativa superou as expectativas transformando-o num ponto de atração cultural da cidade de São Paulo. “Casa das leis, Casa do Povo e também Casa de Cultura” - assim se expressou o crítico de arte Emanuel von Lauenstein Massarani, por ocasião de uma entrevista à TV Assembléia sobre o Museu de Arte do Parlamento e sobre as atividades cul-

turais que estão sendo desenvolvidas paralelamente nos três Espaços Culturais criados no Palácio 9 de Julho. Desde o início, a coordenação desse acervo está confiada ao Emanuel von Lauenstein Massarani, historiador, crítico de arte e diplomata, atualmente superintendente do Patrimônio Cultural da Assembléia, também responsável por uma página do Diário Oficial do Legislativo onde analisa cada obra que é incluída no acervo do Museu. Na sua maioria, essas obras foram doadas pelos próprios artistas ou por instituições particulares e oficiais. Algumas delas, no entanto, constituem Prêmios de Aquisição nos últimos Salões Paulistas de Belas Artes, promovidos pelo governo do Estado. Tendo em vista a estreita parceria existente com a direção da Bienal de Arte Internacional de Roma e a Bienal Internacional de Arte de Florença na promoção de artistas brasileiros na Europa e de artistas italianos no Brasil, ambas as instituições outorgaram recentemente ao Museu de Arte do Parlamento de São Paulo diplomas ao mérito e medalhas comemorativas. O novo museu pode ser visitado diariamente no Palácio 9 de Julho no Ibirapuera (Avenida Pedro Álvares Cabral, 210) das 9 às 18 horas, exceto sábados e domingos.

. .. . . .

5


OVila Mariana - Maio de 2012

curiosidades

O café na História

e no MUNDO

O

café é originário da região hoje conhecida por Etiópia, no continente Africano. “Está região era conhecida pelo nome Kaffa” e daí uma provável origem do atual nome café. Diz à lenda que há centenas alguns pastores de cabras perceberam que os animais ficavam muito espertos depois de comer uma pequena cereja que na verdade tratava-se do fruto do café. Após essa descoberta os pastores começaram a fazer uma pasta com estas cerejas esmagadas e consumir esse produto misturado com água quente. A partir dai o café começou a ter seu consumo popularizado aonde hoje

. .. . . .

6

chamamos de Sudão e Iêmen tendo num segundo passo se difundido no Oriente Médio. Já nessa época era consumido na forma que conhecemos hoje, ou seja, uma infusão feita a partir dos seus grãos torrados e moídos. No século XV, em Constantinopla, capital do Império Otomano (atual Turquia) aparece a primeira loja de café que se tem noticia e no século seguinte por volta de 1570 o café chega Veneza na Itália. Nessa época o seu consumo era proibido aos Cristãos, pois era o café era considerado uma produto, uma bebida Maometana, impura. Logo em seguida o café consegue um admirador importante,

Papa Clemente XIII que no final do século XVI liberou o consumo da bebida aos Cristãos. A partir daí o consumo do café começa a difundir-se pela Europa. Nos anos seguintes ele chega a ser cultivado em estufas na Holanda e a partir daí levado da Companhia das Índias orientais começa a ser cultivado em alguns países das Américas do Sul e Central e em outros locais do mundo como Java, no Sudoeste Asiático. Em 1727 a história do café no Brasil se inicia. A entrada do café no Brasil é mais uma história cercada de mistério e paixão. Conta-se que o Sargento-Mor Francisco de Melo Palheta foi mandado ao Suriname com a missão de trazer ao Brasil uma muda da valiosa planta. Palheta aproximou-se da esposa do governador de Caiena, capital do Suriname (na época Guiana Francesa), conseguindo conquistar sua confiança. Assim, uma pequena muda de café Arábica foi-lhe oferecida clandestinamente e esta trazida ao Brasil escondida na bagagem desse famoso luso-brasileiro. Depois do Pará o café começou a ser produzido no Maranhão, Pernambuco e alguns outros Estados do Nordeste Brasileiro. Rapidamente a produção chega aos Estados do Rio de Janeiro e São Paulo tornando-se responsável pelo grande desenvolvimento Agrícola destes Estados. Já no século XX o Paraná torna-se o maior produtor nacional de café vindo a perder esta posição para Minas Gerais que hoje é responsável por mais de 40% da produção nacional. O Brasil, seguido pelo Vietnam em 2º lugar e pela Colômbia em 3º, é hoje o maior produtor mundial de café sendo que atualmente produz ao redor de 45% de todo o café cultivado no mundo. São hoje duas as espécies de café produzidas para fins comer-

ciais Coffea Arabica (conhecida como arábica) e Coffea Canephora (conhecida como Robusta ou Conilon). Arábica: A variedade Arábica produz cafés de melhor qualidade, mais finos e requintados, possuindo aroma intenso e os mais variados sabores, com inúmeras variações de corpo e acidez. Robusta (ou Conilon): A variedade Robusta é um café originário da África Central, tem um trato mais rude e pode ser cultivado ao nível do mar. Não possui sabores variados nem refinados, como o Arábica. Sua acidez é mais baixa e, por ter mais sólidos solúveis, é utilizado intensamente nos cafés solúveis. Seu teor de cafeína é o dobro do Arábica. A humanidade adotou o café como bebida matinal porque ele estimula o cérebro, uma vez que possui, além da cafeína, outras substâncias como as chamadas Lactona que atuam de forma extremamente benéfica sobre o cérebro. O café é, em termos de valores, a segunda commodity negociada no mundo depois do petróleo. Como curiosidade o Brasil é o segundo maior consumidor de café do mundo, atrás dos Estados Unidos da América. Até o início dos anos 70 o café era responsável por quase metade das exportações totais Brasileiras tendo sido peça fundamental no desenvolvimento de nosso país. Até aproximadamente 15 anos atrás, o acesso a cafés de melhor qualidade a população Brasileira em geral, era muito difícil. Isso mudou bastante e hoje é possível encontrar-se produtos de excelente qualidade em nossos supermercados, restaurantes e cafeterias. Olavo R. de Aguiar Filho


OVila Mariana - Maio de 2012

alimentação

Combinar os alimentos pode mudar a sua vida Q

Bons hábitos alimentares só se conseguem com paciência e muita disciplina”, define. De tudo um pouco- Dra. Rejane que trabalha com orientação nutricional individualizada, aconselha sempre seus pacientes a variar a alimentação. Se você come alface no almoço, no dia seguinte tem que mudar a verdura por chicória ou agrião, por exemplo. Só a ingestão variada de alimentos, satisfaz a necessidade dos diversos nutrientes indispensáveis para o bom funcionamento do organismo”, explica. É muito comum num restaurante por quilo, onde há uma variedade grande de comida, uma pessoa compor seu prato de maneira incorreta. Ter carne vermelha, ovos e frango num mesmo prato, sendo todos ricos em proteínas. Antes de montar o prato com tudo o que vê pela frente, é preciso pensar no que cada alimento vai oferecer ao organismo, fazendo sempre a combinação proteína, carboidrato, vitaminas e sais minerais. Escolher bem o que se come também é prova de auto-estima. Para combater o estresse- Não é só o trânsito, a pressão no trabalho e o cansaço que provocam o estresse. Uma alimentação pode deixar o organismo debilitado e mais suscetível ao problema. “ Quando o indivíduo é submetido a um estresse forte há um aumento de radicais livres e os alimentos que ajudam a combatê-los são os sais minerais como zinco, o magnésio e selênio, as vitaminas A,C, E, B1 e B6, todos encontardos em legumes, frutas e verduras”, indica a doutora. Para diminuir os efeitos nocivos

do estresse no organismo, é preciso combinar à boa alimentação exercícios físicos e boas noites de sono. Para quem trabalha, muitas vezes é quase impossível comer em lugar silencioso e tranqüilo. Mas tente fugir de restaurantes cheios e barulhentos. Em casa, faça das refeições um ver-

dadeiro ritual, cheio de tranqüilidade. Bom apettite! Dra Rejane Maluli é nutricionista formada pela Universidade São Camilo e trabalha com orientação nutricional individualizada. rejanenutricionista@uol.com.br

7

. .. . . .

uem se alimenta vive melhor. Uma alimentação saudável confere ao organismo maior resistência a doenças, disposição física e mental, e até mais beleza para homens e mulheres, pele viçosa, cabelos mais brilhantes, vigor total. Mas isso não é novidade para ninguém. A grande dúvida é: em tempos de self service e comida industrializada, como se pode ter uma alimentação saudável, variada e balanceada, como aconselham os nutricoinistas? Segundo a nutricionista Dra. Rejane Maluli*, é ´preciso combinar alimentos construtores, energéticos e reguladores, ou, respectivamente, que formem e reparem os tecidos, forneçam energia e regulem o funcionamento do organismo. “Uma refeição balanceada contém proteínas (construtores), carboidratos (energéticos), vitaminas e sais minerais (reguladores)”, afirma a nutricionista. Também é importante combinar a maior quantidade possível de alimentos frescos aos industrializados. Um velho ditado oriental que diz que devemos ter um desjejum de rei, almoço de príncipe e jantar de mendigo, está carregado de sabedoria. “ O café da manhã precisa ser mais rico porque vai dar energia para o corpo gastar durante o dia e repor os nutrientes gastos, mesmo dormido. Já o jantar deve ser bem leve porque o corpo não irá gastar toda a energia de um banquete” ensina Dra. Rejane. Segundo ela, entre o desjejum , o almoço e o jantar é preciso fazer refeições ligeiras e leves. Passar muitas horas sem comer ou pular refeições é extremamente prejudicial ao organismo. “ Não existe fórmula mágica.


OVila Mariana - Maio de 2012

informatica

Computação em

nuvem A

computação em nuvem, “cloud computing”, é a utilização de memória, capacidade de armazenamento, processador e servidores compartilhados e interligados por meio da Internet. Atualmente quando utilizamos serviços de empresas como Amazon, Google, IBM e Microsoft já utilizamos a “Nuvem”, quer utilizando emails ou armazenando informações nestes provedores. Desta maneira, podemos acessar nossos dados a partir de qualquer computador e em qualquer lugar, independentemente de plataforma.

. .. . . .

8

Hoje já são oferecidos os seguintes serviços na “nuvem” : Servidores(Físicos e Virtuais); Hospedagem de Sites; Discos Virtuais; e Emails Uma grande vantagem de computação em nuvem é a utilização de softwares sem que necessitemos instalá-los em nossos computadores. No Brasil, o “cloud computing” ainda está em um estágio inicial, porém, grandes empresas de Tecnologia e Telecomunicações estão provendo tal tecnologia para empresas de pequeno,

médio e grande porte, que já estão em fase inicial da adoção desta tecnologia. Na CeBIT, a maior feira de tecnologia e comunicação do mundo, realizada entre 06 a 10 de março de 2012, em Hannover, na Alemanha, a “Cloud Computing” foi um dos destaques. Um grande desafio para a computação em nuvem é a segurança, principalmente em redes públicas, como a

Internet, considerando que os dados ficam na “nuvem” e não em computadores “físicos”. Porém, há grandes soluções em segurança e este não será um grande empecilho para a “Cloud Computing” ganhar mercado e se popularizar. Esta tecnologia mudará nossos dias integrando tudo o que fazemos em uma grande “nuvem”. João Soares


OVila Mariana - Maio de 2012

direitos trabalhistas Saiba quais são os direitos dos

empregados domésticos P

quente ao da contratação, mesmo que a título de experiência. Assim, se a contratação ocorrer, por exemplo, no dia 01 de maio, o INSS relativo a essa competência (maio) deve ser recolhido até o dia 15 de junho (se o dia 15 cair em sábado, domingo ou feriado, deve ser recolhido no primeiro dia útil subsequente), isso sob pena de multa diária, cujo valor pode ser obtido acessando-se o site da Previdência Social (http://www. previdenciasocial.gov.br), ou através do Central de Atendimento 135. Também não se esqueça de que o empregado doméstico tem direito que seja observado o salário-mínimo fixado em lei, sendo que no Estado de São Paulo há o piso regional, que deve ser observado. Também tem direito a um descanso semanal remunerado a cada seis dias trabalhados, preferencialmente aos domingos, assim como tem direito a folgar nos feriados civis e religiosos. Também não pode haver redução salarial. Além disso, tem direito ao 13º salário. Também tem direito a férias anuais remuneradas de 30 dias, com pelo menos 1/3 a mais que o salário normal, após cada período de 12 meses de serviço prestado à mesma pessoa ou família. E não se pode esquecer que às trabalhadoras domésticas foi estendida a estabilidade da gestante, desde a confirmação da gravidez até 5 (cinco) meses após o parto, nos termos da Lei n.º 11.324, de 19/07/2006. Têm, também, direito à licença gestante, sem prejuízo do emprego e do salário, com duração de 120 dias (art. 7º, parágrafo único, CF), sendo que o salário-maternidade é pago diretamente pela Previdência Social à empregada doméstica. E o empregado doméstico também tem direito a licença-paternidade de 5 dias corridos a contar da data do nascimento do filho (Art. 7º, parágrafo único, da

CF, e art. 10, § 1º, das Disposições Constitucionais Transitórias). No caso de doença, tem direito a auxílio-doença pago pelo INSS. Também tem direito ao vale-transporte para deslocamento residência/ trabalho e vice-versa. Uma dúvida frequente é quanto ao direito aos depósitos do FGTS. Tal benefício é facultativo, isto é, o empregador pode optar entre inscrever o seu empregado doméstico ou não no FGTS. Isso é muito importante porque o empregado doméstico somente terá direito ao seguro-desemprego se estiver inscrito no FGTS. Também tem direito ao aviso prévio de no mínimo 30 dias, que é

computado como tempo de serviço para efeito de férias e 13º salário (art. 487, § 1º, CLT). Por fim, tem direito o empregado doméstico à aposentadoria por incapacidade, por idade e por tempo de contribuição. Maria da Paz F. P. Soares Bacharela em Direito Especialista em Direito Social Mackenzie

9

. .. . . .

rimeiramente, saiba que empregado doméstico não é apenas o trabalhador que exerce aquelas atividades estritamente domésticas, como lavar e passar roupa, limpar casa e cozinhar, mas também a babá, o jardineiro e o motorista que prestam serviços à família. Todos têm os mesmos direitos, capitulados na Lei nº 5.859/72 e no parágrafo único, do artigo 7º, da Constituição Federal. Para que o trabalhador seja considerado empregado doméstico, é necessário que preste serviços de natureza contínua (sem interrupção, exceto os afastamentos legais) e de finalidade não lucrativa a pessoa ou família, no âmbito residencial desta, com pessoalidade (não pode se fazer substituir por outrem a sua escolha), onerosidade (o trabalho não pode ser prestado gratuitamente) e subordinação (recebe ordens). Logo, se o trabalho é prestado em apenas dois dias por semana, como acontece com os diaristas, está afastada a condição de empregado doméstico, devendo esse trabalhador contribuir com a previdência social por sua conta, como contribuinte individual. Embora a relação de trabalho doméstico se desenvolva na intimidade do lar, culminando, muitas vezes, em relação de amizade, é muito importante que se prestigie a relação profissional, onde ambas as partes tenham consciência de seus direitos e deveres. Assim, a Carteira de Trabalho e Previdência Social deve ser assinada imediatamente à contratação, mesmo que seja feito um contrato de experiência, devendo ser exigida a apresentação da CTPS para as devidas anotações, em 48 horas (data de admissão - que deve corresponder ao primeiro dia de trabalho -, e salário ajustado). Logo, deve ser recolhido o INSS até o dia 15 do mês subse-


OVila Mariana - Maio de 2012

turismo

Buenos

Aires B

......

10

uenos Aires é uma cidade encantadora e acolhedora, bem no estilo europeu que oferece uma série de atrações e divertimentos para os turistas. Quem chega a Capital da Argentina, quer logo assistir a um show de tango saborear um delicioso churrasco e visitar Puerto Madero que antigamente era repleto de armazéns das antigas docas construídas em 1889, e porto de entrada e saída para viajantes e imigrantes. Na época em que Carlos Menem foi Presidente da Argentina ele fechou a venda do local para um consorcio privado. Um grupo de arquitetos resolveu transformar as antigas docas num ponto de gastronomia e turístico, reconstruindo Puerto Madero onde hoje funcionam restaurantes, e parte comercial da cidade. A noite no local é um vai e vem de gente que aprecia a boa gastronomia que os restaurantes oferecem. Em Puerto Madero que está localizada a Reserva Ecológica Costanera Sur. Um passeio pela Recoleta o bairro chic e sofisticado da cidade é imperdível. Ali estão centralizados restaurantes, bares,cafés e nos finais de semana feirinhas de artesanato. Quando sentir um delicioso aroma de Bife Chorizo que parte de uma alta porta de vidro não hesite, entre é o Munich Ricoleta um restaurante fantástico considerado um dos melhores lugares para saborear a culinária Argentina ( calle. Roberto M.Ortiz 1871) Das ruas do bairro é na Alvear onde estão concentradas as magníficas construções antigas que merecem ser observadas com muita atenção pela sua riqueza de detalhes.

CAFÉS Os cafés são a paixão dos argentinos, e o mais tradicional deles é o Café Tortoni (na avenida de mayo 825), fundado em 1858. Suas mesas foram ocupadas por Garcia Lorca e Carlos Gardel Para quem gosta de um bom tango, é o lugar ideal com shows diários. La Biela, na Avenida Quintana, 556, só freqüentado por gente rica. Las Violeteras (Av. Rivadavia) Petit Colon (Florida 468( clássico anos 50) La Paz (avenida Corrientes) anos 70. RESTAURANTES Restaurante Plaza Grill – Calle Florida 1005 – localizado no Marriot Plaza Hotel, o restaurante continua com sua refinada culinária internacional. O Hotel fundado em l909 tem uma decoração fantástica e hospedou celebridades e aristocratas. Restaurante Bond – no fim da Recoleta, lugar para ver e ser visto. Posadas 1011 Restaurante Sucre possui uma adega fantástica, e cozinha clássica. Sucre 653 Oviedo - freqüentado pela alta sociedade de Buenos Aires. Uriarte 1658. La Bourgogne é o melhor da cozinha francesa da Argentina – Ayaucho 2027 – no Alvear Palace Hotel. BARES Dada – uma mistura de intelectuais e artista. O local com paredes cobertas de arte pop é pequeno, e vive lotado. Muito interessante. San Martin,941. Gibraltar, pub inglês animado que fica aberto até altas horas da madrugada. Peru 85 Millión, lugar disputadíssimo, é preciso fazer reserva, ou você fica de fora. Pé direito alto e iluminação agradável. Paraná, 1048.


OVila Mariana - Maio de 2012

Hotel Madero White Bar, freqüentado por celebridades, chic e sofisticado – Rosário Vera Penaloza 360 dique 2 Puerto Madero. Faena Hotel Bar – Sobre o Hotel não é preciso dizer nada, todos sabem que é moderno e foi decorado por Phllippe Starck. O bar é freqüentado pela alta sociedade Argentina e turistas milionários. Prepare o bolso, os coquetéis são caríssimos. Martha Salloti, 445 dique 2, Puerto madero. El Samovar de Rasputim no conhecido Caminito do bairro de La Boca. Um dos famosos que passaram por lá foi o tenor Pavarotti. Del Valle Iberlucea 1251 Caminito CASAS DE TANGO São numerosas e famosas. Quem resiste a um show de tango ou milongas? Acredito que ninguém . Os cantores são excelentes e famosos e os dançarinos dão verdadeiros shows no palco ou nas pistas. Señor Tango que apresenta diariamente o conhecido produtor do show e cantor Fernando Soler. É o melhor show de tango e conta com 40 artista e salão com capacidade para 1500 pessoas. É preciso fazer reserva - tel. (54-11) 43030231 La Ventana Tango - Café de Los Angelitos Tango Porteño HOTÉIS Blue Three Towers – bonito, requintado e aconchegante Faena - Martha Salloti 445 Melia Buenos Aires - Sofitel Buenos Aires

Four Seasons – posadas 1086 Recoleta Caesar Park Hotel Madero – Rosário Vera Peñaloza, 360, dique 2, Puerto madero. Plaza Hotel Hilton Buenos Aires Avenida Macacha Guemes, 351 Bristol- Hotel Colón Las Naciones Cambreman Hotel Sheraton Libertador- Av. Córdoba 690 Claridge Hotel – Tucumã Las Naciones - Corrientes Alvear Palace Hotel – Avenida Alvear, 1891, Recoleta O chá da tarde no Alvear Palace Hotel é um luxo, o local é freqüentado por gente bonita desfilando entre as mesas sem contar as irresistíveis guloseimas servidas. É o must do must. Giros: Feira de Santelmo nas manhãs de domingo, é a mais conhecida da cidade, são centenas de barraquinhas vendendo um pouco de tudo. E preciso paciência e olhar tudo muito atentamente, para descobrir verdadeiros tesouros. Eu adorei o local. Palermo bairro nobre apelidado de ”Palermo Holywood, onde está o restaurante Central (calle Costa Rica 5644),freqüentado pelo mundo fashion. Palermo viejo, está cada vez mais jovem e moderno, com muitas lojas de decoração, moda e bares cool. No último andar da loja El Diamante, avista-se toda a movimentação do bairro. O comercio de Buenos Aires é uma tentação, são várias lojas com grifes européias, e preços acessíveis.

SHOPPINGS Shoppings Pátio Bulrich inaugurado em 1989 conta com lojas sofisticadas de grandes grifes. Posadas 1269 Galeria Pacífico, sempre com uma grande variedade de roupas de couro. A Calle Florida no centro da cidade continua sendo um bom lugar para compras pelos seus preços. Abasto Buenos Aires, o mais novo shopping da cidade. Alto Palermo o maior shopping da cidade está na Avenida Santa Fé 3.200. MUSEUS Museu Nacional Belas Artes Museu Nacional de Arte decorativa Museu de Arte Hispano VISITAR Museu Evita Perón, onde estão fotos, cartas, documentos, vestidos, jóias e revistas que pertenceram a Evita. Museu Malba com exposição de artistas contemporâneos como Diego Rivera e Tarsila do Amaral. Cemitério Recoleta, é o mais visitado do mundo. Teatro Colon, é um dos melhores líricos do mundo. Casa Rosada - Catedral - Bairro La Boca - Bairro Santelmo Depois de todas essas dicas alguém resiste viajar para Buenos Aires? Eu não! Quem leva: - Gol Linhas Aéreas- TAM- Tamlan Por Zida Brandão Jornalista

......

11


OVila Mariana - Maio de 2012

dias das maes

Homenagem à Maria da Penha,

Símbolo da luta contra a

Violência em face da mulher

N

este dia das mães o jornal “O Vila Mariana”, em sua primeira edição, tem a honra de homenagear as mães do bairro Vila Mariana, Paulistanas e Brasileiras, todas elas neste momento representadas pela mãe e mulher guerreira Maria da Penha. Ser mãe vai além do significado gramatical da palavra. Como bem definiu o grande e saudoso poeta Carlos Drummond de Andrade, em sua famosa poesia “Para Sempre”: “(...) Mãe não tem limite, é tempo sem hora, luz que não apaga quando sopra o vento e chuva desaba, veludo escondido na pele enrugada, água pura, ar puro, puro pensamento (...)

. .. . . .

12

Para anunciar

Mãe, na sua graça, é eternidade”. Guerreiras incansáveis, as mães, em sua grande maioria, acumulam as exaustivas funções domésticas com os cuidados próprios de mãe, sendo muitas vezes responsáveis pela educação dos filhos, além de contribuírem com o orçamento doméstico, competindo no mercado de trabalho. Não obstante toda a carga que pesa sobre os ombros das mulheres/mães, muitas vezes não têm o reconhecimento de seus maridos ou companheiros, sendo crescentes os casos de agressão contra a mulher no nosso País, não obstante a existência de lei que visa coibir

esse tipo de violência. Símbolo da luta contra a violência em face da mulher no Brasil, a nossa homenageada, a cearense Maria da Penha, ficou paraplégica em virtude de agressão por parte de seu marido. Aliás, foi o seu caso que motivou a edição da conhecida Lei Maria da Penha (Lei nº 11.340/2006), que vem sendo exemplificarmente aplicada em todo o País. Essa, a nossa singela homenagem a todas as mães, Marias, enfim, a todas as mulheres lutadoras do nosso País, que merecem todo o nosso respeito e consideração. Por Maria da Paz F. P. Soares


OVila Mariana - Maio de 2012

gastronomia

UM KILO SABOROSO

Localizado num dos melhores pontos da Vila Mariana, o restaurante Casa da Comida de propriedade de Ana Maria Memolo Marra e de Mário J. Moreira é um dos mais procurados do bairro. Com capacidade para 150 pessoas, o local é dividido em 3 ambientes agradáveis com ar condicionado. O restaurante prima pela qualidade dos seus pratos com uma gastronomia variada, servindo verduras hidropônicas, pescados, frutos do mar, incluindo massas, feijoada, carnes de diversos tipos, bacalhoada, suflês, tortas salgadas e uma série de sobremesas deliciosas além de frutas frescas. Especializada no ramo há 25 anos Ana com sua simpatia conquistou um público de empresários, funcionários de grandes empresas e a vizinhança, não só pela qualidade de seus pratos, mas também pelo atendimento impecável dos funcionários. No final das refeições os clientes são agraciados com o café expresso e chás diversos. Estacionamento conveniado ao lado do Banco Bradesco. Endereço: Casa da Comida - Rua Tutóia 964 - Tel. 3052-3862 Funcionamento das 11,30 às 15,30 Vila Mariana. São Paulo - SP

ligue

11 9829-7229 . .. . . .

13


OVila Mariana - Maio de 2012

terapia

Psicoterapia (junguiana)

ou psicanalise (FREUDIANA) O

termo popular “Terapia” refere-se a tratamentos diversos que possuem várias vertentes e linhas de condutas. A escolha por uma delas será sempre de cunho pessoal no que diz respeito a ter afinidades tanto com o conteúdo técnico quanto a ter empatia com o profissional a ser contratado, lembrando que no final o propósito será o mesmo, que é pela cura ou em busca desta. O mais famoso estudioso da história, considerado o pai da psicanalise, foi o médico neurologista Sigmund Schlomo Freud, que a mais de um século desenvolveu esses estudos como causas de doenças psicológicas, acreditando serem baseadas nos desejos sexuais. Atualmente existem outras linhas terapêuticas de discípulos de Freud, como é o caso de Carl Gustav Jung, denominada Psicoterapia Junguiana ou Analitica, fazendo uso de outras técnicas complementares baseadas em estudos diversos, com novas vertentes de atuação perante os pacientes, que por vezes chegam a ser denominados como clientes, até mesmo

para retira-los dessa apatia que incide diante da dinâmica da vida e na maneira como se comportam, por criar diálogos entre terapeuta e cliente, tornando assim essa técnica de terapia uma via de mão dupla, passando a fazer, a partir daí, uma interação maior ao dar uma dinâmica mais reflexiva, no que diz respeito a escolhas pessoais, emoções, sonhos, ideias, no intuito de poder realizar o auxilio efetivo na totalidade da psique, denominado por Jung como processo de individuação. A partir da busca da origem de neuroses inconscientes instaladas, e ao conseguir colocar em uso, para beneficio próprio, o potencial criativo que existe em cada ser humano, desenvolvendo a partir de então um estilo único de ser e agir no mundo, numa busca com o bem estar de si mesmo e da comunidade. Um ser humano só será desenvolvido se interagir criativamente com seu próximo, em prol de um bem comum. Ainda falando sobre Jung, ele propõe que o mundo exterior é mais um reflexo do íntimo das pessoas

que nele habitam. Isso é fato. Assim basta olharmos atentamente o universo que nos cerca para termos consciência de quem somos, como agimos, sentimos e pensamos. Isso demonstra que a realidade presente tem um vínculo pessoal entre cada ser humano, num movimento natural que vai estabelecer e determinar tipos de tendências na conduta de toda a humanidade, simultaneamente. Claro que cada um tem a sua personalidade, mas ainda assim, existirá sempre intimamente esta ligação entre todos, que de acordo com o grau da doença ou da sanidade percebidos pela conduta de um povo, em cada um viverá sempre um autor e coautor desses mesmos movimentos. Diferente do que se pensa, a terapia serve para todos os indivíduos, pois ainda que em maiores ou menores graus, todos carregam um nível de neurose. Este tipo de tratamento é de conduta continua, com duração de uma

hora, geralmente uma vez por semana, e com os períodos de tratamento que variam de pessoa para pessoa. Não existe a cura imediata ou mágica neste tipo de procedimento como terapia analítica da psique, nem tampouco ela pode ser rápida. Este trabalho exige tanto do profissional quanto do cliente bastante atenção, dedicação e, acima de tudo, é um trabalho baseado em amor, que deve ser considerado sagrado, principalmente no que diz respeito à busca de uma cura pela Fé individual. Vicente Miceli vicentemiceli@gmail.com

5601 COLLINS AV # 404 Miami, FL. 33140 List Price: $360,000 Complex: Pavillon Condominum Area: 32 List Price/Sqft: $387,10 Beds: 1 Baths: 1/0 SqFtLA: 930 SqFtLA: 930 View: Ocean View, Direct Ocean View Yr Blt: 1968 WF:No Amenities: ELEVATOR, EXCERCISRM Offered for Sale by: Antoinette Nobile at Grand Realty of America, Corp. 305-931-7878 antoinettenobile@yahoo.com - Cell: 786-370-2131 Terms: Other MLS# A1619185 - Status: Active-Available

. .. . . .

14


OVila Mariana - Maio de 2012

artesanato

Artesanato Brasileiro

em alta B

rasil é a soma de várias culturas, e uma das suas manifestações mais belas e originais é o seu artesanato, tão rico e diversificado, como é o nosso povo. Cada região tem suas matérias primas típicas e originam peças maravilhosas, produzidas por artesãos de extrema criatividade. Praticamente, quase qualquer material pode virar obra de arte: palha de milho, capim, folhas secas, fibras diversas... Sem falar de materiais que seriam descartados, e que ganham “vida” quando reciclados ou reaproveitados através da criação destes artistas, muitas vezes anônimos: jornal, garrafas PET, folhas secas, bagaço de cana de açúcar, madeira queimada, fios de cobre, alumínio e dormentes inutilizados, entre muitos outros. Felizmente, nos últimos anos, muitas associações e cooperativas de artesãos têm recebido ajuda de várias entidades para crescerem e se desenvolverem, - entre elas o SEBRAE (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas)-; que as auxiliam tanto no aspecto administrativo, como também criativo, mos-

trando tendências de moda e design (sem nunca interferir no DNA da criação e matérias primas das comunidades). Uma das consequências deste crescimento e amadurecimento da arte popular brasileira, é que muitos decoradores estão utilizando cada vez mais objetos artesanais em seus trabalhos, oferecendo a exclusividade e diferenciação que só o que é feito manualmente, um a um, pode ter: uma peça nunca é igual à outra. Outra demonstração de valorização do nosso artesanato é o crescente interesse de redes de lojas internacionais: a El Corte Inglès, da Espanha e Portugal comprou recentemente peças artesanais “Made in Brazil” no valor de € 1,1 milhão. E a cadeia de lojas americana Macy’s promoverá um grande evento temático sobre o Brasil entre os meses de Maio e Junho próximos, comercializando – entre outros itens – o artesanato brasileiro em suas lojas de Nova York, Miami, Chicago e São Francisco. Portanto, vamos olhar mais atentamente um produto tipicamente brasileiro, que também reflete a nossa história e quem somos: a nossa própria arte !

15

. .. . . .

Patrícia Monteiro


OVila Mariana - Maio de 2012

protesto

A representação social do

outro lado do muro I

ntervenção “o outro lado do muro” surgiu em julho de 2011 com a intenção de promover uma reflexão sobre as consequências de um modelo de ocupação, fortemente verticalizado, que vem se impondo na Vila Mariana. Para tanto, instalou-se na calçada, junto ao imenso e singular terreno situado na Rua Conselheiro Rodrigues Alves - com cerca de 10.000 m² e sem uso há mais de 50 anos – onde se pretende construir um condomínio de edifícios de alto luxo. Por ser ele escondido por um muro, a pessoa que lá circula é convidada a subir numa escadinha, a ex-

. .. . . .

16

piá-lo e a se manifestar sobre o desejo de uso para ele. Os anseios são foto-digitalizados e expostos no muro aos sábados. Após 400 horas de Intervenção, a abordagem lúdica sobre o que a comunidade considera ideal para o terreno revelou que o projeto anunciado está muito distante do desejado. Ainda que para alguns a verticalização em si não se manifeste como o pior – pois quando conjugada com o entorno possibilita benefícios aos moradores -, o desejo da grande maioria foi pela necessidade de um parque urbano, conjugado com algum equipamento social e/ou cultural. A repre-

sentação social encontra amparo na necessidade do nosso cotidiano. Inserido numa região com temperaturas elevadas, com percentagem de área verde muito pequena, portanto muito impermeabilizado, seu perfil ambiental – em que se consideram dados de distribuição de cobertura vegetal, perda de área verde ocorrida e temperatura aparente da superfície - numa escala e I (melhor) a VIII, é V (Fonte: Atlas Ambiental do Município de São Paulo). Localizado assim numa área ambientalmente vulnerável, seu uso e ocupação, pela sua singularidade e magnitude, mereceria melhor atenção. Situado em zona de meia encosta, destaca-se pela absorção natural da água, função que poderia ser potencializada com um uso mais sustentável. Com o anunciado, passará a reforçar ainda mais as inundações sob o viaduto General Euclides Figueiredo, talvez o principal problema de trânsito da cidade em dias de chuva e que, pela proximidade, nos afeta diretamente. Embora esteja situado em zona mista classificada como de alta densidade, sua infra-estrutura aparenta sobrecarreagada, sobretudo a capacidade do viário do entorno do terreno. Além disso, dados do IBGE mostram que em 2010 a população da Vila Mariana decaiu 2,5 mil pessoas quando comparada com 1991 - em-

bora o número de domicílios tenha crescido em quase 25% - e que possui um dos maiores índices de domicílios vazios da cidade. Portanto, não parece estar na construção de novas moradias a resolução dos nossos principais problemas. Frequentemente discutidas em termos de conhecimentos técnicos e de gestão ambiental, essas são questões que devem englobar uma multiplicidade de aspectos não técnicos, como qualidade de vida, governança, estética e identidade comunitária, questões centrais para a criação de um bairro mais sustentável. Com forma e conteúdo abençoados, este remanescente “escondido” prima pela paisagem que ainda preserva, não sendo à toa que nele passa o córrego Boa Vista, que poderia ser romanticamente reaberto, reflorestado e harmonizado com o SESC Vila Mariana e a Igreja São Bonifácio um ícone da arquitetura modernista. Portanto, chance ímpar de uma revitalização sistêmica e contagiante do nosso bairro. O desejado coletivamente deveria ser compreendido, sob pena de quebra de identidade comunitária. Se ainda a temos!? Ricardo Fraga Oliveira, 48, é engenheiro agrônomo e advogado. Facebook: “o outro lado do muro intervenção coletiva”.


OVila Mariana - Maio de 2012

terapia

Aura

soma

A

qui no Brasil poucas são as pessoas que conhecem ou já ouviram falar sobre um tratamento terapêutico chamado AURA-SOMA. A Aura-Soma é uma terapia pelas cores que nasceu através de Vicky Wall, farmacêutica treinada e terapeuta praticante durante mais de quarenta anos, que dedicou a sua vida ao serviço dos outros. A Aura-Soma é sobre a cura holística. É sobre a cura do corpo, mente e espírito, não apenas só um aspecto. É uma terapia não invasiva. Não-invasiva porque, pela primeira vez em um sistema terapêutico, é o cliente quem escolhe o remédio para si próprio. O Óleo Balanceado permite-nos a oportunidade de dizer quem somos, não o que temos. Não está relacionado a sintomas, mas permite ao superconsciente atender às causas do mal-estar. Através da linguagem da cor, a alma reconhece os moldes mais profundos da vida. As cores, apoiadas pelas ener-

gias das plantas e cristais, podem ser aplicadas ao corpo e aos campos sutis para restaurar, revitalizar e reequilibrar-se em todos os níveis. Como tudo o demais em Aura-Soma, até o nome leva uma mensagem: Aura significa LUZ Soma significa CORPO (em grego), ou SER (em aramaico) ou ENERGIAS VIVAS (sânscrito) AURA SOMA une a luz ao corpo; fala do ser da luz interna e das energias vivas da luz que nos rodeiam. O Óleo Balanceado combina as tradições da cura pela cor praticadas nos templos do antigo Egito, Grécia, China e Índia, com extratos herbais e óleos essenciais em combinação com cristais e minerais. Pessoas que mantêm a mente aberta e livre de preconceitos freqüentemente obtêm resultados rápidos e profundos – sua intuição se fortalece e parecem capazes de mergulhar fundo e alcançar um conhecimento arquetí-

pico. Torna-se fácil para elas abandonar padrões desgastados de comportamento e tomar novos rumos. É um método que oferece a oportunidade de mostrar quem somos e o que fazemos para sermos assim. Não nos mostra, porém, que tipo de problemas nós temos, pois este método não visa aludir aos sintomas. Ao contrário, Aura Soma permite à consciência superior dar respostas às causas dos distúrbios. Através da linguagem das cores, nossas almas serão capazes de reconhecer esses profundos modelos de vida, superar suas dificuldades, permitindo que nossas cores verdadeiras apareçam. Todos os produtos estão relacionados à cor. As ervas e os cristais dentro de cada produto são determinados com base na assinatura de cor. A luz e as cores contêm a essência de tudo o que os seres humanos precisam obter para ingestão de nutrientes e complexos de vitaminas. Um ser humano é basicamente uma fotocé-

lula viva. Na Aura-Soma as pessoas podem determinar por si mesmas o que usar. Podem contar com sua própria voz interior mais íntima, que as guiará para certas combinações de cores. A aplicação dos óleos da AURA-SOMA no corpo pode resultar na liberação de bloqueios físicos, emocionais, mentais e espirituais, e em conseqüência trazer à tona o velho, o suprimido, o indesejado. A AURA-SOMA qualifica o ser humano como um verdadeiro arco-íris de luz. Não somos nós quem escolhemos nossas cores, mas através daquelas de nossa preferência podemos reconhecer o que há de mais profundo e verdadeiro dentro de nós. Se você deseja conhecer um pouco mais sobre o sistema AURA-SOMA procure-nos. Cristiane Craveiro Terapêuta Aura-Soma criscrav@terra.com.br

. .. . . .

17


OVila Mariana - Maio de 2012

Cinemateca na virada cultural VIRADA CULTURAL 2012 - 05 e 06 de maio - ENTRADA FRANCA

A

Cinemateca Brasileira participa mais uma vez da VIRADA CULTURAL, evento organizado pela Secretaria Municipal de Cultura. Mantendo a já tradicional programação dedicada aos grandes astros da música popular brasileira e mundial.

Livre - sáb 05 20h00

PROGRAMAÇÃO 05.05 | SÁBADO SALA CINEMATECA BNDES

Roberto Carlos a 300 km por hora, de Roberto Farias Rio de Janeiro, 1971, 35mm, cor, 101’ Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Raul Cortez, Maria Cristina Martinez Livre - dom 06 00h00

18h00 PRÉ-ESTREIA BOB MARLEY: THE MAKING OF A LEGEND 20h00 ROBERTO CARLOS EM RITMO DE AVENTURA 22h00 ROBERTO CARLOS E O DIAMANTE COR DE ROSA

Roberto Carlos e o diamante cor de rosa, de Roberto Carlos Rio de Janeiro, 1970, 35mm, cor, 97’ Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Wanderléa, José Lewgoy Livre - sáb 05 22h00

00h00 ROBERTO CARLOS A 300 KM POR HORA

SESSÃO ESPECIAL Bob Marley: the making of a legend, de Esther Anderson e Gian Godoy Inglaterra/Jamaica, 2011, vídeo digital, cor, 92’ | Exibição em DVD | Legendas em português. Não indicado para menores de 16 anos sáb 05 18h00

TRILOGIA DO REI Roberto Carlos em ritmo de aventura, de Roberto Farias Rio de Janeiro, 1968, 35mm, cor, 98’ Roberto Carlos, José Lewgoy, Reginaldo Farias, Rose Passini.

CINEMATECA BRASILEIRA Largo Senador Raul Cardoso, 207 próximo ao Metrô Vila Mariana Outras informações: (11) 35126111 (ramal 215) www.cinemateca.gov.br

06.05 | DOMINGO SALA CINEMATECA BNDES

. .. . . .

18

No Teatro Santo Agostinho a peça O Amante do Meu Marido, em cartaz a 8 anos, com Milton Levy, Mateus Carrieri, Miriam Lins e Adelita del Sent. Local: Rua Apeninos, 118 - Tel.: (11) 3209-4858, próximo ao metrô Vergueiro com capacidade de (690 lugares, poltronas confortáveis) Teatro com ar condicionado, estacionamento a 100 metros do local. Sábados - 20 horas - Domingos - 18 horas Classificação: 12 anos

Mostra de dança no

itaú cultural

tem foco na memória do corpo e participa da Virada Cultural

ACORPO, MEMÓRIA E AUTORIA - Uma Conversa Sobre Os “Entres” leva oito coreografias ao palco do Itaú Cultural por indicação dos artistas-curadores Ana Catarina Vieira, Ângelo Madureira, Daniela Dini e Luiz Ferron; no final de cada apresentação eles abrem um bate-papo com o público

De 3 a 6 de maio (quinta-feira a domingo) o Itaú Cultural apresenta a mostra de dança CORPO, MEMÓRIA E AUTORIA - Uma Conversa Sobre Os “Entres”. A programação da mostra, cujos conceito e formato foram discutidos conjuntamente com a equipe de Artes Cênicas do instituto, leva a assinatura dos artistas-curadores Ana Catarina Vieira, Ângelo Madureira, Daniela Dini e Luiz Ferron. Cada um indicou dois trabalhos de companhias variadas cuja reflexão remete à memória corporal. As programações dos dias 5 e 6 integram a Virada Cultural 2012, respectivamente com as coreografias Nervura, com Gícia Amorim, e Interferência Inacabada...Preste Atenção no Ruído ao Fundo, com Vanilton Lakka, no sábado; e Anatomia das Coisas Encalhadas, de Silvia Moura, e Eu Sou Uma Fruta Gogoia em três tendências, de Thelma Bonavita, no domingo. As indicações de Luis Ferron, baseadas em dupla questão que o inquieta – “o que é popular e o que não é?” – abrem a programação da mostra na quinta-feira, 3, quando sobe ao palco a Companhia Rui Moreira, com Faça Algum Barulho (Make Some Noise). O trabalho faz uma reflexão sobre a crise de valores materiais, e aponta uma revisão espiritual pautada na simplicidade das coisas. Na sequência, Cristian Duarte apresenta Hot 100 The Hot One Hundred Choreographers, ao lado de Rodrigo Andreolli, com quem interpreta em cena ícones da dança, coreógrafos e peças que o instigam, retratados em sua lista dos ‘hot 100’. No dia 4 (sexta-feira), a bailarina

Daniela Dini escolheu obras de coreógrafos com foco nos significados da identidade da dança. Para tanto, convidou o grupo MOVI, formado por jovens dançarinos que residem em Paraisópolis para apresentar Corpo Diva. Nesta coreografia, eles debatem as implicações do show business na


construção do corpo como produto de mercado. Outro convidado dela para esta noite é o pernambucano Helder Vasconcelos, com Espiral Brinquedo Meu. O espetáculo que ele apresenta reúne ritmos, canções e figuras, criadas a partir da relação com o Cavalo Marinho e o Maracatu Rural em uma mescla de música, dança e teatro. Na Virada Cultural Indicadas por Ângelo Madureira, as apresentações que integram a noite da Virada Cultural, no sábado, procuram entender que lugar os seus corpos ocupam hoje, problematizando a questão autoral. Nervura, de Gícia Amorim, sintetiza caminhos percorridos e busca mudanças. Na sequência, em Interferência Inacabada... Preste Atenção no Ruído ao Fundo, Vanilton Lakka apresenta uma obra resultante da experimentação entre padrões de movimento, criados pelo próprio coreógrafo, e suas experiências com o universo Hip Hop e da Dança Contemporânea. Anatomia das Coisas Encalhadas, de Silvia Moura, e Eu Sou Uma Fruta Gogoia em três tendências, de Thelma Bonavita, encerram a mostra e a participação na Virada no domingo. A curadoria deste dia é de Ana Catarina Vieira, que traz duas coreógrafas cujos trabalhos convergem no desejo de flutuação, nos corpos de ambientes diferentes e na forma de tratar e falar sobre a existência: Bonavita inci ta a imaginação fazendo uso de várias instruções coreográficas que reelaboram a experiência do expectador enquanto público de dança, enquanto Silvia Moura faz referência às relações pessoais com o que se guarda ou se descarta. Sala Itaú Cultural (247 lugares) Entrada franca (ingressos distribuídos com meia hora de antecedência) Estacionamento com manobrista: R$ 10,00 uma hora; R$ 5,00 a segunda hora; e mais R$ 4,00 p/ hora adicional / Estacionamento gratuito para bicicletas Acesso para deficientes físicos Ar condicionado Itaú Cultural Avenida Paulista, 149, Estação Brigadeiro do Metrô Fones: 11. 2168-1776/1777

fotográfia

OVila Mariana - Maio de 2012

Renascimento através da arte Q

uando soube da história do renascimento do jornal O Vila Mariana, decidi falar sobre meu renascimento através da arte. Sou Psicóloga e trabalhei alguns anos com RH, porém, meu grande amor sempre foi a fotografia. Busquei me especializar e decidi após muitos pensamentos, terapias e conversas, largar a vida que não estava me deixando feliz e buscar aquilo que me completa, onde eu posso ser quem

do poder registrar a formação de uma nova vida, o nascimento de um novo ser, com emoções que são só dele. Uma criança sempre está cercada de luz, de felicidade, de sinceridade, de esperança. Eternizo naquele momento o que é único, a pureza de um ser que acabou de chegar ao mundo, a inocência, um sorriso verdadeiro,

um olhar de amor. Gosto de estabelecer uma relação amistosa e acolhedora com os pais e colocar o bebê em um ambiente calmo, harmônico e aconchegante, onde todos se sintam bem. Quero conhecer a família, ser amiga, participar da vida daquela criança, ser a fotógrafa da família. Desta forma tenho um clima favorável, de bem estar, para que o trabalho, além de bem feito se torne uma alegria. Fotografar bebês e crianças é apaixonante e encantador. Marion Caruso

realmente sou e aí sim consegui atuar com o que eu entendo por Psicologia, algo que inclui, que enxerga possibilidades, que capta o melhor de cada um, entra na vida das pessoas, lida com seus momentos mais intensos, com suas expectativas e inseguranças, e o resultado é “terapêutico”. Sempre gostei de observar detalhes, cores, formas e principalmente a diversidade humana. Minha maior paixão é fotografar bebês. Acho lin-

. .. . . .

19



O Vila Mariana