Page 70

nossos sanduíches de cebola olhando prum céu púrpura, o centro de LA reluzindo não muito longe. Aposto que você está esperando eu dizer que o sanduiche estava delicioso. Pra ser honesto, estava nojento pra caralho, a manteiga gordurenta, e os anéis de cebola ardiam os olhos. Beijar com bafo de cebola não é para fracos, mas aquilo foi como uma espécie de casamento maldito, nossas almas entrelaçadas de forma irreversível graças a um sanduíche igualmente maldito. Daquele dia em diante, considerei a gente casado pra valer.

Mais tarde naquele domingo eu estava encerando o meu Ford Fiesta velhote na calçada, quando Pistil gritou lá de dentro. “LEIF TANAKA, VENHA AQUI AGORA!” Joguei meus sapatos, voei até a entrada da casa e encontrei Pistil ainda molhada e enrolada na toalha. O Batata, arfando daquele seu jeito estúpido no pé dela, o chuveiro ligado, a fumaça saindo pra fora. Por causa dessa seca que é L.A., eu andava meio encanado com a ideia de desperdiçar água, mas eu tive que ouvir a Pistil. “LEIF. O BATATA FALOU.” “Eu sei, era o que eu tava tentando te dizer. O que aconteceu?” “Bom, eu tava no banho e, como às vezes ele gosta de respirar vapor, veio comigo. Eu tava fazendo o de sempre quando ouvi eu tenho um fetiche de te comer de

92

Profile for cusoa

2017 Word for Work Workshop ebook  

2017 Word for Work Workshop ebook  

Profile for cusoa