Page 1


E A D 13) VO (EN PÓ  R ZI M VA

VILA DO CONDE

7

14

 5 13 T

1

6 STA. CLARA

S

9

18 17

11

4

RIO AVE

PORT

10

Direção Artística e Programação Miguel Dias, Mário Micaelo, Dario Oliveira, Nuno Rodrigues Direção de Produção Hugo Ramos

7 PRAÇA VELHA Largo Antero de Quental, 33 T 252 612121 8 REPUBLIKA Praça da República, 83 T 252 696373 · 91 1943370 9 ARTE COM SABOR Alameda dos Descobrimentos, 55 T 91 0849466 10 POSTA DO CONDE Avenida Júlio Graça, 160 T 252 696255 · 91 1501820

12 SUBWAY R. do Bombeiro, 17 T 252 632272

2

13 CAFÉ SAURA Praça São João, 3 T 252 63333

13)  O (EN

12

21º CURTAS VILA DO CONDE

5 RESTAURANTE CRISUPA Avenida Bento Freitas, 734 T 252 642814 6 RAMON Av. 5 de Outubro, 178 T 252 631334 · 309848504

11 BAR DA PRAÇA Alameda dos Descobrimentos T 252 633426

16 8 15

ONDE COMER

14 O FORNINHO Av. Dr. Artur da Cunha Araújo, 123 – r/c T 252 644385

3

FESTAS

T TEATRO MUNICIPAL DE VILA DO CONDE Avª. Dr. João Canavarro 4480- 668 Vila do Conde T 252 290050

TEATRO MUNICIPAL

Inaugurado em 2009, o Teatro Municipal é a imponente casa do Festival que resulta da recuperação do antigo Cine-Teatro Neiva. O edifício tem duas salas de cinema (Sala 1 com 550 lugares, e Sala 2 com 140 lugares, para apresentação de todas as sessões e filmes-concerto), Bilheteira, Secretariado, a loja do Festival, o Bar, espaço Curtinhas, entre outros. S SOLAR, GALERIA DE ARTE CINEMÁTICA Rua do Lidador 4480-715 Vila do Conde T 252 646516 www.curtas.pt/solar

SOLAR – GALERIA DE ARTE CINEMÁTICA

A 29 de junho, a Solar inaugura a exposição “Film”, com obras de cineastas e artistas contemporâneos que refletem sobre a utilização da película enquanto meio, suporte e/ ou fonte de inspiração, e com um programa paralelo durante o Festival. Até 1 de setembro. A entrada é livre.

ONDE DORMIR 1 ESTALAGEM DO BRAZÃO Av. Dr. João Canavarro 4480-688 Vila do Conde T 252 642016 · F 252 642028 estalagembrazao@netcabo.pt www.estalagemdobrazao.com 2 SANTANA HOTEL Monte Santana Azurara 4480-188 Vila do Conde T 252 640460 · F 252 642693 geral@santanahotel.net www.santanahotel.net 3 VILLA C HOTEL Estrada Nacional 13 Azurara 4480-151 Vila do Conde T 252 240420 · F 252 240429 geral@villachotel.com www.villachotel.com 4 ERVA DOCE ALOJAMENTO Rua Cais das Lavandeiras, 39/40 4480 Vila do Conde T 22 4078765 ervadoce.cafetaria@gmail.com

15 CAFÉ DO PARQUE Avenida Júlio Graça 4480 Vila do Conde T 91 9697501 16 CACAU CAFÉ-BAR Praça da República, 42 T 91 9697501 17 RIO CAFÉ-BAR Praça da Republica, 12 T 914 049 196 18 FUSÃO RESTAURANTE LOUNGE BAR Praça José Régio, 124 T 91 3877490 Como chegar a Vila do Conde De Metro Linha B (vermelha), Até à estação de Sta. Clara – preferencialmente – ou Vila do Conde (o serviço expresso nao para em Sta. Clara) De automóvel A28 (Porto – Viana do Castelo) Saída Vila do Conde Existem também vários serviços de autocarro com paragem em Vila do Conde

JORNAL DO FESTIVAL Redação Miguel Dias, Daniel Ribas Design Gráfico Drop, João Faria Organização Curtas Metragens CRL Auditório Municipal Praça da República 4480-715 Vila do Conde T 252 646516 F 252 638027 info@curtas.pt www.curtas.pt CONTACTOS FESTIVAL Secretariado do Festival Teatro Municipal Vila do Conde De 6 a 14 julho 2013 Das 10:00 às 22:00 T 252 631200 INFORMAÇÕES E BILHETEIRA Teatro Municipal de Vila do Conde Av. Dr. João Canavarro 4480-668 Vila do Conde De 6 a 14 julho 2013, das 10:00 às 00:30 T 252 290050 PREÇOS Free-Pass Até 5 de julho Com 10% desconto, 40,50€ Após 6 de julho, 45,00€ Acesso livre a todas as sessões do festival, filmes-concerto, festas, Mercado da Curta Metragem, e oferta de catálogo. Sessões de cinema 3,50€ com 20% de desconto para portadores Cartão de Estudante/Cartão Jovem/ Sócios ACP/Clientes BPI Filmes-concerto 6,00€ Catálogo 5,00€ T-shirt 10,00€ PREÇÁRIO CURTINHAS Sessões de cinema menores de 16: 2,00€ maiores de 16: 3,50€ Workshops Curtinhas 5,00€ (ver informações detalhadas na página 4) Sessões para escolas por reserva antecipada, 8-13 julho, 10:00 8-9 julho, 15:00 animar@curtas.pt T 252 646516

www.curtas.pt

facebook.com/curtasviladoconde twitter.com/curtasvc youtube.com/curtasviladoconde


21º Curtas Vila do Conde: Um Festival de Resistência Aos vinte e um anos, o Curtas Vila do Conde é um festival de resistência: depois de um ano zero no apoio ao cinema português e de uma crise económica e social generalizada, o Festival regressa após a comemoração da sua 20ª edição, para continuar a celebrar o cinema contemporâneo. Em 2013, essa resistência é também proposta numa programação especial que procura dar visibilidade a cineastas e artistas que trabalham a película como meio, suporte e/ou fonte de inspiração. Desta programação resulta a Exposição “Film” e uma retrospetiva In Focus do realizador Bill Morrison. Ambos promovem uma dimensão importante do cinema experimental e da recuperação da memória do cinema. Num tempo de crescente digitalização do processo cinematográfico, a recuperação de obras cinematográficas no seu suporte original, nomeadamente em película, é um trabalho que os festivais devem promover. A exposição e a retrospetiva demonstram que há um potencial criativo e de recuperação de um património histórico nos arquivos

das imagem em movimento e nas películas degradadas perdidas nos confins desses arquivos. Para além deste programa especial, as competições continuam a proporcionar as sessões mais diversificadas do festival, demonstrando o estado atual do mundo. A competição internacional exibirá 34 filmes de 21 países diferentes, numa seleção com alguns dos autores que fazem a história no festival; também a competição nacional mostrará 17 curtas-metragens portuguesas que se dividem entre nomes consagrados e jovens autores que arriscam no cinema o seu olhar sobre o mundo. Mas também as competições experimental, Curtinhas (filmes para crianças), e Take One! (filmes de escola) serão excelente oportunidade para assinalar as melhores curtas-metragens do último ano. As secções paralelas da 21ª edição procuram também destacar as mais recentes tendências do cinema. Para acompanhar a obra de cineastas que já passaram no festival, a secção Da Curta à Longa traz, este ano, a obra de quatro

autores. Três deles têm uma particular relação com o Festival: Sergei Loznitsa e Yann Gonzalez realizaram mesmo filmes-encomenda para a edição de aniversário; e Basil da Cunha é um dos novíssimos do cinema português e duplamente premiado no Curtas. O quarto autor é Antonin Peretjatko, um cineasta francês com um ótimo sentido de humor. Todos estes filmes vêm com créditos firmados depois da sua estreia no Festival de Cannes. Nas sempre estimulantes experiências do Stereo, o Curtas apresentará quatro filmes-concerto. A dupla The Legendary Tigerman e Rita Redshoes volta ao festival para musicar um filme de Paulo Abreu; na mesma sessão, e para outro filme do mesmo cineasta, também Vítor Rua tocará música ao vivo. Numa encomenda do Curtas, os Zelig (ex-Ornato Violeta e Pluto) compõem uma banda sonora para um clássico mudo de John Ford, recentemente recuperado, “Bucking Broadway” (1917). Numa experiência curiosa, o músico e compositor italiano Alex Puddu apresenta um

FILM A Solar-Galeria de Arte Cinemática e o 21º Curtas Vila do Conde celebram os últimos dias do cinema em película como meio ou suporte comum e o início de uma nova era na qual poderá ainda ser utilizado por alguns artistas e cineastas que continuarão a explorar as suas qualidades técnicas e estéticas. Entre as anteriores exposições da Solar pudemos encontrar algumas das mais interessantes abordagens à utilização de suportes analógicos, os que perduraram desde a génese da linguagem cinematográfica e dos quais dependeu o seu desenvolvimento; autores que promovem, também, o diálogo entre duas formas de apresentação distintas - ora em galeria, ora em sala de cinema - utilizando por vezes dispositivos alternativos baseados em projeções vídeo. A proposta deste programa, que engloba uma exposição e, em paralelo, sessões de cinema, uma master class e uma performance, corresponde a uma reflexão sobre o modo como o cinema tem sido afetado, nos últimos anos, por uma grande transformação do seu processo tecnológico: o fim da película e a passagem para o digital, nos seus diferentes momentos, desde a produção à exibição. Apesar das consequências extremas dessa transformação, numa era em que a exploração comercial do cinema é feita quase exclusivamente a partir de suportes digitais, um grupo restrito de artistas e cineastas continua a exaurir as possibilidades infinitas do media, através da sua manipulação física e química, da desconstrução da sua linguagem, apropriando-se de elementos diversos retirados de filmes clássicos ou, até, da sua metamorfose digital. No contexto contemporâneo da arte e do cinema, estes processos, para além do seu valor artístico intrínseco, acentuam também a necessidade de

preservar um património cinematográfico infindável e que tem mais de um século de existência. Também neste contexto, o festival promove um foco especial na obra de Bill Morrison (o cineasta estará presente em Vila do Conde) – cujo trabalho se desenvolve, precisamente, à volta da manipulação da película fílmica – com curtas-metragens e a sua obra-prima, “Decasia” (ver página 9). A exposição “Film”, contará com a participação de cineastas que já passaram pelo Curtas Vila do Conde e que têm como preocupação central a reflexão sobre a condição técnica e teórica do cinema, testemunhando que a memória das imagens é sempre feita a partir do olhar singular do autor que as organiza e apresenta.

GUSTAV DEUTSCH Monday, August 28th 1939, New York, 10 p.m. (3º episódio da longa metragem “Shirley – Visions of Reality”) Áustria · 2013 · 5’15”

instalação (projeção vídeo, loop)

14:00-24:00 (Solar) / 11:00-24:00 (Teatro) Entrada livre

Colocar o olho de peixe Portugal · 2012 · 2’30’’

Aqueles animais que, à distância, se assemelham a moscas Pão, chá e jogo do awalé Quénia · 2011 · 2’27’’

Solar, o cego a comer uma papaia

BILL MORRISON

Quénia · 2011 · 2’35’’

Light Is Calling

Sonho de uma raia

EUA · 2004 · 8’

Portugal · 2011· 2’48’’

Release EUA · 2010 · 13’

Burro Quénia · 2011 · 2’

Monday, August 28th 1939, New York, 10 p.m.

Outerborough EUA · 2005 · 9’

The Creature’s Education (excerto de “Spark of Being”) EUA · 2010 · 8’

instalação (projeção vídeo, loop)

instalação (2 projeções 16mm, loop)

DAÏCHI SAÏTO Never a Foot Too Far, Even

JOÃO LOURO

Canada · 2011 · 13’ / 12’47”

The Hustler

instalação (dupla projeção 16mm, loop, som)

Portugal · 2009

instalação

DANIEL BARROCA ...uma paisagem confusa e indistinta

Teatro Municipal Vila do Conde 6–14 JULHO 2013

do 21º Curtas Vila do Conde

PEDRO PAIVA & JOÃO MARIA GUSMÃO

Portugal · 2012 · 2’05’’

Light Is Calling

Solar, Galeria de Arte Cinemática 29 junho– 1 setembro 2013

Horário durante a realização

espetáculo musical para filmes porno dinamarqueses dos anos 70. Finalmente, João Vieira, a partir do pseudónimo de White Haus, dará um concerto com inspiração na Nova Iorque dos anos 70, na sua música e nas imagens em movimento. Ainda no Festival, mantém-se as secções Curtinhas e Take One!, ambas dedicadas à formação de públicos. Na primeira, as crianças e jovens terão oficinas e espaços dedicados a uma aprendizagem lúdica do cinema e ainda sessões de cinema para diferentes idades. No Take One!, para além da competição de filmes de escola, haverá masterclasses e mais uma edição do VideoRun. Também as habituais secções de Panorama – Português e Europeu – exibirão curtas-metragens de produção recente. Em tempos de crise generalizada, o 21º Curtas Vila do Conde é, mais uma vez, feito a partir da imaginação criativa da sua equipa de programação. Pretende oferecer uma semana de cinefilia e tornar-se, durante esse tempo, a capital do cinema em Portugal. Contamos com a sua presença!

Portugal · 2009

Instalação (projeção vídeo multi-channel, loop, som) The Spell of Film

SANDRA GIBSON & LUIS RECODER

Inauguração 29 de junho, 18:30 (Solar)

The Spell of Film EUA · 2013

instalação

PETER TSCHERKASSKY Never a Foot Too Far, Even

Motion Picture - La Sortie des Ouvriers de l’Usine Lumière à Lyon Áustria · 1984-2008 · 3’20”

instalação

Motion Picture…


Curtinhas

ESPAÇO INFANTIL BRINCAR AO CINEMA PARA CRIANÇAS DOS 4 AOS 12 ANOS Teatro Municipal, Piso 3 6 a 14 de julho, 14:30-23:30 Neste espaço infantil terão lugar diversas atividades para crianças dos 4 aos 12 anos, permitindo aos espectadores do festival assistir às sessões, sabendo que em simultâneo os seus filhos usufruem de um lugar de diversão e aprendizagem, sob a orientação de uma equipa de formadores. Este espaço terá, num horário coincidente com o das sessões de cinema, uma programação permanente constituída por ateliers de curta duração, visionamento de filmes e realização de outras atividades em torno da imagem em movimento.

O Curtas Vila do Conde também é para os mais pequenos. O Curtinhas é um programa desenvolvido especialmente para crianças e jovens e inclui uma competição de filmes para em quatro escalões etários – para maiores de 3, 6, 9 anos, e pais e filhos. Estas sessões são uma oportunidade para pais e crianças se divertirem com pequenos filmes especialmente pensados para um público infantil. Aliás, o júri desta competição é também composto por crianças. Para além da competição, haverá o Espaço Infantil “Brincar ao Cinema”, nas instalações do festival, e duas oficinas dedicadas a desvendar os “efeitos especiais” no cinema. No dia de abertura do festival, haverá uma sessão especial de curtas-metragens para pais e filhos!

4

C

U

R

T

A

S

V

I

L

Filmes Estaleiro

que bem poderiam fazer parte de um filme de ficção, mas que serão de certeza o mote de muita diversão. OFICINA CIÊNCIA DOS EFEITOS ESPECIAIS PARA CRIANÇAS (7-12 ANOS) Teatro Municipal, Piso 3 13 julho, 15:00-17:00 Preço: 5 euros / 1 criança (até 20 crianças) Formadores: Mundo Científico Nesta oficina, vamos entrar no mundo de ficção do cinema de Hollywood! Vamos aprender a produzir cicatrizes e feridas falsas, sangue falso, baba de mostro e muitos outros truques que vão fazer as delícias do mundo do faz-de-conta.

Depois de em 2012 o Estaleiro (desenvolvido pela Curtas Metragens CRL) ter estreado vários documentários no Festival (de autores como João Canijo, Graça Castanheira ou Luís Alves de Matos), este ano o projeto apresenta quatro novos filmes. O método de produção destes filmes é original: convidaram-se cineastas com experiência para rodar um filme na zona norte com uma equipa constituída por estudantes. Em 2013, o Curtas Vila do Conde exibirá, em estreia mundial, estas obras: “Mahjong”, de João Pedro Rodrigues e João Rui Guerra da Mata (rodado na Varziela, uma pequena Chinatown, num prolongamento da experiência asiática da dupla de realizadores); “A Mãe e o Mar”, de Gonçalo Tocha (sobre as pescadeiras de Vila Chã, filmadas no método íntimo do cineasta); “De Onde os Pássaros Vêem a Cidade”, de André Tentúgal (uma aposta num novíssimo realizador, numa história sobre uma rapariga à procura da felicidade); e “Fernando que ganhou um pássaro do mar”, de Felipe Bragança e Helvécio Marins Jr. (uma curiosa incursão ficcional sobre um pássaro oferecido a um português e as imagens culturais do Brasil que projeta na sua imaginação).

OFICINA TRUQUES CIENTÍFICOS NO ECRÃ PARA PAIS E FILHOS (3-6 ANOS) Teatro Municipal, Piso 3 13 julho, 10:30-12:30 Preço: 5 euros / 1 criança + 1 adulto (até 20 crianças) Formadores: Mundo Científico Nesta oficina de efeitos espumosos, mudanças de cor e polímeros viscosos, vamos mergulhar nos pequenos truques científicos

A

D

O

C

O

N

D

E

F

E

S

T

I

V

A

L

I

N

T

E

R

N

A

C

I

O

Sábado 6

N

A

L

D

E

C

I

N

E

M

A

6

Curtinhas 4 (M3)

Ver programa na pág. 9.

15:00 – Sala Dois Mostra ESMAE

Apresentação de trabalhos audiovisuais realizados no último ano por alunos da ESMAE, Instituto Politécnico do Porto.

15:30 – Sala Um Curtinhas 3 (M6) Duração da sessão: 69’ IN THE FOG

Curtinhas 1 (Pais e Filhos) Duração da sessão: 68’

A CAIXA Joshua Durst · EUA · 2012 · ANI · 1’07’’

A TOUPEIRA E O MAR Anna Kadykova · Rússia · 2012 · ANI · 5’

A VIAGEM DO CORO Edmunds Jansons · Letónia · 2012 · ANI · 5’

A MINHA MAMÃ É UM AVIÃO Julia Aronova · Rússia · 2012 · ANI · 6’47’’

DE PERNAS PARA O AR Tim Reckart · Reino Unido · 2012 · ANI · 10’20’’

MACROPOLIS

MACROPOLIS

MICHEL

Natasha Chernishova · Rússia · 2012 · ANI · 5’41’’

Dewi Noiry, Pauline Pinson, Ivan Rabbios ·

23:30 – Sala Um

França/Luxemburgo · 2011 · ANI · 11’

Sessão Especial Ante-Estreia

FATO DE VERÃO Rebecca Peniston-Bird · Austrália · 2012 · FIC · 14’30’’

O QUIOSQUE Anete Melece · Suíça · 2013 · ANI · 6’55’’

A INVASÃO DAS LESMAS Morten Helgeland · Dinamarca · 2012 · ANI · 6’

MEDO DE VOAR Conor Finnegan · Irlanda · 2012 · ANI · 9’

GAMBOZINOS João Nicolau · Portugal/França · 2013 · FIC · 20’

FLOCO DE NEVE A LEBRE E O VEADO Péter Vácz · Hungria · 2012 · ANI · 16’45’’

Brian De Palma · França · 2013 · FIC · 98’

Ante-estreia em Portugal do último filme de Brian De Palma, depois da sua passagem pelo Festival de Veneza. O cineasta é um dos mestres contemporâneos do suspense e nunca rejeitou uma filiação no cinema de Alfred Hitchcock. Em “Passion”, De Palma regressa ao território de sedução de “Vestida para Matar”, num thriller erótico protagonizado por Rachel McAdams e Noomi Rapace. Ambas são duas executivas em ascensão numa corporação multinacional cuja competição feroz para subir nos rankings se transforma literalmente em crimes de cortar a respiração.

A RAPOSA E O PASSARINHO Evan DeRushie · Canadá · 2012 · ANI · 7’35’’

DINGI Veit Helmer, Estudantes do Bangladesh ·

IN THE FOG

Max Lang, Jan Lanchauer · Reino Unido · 2012 ·

POPPETY NO OUTONO

Sergei Loznitsa · Alemanha/Rússia/

ANI · 26’18’’

Pierre-Luc Granjon, Antoine Lanciaux · França/

Bielorrússia/Holanda/Letónia · 2012 · FIC · 128’

Canadá · 2012 · ANI · 26’

· ANI · 7’20’’

ADEUS COELHINHO

O

2

0

1

3

A abertura oficial do 21º Curtas Vila do Conde marca o regresso do cineasta bielorrusso Sergei Loznitsa ao Festival, depois de ter assinado, no ano passado, um dos filmes-encomenda da celebração dos vinte anos. No seu estilo austero, “In The Fog” continua uma análise à sociedade soviética e à sua violência latente, enquadrando-a num cenário histórico da ocupação nazi. O filme esteve na competição principal do Festival de Cannes, onde recebeu o Prémio FIPRESCI. Na fronteira ocidental da União Soviética em 1942, os habitantes locais oferecem resistência à ocupação alemã. Dois deles são incumbidos de matar Sushenya, um homem acusado de colaboração com os alemães, que tenta desesperadamente provar aos seus camaradas que se encontra inocente, enquanto é levado para a floresta.

Caxinas como em nenhum outro lugar do mundo. Nesse processo, a “doença dos pezinhos”, como lhe chamam, foi devastando sem oposição a vida das suas gentes. Só em 1952 é que, pela primeira vez, se chamou a atenção para estes doentes; até aí não se sabe quantas vítimas terá feito a Paramiloidose. Depois da sua descoberta, a doença tornou-se o foco de muitos estudos cujos resultados dão hoje novas e complexas formas à vida dos seus portadores. Este documentário é um testemunho deste percurso.

17:00 – Sala Dois Mostra Universidade Católica

Apresentação de trabalhos audiovisuais realizados no último ano por alunos da Escola das Artes, Universidade Católica Portuguesa.

Competição Internacional 3

BOLEIA DE VASSOURA

Paul Torris, Julia Bueno, Cheng Li · França · 2012

H

A LEBRE E O VEADO

Sessão de Abertura Oficial Da Curta à Longa

Catherine Lepicard, Inès Pagniez, Julien Roguet,

L

20:00 – Sala Dois

Leonid Shmelkov · Rússia · 2012 · ANI · 5’

ADEUS COELHINHO

U

Ver programa na pág. 8

O SAPO HOP

Duração da sessão: 75’

J

Competição Internacional 5

21:00 – Sala Um

Curtinhas 2 (M9)

4

18:30 – Sala Dois

PASSION

Joel Simon · Reino Unido · 2012 · ANI · 8’

17:00 – Sala Dois

1

Domingo 7 11:00 – Sala Dois

15:30 – Sala Um

Alemanha/Bangladesh · 2012 · ANI · 6’

O TURISTA Martin Máj · República Checa · 2013 · ANI · 7’20’’

17:00 – Sala Um Sessão Especial A HISTÓRIA DE UM ERRO Joana Barros · Portugal · 2013 · DOC · 61’

Não sabemos há quanto tempo nem onde surgiu o erro genético que está na origem da Paramiloidose, mas sabemos que há vários séculos que ele se entranhou na comunidade das

Ver programa na pág. 7

21:00 – Sala Um Filmes Estaleiro A MÃE E O MAR Gonçalo Tocha · Portugal · 2013 · DOC · 100’

Na senda de um mito real e perdido no lugar da praia de Vila Chã, procuramos as mulheres do mar chamadas “pescadeiras”, num dos poucos lugares do mundo com mulheres arrais. Mas onde estão elas? E onde estão os 120 barcos de pesca artesanal? Sobram 8 barcos e uma única mulher pescadeira. Em terra de brava gente do mar, filma-se a paixão da pesca, a paixão do mar.

21:45 – Sala Dois Panorama Nacional 1 Duração da sessão: 61’

MÁ RAÇA André Santos, Marco Leão · Portugal · 2013 · FIC · 19’

PASSION

A HISTÓRIA DE UM ERRO

Um retrato sobre o vazio numa relação primária entre mãe e filha. Duas personagens movidas pela culpa e pelo ressentimento vivem solitariamente juntas com um cão nervoso, a única presença masculina na casa.


Take One!

PANORAMA NACIONAL Todos os anos, o Curtas Vila do Conde exibe algumas curtas-metragens portuguesas que já passaram por outros festivais. É um panorama da produção recente que complementa a competição nacional. Neste ano, serão exibidos filmes de Bruno de Almeida e João Lopes (ambos produção de Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura), para além de Sandro Aguilar, a dupla André Santos e Marco Leão, André Gil Mata e Ico Costa. Numa terceira sessão de panorama, o Festival apresenta um conjunto de trabalhos em Super 8, encomendados a diversos autores, como Paulo Furtado, Edgar Pêra, Rodrigo Areias ou Valter Hugo Mãe.

MAHJONG

R

T

A

S

V

I

L

Prémio Melhor Filme Prémio Canon/Colorfoto: voucher 500€; Prémio GoPro: 1 câmara GoPro HERO3: Black Edition + LCD Touch BacPac; Prémio Instituto Restart: voucher formação de 500€ no Instituto Restart (E ainda prémios para o 2º e 3º lugar.)

DIVE: APPROACH AND EXIT

FERNANDO QUE GANHOU UM PÁSSARO DO MAR

U

MARATONA DE VÍDEO 48H 5-7 julho – Vila do Conde O Videorun Restart regressa a Vila do Conde para mais uma maratona de vídeo 48 horas. Das 18h30 de 5 julho às 18h30 de 7 de julho, várias equipas têm que produzir um filme, desde a captação até à edição. O trabalho terá a duração máxima de 3'', em qualquer género – ficção, documentário, experimental ou outro – e o tema será proposto no início da maratona. Todos os filmes serão, no final, apresentados numa sessão do festival (Dom, 7, 23h30).

A novíssima geração do cinema português tem despontado nas escolas de cinema e audiovisual do país. Oferecendo um espaço privilegiado de exibição, o Take One! mostra uma seleção dos melhores filmes do ano das escolas portuguesas em duas sessões competitivas. Em complemento à competição, o Take One! apresenta também duas masterclasses (com Bill Morrison – cineasta In Focus nesta edição – e Georges Schwizgebel) e, como todos os anos, o 17º VideoRun Restart, uma maratona de vídeo 48h.

DE ONDE OS PÁSSAROS VÊEM A CIDADE

C

17º VIDEORUN RESTART

A

D

O

C

O

N

D

E

F

E

S

T

I

V

A

L

I

N

T

E

R

N

A

C

I

O

N

A

L

D

E

C

I

N

E

M

A

7

1

5

J

U

L

H

O

2

0

1

2

5

Segunda 8

  Domingo 7

11:00 – Sala Dois Panorama Europeu – Lituânia Duração da sessão: 95’

Lá no alto, de madrugada em madrugada, estilhaços de uma vida erguem a necessidade de agir perante o ermo da solidão.

o mal para condenar as guerras contra a humanidade, a competição excessiva e a metamorfose do homem em besta. A SOCIETY

LIZA, GO HOME! Oksana Buraja · Lituânia/Estónia · 2012 · DOC

FERNANDO QUE GANHOU UM PÁSSARO DO MAR

· 27’

Felipe Bragança, Helvécio Marins Jr. · Portugal/

GOD’S GOT HIS HEAD IN THE CLOUDS Gianluca Sodaro · Lituânia/Itália · 2012 · FIC · 15’

PARADISE ROAD Tomas Smulkis · Lituânia · 2012 · DOC · 20’

INDEPENDENCE DAY

Brasil · 2013 · FIC · 20’

Uma pequena cantiga luso-brasileira. Fernando divide seu tempo entre um café da vizinhança e a pequena casa em que vive no Porto. Do Brasil, recebe um pequeno presente que lhe faz imaginar o Paraíso.

Urteė Budinaiteė · Lituânia · 2012 · ANI · 5’

VICTIM Jurgis Matulevicius · Lituânia · 2012 · FIC · 15’ A MÃE E O MAR

GUILT Reda Bartkute · Lituânia · 2013 · ANI · 13’

LUIS João Lopes · Portugal · 2012 · FIC · 27’

Na Sociedade Martins Sarmento, em Guimarães, existe um exemplar da primeira edição de “Os Lusíadas”, de Luís de Camões: é uma memória viva e ao mesmo tempo um objeto que convoca para uma viagem de fantasmas e assombramentos. Será possível documentar essa viagem? QUATRO HORAS DESCALÇO Ico Costa · Portugal/França · 2012 · FIC · 15’

Numa aldeia de montanha, no interior de Portugal, alguém é morto. Um rapaz de dezasseis anos sai de casa descalço, sob a noite fria, em direção à floresta. Caminha ao longo de trinta quilómetros, subindo e descendo a montanha. Tem um só pensamento na cabeça.

22:45 – Sala Um Da Curta à Longa LA FILLE DU 14 JUILLET Antonin Peretjatko · França · 2013 · FIC · 88’

mostrava já o estilo que o caracteriza: situações quotidianas levadas a um hilariante cómico de situação, um registo que é retomado na sua primeira longa-metragem, “La fille du 14 juillet”, cuja ante-estreia mundial aconteceu no último Festival de Cannes (Quinzena dos Realizadores). Neste filme, Peretjatko brinca com a crise económica na juventude francesa e é sarcástico com o nacionalismo francês e os seus símbolos (como o 14 de julho do título, ou a guilhotina da revolução francesa). Desde que Hector encontrou Truquette no Louvre no dia 14 de julho que apenas tem um pensamento: seduzir esta rapariga por quem está apaixonado. O melhor método é levá-la até à beira-mar. O seu amigo Pator concorda incondicionalmente, especialmente se ela trouxer a sua amiga Charlotte... Acompanhados pelo inevitável Bertier, partem pelas estradas secundárias de França, onde os bancos não têm dinheiro. É normal, é tempo de crise.

Sessão em que serão mostrados todos os filmes desenvolvidos durante mais uma maratona de vídeo em 48h. Depois de dois dias de árduo trabalho, finalmente a recompensa final: ver os filmes numa sala escura de cinema. Cineasta francês, Antonin Peretjatko é autor de várias curtas-metragens desde do início dos anos 2000, depois de se formar na escola de cinema Louis Lumière. Esteve no Curtas Vila do Conde com “French Kiss”, filme que foi também nomeado para os prémios César. Nessa curta-metragem,

Take One! Competição 1 Duração da sessão: 77’

A ÚLTIMA SESSÃO Diego Ramalho, Gonçalo Costa · Portugal · 2012

Suíça · 2012 · FIC · 30’

João Pedro Rodrigues, João Rui Guerra da Mata ·

Gosho recebe uma proposta do seu primo rico, Joro: cuidar da sua luxuosa “penthouse” enquanto estiver no estrangeiro. Para Gosho, esta é a oportunidade perfeita para ter alguma paz e sossego com luxo...

Portugal · 2013 · FIC · 35’

Varziela, Vila do Conde, a maior Chinatown de Portugal. Um homem de chapéu e uma mulher desaparecida. Um sapato de salto alto, uma peruca loira e um vestido chinês. O confronto entre o Vento Leste e o Dragão Vermelho; os pontos cardeais trocados como num derradeiro jogo de Mahjong.

21:45 – Sala Dois

Bárbara do Carmo, Carlos Arteiro · Portugal ·

Panorama Nacional 2

2012 · ANI/EXP · 7’28’’

Duração da sessão: 56’

João Costa · Portugal · 2012 · FIC/EXP · 15’30’’

FONTELONGA Luís Costa · Portugal · 2013 · DOC · 14’

DIVE: APPROACH AND EXIT

Antes da investida é preciso sentir o peso do corpo.

Frederico Parreira · Portugal · 2013 · FIC/EXP ·

A PALESTRA

7’11’’

Bruno de Almeida · Portugal · 2013 · FIC · 30’

O SEGREDO SEGUNDO ANTÓNIO BOTTO

Um escritor americano é convidado a visitar Guimarães para dar uma palestra sobre a obra de Edgar Allan Poe. O que poderia ser uma agradável viagem de trabalho torna-se num pesadelo quando a sua própria paranoia transforma a realidade…. ou será mesmo assim?

· 10’

Paulo Pancadas · Portugal · 2012 · FIC · 13’40’’

20:00 – Sala Dois Competição Internacional 6

Ver programa na pág. 8

21:00 – Sala Um Filmes Estaleiro Duração da sessão: 68

WONDERLAND Peter Kerek · Roménia/Alemanha · 2012 · FIC · 22’20’’

O sonho de qualquer criança na Roménia comunista era uma garrafa de Pepsi. Istvan, de 9 anos, tem a sorte de encontrar uma dessas garrafas na casa do segurança que está encarregue de o levar, a ele e à sua mãe, para a República Federal Alemã.

Sandro Aguilar · Portugal · 2013 · FIC · 12’

CAÍMOS JUNTOS

Rita Filipe, Maria Azevedo · Portugal · 2012 · FIC

JUMP Kristina Grozeva, Petar Valchanov · Bulgária/

O ZÉ

ADEUS SR. ANTÓNIO

Onze estranhos são forçados a partilhar um espaço exíguo numa viagem com destino ao desconhecido. Sob circunstâncias severas e incertas, enfrentam os seus preconceitos e medos, mas necessitam uns dos outros para sobreviver.

MAHJONG

· DOC · 9’23’’

SOULLEIMANE

23:30 – Sala Dois Take One! 17º Videorun Restart

LA FILLE DU 14 JUILLET

18:30 – Sala Dois

Jens Assur · Suécia · 2012 · FIC · 17’15’’

23:30 – Sala Dois Competição Internacional 7

Ver programa na pág. 9

00:00 – Sala Um Stereo Filme-Concerto Duração da sessão: 40’

WHITE HAUS apresenta WHITE TRASH/WHITE HEAT

O COVEIRO André Gil Mata · Portugal · 2013 · ANI/FIC · 14’

Uma história, narrada ao luar, de uma criança que nasce monstro.

22:30 – Sala Um Competição Internacional 1 Duração da sessão: 77’

DE ONDE OS PÁSSAROS VÊEM A CIDADE

GLORIA VICTORIA

André Tentúgal · Portugal · 2013 · FIC · 13’

Theodore Ushev · Canadá · 2013 · ANI · 6’57’’

Num último andar de um prédio alto, uma mulher vive obsessivamente a sua memória. Pássaros pairam lentamente sobre esse tempo que já não é.

Terceiro filme de uma trilogia, esta curta-metragem oscila entre o abstrato e o figurativo. Através de uma montagem dinâmica, desconstrói-se o bem e

João Vieira

Espetáculo ao vivo composto por João Vieira sob o pseudónimo de White Haus (com a participação de vários músicos convidados), com inspiração na Nova Iorque dos anos 70, na sua música e nas imagens em movimento, com referências diretas à trilogia cinematográfica de Paul Morrissey “Flesh”, “Trash” e “Heat” (1968-1972).


Bill Morrison

DA CURTA À LONGA Sergei Loznitsa Cineasta nascido na Bielorrússia, Sergei Loznitsa tem um extenso currículo de documentários realizados desde1996. Muitos destes filmes foram exibidos, ao longo dos anos, no Curtas Vila do Conde (Loznitsa venceu o Prémio de Melhor Documentário em 1999, com “Life Autumn” e uma menção honrosa em 2001, com “Polustanok”). Em 2012, Loznitsa viajou pelo Norte de Portugal para filmar um documentário, “O Milagre de Santo António”, no âmbito de um projeto de produções realizadas a propósito dos 20 anos do Curtas Vila do Conde. Estreouse na longa‑metragem de ficção em 2010, com “My Joy”. Tanto esse filme como “In the Fog” – que o Festival apresenta em ante-estreia nacional – foram selecionados para a competição oficial do Festival de Cannes e observam, a partir de diferentes tempos históricos, a identidade violenta da sociedade russa. Para além deste filme, o Curtas 2013 apresenta a sua última obra em curta-metragem, “Letter”, na competição internacional.

IN FOCUS

Cineasta americano, radicado em Nova Iorque, Bill Morrison é um dos expoentes máximos do cinema experimental contemporâneo. Desde o início dos anos 90, Morrison tem trabalhado, sobretudo, a partir de material de arquivo e de found footage, reinterpretando velhos filmes em novas narrativas e reflexões sobre o estatuto das imagens. Nesta retrospetiva, serão exibidas várias curtas-metragens do cineasta, desde o inicial “Film of Her” (de 1996), até “Just Ancient Loops” (de 2012, presente na competição internacional desta edição). Ponto alto será a exibição de “Decasia: The State of Decay”, a obra-prima do autor que tanto o crítico J. Hoberman (“o mais aclamado filme americano avant-garde do fim do século”) como o cineasta Errol Morris (“talvez o maior filme jamais feito”) exaltaram. Como arqueólogo do cinema, Morrison recupera a memória das velhas películas, num misto de fascínio e melancolia pela magia das imagens em movimento. Fulcral neste processo é o papel da música, especialmente composta para os seus projetos por variadíssimos compositores americanos. Esta retrospetiva divide-se entre sessões de cinema com curtas-metragens e a longa “Decasia”, bem como uma instalação na Solar – Galeria de Arte Cinemática, no contexto da Exposição “Film”. O cineasta estará em Vila do Conde e orientará uma masterclass sobre a sua obra.

Letter

6

C

U

R

T

A

S

V

I

L

A

D

O

C

O

N

D

E

F

E

S

T

I

V

A

L

I

N

T

E

R

N

A

C

I

O

N

A

L

D

E

C

I

N

E

M

A

6

Terça 9

1

4

J

U

L

H

O

2

0

1

3

Quarta 10

11:00 – Sala Dois

21:00 – Sala Um

22:30 – Sala Um

11:00 – Sala Dois

Panorama Europeu – Roménia

Competição Nacional 1

Competição Internacional 2

Panorama Europeu – Eslováquia

Duração da sessão: 96’

Duração da sessão: 73’

Duração da sessão: 70’

Duração da sessão: 87’

FAMILY PICTURES

CARROTROPE

WHALED WOMEN

Andrei Cohn · Roménia · 2012 · FIC · 30’

Paulo D’Alva · Portugal · 2013 · ANI · 7’

Ewa Einhorn, Jeuno Je Kim · Suécia · 2012 ·

CONCRETO ET BLOCK: LANDSCAPE BENEFITS

MY BABY

Carrotrope é um novo brinquedo ótico. Aglutina o carrossel e o thraumatrope, dois objetos que representam os movimentos cíclicos da vida. Entretanto, um homem bebe e o tempo passa ao ritmo dos 24 fotogramas por segundo.

ANI · 9’

Lukáš Sigmund · Eslováquia · 2012 · ANI · 1’

SchlopSchlop e KK são duas mulheres irritantes que trabalham no Gabinete de Desenvolvimento em Krabstadt, uma pequena vila no Ártico. Um dia, Mulheres-Baleia dão à costa de Krabstadt. Compete a KK e a SS lidar com a situação.

HOMO CIRIS

Luiza Pârvu · Roménia · 2013 · FIC · 19’

THE CEMENT MIXER Liviu Sandulescu · Roménia · 2012 · FIC · 16’

INCUBI

Jana Mináriková · Eslováquia · 2013 · FIC · 20’ BARBA

CONCRETO ET BLOCK: FLOWER Lukáš Sigmund · Eslováquia · 2012 · ANI · 37’’

CINEMA WORLD Marek Janicík · Eslováquia · 2012 · DOC · 28’

Sérgio Ribeiro · Portugal · 2012 · FIC · 10’17’’

Uma jovem e indefesa rapariga recebe uma visita sobrenatural durante os seus sonhos. A entidade visitante manifesta-se de maneira violenta e sedutora. THE CEMENT MIXER

IN THE FISHBOWL Tudor Cristian Jurgiu · Roménia · 2013 · FIC · 21’

WASTE Anton Groves · Roménia · 2012 · FIC · 10’

16:00 – Lounge Curtas Encontro com Realizadores 1

Com Gonçalo Tocha, João Pedro Rodrigues, João Rui Guerra da Mata, Felipe Bragança e André Tentúgal.

CONAKRY Filipa César · Portugal · 2013 · DOC · 10’33’’

Viajando pelo tempo, pelo espaço e por diferentes média, o filme revisita a paisagem política da Guiné-Bissau. Encenado no Haus der Kulturen der Welt em Berlim, é baseado em imagens de arquivo dos anos 70 do Congresso de Conacri no Palais du Peuple, filmadas por Flora Gomes, Sana na N’Hada, Josefina Crato e José Cobumba Bolama.

LIVING STILL LIFE Bertrand Mandico · França/Bélgica/Alemanha · 2012 · FIC · 15’

Fièvre, uma mulher misteriosa, coleciona animais mortos no bosque e ressuscita-os através de animações. Um dia, um homem aparece para falar com Fièvre - a sua mulher morrera… SOCIAL BUTTERFLY Lauren Wolkstein · França · 2012 · FIC · 14’27’’

Chloe, uma jovem francesa, recebe uma visita inesperada durante a festa do seu 18º aniversário. BUENOS DIAS RESISTENCIA Adrián Orr · Espanha · 2013 · DOC · 21’50’’

AO DEUS DARÁ

Lançamento Livro

Manhã cedo. Quase em tempo real, experienciamos o ritual diário de um pai que acorda e acompanha à escola os seus três jovens filhos. A tarefa é difícil e parece que surgiu de uma necessidade.

Apresentação do Livro “Geração Invisível: Os Novos Cineastas Portugueses”.

NOUS NE SERONS PLUS JAMAIS SEULS

Tiago Rosa-Rosso · Portugal · 2012 · FIC · 22’30’’

17:00 – Lounge Curtas

O FACÍNORA

Dois filmes recentes de Paulo Abreu – “Barba” e “O Facínora” – são apresentados no Curtas 2013 num filme-concerto a partir da apresentação ao vivo das suas bandas-sonoras originais: o primeiro do músico Vítor Rua e o segundo da dupla The Legendary Tigerman e Rita Redshoes, que assim regressam ao festival. “Barba” é uma alegoria, filmada em Super 8, de Portugal e do comportamento do seu povo; enquanto “O Facínora” é uma curiosa reconstrução histórica da memória de um engenheiro e cineasta amador alemão que passou por Guimarães em 1920.

Take One! Competição 2 Duração da sessão: 70’

ERMO

AO DEUS DARÁ

Um vendedor porta à porta procura soluções para pagar as suas dívidas.

TELES

Ivo M. Ferreira · Portugal/Macau · 2013 · FIC · 23’

José Magro · Portugal · 2012 · DOC · 12’

Uma jornalista e um operador de câmara da televisão de Macau embarcam numa viagem de trabalho ao sul da China para descobrir o naufrágio de um junco chinês do século XII. Esta investigação mergulha os personagens em questões identitárias que ora se dissolvem ora vem à tona, no naufrágio de um casal ou do mundo – nosso.

Ver programa na pág. 10

21:45 – Sala Dois

RITA REDSHOES + THE LEGENDARY TIGERMAN

O SOL NASCE SEMPRE DO MESMO LADO Nuno Matos · Portugal · 2012 · FIC · 17’30’’

UM CONTO DE INVERNO Alexandra Côrte-Real de Almeida · Portugal · 2013 · FIC · 22’

20:00 – Sala Dois Competição Internacional 4

Ver programa na pág. 7

THE STAR Andrej Kolencík · Eslováquia · 2012 · DOC · 19’53’’

CONCRETO ET BLOCK: DRONEY THE PET Lukáš Sigmund · Eslováquia · 2012 · ANI · 35’’

DOKUTOPIA Eva Križková, Eva Pa · Eslováquia · 2012 · ANI · 3’20’’

CONCRETO ET BLOCK: CAN YOU?

Matúš Vizár · Eslováquia/República Checa · 2013

Filmes Estaleiro

Ver programa na pág. 4

· ANI · 11’30’’

CONCRETO ET BLOCK: ONTOLOGICAL MOMENTS Lukáš Sigmund · Eslováquia · 2012 · ANI · 45’’

23:30 – Sala Dois

NA ESCAMA DO DRAGÃO

Leonor Teles · Portugal · 2012 · DOC · 14’

Lukáš Sigmund · Eslováquia · 2012 · ANI · 34’’

PANDAS

À noite, uma festa. Jovens dançam e amam-se como se fosse a primeira e última vez.

Rafael Calisto · Portugal · 2013 · FIC/EXP · 4’40’’

RHOMA ACANS

CONCRETO ET BLOCK: INDUSTRIAL NOISE

Lukáš Sigmund · Eslováquia · 2012 · ANI · 28’’

Yann Gonzalez · França · 2012 · FIC · 10’

18:30 – Sala Dois

CINEMA WORLD

15:00 – Sala Dois

Competição Internacional 9

Masterclass Georges Schwizgebel VÍTOR RUA

Duração da sessão: 90’

Cineasta suíço, Schwizgebel é dos mais reputados realizadores de animação, com trabalho desde a década de 70. Tem uma longa filmografia e já foi objeto de incontáveis exposições e retrospetivas. No Curtas 2013 – para além de ser membro do júri – apresentará dois seus mais recentes trabalhos numa masterclass onde discutirá a sua obra com os espectadores do festival.

00:00 – Sala Um Stereo Filme-Concerto VÍTOR RUA BARBA Paulo Abreu · Portugal · 2012 · FIC · 20’

RITA REDSHOES + THE LEGENDARY TIGERMAN

ROMANCE

O FACÍNORA

Georges Schwizgebel · Suíça/Canadá · 2011 ·

Paulo Abreu · Portugal · 2012 · FIC · 35’

ANI · 7’


DA CURTA À LONGA Yann Gonzalez

Competição Internacional

Competição Nacional

Competição ExperimentaL

Iconoclasta realizador francês, Yann Gonzalez é autor de várias curtas-metragens singulares, todas exibidas no Curtas. O primeiro desses filmes – o multipremiado “By the Kiss” (2006) – venceu mesmo o Prémio UIP no nosso festival, com a nomeação para os European Film Awards. Em 2012, o Curtas Vila do Conde convidou o realizador para o projeto dos 20 Anos, de que resultou “Land of My Dreams”. O seu trabalho é marcado pelo inconformismo de jovens adultos, perdidos nas contradições da sua própria vida. É também marcante o uso da banda sonora, muitas vezes dos M83, que são liderados pelo irmão de Yann. Em 2013, o cineasta apresenta a sua primeira longa-metragem, “Les rencontres d’après minuit”. O filme é protagonizado por Kate Moran, atriz fetiche de Gonzalez, e tem uma participação especial de Eric Cantona. Também no Curtas 2013, será exibida, na competição internacional, a sua curta-metragem “Nous ne serons plus jamais seuls”. O cineasta, depois destes filmes, foi incluído numa lista do Cahiers du Cinéma como uma das promessas do mais jovem cinema francês.

Numa seleção dos melhores filmes do ano em formato curto, a competição internacional oferece um panorama crítico sobre os dias de hoje, refletindo sobre um mundo social e político em constante mudança. Entre a ficção, o documentário e a animação, esta seleção demonstra a capacidade de experimentação das curtas-metragens e as suas imensas configurações. Com uma proveniência de mais de duas dezenas de diferentes lugares do mundo, esta competição, na sua 21ª edição, mostrará os novos trabalhos de cineastas como Dominique Gonzalez-Foerster, Christoph Girardet, Matthias Müller, Sergei Loznitsa, Bertrand Mandico, Yann Gonzalez, Jane & Louise Wilson, Chris Landreth ou Nicolas Provost. A complexidade do nosso tempo é vista através do olhar de todos estes autores.

Depois do ano zero do cinema português, em 2012, a competição nacional do 21º Curtas Vila do Conde é um desafio à produção nacional. Um desafio largamente superado por um conjunto de curtas-metragens que se interroga sobre o estado de um país em tempos decisivos para o nosso futuro em comum. Esta seleção, por isso, mostra-nos a resistência de um conjunto de realizadores que teimam em manter o seu olhar vivo sobre o que os rodeia. Nesta edição, pode assinalar-se o regresso de autores como João Pedro Rodrigues, João Nicolau, Jorge Quintela, Filipa César, Ivo M. Ferreira ou João Viana. Para além disso, como todos os anos, esta competição revelará novos autores para o futuro do cinema português.

A resistência do cinema contemporâneo também se faz nos terrenos complexos do cinema experimental. Interrogando os limites do aparato cinematográfico e da sua história, esta seleção de filmes não desiste de voltar a olhar aquilo que se esconde no processo de construção de um filme. Entre o material de arquivo ou a própria manipulação da película, este é um cinema que constantemente se desafia a si próprio. Na edição de 2013 do Curtas, a competição inclui filmes de cineastas como Johan Grimonprez, Siegfried Fruhauf, Karsten Krause ou Lois Patiño. Para além destes, a competição deste ano contará com autores portugueses como Ico Costa e João Onofre.

Les rencontres d’après minuit

C

U

R

T

A

S

V

I

L

A

D

O

C

O

N

D

E

F

E

S

T

I

V

A

L

I

N

T

E

R

N

A

C

I

O

N

A

L

D

E

C

I

N

E

M

A

7

1

5

J

U

L

H

O

2

0

1

2

7

 Quarta 10

CHEMIN FAISANT Georges Schwizgebel · Suíça · 2012 · ANI · 4’

THE SEARCH FOR INSPIRATION GONE Ashley Michael Briggs · Reino Unido · 2012 · FIC ·

16:00 – Lounge Curtas

9’

Encontro com Realizadores 2

WORKERS LEAVING THE FACTORY (AGAIN)

Com Paulo d’Alva, Sérgio Ribeiro, Filipa César, Tiago Rosa-Rosso e Ivo M. Ferreira.

Katharina Gruzei · Áustria · 2012 · EXP · 11’

ZABRISKIE POINT (REDACTED) Stephen Connolly · Reino Unido/EUA · 2013 · EXP · 27’

17:00 – Sala Um Competição Internacional 3

20:00 – Sala Dois

Duração da sessão: 72’

Competição Nacional 1

J.M. MONDÉSIR

Ver programa na pág. 6

Alice Colomer-Kang · França · 2012 · FIC · 24’

Um bairro social que se assemelha a um anfiteatro testemunhando um sacrifício. Revelando uma pluralidade de pontos de vista, o filme explora a morte de Georges Mondésir após um encontro com a polícia.

21:00 – Sala Um

EL OÍDO DE VINICIUS

Na transição entre a adolescência e a idade adulta, a identidade modela-se às vontades. No tempo em que a sociedade cresce em altura, a terra é difícil de pisar.

Sergio Oliveira, Ezequiel Pierri · Brasil/Argentina · 2013 · FIC · 27’

Nhem, nhem, nhem, nhem nhem, nhem xorodo. É o mar, é o mar, fe-fe, xorodo.

Competição Nacional 2 Duração da sessão: 67’

TORRES André Guiomar · Portugal · 2013 · FIC · 14’

DINGO Pedro Caeiro · Portugal · 2013 · ANI · 15’

Ele está doente. Não fala, deixou de comunicar. A namorada tem que o vestir, alimentar, tratar dele. A família decide convidar as pessoas mais próximas para o ver. Decidem fazer uma festa, um velório. CIGANO David Bonneville · Portugal · 2013 · FIC · 18’ EL OÍDO DE VINICIUS

THE TOXIC CAMERA Jane Wilson, Louise Wilson · Reino Unido · 2012 · FIC · 21’

Refletindo sobre o desastre de Chernobyl, este filme é inspirado no cineasta Vladimir Shevchenko. Filmando imediatamente após o desastre nuclear, a sua câmara ficou com tanta radioatividade que teve de ser enterrada na periferia de Kiev.

18:30 – Sala Dois Competição Experimental 1 Duração da sessão: 70’

I AM HERE Karsten Krause, Francesca Berti · Alemanha · 2013 · DOC · 6’

ROOMS Johannes Hammel · Áustria · 2013 · EXP · 9’

ARBOR Janie Geiser · EUA · 2012 · EXP · 7’

Sebastião, um jovem de classe alta, tem uma avaria urgente no carro, e aceita a ajuda de um cigano desconhecido. Para retribuir o arranjo, Sebastião dá boleia ao cigano, mas não chegam ao destino previsto. LUMINITA

PANDAS

curtas-metragens que exemplificam as suas diferentes estratégias criativas. Por exemplo, “The Film of Her” é um projeto do início da sua filmografia, ainda em registo documental, sobre a paixão de um velho arquivista da Biblioteca do Congresso que salvou inúmeros filmes. Outra curta que se aproxima desse registo é “Outerborough”, que trabalha sobre material de arquivo a partir uma viagem de trolley na Brooklyn Bridge: através de acelerações, essas imagens documentais ganham uma nova qualidade abstrata. “The Highwater Trilogy”, por outro lado, junta diferentes materiais found footage onde a água mostra toda o seu poder contra a vontade humana, ora através das ondas furiosas à beira-mar, ora com os grandes blocos de gelo dos árticos. Finalmente, “Light is Calling” e “The Mesmerist” partem de filmes mudos de ficção para, numa remontagem contemporânea, proporem uma nova história. Também a decadência da película, em ambos os casos, sugere uma imagem fantasmática da memória destas personagens e destes filmes.

TOKYO GIANTS

espaço sem pensar nas consequências. “Pandas” é apanhado no meio de um jogo onde os conceitos de mercantilismo e entretenimento puramente “voyeurístico” estão lado a lado com as noções de preservação animal. BELLE COMME LE JOUR Dominique Gonzalez-Foerster, Tristan Bera · França · 2012 · FIC · 12’

Pouco tempo antes do seu casamento com Pierre, Séverine encontra Giorgio numa sala do Louvre e começa a sonhar com uma cerimónia completamente diferente através dele. Uma prequela a “Belle de Jour” de Luís Buñuel e a “Belle Toujours” de Manoel de Oliveira. TOKYO GIANTS Nicolas Provost · Bélgica · 2013 · FIC · 23’

Última parte da trilogia “Plot Point”, filmada em Tóquio. O protagonista é o homem nas ruas cuja realidade se encontra algures no limite entre o sonho e o pesadelo.

Stereo Filme-Concerto ALEX PUDDU THE GOLDEN AGE OF DANISH PORNOGRAPHY Freddy Weiss · Dinamarca · 1970-74 · FIC · 62’

No início dos anos 1970, Freddy Weiss realizou uma série de filmes que, como muitos outros da florescente indústria do cinema pornográfico dinamarquês da época, ficaram esquecidos, até ao dia em que o multi-instrumentista e compositor Alex Puddu recebe uma encomenda para compor bandas sonoras para uma edição DVD de alguns dos filmes de Weiss. É este espetáculo que o Curtas Vila do Conde apresenta ao vivo numa aproximação mais jazzística e improvisada a um universo musical onde as principais referências são o funk, o easy listening e a library music.

MISTERIO Chema García Ibarra · Espanha · 2013 · FIC · 12’

OUTERBOROUGH Bill Morrison · EUA · 2005 · EXP · 9’

THE FILM OF HER Bill Morrison · EUA · 1996 · EXP · 12’

LIGHT IS CALLING

Dizem que, se colocar o ouvido na parte de trás do pescoço dele, consegue ouvir a Virgem a falar. Mãe, pai e filho. O trio encaminha-se para uma crise onde o entendimento é apenas um método para não ter de ouvir o outro.

André Marques · Portugal/Roménia · 2013 · FIC

Bill Morrison · EUA · 2004 · EXP · 8’

· 20’

THE MESMERIST

SHARAF

Dois irmãos que não se comunicam há anos encontram-se no funeral da sua mãe, onde têm de lidar com a sua família de luto, as suas obrigações enquanto filhos e os seus próprios sentimentos de perda.

Bill Morrison · EUA · 2003 · EXP · 16’

Hanna Heilborn, David Aronowitsch · Suécia ·

THE HIGHWATER TRILOGY Bill Morrison · EUA · 2006 · EXP · 31’

22:30 – Sala Um Competição Internacional 4

21:45 – Sala Dois

Duração da sessão: 71’

In Focus Bill Morrison

PANDAS

Duração da sessão: 76’

Matúš Vizár · Eslováquia/República Checa · 2013

Primeira sessão da retrospetiva dedicada ao cineasta experimental Bill Morrison com um conjunto de

00:00 – Sala Um

· ANI · 11’

O mundo evolui rapidamente e os humanos reclamam cada vez mais

THE GOLDEN AGE OF DANISH PORNOGRAPHY

2012 · ANI · 13’

Sharaf, de 17 anos, é um dos milhares de refugiados que chegaram à Gran Canaria nos últimos anos. Atravessam o oceano em pequenos barcos. Sharaf teve sorte, sobreviveu. Milhares morreram no Oceano Atlântico e no Mediterrâneo a tentar entrar na UE.

23:30 – Sala Dois Competição Internacional 8

Ver programa na pág. 9

ALEX PUDDU


Bertrand Mandico

Dominique Gonzalez-Foerster

Laila Pakalnina

Formado pela École de cinéma d’animation des Gobelins, Bertrand Mandico tem vários filmes – desde o início da sua carreira no final dos anos 90 – dedicados ao cinema de animação. Passou, depois, também para a imagem real, mas mantendo sempre um universo bastante particular, com atmosferas estranhas e quase surrealistas. Em 2011, depois de uma passagem pelo Festival de Cannes, venceu o Grande Prémio do Curtas Vila do Conde com o surpreendente “Boro in the Box”, a história de uma personagem que vive com uma caixa na cabeça e que é uma homenagem ao realizador Walerian Borowczyk. Na edição de 2013, o realizador apresenta, na competição internacional, o filme “Living Still Life”, uma investigação da forma como o cinema pode evitar a morte. Esta curta-metragem teve estreia mundial no último Festival de Veneza.

A artista Dominique Gonzalez-Foerster, nascida em Estrasburgo, França, é considerada um dos mais importantes nomes na cena da arte contemporânea mundial. Fez seu a sua aprendizagem na cidade de Grenoble, na École du Magasin - Centre National d’Art Contemporain. Em 2002, o Curtas Vila do Conde dedicou uma retrospetiva à autora, integrando as curtas-metragens “Riyo” (1999), “Central” (2001), “Plages” (2001), “Ann-Lee in anzen zone” (1999) e “Gold” (2000) e a apresentação ao vivo do projeto “Ipanema Théories”, um vídeo acompanhado pelo Dj Rainer Trüby, numa performance que marcou o encerramento do festival. Foerster regressa a Vila do Conde para a competição internacional onde apresentará “Belle Comme Le Jour”, corealizado com Tristan Bera, e que dialoga com as obras “Belle de jour”, de Luis Buñuel, e “Belle toujours”, de Manoel de Oliveira.

Documentarista da Letónia, Laila Pakalnina tem uma longa carreira com cerca de duas décadas e muitos documentários no currículo. Já esteve presente no Curtas em diferentes edições e venceu mesmo o Prémio de Melhor Documentário, em 1995, por “The Ferry”. Os seus filmes fazem uma análise subtil e demorada de ícones culturais da sua zona geográfica, como aconteceu no filme que o Curtas exibiu em 2011, “PA Rubika Celu”. Em 2013, o Festival apresenta o mais recente documentário da autora, “Snow Crazy”, na competição internacional. É uma análise irónica à indústria dos desportos de inverno na sua Letónia natal e um olhar atento à loucura inter-geracional que os letões têm com o esqui.

LIVING STILL LIFE

8

C

Belle Comme Le Jour

U

R

T

A

S

V

I

L

A

D

O

C

O

N

D

E

F

E

S

T

I

V

A

L

Snow Crazy

I

N

T

E

R

N

A

C

I

O

N

A

L

D

E

C

I

N

E

M

A

6

Quinta 11 11:00 – Sala Dois Panorama Europeu – Polónia Duração da sessão: 85’

WHAT HAPPENS WHEN CHILDREN DON’T EAT SOUP Paweł Prewencki · Polónia · 2011 · ANI · 8’

MERCY Eliza Subotowicz · Polónia · 2011 · FIC · 18’

FREESTYLE LIFE Adam Palenta · Polónia · 2012 · DOC · 10’

QUOD ERAT DEMONSTRANDUM Fabrice Aragno · Suíça · 2012 · DOC · 26’

Ao invés de apresentar um documentário tradicional, Aragno combinou um retrato do trabalho de Godard, incluindo algumas imagens do seu próximo filme, “Adieu au langage”. Colaborador desde 2002, Aragno não quis que o documentário fosse “sobre” Godard, mas sim “com” Godard. THE LAMENT Aydın Ketenag · Turquia · 2012 · FIC · 30’

FREESTYLE LIFE

Mutar, antigo combatente, está de volta à Guiné. Na bagagem traz estranhos objetos. Fatu, a filha, abre-lhe a mala na sua ausência. Pouco depois Idrissa encontra Mutar com a mão cheia de sangue. É então que Idrissa pega no tambor. O CORPO DE AFONSO João Pedro Rodrigues · Portugal · 2013 · FIC · 30’

Como seria o corpo do primeiro rei de Portugal, D. Afonso Henriques, figura tutelar, alvo de mitificações sucessivas no decurso da nossa História? AO LOBO DA MADRAGOA

Filme Homenagem ao Poeta Vimaranense António Lobo de Carvalho.

18:30 – Sala Dois

GAMBOZINOS

Aleksandra Terpinska · Polónia · 2012 · FIC · 19’

Competição Experimental 2

João Nicolau · Portugal/França · 2013 · FIC · 20’

Duração da sessão: 69’

A STUDY IN NATURAL MAGIC

In Focus Bill Morrison Masterclass

Depois da projeção de duas curtas-metragens do autor – “Who by Water” e “Porch” –, Bill Morrison irá conversar com o público presente sobre o seu método de trabalho: a pesquisa de material de arquivo, a utilização de película degradada e as consequências da apropriação da história do cinema para novas narrativas experimentais. É a segunda sessão da retrospetiva In Focus do cineasta.

Alemanha · 2012 · EXP · 7’

I AM MICRO Shai Heredia, Shumona Goel · Índia · 2012 · DOC · 14’

EXTERIOR EXTENDED Siegfried Fruhauf · Áustria · 2013 · EXP · 9’

G/R/E/A/S/E Antoni Pinent · Espanha/Suíça/Alemanha · 2013 · ANI · 22’

...BECAUSE SUPERGLUE IS FOREVER

GAMBOZINOS

Um rapaz de dez anos debate-se com as agruras da vida numa colónia de férias. Não é fácil ser ignorado pela menina dos seus olhos e ver a camarata vandalizada por rufias quase adolescentes. Felizmente, na floresta, os gambozinos teimam em não aparecer.

21:45 – Sala Dois

PORCH

Competição Nacional 2

Ver programa na pág. 5

Ver programa na pág. 7

O

2

0

1

3

21:00 – Sala Um Competição Nacional 3 Duração da sessão: 72’

João Viana · Portugal · 2013 · FIC · 13’

Competição Internacional 5 Duração da sessão: 68’

CUT Christoph Girardet, Matthias Müller · Alemanha · 2013 · EXP · 12’

TABATÔ

11:00 – Sala Dois

Maria Sigrist · Suíça · 2012 · FIC · 12’

Husson · França · 2013 · FIC · 51’

Carina Freire · Suíça · 2012 · DOC · 7’

Camille e G.J., um casal com perto de 30 anos, está a passar uma fase difícil na relação. Decidem tirar uns dias e vão para o Death Valley. Escusado será dizer que se trata de uma aventura a sério para pessoas da cidade como eles.

MILA

Duração da sessão: 89’

GIRL AND BOY ON THE ROCKS NÉS DERRIÈRE LES PIERRES

Kristina Wagenbauer · Suíça/Canadá · 2012 · FIC · 17’

TONS OF PASSION Corina Schwingruber Ilic · Suíça · 2011 · DOC · 12’

23:30 – Sala Dois

YOU CAN’T DO EVERYTHING AT ONCE, BUT YOU CAN LEAVE EVERYTHING AT ONCE

Competição Internacional 1

Marie-Elsa Sgualdo · Suíça · 2012 · FIC · 15’

Ver programa na pág. 5

COUP DE SOLEIL

00:00 – Sala Um

15:00 – Sala Dois

Stereo Filme-Concerto

STEREO – Performance

Durante muito tempo tido como desaparecido, tal como aliás a grande maioria dos filmes do período mudo de John Ford, “Bucking Broadway” é o sexto filme do lendário realizador americano. Foi restaurado e digitalizado em 2002, na sequência da sua descoberta pelos arquivos do CNC (Centro Francês de Cinematografia). Para esta nova apresentação, o Curtas Vila do Conde encomendou aos Zelig (constituída por elementos ex-Ornatos Violeta e Pluto) uma nova banda sonora original. Através de texturas experimentais e arranjos pouco convencionais a banda reinterpretará este western mudo, num espetáculo inédito para cinéfilos e melómanos.

22:30 – Sala Um

TABATÔ

O corpo como uma ferida que nunca cicatriza.

H

THOSE FOR WHOM IT’S ALWAYS COMPLICATED

BUCKING BROADWAY

Filmes Estaleiro

17:00 – Sala Um

L

Panorama Europeu – Suíça

John Ford · EUA · 1917 · FIC · 52’

20:00 – Sala Dois

Com André Guiomar, Pedro Caeiro, David Bonneville e André Marques.

U

Natalia Ducrey · Suíça · 2012 · FIC · 26’

ZELIG

Bill Morrison · EUA · 2007 · EXP · 18’

Encontro com Realizadores 3

J

Um aspirante a criminoso vê-se envolvido num esquema de resgate, mas acaba por raptar a rapariga errada.

Juan David González Monroy, Anja Dornieden ·

Johan Grimonprez · Bélgica · 2012 · EXP · 13’

16:00 – Lounge Curtas

Shane Atkinson · EUA · 2012 · FIC · 18’

THE HANDEYE (BONE GHOSTS)

WHO BY WATER

Bill Morrison · EUA · 2005 · EXP · 9’

4

Duração da sessão: 60’

Charlott Pryce · EUA · 2012 · EXP · 4’

15:00 – Sala Dois

PENNY DREADFUL

Pedro Bastos · Portugal · 2012 · EXP · 9’

ALL SOUL’S DAY

Bartek Ignaciuk · Polónia · 2012 · FIC · 30’

1

Sexta 12

Um filho, um pai, um amante... Este filme centra-se na luta de quatro pessoas que tentam religar-se com a vida após a morte de um jovem que desempenhava esses três papéis para cada uma destas pessoas.

THE HAMSTER

Competição Internacional 6 Duração da sessão: 80’

SUBCONSCIOUS PASSWORD Chris Landreth · Canadá · 2013 · ANI · 11’

Neste filme, o realizador Chris Landreth, vencedor de um Óscar, usa uma falha social banal - esquecer o nome de alguém - como ponto de partida para uma brincadeira desafiante no inconsciente. Inspirado no concurso clássico de televisão “Password”, o filme conta com uma série de convidados célebres em versão animada.

ZELIG

CÓPIA RESTAURADA PELOS ARCHIVES FRANÇAISES DU FILM DU CNC

ABERRATION OF LIGHT: DARK CHAMBER DISCLOSURE Sandra Gibson, Luis Recoder

Luis Recoder E Sandra Gibson

A dupla de artistas Sandra Gibson e Luis Recoder regressa ao Curtas Vila do Conde e à Solar – Galeria de Arte Cinemática. Ambos têm vindo a criar, na última década, performances e instalações que recorrem à mecânica e às propriedades óticas da projeção de cinema, de modo a forjar trabalhos de luz escultóricos e hipnóticos. Utilizando uma série de loops de película, cristais e gestos para dobrar, refletir e refratar o feixe de luz do projetor, os artistas transformam o espaço teatral da sala de cinema num encontro sensual e tridimensional. Esta performance complementa a exposição “Film” patente na Solar.


Jane & Louise Wilson

Johan Grimonprez

Chris Landreth

Irmãs e artistas com um longo trabalho em conjunto, Jane & Louise Wilson são nomes centrais da arte contemporânea britânica. Foram nomeadas, no final da década de 90, para o importante Turner Prize. Desde então, têm multiplicado exposições individuais e coletivas, sobretudo em museus, como o Museum of Modern Art ou a Tate Gallery, e várias galerias de arte. Em 2012, expuseram na Fundação Gulbenkian, em Lisboa. O seu trabalho é desenvolvido através de instalações onde a utilização do vídeo é central, e interessam-se por tópicos como o poder, a paranoia ou a vigilância. Pela primeira vez no festival, a dupla apresenta “The Toxic Camera”, na competição internacional, um filme que investiga o trabalho do realizador Vladimir Shevchenko e dos seus colaboradores em filmagens depois do acidente nuclear em Chernobil.

Artista belga radicado em Nova Iorque, Grimonprez é já um nome firmado na cena da arte contemporânea. Já expôs em museus como Whitney Museum, San Francisco Museum of Modern Art, Pinakothek der Moderne e Tate Modern. O seu trabalho está presente em numerosas coleções como Centre Georges Pompidou, the Kanazawa Art Museum (Japão), National Gallery (Berlim) e Louisiana Museum of Modern Art (Dinamarca). Grimonprez é atualmente professor da School of Visual Arts, em Nova Iorque. O artista esteve presente na exposição “Under Hitchcock”, na Solar, em 2007, com o seu famoso filme “Looking for Alfred”, onde jogava com as frequentes aparições do mestre do terror nos seus próprios filmes. Na edição de 2013, apresenta, na competição experimental, o seu mais recente trabalho: “...Because Superglue Is Forever”, onde duas raparigas recriam finais felizes famosos do cinema, refletindo sobre o estatuto das imagens no mundo contemporâneo.

Cineasta de animação americano, radicado no Canadá, Chris Landreth tem um longo percurso, desde os anos 90, na animação CGI. A sua obra-prima é “Ryan” – que venceu mesmo o Óscar de Melhor Animação em Curta-Metragem em 2004 – um filme sobre Ryan Larkin, um animador famoso dos anos 60 e 70 e que passara a ser um sem-abrigo, depois do abuso de álcool e cocaína. Com traços de surrealismo, as suas animações foram mesmo cunhadas pelo autor como “psicorrealismo”, onde a complexidade da mente humana é vista pelo olhar da animação. No Curtas 2013, o autor apresenta a sua mais recente curta-metragem, “Subconscious Password”, grande prémio na última edição do Festival de Animação de Annecy.

The Toxic Camera

C

U

R

...Because Superglue Is Forever

T

A

S

V

I

L

A

D

O

C

O

N

D

E

F

E

S

T

I

V

A

L

I

N

T

Subconscious Password

E

R

N

A

C

I

O

N

A

L

D

E

C

I

N

E

M

A

7

1

Encontro com Realizadores 4

Com João Viana, João Pedro Rodrigues, Pedro Bastos e João Nicolau.

17:00 – Sala Um Competição Internacional 7 Duração da sessão: 72’

J

U

L

H

O

2

0

1

2

9

Sábado 13

  Sexta 12

16:00 – Lounge Curtas

5

CORRENTE

11:00 – Sala Dois

Ico Costa · Portugal/França · 2013 · FIC · 12’

Curtinhas 3 (M6)

AEQUADOR Laura Huertas Millan · França/Colômbia · 2012

Ver programa na pág. 4

· FIC · 19’47’’

20:00 – Sala Dois

15:00 – Sala Dois

Competição Nacional 3

Panorama Nacional 3

Ver programa na pág. 8

EXPERIMENTAL JET SET Guimarães 2012 em Super 8

LETTER Sergei Loznitsa · Rússia · 2012 · DOC · 20’39’’

Uma aldeia remota no noroeste da Rússia. Uma velha casa de madeira aloja um manicómio. O lugar e os seus habitantes parecem não ter contacto com a civilização. Nesta paisagem virginal nenhum som reconhecivelmente humano é ouvido e a dor é silenciada. OUT OF FRAME

21:00 – Sala Um Competição Nacional 4 Duração da sessão: 68’

CAROSELLO Jorge Quintela · Portugal/Itália · 2013 · EXP · 7’

Uma volta de carrossel. VERSAILLES Carlos Conceição · Portugal · 2013 · FIC · 21’

Yorgos Zois · Grécia · 2012 · DOC · 11’

Os anúncios em outdoors foram recentemente proibidos na Grécia. Como consequência, existem centenas de placards em branco. Mas as imagens vazias são agora a mensagem. E nós estamos fora da imagem. MORE THAN TWO HOURS Ali Asgari · Irão · 2013 · FIC · 14’50’’

São três horas da madrugada, um rapaz e uma rapariga vagueiam pela cidade. Procuram um hospital que cure a rapariga, mas é bastante mais complicado do que pensavam. JUST ANCIENT LOOPS Bill Morrison · EUA · 2012 · ANI · 25’25’’

Diferentes visões do Céu através de digitalizações em alta resolução de películas antigas em nitrato combinadas com visualizações de CGI recém-criadas.

18:30 – Sala Dois Competição Experimental 3 Duração da sessão: 67’

SNAIL TRAIL Philipp Artus · Alemanha · 2012 · ANI · 3’

NOTES FOR A POLISH JEW Abraham Ravett · EUA · 2012 · EXP · 8’

FRIED FILM Pedro Ferreira · Polónia/Portugal · 2013 · EXP

VERSAILLES

Uma senhora numa cadeira de rodas e um adolescente chegam a uma cabana de praia onde, através de escassos momentos de lucidez, ela vai persuadi-lo a matá-la. LONGE DO ÉDEN

Masahiro Tsutani · Japão · 2012 · EXP · 07’50’’

Terceira e última sessão da retrospetiva In Focus Bill Morrison. “Decasia” é a obra-prima do cineasta e o cúmulo das suas investigações arqueológicas pelos arquivos cinematográficos. Errol Morris considerou mesmo que é “talvez o maior filme jamais feito”. Esta obra experimental combina imagens de arquivo estonteantes com uma sinfonia original composta por Michael Gordon. Utilizando materiais baseados em nitrato com extrema deterioração da emulsão, “Decasia” apresenta a luta do Homem para transcender a sua própria mortalidade enquanto a construção do seu mundo se desintegra perante os nossos olhos. As velhas imagens degradadas ganham, com este filme, uma aura nostálgica e fantasmática propondo novos significados numa luta perdida contra o tempo.

Carlos Amaral · Portugal · 2013 · FIC · 15’

Um sobrevivente viaja em busca de um último bastião de civilização. Lutando para sobreviver mas nunca perdendo esperança de que ainda exista algo do passado nostálgico que vive na sua memória…

22:30 – Sala Um

REI INÚTIL

Um guarda do Palácio de Buckingham que está escalonado para o quarto da Rainha Elizabeth leva os cães dela a passear. Enquanto o guarda está fora, um intruso invade o quarto para conversar com a monarca. O filme baseia-se no incidente de Michael Fagan em 1982.

Telmo Churro · Portugal · 2013 · FIC · 25’

Tiago é um aluno repetente, finalista do ensino secundário. Apesar de apelar ao divino, vai novamente chumbar o ano. Entre mentir à benevolente mãe e ceder à tentação de uma viagem com a namorada, Tiago vai ter de tomar decisões. Talvez Tiago não seja um caso perdido.

· 5’30’’

BETWEEN REGULARITY AND IRREGULARITY

LES RENCONTRES D’APRÈS MINUIT

Competição Internacional 8 Duração da sessão: 78’

WALKING THE DOGS Jeremy Brock · Reino Unido · 2012 · FIC · 27’14’’

ATLANTIC AVENUE Laure de Clermont · EUA · 2013 · FIC · 13’19’’

21:45 – Sala Dois In Focus Bill Morrison

CRYSTAL WORLD

DECASIA

Pia Borg · Reino Unido · 2013 · DOC · 11’

Bill Morrison · EUA · 2002 · EXP · 64’

Como uma jovem de 17 anos, inteligente e portadora de uma deficiência, encontra o amor através de um prostituto antissocial…

LE QUEPA SUR LA VILNI! Yann Le Quellec · França/Bélgica · 2013 · FIC · 37’

Hoje é o dia em que André sai da sua tranquila reforma. O presidente da câmara ordenou-lhe que liderasse um grupo de ciclistas, envergando cartazes publicitários pelas montanhas para atrair pessoas à abertura do cinema local. Mas a tarefa não será fácil.

23:30 – Sala Dois Competição Internacional 2

Ver programa na pág. 6

00:00 – Sala Um Da Curta à Longa LES RENCONTRES D’APRÈS MINUIT Yann Gonzalez · França · 2013 · FIC · 91’

O francês Yann Gonzalez é um cineasta com longo currículo no Curtas Vila do Conde: já foram exibidas todas as suas curtas-metragens, incluindo o premiado “By the Kiss” (que obteve no festival a nomeação para os European Film Awards). Em 2012, foi mesmo convidado para realizar um filme no contexto dos 20 Anos do Curtas, de que resultou “Land of My Dreams”. Nesta sessão, é projetada a primeira longa-metragem do autor, depois de ter sido exibida e muito bem recebida pela crítica, no último Festival de Cannes. O filme desenvolve-se numa atmosfera onírica, num apartamento retro-futurista onde, por volta da meia-noite, um jovem casal e o seu criado travesti se preparam para uma orgia. Os seus convidados serão A Prostituta, A Estrela, O Garanhão e o Jovem. Entre confidências do passado e histórias míticas, cada um revelará a sua verdadeira face.

EXPERIMENTAL JET SET

Terceira sessão do panorama nacional, com a projeção de pequenos filmes Super 8 encomendados a vários autores pela Guimarães 2012 – Capital Europeia da Cultura. Mais do que questionar qual o lugar para a experimentação em Super 8 num universo cada vez mais (e quase exclusivamente) digital, a pergunta que este desafio coloca é: o que resulta desta mesma experimentação, feita num formato cada vez menos massificado? A pergunta ganha redobrado interesse quando é colocada a um conjunto de autores cuja referida transversalidade artística – da literatura ao cinema ele mesmo, passando pela fotografia, pela música e pelas artes plásticas – garante um resultado profundamente plural. Com filmes de: André Cepeda, Paulo Furtado, Edgar Pêra, Rodrigo Areias, Eduardo Brito, Daniel Blaufuks, Pedro Bastos, Miguel Moreira, Ricardo Bastos Areias, Marcos Barbosa, Jorge Quintela, Maria Luis Neiva, Tânia Dinis, Valter Hugo Mãe e Carlos Lobo.

15:30 – Sala Um Curtinhas 4 (M3) Duração da sessão: 50’

YUM YUM YUMMY Gwendoline Gamboa · Bélgica · 2012 · ANI · 2’30’’

CALEB NO JARDIM Joshua Durst · EUA · 2012 · ANI · 4’13’’

FAZER UM ARCO-ÍRIS Ted Sieger, Wouter Dierickx · Suíça/China · 2013 · ANI · 5’

MUMA, A MÃE ELEFANTE Andriy Miskiv, Tina Tanashchuk · Ucrânia/EUA · 2013 · ANI · 8’43’’


Prémios

PRÉMIO DO PÚBLICO “MATEUS ROSÉ SPARKLING” Para o filme da Competição Internacional com a melhor média de votação atribuída pelos espectadores, no valor de 750 euros, patrocinado pela Sogrape / Mateus Rosé Sparkling

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL Grande Prémio “Cidade de Vila do Conde” Melhor filme em competição, no valor de 2.000 euros

0

C

U

R

T

A

S

V

I

L

A

D

O

C

O

COMPETIÇÃO NACIONAL MELHOR FILME Prémio BPI 2.000 euros, patrocinado pelo Banco BPI + Prémio Pixel Bunker 2.500 euros, em serviços, patrocinado pela Pixel Bunker Lda

COMPETIÇÃO CURTINHAS Prémio Mar Shopping Para o melhor filme da competição Curtinhas, eleito por um grupo de 15 crianças com idades entre os 6 e os 12 anos, no valor de 1.000€, patrocinado pelo Mar Shopping

VILA DO CONDE SHORT FILM NOMINEE FOR THE EUROPEAN FILM AWARDS Prémio para a melhor curtametragem europeia, que inclui a nomeação para os Prémios do Cinema Europeu, na categoria de curta-metragem, organizados anualmente pela European Film Academy

Prémios para o melhor filme de cada categoria a concurso: Animação, Documentário e Ficção

1

COMPETIÇÃO EXPERIMENTAL Prémio Experimental Para o melhor filme da competição de filmes experimentais

N

D

E

F

E

S

T

I

COMPETIÇÃO NACIONAL E INTERNACIONAL Prémio do Público “Mateus Rosé Sparkling” Para o filme da Competição Nacional com a melhor média de votação atribuída pelos espectadores, no valor de 750 euros, patrocinado pela Sogrape / Mateus Rosé Sparkling.

Os filmes da Competição Nacional também concorrem para os Prémios da Competição Internacional.

V

A

L

I

N

T

E

R

N

Priit Tender · Estónia · 2012 · ANI · 5’

O PASTOR E O SEU GRANDE REBANHO Will Rose · Reino Unido · 2012 · ANI · 7’12’’

Prémio Agência da Curta Metragem O filme premiado será agenciado pela Agência da Curta Metragem, garantindo a sua inscrição e respetivos custos, num circuito internacional de festivais de cinema.

Prémio Smiling 1.500 euros em serviços de aluguer de equipamento, patrocínio Smiling/ Nova Imagem Prémio Restart Vale em formação no valor de 500 euros na Restart Instituto de Criatividade, Artes e Novas Tecnologias

PRÉMIO CANAL + Aquisição dos direitos de exibição para o Canal + (França) para um filme exibido no Festival

A

C

I

O

N

A

L

D

E

C

I

N

E

M

A

6

1

4

J

U

L

H

O

2

0

1

3

Domingo 14

  Sábado 13

AS PINTAS VERDES DA MIRIAM

COMPETIÇÃO TAKE ONE! O melhor filme da competição Take One! terá os seguintes prémios:

estrelas. Hoje em dia apenas restam meia dúzia de equipas. São, talvez, os últimos da sua espécie. SOFT RAIN Dénes Nagy · Hungria/Bélgica · 2013 · FIC · 27’47’’

21:00 – Sala Um Sessão de Entrega de Prémios

Esta é uma das mais ansiadas sessões do Curtas Vila do Conde, onde os realizadores em competição saberão quais são os filmes premiados.

21:45 – Sala Dois Filmes Premiados 3 SUPERMAN, SPIDERMAN OR BATMAN

O PASTOR E O SEU GRANDE REBANHO

FLAPPER E OS SEUS AMIGOS Krzysztof Brzozowski, Jacek Lechtanski · Polónia/Suíça · 2012 · ANI · 10’

UMA CASA PARA O MEU MONSTRO Ludo Gavillet, Derya Kocaurlu, Lucas Hudson, Colin Jean-Saunier · França · 2012 · ANI · 7’38’’

SOFT RAIN

Numa aldeia no leste da Hungria, Dani, um adolescente que cresceu num orfanato, apaixona-se pela sua colega. Tenta, então, aproximar-se dela através de um comportamento obsceno e grotesco. Dani não percebe as regras deste jogo do amor, essa sabedoria nunca lhe foi ensinada.

16:00 – Lounge Curtas

SNOW CRAZY

Lançamento de Livro

Laila Pakalnina · Letónia · 2012 · DOC · 34’

A Capital Europeia da Cultura – Guimarães 2012 apresenta uma publicação que celebra a sua atividade como programador de ciclos temáticos e retrospetivas, mas também como produtor de inúmeros filmes de vários cineastas durante o último ano.

16:30 – Lounge Curtas Encontro com Realizadores 5

Com Jorge Quintela, Carlos Conceição, Telmo Churro e Carlos Amaral.

Qual será o local onde os letões podem “cantar no alto”, letra da sua popular canção? Talvez possamos afirmar que será no mesmo local onde estão a esquiar. A loucura pelo esqui é tão grande que pequenos montes são transformados em montanhas.

17:00 – Sala Dois Curtinhas 1 (Pais e Filhos)

Ver programa na pág. 4

18:30 – Sala Dois 17:00 – Sala Um Competição Internacional 9 Duração da sessão: 84’

REVERIE

Competição Experimental 4 Duração da sessão: 71’

SHOOT DON’T SHOOT William E. Jones · EUA · 2012 · EXP · 4’33’’

Valentin Gagarin, Shujun Wong, Robert Wincierz

RECONNAISSANCE

· Alemanha · 2012 · ANI · 12’28’’

Johann Lurf · Áustria/EUA · 2012 · EXP · 5’

Um cidadão comum a caminho do trabalho é arrancado da sua rotina quando testemunha um suicídio na linha férrea. O acontecimento persegue-o na sua imaginação e mistura-se rapidamente com a sua própria realidade de decadência social numa cascata de pesadelos surreais.

ENTRE TEMPS

STAYER

Ana Vaz · Brasil/França · 2012 · DOC · 11’06’’

MONTAÑA EN SOMBRA Lois Patiño · Espanha · 2012 · DOC · 14’

GHOST

22:30 – Sala Um Sessão Oficial de Encerramento Da Curta à Longa

Michaela Grill · Áustria/Canadá · 2012 · EXP · 22’

BEAST Attila Till · Hungria · 2011 · FIC · 20’

VILLA ANTROPOFF Kaspar Jancis, Vladimir Leschiov · Letónia/

Basil da Cunha · Suíça · 2013 · FIC · 95’

Estónia · 2012 · ANI · 13’

15:00 – Sala Dois

SILENT

Short Matters! 1

L. Rezan Yesilbas · Turquia · 2012 · FIC · 14’

Duração da sessão: 78’

ATÉ VER A LUZ

Descoberto para o público português no Curtas Vila do Conde, Basil da Cunha tem provado, nos últimos anos, ser um das promessas mais seguras do novíssimo cinema português. Em Vila do Conde, onde exibiu os três últimos trabalhos, foi duplamente premiado com “A Côté”(2010) e “Os Vivos Também Choram” (2012). Desde “Nuvem” (2011), que o cineasta trabalha no interior de bairros problemáticos nos subúrbios de Lisboa, construindo filmes de ficção que circulam entre o onirismo e a dura realidade quotidiana. “Até Ver a Luz” é a primeira longa-metragem de Basil e já passou pela Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes. Prolonga as obsessões das últimas duas curtas e conta a história de Sombra que, acabado de sair da prisão, volta à sua vida de dealer no bairro da Reboleira. Entre o dinheiro emprestado que não consegue recuperar e aquele que deve, uma iguana pouco comum, uma pequena vizinha sempre por perto e um chefe de gang que duvida da sua boa fé, Sombra começa a pensar que, de facto, mais valia ter ficado dentro.

Short Matters! é uma mostra de filmes da European Film Academy que apresenta as curtas-metragens nomeadas para os European Film Awards, em 2012, num conjunto de festivais de cinema dentro e fora da Europa. Entre eles estão festivais como Veneza, Berlim, Tampere, Locarno, Roterdão, Cork ou o Curtas Vila do Conde. Esta mostra está dividida em três sessões.

Pauline Gay · França · 2011 · FIC · 16’

SUPERMAN, SPIDERMAN OR BATMAN Tudor Giurgiu · Roménia · 2011 · FIC · 11’

TWO HEARTS Darren Thornton · Irlanda · 2011 · FIC · 17’

HOW TO PICK BERRIES

20:00 – Sala Dois

Short Matters! 3 Duração da sessão: 101’

MANHÃ DE SANTO ANTÓNIO João Pedro Rodrigues · Portugal · 2012 · FIC · 25’

BACK OF BEYOND Michael Lennox · Reino Unido · 2011 · FIC · 25’

OUT OF FRAME OBJECTION VI Rolando Colla · Suíça · 2011 · FIC · 17’

IN THE OPEN Albert Sackl · Áustria · 2011 · EXP · 23’

21:00 – Sala Um Filmes Premiados 2

Elina Talvensaari · Finlândia · 2010 · DOC · 19’

L’AMBASSADEUR ET MOI Jan Czarlewski · Suíça · 2011 · DOC · 15’

21:45 – Sala Dois Sessão Especial

15:30 – Sala Um Filmes Premiados Curtinhas

PASSION Brian De Palma · França · 2013 · FIC · 98’

Ver programa na pág. 4.

17:00 – Sala Um

23:30 – Sala Dois Filmes Premiados 2

20:00 – Sala Dois

Yorgos Zois · Grécia · 2012 · DOC · 11’

TOMORROW WILL BE GOOD

Filmes Premiados 3

Adrian Winkler · Suíça · 2012 · DOC · 9’

As corridas de bicicleta “Stayer” eram grandes eventos nos anos 80. Os ciclistas e os seus “marcadores de ritmo”, montados em grandes motos, eram

Filmes Premiados Curtinhas

ATÉ VER A LUZ

João Onofre · Portugal · 2012 · EXP · 14’04’’

FORÊT D’EXPÉRIMENTATION

11:00 – Sala Dois

18:30 – Sala Dois Short Matters! 2

Competição Nacional 4

00:00 – Sala Um

Duração da sessão: 77’

Ver programa na pág. 9

Filmes Premiados 1

VILAINE FILLE MAUVAIS GARÇON Justine Triet · França · 2011 · FIC · 30’

22:30 – Sala Um Filmes Premiados 1


COMPETIÇÕES DE CURTAS METRAGENS Nacional 17 filmes de produção recente em estreia nacional, animação, ficção e documentário, em 4 sessões com desdobramento.

2012 Julho

Internacional 34 filmes de todo o mundo (21 países representados) até 60 minutos, ficção, animação e documentário, em 9 sessões com desdobramento. Experimental 25 filmes de 16 países, em 4 sessões.

Sáb 06

FILMES ESTALEIRO Duas sessões com os 4 filmes produzidos pela Curtas Metragens CRL em estreia mundial. “FILM” Exposição na Solar, Galeria de Arte Cinemática.

Dom 07

IN FOCUS

STEREO

O autor em destaque no Festival é Bill Morrison.

4 filmes concerto, The Legendary Tigerman com Rita Redshoes, Vítor Rua, Alex Puddu, White Haus e Zelig.

DA CURTA À LONGA Longas-metragens de autores com uma ligação à história do Festival (Sergei Loznitsa, Antonin Peretjatko, Yann Gonzalez e Basil da Cunha).

Seg 08

TAKE ONE!

PANORAMA NACIONAL

Competição de filmes de escola, masterclasses, maratona de vídeo.

3 sessões, duas com curtas nacionais e a terceira com filmes Super 8 produzidos pela Guimarães 2012.

CURTINHAS Competição de curtas para crianças, oficinas para pais e filhos.

SHORT MATTERS! Seleção de curtasmetragens nomeadas para os European Film Awards em 2012.

Ter 09

Qua 10

PANORAMA EUROPEU Seleção de curtas de países europeus: Lituânia, Roménia, Eslováquia, Polónia, Suíça.

Qui 11

Sex 12

CLUBE DO FESTIVAL A partir da meia noite funcionará em vários espaços da cidade, de 6 a 13 de julho. Consulte a nossa programação online para estar a par das novidades.

Sáb 13

Dom 14

CURTINHAS 4 M/3

FILMES PREMIADOS CURTINHAS

Teatro Municipal Sala 1 15:30

CURTINHAS 1 PAIS E FILHOS

SESSÃO ESPECIAL: A HISTÓRIA DE UM ERRO, JOANA BARROS

17:00 21:00

ABERTURA DA CURTA À LONGA: IN THE FOG, SERGEI LOZNITSA

22:30 00:00

CURTINHAS 3 M/6

23:30 SESSÃO ESPECIAL ANTE ESTREIA PASSION, BRIAN DE PALMA

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 3

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 5

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 7

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 9

FILMES PREMIADOS 3

COMPETIÇÃO NACIONAL 1

COMPETIÇÃO NACIONAL 2

COMPETIÇÃO NACIONAL 3

COMPETIÇÃO NACIONAL 4

SESSÃO DE ENTREGA DE PRÉMIOS

FILMES PREMIADOS 2

FILMES PREMIADOS 1

FILMES ESTALEIRO A MÃE E O MAR, GONÇALO TOCHA

FILMES ESTALEIRO

22:45 DA CURTA À LONGA: LA FILLE DU 14 JUILLET, ANTONIN PERETJATKO

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 1

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 2

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 4

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 6

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 8

ENCERRAMENTO DA CURTA À LONGA: ATÉ VER A LUZ, BASIL DA CUNHA

STEREO: WHITE HAUS APRESENTA: WHITETRASH/WHITE HEAT

STEREO: PAULO ABREU: BARBA (VÍTOR RUA) / O FACÍNORA (RITA RED SHOES E THE LEGENDARY TIGER MAN)

STEREO: THE GOLDEN AGE OF DANISH PORNOGRAPHY (ALEX PUDDU)

STEREO: BUCKING BROADWAY, JOHN FORD (ZELIG)

DA CURTA À LONGA: LES RENCONTRES D’APRÈS MINUIT, YANN GONZALEZ

FILMES PREMIADOS 1

PANORAMA EUROPEU ROMÉNIA

PANORAMA EUROPEU ESLOVÁQUIA

PANORAMA EUROPEU POLÓNIA

PANORAMA EUROPEU SUÍÇA

CURTINHAS 3 M/6

FILMES PREMIADOS CURTINHAS

GEORGES SCHWIZGEBEL MASTERCLASS

IN FOCUS BILL MORRISON MASTERCLASS

STEREO: PERFORMANCE SANDRA GIBSON / LUIS RECODER ABERRATION OF LIGHT

PANORAMA NACIONAL 2: EXPERIMENTAL JET SET (GUIMARÃES 2012 EM SUPER 8)

SHORT MATTERS! 1

M/16

JOÃO PEDRO RODRIGUES E JOÃO RUI GUERRA DA MATA, ANDRÉ TENTÚGAL, HELVÉCIO MARINS JR. E FELIPE BRAGANÇA

M/18

M/16

Teatro Municipal Sala 2 11:00

CURTINHAS 4 M/3

15:00

MOSTRA TRABALHOS ESMAE 2012/2013

17:00

CURTINHAS 2 M/9

PANORAMA EUROPEU LITUÂNIA

MOSTRA TRABALHOS CATÓLICA 2012/2013

CURTINHAS 1 PAIS E FILHOS

18:30

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 5

TAKE ONE! COMPETIÇÃO 1

TAKE ONE! COMPETIÇÃO 2

COMPETIÇÃO EXPERIMENTAL 1

COMPETIÇÃO EXPERIMENTAL 2

COMPETIÇÃO EXPERIMENTAL 3

COMPETIÇÃO EXPERIMENTAL 4

SHORT MATTERS! 2

20:00

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 3

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 6

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 4

COMPETIÇÃO NACIONAL 1

COMPETIÇÃO NACIONAL 2

COMPETIÇÃO NACIONAL 3

COMPETIÇÃO NACIONAL 4

SHORT MATTERS! 3

21:45

PANORAMA NACIONAL 1

PANORAMA NACIONAL 2

FILMES ESTALEIRO A MÃE E O MAR, GONÇALO TOCHA

IN FOCUS BILL MORRISON CURTAS

FILMES ESTALEIRO

IN FOCUS BILL MORRISON DECASIA

FILMES PREMIADOS 3

SESSÃO ESPECIAL PASSION, BRIAN DE PALMA

23:30

TAKE ONE! FILMES VIDEO RUN

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 7

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 9

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 8

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 1

COMPETIÇÃO INTERNACIONAL 2

FILMES PREMIADOS 2

JOÃO PEDRO RODRIGUES E JOÃO RUI GUERRA DA MATA, ANDRÉ TENTÚGAL, HELVÉCIO MARINS JR. E FELIPE BRAGANÇA

M/16

TODAS AS SESSÕES PARA M/ 12 ANOS, EXCEPTO QUANDO INDICADO

Solar, Galeria de Arte Cinemática 14:00–24:00

FILM: EXPOSIÇÃO

Teatro Municipal de Vila do Conde 11:00–24:00

FILM: EXPOSIÇÃO

A partir da Meia­‑Noite

FUSÃO RESTAURANTE LOUNGE BAR 19:00 APERITIVO DE BOAS VINDAS 23:00 INTERNAL AFFAIRS POR MOJO HANNAH E NUNO DI ROSSO

23:30 CACAU SEÑOR ORFILA - THE GROOVY SOUNDS OF THE 60'S

23:30 CACAU STAFF NIGHT

23:30 CACAU 23:30 RIO LANÇAMENTO DO DISCO JAZZ STEW POR DA B.S.O “O FACÍNORA” / BONGO TONTO! BANDO Á PARTE SOUND SYSYTEM FEAT. RITA REDSHOES &THE LEGENDARY TIGER MAN

23:30 CAFÉ DO PARQUE FESTA DE LANÇAMENTO DO DVD TERRATREME / SENHOR COMENDADOR E A SUA SOBRINHA

23:30 CAFÉ DO PARQUE 23:30 CAFÉ DO PARQUE OS SETE MAGNÍFICOS LOS CIGANITOS POR NUNO PINTO & SÉRGIO GOMES

Profile for Curtas Vila do Conde

Jornal Curtas Vila do Conde 2013  

Programação dia-a-dia e destaques do 21º Curtas Vila do Conde.

Jornal Curtas Vila do Conde 2013  

Programação dia-a-dia e destaques do 21º Curtas Vila do Conde.

Advertisement