Issuu on Google+

Medicina Nuclear no Séc. XXI: Essencial nos Cuidados ao Doente

MEDICINA NUCLEAR

Os Átomos ao Serviço da Saúde

...mas afinal… o que é a Medicina Nuclear? Neurologia:

Pneumologia:

Tromboses Cerebrais Doença de Alzheimer Demências Diversas Localização de Focos Epilépticos Enfartes Cerebrais Determinação de Morte Cerebral

Diagnóstico de Embolia Pulmonar Quantificação da Ventilação Pulmonar Quantificação da Perfusão Pulmonar Detecção da Rejeição de Transplantes Avaliação de Danos (Queimados)

Outras: Oncologia: Localização de Processos Tumorais Caracterização do Estadiamento Localização de Metástases Avaliação da Resposta Terapêutica Tratamentos Paliativo (Dor Óssea)

Ortopedia: Identificação de Traumatismos Ósseos Diagnóstico de Osteomielite Diagnóstico de Artrite Reumatóide Diagnóstico de Reumatismo Orientação de Biópsias Diagnóstico de Tumores Ósseos Diagnóstico de Enfartes/Quistos Ósseos Diagnóstico de Neuroalgodistrofias Detecção de Locais de Infecção

Urologia: Detecção de Obstrução (T. Urinário) Avaliação de Hipertensão Renovascular Avaliação da Função Renal Diferencial Detecção de Rejeição de Transplantes Detecção de Pielonefrites Detecção de Cicatrizes Renais

Diagnóstico de Hipertiroidismo Tratamento de Hipertiroidismo Detecção/Avaliação de Colecistite Disfunções do Tracto Biliar Detecção de Torção Testicular Detecção de Focos de Infecção Diagnóstico em Hematologia Tratamento em Hematologia Detecção do Gânglio Sentinela Pesquisa de Refluxo Gastro-Esofágico Pesquisa de Refluxo Vesico-Ureteral

...e muito mais!

Não existe praticamente nenhum Órgão ou Sistema a que a Medicina Nuclear não tenha acesso!

Cardiologia: Avaliação de Doença Arterial Coronária Avaliação da Eficácia de By-pass Detecção da Rejeição de Transplantes Selecção de Doentes para Angioplastia Avaliação da Cardiotoxicidade Detecção e Quantificação de Shunts Curso de Medicina Nuclear


Assim sendo… Medicina Nuclear…..

...e como funciona? Informações

Medicina Nuclear

...o que é?

Funcionais

Na Medicina Nuclear, Trata-se de uma Especialidade Clínica autónoma que:

• Pequenas

doses

de

material

(radiofármacos), de uma forma isolada ou ligadas a de

moléculas específicas, “viajam” para a área do corpo

produtos radioactivos, através de

que se pretende avaliar, evidenciando propriedades

técnicas seguras, indolores e

fisiológicas do(s) órgão(s) ou sistema(s) em estudo;

• Utiliza

pequenas

radioactivo

doses

Raios X, TC, RMN, Ecografia

Anatómicas

eficazes para adquirir imagens

Na prática… como se

e/ou obter informação funcional

realiza um exame

acerca de processos metabólicos; • Fornece informação única sobre

• O radiofármaco é detectado por uma câmara

sintonia com um computador adequado permite a

diferentes órgãos e sistemas do

obtenção de imagens/informações de elevado

estrutura

e

função

corpo humano; • Evita,

conteúdo funcional da região em estudo.

muito frequentemente,

cirurgias ou testes de diagnóstico muito mais dispendiosos e/ou invasivos; • Permite

diagnósticos

mais

precisos e precoces, identificando a doença, muito antes desta ser

detectável

por

modalidades diagnósticas.

outras

de Medicina Nuclear?

especial (Câmara Gama, SPECT ou PET), que em

dos

a

Informações

Todos os estudos em Medicina Nuclear são seguros, indolores e SEM quaisquer reacções adversas! Procedimento Geral: 1. Administra-se um radiofármaco (normalmente por injecção endovenosa); 2. O radiofármaco dirige-se (ou é transportado) para o órgão ou tecido objecto do estudo; 3. A câmara detectora adquire a informação funcional, que, após o devido processamento, será convertida em imagens/informações funcionais, em tempo real.


Folheto Especialidade Medicina Nuclear