__MAIN_TEXT__

Page 1

Ensaios Mundos PossĂ­veis

{

treino AngĂŠlica Freitas

1


ANGÉLICA FREITAS dois poemas a partir de duas fotos de luigi ghirri

1. o parque dos justos (con un guiño para borges) a mãe tenta fazer o filho comer mas ele olha para o lado, para a menina que vai até a lixeira jogar os restos do seu sanduíche. muito perto deles dois jovens conversam, sobre empregos? carreiras na área de filosofia? e nem notam o homem engravatado com sua pasta que fugiu do escritório e tenta captar o olhar da mulher loira - só ela percebe o fotógrafo. nesta foto vemos ainda um rapaz encurvado que desenha as árvores à sua frente alheio a tudo, numa paz surpreendente. todas, todos, vão precisar salvar o mundo.

2. treinamento a mãe decidiu lavar todas as fronhas da casa as que estavam em uso depois do funeral do pai de família. estendeu-as no varal, uma ao lado da outra e fez um furo retangular na fronha do pai para que por ali saísse o resto dos seus sonhos. “estas são as nossas fronhas”, disse aos filhos “sobre elas pousamos nossa fronte à noite 2


representam a prestação do descanso. quero que as olhem bem e que não mais durmam do mesmo jeito e, ao acordar, recordem que isto é um treino.” a prole passou o dia a contemplar as fronhas até descer o sereno, e recolheu-as.

3


ANGÉLICA FREITAS minimundo não são engenheiros nem arquitetos os donos do parque em miniatura cursaram economia em alguma escola superior em suas cidades cuidam da grana, chamaram gente para riscar ruas e paisagem erguer casas e prédios, abrir um rio e pôr um moinho que gira sua água cristalina. parece muito outro país, o trem que circula suave na encosta da montanha, entre vacas tem antepassados nos alpes. interior do brasil, anos oitenta calor brutal, crianças sujas de picolé de uva admiram esta cidade que foi feita para elas. há muitas árvores e um parque com tobogãs e grandes piscinas ao que parece, públicas. as crianças querem meter as mãos meladas n’água mas as mães não deixam. se comparam esta urbe com a sua, preferem a de brinquedo. quando crescerem, vão desenhar as suas próprias aldeias não tanto a partir de uma ideia de felicidade ou beleza, mas do lucro que terão no empreendimento.

4


imagine para construir uma casa é preciso desenhá-la quarto, sala, banheiro imaginá-la primeiro para fabricar este lápis foi preciso projeto para a cadeira onde sento linhas no papel e madeira as roupas que nos vestem necessitaram de traço os grãos que hoje comemos sulcos na terra, espaçados para mudar o mundo é preciso imaginá-lo (foi o que john e yoko naquela canção nos disseram e não, não é fácil se você tenta fazê-lo com a cabeça cheia de escombros já temos imagens suficientes da destruição do nosso tempo) portanto: novas visões enxergar o mundo em detalhes da maneira como o queremos: imaginá-lo primeiro

5


ANGÉLICA FREITAS futurologia 1 (poema com o auxílio do google)

o futuro é o começo. o futuro é agro. o futuro é preto. o futuro é agora o futuro é maior que o passado. o futuro é para sempre o futuro é feminino – e isso é uma (boa) aposta o futuro é digital. o futuro é feito de acontecimentos que não existem o futuro é sombrio. visualizações: 212. o futuro é agora? pois o futuro é amanhã o futuro é nosso. o futuro é muito mais rápido do que pensamos. o futuro é um espaço cheio de possibilidades para mim. o futuro é nano. o futuro é um labirinto para quem não sabe o que quer. o futuro é verde. o futuro é estável. o futuro é das chics [livro eletrônico]. o futuro é analógico. o futuro é para poucos o futuro é uma possibilidade infinita. o futuro é sempre incerto o futuro é incrível? o futuro é SUVisticado. o futuro é coletivo. estadão conteúdo. o futuro é já. o futuro... é já hoje. o futuro é já amanhã. se não atrapalharem, o futuro é depois de amanhã. o futuro é híbrido. o futuro é smart. o futuro é diverso. o presente também. o futuro é tão difícil de adivinhar como o passado. o futuro é dos loucos. o futuro é agora e está batendo na sua porta. o futuro é incerto, mas com certeza haverá delivery. o futuro é transumano? o futuro é ancestral. o futuro é logo ali. o futuro é longe. o futuro é feito por você. o futuro é para sempre, o futuro é incerto. e o agora? o futuro é nosso. o futuro é aquilo que está para vir e para acontecer. o futuro é parte das possibilidades que terei no futuro. o futuro é uma jornada, não um teletransporte. o futuro é com laia, morais e arnaudov. 6


o futuro é agora e já faz parte do nosso cotidiano. o futuro é de deus. o futuro é dos pirralhos. o futuro é elétrico. o futuro é emergente. o futuro é inovar. o futuro é ruim. o futuro é sobre nós mesmos, o futuro é hoje e todos os dias. o futuro é radical, no aspecto ambiental e no político. o futuro é o passado. o futuro é dos desenvolvedores. o futuro é a personalização. o futuro é o nosso presente. o futuro é aquilo que a gente ousa. o futuro é para ontem! o futuro é biodigital. o futuro é melhor do que você imagina. o futuro é fluido, não congelado. o futuro é livre. o futuro é dos carros híbridos. o futuro é mais brilhante. o futuro é mesmo a fibra óptica. o futuro é bastante…dinheiro & trabalho. o futuro é ir para são paulo. o futuro é programável. o futuro é imprevisível.

7


ANGÉLICA FREITAS futurologia 2 o que o futuro e um poema tem em comum? o que o futuro e uma árvore tem em comum? o que o futuro e uma maçã tem em comum? o que o futuro e um lápis tem em comum? o que o futuro e um relógio tem em comum? o que o futuro e um dente tem em comum? o que o futuro e uma telha tem em comum? o que o futuro e um estojo tem em comum? o que o futuro e uma lâmpada tem em comum? o que o futuro e uma mulher tem em comum? o que o futuro e um calçado tem em comum? o que o futuro e um gato tem em comum? o que o futuro e uma régua tem em comum? o que o futuro e um cantor tem em comum? o que o futuro e uma ponte tem em comum? o que o futuro e uma casa tem em comum? o que o futuro e uma família tem em comum? o que o futuro e um arco-íris tem em comum? o que o futuro e um par de botas tem em comum? o que o futuro e um ar-condicionado tem em comum? o que o futuro e uma panela tem em comum? o que o futuro e um dia de sol tem em comum? o que o futuro e um carro tem em comum? o que o futuro e uma viagem tem em comum? o que o futuro e uma fonte de calor tem em comum? o que o futuro e um parque de diversões tem em comum? o que o futuro e um show tem em comum? o que o futuro e um templo tem em comum? o que o futuro e um corpo humano tem em comum? o que o futuro e uma rua tem em comum? o que o futuro e uma porta tem em comum? o que o futuro e um computador tem em comum? o que o futuro e um prato de comida tem em comum? o que o futuro e um trem tem em comum? o que o futuro e um avião tem em comum? o que o futuro e um supermercado tem em comum? o que o futuro e um campo de futebol tem em comum? 8


o que o futuro e um guarda-chuva tem em comum? o que o futuro e um armário tem em comum? o que o futuro e uma escova de dentes tem em comum? o que o futuro e uma dieta tem em comum? o que o futuro e uma escola tem em comum? o que o futuro e uma grávida tem em comum? o que o futuro e um pedreiro tem em comum? o que o futuro e um gari tem em comum? o que o futuro e um cachorro tem em comum? o que o futuro e um balde de tinta tem em comum? o que o futuro e um mapa tem em comum? o que o futuro e uma bússola tem em comum? o que o futuro e um bigode tem em comum? o que o futuro e um sofá tem em comum? o que o futuro e uma mesa tem em comum? o que o futuro e um picasso tem em comum? o que o futuro e uma antena tem em comum? o que o futuro e uma roda tem em comum? o que o futuro e uma bicicleta tem em comum?

9


ANGÉLICA FREITAS Publicado em 15 de setembro de 2020 – Ensaios Mundos Possíveis Angélica Freitas é uma poeta e tradutora brasileira. É autora dos livros Rilke Shake (vencedor do Best Translated Book Award, nos Estados Unidos, em 2016) e Um útero é do tamanho de um punho (Prêmio APCA de poesia em 2012), bem como da graphic novel Guadalupe, em colaboração com o artista visual Odyr. Seus poemas apareceram em revistas como Poetry (EUA), Modern Poetry in Translation (Reino Unido), Granta (Reino Unido) e The White Review (França), e sua obra já foi publicada em Portugal, Alemanha, Espanha, Argentina e Estados Unidos. Em 2010, recebeu a Bolsa Petrobrás de criação literária com o projeto para a escrita de Um útero é do tamanho de um punho, e, em 2011, a Jean-Jacques Rousseau Fellowship, da Academia Schloss Solitude (Stuttgart, Alemanha) para a escrita de uma performance poética (“Canções de Atormentar”, realizada com a cantora Juliana Perdigão). Este texto foi escrito exclusivamente para o 52º Festival de Inverno.

Para citar este conteúdo: FREITAS, Angélica. treino. In: FESTIVAL DE INVERNO DA UFMG, 52º, 2020, Belo Horizonte. Ensaios Mundos Possíveis. Belo Horizonte: DAC/UFMG, 2020. Disponível em: <https://issuu.com/culturaufmg>. Equipe curatorial do 52° Festival de Inverno da UFMG: Diomira Faria, Fabrício Fernandino, Fernando Mencarelli, Fernando Rocha, Mônica Ribeiro e Verona Segantini.

10

Profile for Cultura UFMG

treino  

"treino" é uma coletânea de poemas escritos por Angélica Freitas para o 52º Festival de Inverno UFMG, realizado em setembro de 2020. Para ci...

treino  

"treino" é uma coletânea de poemas escritos por Angélica Freitas para o 52º Festival de Inverno UFMG, realizado em setembro de 2020. Para ci...

Advertisement