Page 79

Memória e representação do jornalismo brasileiro: o caso do selo postal

Selos para jornais A relação entre jornais e selos, apesar da aparente dissociação, não é apenas evidente por meio das emissões que remetem à “themata” imprensa (selos com estampas de jornalistas e veículos de comunicação, como veremos adiante), mas remonta à própria origem do selo postal. Antes da emissão do primeiro selo postal adesivo (chamado de “Penny Black”), na Inglaterra, em 1840, alguns tipos especiais de selos eram utilizados sobre vários impressos tanto pelos impérios, quanto pelas suas colônias, desde o século XVIII. Por exemplo: a partir da “Lei do Selo” (British Act), de 1765, foi imposto pelo parlamento do império britânico o Ato Normativo a partir do qual todos os documentos em circulação na colônia americana deveriam receber selos oriundos da metrópole para custear a sua circulação2. Exatamente, onze anos depois da emissão do primeiro selo postal adesivo, em janeiro de 1851, o governo imperial austríaco emitiu o primeiro selo postal utilizado sobre jornais e periódicos diversos (revistas, panfletos, folhetos etc), de que se tem registro com a “finalidade específica de portear3 jornais e periódicos” (MACHADO; QUEIROZ, 1994, p. 171). Impresso sem denteação, na cor azul e com valor facial de 0,6 Kreuzer (centavos), ilustra a imagem mitológica do deus olímpico da segunda geração, filho de Zeus com Maia, Hermes (para os gregos) ou Mercúrio (para os romanos). Os selos para jornais e periódicos foram utilizados por diversos países, durante o século XIX, para custear, de forma mais econômica que o porte de cartas, a circulação de jornais e demais tipos de periódicos. Em quase todos os países, foram inutilizados no decorrer do século XX, visto que os serviços de correios faziam acordos de transportes comerciais em grande escala diretamente com os editores.

2. Para alguns historiadores, a Lei do Selo foi um dos motivos que, articulado com outras razões, deu início ao movimento da Revolução Americana de 1775. 3. O mesmo que franquear. Palavra utilizada no campo das atividades postais que significa “pagar o porte da carta e demais remessas” (MACHADO; QUEIROZ, 1994, p. 90).

Figura 1 – Mercúrio Azul (Blue Mercury), primeiro selo postal adesivo emitido para portear jornais e periódicos, em janeiro de 1851, pelo império austríaco. Fonte: KLUG (2003).

79

Revista Postais 02 - 2014  

A Revista do Museu Correios Dossiê - Arte Postal Artigos de Adriana Santana, Almerinda da Silva Lopes, Altemar Henrique de Oliveira, Antonio...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you