Page 270

Romulo Valle Salvino

12. Sobre a Slow Art e o Slow Movement e seu principal nome (o pintor e ativista Tim Slowinski) há pelo menos algumas milhares de páginas na internet.

por ele inscritos nas folhas de papel estão ainda por chegar. Não se trata, no caso, de fazer das cartas ainda em trânsito um intrumento de engano. Trata-se, sim, de uma maneira de romper os limites do tempo, justamente porque se reconhece a sua existência. Se a Arte Correio surgiu, entre outros motivos, de um sentimento de urgência, nos dias atuais, em que o mundo é cada vez mais marcado pela pressa, talvez fosse o caso de transformá-la em uma espécie de slow art, não necessariamente ligada aos aspectos mais utópicos do movimento de Tim Slowinski, mas certamente de acordo com alguns de seus pressupostos críticos12. É preciso reconhecer que a Arte Correio, profundamente ancorada no mundo da matéria, trabalha numa dimensão temporal diferente das artes telemáticas, da web art, da email-art, ou quaisquer outras designações para os experimentos artísticos em meios de comunicação eletrônicos. Não contra a rapidez, mas ao lado dela, a plenitude do tempo, da espera, os efeitos da defasagem. Essas não são prescrições ou sugestões. Ter artistas que usem criativamente os serviços postais não é certamente o que um executivo chamaria de uma oportunidade de negócios para os Correios, um meio cujas operações medem-se diariamente em milhões de itens trasnportados. Mas, provavelmente, é um modo instigante de fazer arte, ao lado de outros tão instigantes quanto, ou que muitas vezes já vão se transformando também em paradigmas, em cultura, ainda que residual. Referências Bibliográficas AMARAL, Aracy A. Arte e meio artístico: entre a feijoada e o x-burguer. Artigos e ensaios (19611981). 2. ed. São Paulo: Editora 34, 2013. ARTE Conceitual e conceitualismos – anos 70 no acervo do MAC USP. São Paulo: Museu de Arte Contemporânea, 2000. Catálogo da exposição de mesmo nome.

270

Revista Postais 02 - 2014  

A Revista do Museu Correios Dossiê - Arte Postal Artigos de Adriana Santana, Almerinda da Silva Lopes, Altemar Henrique de Oliveira, Antonio...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you