Page 248

Romulo Valle Salvino

Projetos híbridos em que, por exemplo, uma perfomance resultava em um conjunto de fotos, articuladas precariamente em um álbum a circular pelos correios podem ilustrar as possibilidades de misturas de linguagens e suportes que faziam parte de um momento altamente criativo e contestador. De acordo com Fabiane Pianowski (s.d.) As regras que, de alguma forma, delimitam a Arte Postal foram sendo criadas no transcurso de seu desenvolvimento, sabe-se, então, que: as obras não são comercializadas; não existem jurados de admissão; não há devolução de obras; não há censura; há total liberdade de meios e suportes, incluindo a liberdade de meio e formas e de correntes expressivas e de gêneros. Todas as obras recebidas são expostas, e todos os participantes recebem a documentação respectiva gratuitamente. Na verdade, como afirma Bleus (op.cit.), “a Arte Postal é um intercâmbio internacional de arte, idéias e amizade, um instrumento humano de comunicação”. Pode ser considerada como uma tendência não-competitiva: não há prêmios; igualadora: consagrados artistas postais expõem junto com anônimos; anticonsumista: nãovendável. Caracteriza-se, portanto, como uma forma alternativa de arte, sem submissão ao “mercado da arte” e sem fronteiras.

José Luis Campal caracterizava assim a Arte Correio, em comunicação apresentada no IV Encontro Internacional de Editores Independentes, em 1997: A Mail-Art não é nenhuma escola ou conjunto de técnicas reguladas ortodoxamente; nem supõe corrente, tendência, disciplina ou moda alguma. A Mail-Art é simplesmente um suporte não mediatizado por esquemas pré-determinados; um suporte ilimitado e não adstrito a nenhuma arte em especial, que não se sente mais devedor de umas que de outras. (CAMPAL, 1997).

248

O correio oferecia-se, de acordo com essa concepção, como um suporte multifacetado pelo qual podiam circular cartões, objetos tridimensionais, fitas cassetes, livros, enfim, obras elaboradas em todos os tipos de materiais, não só por artistas plásticos, mas também por poetas, músicos, performers, videomakers e criadores das mais diversas linguagens.

Revista Postais 02 - 2014  

A Revista do Museu Correios Dossiê - Arte Postal Artigos de Adriana Santana, Almerinda da Silva Lopes, Altemar Henrique de Oliveira, Antonio...

Revista Postais 02 - 2014  

A Revista do Museu Correios Dossiê - Arte Postal Artigos de Adriana Santana, Almerinda da Silva Lopes, Altemar Henrique de Oliveira, Antonio...

Advertisement