Page 239

A Contribuição do capixaba Albert Harrigan à Arte Postal

solicitação que os mesmo interferissem sobre ela e a remetessem a seguir àquela Bienal. Vários artistas, entre eles Paulo Bruscky, Vagner Beloni, Luís Guardia iriam respeitar a vontade do colega, interferindo e postando a imagem recebida no correio – encaminhando-a a seguir à Bienal. Assim, essa mesma imagem postal com o endereçamento anotado no verso, além dos envelopes contendo diferentes interferências e anotações dirigidas a Zanini, seriam apresentados lado a lado no evento e permanecem nesse acervo como sendo de autoria daqueles que postaram a imagem à Bienal. O trabalho original pôde ser identificado pela pesquisadora, tanto por conhecer essa obra de autoria - que é na verdade um autorretrato fotográfico do próprio de Harrigan em seu ateliê -, quanto por saber que o mesmo identificava os trabalhos postados e imagens que produzia carimbando seu nome e uma espécie de código ou dístico “nhoc”. No entanto, essa mesma e única imagem foi exposta na Bienal como sendo de diferentes autorias, e encontra-se catalogada na coleção do Centro Cultural São Paulo da mesma maneira. Por outro lado, isso não deixaria de levantar um sentido dúbio, que parece ter sido proposital ao artista: remete à despersonalização ou à falta de identidade e de liberdade, numa época em que todos os indivíduos viam-se obrigados a seguir uma mesma e única determinação. As vozes dissidentes eram perseguidas, caladas e torturadas, seja por divergência política ou sexual4. Por outro lado, também atestava que os artistas postais menosprezavam os tradicionais conceitos de autoria, originalidade, hierarquia, individualidade, qualidade e unidade formal e estética. A intenção era obter a máxima eficácia na comunicação, para que a mensagem enviada através de imagens, frases ou textos fosse entendida e cumprisse seu papel sociopolítico, ao denunciar as mazelas sociais, protestar contra a repressão política e “[...] denunciar a ameaça eminente de catástrofe [...]”, seja como processo enunciador de uma reflexão individual ou coletiva sobre “ [...] os problemas da própria Arte contemporânea [...] “ (PLAZA, 1981, p. 8) . Ao se comunicar através de imagens fotográficas, desenhos, palavras e mensagens com interlocutores de diferentes localidades, Harrigan e outros artistas postais de sua

Alberto Harrigan, Sem Título (1981). Cartão postal de fotografia do artista com Interferência de Vagner Beloni. Participou da XVI Bienal Internacional de São Paulo Acervo - Coleção Arte da Cidade, Centro Cultural SP.

239

Revista Postais 02 - 2014  

A Revista do Museu Correios Dossiê - Arte Postal Artigos de Adriana Santana, Almerinda da Silva Lopes, Altemar Henrique de Oliveira, Antonio...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you