Page 235

A Contribuição do capixaba Albert Harrigan à Arte Postal

Em momentos intermitentes ou simultaneamente à elaboração de desenhos crayon ou nanquim de animais marinhos sintéticos e muitas vezes metamorfoseados com seres humanos, Harrigan produziu pinturas a óleo e colagens em que dá destaque à anatomia e aos movimentos do corpo humano. Se no último caso recorria a figuras sacras, como anjos ou santos católicos, tanto umas quanto outras composições evidenciavam uma conotação fálica. Foi nos desenhos de crustáceos que o artista se deteve, na busca persistente por determinada forma, elaborando-a e reordenando-a exaustivamente, com pouca diferenciação entre elas, reafirmando assim a singularidade de seu laboratório criativo e experimental. Mas é também nelas que se revela maior liberdade e espontaneidade da mão, deixando prevalecer a vontade formadora. É o que se constata, por exemplo, na emblemática série de Puãs, na qual deu destaque à patola ou pata preensora do caranguejo, em posição de ataque (ou de defesa?). Se em alguns desenhos o crustáceo assume um detalhamento preciso, naqueles em que estabelece a fusão homem/bicho, a pata/pinça do caranguejo pode assumir a configuração de um par de pernas, braços, mão, boca, falo. Nessa e em outras séries, faz referência ao caranguejo, tributo à memória dos antigos manguezais do bairro de Santo Antônio (Vitória), onde o jovem nasceu, cresceu e passou parte de sua vida. Esses desenhos - a maioria deles em bico de pena – marcaram presença nas exposições realizadas por Harrigan, e foram desdobrados, ressignificados e impressos em outros processos e suportes, inclusive em cartões postais, que eram trocados com outros artistas, ou enviados com a solicitação que os destinatários de diferentes regiões interferissem e os enviassem a outros artistas ou a instituições. Embora a maior parte dos trabalhos não recebesse títulos, em algumas séries de obras, Harrigan evocava, curiosamente, personagens históricos, como em “A intimidade de Napoleão”, denominação atribuída à coletiva de onze desenhistas brasileiros, na Galeria Homero Massena (Vitória), que teve a curadoria do artista (1982). 235

Revista Postais 02 - 2014  

A Revista do Museu Correios Dossiê - Arte Postal Artigos de Adriana Santana, Almerinda da Silva Lopes, Altemar Henrique de Oliveira, Antonio...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you