Page 226

Almerinda da Silva Lopes

nada convencionais ou inusitadas. E embora dialogassem, de diferentes maneiras, com as tendências internacionais, procurariam aclimatar as respectivas linguagens à própria realidade, criticando-a e ironizando-a, na maioria das vezes de maneira subterrânea, transformando o fazer artístico em ato político. Assim, no momento político em que todas as formas de comunicação interpessoal foram interrompidas, a Arte Postal, Arte Correio, Arte a Domicílio ou Mail Art, se inseria como processo underground e democrático de comunicação, de rápida repercussão e ao alcance de todos, para a troca de experiências, mensagens, ideias e imagens que alcançariam interlocutores de todas as partes do mundo, muitos dos quais sequer se conheciam. Alguns artistas iriam recusar a denominação Arte Correio, por entenderem que ela se referia exclusivamente ao veículo por eles utilizado para a remessa de suas postagens, razão porque a expressão Arte Postal seria a mais frequentemente adotada, para designar esse gênero específico de trabalho criativo. No entanto, também não se revelaria adequado, por remeter tão somente ao formato do suporte, o cartão postal. Mas por falta de nomenclatura mais apropriada, ambas as expressões serão adotadas, indistintamente, ao longo deste texto. Circulando de maneira clandestina, via correios, a Arte Postal formalizou um processo de comunicação em rede que prescindiu das instituições culturais e se tornou uma meio eficiente, de modo especial no nosso continente, para enviar e partilhar mensagens e imagens de exacerbado teor crítico à realidade político/social. Textos, frases e imagens de natureza crítica, subversiva e contundente, seriam gerados por inúmeros artistas, que recorreram tanto a processos artesanais convencionais e meios alternativos, quanto às tecnologias disponíveis naquele momento. Se a maioria dos jovens artistas e poetas visuais para se expressar e comunicar lançaria mão de materiais precários, efêmeros, insólitos ou anartísticos (emprestando o termo de Julio Plaza), houve também quem recorresse a uma gama variada de suportes e recursos tecnológicos: offset, Super 8, vídeo, 226

Revista Postais 02 - 2014  

A Revista do Museu Correios Dossiê - Arte Postal Artigos de Adriana Santana, Almerinda da Silva Lopes, Altemar Henrique de Oliveira, Antonio...

Advertisement