Page 191

As primeiras edições da revista Diga um recorte preliminar

A coluna busca uma conversa mais pessoal com os “ecetistas”, relatando as decisões que impactariam a classe de forma direta, Gurjão Neto (ou o seu ghost writer) procura traduzir em palavras o clima da organização. Na segunda edição, a seção “Diga Você” convoca os funcionários a se revelarem, na empresa e fora dela: Para conhecê-lo, em toda a sua capacidade profissional, [a empresa] instituiu cursos e centros de treinamento, que o habilitarão às grandes chances de carreira na medida do aprimoramento das suas condições técnicas. E para identificar-se melhor com VOCÊ, conviver na intimidade da sua vida particular, ficar senhora das variada facetas do seu espírito, lançou esta revista. [...] (DIGA, n.2, p. 5).

Não há fotografias, ou qualquer ilustração nesta página. Porém, já publica algumas contribuições, como o poema Fadiga de Cláudio Machado, de São Paulo, naturalmente alinhada com o discurso geral de transformação e de empenho: Não me diga que fadiga mata alguém. Diga-me sim que sem fadiga jamais serei alguém.

Ainda no número 2, a reportagem “Correio dá as cartas na transamazônica”– ocupa quatro páginas e conta o desbravamento da transamazônica e o empenho da ECT em estender os serviços postais. Possui quatro fotos que mostram os funcionários em ação. A Transamazônica, não custa lembrar, era um dos grandes ícones da política desenvolvimentista do governo. A matéria “Marketing na ECT” revela o interesse da organização no emprego dos conceitos do marketing para melhorar o layout das agências.

191

Revista Postais 02 - 2014  

A Revista do Museu Correios Dossiê - Arte Postal Artigos de Adriana Santana, Almerinda da Silva Lopes, Altemar Henrique de Oliveira, Antonio...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you