Page 125

Um levantamento bibliométrico da produção acadêmica relativa aos Correios no Brasil

2010/2013, sendo este incompleto), de modo a nos permitir não só a evolução, mas também, a distribuição da produção em cada período. Ao lermos na horizontal teremos uma idéia da produção total por qüinqüênio e ao lermos na vertical teremos o mesmo resultado da tabela n. 2 (produção total no período em análise por tipo de produção). O Gráfico 1 (com o mesmo título da Tabela 3) é uma derivação da Tabela 3, na linguagem gráfica, porém agregando a ótica horizontal com a vertical, isto é, mostrando, através de linhas de diferentes cores, a produção total por qüinqüênio assim como a produção por tipo de obras a cada qüinqüênio. Na Tabela 4 (Participação Percentual por Tipo de Produção em Cada Qüinqüênio) mostramos a Tabela n. 3 sob a ótica horizontal, mas em termos de participação percentual do tipo de produção por qüinqüênio, ampliando a visão caso se olhe pela vertical ou horizontal. Na Tabela 5 (Teses de Doutorado e Dissertações de Mestrado por Instituições de Ensino Superior) apresentamos a quantidade de teses e dissertações geradas pelas instituições de ensino do país, referentes aos Correios no Brasil. Para evitarmos uma tabela ampla demais computamos apenas as instituições com mais de um registro ao longo do período em análise. Na Tabela 6 (Produção por Grande Área da CAPES) realizamos o enquadramento de toda a produção encontrada tendo como referência as grandes áreas da CAPES. Aqui o resultado é superficial e deve ser visto com ressalvas porque se, em alguns casos, o enquadramento é claro e evidente, na maioria deles é difícil, pois não é simples (pelas palavras-chave e resumos, quando há) descobrir exatamente qual a área da produção. Em muitos casos, há produção que aparentemente pode ter mais de um enquadramento. Mais difícil ainda seria realizar um enquadramento por área específica (por exemplo, dentro das Ciências Sociais Aplicadas – grande área – teríamos Administração, Economia, Arquitetura etc.), uma vez que várias obras transitam por mais de uma área específica (e, às vezes, por mais de uma área geral; é comum encontrarmos obras que transitam

125

Revista Postais 02 - 2014  

A Revista do Museu Correios Dossiê - Arte Postal Artigos de Adriana Santana, Almerinda da Silva Lopes, Altemar Henrique de Oliveira, Antonio...

Advertisement