Page 113

Exposições Filatélicas Brasilianas como palco para arte e a ciência de colecionar selos

Todos os fatos convergiram para a realização da primeira BRASILIANA, de 15 a 23/09/1979, no Rio de Janeiro, evento historicamente considerado a terceira exposição temática mundial e a primeira exposição clássica interamericana. A partir de então o termo BRASILIANA foi escolhido para identificar todas as futuras exposições internacionais de filatelia a serem realizadas em terras brasileiras, na medida do possível, sob patrocínio da FIP. As BRASILIANAS A primeira Exposição Filatélica Mundial BRASILIANA foi realizada nas dependências do Hotel Horsa Nacional, no Rio de Janeiro. O evento surgiu de proposta do filatelista Heitor Fenício (posteriormente, o Comissário Geral da 1ª edição do evento) durante a PORTUCALE 77. Organizada pelo Clube Filatélico do Brasil (CFB) e pela Associação Brasileira de Filatelia Temática (ABRAFITE), com o apoio e o patrocínio dos Correios do Brasil, a BRASILIANA 79 contou com a participação de cerca de 70 países, ocupando uma área de 6 mil metros quadrados, em que foram montados 250 estandes comerciais e expostos, aproximadamente, 3.800 quadros, montados em 1.500 painéis expositores de dupla face. O Palmarès, tradicional evento de premiação dos colecionadores, foi realizado no Salão Gávea do Sheraton Hotel. Simultâneo ao evento principal, ocorreu a I Exposição Interamericana de Filatelia Clássica da FIAF (Federação Interamericana de Filatelia), o XVIII Congresso Mundial da União Postal Universal (UPU) e o Congresso da FEBRAF, em que foi deliberado que a Exposição passaria a ser realizada a cada decênio, sempre nos anos com final 3, associando-o ao ano de emissão do selo Olho-de-Boi.

Cartaz - Brasiliana 83

113

Revista Postais 02 - 2014  

A Revista do Museu Correios Dossiê - Arte Postal Artigos de Adriana Santana, Almerinda da Silva Lopes, Altemar Henrique de Oliveira, Antonio...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you