Page 184

Odarci Roque de Maia Junior

Os códigos de barras denominados “ID-Tag” e “Destino” aplicados nos envelopes pelos equipamentos de triagem de cartas de formatos normal e semiembaraçoso, após a leitura e reconhecimento automático dos dados de endereçamento, foram desenvolvidos pelos Correios em cooperação com a Universidade de Brasília (UnB). Trata-se de uma variação da simbologia de código de barras 4-state, a qual possui elevada capacidade de redundância, permitindo a leitura das informações mesmo em caso de o mesmo estar parcialmente coberto por etiquetas ou sujo, ou seja, com barras parcial ou totalmente danificadas. Esse código de barras, denominado “SB4ECT” foi implantado em todos os sistemas de triagem da ECT.

Sistema de triagem de encomendas e malotes no Centro de Tratamento Porto Alegre(RS). Foto do autor Acervo - Museu Nacional dos Correios

182

Dentre os desenvolvimentos tecnológicos da ECT, destaca-se um novo método, desenvolvido em 1997, o qual permite a triagem automatizada de cartas com base nas informações do código de barras “ID-TAG”. Essa característica inovadora dispensa a necessidade de reprocessar as cartas nas máquinas de triagem para a impressão de um novo código de barras, quando a leitura automática dos dados de endereçamento não pode ser concluída em tempo real. Tal inovação permite aos equipamentos dos Correios brasileiros significativa melhoria de produtividade em comparação a máquinas semelhantes instaladas em outros pontos do mundo.

Profile for Correios Cultura

Revista Postais 01 - 2013  

Ana Carmen Amorim Jara Casco, Helena de Oliveira B. Negro, João Pinheiro de Barros Neto, Laura Antunes Maciel, Letícia Cantarela Matheus, Ma...

Revista Postais 01 - 2013  

Ana Carmen Amorim Jara Casco, Helena de Oliveira B. Negro, João Pinheiro de Barros Neto, Laura Antunes Maciel, Letícia Cantarela Matheus, Ma...

Advertisement