Page 88

Pablo Lisboa Silmara Küster de Paula Carvalho 2. Comunicação Verbal no III Curso de Estudos Avançados em Museologia, ocorrido na PUC RS em 2015.

No que concerne ao objeto museológico, Moutinho (2015)2 inicia a sua reflexão e provocação filosófica acerca desta temática correlacionando o fazer museológico do passado e as novas tendências no presente: Como eram tranquilos os tempos em que sabíamos o que era e o que não era MUSEU. Houve um tempo em que os museus eram assim... O objeto era o Rei... e a vítima era a rainha... Depois os museus saíram às ruas... Onde a estética do espaço era insuficiente. (MOUTINHO, CEAM, 2015 – informação verbal).

Realmente, pensar os museus na contemporaneidade, além de ser desafiador implica em redirecionar as ações museológicas para a emergência que se coloca no tempo presente. Quando Moutinho (2015) fala que os museus saíram às ruas e a estética do espaço é insuficiente, observa-se a amplitude que se abre para repensar para além dos museus e da museologia. E este redirecionamento não significa abstrair o existente, o convencional já traçado e configurado, uma vez que faz parte do processo, mas avançar para outras formas e possibilidades deste fazer museológico que poderão ser reveladas, pois na medida em que se permitem novas abordagens o potencial criador também é estimulado. Há inúmeras formas de comunicar os semióforos do tempo, independentemente do objeto e da concepção de museu. Moutinho (2009, p.8) vai além quando diz que a museografia pode partir não somente do “objeto herdado”, mas também de objetos criados, em que a poética dependerá da temática da exposição, do tipo de museu e do ato criador.

86

De acordo com Ostrower (2008), independentemente do campo de atuação, criar é dar forma a algo novo, sendo a criatividade um potencial essencial ao homem. Neste contexto, os museus virtuais poderão independer do objeto herdado, indo além do que Moutinho (2009, p. 12) diz ser seu “destino museológico”, e esta é uma nova concepção e alternativa, principalmente no que concerne às exposições temáticas comumente exploradas nas novas tipologias de museus.

Profile for Correios Cultura

Revista Postais 07 - 2016  

Revista Postal N. 6 - 2016 - Restauração da Agência Central dos Correios de Petrópolis. Artigo de Andréa Fernandes Considera, Erika Pereira...

Revista Postais 07 - 2016  

Revista Postal N. 6 - 2016 - Restauração da Agência Central dos Correios de Petrópolis. Artigo de Andréa Fernandes Considera, Erika Pereira...

Advertisement