Page 86

Pablo Lisboa Silmara Küster de Paula Carvalho

Dentre as várias formas para os museus atingirem suas funções, notadamente configuradas no tripé Comunicação – Pesquisa – Preservação, o uso de novas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) é uma ferramenta que amplia o acesso às informações de um museu a partir de qualquer parte do mundo, além de assegurar a preservação da informação no universo digital. Para Muchacho (2005, p. 580), no processo de comunicação entre os museus e seus públicos as TIC são importantes, uma vez que podem ser utilizadas a fim de complementar uma exposição, além de estimular o visitante a “uma nova visão do objeto museológico”. Um exemplo é a tecnologia da Realidade Aumentada (RA) comumente utilizada. A RA implica em uma combinação de tecnologia virtual/digital que é usada em tempo real e em local previamente selecionado. Conforme Moutinho (2015), a informação digital utilizada pode ser uma imagem estática ou em movimento, representações em 3D sobrepondo as informações obtidas ao ambiente tridimensionalmente, de maneira a permitir ao visitante a interação em tempo real através de dispositivos como smartphone, tablet e outros. A RA é uma ferramenta a mais da qual os museus poderão tirar partido. Outra possibilidade com o uso das TIC são os museus virtuais, que permitem ao visitante acessar suas exposições, porém distante do contexto real em que o objeto museológico se encontra, o que, conforme Muchacho (2005), dissociará “o objecto museológico da sua aura, materializando-o sob a forma de imagem virtual, ou seja, de 84

Profile for Correios Cultura

Revista Postais 07 - 2016  

Revista Postal N. 6 - 2016 - Restauração da Agência Central dos Correios de Petrópolis. Artigo de Andréa Fernandes Considera, Erika Pereira...

Revista Postais 07 - 2016  

Revista Postal N. 6 - 2016 - Restauração da Agência Central dos Correios de Petrópolis. Artigo de Andréa Fernandes Considera, Erika Pereira...

Advertisement