Page 49

História do uso de códigos de barras para triagem de correspondências nos Correios do Brasil

Para o Código de ID-TAG, isto é, aquele que identificava cada carta para que o sistema completasse posteriormente as informações correspondentes ao CEP, foi prevista a seguinte distribuição dos 40 bits de dados: • 1 bit

Identificador de Código de ID-TAG (valor fixo em 1)

• 12 bits

Número da máquina (0 a 4095)

• 15 bits

Número sequencial da correspondência (0 a 32767)

• 6 bits

Hora de Impressão, como fração do dia em meias horas (0 a 47)

• 5 bits

Data, como dia do mês (1 a 31) (0 é valor inválido)

• 1 bit Reservado (valor fixo em 0) Por sua própria construção matemática, o código RS utilizado na formatação do código de barras SB4E-ECT é capaz de corrigir qualquer situação de erros aleatórios que afete no máximo 5 símbolos de uma palavra-código. Considerando esta característica e o fato de cada símbolo de GF(16) estar codificado em 2 barras de 4-estados, além de outras especificidades de implementação, foram obtidas as seguintes capacidades de correção automática de erros na implementação realizada nos sistemas de triagem automatizada de cartas e semiembaraçosos dos Correios: a) correção de qualquer combinação de até 5 (cinco) barras em erro, por exemplo borradas, parcialmente encobertas; b) correção de qualquer combinação de até 10 (dez) barras em erro, desde que não afetem mais que 5 (cinco) símbolos de cada uma das palavras-código constituintes do código total; 47

Profile for Correios Cultura

Revista Postais 07 - 2016  

Revista Postal N. 6 - 2016 - Restauração da Agência Central dos Correios de Petrópolis. Artigo de Andréa Fernandes Considera, Erika Pereira...

Revista Postais 07 - 2016  

Revista Postal N. 6 - 2016 - Restauração da Agência Central dos Correios de Petrópolis. Artigo de Andréa Fernandes Considera, Erika Pereira...

Advertisement