Page 43

História do uso de códigos de barras para triagem de correspondências nos Correios do Brasil

Na época foi identificado um inovador código de barras de quatro estados (4-state) que já estava em uso pelo serviço postal britânico, o Royal Mail, o qual utilizada uma nova simbologia com quatro possíveis tipos de barras, bem como incorporava um algoritmo matemático tipo Reed-Solomon (RS) para a detecção e correção de erros. A codificação matemática de correção e detecção de erros era originária de sistemas avançados de comunicação, empregados em aplicações militares e em transmissões via satélite, desenvolvidas pelo pesquisador norte-americano Dr. Richard E. Blahut. Pelo apurado na época, tratava-se do estado da arte em matéria de código de barras para aplicações postais, visto que permitia a leitura precisa da informação em grandes velocidades de processamento, bem como continha características de detecção e correção de erros de leitura, causados por eventuais envelopes dobrados, encobertos, imperfeições de impressão ou mesmo obstruções sobre a impressão do código de barras (como etiquetas aplicadas parcialmente sobre as barras). Por estas razões a simbologia de código de barras de quatro estados foi adotada pelos Correios.

Figura D – Sistema de barras do SB4E-ECT.

Na simbologia empregada todos os espaços do código de barras são preenchidos por quatro tipos possíveis e específicos de barras: (1) a barra de sincronismo, mais curta e que ocupa o eixo central do código; (2) a barra descendente, a qual corresponde a barra de sincronismo acrescida de um segmento inferior; (3) a barra ascendente, a qual corresponde à barra de sincronismo acrescida de um segmento superior e (4) a barra completa, a qual ocupa todo o espaço reservado para as barras, conforme pode ser visto na figura D. 41

Profile for Correios Cultura

Revista Postais 07 - 2016  

Revista Postal N. 6 - 2016 - Restauração da Agência Central dos Correios de Petrópolis. Artigo de Andréa Fernandes Considera, Erika Pereira...

Revista Postais 07 - 2016  

Revista Postal N. 6 - 2016 - Restauração da Agência Central dos Correios de Petrópolis. Artigo de Andréa Fernandes Considera, Erika Pereira...

Advertisement