Page 226

Raniel da Conceição Fernandes

Trata-se de fato, como visto, de uma homenagem aos pracinhas brasileiros que estiveram no campo de batalha. E isso demonstra, de certo modo, a evidência e a relevância da participação do Brasil na Guerra. “Senta a pua”

Figura 5 - Distintivo do V Exército dos EUA. Fonte: Coleção: Gustavo Lima - Museu Virtual da FEB disponível online em http:// museuvirtualfeb.blogspot.com. br/2013/03/pecas-do-soldadonelson-bernardes-o.html

224

O esquadrão brasileiro, o 1º Grupo de Aviação de Caça da Força Aérea Brasileira (FAB), era comandado pelo Major Nero Moura, com 49 pilotos e mais de 400 homens de apoio. Lima (1980, p.39) afirma que o Esquadrão foi batizado durante a etapa de treinamento de “Senta a pua”, expressão original do nordeste brasileiro. Esta era utilizada pelos militares da FAB, na base aérea de Salvador, para apressar os pilotos e fazê-los dirigir mais depressa. Desta base 3 pilotos foram voluntários para a formação do Esquadrão: Leon Roussouileres Lara de Araújo, João Edson Rebello e Rui Moreira Lima, os quais levaram consigo o grito nordestino. Assim, nos campos de treinamento a expressão corria no dia a dia, incorporando-se ao vocabulário das ações táticas, de modo que se constituiu no grito de guerra do grupo. Após isso, faltava apenas o símbolo oficial para representar o Grupo. Foi então que, no deslocamento dos Estados Unidos da América para a Itália, a bordo do UST Colombie, os pilotos criaram o emblema. Idealizado pelo Capitão Fortunato de Oliveira, então já ilustrador de revistas militares, o avestruz foi escolhido como base para o símbolo. Ora, de onde veio o avestruz? Lima (1980, p. 39) indica que ele fazia parte das anedotas do traslado dado que a alimentação era muito diferente da brasileira. Alimentos como feijão com açúcar, leite em pó e café ralo passaram a fazer parte das refeições, levando os pilotos a se intitularem de avestruzes, uma vez que esse animal possui uma alimentação

Profile for Correios Cultura

Revista Postais 07 - 2016  

Revista Postal N. 6 - 2016 - Restauração da Agência Central dos Correios de Petrópolis. Artigo de Andréa Fernandes Considera, Erika Pereira...

Revista Postais 07 - 2016  

Revista Postal N. 6 - 2016 - Restauração da Agência Central dos Correios de Petrópolis. Artigo de Andréa Fernandes Considera, Erika Pereira...

Advertisement